Imprensa livre junho_2010_impressao

788 views
732 views

Published on

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
788
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
37
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Imprensa livre junho_2010_impressao

  1. 1. Juventude socialista se reúne ANCHIETA Prefeitura de Anchieta investe no socialcom Casagrande em Guarapari visando à inclusão dos jovens 13 CSU participa de Ação Global em Anchieta 14 11 13 GOVERNO DO ESTADO GUARAPARIGoverno inaugura Novas turmas de Vale promove o Presidente da Câmara agradeceuduas unidades regio- adolescentes da Unis desenvolvimento aos colegas e falou da importâncianais de atendimento iniciam cursos deao adolescente em da siderurgia no da boa relação entre os poderesconflito com a lei no padeiro, confeiteiro e BrasilNorte do Estado pizzaiolo Foto: Iases 03 02 04 14
  2. 2. EDITORIAL GOVERNO DO ESTADO Temos saúde no Novas turmas de adolescentes da Unis iniciam cursos de padeiro, confeiteiro e pizzaiolo Brasil? Foto: Iases A Constituição Brasilei- saúde padece de efermidadesra de 1988 garante a todos os profundas, fazendo com quecidadãos o direito à saúde, o direito à saúde, enquanto di-por força de vários dispositi- reito fundamental não tenhavos constitucionais, onde está a total efetivação conforme osprescrito em vários deles, que ditames constitucionais.a saúde é um direito de todos A saúde,constitui-se de ex-e dever do Estado. trema relevância para a socie- Entretanto, o que se vê, dade, pois a saúde diz respeitoé de que após todo o tempo a qualidade de vida de tododecorrido da promulgação cidadão, no exercício de seusda nossa Lei Maior de 1988, a direitos. Expediente IMPRENSA LIVRE Sucursal Vitória de 80 horas com duração média adolescentes, com um aprofun- Uma publicação de de 40 dias, e estão sendo realiza- damento maior para a área de JOSÉ CARLOS MOREIRA GOMES - ME uas novas turmas forma- dos de segunda a sexta-feira, com confecção de pizzas. Os adoles- Empresa Jornalística, Agência de Notícias, Elaboração de Jornais CNPJ:07.823.054/0001-04 Insc.Municipal 1185-1 D das por 16 adolescentes das Unidades de Interna- ção Sócio-Educativas (Unis I e II) uma turma pela manhã e outra no período da tarde. Ao final da capacitação, os adolescentes rece- centes estão muito interessados e temos notícias de que um socio- educando que se capacitou aqui iniciaram cursos de padeiro, con- berão certificados. está trabalhando no ramo com Rua Camilo Gianordoli,26,Sala 07/3ºandar- Ed. Tropical Center feiteiro e pizzaiolo ministrados De acordo com a pedagoga a venda de pães e bolos”, disse Muquiçaba - Guarapari - ES por profissionais do Serviço Na- do Espaço Educativo do Iases e Deuzely. CEP: 29215-080 - Telefax: (27) 3262 7603 cional de Aprendizagem Indus- coordenadora da profissionaliza- De acordo com o conteúdo jornalimprensalivre@yahoo.com.br trial (Senai). As aulas estão sendo ção, Deuzely Pinheiro, os cursos programático dos cursos, duran- realizadas em uma unidade mó- fazem sucesso entre os adoles- te as aulas os adolescentes apren- Diretor Geral, Editor e vel do Senai que retornou à Unis, centes e os resultados já são ob- derão a produzir pães, bolos, sal- Jornalista Responsável: em Cariacica-Sede, no dia 01 de servados. gados, pizzas e outros alimentos. José Carlos Moreira Gomes Colaboradores junho, onde permanecerá por um “As turmas deste curso foram Também aprenderão noções de DRT-ES 01189JP colunistas mês. No mês de abril, aproxima- reduzidas para que os adolescen- higiene, limpeza, pesagem e me- Dept Jornalismo:Carlinhos DJ desta edição damente 50 adolescentes partici- tes pudessem aproveitar ao má- dida dos alimentos e ingredientes Fotos: Carlinhos DJ Sandro Venturini, param dos cursos realizados pelo ximo a profissionalização. Esta e técnicas de manuseio dos equi- Diagramação: Leonardo Gomez Karyna Santos Venturini e Iases em parceria com o Senai. capacitação contempla variações pamentos e maquinários de pada- Departamento Comercial: Maísa Lima Borges Os cursos têm carga horária que não foram vistas antes pelos rias e pizzarias. Fonte: Assessoria (27) 3262 7603 Servidor de carreira do Estado é nomeado Diretor Comunicado: Conceitos idéias, afirmações, e outros tipos de opiniões emitidas em ma- térias assinadas, mesmo que só pseudônimo, podem não representar o pensamento de Investimentos do IPAJM da direção e dos editores desta publicação, sendo de exclusiva responsabilidade de seus autores. Garantimos desde já em edição posterior espaço igual para resposta da- Sucursal Vitória Previdência Social (MPS), que O diretor de Investimentos é queles que se sentirem atingidos.Toda e qualquer matéria veiculada no Jornal Imprensa dispõem sobre as aplicações dos certificado como Profissional da servidor de carreira do recursos financeiros dos Regimes Associação Brasileira das Entida- O Livre é a título de colaboração, sem vínculo empregatício, inclusive cargos de direção. Estado, Gilberto de Souza Próprios de Previdência Social des dos Mercados Financeiro e Tulli, foi nomeado no dia (RPPS)”, disse o diretor. de Capitais (ANBIMA) – CPA-10 02 de junho para o cargo de Dire- Para isso, ele comenta que na e pós- graduado em Gerência de tor de Investimentos do Instituto estruturação do setor “será neces- Projetos. Iniciou sua carreira no de Previdência dos Servidores sário formar uma equipe altamen- Estado em 2008, na Secretaria de do Estado (IPAJM). Essa unidade te qualificada, capaz de gerenciar Estado de Gestão e Recursos Hu- administrativa foi criada, em abril os investimentos, analisando e manos (SEGER), como Especialis- deste ano, com a publicação da monitorando os riscos, a fim de ta em Políticas Públicas e Gestão Lei Complementar nº 548. alcançar um bom desempenho”. Governamental, onde participou Tulli explica que esse setor do projeto estruturante de gover- tem uma missão muito importan- Perfil no que definiu a primeira Central te, pois deve cuidar dos recursos Anteriormente, Gilberto Tulli de Atendimento Integrado ao Ci- do Regime Próprio de Previdên- ficou à frente da Gerência do Nú- dadão – o Faça Fácil. cia dos Servidores do Estado (ES- cleo de Tecnologia da Informação Evento que tem som -Previdência) no presente e no (NTI) do Instituto por mais de um LC 548 futuro. ano. “Nesse período, participei O cargo de Diretor de Investi- de qualidade tem “A diretoria é responsável por de diversas ações relevantes para mentos foi criado e incluído na es- sempre essa marca! elaborar, executar e acompanhar autarquia, entre elas, o Recadas- trutura organizacional do IPAJM uma política de investimentos tramento Previdenciário 2009, o a partir da instituição da Lei Com- que atenda as metas atuariais - planejamento do projeto Agilida- plementar nº548/2010. Também (27) 3262-7603 com transparência para os segu- rados, e cumpra as exigências da de na Concessão de Benefícios, o levantamento dos dados para os foram criados o cargo de gerente de Investimentos e o Comitê de resolução nº 3790 do Conselho Estudos Atuariais de 2009 e 2010 e Investimentos, que será integrado Monetário Nacional (CMN) e da a adoção da política de utilização por três servidores efetivos. Fonte (27) 9316-6970 portaria nº 345 do Ministério da de softwares livres”. : IPAJM
