Metadados para a difusão de
partituras
IX Encontro de Musicologia Histórica
Dra. Rosana Lanzelotte
(rosana@musicabrasilis....
“O virtual possui uma plena realidade,
enquanto virtual”
“Le virtuel possède une pleine réalité en tant que virtuel”
(Gill...
Rede web
• cada novo nodo pode ser
emissor e receptor
• não há centralidade
• a rede cresce de forma rizomática
• a rede é...
Pensamento centralizado
• RISM
• Catálogo de publicações de música sacra e
religiosa brasileira
Pensamento rizomático
• Bi...
José Maurício Nunes Garcia: Ladainha das Dores de N. S. (clarineta)
http://www.editorapontes.com.br/tmb
Virtual
Descrição
de um
documento
instanciação
problematização
Virtualização / Modelização
Pierre Lévy: “O que é o virtual...
Virtual: Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
Acervos
conhecidos
Disponível na web
Tem catálogo Não tem catálogo
Não disponível na
web
Procura usando
uma ferramenta de
...
Modelização reterritorializada*
– Controle centralizado da informação
– Coleção fica “isolada” na web
– Impossibilidade de...
Modelização desterritorializada
– Controle descentralizado da informação
– Possibilidade de interoperação
– Semântica de m...
• Metadados
– Dados estruturados sobre recursos
• Título da obra
• Nome do autor
• Data do documento
– Descrição e busca
–...
Padrões de metadados
– MARC (Machine-Readable Cataloging)
• MARC21
• MARCXML
– RISM (Répertoire International des
Sources ...
• Padrões de uso geral não tem campos
específicos para o domínio musical
(instrumentação, tonalidade)
• Metadados usados d...
• Exemplo de descrição de um recurso
usando MARC:
100 Garcia, José Maurício Nunes
245 Tota Pulchra es Maria
Traduzindo par...
Campo
MARC
Significado Biblioteca Nacional Library of
Congress
British Library
100 |a entrada principal nome pessoal
nome ...
Reterritorialização
Metadados sem semântica explícita
=> seres humanos entendem
obra tem título Tota Pulchra es Maria
auto...
• Hoje: a informação é organizada na web
de forma que apenas o ser humano é
capaz de interpretá-la e conduzir a tarefa
de ...
Web semântica* é uma extensão da web
* Tim Berners-Lee, “The Semantic Web”, Scientific American, 2001
 Conhecimento éConh...
Roberto Garcia Gonzalez, “Exploring the Semantic Web Knowledge Representation and Web
Technologies”, 2003
• Consórcio W3C: padrões XML, RDF, OWLXML, RDF, OWL
• RDF – Resource Description Framework
• RDF é utilizado para estabele...
- recurso: qualquer entidade que possa
ser nomeada (ex: compositor, obra)
- propriedade: um atributo (ou
relacionamento) d...
Elipses: Recursos (Resources)
Arcos: Propriedades (Properties)
Retângulos: Valores (Values)
Modelo RDF
RDF: exemplo
compositor nometem
Interoperabilidade:
– Sítios web que tenham as relações semânticas
mapeadas segundo o modelo RDF estão aptos a
responder d...
Complexidade:
– A construção de uma camada de metadados com
RDF não é trivial, mas tem se mostrado eficaz e
faz parte dos ...
Iniciativas em andamento:
– No âmbito musical, a única iniciativa associada ao
“Linked Data Platform Working Group” é o
DB...
Iniciativas em andamento:
– Não foram encontradas iniciativas similares para
a descrição e mapeamento de outros recursos
m...
Iniciativas em andamento: Musica Brasilis
• Disponibilidade partituras de Alberto Nepomuceno
– editora Goldberg
• Alinhame...
“... a intercomplementaridade de nossos arquivos
musicais somente produzirá seus resultados
quando pudermos lançar mão de ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Metadados para difusão de partituras

239

Published on

Grande parte dos projetos e pesquisas que focalizam arquivos e coleções de partituras brasileiras destina-se, entre outras formas, à difusão através da web. As consultas à web se guiam por informações descritivas e, consequentemente, para que sejam efetivas, é necessário que as partituras sejam descritas de maneira uniforme. Mais ainda, a expansão da web requer que os sítios interoperem entre si, no sentido de responderem cooperativamente a uma determinada busca. O presente trabalho, que se insere no âmbito do projeto Musica Brasilis, discute como se pretende tratar as questões de descrição de partituras com vistas à interoperabilidade, de forma a ampliar o alcance via web a partituras de compositores brasileiros.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
239
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Symboliques sans être fictifs
  • Descaracterização da dualidade autor / leitor cada leitor percorre um caminho diferenciado através dos “links” e faz uma leitura personalizada.
