V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia

on

  • 554 views

 

Statistics

Views

Total Views
554
Views on SlideShare
553
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

1 Embed 1

https://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia Document Transcript

  • O Mundo da Pesquisa cobriu o V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia em São Paulo.Reunimos tudo o que saiu na mídia e fizemos um resumo pra quem não pode participar. Acompanhe também em nosso site. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • O mundo não é mais o mesmo depois das mídias sociais na internet. Através darede, as empresas buscam informações sobre a vida dos consumidores, gostos epreferências. Isso tudo muda a forma de se fazer pesquisa.O 5º Congresso Brasileiro de Pesquisa tem objetivos ambiciosos:Compromisso com o desenvolvimento. Reafirmar a importância da pesquisa comoferramenta de desenvolvimento de negócios das empresas e, ao mesmo tempo, daeconomia brasileira. O que não deixa de ser a renovação do mesmo compromisso que elatem mantido durante décadas em nosso país.Evolução técnica. Demonstrar aos seus principais interlocutores do mercado,particularmente as empresas usuárias e à própria comunidade de pesquisadores, as novaspossibilidades processuais e metodológicas existentes em nossa profissão.Exercício de novos papéis. Discutir ampla e abertamente os novos papéis que ospesquisadores, sejam os que operam em empresas clientes ou institutos, devem exercerpara que as finalidades essenciais da pesquisa sejam alcançadas. Em um cenário denegócios como o que vivemos hoje, é essencial que a comprovação da eficácia dosinvestimentos em pesquisa seja reafirmada a cada novo projeto e a cada nova intervençãodos profissionais da categoria.Estes objetivos foram a base do tema escolhido para o 5° Congresso Brasileiro de Pesquisacom o tema geral: Da informação à criação de valor: o verdadeiro papel da pesquisa V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • O evento organizado pela Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa (ABEP) reuniu maisde 500 profissionais do setor, clientes, representantes do governo, meio acadêmico eimprensa. No encerramento, a pesquisadora Raquel Siqueira, da Millward Brown, foianunciada vencedora do Prêmio Alfredo Carmo, com apresentação do trabalho “Aressignificação da diversão no mundo contemporâneo”, selecionada pela comissão julgadoraentre outros 17 papers concorrentes.Para Fernando Ribeiro, vice-presidente da ABEP e coordenador técnico do Congresso, ogrande mérito do encontro foi reunir os principais formadores de opinião do segmento depesquisa para refletir os temas mais relevantes da atualidade. “O evento é uma expressão docrescimento e fortalecimento da entidade como instituição central do mercado de pesquisa demercado, opinião e mídia. Hoje estamos presentes em todos os fóruns do setor no mundo,com destaque para nossa importante liderança na América Latina”, afirma.Para entender melhor o Novo Brasil, Ricardo Paes de Barros, da Secretaria de AssuntosEstratégicos da Presidência da República, apresentou estudo sobre o crescimento da classemédia, que no período entre 1999 e 2009 se elevou em 15%. Na área política, o painelEleições em Foco, coordenado por João Francisco Meira, presidente do Vox Populi, teve aparticipação de representantes do Datafolha, IBOPE, Sensus e MCI, além de convidados eimprensa. Palestrantes internacionais e nacionais também focaram apresentações na área deinovação, branding, tecnologia e nos aspectos socioecononômicos.O trabalho vencedor do Prêmio Alfredo Carmo, intitulado “A ressignificação da diversão nomundo contemporâneo”, mostrou como as marcas se utilizam do entretenimento para secomunicar com seus clientes. Segundo a autora Raquel Siqueira, a partir dos anos 1990 adiversão começou a fazer parte das campanhas publicitárias de anunciantes que não têm olazer como sua atividade central. Demonstra como os consumidores dedicam cada vez maistempo a atividades como esportes, encontros com os amigos e passeios. Também apontaestratégias erradas das marcas como excesso de informações para o consumidor oupromoções sem foco no público-alvo. