Seminário Internacional de Gestão Criativa em Artes Cênicas.

837 views
732 views

Published on

Workshop + Palestra “Economia Criativa em Artes Cênicas, negócios inovadores e sustentáveis”. Porto Alegre, RS: Teatro Renascença, 02 de Julho de 2012.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
837
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminário Internacional de Gestão Criativa em Artes Cênicas.

  1. 1. Especialista em Economia Criativa, Sustentabilidade e Futuros Economia Criativa e Oportunidades de Futuro nas Artes Desenvolvimento  Cênicas Criatividade e Cultura Sustentável Seminário Internacional de Gestão Criativa em  Artes Cênicas Seminário Internacional de Gestão Criativa em Artes Cênicas Corporações  C õ Terceiro  Porto Alegre, 2  de julho de 2012 Comunicação Setor ONGs Linguagens Artísticas Governos Desenvolvimento Local i d d Sociedade Cooperação  em Rede Internacional Lala Deheinzelin Enthusiasmo Cultural Enthusiasmo Cultural www.laladeheinzelin.com www.criefuturos.com Empreendedorismo   E d d i Estudos de Futuro  Por que falamos de FUTURO  ? Vendo o “passado do Futuro” fica claro  que o presente é fruto do que  que o presente é fruto do que semeamos no imaginário. Pois ... Pois ... .... ele é fruto dos sonhos do passado e escolhas do  presente t Home theater … France- 1883Lala Deheinzelin , 2011
  2. 2. Compras pela Internet, video conferências Anos 30 - EUA Popular Mechanics Mechanics Today 1923-EUA Correspondence_Cinema_ Phonograph Telegraphic Correspondence Cinema ‐_Phonograph_‐_Telegraphic 1889São dezenas de imagens que sonharam as telecomunicações atuais Drive Trough, Mega stadiuns , Domínio do automóvel, esportes de massa, comida junky Anos 30 - EUA Popular Mechanics Mechanics Today O que alimentou nossa  visão da  q Anos 30 - EUA alimentação e lazer  ?  Popular Mechanics Mechanics Today Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2011
  3. 3. Diagnóstico e tratamento de saúde por ondas eletromagnéticas   Computadores individuais na sala de aula + manutenção do esquema escolar tradicional Mudam os produtos… Mas não mudam os processos 1923-EUA 1921-EUA Lala Deheinzelin , 2011 Lala Deheinzelin , 2012 CRIE FUTUROS:  Futuros desejáveis, sonhos, geram inovação e mudança de modelo www.criefuturos.com
  4. 4. Cidadania exercida  em todos os locais  d l i e através das TICs: votando ou  discutindo as leis e  o orçamentosLala Deheinzelin , 2012 Alguns futuros desejáveis criados  Futuros desejáveis para a vida em 2042 3. ALIMENTAR - SE ganhar governar habitar cuidar educar relacionar ganhar – governar – habitar – cuidar ‐ educar ‐ “Sucos culturais, com o sabor de cada cultura...” lt ”
  5. 5. Visão de futuro  “ Eu apenas vejo o que está ali mas ainda não foi percebido” Peter Drucker, futurista Peter Drucker futurista ? Pois ... Pois .... Podemos estar deixando de ver muita coisa ...Lala Deheinzelin , 2012 Ecossistema  FÍSICO – NATURAL Bio Diversidade i t d d t interdependente: AMBIENTE TANGÍVEL Duas coordenadas  uas coo de adas “HARDWARE” Tangível equivalentes “Hardware” ESTRUTURAL VISÃO SISTÊMICA TER SISTEMAS INTERDEPENDENTES SOCIEDADE SÓCIOCULTURAL Intangível Diversidade Cultural “Software” INTANGÍVEL PROCESSUAL “SOFTWARE” USAR