  • The organization, founded in Paris in 1952, is the largest and only global operation that documents written musical sources. RISM records what exists and where it can be found. As a result, musical traditions are protected through cataloguing in a comprehensive inventory while also being made available to musicologists and musicians.
  • Esta tabela resume os registros MARC da Fantasia Brasileira nas 3 bibliotecas Na coluna 1 temos o campo e subcampo MARC; observem que trata-se de campo num érico e subcampo indicado por letras Não é naturalmente entendido por quem não é da área da biblioteconomia Na coluna 2 pode-se o significado como descrito no manual da BN Na colunas 3, 4 e 5 tem-se o conteúdo em cada uma das bibliotecas A cor azul é usada para indicar a coincidência no preenchimento A cor preta é usada para indicar os campos / subcampos só utilizados na BN e a cor vermelha mostra as discrepâncias no preenchimento Uso de AACR2 para normatizar os valores textuais (em todos os casos) Poucas coincidências 100 a 100 d 260 a, b, c Divergência de valores textuais 245 a 300 a 300 c Uso não sistemático dos campos 245 b, c 650 a Uso indevido do campo notas 533 a Na BN: uso de cat álogo de autoridades pela BN para nome do autor e título uniforme Para depois: verificar se os catálogos de autoridade de nomes da BN são consultados pelas outras quais os catálogos de autoridades da BN?
  • Metadados para difusão de partituras

    1. 1. Metadados para a difusão de partituras IX Encontro de Musicologia Histórica Dra. Rosana Lanzelotte (rosana@musicabrasilis.org.br) Msc. Rodrigo De Santis (rodrigo@musicabrasilis.org.br) Julho/2012
    2. 2. “O virtual possui uma plena realidade, enquanto virtual” “Le virtuel possède une pleine réalité en tant que virtuel” (Gilles Deleuze, “Différence e répétition”, 1968, p. 269)
    3. 3. Rede web • cada novo nodo pode ser emissor e receptor • não há centralidade • a rede cresce de forma rizomática • a rede é percorrida de forma rizomática (Deleuze & Guattari, “Mille Plateaux”, 1980)
    4. 4. Pensamento centralizado • RISM • Catálogo de publicações de música sacra e religiosa brasileira Pensamento rizomático • Bibliotecas • Padrões de intercâmbio / interoperabilidade
    5. 5. José Maurício Nunes Garcia: Ladainha das Dores de N. S. (clarineta) http://www.editorapontes.com.br/tmb
    6. 6. Virtual Descrição de um documento instanciação problematização Virtualização / Modelização Pierre Lévy: “O que é o virtual?” Editora 34, SP, 1996 Atual Um documento
    7. 7. Virtual: Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
    8. 8. Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
    9. 9. Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
    10. 10. Catálogo de Música Sacra e Religiosa Brasileira
    11. 11. Acervos conhecidos Disponível na web Tem catálogo Não tem catálogo Não disponível na web Procura usando uma ferramenta de busca (google) Pesquisa em cada catálogo Interfaces diferentes Respostas corretas Dúvidas Respostas incorretas Virtual –busca –> Atual
    12. 12. Modelização reterritorializada* – Controle centralizado da informação – Coleção fica “isolada” na web – Impossibilidade de interoperação * Félix Guattari, “Chaosmose”, Galilée, Paris, 1992
    13. 13. Modelização desterritorializada – Controle descentralizado da informação – Possibilidade de interoperação – Semântica de metadados explícita
    14. 14. • Metadados – Dados estruturados sobre recursos • Título da obra • Nome do autor • Data do documento – Descrição e busca – Integração com portais de busca (Google, Yahoo etc.)