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Dia 26Abertura do Congresso - Paulo P. Andrade (Presidente ABEP)A abertura do Congresso iniciou com cerca de 500pessoas cantando o hino Nacional.Emocionante!Fernando Pimentel - Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Para o ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Brasil reúne as principais qualidades necessárias para se firmar como uma nação líder no mundo no futuro. Responsável pela primeira palestra no 5º Congresso Brasileiro de Pesquisa, realizado nesta terça e quarta-feira no World Trade Center, em São Paulo, ele destacou os seguintes pré-requisitos para o país que quiser se firmar como liderança mundial:1- Ter contingente forte de cidadãos com acesso ao mercado;2- Apresentar recursos naturais – e com soberania sobre eles;3- Oferecer possibilidades tecnológicas;4- E o mais primordial de todos: os itens acima embalados por uma moldura republicana democrática.O ponto mais frágil ainda no Brasil, em sua opinião, é o investimento em tecnologia, fator quegera maior produtividade para a economia do país. Além do Brasil, ele acredita que a Chinapoderia ocupar esse papel, mas com a ressalva de não contar com reservas naturais. “O desafioé o Brasil estar à altura daquilo que o destino está nos reservando”, afirmou a um públicocomposto por cerca de 400 pessoas. “Se vamos ocupar esse papel depende de nossas escolhas.Ao olhar para trás, vemos que o país mais acertou do que errou, portanto acho que vamos chegarlá” V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Pimentel falou que o mundo vive uma mudança de paradigmas no padrão industrial semprecedentes. “Henry Ford, assim como outros capitalistas e países, ficaram ricos criando,desenvolvendo e produzindo os seus produtos. Isso acabou e essa não é uma mudança trivial. Amaioria dos países não está preparada para isso”O ministro disse que a bola está com os países emergentes, do Brics, que estão caminhandopara se tornarem nações líderes. “Hoje o mundo olha os países emergentes como mercadosdinâmicos. Ninguém poderia imaginar isso há 20 anos. Ninguém olhava para a África”. Pimenteldestacou as “enormes vantagens do Brasil no processo”. O ministro lembrou da inserção recentede 40 milhões de novos consumidores no mercado brasileiro, com a ascensão das classessociais. “É como se tivéssemos incorporado uma Argentina inteira. Esso é uma mudançaprofunda nos padrões de consumo, aliada às novas noções de sustentabilidade, que não existiamhá 20 anos”.Quando algum governante diz algo polêmico, a repercussão na mídia é imediata. Basta vera declaração do ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e ComércioExterior, durante o 5o Congresso Brasileiro de Pesquisa, ocorrido no final de junho. Esseassegurou para uma plateia com cerca de 500 pessoas que, graças a um mecanismo criadopelo governo, uma possível quebra do Banco Santander na Espanha não acarretaria emprejuízo ao correntista brasileiro. Além disso, antecipou que no dia seguinte haveria anúnciode novas medidas econômicas do governo. Bastou isso para jornalistas da Agência Estado,Valor Econômico, Agência Leia e muitos outros presentes ao evento acionassem a redaçãopara transmitir tais declarações em tempo real. Nosso clipping, que ótimo, ficou bemrecheado, com notícia publicada em todo o país. