Thales ii simposio cer

545
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
545
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Thales ii simposio cer

  1. 1. Thales Crivelli Nunes Utilização de um Inventário de GEE Consolidado para Viabilização de um Projeto de MDL II Simpósio do Mercado de Crédito de Carbono Data: 19/05/2010 Classificação: Reservado Resp. Elaboração: Thales Crivelli Nunes
  2. 2. <ul><li>Apresentação da empresa </li></ul><ul><li>Inventário corporativo de GEE </li></ul><ul><li>Projeto de MDL </li></ul>Sumário
  3. 3. A Samarco Mineração
  4. 4. A Samarco Mineração FEAM MINERAÇÃO – BENEFICIAMENTO - MINERODUTO - PELOTIZAÇÃO - PORTO ESPÍRITO SANTO Vitória MINA SAMARCO QUADRILÁTERO FERRÍFERO Belo Horizonte MINAS GERAIS RIO DE JANEIRO SÃO PAULO Tubarão MINERODUTO 396 Km OCEANO ATLÂNTICO PONTA UBU FERROVIA FERROVIA BRASíLIA <ul><li>RIO DE JANEIRO </li></ul>QUADRILÁTERO FERRÍFERO <ul><li>VITÓRIA </li></ul>
  5. 5. A Samarco Mineração Processo integrado de produção
  6. 6. A Samarco Mineração 50% 50% Empregados Vendas de pelotas (MT) Finos Total (Pelotas + Finos) Faturamento Bruto (US$ Milhões) 1473 2032 14,3 16,3 2007 2008 2009 1,9 0,6 16,2 1270 2349 1987 16,8 1,6 18,4 16,9 1405
  7. 7. Inventário Corporativo de Emissões de GEE
  8. 8. O Inventário <ul><li>Publicado desde 2007 (contrato de 10 anos), seguindo rigorosamente as normas ISO 14064 e GHG Protocol. </li></ul><ul><li>Categorias de emissão consideradas: </li></ul><ul><li>Emissões diretas da organização </li></ul><ul><li>Emissões indiretas da organização por consumo de energia </li></ul><ul><li>Emissões indiretas da organização por outras fontes </li></ul>
  9. 9. Curva acumulada das principais fontes de emissão da Samarco em 2009 O Inventário
  10. 10. O Inventário
  11. 11. Fonte: Fatores de Emissões do Inventário brasileiro de emissões de GEE (2000 a 2004) e do IPCC Guidelines for National Inventories (2006) O Inventário 95
  12. 12. <ul><li>Por que elaborar o inventário? </li></ul><ul><ul><li>Identificar, </li></ul></ul><ul><ul><li>Localizar, </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantificar as fontes de emissão de GEE. </li></ul></ul>O quê? Quanto? Onde? Ou seja: O Inventário
  13. 13. O Inventário CO 2 N 2 O CH 4 N 2 O N 2 O CH 4 CO 2 CO 2 CO 2 CO 2 N 2 O SF 6 CO 2
  14. 14. Outros O Inventário
  15. 15. Outros O Inventário
  16. 16. Outros O Inventário
  17. 17. CH4 ETE Módulo Anaeróbio GEE Processo Precursor Oportunidade! Queimar o metano e produzir energia Redução das emissões! O Inventário
  18. 18. Inventário de GEE Identificação das fontes Análise dos dados Identificação de oportunidades O Inventário
  19. 19. O Inventário
  20. 20. O Projeto de MDL
  21. 21. <ul><li>Mecanismo de Desenvolvimento Limpo </li></ul><ul><li>Mecanismo de flexibilização do Protocolo de Kyoto </li></ul><ul><li>Cooperação entre países do Anexo I e países não constantes do Anexo I </li></ul>O Projeto de MDL Brasil Dinamarca $
  22. 22. O Projeto de MDL <ul><li>Contexto do projeto da Samarco: </li></ul><ul><li>Início do projeto: 2008 </li></ul><ul><li>ACM009 – Metodologia consolidada de linha de base para substituição de carvão mineral ou combustível derivado de petróleo para gás natural; </li></ul><ul><li>Substituir parte do óleo BPF por gás natural, no processo de endurecimento das pelotas; </li></ul><ul><li>Redução de 157.000 ton CO 2 e/ ano </li></ul><ul><li>Status atual: Aprovado com ressalvas pela Entidade Nacional Designada </li></ul>
  23. 23. O Projeto de MDL Documento de Concepção de Projeto – PDD <ul><li>Linha de Base </li></ul><ul><li>Adicionalidade </li></ul>
  24. 24. O Projeto de MDL <ul><li>Linha de Base: cenário que representa as emissões antrópicas de GEE que ocorreriam na ausência da atividade de projeto proposta. </li></ul><ul><li>Passos para identificação da linha de base: </li></ul><ul><li>Identificar todos os cenários de linha de base críveis e realistas; </li></ul><ul><li>Eliminar os cenários que não estejam de acordo com regulamentos e leis aplicáveis; </li></ul><ul><li>Eliminar cenários que estejam sujeitos a barreiras proibitivas; </li></ul><ul><li>Comparação da atratividade econômica dos cenários remanescentes. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Cenários identificados neste projeto: </li></ul><ul><li>Continuação da prática atual do uso de carvão e combustível de petróleo; </li></ul><ul><li>Substituição de carvão ou combustível de petróleo por biomassa; </li></ul><ul><li>Atividade de projeto sem MDL (substituição de carvão ou combustível de petróleo por gás natural); </li></ul><ul><li>Substituição de carvão ou combustível de petróleo por gás natural em uma situação futura. </li></ul>O Projeto de MDL <ul><li>Cenários identificados neste projeto: </li></ul><ul><li>Continuação da prática atual do uso de carvão e combustível de petróleo; </li></ul><ul><li>Substituição de carvão ou combustível de petróleo por biomassa; </li></ul><ul><li>Atividade de projeto sem MDL (substituição de carvão ou combustível de petróleo por gás natural); </li></ul><ul><li>Substituição de carvão ou combustível de petróleo por gás natural em uma situação futura. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Adicionalidade: quando as emissões antrópicas de GEE são reduzidas em níveis inferiores às que teriam ocorrido na ausência da atividade de projeto proposta. </li></ul><ul><li>Passos para comprovação de adicionalidade: </li></ul><ul><li>Investimento & análise de sensibilidade </li></ul><ul><li>Análise de prática comum </li></ul>O Projeto de MDL
  27. 27. Conclusões
  28. 28. Conclusões <ul><li>Um inventário de emissões de GEE consolidado é a base pra qualquer ação que se queira tomar neste tema; </li></ul><ul><li>Os passos descritos permitem afirmar que o projeto de substituição de combustíveis não aconteceria na ausência dos estímulos advindos do MDL; </li></ul><ul><li>A emissão de CER’s atesta: </li></ul><ul><ul><li>Compromisso com adoção de melhores práticas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Inovação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Articulação e capacidade gerencial; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ganhos financeiros. </li></ul></ul>
  29. 29. Obrigado! Thales Crivelli Nunes [email_address] Gerência de Meio Ambiente - Samarco Mineração

×