  3. 3. GOVERNO DO ESTADOGoverno inaugura duas unidades regionais de atendimentoao adolescente em conflito com a lei no Norte do Estado Assumimos uma tarefa que tem Doce do Norte, Pedro Canário, do atendimento, o Iases também nos dado muito trabalho. Os re- Pinheiros, Boa Esperança, Nova está construindo duas unidades cursos que estão sendo gastos Venécia, Vila Pavão, Barra de São – uma de Internação Provisória são todos do Governo do Estado Francisco, Conceição da Barra, e outra de Internação – na Região do Espírito Santo. E cada passo São Mateus, Jaguaré, Sooretama, Sul, em Cachoeiro de Itapemirim. que damos precisa contar tam- Vila Valério, São Gabriel da Pa- O projeto arquitetônico das duas bém com o apoio das prefeituras. lha, Águia Branca, Mantenópolis, unidades ocupará uma área de Porque todos querem unidades Alto Rio Novo, Pancas, São Do- 75 mil metros quadrados de ter- socioeducativas bem estrutura- mingos do Norte, Governador reno, sendo 7.984,67m² de área das, mas quando vamos nego- Lindenberg, Rio Bananal, Linha- construída. As entregas das duas ciar com os diversos municípios res, Marilândia, Baixo Gandu, unidades da Regional Sul estão a localização dessas unidades Colatina, Aracruz, Ibiraçu, João previstas para o início de agosto ainda encontramos muitas resis- Neiva e Colatina. deste ano. tências”, afirmou, ressaltando a Destes municípios, 14 de- Também serão disponibi- importância da parceria com a mandam internação provisória lizadas 150 vagas, sendo 60 de prefeitura de Linhares. e internação nas Unidades da Internação Provisória e 90 de PauloHartung enfatizou que, Grande Vitória: Linhares, Cola- Internação. O investimento na além de inaugurar as duas uni- tina, Pancas, Barra de São Fran- construção das duas Unidades dades em Linhares, o Governo cisco, Nova Venécia, Ibiraçu, São Sul, que também integram o ternação Socioeducativa (Unis) irá inaugurar, em breve, uma Mateus, São Gabriel da Palha, Programa Capixaba de Inves-Sucursal Vitória e do Centro Socioeducativo de unidade similar em Cachoeiro de Aracruz, Pinheiros, Baixo Guan- timentos Públicos e Empregos, Atendimento ao Adolescente em Itapemirim, dentro de um proje- du, Jaguaré, Rio Bananal e Soo- é de aproximadamente R$ 17,3 Governo do Estado, por Conflito com a Lei (CSE), alunos to de interiorização das unidades retama. milhões.O meio da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus)e do Instituto de Atendimento dos projetos de musicalização re- alizados nas unidades. Em uma das apresentações os adolescen- socioeducativas. “Precisamos ter unidades em todas as regiões do Estado, para que aqueles que Projeto Arquitetônico As duas unidades terão 10 Grande Vitória Além da regionalização doSócio-Educativo do Espírito San- tes executaram o Hino Nacional estejam passando por privação módulos de alojamento e capa- atendimento no Norte e no Sulto (Iases), inaugurou no dia 08 de Brasileiro em ritmo de congo. A de liberdade em suas diversas cidade máxima de acolhimento do Estado, o Iases também estájunho a Unidade de Internação apresentação emocionou os pre- modalidades legais possam ficar de 150 meninos, sendo 60 ado- investindo na construção de no-Provisória e a Unidade de In- sentes. o mais próximo possível de suas lescentes na Unidade de Interna- vas Unidades e novos espaçosternação da Regional Norte, em O secretário de Estado da Jus- respectivas famílias”, frisou. ção Provisória e 90 na Unidade para o atendimento aos adoles-Linhares, para o atendimento de tiça, Ângelo Roncalli de Ramos O governador lembrou, no de Internação, que contará com centes em conflito com a lei naadolescentes em conflito com a Barros, destacou que as unidades entanto, que mais importante do um programa de atendimento Grande Vitória.lei. foram construídas após o estabe- que construir novas unidades so- realizado em três fases – inicial, Para agosto próximo, está A Unidade de Internação Pro- lecimento de uma política peda- cioeducativas é a implantação de intermediária e conclusiva – ga- prevista a entrega da Unidadevisória tem capacidade de abrigar gógica de atendimento. “Ter uma uma cultura de paz na sociedade. rantindo a movimentação do de Internação Provisória II (Unip60 adolescentes e a Unidade de unidade com uma boa estrutura “Cada de um de nós deve pensar adolescente, de acordo com a exe- II), em Cariacica-Sede, com capa-Internação pode receber 90 meni- física é muito importante, no en- no que pode fazer para que te- cução da medida socioeducativa. cidade de atendimento para 80nos. São 75 mil metros quadrados tanto, as paredes não falam por si. nhamos uma cultura de paz em As estruturas físicas contam, adolescentes.de terreno (m²), com 7.984,67m² É preciso que haja um modelo de nossa sociedade. Vivemos um ainda, com escola; auditório; Ainda neste ano, tambémde área construída. Foram inves- gestão adequado e que atenda o momento conturbado, em que biblioteca; refeitório; salas de será entregue a Unidade de Inter-tidos aproximadamente R$ 17,6 que está previsto no Estatuto da vemos a explosão da violência, informática, de oficinas profis- nação Metropolitana para adoles-milhões na construção das novas Criança e do Adolescente”, disse do consumo exacerbado de dro- sionalizantes e de atendimento centes e jovens, entre 17 e 21 anos.unidades regionais do Norte. O o secretário. gas, associado à própria violên- social; sala de atendimento médi- A unidade está sendo construídarecurso é proveniente do Tesouro “Estas unidades foram proje- cia. Por isso, temos o dever de co, psicológico e jurídico; quadra em Vila Velha e tem previsão deEstadual e do superávit de 2008 tadas com base numa concepção difundir bons valores aos nossos poliesportiva; e espaços para con- entrega em novembro.do Ministério Público, que foi de atendimento que trabalhará jovens”, realçou. vivência familiar, comunitária e Neste ano, o Iases tambémdevolvido ao Governo para in- sobre quatro eixos: o da educa- O presidente do Conselho religiosa. licitou a obra do novo Centro In-vestimentos no atendimento so- ção; o da sócio educação, que visa Estadual da Criança e do Adoles- As construções foram pla- tegrado de Atendimento Socioe-cioeducativo. As novas unidades o desenvolvimento das relações cente, André Luiz Moreira, des- nejadas com base no padrão ducativo (Ciase), que vai integrartambém integram o Programa humanas; o sócio terapêutico; e tacou que “a entrega das novas construtivo que utiliza módulos atendimento do Iases, da Vara daCapixaba de Investimentos Pú- o sócio comunitário. Portanto, unidades marca a construção de monolíticos de concreto armado infância e Juventude, Ministérioblicos e Empregos. estamos igualmente entregando um novo momento para o aten- pré-fabricado, produzidos em Público, Defensoria Pública e Po- Participaram da solenidade o conceito, conteúdo e método de dimento socioeducativo no Espí- etapas únicas, tornando-os mais lícias Militar e Civil.governador Paulo Hartung; o se- atendimento. Um novo olhar e rito Santo. seguros e resistentes pela ausên- Atualmente, encontram-secretário de Estado da Justiça, Ân- uma nova forma de atuar sobre cia de juntas de construção ou em fase de finalização, as obrasgelo Roncalli de Ramos Barros; a o tema, que atribui à família e a A regionalização e a família emendas. do novo Espaço Educativo dodiretora presidente do Iases, Sil- comunidade sua importância e As unidades do Norte foram Iases, em Cariacica-Sede, quevana Gallina; o prefeito de Linha- essencialidade no processo soi- construídas com o objetivo de Meio Aberto irá atender os adolescentes dasres, Guerino Zanon; o presidente cioeducativo”, explicou a dire- regionalizar o atendimento socio- Além de regionalizar o aten- Unidades de Internação Sócio-do Tribunal de Justiça, desem- tora presidente do Iases, Silvana educativo e, assim, fortalecer vín- dimento socioeducativo no meio -Educativas (Unis I e