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Luciano Deos (CEO Gad’) - O Papel das Marcas nas Estratégias de NegóciosA palestra a seguir foi de Luciano Deos, ceo da Gad’, que tem cinco empresas associadas ligadasà área de design e comunicação, que falou sobre “O papel das marcas nas estratégias denegócios”. Segundo Deos, nesse cenário de transformações do consumo e de mudançaempresarial, o papel das marcas ganha cada vez mais relevância dentro da perspectiva decriação de valor para os negócios das empresas. Ele falou também sobre a corrida doempresariado brasileiro para não perder a janela de oportunidade que o Brasil está tendo. “Todoempresário brasileiro com quem converso quer vender, crescer rápido até 2016. Ninguém querperder essa janela de oportunidade que o Brasil está tendo”, afirmou o ceo da Gad’.Building Brands 1. Start up -> posicionar 2. Diferenciação -> reposicionar 3. Aquisição -> direcionar 4. Fusão -> integrar 5. Governança -> alinhar 6. IPO -> transparência 7. Consolidação -> reorientar 8. Internacionalização -> garantir V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Dr. Jefferson Mariano (Tecnologista em Informação Geográfica e Estatística - IBGE) eMiguel Matteo (Diretor Adjunto da Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas eAmbientais -IPEA):Tendências da Evolução da Geografia do Consumo no BrasilO diretor adjunto da diretoria de estudos e políticas regionais, urbanas e ambientais do IPEA,Miguel Matteo, afirmou que o grande desafio dos pesquisadores do consumo no Brasil édescobrir se a expansão da rede urbana do País tem se dado de forma a ampliarproporcionalmente o mercado consumidor.“É preciso avaliar se essa expansão, que chega à lugares do interior do País triplicando aspopulações de cidades em uma década, está se dando de forma menos concentrada, menosdesigual, do que as expansões verificadas em décadas passadas”, afirmou Matteo, durante opainel Tendências da Evolução da Geografia do Consumo no Brasil, realizado na terça-feira 26, eque contou também com a participação do tecnologista em informação geográfica e estatística doIBGE, Jefferson Mariano.Para Matteo, conhecer as características da expansão da rede urbana é essencial para adeterminação de políticas públicas ativas que resultem na diminuição das lacunas existentes nopadrão de consumo das diferentes regiões e classes sociais do País. “Norte e Nordeste ainda têmum padrão muito distante da média brasileiras e ainda mais distante da média das outrasregiões”, comparou. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • PalestrasDa Informação à Ação: Diagnóstico das Comunidades com Unidades de PolíciaPacificadora no Rio de JaneiroFIRJAN - Hilda N. A. RochaO trabalho estuda os impactos e benefícios da presença das UPPs nas favelas do Rio de Janeiro.Resultado de parceria entre a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro com o Instituto deEstudos do Trabalho e Sociedade (Iets), analisa mudanças nas áreas de saúde, educação,infraestrutura, segurança, emprego e renda, focado em dois aspectos: acessibilidade dapopulação a esses serviços e avaliação dos pesquisados da sua qualidade.Violência Doméstica Contra a Mulher - Percepções sobre a violência doméstica contra amulher no Brasil 2011.IPSOS - Elisa BerndPesquisa sobre as diversas formas de violência doméstica em que homens e mulheres seposicionam sobre o impacto dessa situação nas suas vidas. Além da violência física, existemoturas formas detectadas pelo estudo, como a psicológica. Outro ponto importante é a descriçãode campanhas de prevenção da violência contra a mulher. Desse modo, o trabalho mostra oquanto políticas públicas podem e devem estar pautadas em um conhecimento mais profundodas percepções sociais. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Modelos supervisionados de árvores de decisão: aplicabilidade como ferramenta para ageração de conhecimento.IBOPE - Cláudia SciortinoEste trabalho aborda, comparativamente, a aplicabilidade dos principais modelos de árvore dedecisão (CART, QUEST, CIT, Random Forest) em uma base de dados proveniente de umaPesquisa de Intenção de voto no 1. Turno para prefeito de São Paulo em 2008. Adicionalmente, aidentificação de características políticas, socioeconômicas e demográficas associadas a cadasegmento de eleitores proporciona a estruturação e manutenção de uma base de conhecimentosobre a intenção de voto nos candidatos a Prefeitura de São