Your SlideShare is downloading. ×
Boletim informativo  retrospectiva n 17
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Boletim informativo retrospectiva n 17

322
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
322
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MINISTÉRIO DA PESCA E AQUICULTURA MARCELO BEZERRA CRIVELLASUPERINTENDÊNCIA FEDERAL DA PESCA E AQUICULTURA DO PARANÁ JOSÉ ANTONIO FARIA DE BRITO CURITIBA – 27 DE DEZEMBRO DE 2012
  • 2. Estamos nos últimos dias de 2012, podemos dizer que foi um ano deentrosamento, de conhecimento, e mesmo assim, de vitórias.Neste boletim, vamos mostrar as conquistas que muito rapidamentecomeçaram a acontecer, à partir das mudanças que ocorreram nassuperintendências de todo o país. É claro que falaremos da nossa, dasuperintendência do Paraná, que em junho deste ano começava adespontar com uma nova idéia de gestão, uma administração que, commuito diálogo, motivou os servidores, dando a cada um as oportunidadesnecessárias para mostrar o seu trabalho.Da mesma forma, os pescadores e aquicultores perceberam que astertúlias, as reuniões, não eram simples encontros, mas tratativas deações, onde os resultados não demoraram a acontecer.Em junho de 2012, chegava na Superintendência Federal da Pesca eAquicultura do Paraná o Dr. José Antonio Faria de Brito, o novosuperintendente. Em pouco tempo conhecemos o Dr. Britasso, um homemdinâmico, com novas idéias e com a simplicidade dos grandes. Como elemesmo costuma dizer – “ O não nós já temos, vamos correr atrás do sim “.Começamos assim, a nossa retrospectiva 2012. CONHECENDO O NOVO SUPERINTENDENTE FEDERAL DA PESCA E AQUICULTURA DO ESTADO DO PARANÁ José Antonio Faria de Brito é natural de Santo Antônio da Platina, casado e pai de quatro filhos. Formado em direito, atuava na Assembléia Legislativa do Paraná, como Assessor Jurídico do Deputado Estadual (PRB) Edson Praczyk. Sua nomeação para o cargo de Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura do Paraná, aconteceu em junho. O superintendente começa seu trabalho com a dedicação que todos os pescadores artesanais e todos os aquicultores desejam para firmar o desenvolvimento sustentável do setor.“Vamos juntos fortalecer os trabalhadores e o setor, fazendo da nossaatividade uma potência para o Paraná e para o Brasil “ José Antonio Faria de Brito
  • 3. A PESCA E A AQUICULTURA EM BOAS MÃOSDeputado Federal (PRB-PR) Oliveira Filho, Superintendente José Antonio Faria de Brito e Deputado Estadual (PRB-PR) Edson Praczyk Estes homens representam no Estado do Paraná, os anseios de milhares de trabalhadores e suas famílias, os pescadores artesanais e pequenos produtores rurais (aquicultores). Representam, por serem companheiros de partido, amigos e estarem em sintonia com o Ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella. Representam, por serem competentes e por terem em suas mãos as ferramentas necessárias para fazer da pesca e da aquicultura, atividades que farão o Estado do Paraná crescer e buscar os primeiros lugares na produção do pescado. Representam, por quererem o melhor, seja na renda, na inclusão social e na qualidade de vida destes profissionais. Oliveira Filho e Edson Praczyk são os responsáveis pela escolha de Faria de Brito, para responder pela Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura no Paraná. Durante as viagens do superintendente pelo interior do Estado, percebemos a importância e a falta que faz para o setor estes parlamentares. O setor é carente, sim, mas de fato, muito atraente para o desenvolvimento econômico de cada região. Os trabalhadores, seja na pesca, seja na produção estão bem representados e darão um retorno com muito trabalho e muita dedicação.
