TDC 2012 - Fishbowl conversation sobre Arquitetura

2,268 views

Published on

Slides com resumo do que aconteceu na sessão "fishbowl conversation" sobre arquitetura no TDC 2012, com a participação dos palestrantes e congressistas da trilha de arquitetura.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,268
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,008
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TDC 2012 - Fishbowl conversation sobre Arquitetura

  1. 1. Trilha – Arquitetura Leandro Daniel Systems Architect Globalcode – Open4education
  2. 2. Globalcode – Open4education
  3. 3. Como funcionaFISHBOWL CONVERSATION Globalcode – Open4education
  4. 4. O que é fishbowl conversation? Globalcode – Open4education
  5. 5. Como funciona o fishbowl? Apenas 4 pessoas debatendo por vez 1 cadeira (apenas) sempre vazia Rodadas de 5 minutos Todos votam nos assuntos Globalcode – Open4education
  6. 6. Fishbowl conversationAQUECIMENTO! Globalcode – Open4education
  7. 7. Sugestões de temas Como vocês gerenciam "erosão" arquitetônica em seus produtos? Como vocês estão se preparando para esse mundo de "convergência" tecnológica? Como vocês tratam a "comunicação" da arquitetura, tanto em consolidação com o time, quanto para outros stakeholders? Quais são as abordagens (patterns) que vocês utilizam para promover Integração entre Aplicações? Qual a influência que vocês percebem na demanda crescente por boa UX na arquitetura? (by @elemarjr via Twitter) O papel do arquiteto enquanto uma pessoa é realmente necessário? Não é mais prático e eficiente distribuir esse papel entre os envolvidos? Arquitetura, POO e padrões são uma mentira. No final das contas é tudo feito como o programador quer e imagina então tenta-se enquadrar a arquitetura nisso. (by @vquaiato via Twitter) Globalcode – Open4education
  8. 8. BORA COMEÇAR! Globalcode – Open4education
  9. 9. Assuntos discutidos (1 de 2) Muitas vezes, no início de um projeto, não temos uma boa especificação de como o sistema deve ser feito. Nestes casos, como poderíamos definir a melhor arquitetura a ser utilizada? A presença do arquiteto no time, não faz com que a equipe fique dependente do arquiteto e deixe de buscar novas soluções ou tecnologias? Com a evolução dos desenvolvedores e a sofisticação dos materiais de estudo e técnicas, o arquiteto está perdendo seu valor e deixando de ser uma “mosca branca”? O fato de um arquiteto por vezes ter de ser político, quanto pode ser prejudicial e como desenvolver este skill? Globalcode – Open4education
  10. 10. Assuntos discutidos (2 de 2) Numa empresa com papéis e responsabilidades bem definidos, como o arquiteto de software, que é um profissional geralmente mais caro para o projeto, convence o gerente de projeto a participar por todo o ciclo do desenvolvimento do mesmo num cenário de arquitetura evolutiva? O que fazer quando a equipe de desenvolvimento não tem um arquiteto? “Mestre, estou pronto?” – Como saber se já sou um arquiteto? Como o arquiteto faz controle da qualidade e cumprimento dos padrões, em uma empresa reduzida, onde o arquiteto também coloca a mão na massa (programa)? Globalcode – Open4education
  11. 11. Globalcode – Open4education
  12. 12. Ficou fora do fishbowl por falta de tempo... Como decidir o momento certo para refactoring? Qual o modelo de arquitetura que mais de adequa ao desenvolvimento ASP.NET MVC? NOSQL, como aplicar em aplicações com partes transacionais? Arquitetura com design prévio “a la RUP” ou deixar a arquitetura emergir naturalmente? Entity Framework Vs Nhibernate Como escolher uma plataforma de desenvolvimento? Como passar o conceito de arquitetura para os desenvolvedores? MVC, você sabe utilizar? Moda ou alta produtividade? Code review e testes unitários são realmente úteis na qualidade de um sistema? Esse retrabalho não poderia ser evitado de o desenvolvedor escrevesse certo da primeira vez? Quando há uma arquitetura com uma camada STS (segurança), e ela “complica a vida”, vale abandonar e deixar a segurança por conta de outras ferramentas, por exemplo: infra, proxy inverso etc. Vale juntar estas camadas? Como explicar ao cliente final um erro de arquitetura? Quem absorve os custos? Globalcode – Open4education
  13. 13. Globalcode – Open4education

×