Paulo.Neuromarketing e a Pesquisa de Mercado - Um estudo de Caso.Outliers - Ricardo Menetti & Heineken - Renne Villegas BertranNo final de 2009, começaram os estudos com neuromarketing, desenvolvendo uma ferramentaprópria de pesquisa. Foi montada equipe multidisciplinar que reúne especialistas de TI,psicólogos, técnicos de EEG e pesquisadores de mercado. A proposta da aplicação dos recursosde EEG, Ressonância Magnética e PET Scan tem por objetivo complementar as técnicas deestudos qualitativos existentes no mercado e oferecer oportunidade para expandir o entendimentodo comportamento humano e o fenômeno do consumo.“Com um aparelho de ressonância magnética é possível examinar o cérebro de uma amostra deconsumidores, identificar as regiões associadas a certos comportamentos e detectar o quesentem quando pensam em determinadas marcas e produtos”, afirma um dos maiores estudiososdo assunto, Martin Lindstrom, em seu livro, A Lógica do Consumo.Debatedora - Dulce Perdigão (Test of the Future)Infância Influente.TNS - Alexandre MommaEste estudo nasceu da necessidade de compreender as formas e impactos que os aparelhos eserviços de tecnologia poderão ter sobre os consumidores do futuro, hoje com idade entre seis eonze anos. O resultado deste trabalho é identificar e, em certos casos desmistificar, osparâmetros de relacionamento entre consumidor mirim e o consumo de tecnologia, uma vez quese está diante de tendências de comportamento que já não mais se enquadram nos modelostradicionais de marketing e branding. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Mercado de Vizinhança - Um desafio para a Indústria.GFK - Marco Aurélio LimaA pesquisa entrevistou três públicos distintos: empresários de pequenos autoserviços, varejistas econsumidores. O objetivo é entender como ocorre o consumo (razões que definem a escolha)nesses mercados de vizinhança, fazendo comparação com as grandes redes sobre preços.Também foi realizado um perfil dos varejistas e em que se diferenciam dos grandes grupos, alémda análise de como é a gestão desses mercados menores.Tribos Urbanas e as Marcas na Pós-Modernidade.Millward Brown - Livia Bellato e Aurora YasudaA mudança que vem ocorrendo nos últimos tempos, especialmente com o crescimento dassofisticadas ferramentas digitais, tem colocado um cenário muito complexo e diferente para oentendimento do relacionamento dos consumidores com as marcas. Para captar as opiniões doconsumidor pós-moderno, os pesquisadores criaram um blog onde observaram jovens de 18 a 25anos. Alguns comportamentos se destacam como necessidade de viver em grupo, valorização dolúdico e importância da diversidade nas suas relações.Duas gerações convivendo na empresa: aliadas ou adversárias?Ateliê de Pesquisa - Luiz Felipe CortoniO projeto procura entender como as gerações mais velhas (Baby Boomers e X) estão percebendoe lidando com os jovens da Geração Y que estão iniciando suas carreiras profissionais emempresas. A Geração Y é normalmente caracterizada por jovens nascidos entre 1978 e 1994.O estudo delimitou os nascidos entre 1984 e 1991 (na época com idades entre 18 e 24 anos). Nocontraponto, os gestores entrevistados encaixam-se em gerações denominadas Baby Boomers(nascidos entre 1948 e 1963) e a Geração X (nascidos entre 1964 e 1977).Debatedora - Renata Frank (GAP)Embaixador Sérgio Amaral - Ex Ministro do Desenvolvimentoda Indústria e do ComércioBrasil, China e Índia Parceiros e ConcorrentesO embaixador afirma que o crescimento da China foi de 53% em 2011 e34% em 2010. O país não pára de crescer! V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Dia 27Ricardo Paes de Barros – Secretário de Ações EstratégicasA nova classe média foi o tema da palestra do Secretário de Ações Estratégicas, Ricardo Paesde Barros, no 5º Congresso Brasileiro de Pesquisa, realizado em São Paulo pela AssociaçãoBrasileira de Empresas de Pesquisa. Representando a Secretaria de Assuntos Estratégicos daPresidência da República (SAE/PR), Paes de Barros falou sobre a formação da classe média esobre o modelo desenvolvido pela SAE para classificar e entender esse grupo, que deve chegara 54% da população brasileira em 2012.