  6. 6. No passado, o pensamento econômico e social vigente criava  SÉCULO XXI    justificativas para a escravidão. justificativas para a escravidão O INTANGÍVEL VALE MAIS QUE O TANGÍVEL O INTANGÍVEL VALE MAIS QUE O TANGÍVEL Hoje , ter escravos é impensável...Num futuro próximo, é provável que  “sustentável “ deixe de ser um Num futuro próximo é provável que “sustentável “ deixe de ser um adjetivo opcional e seja o modus operandi que vai embasar todos  Marcas mais valiosas  lidam com   os aspectos da vida. os aspectos da vida intangíveis i t í i Mas... Sustentabilidade como?  75% DO VALOR DE UM PRODUTO ESTÁ EM SEUS INTANGÍVEIS 75% DO VALOR DE UM PRODUTO ESTÁ EM SEUS INTANGÍVEIS Ladislaw Dowbor 72% das capas d 72% d de revistas b il i e  internacionais i brasileiras i i i tratam de intangíveis Daniel Domeneghetti Lala Deheinzelin , 2012 Mudança de Era Reserva de valor identificado e acessível Riqueza e  q RECURSOS NATURAIS, BENS MATERIAIS TANGÍVEL  Í Economia Tradicional  qualidade de  Ex: Poço de petróleo vida  Tangível  = Finito  g Minas de minério Minas de minério p processo adiciona valor CONSUMIDOS COM O USO Terras Economia da Escassez Economia da Escassez COMPETIÇÃO Reserva de valor identificado  e acessível INTANGÍVEL  INTANGÍVEL Riqueza e  Riqueza e Economia Criativa qualidade de  valores de marca Diversidade cultural processo adiciona valor vida  Conhecimento CRIATIVIDADE,  CONHECIMENTO, EXPERIÊNCIA Experiências Intangível = Infinito Intangível = Infinito MULTIPLICADOS COM O USO Economia da Abundância  COLABORAÇÃO Ç Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2012
  7. 7. Valor agregado por intangíveisEconomia Criativa: ciclo de geração de valor, que através de Economia Criativa: ciclo de geração de valor, que através de etapas onde ocorrem sinergias com outras áreas, ativa e  Matéria Prima : concretiza as reservas de valor/patrimônios intangíveis  /p g Grão de Café : US$ 0, 1 G ã d C fé US$ 0 1 Produto: + Produto   Marketing  Produto    4$ + Pó de Café:US$ 0, 3 2$ Comunicação + Design ECONOMIA   CRIATIVA SÓ É POSSÍVEL  Produto   A qualidade Da EXPERIÊNCIA  ATRAVÉS DE AÇÃO INTEGRADA 8 $ muda o valor o valor ESTA É A SUA NATUREZA Produto + Serviço: Distribuidor $ Na lanchonete: US$ 1 Na lanchonete: US$ 1 Experiência: No restaurante 5 * : US$ 5 N 5 * US$ 5 No Café Florian, Praça São Marcos, Veneza: US$ 15 Diversidade é a chave .  Criatividade, Conhecimento e Cultura ECONOMIA CRIATIVA Economia Criativa Economia cujo valor é criado a partir de recursos RECURSOS QUE  intangíveis : cultura, conhecimento, experiência , design, SE RENOVAM E MULTIPLICAM  SE RENOVAM E MULTIPLICAM atributos,marca reputação. atributos marca , reputação pesquisa É uma chave para todo tipo de empreendimento COM O USO   SÓ ESTE FATO JÁ DEVERIA FAZER COM QUE FOSSEM PRIORIDADE  ESTRATÉGICA  CIDADES E TERRITÓRIOS CRIATIVOS E  CHAVE PARA A SUSTENTABILIDADE INDÚSTRIA CRIATIVA Artes + Indústria Conteúdo + Serviços Criativos ARTES (o que chamamos “cultura”) cultura ) Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2012
  8. 8. P&D, Design Cultura e Mídia Consultoria Software 4 Pilares de uma Economia da  4 Pilares de uma Economia da Mercado Editorial Consultoria Serviços de InternetInformatização dos Serviços Museus Pesquisa de Mercado Abundância  Artes e Artesanato Televisão, Difusão, Filmes e Convenções e ExposiçõesPesquisa & Desenvolvimento Audiovisual Consultoria em segurança Publicidade Literatura e Serviços ligados à Seguros Propriedade Intelectual Artes performáticas Serviços de Inovação e Tecnologia Serviços ligados à Arte e Cultura Arquitetura e q Moda e Estilo de VidaPlanejamento Urbano Serviços De Beleza Serviços de Casamento/ Festas Indústrias Criativas  Indústrias Criativas Planejamento Urbano Fotografia em Shanghai ç Decoração Entretenimento em espaços fechados p ç Lazer e recreação Serviços Turísticos