II). O espa-bargador Manoel Alves Rabelo; Gallina. culos familiares e comunitários fechado, o Iases também possui ço será destinado a atividades deo procurador geral de Justiça, O governador Paulo Hartung do adolescente, requisitos previs- convênios com oito municípios escolarização, profissionalização,Fernando Zardini; o desembar- afirmou que, com a inauguração tos no Sistema Nacional de Aten- da Região Norte, para o desen- atividades pedagógicas, de con-gador Ronaldo Gonçalves; o juiz de mais duas unidades socioedu- dimento Socioeducativo (Sinase). volvimento das medidas socioe- vivência comunitária, familiar ee coordenador da Central de Exe- cativas em Linhares, o Governo A proposta das Unidades Re- ducativas em Meio Aberto (pro- religiosa.cuções de Medidas Socioeducati- do Estado efetiva mais um passo gionais Norte é atender deman- gramas de Liberdade Assistida evas, Paulo Luppi; o presidente do importante na caminhada de re- das de seis polos regionais, com Prestação de Serviços a Comuni- InvestimentosConselho Estadual dos Direitos construção do sistema prisional um total de 32 municípios, por dade). São eles: Linhares, Colati- Os investimentos do Gover-da Criança e do Adolescente, An- e no sistema de unidades para meio da Política de Assistência na, São Gabriel da Palha, Nova no do Estado na construção dasdré Luiz Moreira; dentre outras menores em conflito com a lei no Social para referenciar o trabalho Venécia, Ecoporanga, Monta- novas unidades e espaços para oautoridades e servidores do Iases. Espírito Santo. com as famílias e das comunida- nha, Baixo Guandu e São Mateus. atendimento socioeducativo em A solenidade contou ainda “Quando chegamos ao Go- des regionais. 2010 somam aproximadamentecom a participação dos socio- verno, em 2003, não encontramos São eles: Mucurici, Ecoporan- Regional Sul R$ 60 milhões.educandos da Unidade de In- praticamente nada nessa área. ga, Montanha, Ponto Belo, Água Garantindo a regionalização Fonte:Assessoria
  4. 4. GOVERNO DO ESTADOVale promove o desenvolvimento da siderurgia no Brasil laminados, o empreendimento rar sua razão social para Com- -forno em décadas no Brasil. compreende um sistema total- panhia Siderúrgica Ubú - CSU. O alto-forno, com capacidade mente integrado: a construção Em 17 de dezembro de de 2,5 milhões de toneladas / de um acesso ferroviário, para 2009, a Vale entregou o Estu- ano, entrou em operação em receber o minério de ferro de do de Impacto Ambiental e julho de 2007, representando Carajás; e a construção de um Relatório de Impactos ao Meio um investimento de 1,8 bilhões terminal fluvial no rio Tocan- Ambiente (EIA-RIMA) do pro- de dólares, 15.000 empregos tins, para receber o carvão jeto ao Governo do Estado do durante a construção e 1 mil na mineral e fazer o escoamento Espírito Santo. A usina terá operação. da produção siderúrgica até capacidade anual de 5 milhões Usiminas - A Vale partici- o Terminal Portuário de Vila de toneladas de placas de aço pou da privatização da Usimi- do Conde, em Barcarena (PA). e será instalada em Anchieta, nas em outubro de 1991. Em Além de atender à produção região Sul do Espírito Santo. O novembro de 2006, a Vale in- da siderúrgica, a futura hidro- início das operações está pre- gressou no grupo de controle via deverá servir a outras ati- visto para 2014. A CSU tem da Usiminas com o objetivo de vidades socioeconômicas da investimento previsto de 6,2 viabilizar a construção de uma região. bilhões de dólares e geração nova usina de placas, em Santa- A entrada em operação está de 20 mil empregos na implan- na do Paraíso, MG, como parte prevista para novembro de tação. Com a entrada em ope- dos planos de expansão da si- 2013. ração da CSU, estima-se que derúrgica. Em 2008 a Usiminas CSP (Companhia Side- deverão ser criados cerca de adquiriu a mina de J. Mendes. rúrgica do Pecém) - Após a 18 mil empregos, sendo 6 mil Em abril de 2009 a Vale anun- descontinuação do projeto da diretos na operação da usina (3 ciou o desinvestimento da Ceará Steel, a Vale iniciou es- mil próprios e 3 mil terceiros) participação societária na Usi- tudos para um novo projeto e, e 12 mil indiretos. Será priori- minas por diferenças na visão em novembro de 2007, assinou zada a contratação de mão de estratégica da empresa. mais atrasos e sua operação a memorando de entendimento obra local, tanto para operação, Ceará Steel - Projeto originalSucursal Vitória plena capacidade. A TKCSA com a coreana Dongkuk para quanto para a fase de constru- para construção de siderúrgica s projetos siderúrgicos a construção de uma usina in- ção, com ações previstas para a a gás natural para produção deO nos quais a Vale está diretamente envolvidatotalizam 21 bilhões de dóla- representa um investimento de 5,2 bilhões de Euros com gera- ção de 30 mil empregos na im- plantação. Na fase de operação tegrada para a produção de placas de aço no Complexo In- dustrial e Portuário de Pecém, capacitação dos trabalhadores da região, em parcerias com os Governos estadual e muni- 1,5 milhão de toneladas ano de placas, tendo como sócios, a siderúrgica coreana Dongkukres, com geração de mais de 80 são 3.500 empregos diretos e 14 no Ceará, com o nome de Com- cipal, empresas e instituições e a empresa italiana Danieli. Amil empregos na implantação. mil indiretos. A Vale fornece panhia Siderúrgica de Pecém. profissionalizantes. Vale participava apenas comoNa operação, todos os proje- todo o minério de ferro con- Esta usina, em parceria com a fornecedora de minério.tos juntos deverão gerar mais sumido pela TKCSA, repre- Dongkuk, terá capacidade de Histórico das ações da Em 2007, o projeto foi en-de 18 mil empregos diretos e sentando mais de 8 milhões de produção anual de 3 milhões Vale no setor siderúrgico cerrado devido à não dispo-52 mil indiretos. Além disso, toneladas ano. de toneladas ano de placas de A Vale tem um longo histó- nibilidade de gás natural pelaestes projetos irão somar 18,5 Alpa (Aços Laminados do aço para exportação (6 milhões rico de investimentos no setor Petrobrás (incerteza quanto àmilhões de toneladas por ano à Pará) - Antiga aspiração do na 2ª fase). Em junho deste ano, siderúrgico no Brasil. Há quase oferta e preço). A Vale retomouprodução siderúrgica nacional, povo paraense, a usina está lo- a Vale, Dongkuk e CSP assina- 20 anos a empresa participa de o projeto mudando a rota tec-que em 2009 foi de 42,1 milhões calizada no Distrito Industrial ram memorando de entendi- empreendimentos do gênero nológica para usina integradade toneladas de aço bruto, se- de Marabá, no Pará, e terá ca- mento com o governo do Ceará com seus parceiros, a fim de (coqueria, sinterização e altogundo o Instituto Aço Brasil. pacidade anual de produção para a instalação da usina e as aumentar a capacidade produ- forno), dando origem à Com- A estratégia de longo prazo de 2,5 milhões de toneladas obras de terraplenagem foram tiva no País. panhia Siderúrgica de Pecémda Vale na siderurgia é promo- de placas. A Alpa recebeu a iniciadas no dia 16 de dezem- California Steel Industries - CSP.ver o consumo de minério no Licença Prévia (LP) em 31 de bro de 2009. (CSI) - A Vale é detentora de BV Steel - Em abril de 2002Brasil apoiando o desenvol- março deste ano e já recebeu a A CSP tem investimento 50% do capital societário da Ca- a Vale e a chinesa Baosteel assi-vimento do setor siderúrgico Licença de Instalação (LI) para previsto de 4 bilhões de dó- lifornia Steel Industries (CSI), naram Memorando de Entendi-no país. “Entendemos que o a terraplanagem, sendo que os lares (1ª fase) e geração de 15 um