“A fatia mais pobre do Brasil tem crescido no mesmo ritmo que a China. Na comparação entreos mais ricos e mais pobres, a taxa de crescimento da renda da população pobre é cinco vezesmaior que a da mais rica”, explicou Paes de Barros. “Nosso desafio, e esperamos que vocêscontribuam com isso, é entender, a partir desses critérios, quais os anseios, comportamentos epadrões desse grupo”, completou o secretario.Ouça a palestra aqui: V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Christophe Vergult - Insites Consulting - Gamification, Co-researchers andInfotainment in Online Research CommunitiesO caso Consulting InSites tem a ver com gamification (uso de técnicas de jogos, a fim de envolveras pessoas) nas comunidades de pesquisa online (MROCs), no processo de pesquisa todo: tantona coleta de dados, interpretação e elaboração de relatórios.A coleta de dados e interação com os participantes é gamified em vários níveis. Exemplos: osparticipantes recebem desafios ao invés de perguntas, e eles luta entre si para entrar nasmelhores insights. Além disso os participantes destravar todas as informações a mais como elescontribuem si, o que resulta em recompensas. Qual é o resultado de tudo isso? Dados que é 7vezes mais rico!Elias Veris, Innovator Sênior de Pesquisa InSites Consulting: "Ao integrar gamification emdiferentes níveis MROCs, nós transformar totalmente a experiência de fazer pesquisa. Movemo-nos a uma experiência que os participantes da pesquisa realmente gosto, o que implica melhoresresultados ".Após a coleta os dados também deve interpretar e relatar. Para este fim InSites Consultingdesenvolveu um jogo que permite aos participantes a contribuir-se para a interpretação: o "jogode interpretação multidão"."Durante o jogo os participantes interpretar os dados dos outros participantes, o que pode levarum aumento de 20% em insights.", Explica Annelies Verhaeghe, Chefe de Inovação. "Este é de20% de insights que possam ter escapado como pesquisador, por isso trabalhamos de formamais eficiente com a data disponível."A última etapa, a interação com o cliente, também tem sido parcialmente gamified. Ao pedir váriosintervenientes para jogar um jogo de antemão, eles descobrem o que eles ainda não sabem (ou oque eles supõem incorretamente que sei), que cria mais abertura para os resultados. O workshopfinal é também se transformou em um jogo, para que todos recebam o máximo proveito dosresultados. Esta situação traz um impacto mais pesquisas do que nunca.Tom De Ruyck, Chefe de comunidades de pesquisa: "A integração fundamental da gamificationem todo o processo de pesquisa da comunidade é um grande desafio, que acreditamos, e quenos traz os resultados em uma base diária."A decisão final do júri: "Consultoria InSites criou uma metodologia que seja capaz de trazermudanças fundamentais para a forma como a indústria vê a pesquisa. Além disso, éimpressionante que não apenas uma parte, mas todo o processo de uma abordagem é inovou emelhorado. " V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Produção e difusão da mídia social entre brasileiros:um estudo comparativo na América Latina.ECMetrics – Ivan Casas & eCGlobal Solutions – Adriana RochaA pesquisa analisou como as redes sociais vem se transformando em uma fonte poderosa paraescutar as opiniões dos consumidores e entender como a pesquisa tradicional será influenciadapor essa mudança. O estudo aponta que os consumidores estão fortemente familiarizados comas ferramentas interativas da internet. Além disso, reconhecem o status tanto da informaçãodivulgada pela mídia oficial das empresas quanto aquela produzida e difundida por outraspessoas na forma de mídia social.O trabalho se propõe a discutir a pergunta: O mundo digital e as redes sociais vão substituir o quetemos ouvido dos consumidores por meio das técnicas clássicas