Lala Deheinzelin , 2012 4 PILARES DE UMA ECONOMIA DE FUTURO 4 PILARES DE UMA ECONOMIA DE FUTURO 4D PATRIMÔNIOS INTANGÍVEIS  Ativos Intangíveis, Diversidade Cultural,  Experiência tornam‐se visíveis e operacionais graças a: CRIATIVIDADE, CONHECIMENTO, CULTURA, NOVAS TECNOLOGIAS EXPERIÊNCIAS  EXPERIÊNCIAS Muitos  mundos virtuais, Excedente Cognitivo intangíveis + novas tecnologias resultam em  :  Ativos Intangíveis Diversidade Cultural COLABORATIVO, REDES Modelos de negócios e organização humana Modelos de negócios e organi ação humana Economia da Experiência chave: ampliar conceito e indicadores de riqueza RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL 4D INFINITO 1 INFINITO 1 Patrimônios Econômicos, Ambientais, Sociais e Culturais 4D Patrimônios Econômicos, Ambientais, Sociais e Culturais 4D Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2012
  9. 9. Produtos e Serviços hoje: experiências No século XXI, os patrimônios  culturais, tangíveis + Intangíveis  são estratégicos Dependem da diversidade cultural = Diversidade de experiências experiências  Lala Deheinzelin , 2011 INOVAÇÃO TRANSFORMAR PROBLEMAS EM SOLUÇÕES Programa de Palhaços nos Hospitais Barbacena, Minas Gerais Cidade estigmatizada por ter um enorme manicômio Núcleo de Pesquisa e Formação Nú l d P i F ã Lala Deheinzelin , 2011
  10. 10. Cabaceiras, Paraíba“Problemas” transformados em solução • V l Valor estará em experiências diferenciadas t á ‐ e diversas.  iê i dif i d • Centralidade do Intangível traz a  possibilidade de passar do TER ( economia  Seca – bom pra filmagens de consumo) ao USAR ( economia da  d ) USAR ( i d Atraso – cidade cenário fruição) • Reconhecer o valor do que é local e  próprio para garantir essa diversidade de  experiências. iê i • Economia de Nicho: diversidade +  experiência resultam em muitas  oportunidades de nichos – diversificação  4 PILARES DE UMA ECONOMIA DE FUTURO 4D EXCEDENTE COGNITIVO, Clay Shirky, A cultura da Participação WIKIPEDIA = 100 milhões de horas !!! Mundo: 1 trilhão de horas /ano na TV !!! / NOVAS TECNOLOGIAS NOVAS TECNOLOGIAS Imagine tudo o que podemos fazer com essas horas de “excedente  TICs  cognitivo ? cognitivo” ? Democracia real – movimentos descentralizados Átomos são Finitos e Bits são infinitos ... Da forma à função INFINITO 2 INFINITO 2 Lala Deheinzelin , 2012
  11. 11. Passado ‐ Centralizado Futuro ‐ Em rede De poucos para muitos De muitos para muitos Cartão para permuta de serviços • Economia de Escala ( Corp) • Economia de Nicho ( MPEs) 2009 – 75.000 negócios no mundo o Gera PIB p g o Gera emprego e rendaNegociou US$ 2 bilhões , 20% + que em 2008 o Especialização  o Diversificação • Mídi C Mídia e Consumo de Massa d M • Mídi Mídia e consumo autoral t l • Público passivo (consumidor) • Público  co‐criador ( prosumer) • Público vem até nós • Vamos até o público  • Setorial • Territorial • Ter • Usar  • Competição • Colaboração Lala Deheinzelin , 20124 PILARES DE UMA ECONOMIA DE FUTURO 4D Do TER, ao USAR Do TER, ao USAR Compartilhar  o excedente de  ilh d d REDES, COLABORAR, COMPARTILHAR REDES, COLABORAR, COMPARTILHAR p , p ç , j , tempo, espaços,objetos,  habilidades, conhecimento. Novas formas de relacão, negócios,  o as o as de e acão, egóc os, Novos negócios  “software”:  g estruturas empresariais  usam estruturas ou materiais  Do “TER” ao “USAR” existentes e entram com a  it t t g “inteligência” INFINITO 3 Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2012