produtor de aço laminado mentos para construção de usinaBrasil é o melhor lugar para serviços já começaram. O iní- mil empregos durante a obra. plano e tubos, localizado nos de placas em São Luis, MA,comse produzir aço. Por isso, te- cio das operações está previsto Na fase operacional serão mais Estados Unidos. Os outros 50% capacidade de 3,7 Mta. Em ja-mos estimulado parcerias com para 2013. A Alpa tem investi- 4 mil empregos diretos e ou- pertencem à JFE Steel. A CSI neiro de 2004, a Arcelor ingres-nossos clientes para aumentar mento previsto de 3,2 bilhões tros 10 mil indiretos. Além de produz aproximadamente 1,8 sou no estudo de viabilidade.a produção no país”, explica o de dólares e geração de 16 mil placas de aço, a CSP também milhões de toneladas métricas Em janeiro de 2006 o projeto foidiretor-presidente da Vale, Ro- empregos na fase de implanta- produzirá energia elétrica para de aço plano e tubos por ano. cancelado devido a limitaçõesger Agnelli. ção. Na operação deverão ser consumo próprio, sendo que o A CSI está adicionando um se- ambientais e dificuldades na ThyssenKrupp CSA Side- mais 5.300 empregos diretos e excedente será disponibilizado gundo forno de reaquecimento disponibilização dos terrenos se-rúrgica do Atlântico - Localiza- outros 16 mil indiretos. ao mercado nacional. com tecnologia ambiental de lecionados para implantação dada em Santa Cruz, Zona Oeste A siderúrgica, um inves- A usina é parceria da Vale ponta que deverá aumentar a usina na ilha de São Luis, MA.do Rio de Janeiro, a usina tem timento 100% da Vale, trará (49%) com a coreana Dongkuk capacidade em cerca de 50%. O CSV - Em julho de 2007 acapacidade de produção anu- vantagens competitivas para (51%) e deverá entrar em ope- custo total estimado do projeto siderúrgica chinesa Baosteelal de 5 milhões de toneladas o Estado, uma vez que agre- ração em 2014. é US$ 71 milhões. e Vale assinaram Memoran-métricas de placas de aço. O gará valor ao minério de ferro CSU (Companhia Side- CST - A Vale participou da do de Entendimentos visandoprojeto engloba, além de dois extraído das minas de Carajás, rúrgica Ubu) - Após encerra- privatização da CST em julho a implantação de uma usinaalto-fornos e aciaria, porto, no município de Parauapebas mento do projeto BV Steel no de 1992. Em março de 2003, a para produção de placas emcoqueria e térmica. O projeto (PA). Maranhão, Baosteel e Vale as- Vale adquiriu uma participa- Anchieta, ES. Em outubro decomeçou em setembro de 2004 Em novembro/2009 Vale e sinaram, em 2007, Memoran- ção adicional na CST com o 2007 estabeleceram a Compa-com a assinatura de um Memo- Aço Cearense assinaram Me- do de Entendimentos visando objetivo de viabilizar a cons- nhia Siderúrgica Vitória (CSV).rando de Entendimentos entre morando de Entendimentos a implantação de uma usina trução de um terceiro alto-for- Em janeiro de 2009, problemasa Vale a ThyssenKrupp, tendo para implantação das linhas de para produção de placas em no como parte dos planos de ambientais levaram a Baosteelo lançamento da pedra funda- laminação da ALPA: bobinas a Anchieta, ES, e formaram a expansão da siderúrgica. Em desistir do projeto. Em fevereiromental ocorrido em setembro quente (710 mil toneladas ano), Companhia Siderúrgica Vitó- junho de 2004, a Vale vendeu de 2009, a Vale adquiriu a parti-de 2006. Em julho de 2009, a bobinas a frio (450 mil tonela- ria - CSV. Em janeiro de 2009, suas ações na CST quando já cipação da Baosteel na CSV e aVale aumentou sua participa- das ano) e galvanizados (150 problemas ambientais levaram estava assegurada a implan- razão social da empresa foi alte-ção no empreendimento de mil toneladas ano). a Baosteel desistir do projeto, tação do terceiro alto-forno, o rada para Companhia Siderúrgi-10% para 26,87% para assegu- Além da usina siderúrgi- levando a Vale a assumir 100% que veio a ser o primeiro in- ca de Ubú, empresa 100% Vale.rar a conclusão do projeto sem ca para produzir placas e aços da participação da CSV e alte- vestimento em um novo alto- Fonte:Assessoria
  5. 5. VITÓRIALazer e esporte para as comunidades Merenda de qualidade nasem Vitória escolas de VitóriaSucursal Vitória à tarde) e Moscoso (nos três momentos de lazer, por meio Sucursal Vitória (diabetes, intolerância à lactose e turnos); da participação de eventos or- ao glúten). acesso à merenda escolarA Prefeitura de Vitória leva lazer e entrete- nimento àscomunidades de • Itararé (Escola Muni- cipal de Ensino Fundamental ganizados pela Secretaria de Esportes e Lazer. O projeto Foto: Fernada Neves Gomes coloca Vitória no cená- rio esportivo nacional O de boa qualidade é um direito constitucional, e, para garanti-lo, o município As profissionais também realizam palestras e oficinas voltadas à comunidade escolar, abordando assuntos, como apro-Vitória nos finais e busca atuar como complementa os recursos que re- veitamento total dos alimentos ede semana. São instrumento de pro- cebe do Ministério da Educação. obesidade. Usam, inclusive, o tea-oferecidos, no sá- moção do município, Em 2009, os recursos destinados tro para ensinarem às crianças asbado ou no domin- em âmbito estadual e à merenda escolar pela União e vantagens de uma alimentaçãogo, cama elástica, nacional, ao mostrar a pela Prefeitura de Vitória somam saudável.pula-pula, pintura cidade como um gran- R$ 4,7 milhões.de rosto, oficina de de polo turístico e es- Cada escola tem suas necessi- Aprovação dos alunosbalão mania e jogos portivo do Estado do dades específicas. Por isso, a pre- Todas as escolas municipaisrecreativos. Espírito Santo. feitura divide com as unidades de ensino fundamental (EMEFs) As atividades Campos de grama de ensino a tarefa de gerenciar e os centros de ensino infantilsão realizadas das sintética as verbas. Além de receberem (CMEIs) possuem um cardápio8 às 13 horas e das Os campos de gra- produtos licitados, como leite em diferenciado: o prato que agra-13 às 18 horas, aos ma sintética da Curva pó, óleo de soja, açúcar, arroz e da os alunos numa escola podesábados; e das 8 às da Jurema e do Par- feijão, as escolas dispõem de uma não ser bem aceito em outra. Nas13 horas, aos domingos. Caso Otto Ewald Júnior, no perío- que Municipal de Barreiros quantia destinada à aquisição de unidades, as pessoas que lidamqueira ter a Rua de Lazer, a do noturno); podem ser utilizados gra- outros gêneros, a exemplo de le- com a alimentação conhecem ascomunidade deve dar entra- • Clube de Natação e tuitamente pelos moradores gumes, ovos, verduras, frutas e preferências dos alunos. Por isso,da no pedido junto ao Pro- Regatas Álvares Cabral (pela para a prática de futebol. O cereais. discutem com as nutricionistas astocolo Geral da Prefeitura de manhã e à tarde); interessado deve protocolar Fornecer aos alunos da rede preparações que podem ser ser-Vitória. • Bairro Mário Cypres- o pedido na coordenação de pública uma alimentação ade- vidas. Projeto Esporte e Lazer da te (quadra da comunidade, Esportes Comunitários da quada é uma das prioridades da Além disso, a equipe de nu-Cidade durante a tarde). Secretaria Municipal de Es- cidade de Vitória. A merenda, trição aplica testes de aceitabili- Em convênio com o Mi- Os participantes podem portes e Lazer, de segunda a quando bem equilibrada, conse- dade em algumas EMEFs. Sãonistério dos Esportes desde fazer oficinas de capoeira, sexta-feira, das 14 às 18 horas. gue suprir as carências alimenta- realizados da seguinte forma: as2006, a Prefeitura proporcio- futsal, vôlei, futebol de areia, A utilização dos campos res das crianças, principalmente crianças recebem uma ficha emna lazer e esporte permanente jogos de salão (dominó, dama só é permitida de segunda a daquelas de baixo poder aquisiti- que existem as opções “detestei”,para crianças, adolescentes, e xadrez), trabalhos manuais sábado, a partir das 18 horas. vo, contribuindo para a melhoria “não gostei”, “indiferente”, “gos-adultos e idosos nos seguintes (desenho e origami). Para a durabilidade dos na aprendizagem e a diminuição tei” e “adorei”. Ao final da refei-núcleos: As atividades são reali- campos de grama sintética, no número de alunos que repe- ção, emitem a opinião a respeito • Bairro República zadas de terça a sexta-feira, recomenda-se não utilizar tem o ano ou abandonam as au- do prato. O alimento só é manti-(quadra da comunidade, no das 7 às 12 horas, das 13 às 18 chuteira de trava de alumínio las. do no cardápio se ele for aprova-horário noturno); horas e das 18 às 22 horas. A e não jogar descalço. Reco- do por mais de 85% dos alunos • Bairro Maria Ortiz inscrição é realizada nos pró- menda-se ainda não utilizar Nutricionistas consultados.