de pesquisa? “O paper sedesenvolve em duas vertentes: explora como a identificação de diferentes perfis de usuários demídia social nos diferentes países da América Latina podem ajudar no planejamento e execuçãode estratégias de marketing e, por outro lado, reflete se as redes sociais têm realmente criadouma nova realidade para o marketing, substituindo técnicas clássicas de pesquisa de mercado”,afirma Ivan Casas, CEO da eCMetrics.Entre os resultados que serão apresentados, está aquele que aponta que 90% dos consumidoresinternautas têm efetivamente algum tipo de envolvimento ou gostariam se envolver com aprodução, compartilhamento, busca e difusão de mídia social para diversas áreas do mercado.Isto revela que, de fato, os consumidores online estão fortemente familiarizados com asferramentas interativas oferecidas na internet.Hoje em dia os internautas pesquisam, interagem e influenciam suas redes sociais online deforma rápida e eficiente. As empresas interessadas em competir, mantendo ou aumentando suasfatias de mercado, precisam estar atentas e monitorar o que “é dito” sobre elas na internet. AeCMetrics oferece uma consultoria especializada para engajamento entre consumidores e marcasatravés do uso estratégico de Mídias Sociais. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Chris Adrien, Vice President, Product Development of Nielsen - The Next Frontier in InnovationDecision Making *A Pesquisa no Brasil: Como nós chegamos até aqui?MC 15 Consultoria - Nelsom MarangoniGeoprocessamento nas Pesquisas de MarketingIBOPE - Juliana Piai e Viviane AlvesO tema deste projeto é discutir o papel do geoprocessamento no desenvolvimento de métricasque são utilizadas no planejamento de marketing das empresas de shopping Center. O objetivogeral é mostrar de que modo a análise combinada entre os estudos convencionais de perfil declientes e o geoprocessamento pode resultar no desenvolvimento de métricas inovadoras parao planejamento estratégico de empresas de shopping centers de forma útil e válida.Debatedora - Marilene Pottes (Antenna Consultoria)A ressignificação da diversão do mundo contemporâneo: como as pessoas se divertemhoje e o que as marcas têm a ver com isto?Millward Brown - Raquel SiqueiraA evolução do lazer no Brasil é detalhada em uma pesquisa que analisa como as marcas seutilizam do entretenimento para se comunicar com seus clientes. Mostra que a partir dos anos1990, a diversão começou a fazer parte das campanhas publicitárias de anunciantes que nãotem o lazer como sua atividade central. Demonstra como os consumidores dedicam cada vezmais tempo a atividades como esportes, encontros com os amigos e passeios. Também apontaestratégias erradas das marcas como excesso de informações para o consumidor oupromoções sem foco no público-alvo. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • A Amazon é uma rede social?IBOPE - Luis Sá LucasO estudo introduz alguns conceitos básicos de análise matemática de redes sociais,descrevendo a origem da Teoria dos Grafos e os conceitos de nós, ligações e medidas decentralidade como grau. Mostra como a Amazon pode ser vista como uma rede social. Discutetambém em linhas gerais algoritmos de segmentação de redes. Apresenta estudo de caso deredes de livros vendidos na Amazon e com base nele indica como recomendações e vendassão altamente correlacionadas.Pesquisa de Mercado e Redes Sociais - Like ou Spam?GFK - Ricardo Moura e Márcia SantosO estudo quis investigar o que as empresas esperam de retorno com as redes sociais. Segundoestimativas de mercado, 70% dos participantes dessas redes tem atitude passiva, ou seja, nãocompram – apenas observam. Como exemplo, é realizado estudo de caso do HospitalSamaritano, de São Paulo, que faz um uso de todas as redes sociais. São apresentados osresultados desse relacionamento da empresa com seus vários públicos.Debatedora - Ione Almeida (Almeida Associados Consultoria Estratégica) V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • ELEIÇÕES EM