  • 4. IMPORTANTES PARCERIASJosé Antonio Faria de Brito, começou sua trajetória comosuperintendente, visitando importantes instituições, sempre visando umaparceria que ajudasse no desenvolvimento de toda a cadeia produtiva dosetor.MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ O Superintendente, que também é advogado, fez questão de fazer uma visita ao Procurador Geral de Justiça do Paraná, para apresentar um projeto de gestão transparente, movida por ações justas, objetivando o crescimento da pesca e da aquicultura no Estado do Paraná. O superintendente seguirá orientações do Ministério Público do Estado.Dr. Gilberto Giacoia e Superintendente Faria de Brito FIESP Foram duas visitas à Federação das Indústrias de São Paulo/FIESP, onde o Superintendente buscou apoio para o desenvolvimento da Bacia do Paranapanema, que divide os Estados do Paraná e São Paulo. Faria de Brito foi recebido pelo Presidente da FIESP- Paulo Skaf, amigo de longa data. Também na FIESP, o superintendente participou de importantes encontros com o Comitê da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura (Compesca). Paulo Skaf e Faria de Brito, em dois momentos
  • 5. EXÉRCITO BRASILEIRO Faria de Brito compartilhou sua amizade com o Comandante Militar do Sudeste – General de Exército Adhemar da Costa Machado Filho, prestigiando a inauguração da Pista Permanente de Orientação de Heróis da Lapa, localizada na 5ª Divisão de Exército, em Curitiba.Gerenral Adhemar num momento de descontração com o superintendente ITAIPU BINACIONAL Carla Canzi, Irineu Motter, Nelton Friedrish, gestores da Itaipu Binacional durante reunião com o superintendenteA Itaipu Binacional apresentou ao superintendente o Programa CultivandoÁgua Boa, iniciativa socioambiental realizada pela instituição deste 2003,que conta com 20 programas, 65 ações e 2380 parceiros, abrangendo os 29municípios da Bacia Hidrográfica do ParanáPrimeira foto – Jorge Samek – Diretor Nacional da Itaipu com o Superintendente José Antonio Faria de Brito eNelton Friedrish – Diretor de Coordenação da Itaipu. Na segunda foto o superintendente está ao lado de IrineuMotter Gestor do programa - Mais Peixes em Nossas Águas da ItaipuUm dos Programas do Cultivando Água Boa é denominado Mais Peixes emNossas Águas e tem suas ações voltadas para o desenvolvimento dapiscicultura.Grande parceira desta superintendência, a Itaipu Binacional, representadapor Irineu Motter, participou, junto com o superintendente, de váriosencontros com as Colônias de Pescadores do Oeste do Paraná, estimulandocada profissional com as ações das duas instituições.
  • 6. VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ O Estado do Paraná investe cerca de R$ 100 milhões na alimentação escolar e segundo Flávio Arns, o Governo gostaria de investir mais, priorizando a qualidade da alimentação nas escolas e contribuindo com os pequenos agricultores. O Superintendente do Paraná mostrou os benefícios do pescado na alimentação escolar e projetos para o estímulo deste produto nas escolas da capital e do interior.José Antonio Faria de Brito com o Vice-Governador Flávio ArnsCOMPANHIA PARANAENSE DE ENERGIA ELÉTRICA/COPEL Uma das conquistas desta superintendência, aconteceu neste encontro, onde Faria de Brito e o Diretor-Presidente da COPEL – Lindolfo Zimmer, firmaram parceria para que pontos de luz fossem colocado em determinados locais, em Foz do Iguaçu, para gerar energia ao Caminhão do Peixe. Estes pontos são de grande importância para os pescadores artesanais da Colônia Z-12.Faria de Brito e Lindolfo ZimmerSECRETARIA ESTADUAL DE PLANEJAMENTO Encontro institucional, reforçando a parceria com o Estado. Secretário de Planejamento Cássio Taniguchi e o Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura do Paraná José Antonio Faria de Brito
  • 7. CASA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ O Chefe da Casa Civil do Governo do Estado do Paraná – Luiz Eduardo Sebastiani, recebeu em seu gabinete, no Palácio Iguaçu, o Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura do Paraná – Dr. José Antonio Faria de Brito. O encontro aproximou os dois gestores em prol dos pescadores artesanais e pequenos produtores rurais (aquicultores).BRASÍLIA – MINISTRO MARCELO CRIVELLA O Ministro Crivella recebeu Faria de Brito em algumas ocasiões. Em todas, agradeceu o desempenho do Paraná em relação as ações pretendidas pelo Ministério. O grande momento, é também, a grande conquista do setor – o Plano Safra da Pesca e Aquicultura. Lançado no final de outubro pela Presidente Dilma Rousseff, trouxe otimismo para o setor da pesca e aquicultura, afinal, trata-se do primeiro plano exclusivo para o Ministério da Pesca e Aquicultura, com cerca de R$ 4,1 bilhões para crédito e investimentos. Superintendente José Antonio Faria de Brito com o Ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella
  • 8. FARIA DE BRITO NA SUPERINTENDENCIA DO BANCO DO BRASIL Faria de Brito e os gerentes do Banco do Brasil – Márcio Rockenbach e Pablo RicoldyAssim que retornou de Brasília, o superintendente Faria de Brito, estevereunido na Superintendência do Banco do Brasil com o Gerente deNegócios Varejo e Governo do Paraná - Pablo da Silva Ricoldy e com oGerente de Desenvolvimento Regional Sustentável – Marcio AlexandreRockenbach. Em pauta o Plano Safra da Pesca e Aquicultura / PSPA.O Superintendente entregou aos gestores do Banco do Brasil uma cartilhadetalhada do PSPA. Foram discutidos a atual situação das linhas de créditospara pescadores artesanais e aquicultores e as novas possibilidades que seabrirão à partir da execução do novo plano. COM ORIENTAÇÕES DO MINISTRO MARCELO CRIVELLA SUPERINTENDENTE DO PARANÁ DIVULGA O PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURAOESTE O Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura do Paraná – Dr. José Antonio Faria de Brito, participou de uma verdadeira maratona nos Municípios do Oeste do Estado. Ele esteve em Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Itaipulândia, São Miguel do Iguaçu, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e Guaira.
