Your SlideShare is downloading. ×
0
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Certificação Digital - Aula1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Certificação Digital - Aula1

3,017

Published on

Published in: Technology, Art & Photos
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,017
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Certificação Digital Introdução
  • 2. Certificação Digital <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><ul><ul><li>Introdução à Certificação Digital </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Criptografia Simétrica e Assimétrica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Message Digest ou Funções Hash </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>ICP ou PKI </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Certificados Digitais (x.509 v3) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Assinatura digital </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Repositórios de Certificados </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Trabalhos </li></ul></ul></ul>
  • 3. Certificação Digital <ul><li>Migração de Papel para documentos eletrônicos. </li></ul><ul><ul><li>Ex: Poder Judiciário, Cartórios etc... </li></ul></ul><ul><li>Certificação Digital é um caminho sem volta. </li></ul><ul><ul><li>Diferencial competitivo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em breve, essa tecnologia será necessária para a sobrevivência de toda organização. </li></ul></ul>
  • 4. Certificação Digital <ul><li>Mundo cada vez mais digital. </li></ul><ul><ul><li>Troca de mensagens, documentos entre cidadãos, governos e empresas. </li></ul></ul><ul><li>Necessidade de garantir: </li></ul><ul><ul><li>Autenticidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Confidencialidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Integridade; </li></ul></ul>
  • 5. Certificação Digital <ul><li>Certificação digital é uma tecnologia que provê os mecanismos abaixo na troca de informações: </li></ul><ul><ul><li>Autenticidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Confidencialidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Integridade; </li></ul></ul>
  • 6. Certificação Digital <ul><li>Autenticidade ; </li></ul><ul><ul><li>Garante que um objeto provém das fontes anunciadas e que não foi alvo de mutações ao longo de um processo. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Assinatura Digital </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Nas telecomunicações se uma mensagem é recebida na íntegra de um emissor, ela é autentica. </li></ul></ul>
  • 7. Certificação Digital <ul><li>Confidencialidade ; </li></ul><ul><ul><li>Componente de segurança que visa manter a privacidade da comunicação e proteger a informação. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Criptografia Assimétrica ou de chave pública </li></ul></ul></ul>
  • 8. Certificação Digital <ul><li>Integridade ; </li></ul><ul><ul><li>Essencial para assegurar a fidelidade da informação ao teor original e garantir que a informação não poderá ser alterada sem conhecimento. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Funções Hash ou Funções Resumo </li></ul></ul></ul>
  • 9. Certificação Digital <ul><li>Certificação Digital proporciona recursos de segurança nas transações eletrônicas, visando garantir: </li></ul><ul><ul><li>Privacidade nas transações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Controle de acesso; </li></ul></ul><ul><ul><li>Autenticidade da origem; </li></ul></ul><ul><ul><li>Autenticidade do destino; </li></ul></ul><ul><ul><li>Integridade das mensagens; </li></ul></ul>
  • 10. Certificação Digital <ul><li>O que é certificar? </li></ul><ul><ul><li>Certificar é dar fé, afirmar, ter a certeza de algo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ex: Quando vamos a um cartório, sempre nos é solicitado um documento que comprove a nossa identidade. </li></ul></ul>
  • 11. Certificação Digital <ul><li>Como garantir nas transações eletrônicas quem são as partes envolvidas? </li></ul><ul><ul><li>Utilizando técnicas e processos que utilizam procedimentos lógicos e matemáticos baseados em criptografia, para assegurar confidencialidade , integridade e autenticidade (confirmação de autoria) das informações . </li></ul></ul><ul><ul><li>Essas técnicas e processos proporcionam maior segurança às comunicações e transações eletrônicas. </li></ul></ul>
  • 12. Certificação Digital <ul><li>5 aspectos fundamentais dentre os requisitos que formam os níveis de segurança recomendados para as transações eletrônicas: </li></ul><ul><ul><li>1) Disponibilidade : A informação deve estar disponível ininterruptamente, para novo tratamento ou utilização; </li></ul></ul><ul><ul><li>2) Integridade : Fidelidade da informação ao teor original; Garantia de que ninguém poderá alterar a informação sem o seu conhecimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>3) Confidencialidade : Manter a privacidade da comunicação; A informação deve ser protegida da observação indevida de terceiros; </li></ul></ul>
  • 13. Certificação Digital <ul><li>5 aspectos fundamentais dentre os requisitos que formam os níveis de segurança recomendados para as transações eletrônicas: </li></ul><ul><ul><li>4) Autenticidade : Provar a identidade do emissor; Deve-se garantir a autoria, origem e destino da informação; </li></ul></ul><ul><ul><li>5) Irretratabilidade ou não repúdio : É a garantia de que uma transação depois de efetuada não pode ser negada. </li></ul></ul>
  • 14. Certificação Digital <ul><li>O que é criptografia? </li></ul><ul><ul><li>Termo de origem grega derivada da junção das palavras kryptos (oculto) e graphen (escrever), representando a arte de escrever em códigos de forma a ocultar a informação por meio de um texto imcompreensível. </li></ul></ul>