FOCOJoão Francisco Meira, Presidente do Vox Populi, coordenará o painel de debate sobre asEleições 2012, à presença da mídia brasileira. (com Datafolha / IBOPE / MCI / Sensus / VoxPopuli) Debate discute o papel e o valor das pesquisas eleitorais para o País Márcia Cavallari, CEO do IBOPE Inteligência, participou da plenária Eleições em Foco, durante o 5° Congresso Brasileiro de Pesquisa Em ano de eleições municipais, as pesquisas de intenção de voto ganham destaque na mídia e despertam a curiosidade da população. A forma como são feitas, a quantidade de pessoas entrevistadas e a precisão dos resultados obtidos são alguns dos questionamentos mais frequentes do público. Neste contexto, a plenária “Eleições em Foco”, realizada durante o 5° Congresso Brasileiro de Pesquisa, no último dia 27, veio para esclarecer o papel e o valor da pesquisa, enquanto fonte de informação para o exercício da democracia. Com a participação de representantes dos principais institutos de pesquisa do País, (IBOPE, Datafolha, Sensus e Vox Populi), além da consultoria política MCI, o debate levantou questões a respeito das variabilidades socioeconômicas e culturais do eleitorado, legislação e auto-regulação do setor de pesquisa, além da discussão sobre os critérios e métodos dos institutos. “A pesquisa é um misto de arte e ciência. Existe o lado matemático e estatístico, mas também há o lado da arte na elaboração dos questionários”, explicou Márcia Cavallari, CEO do IBOPE Inteligência e uma das debatedoras do evento. Segundo a especialista, os caminhos para análise da intenção de voto do eleitor são variados, mas uma forma interessante de se entender a questão é a observação das variáveis socioeconômicas, juntamente com a geografia do eleitorado nas cidades. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • “Hoje, a informação é muito rápida e simultânea, por isso as pesquisas devem ser realizadas até oúltimo momento. É importante entender que a pesquisa é um diagnóstico do momento e não umprognóstico do futuro. De toda forma, se levarmos em conta outras variáveis na análise, tais como ascaracterísticas socioeconômicas, demográficas da população, geografia passada do voto teremos umquadro interessante que nos permite entender melhor o comportamento do eleitor.”Legislação EleitoralA regulamentação do setor de pesquisa no Brasil é assunto defendido por todos os institutos, masmedidas que restringem as atividades das empresas foram criticadas pelos participantes do debate.O principal exemplo citado foi a exigência do registro da pesquisa eleitoral no TSE com cinco dias deantecedência a sua divulgação. Segundo os especialistas, isso impede que os institutos deem inícioimediato a pesquisas, caso identifiquem fatores que possam alterar os resultados das urnas, comoescândalos repentinos ou oscilações do mercado.Para Márcia Cavallari, o tempo exigido pela legislação poderia ser menor, já que o objetivo dela é dartransparência ao processo de pesquisas eleitorais. “O registro com três dias de antecedência ésuficiente para o bom desenvolvimento e segurança dos serviços prestados pelos institutos”, afirma. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Por um olhar Cubista do Objeto de Pesquisa.GFK - Izabela GazzolaO advento da internet trouxe mudanças significativas no comportamento do consumidor. Junto aestas mudanças, a internet fornece as ferramentas para abordar este novo consumidor a partirde novas fontes de informação e metodologias inovadoras de pesquisa. Em resumo, há umademanda por estudar o objeto de pesquisa por vários ângulos e abordagens para enriquecer aanálise e ter uma visão o mais completa possível da realidade.O ambiente virtual como um inexorável Campo de Pesquisa: um estudo de uma novela daRede Globo.IBOPE - Wagner Esteves e Tânia AlmeidaFoi realizado estudo de caso da novela Fina Estampa, veiculada em 2011/ 2012, pela RedeGlobo, no horário de 21h. Ao longo de seis meses, se coletou as menções e posts relativos ànovela, classificando