(Praça da Polícia Interativa, prios núcleos. bebida alcoólica dentro do A equipe de alimentação es- Para garantir a segurançano período vespertino); Vitória Verão da Paz gramado e não jogar sem ca- colar da prefeitura é composta alimentar dos alunos, torna-se • Parques municipais Visa proporcionar aos mo- misa. por oito nutricionistas. Sete pres- necessária a preparação dos ali-Mangue Seco (pela manhã e radores e visitantes de Vitória Fonte:Assessoria PMV tam assessoria técnica às escolas, mentos em cada horário. Como ficando cada profissional res- forma de evitar o desperdício, as ponsável por visitar, em média, merendeiras contam as criançasVale e UFES criam núcleo inédito de estudos 15 unidades. Outra nutricionista permanece na Secretaria de Edu- presentes.sobre florestas tropicais e impactos das mudan- cação (Seme), coordenando os trabalhos. Qualificação das meren- deirasças climáticas Cada escola é visitada duas Nos meses de janeiro e julho, Departamento de Engenha- ção dos estudos. A parceria vezes no mês. Nessas ocasiões, a as merendeiras frequentam umSucursal Vitória profissional planeja o cardápio e ria Florestal do Centro de Ci- vai contemplar alunos que es- curso no qual aprendem regras Vale e a Universida- ências Agrárias da UFES. Os tejam regularmente matricu- observa se os procedimentos ali- de boas práticas alimentares eA de Federal do Espírito Santo (UFES) assinamno dia 16 de junho, convênio laboratórios serão projetados para pesquisas nas áreas de silvicultura tropical, ecologia lados nos programas de mes- trado e doutorado da UFES. Ao todo serão disponibili- mentares estão sendo seguidos corretamente. Ela verifica o peso e a validade dos produtos estoca- dos; as condições de armazena- recebem dicas para controlar o estoque de produtos. A cada dois anos, participam do Cozinha Bra-para criação de um núcleo iné- e manejo de florestas tropi- zadas 15 bolsas, sendo 12 de sil, curso realizado em parceiradito de estudos sobre florestas cais, além de apoio nos estu- mestrado, duas de doutorado mento; a escolha e a higienização com o Serviço Social da Indústriatropicais brasileiras e impac- dos no campo de recuperação e uma de pós-doutorado. dos legumes, das frutas e das ver- (Sesi), cujo objetivo é divulgartos das mudanças climáticas de áreas degradadas. A criação dos laboratórios duras; e acompanha o preparo da técnicas para o preparo de pratosnesses ambientes. A parceria A Floresta Tropical é um permitirá também o aprofun- refeição. de baixo custo, mas de alto valorterá investimentos de R$ 4,5 dos ecossistemas mais com- damento dos estudos resul- nutritivo.milhões por parte da empre- plexos do mundo, o que a tantes de pesquisas que já vêm Cardápio balanceadosa, que serão destinados tanto torna ainda pouco conheci- sendo realizadas na estrutura Graças ao trabalho da equipe, Conselho de Alimentaçãopara a estrutura física - prédio da dada à complexidade de existente no local, onde são as escolas apresentam um car- Escolarcom laboratórios de pesquisas biomas que contém. A ideia reproduzidos diferentes cená- dápio balanceado, que supera a O trabalho da equipe de nu-- quanto para o desenvolvi- é testar métodos e conhecer rios climáticos e ambientais, média de necessidades nutricio- trição é feito em parceria com omento de pesquisas. A previ- mais as espécies e a eficiên- como aumento de CO2 e de nais recomendadas pelo Fundo Conselho de Alimentação Esco-são é de que as obras tenham cia desses estudos e, assim, temperatura, flutuações da Nacional de Desenvolvimento lar (CAE), entidade responsávelinício em dezembro deste ano aplicá-los em demandas reais, disponibilidade de água e de da Educação (FNDE). por fiscalizar a aplicação do di-e que estejam prontas até o fi- quando possível. nutrientes no solo e de como Uma regra válida para todas nheiro repassado às escolas paranal de 2011. Além de financiar a cons- as plantas reagem a cada um as unidades de ensino é que não a compra de gêneros alimentí- A estrutura ocupará uma trução dos laboratórios, os deles. Será o primeiro centro podem ser servidos frituras, em- cios. Duas vezes por semana, osárea de 1.600 metros quadra- investimentos da Vale serão de pesquisa dessa área no Es- butidos, refrigerantes, gorduras conselheiros vão às escolas e sãodos e ficará no município de aplicados no fornecimento pírito Santo com esse nível de ou balas. Há cardápios especí- acompanhados pelas nutricionis-Jerônimo Monteiro, no sul das bolsas de pesquisa e nos detalhamento. ficos para as crianças que apre- tas.do Estado, onde funciona o custos envolvidos na realiza- Fonte;Assessoria sentam restrições alimentares Fonte:Assessoria PMV
  6. 6. LINHARES SERRALinhares recebe duas unidades Secretaria de Meio Ambiente da Serra segueregionais de atendimento socioeducativo com 7.984,67 metros quadrados com as atividades do Plano de Manejo doSucursal Vitória conteceu no dia 08 de ju- de área construída. As duas uni- dades terão 10 módulos de alo- Mestre ÁlvaroA nho a inauguração das Unidades de InternaçãoProvisória e de Internação da Re- jamento e capacidade máxima de acolhimento de 150 meninos, sendo a Unidade de Internação Sucursal Vitória Secretaria Municipal recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da cretário de Meio Ambiente da Serra, Cláudio Denícoli.gião Norte, para o atendimentode adolescentes em conflito coma lei. é mais uma obra do Gover-no do Es- com capacidade de 90 adolescen- tes e a de Internação Provisória, com 60 vagas. As es- A de Meio Ambiente (Semma) está dando continuidade ao Plano de Ma- unidade”. O primeiro relatório traz informações sobre a história e o perfil geográfico da região Convênio Por meio de um convê- nio firmado neste mês de maio com o Instituto de De- nejo do Mestre Álvaro, estudo do Mestre Álvaro. O segundo fesa Agropecuária e Florestaltado, por truturas que vai diagnosti- do Espírito Santomeio do físicas con- car as potenciali- Foto: Edson ReisInstituto tam com (Idaf), o município dades de um dos da Serra, represen-de Aten- escola, mais importantes tado pela Semma,dimento auditório, símbolos do mu- passa a ser respon-Sócio- biblioteca, nicípio da Serra. O sável pela gestão e-Educa- refeitório; terceiro relatório administração dativo do salas de in- do plano está pre- APA do MestreEspírito formática, visto para ser con- Álvaro.Santo de oficinas cluído na segunda A medida as-(Iases). profissio- quinzena de ju- segura o repasse Foram investidos aproxi- nalizantes nho, trazendo uma das compensaçõesmadamente