  • 9. Foram encontros com o setor da pesca, com a participação das Colônias de Pescadores e Associação de Pescadores, além de representantes de instituições ligadas a pesca. As palavras do Ministro da Pesca e Aquicultura Marcelo Crivella, durante o lançamento do Plano Safra da Pesca e Aquicultura, foram levadas aos pescadores artesanais; o sonho da transformação, o Ministro, sabedor da estagnação da pesca artesanal, estimulou a adesão da atividade da aquicultura pelos pescadores artesanais. Eles continuarão a ser pescadores, com todos os direitos previstos na lei,mas também serão aquicultores, produzirão o pescado, agregando renda e ajudando o país no crescimento da sua produção.NORTE Em Londrina, estavam representantes das Colônias de Pescadores e Associações de Pescadores do norte do Estado. Plano Safra da Pesca e Aquicultura - Mais créditos e investimentos; Mais emprego, renda e inclusão
  • 10. social; mais organização produtiva; mais ciência, tecnologia e inovação; mais assistência técnica e extensão pesqueira e aquícola e mais produção e produtividade.SUDOESTE José Antonio Faria de Brito, participou de um importante encontro com representantes de entidades e associações de piscicultores da Bacia do Rio Iguaçu. Promovido pela Cooperativa de Peixes do Rio Iguaçu /COOPERÇU, o encontro aconteceu com o objetivo de apresentar o Superintendente aos associados e entidades representativas da piscicultura na região, assim como os representantes dos Municípios do Pró-Caxias / Pró Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao lado da Usina de Salto Caxias, além de conhecer as demandas e apresentar o Plano Safra da Pesca e Aquicultura aos produtores da região. O Superintendente foi convidado à conhecer as áreas de produção da COOPERÇU.
  • 11. LITORAL O Superintendente reuniu os Presidentes das Colônias de Pescadores do litoral do Estado e apresentou o Plano Safra da Pesca e Aquicultura. Também conversaram sobre as demandas do litoral.CONQUISTASSem dúvida, a maior conquista do setor foi o Plano Safra da Pesca eAquicultura. Além desta grande conquista, a SFPA/PR, também alcançoualguns benefícios neste ano. São eles: • Pontos de luz para pescadores de Foz do Iguaçu; • Inauguração do escritório regional desta superintendência em Ribeirão Claro; • Encaminhamentos para o Campus da Universidade Federal do Paraná / UFPR, em Santo Antonio da Platina, com o Curso de Engenharia de Pesca; • IBAMA e MPA fecham acordo sobre imóvel que será a nova sede desta superintendência em Curitiba; • Em São Paulo, SFPA/PR, tem papel fundamental, em Assembléia realizada no COMPESCA, para a liberação das licenças ambientais para a aquicultura; • Maior eficiência no atendimento ao setor – Servidores realizam cursos em vários Estados do país; • Assinado em Guaratuba, acordo para a instalação de escritório regional desta superintendência naquele Município.
  • 12. METAS PARA 2013O ano termina de forma positiva, mas é só o começo, existe muitotrabalho, muitos sonhos deverão ser realizados, muitos objetivos devemser alcançados. Estamos nos preparando para atender a demanda de todo oEstado, região por região, e com as parcerias certas, com o apoio doMinistério da Pesca e Aquicultura, esta superintendência começa o anotrabalhando, buscando as ferramentas necessárias para atender os anseiosde pescadores e aquicultores de todo o nosso Paraná.Em 2013: • Inaugurar em Santo Antonio da Platina, junto com a prefeitura local e a UFPR, o campus com o Curso de Engenharia de Pesca; • Inaugurar o escritório regional desta superintendência no Município de Guaratuba; • Encaminhamentos para outros escritórios regionais desta superintendência – Foz do Iguaçu e Cornélio Procópio; • Inaugurar a nova sede desta superintendência, em Curitiba; • Contratação de técnicos, em parceria com a EMATER • Visitar todas as Colônias de Pescadores e Associações de Pescadores no Estado do Paraná; • Continuar incentivando a cadeia produtiva do pescado no Paraná; • Continuar divulgando o Plano Safra da Pesca e Aquicultura; • Encontro com a Caixa Econômica – Discussão sobre moradias para pescadores de Santa Terezinha de Itaipu; • Liberação do cultivo de tilápia nos Lagos de Itaipu; • Novos veículos para a SFPA/PR; • Aumento da produção de pescados no Estado do Paraná.Testemunhamos nas viagens pelo Estado, no trabalho do dia a dia, nosescritórios - sede e regionais, o quão difícil é organizar, motivar e executaras ações das nossas atividades. Mas é muito gratificante quando asexpectativas são alcançadas, quando vemos em cada rosto, em cada olharos resultados esperados e seguimos em frente, buscando cada vez mais osim, estimulando pescadores e aquicultores no seu crescimento, na suabusca incansável por dias melhores.O Superintendente e equipe desejam a todos os pescadores artesanais,pequenos produtores (aquicultores), parceiros, colaboradores e amigos,um ano novo repleto de realizações.Feliz 2013!!! Comunicação SFPA/PR ANTONIO RICARDO MEDEIROS ASSUNÇÃO ricardo.medeiros@mpa.gov.br 41. 3264-1646/3407 Rua Francisco Alves Guimarães, 346 Cristo Rei – Curitiba / PR