as mensagens como positivas, neutras ou negativas, a partir de blogs,fóruns, notícias, redes sociais (páginas públicas no Facebook, Orkut, etc) e comentáriosrealizados em sites de vídeo (Youtube). Em um segundo momento, avaliou-se as possíveiscorrelações existentes entre o buzz e o índice de aundiência tradicional.Debatedora - Tania Maia (PUC - SP)Conjoint Analysis Aplicada à Decisão do Eleitor: Uma simulação da eleição paraPrefeitura de São PauloIBOPE - Bruna SuzzaraO estudo aborda a aplicação de um questionário de Conjoint Analysis composto por diversosatributos relacionados a candidatos a Prefeitura de São Paulo. A aplicação foi feita por doismétodos: Choice-Based Conjoint (CBC) e MaxDiff (MD), e os resultados foram analisadosutilizando o modelo Latent Class (LC). O estudo ilustra como os resultados podem contribuirpara o planejamento da comunicação de uma candidatura, quantificando as preferências doeleitor quanto ás características de candidatos: imagem, aspectos pessoais, profissionais epartidários. V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Por que não fazemos mais negócios inclusivos?Market Analysis - Michele AfonsoDebatedora - Maria Luiza Orlando (Unilever)O estudo pesquisou como as grandes empresas são percebidas pelos consumidores de baixarenda ao fazer negócios inclusivos nas comunidades onde moram. Além de entender como elascompram, a pesquisa procurou saber se houve geração de empregos e quais os serviços eprodutos oferecidos. Também perguntou como são formadas novas lideranças empresariaisprovenientes dessas comunidades e quais os incentivos para esses negócios avançarem.A base de dados foi do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável(CEBDS).John Marinopoulus - CEO Strategic Intelligence Group - Innovation can be research´s bestfriend: Examples of innovation-led profit in property development and urban.Momento ABEP V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Momento ASBPM“O cenário atual, com novas oportunidades e responsabilidades, mostra aimportância do pesquisador. O Brasil vive um momento ímpar. Estamos recebendotodo tipo de investimentos, além do reconhecimento internacional e a entrada denovas empresas. Para consolidar este crescimento, será necessário muito esforçopara vencer os desafios. A pesquisa será fundamental para poder sobrepujar estesobstáculos, pois ela apontará a direção para a qual o País deve seguir. É opesquisador que conhece profundamente o Brasil e os brasileiros”, conclui Hannun.“O pesquisador mais qualificado, com competências analíticas tem papel estratégico nessenovo cenário, por isso a regulamentação da profissão do pesquisador de mercado, opinião emídia torna-se essencial.” Assine o abaixo-assinado Á FAVOR da regulamentação da profissão de pesquisador de mercado: http://peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=asbpmplc V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • Fontes 1. Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia 2. Revista PMKT21 - #3 – 2012LinksAcessados em 09/07/12 1. http://propmark.uol.com.br/mercado/40934:consumo-cresceu-mas-continua-desigual 2. http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2012/06/27/IPEA-padrao-de-consumo- segue-desigual-no-Brasil.html 3. http://www.sae.gov.br/site/?p=12373 4. http://www.bunchball.com/sites/default/files/downloads/gamification101.pdf 5. http://web2engagebrasil.com/2012/06/21/estudo-da-ecmetrics-sera-apresentado-no-5%C2%BA-congresso- brasileiro-de-pesquisa/ 6. http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=5&proj=PortalIBOPE&pub=T&db=c aldb&comp=Noticias&docid=D5AA01514C4B5FFF83257A2C00686F06 7. http://www.fernandovasconcelos.com/noticias/5%C2%BA-congresso-brasileiro-de-pesquisa-fortalece-o- setor 8. http://www.abep.org 9. http://asbpm.wordpress.com 10. www.congressoabep.org V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com
  • V Congresso Brasileiro de Pesquisa de Mercado Opinião e Mídia http://mundodapesquisa.wordpress.com