Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Aula 8 (a) p.baixa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Aula 8 (a) p.baixa

  • 13,767 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
13,767
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
124
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Planta Baixa
  • 2. Os desenhos arquitetônicos podem ser divididos em três classes gerais: São os esboços iniciais, onde as idéias são apresentadas no papel de forma grosseira, a partir de idéias discutidas entre o proprietário e o projetista. Desenhos preliminares Piso Espelho
  • 3. Desenhos de apresentação são aqueles que consiste na representação real e efetiva do projeto, com utilização de cores, vistas em perspectivas, sombras e luz. O projetista utiliza, também, como artifícios para dar a idéia de dimensão do objeto, árvores, figuras humanas, construções adjacentes, folhagens, etc.
  • 4. Desenhos para execução São executados sob procedimentos padronizados e escalas pré-definidas. Exemplo: planta baixa, planta de situação, diagrama de cobertura, cortes, fachadas e detalhes
  • 5. PLANTA BAIXA A planta baixa consiste na visualização superior de uma construção, supondo que a mesma foi cortado por um plano de corte horizontal paralelo ao piso. Através da planta baixa, podemos visualizar os seguintes componentes a) disposição, denominação e dimensões dos compartimentos (comprimento e larguras); b) localização de aberturas (portas, janelas, etc.) com suas dimensões; c) espessura de paredes;
  • 6. d) indicação do tipo de piso; e) localização de aparelhos sanitários existentes nos banheiros, cozinhas, etc; f) indicação de planos de corte (longitudinais e transversais). JANELAS As janelas apresentam dimensões variáveis, com vãos calculados em função da ventilação e iluminação que o compartimento deve receber.
  • 7. O peitoril, ou seja, a altura da base da janela em relação ao piso, apresenta alturas diferenciadas em função do cômodo. Abaixo, é apresentada a forma de representação gráfica de janelas em planta baixa, inclusive com o padrão de cotagem para janelas (dimensão horizontal, vertical e altura de peitoril da janela). Obs: 2,00 m - cota horizontal 1,50 m - cota vertical 1,00 m - altura do peitorial
  • 8. Algumas dimensões usuais são adotadas na maioria das janelas durante a elaboração de planta baixa, contudo, fica a critério do projetista definir quais dimensões das janelas que mais se ajuste ao projeto. Sugestões de algumas dimensões usuais (cm) a) janelas de quartos, salas e cozinhas: 150x150, 200x150, etc; b) janelas de banheiros: 50x50, 70x70, 80x80 etc c) peitoril de janelas de quartos, salas e cozinhas: 100 cm; d) peitoril da janela do banheiro: 170 a 190 cm.
  • 9. PORTAS As portas, geralmente, vêm com dimensões pré-definidas pelo fabricante. As portas podem ser de uma folha, duas folhas ou de correr. As dimensões usuais são as seguintes: a) banheiros e lavabos (lavatório): 60cm x 210cm; b) quartos: 70cm x 210cm ou 80cm x 210cm; c) cozinhas e salas: 80cm x 210cm.
  • 10. As dimensões podem ser colocadas diretamente no desenho ou através de letras do nosso alfabeto com a respectiva descrição das dimensões na legenda Exemplo: J1 - Janela 150x150/100; P1 - Porta 80x210, etc.
  • 11. DIFERENÇA DE NÍVEIS EM PISOS As diferenças de níveis de piso são representadas através de um número precedido pelo sinal negativo ou positivo e serve para mostrar as diferenças de níveis que existem entre os vários cômodos e entre o cômodo e o nível do terreno Exemplo, piso do banheiro rebaixado em relação aos outros cômodos, de modo a evitar o molhamento externo pelo banheiro
  • 12. Além de indicarmos a diferença com um sinal e o número (ex.: +0,10), na porta que separa os dois cômodos traçamos uma linha contínua média dentro da porta, do lado de menor desnível do compartimento, facilitando dessa forma a visualização do desnível em planta baixa
  • 13. Desnível de piso entre o banheiro e corredor
  • 14. ESCADAS As escadas, quando utilizadas, facilitam o avanço para outros cômodos com níveis de piso diferentes.
  • 15. a) piso: 25 a 30 cm; b) espelho: 15 a 20 cm; c) largura: variável. As dimensões das escadas podem variar de acordo com a condição da construção, entretanto, podemos recomendar as seguintes dimensões:
  • 16. Principais recomendações no traçado da planta baixa 1. Traçam-se inicialmente, todas as paredes e em seguida, marcam-se as portas e janelas 2. A planta baixa deverá ser traçada com a frente principal voltada para baixo 3. Quando a construção apresenta mais de um pavimento (ex. sobrados), deverá ser apresentada a planta baixa de cada pavimento separadamente; 4. A nomeclatura - “Planta Baixa” e a “Escala” utilizada deverão ser indicadas no canto inferior direito ou esquerdo do desenho;
  • 17. 5. O desenho deverá ser todo cotado adotando de preferência o cm 6. a escala a ser adotada deverá ser de 1:50 e em casos excepcionais de 1:75 ou 1:100; 7. As paredes deverão ter espessura de 15 cm. Os tipos de linha a serem empregados na planta baixa são: Paredes - linha contínua larga (grossa); Cortes transversais e longitudinais - linha traço-ponto larga (grossa); Janelas, portas, peças sanitárias, cotas, hachuras, escadas - linha contínua estreita (fina); Arestas não visíveis acima de 1,80 m de altura - linha tracejada média;
  • 18.