R$ 17,6 milhões na e de atendimento social; sala de análise da fauna e ambientais dasconstrução das novas unidades atendimento médico, psicológico da flora local. empresas Arcelor-regionais do Norte. O recurso é e jurídico; quadra poliesportiva; Conforme a Lei Mittal e Vale paraproveniente do Tesouro Estadual e espaços para convivência fami- Nº 9.985/2000, que investimentos nae do superávit de 2008 do Minis- liar, comunitária e religiosa. institui o Sistema Nacional de relatório conta com os estudos APA do Mestre Álvaro, bemtério Público, que foi devolvido As construções foram pla- Unidades de Conservação, o arqueológicos e informações como dá mais agilidade aosao Governo para investimentos nejadas com base no padrão “plano de manejo é um do- sobre a cultura dos morado- projetos, devido à facilidadeno atendimento socioeducativo. construtivo que utiliza módulos cumento técnico mediante o res do entorno do maciço. do poder municipal de en-As novas unidades também in- monolíticos de concreto armado qual, com fundamento nos “O plano vai nos dizer de volver as comunidades dotegram o Programa Capixaba de pré-fabricado, produzidos em objetivos gerais de uma uni- quais formas sustentáveis a entorno e ao fato da Semma jáInvestimentos Públicos e Empre- etapas únicas, tornando-os mais dade de conservação, se esta- APA do Mestre Álvaro po- contar com uma divisão paragos. seguros e resistentes pela ausên- belece o seu zoneamento e as derá ser explorada, seja nos gestão de unidades de conser- A Unidade de Internação cia de juntas de construção ou normas que devem presidir aspectos turísticos, culturais vação.Provisória e de Internação têm 75 emendas. o uso da área e o manejo dos e educacionais”, explica o se- Fonte:Assessoriamil metros quadrados de terreno, Fonte:Assessoria da PML
  7. 7. ANCHIETAEntrevista com o Vere- cia foi em 2004, 2005 após dois temos alguns fatores de risco e seus pedidos , pois ele é que foco é o combate a droga aoador Marcos Vinicius mandatos de vereador, cheguei que precisam ser avaliados, é está na base das comunidades. entorpecente no município de à presidência da câmara, levei o ar do município, a água do DJ: O senhor é candidato? Anchieta e nos municípios vi-Assad do município de a câmara ao alcance do povo, a município, que atende também Vereador: Sim, mas a minha zinhos, pois a droga está nosAnchieta ao jornalista câmara era muito afastada do parte de Guarapari. Esses quesi- pré candidatura a deputado levando ao desfalecimento daCarlinhos DJ do progra- alcance do povo, o povo não tos são primordiais para o bem estadual não partiu de mim, família.ma Guarapari Noticias sabia a finalidade da câmara, estar da sociedade. partiu primeiramente das bases DJ: Principalmente o crackda Rádio Sim no mês de quais eram as atribuições do DJ: O Senhor está acompa- do município de Anchieta e de não é?maio. vereador, então nosso papel na nhando essas audiências públi- alguns amigos de Guarapari Vereador: Sim, princi- câmara naquela oportunidade cas, colocando em pratos limpos e das cidades vizinhas Piuma, palmente o crack, que é barato foi exatamente estar divulgan- as reivindicações da população, Alfredo Chaves e Iconha , nós e vicia no primeiro momento. do isso aí, levando a câmara ao seus questionamentos? temos como meta manter o Estamos atentos a isso. povo, por que a câmara é do Vereador: Sim, estamos equilíbrio entre o crescimento O crack é uma droga que vi- povo e o povo de Anchieta não atentos a todas as questões industrial e o setor agrícola dos cia rápido e debilita muito rápi- sabia que quem mandava na câ- DJ: De seus requerimentos municípios, por que o progres- do, realmente é de se preocupar mara era ele, pois ele que elege apresentados tem um que fala so está chegando, a especulação mesmo, inclusive o governo fe- o legislador. da falta de segurança dos trevos vai virar realidade. E precisa- deral está se manifestando ago- DJ: Ou seja, a informação no balneário de Anchieta, acon- mos estar estruturados para ra até com vacinas para que as conscientizou a população que tece muitos acidentes naqueles recebê-lo. Então é preciso que pessoas possam se livrar desse ela era peça fundamental na trevos? o prefeito, o gestor tenha um vício que é realmente terrível. sessão? Vereador: Muitos aciden- contato direto com alguém da Uma dependência química que Carlinhos DJ: O senhor Vereador: Sim e Fizemos tes, na região de Mãe Bá, por região com a assembléia legis- não está mais atingindo só ostem mandato de vereador, mas muito mais, nós colocamos to- exemplo, temos ali estatísticas lativa. Nós queremos também jovens esta abrangendo até pes-é contador a mais de 20 anos, e das as leis no computador da sérias de acidentes com óbito, dar sustentabilidade ao homem soas de 30, 35 anos, universitá-também advogado, inclusive Câmara com acesso gratuito, do com invalidez, e isso vem cau- do campo e preservar a pesca rios se entregando a droga issosua família tem tradição nessa estudante e da população de sando um transtorno a socie- artesanal, isso é muito impor- é muito triste.Nesse sentido éárea? Anchieta. Levamos a internet, dade de Mãe Bá; então é muito tante para nós. Todos estão vi- que criamos à lei municipal do Vereador: Sim, minha fa- que era contato direto com o importante que o governo do drados no progresso industrial dia de combate a droga e o en-mília toda tem tradição na área Senado Federal e a Câmara dos estado, através do departa- que vai chegar e como vai ficar torpecente. É justamente parado direito,e da contabilidade. E Deputados onde dá mais trans- mento de estradas e rodagens o homem do campo, a pesca ar- dar mais ênfase a isso, nós nãoisso nos proporcionou ser um parência e politização a socieda- estejam vendo com carinho tesanal, o pescador que sempre queremos só casa de tratamen-político ativo em virtude das de o que é muito importante. aquilo ali, colocando redutores viveu da pesca? Que nós não to, queremos fazer um trabalhoduas profissões que exercemos. DJ: Então o senhor chegou de velocidade para alertar o queremos que ela acabe quere- de conscientização para evitar DJ: Quando foi e como o ao terceiro mandato, qual a ava- condutor, pois ali é um bairro mos que o homem do campo que o jovem entre na droga, e ésenhor chegou até a Câmara liação do ano de 2009, e quais de grande acesso, é um bairro tenha condições de estar viven- preciso fazer um trabalho muitoMunicipal? os projetos importantes que o ao lado da Samarco, o fluxo de do no campo, tenha incentivo sério, nos queremos que os go- Vereador: O meu pri- senhor apresentou? carros é muito grande e cada lá. Senão o campo acaba. Então vernos estejam atentos.meiro mandato de vereador Vereador: O meu terceiro vez aumentando mais, em face a princípio nós estamos focan- DJ: Qual a avaliação que ofoi em 1996. Cheguei a Câmara mandato é uma seqüência dos do progresso . A cidade tem que do nesses projetos, que eu acho senhor faz da guarda municipalMunicipal através das minhas anteriores, nós ficamos qua- se preparar agora, se programar de suma importância para um do seu município?ações na minha profissão, pois tro anos afastados da política, para receber o progresso. A ci- desenvolvimento igualitário da Vereador: A guarda mu-sempre fomos ligados ao anseio porque disputamos a prefeitu- dade tem que estar preparada, região nicipal veio para somar com asdo povo, a base da população, ra e não obtivemos sucesso e senão quem vai levar prejuízo DJ: O senhor já teve algu- polícias militar e civil, ela estásempre ligado às associações. voltamos como vereador para