    15. 15. Padrões de metadados – MARC (Machine-Readable Cataloging) • MARC21 • MARCXML – RISM (Répertoire International des Sources Musicales) – Dublin Core
    16. 16. • Padrões de uso geral não tem campos específicos para o domínio musical (instrumentação, tonalidade) • Metadados usados de formas diferentes ⇒Interoperabilidade prejudicada Padrões para recursos musicais
    17. 17. • Exemplo de descrição de um recurso usando MARC: 100 Garcia, José Maurício Nunes 245 Tota Pulchra es Maria Traduzindo para a linguagem natural: O autor é Garcia, José Maurício Nunes O título é Tota Pulchra es Maria
    18. 18. Campo MARC Significado Biblioteca Nacional Library of Congress British Library 100 |a entrada principal nome pessoal nome do autor Mignone, Francisco Mignone, Francisco Mignone, Francisco |d datas associadas ao nome 1897-1986 1897-1986 1897-1986 240 |a título uniforme Fantasia brasileira, n. 1 245 |a título principal - título I. Fantasia Brasileira Fantasia brasileira para piano e orchestra I. Fantasia brasileira para piano e orchestra Piano forte |b subtítulo Para piano e orquestra 260 |a local de publicação Milano Milano Milano |b nome do editor G. Ricordi e C. G. Ricordi e C. G. Ricordi e C. |c data de publicação 1938 1938 1938 300 |a descrição física - paginação Partit. (73p.) + partes 73 p. 19 p. |c dimensões 33 cm 23 cm Fol. 533 |a notas da reprodução - tipo de reprodução Cópia eletrostática 650 |a assunto tópico Piano-orquestra
    19. 19. Reterritorialização Metadados sem semântica explícita => seres humanos entendem obra tem título Tota Pulchra es Maria autor tem nome José Maurício Nunes Garcia =>semântica das relações não explícita
    20. 20. • Hoje: a informação é organizada na web de forma que apenas o ser humano é capaz de interpretá-la e conduzir a tarefa de recuperação de informação • Futuro => “web semântica” descrição da informação de forma a que possa ser processada pelo computador (www.w3c.org)
    21. 21. Web semântica* é uma extensão da web * Tim Berners-Lee, “The Semantic Web”, Scientific American, 2001  Conhecimento éConhecimento é representadorepresentado dede forma que possa ser processadoforma que possa ser processado por máquinaspor máquinas  exibição, buscaexibição, busca  automaçãoautomação,, integraçãointegração,, reusoreuso
    22. 22. Roberto Garcia Gonzalez, “Exploring the Semantic Web Knowledge Representation and Web Technologies”, 2003
    23. 23. • Consórcio W3C: padrões XML, RDF, OWLXML, RDF, OWL • RDF – Resource Description Framework • RDF é utilizado para estabelecer a relação entre descritores e valores. Não é um padrão de metadados, mas sim um modelo de descrição de conteúdos, com semântica.
    24. 24. - recurso: qualquer entidade que possa ser nomeada (ex: compositor, obra) - propriedade: um atributo (ou relacionamento) de um recurso - declarações (statements): associação entre um recurso, uma propriedade e o valor dessa propriedade para esse recurso (predicado, subject, object) Modelo RDF
    25. 25. Elipses: Recursos (Resources) Arcos: Propriedades (Properties) Retângulos: Valores (Values) Modelo RDF
    26. 26. RDF: exemplo compositor nometem
    27. 27. Interoperabilidade: – Sítios web que tenham as relações semânticas mapeadas segundo o modelo RDF estão aptos a responder de forma cooperativa a sistemas de busca que interpretem tal formalismo. – Ao invés do usuário lançar a mesma consulta a diversos sítios que armazenam partituras, sistemas de busca estruturados sobre o RDF serão capazes de, automaticamente, extrair informação a partir de todos os sítios que cooperam.
    28. 28. Complexidade: – A construção de uma camada de metadados com RDF não é trivial, mas tem se mostrado eficaz e faz parte dos esforços fundamentais do projeto da web semântica. – Este esforço é organizado através de um grupo de trabalho específico, o “Linked Data Platform Working Group” (http://www.w3.org/2012/ldp).
    29. 29. Iniciativas em andamento: – No âmbito musical, a única iniciativa associada ao “Linked Data Platform Working Group” é o DBTune (http://dbtune.org). – Segundo consulta realizada em maio de 2012, o DBTune contabiliza 14 bilhões de registros RDF oriundos do mapeamento de coleções públicas de fonogramas e álbuns de música de fontes como o MusicBrainz, o MySpace e o acervo da rádio da BBC.
    30. 30. Iniciativas em andamento: – Não foram encontradas iniciativas similares para a descrição e mapeamento de outros recursos musicais partituras – nem tampouco das características específicas de conteúdos musicais - como instrumentação, andamento, tonalidade, compasso.
    31. 31. Iniciativas em andamento: Musica Brasilis • Disponibilidade partituras de Alberto Nepomuceno – editora Goldberg • Alinhamento com padrão RDF visando interoperabilidade • Reflexão ampla sobre metodologias de descrição de recursos musicais.
    32. 32. “... a intercomplementaridade de nossos arquivos musicais somente produzirá seus resultados quando pudermos lançar mão de catálogos sistemáticos que incluam todas as informações disponíveis (...) e que, por sua construção, permitam todos os cruzamentos desejáveis...” José Maria Neves, 1º SLAM, Curitiba, 1998.
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×