Gv 02 caldeiras definições tipos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Gv 02 caldeiras definições tipos

on

  • 2,640 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,640
Views on SlideShare
2,640
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
176
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Gv 02 caldeiras definições tipos Gv 02 caldeiras definições tipos Presentation Transcript

    • 1Geradores de VaporDefinições - Tipos
    • 2CaldeirasCaldeiras de Vapor: são os geradores de vapor maissimples, queimam algum tipo de combustível como fontegeradora de calor
    • 3• Categoria da Caldeiraa) Caldeiras categoria “A” : 80 (oitenta) horasb) Caldeiras categoria “B” : 60 (sessenta) horasc) Caldeiras categoria “C” : 40 (quarenta) horas19,6 kgf/cm²5,8 kgf/cm²
    • 4Tipos de CaldeirasCaldeiras de Recuperação: são aqueles geradores que nãoutilizam combustíveis como fonte geradora de calor,aproveitando o calor residual de processos industriais (gás deescape de motores, gás de alto forno, de turbinas, etc.)
    • 5Tipos de CaldeirasCaldeiras de Água Quente (Boilers): são aqueles em que ofluido não vaporiza, sendo o mesmo aproveitado em faselíquida (calefação, processos químicos).
    • 6Tipos de CaldeirasGeradores Reatores Nucleares: são aqueles que produzemvapor utilizando como fonte de calor a energia liberada porcombustíveis nucleares (urânio enriquecido).BarrasdecontroleElementoCombustível
    • 7Classificação de CaldeirasQuanto à posição dos gases quentes e da água:Aquatubulares(Aquotubulares)Flamotubulares(Fogotubulares, Pirotubulares)
    • 8Classificação de CaldeirasQuanto à posição dos tubos:VerticaisHorizontaisInclinados
    • 9Classificação de CaldeirasQuanto à forma dos tubos:RetosCurvos
    • 10Classificação de CaldeirasQuanto à natureza da aplicação:FixasPortáteisLocomóveis (geração de força e energia)Marítimas
    • 11Classificação de CaldeirasQuanto à natureza do combustível:Combustível SólidoCombustível LíquidoCombustível GasosoElétricas
    • 12Caldeiras FlamotubularesVerticais: Fornalha interna ou externaHorizontais: Fornalha interna ou externaMultitubularesCom uma tubulação central (Cornovaglia)Com duas tubulações (Lancashire)Locomotivas e LocomóveisEscocesasMarítimasEstacionáriasCompactas
    • 13Caldeiras FlamotubularesCornovagliaCom uma tubulação centralDe grandes dimensões (≅100m2)Tem baixo rendimento térmico
    • 14Caldeiras FlamotubularesLancashireEvolução da caldeira anterior,possuindo 2 (às vezes 3 ou 4) tubulõesinternos, alcançando superfície deaquecimento de 120 a 140 m2
    • 15Caldeiras FlamotubularesLocomóveisSão uma adaptação e modificação das caldeiraslocomotivasUtilizadas para geração de trabalho (Polia)
    • 16Caldeiras FlamotubularesEscocesaÉ o tipo mais moderno e evoluído de caldeiras flamotubulares.Não exige gastos com instalações especiais bastando uma fundaçãosimples e nivelada, as ligações com a fonte de água, eletricidade e esgotopara entrar imediatamente em serviço.Têm controle eletrônico desegurança e funcionamentoautomático
    • TÍPICA CALDEIRA (3 PASSES)Caldeiras Flamotubulares
    • Caldeiras Flamotubulares
    • 19Caldeiras Escocesa - Instalação
    • CIRCULAÇÃO DE ÁGUA NA CALDEIRACaldeiras Aquatubulares
    • ESQUEMA BÁSICO DE UMA CALDEIRA AQUATUBULARCaldeiras Aquatubulares
    • 22Caldeiras AquatubularesClassificadas:1 Caldeiras de tubos retosTubo Reto com Tambor Longitudinal Tubo Reto com Tambor TransversalPossuem fácil acesso aos tubos para fins de limpeza ou trocaCausam pequena perda de cargaExigem chaminés pequenasTodos os tubos principais são iguais necessitando de poucas formas especiais.