com isso tudo é a população. ma decepção na vida pública? mais ligada ao cidadão, mas elaIsso tudo vem nos trazendo começar novamente nossa car- DJ: Como aconteceu com Vereador: Eu sou um po- tem que ter critérios, tem queuma bagagem muito boa, vem reira política. Obtivemos uma Macaé, um crescimento desor- lítico que acompanhei meu pai ter cronograma de trabalho, sónos divulgando. E foi o povo boa votação uma votação ex- denado, que acabou com a cida- desde a infância no antigo MDB montar a guarda não funcionaque me pediu: Marquinhos pressiva, o povo acreditou, foi o de não é isto? hoje PMDB, estava no PMDB e ,tem que ser ativa. Tenho pedi-você tem que ser vereador, nós resultado do trabalho anterior. Vereador: Pois é, isso se na última eleição não saio a do em meus requerimentos naprecisamos de você na Câmara Nós temos feito bons projetos que não queremos que aconte- tempo e tivesse passado para Câmara que a guarda abranjapara dar continuidade a esse ligados ao meio ambiente, bons ça, Nem em Anchieta nem em o PTB eu não teria sido eleito, mais o interior Por que é maistrabalho que você faz extra po- projetos ligados ao combate às Guarapari. não teria sequer sido candidato. uma alternativa de combatelítico. drogas e ao entorpecente, fize- DJ: O senhor fez reivindi- Teria sido consumido pelo fogo ao crime. O Capitão Lugato Eu já fui político estudantil, mos um projeto de preservação cações para Itaperoroma Alta, amigo. O PTB tem identidade demonstrou sua capacidadena época da faculdade de direi- ambiental da desova da tartaru- gostaria que o senhor falasse com o trabalhador me identifi- quando comandou a policia mi-to participei ativamente do dire- ga na praia da Guanabara em sobre esses projetos? quei muito com o PTB . litar aqui em Guarapari, e estátório acadêmico. Sempre estive Anchieta que está no projeto Vereador: Nós temos DJ: Já dá para fazer uma colocando a sua prática, e sualigado paralelamente a política. Tamar, nos fizemos esse projeto andado muito no interior dos avaliação do ano de 2010? experiência na guarda munici- DJ: Como o governador de preservação já na segunda municípios tanto de Guarapari, Vereador: Temos feito pal de Anchieta o que é muitoPaulo Hartung, o senhor iniciou legislação minha como vere- quanto de Anchieta a malha- bons projetos, mas o meu maior bom.sua vida política nos movimen- ador, pensando no futuro, no viária não atende totalmente a INFORMAtos estudantis, naquela época progresso de Anchieta. população interiorana e itape-que os movimentos estudantis DJ: Falando em progresso, roroma é uma dessas questõesfuncionavam. Tinha casa do es- como o senhor vê a vinda da que precisa ser cuidada comtudante não é mesmo? quarta usina da Samarco? Esse mais carinho com responsabi- Vereador: Exatamente,em Cachoeiro do Itapemirim crescimento chegando ao muni- cípio de Anchieta ate então ain- lidade, o governante precisa estar mais atento, nós citamos Informática JUNIORaquela época era ferrenha, o da ordenado? itaperoroma, mas em outros lu- •MANUTENÇÃO EM COMPUTADORESestudante tinha prestígio, ia Vereador: Como legisla- gares do interior do municípiopara as ruas reivindicava, e es- dor e também como população estão do mesmo jeito. Tem mui- •RECARGA EM CARTUCHOSsas conquistas hoje estão sendo nós temos que ver com caute- tas demandas.usufruídas por estudantes que la, é lógico que ninguém quer DJ: Na medida do possível •COMPRA DE COMPUTADORES USADOSmuitas vezes não sabem dessas tolhi o progresso , mas não po- o senhor vem cumprindo seulutas de um passado tão recen- demos botar um progresso de- papel de vereador, mas o exe- sordenado acima do bem estar cutivo tem dado contrapartida •VENDAS DE ACESSÓRIOS SEMI-NOVOSte. DJ: O senhor como vere- da sociedade. Então temos que também não é mesmo? olhar com cautela. A Samarco Vereador: O executivo Muquiçaba (ao lado da São Geraldo) (27) 3262-1288ador chegou também a presi-dente da câmara municipal de tem feito audiências públicas. A tem que ouvir a voz do verea-Anchieta, em que ano foi isso ? quarta usina já tinha sido pro- dor. O prefeito inteligente ob- Vereador: A presidên- gramada anteriormente, mas serva os anseios do vereador
  8. 8. governo desde que ele entrou primeiro mandato e na minha mas isso depende do partido, e média, o problema em An- ANCHIETA na prefeitura e eu na câmara, eleição, porque ele estava sain- de entendimento com o pre- chieta hoje que eu acho que é e nós temos feito uma parceria do de um mandato e me mos- feito, de conversas com a base, um problema nacional, é a alta muito boa na administração de trou todos os caminhos, como os partidos do município, uma complexidade. InfelizmenteEntrevista com o Vere- Anchieta, o próprio prefeito se conversa, como se atende, conversa com municípios vi- nós ainda não temos um hos-ador Válber Salarini do Edival me filiou no partido, e como chegar às pessoas Tanto zinhos, pois queremos repre- pital regional onde você podemunicípio de Anchieta me incentivou a entrar e agente no primeiro quanto no segun- sentar a região, o município atender alta complexidade,ao jornalista Carlinhos acompanhou todas as eleições do, teve uma grande contribui- de Anchieta é um município exames especializados. AindaDJ do programa Guara- de Edival, a primeira quando ção dele. que esta crescendo muito, tem temos que transportar nossos ele foi prefeito anteriormente, DJ: Válber vamos falar um grande colégio eleitoral. pacientes para outros municí-pari Notícias da Rádio depois quando as eleições que agora do seu segundo manda- Mas infelizmente não elege pios e principalmente para ca-Sim no mês de maio. infelizmente nós perdemos, to, qual foi a avaliação do ano sozinho um deputado. Nós pital e isso gera uma demanda para deputado e para prefeito de 2009? precisamos de Piúma, Iconha, muito grande sobre nós verea- e então chegamos ao consenso Vereador: 2009 é o pri- de Alfredo Chaves e também dores. Mas estamos conversan- de que era hora de eu estar en- meiro ano de um novo man- de Guarapari para que pos- do com o governo do estado, trando também para disputar. dato, as coisas se esfriam um samos desenvolver na região com as empresas, com o pre- Ai eu encarei e foi uma coisa pouco naturalmente, onde se um pólo industrial. Mas pode feito. Entramos num consórcio maravilhosa por que eu fui o reavalia tudo o que foi feito nos ser também um pólo político, intermunicipal de saúde que vereador mais votado em An- quatro anos anteriores, mas a um pólo da saúde, um pólo da é muito importante para esses chieta e foi muito positivo avaliação é positiva. O índice educação, então acho que essa serviços especializados. Mas DJ: O que o Sr fazia antes de aprovação da população é a discussão a ser feita. Então nós queremos ainda para nos- de ser eleito? com relação à administração estou colocando meu nome à sa região um hospital moderno Vereador: sempre fui está altíssimo, isso significa que disposição do partido para que que possa atender as empresas, funcionário público, sou enge- está dando certo que há satisfa- numa aliança, numa conver- a população, com esses exames nheiro agrônomo da prefeitura ção popular. gência das forças, se eu vier a de alta complexidade que é o de Anchieta, sou funcionário Nós fazemos uma avalia- ser um candidato, vou disputar que realmente tem demandado de carreira, sou professor na ção do nosso trabalho, pelo que com bastante afinco e determi- mais o vereador Carlinhos DJ: Dá para faculdade Pitágoras de Guara- as pessoas falam conosco nas nação como estou fazendo no DJ: Suas Consideraçõesfazer uma avaliação positiva pari