  • 15. Certificação Digital <ul><li>O que é criptografia? </li></ul><ul><ul><li>Desde que o homem descobriu o valor da informação como elemento de poder, estava criada a criptografia. </li></ul></ul><ul><ul><li>A criptografia sempre foi de importância vital para militares e diplomatas. </li></ul></ul>
  • 16. Certificação Digital <ul><li>Por milhares de anos, as necessidades no trato com a informação não mudaram tanto, apenas a tecnologia mudou. </li></ul>
  • 17. Certificação Digital <ul><li>Criptografia manual : Desde épocas remotas, as elites do poder e do conhecimento buscam fazer com que a informação, ao ser transmitida, torne-se imcompreensível para todos aqueles que não sejam seus destinatários. </li></ul>
  • 18. Certificação Digital <ul><li>Criptografia mecânica : A revolução industrial interveio na mecanização dos sistemas criptográficos, bem como na agilidade da transmissão dos criptogramas, devido a popularização de equipamentos de código Morse. </li></ul>
  • 19. Certificação Digital <ul><li>Criptografia computadorizada : Na criptografia mecânica a confidencialidade dos criptogramas residia na ocultação pública da máquina ou da chave. Com a disseminação dos computadores a confidencialidade passou a residir exclusivamente na chave. </li></ul>
  • 20. Certificação Digital <ul><li>Representação dos principais marcos da criptografia através da história. </li></ul>
  • 21. Certificação Digital <ul><li>Cítala Espartana : Na antiga grécia os &apos;&apos;éforos&apos;&apos; espartanos governantes preparavam dois ou mais bastões, sendo que o bastão que continha a mensagem criptografada só poderia ser lida com uma outra cópia do bastão. </li></ul>
  • 22. Certificação Digital <ul><li>Império Romano : Júlio César empregou um código secreto (conhecido como a cifra de César) que consistia em substituir cada letra da mensagem por outra inexistente no alfabeto romano. </li></ul>
  • 23. Certificação Digital <ul><li>Renascença : Alberti um criptógrafo da renancença italiana aperfeiçoou o código rotativo de César criando dois discos sobrepostos. Em o &apos;&apos;código da Vinci&apos;&apos; o sistema é chamado de Criptex e sua invenção é atribuída a Leonardo da Vinci. </li></ul>
  • 24. Certificação Digital <ul><li>Rotor : No século XIX Thomas Jefferson (posteriormente presidente dos EUA), cria o rotor. Era uma máquina de baixa segurança, porém sua utilização se estendeu para além da II Guerra Mundial. </li></ul>
  • 25. Certificação Digital <ul><li>Ficção : Alan Poe publicou em 1843 &apos;&apos;O escaravelho de ouro&apos;&apos; onde se narra a aventura de um indivíduo que encontra uma mensagem cifrada que contém informações sobre um fabuloso tesouro. </li></ul>
  • 26. Certificação Digital <ul><li>Guerras Mundiais : Durante as duas guerras mundiais a criptografia se desenvolve no sentido de renovação contínua das chaves, para dificultar a interceptação de mensagens via telefone, telégrafo e rádio. </li></ul>
  • 27. Certificação Digital <ul><li>Enigma : Criada em 1938 pelos nazistas para efetuar transações bancárias. Foi usada na II Guerra onde os nazistas trocavam diariamente a chave de decifragem. </li></ul>
  • 28. Certificação Digital <ul><li>DES : Até a II guerra todas as chaves eram de chaves simétricas. No final da década de 40 C. E. Shannon sugeriu o uso de chaves aleatórias. Na década de 70 a IBM cria um sistema chamado Lucifer. Em 1976 surge o DES. </li></ul>
  • 29. Certificação Digital <ul><li>Chaves Públicas : Em 1975 dois engenheiros da Universidade de Stanford iniciam o estudo sobre a criptografia de chave pública. O novo estudo consistia em algo aparentemente impossível uma chave para cifrar e outra para decifrar. </li></ul>
  • 30. Certificação Digital <ul><li>RSA : Criado em 1977 esse método se baseia na observação de que não existe um algoritmo suficientemente eficiente para processar grandes números que sejam produtos de dois números primos. </li></ul>
  • 31. Certificação Digital <ul><li>Criptografia Moderna : </li></ul><ul><ul><li>O algoritmo criptográfico é uma fórmula matemática que usa uma chave (sequência de bits) para cifrar um texto legível. </li></ul></ul><ul><ul><li>Quanto maior a chave mais seguro se torna o processo de criptografia. </li></ul></ul>
  • 32. Certificação Digital <ul><li>Tipos de Criptografia : </li></ul><ul><ul><li>Criptografia Simétrica : Conhecida também como criptografia de chave secreta , utiliza a mesma chave tanto para cifragem quanto para a decifragem. </li></ul></ul><ul><ul><li>Portanto a chave deve ser compartilhada entre quem cifra e quem decifra a informação. </li></ul></ul>
  • 33. Certificação Digital <ul><li>Tipos de Criptografia : </li></ul><ul><ul><li>Criptografia Simétrica </li></ul></ul>
  • 34. Certificação Digital <ul><li>Tipos de Criptografia : </li></ul><ul><ul><li>Criptografia Assimétrica : Conhecida também como criptografia de chave pública , utiliza chaves diferentes para cifrar e para decifrar as informações. Cada pessoa possui duas chaves uma pública que pode ser divulgada e outra privada que deve ser mantida em segredo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mensagens cifradas com uma chave pública só podem ser decifradas com a chave privada correspondente e vice-versa. </li></ul></ul>
  • 35. Certificação Digital <ul><li>Tipos de Criptografia : </li></ul><ul><ul><li>Criptografia Assimétrica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dois usuários, cada um com o seu par de chaves. </li></ul></ul></ul>
  • 36. Certificação Digital <ul><li>Tipos de Criptografia : </li></ul><ul><ul><li>Criptografia Assimétrica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alice deseja enviar um documento sigiloso para Beto. </li></ul></ul></ul>

×