    • 23Caldeiras Aquatubulares2 Caldeiras de tubos curvosIlimitada capacidade de produzir vaporCompostas por tubos curvos ligados à tamborese suas concepções iniciais possuíam quatro e atécinco tamboresPor segurança hoje adota-se apenas 2 tambores
    • 24Caldeiras Aquatubulares3 Caldeiras de Circulação ForçadaSubstituiu-se a circulação por gravidadepela circulação forçada por uma bombade alimentação.Reduz-se o diâmetro dos tubos,Aumenta-se o circuito de tubosTubos podem dispor-se em forma de umaserpentina contínua formando orevestimento da fornalhaMelhora-se a transmissão de calor ereduz-se o tamanho dos tambores,coletores e torna mínimo o espaçorequerido.
    • 25Caldeiras Aquatubulares4 Caldeiras de Circulação NaturalSem bomba de alimentação, porém com tubulão ligado à tubos de grandediâmetro que por sua vez se ligam ao feixe de troca de calor de tubos comdiâmetros menores
    • 26Caldeiras AquatubularesCaldeirade BABCOCK & WILCOXCaldeiraEckrohr
    • 27Caldeiras AquatubularesCaldeiraLaMontCaldeiraNormanda
    • 28Caldeiras AquatubularesCaldeiraSchulzCaldeiraStirling
    • 29Caldeiras AquatubularesCaldeiraSunrodCaldeiraYarrow
    • 30Caldeiras AquatubularesCaldeiraThornycroft
    • 31Caldeiras AquatubularesAplicação e Utilização das Caldeiras Aquotubulares-custo reduzido, compactacidade, ser acessível, tubos com formassimples, boa circulação, coeficiente de transmissão de calor elevado ealta capacidade de produção de vapor-as caldeiras aquotubulares são empregadas quase exclusivamentequando interessa obter elevadas pressões grandes capacidades e altosrendimentos.
    • 32Caldeiras Elétricas- Em áreas onde há suprimento abundante de energia elétrica, évantajosa a instalação de equipamentos eletrotérmicos
    • 33Caldeiras Elétricas Tipo Resistência- São caldeiras tipo resistência de imersão, onde o calor édissipado por efeito Joule, em virtude da passagem de correnteelétrica através dos resistores, produz vapor de água.- São ideais para unidades de pequeno porte, onde é baixa anecessidade de vapor (em média 3.500 kg/h);- Pressões de trabalho que podem variar até 20 kgf/cm²;- ou para geração de água quente, sendo aproveitada nosprocessos de calefação, aquecimento de tanques ou piscinas,apoio a sistemas que utilizam energia solar- O controle de carga nos geradores elétricos de vapor àresistência é feito por sensores de pressão (produção de vapor)ou de temperatura (aquecimento de água), quando estas tiverempequena capacidade
    • 34Caldeiras ElétricasTipo Eletrodo Submerso- São constituídas basicamente por três eletrodos,adequadamente dispostos um por fase, montadosverticalmente e suportados na parte superior dacaldeira por meio de buchas de entrada decorrente, convenientemente isoladas.- Os contra-eletrodos são montados solidamentefixados ao casco da caldeira.
    • 35Caldeiras ElétricasTipo Jato de Água-A água colocada na parte inferior do corpo dacaldeira é bombeada por uma bomba decirculação interna até a parte superior da mesmana qual estão montados injetores para jateamentode água.-Os diversos jatos de água formados pelosinjetores fluem por gravidade contra os eletrodoscriando diversos caminhos para a passagem decorrente elétrica. Os três eletrodos (ou três gruposde eletrodos) correspondentes a cada fase, sãodispostos verticalmente, em círculo rodeando aparte superior da caldeira, na parede da qual estãomontados os conjuntos de injetores.