desde 1998, ainda FIPAG ruas, pelas pesquisas que são meu mandato de vereador. finais:do primeiro mandato? quando comecei a dar aula. feitas. Essa é a realização do Um mandato de participação Vereador: Gostaria de Vereador Válber: Com DJ: O Senhor tem uma nosso trabalho. popular, sempre em contato terminar falando do grande en-certeza que sim, acho que ti- história de família bonita, foi o com as associações, um diálogo volvimento que nós da comu-vemos um primeiro mandato que o levou para política? DJ: A relação Prefeitura e sempre franco, para a socieda- nidade de Anchieta, de Gua-exitoso, e uma grande parceria Vereador: O meu pai Câmara neste segundo manda- de de modo geral participar. rapari e toda região temos quecom o prefeito Edival Petri, que foi seis vezes vereador em to é boa? O mandato não é meu, fazer, pois nós estamos prestesé do nosso partido. Tanto que Anchieta e visualizamos que Vereador: A relação com o mandato é da população. a receber grandes investimen-fui o mais votado no primeiro meu pai já estava com a idade a câmara continua boa. O novo Como vereador, o mandato é tos nessa região, investimentomandato e como candidato a bem avançada e precisava de presidente da câmara, o vere- do município de Anchieta, se industrial, e nos meus debatesreeleição também fui o mais uma renovação na câmara de ador Jocelém é um parceiro e vier a ser deputado o mandato eu tenho demonstrado preo-votado; nesse segundo manda- Anchieta, principalmente com tem trabalhado nessa parceria é da população do estado Espí- cupação com a questão am-to que hoje estou. Essa parceria uma administração moderna com o prefeito Edival e nós rito Santo. biental, mas uma preocupaçãocom o prefeito Edival também que demanda o município, o temos conseguido viabilizar DJ: Vereador há uma boa maior com a questão social eé muito positiva, já que o mu- prefeito não consegue admi- muitos projetos, muitas coisas relação entre os outros verea- de segurança porque desen-nicípio tem crescido bastante, o nistrar o município sozinho, dentro da câmara. E conver- dores para que o Senhor tenha volvimento se faz com opor-serviço tem chegado até a po- não consegue visualizar todas sando sempre. O prefeito sem- apoio dos colegas? tunidade. Não adianta termospulação em todas as áreas: na as demandas sociais sozinho. pre reúne com os vereadores, Vereador: Existem algu- grandes investimentos no mu-agricultura, na pesca, na saúde, Ele precisa do apoio dos vere- os projetos importantes são mas variantes com relação ao nicípio e na região se não tiver-na educação, e agora nessa área adores que estão em contato discutidos, debatidos e apro- apoio dos vereadores, existem mos oportunidades.grande que ele está tocando, diário com a população e pre- vados dentro do âmbito da câ- alguns compromissos firma- Por isso temos que agra-que é a área do desenvolvi- cisa também do apoio do legis- mara e o executivo atendendo dos com alguns deputados decer a vinda do IFES paramento, desse pólo industrial. lativo, ele não consegue fazer novamente as demandas da candidatos a reeleição, mas Guarapari do SENAI para An- DJ: As pessoas acham que nenhum projeto, nenhuma lei, população. aqueles vereadores que não chieta, que estão capacitandoo vereador tem poder para se não tiver uma boa relação DJ: O Senhor pretende tem compromisso firmado nosso povo, nossa população,fazer tudo, todas as pressões com o legislativo. Eu fiz esse concorrer a algum cargo nesta ainda nós estamos mantendo para que possamos nos apro-caem em cima do vereador, papel durante meu primeiro eleição? diálogo constante e buscan- priar desse desenvolvimento.como o Sr vê isso? mandato e estou fazendo ago- Vereador: Eu fui consul- do apoio, pois o que faz uma Desenvolvimento tem que ser Vereador: Sabemos que ra no meu segundo mandato. tado pelo PSDB que é o meu eleição é o apoio que você tem. para o desenvolvimento hu-o vereador é o primeiro impac- A câmara tem sido parceira do partido com a intenção de ter Então o apoio da população é mano. Então nós estamos deto da sociedade. É o primeiro executivo e isso é muito bom, o nome na região do municí- importante, mas o apoio das braços dados com esse desen-a ser alcançado quando o ci- muito importante para o mu- pio de Anchieta e toda região lideranças é extremamente im- volvimento, desde que tenhadadão se sente incomodado. nicípio. Eu acho que quando do entorno para disputar a portante, o apoio do prefeito responsabilidade social, am-E o vereador tem realmente a você tem os órgãos todos num assembléia. Achei o convite é essencial e indispensável o biental, segurança pública efunção de ouvir a população e só caminho a população só tem do PSDB muito interessante. apoio dos colegas vereadores oportunidades para todos.encaminhar os projetos através a ganhar. Tenho discutido isso na base, o que também é muito impor- Hoje eu estou à disposiçãode requerimentos, mudança DJ: Então o seu pai o Sr conversado com os partidos tante. da população de Anchieta, masde lei, conversando com o pre- Pio Salarini tem uma história em Anchieta, com o prefeito, DJ: Quais são as reivindi- em outra oportunidade estareifeito, com o secretário, com os muito forte na política de An- conversado com a população e cações feitas pela população? à disposição de toda popula-partidos e tentando viabilizar chieta? se o partido oferecer realmente Vereador: As demandas ção de toda essa região paraaquela demanda da população. Vereador: É realmen- uma vaga, vamos nos colocar a sobre o vereador são muitas, poder fazer um trabalho con- DJ. O Senhor Tem uma boa te uma historia muito bonita, disposição para dentro de uma mas a principal é uma deman- junto para o desenvolvimento,relação com o prefeito Edival uma historia de muita simpli- possibilidade uma discussão da nacional, que é pela saú- trabalho de sustentabilidadenão é? cidade, honestidade. Ele está municipal, pois sabemos que de, então o vereador é muito para toda essa região, pois An- Vereador: O Edival é um com seus 86 anos, e antes de existem outros nomes dentro demandado, graças a Deus chieta, Piúma, Alfredo Chaves,grande prefeito, um grande lí- eu entrar na política ele estava do município pleiteando uma e graças à administração de Iconha é uma região que ficader, ele tem essa preocupação como o vereador mais idoso do vaga na assembléia. Nessa Anchieta nos temos um gran- num grande vácuo na questãocom a sociedade, ouve as pes- estado. vida pública, nesses mandatos de hospital, onde o município da representatividade.soas, ouve as comunidades, DJ: Com um pai tão ex- de vereador nós ganhamos mé- investe muito dentro daque- Então nós queremos real-o que é muito importante. O periente na vida pública, tem ritos para concorrer também a le hospital, que recebeu uma mente vindo a ser candidato epapel do líder é esse, ouvir a aqueles conselhos, Seu pai te uma cadeira na assembléia le- grande reforma em parceria logrando êxito numa candida-sociedade, ouvir as demandas orienta? gislativa. com a Samarco e o governo tura representar nossa região,populares. E graças a Deus Vereador. Com certeza, DJ: Mas vamos consultar do estado. Então o município pois ela está crescendo e caren-eu pude acompanhar de per- quando eu me aperto, eu cor- o papai o Sr pio não é mesmo? na área de saúde consegue te de representante com firme-to com o Edival. Sou líder do ro lá pros braços dele e ele me Vereador: Se dependes- atender bem a população em za e com determinação e que orienta principalmente no meu se dele eu já seria candidato, atendimento de saúde básica queira fazer a coisa certa.

×