  12. 12. www.meshing.it ROSÁRIO CIDADE CRIATIVA  Franja Jovem  Negócios Mesh = Trama  Centro de expresiones contemporáneas Do ter, ao usar   D t www.cecrosario.org.ar Arvores de Natal, Casas em Férias  Uso compartilhado de automóveis Uso compartilhado de automóveis Lala Deheinzelin , 2012Coletivo O¹² é um núcleo artístico de Votorantim voltado a COLETIVO O12 CONTA QUE ...produção de dança contemporânea contemporânea. • Usamos o espaço e devolvemos em espetáculos e intervenções nos eventos da Secretaria de Meio Ambiente.Dia da água, da arvore, dia doEstá di dE tá sediado numa reserva ecológica através d apoio ló i t é do i meio ambiente, sempre fazemos ações na programação deles.da Secretaria de Meio Ambiente Usamos os ônibus da empresa local para transportar alunos da escolaDesenvolve a mais de 4 anos ações culturais voltadas municipal ou estadual e divulgamos o logo da empresa, eles nospra comunidade local, unindo arte, educação e meio oferecem o serviço e ganham e visibilidade e reputação cidadã de apoiarambiente. bi t artistas educadores Aí com os ônibus ,por exemplo, levamos crianças e educadores.Aí por exemplo adolescentes a locais potencialmente turísticos que nos reconhecemos como potencia e promovemos uma ação artística lá.Todas as ações acontecem de maneira sustentável e são gratuitas. Fazemos um santinho de casa: pegamos a dança que produzimos, botamos numa potencia turística como cenário, usamos as relações institucionais instit cionais para captar publico em escolas e universidades e p blico ni ersidadesÉ formado por jovens entre 18 e 24 anos. solicitamos apoio de empresa de ônibus que transporta os alunos para nossos espetáculos. Resultado: temos sempre atividades artísticas em espaços urbanos e ecológicos d cidade e sempre com público. b ló i da id d úbli Lala Deheinzelin , 2011
  13. 13. Grupos  ( música, teatro e dança) se  bapresentam e em troca recebem produtos para difusão de seu trabalho feito em oficinas:trabalho feito em oficinas:Sitios webFolhetos lhDiscosAnúnciosOs discos são gravados durante o show, os alunos fazem o impresso e a   h l f irede de distribuidores informais distribui em bicicletas  pela cidade distribui em bicicletas pela cidadeonde está sendo feita a oficina  Produtora Colaborativa, Pedro Jatobá, Instituto Intercidadania http://www.iteia.org.br/videos/pedro‐jatoba‐explica‐a‐produtora‐cultural‐na‐expoidea p // g / /p j p p p
  14. 14. COLETIVO O12 CONTA QUE ... • As pessoas físicas que nos apóiam Brasil a fora (Todo dia 12 eles depositam, pois dia 12 é dia do o12 ) bancam custos administrativos, como internet, confecção de projetos, editais, e despesas gerais, desse modo temos suporte pra conseguir prêmios que fomentam ações específicas, turnês, específicas turnês montagem de espetáculos que por sua vez são vendidos e geram $. • Somos os maiores produtores de evento da cidade pois conhecemos muitos artistas que são premiados por Proac de circulação por exemplo e gostam de ir pra Votorantim pois sabem que lá tem espaço, público e produção profissionall = llevamos ações gratuitas. d ã fi i õ t it 4 PILARES DE UMA ECONOMIA DE FUTURO 4D Como medir a Economia Ci i ? Criativa? Percebemos que o Patinho RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL 4D RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL 4D Feio é cisne... ...desde que se saiba o desdeRecursos, resultados e valor para além do  ecu sos, esu ados e a o pa a a é do q que está medindo... econômico/finaceiro Setor? Atividade? Ati id d ? INFINITO 4 INFINITO 4 Ex: dança e dançar Lala Deheinzelin , 2012 Lala Deheinzelin , 2011
  15. 15. SÓCIO - POLÍTICA Novo conceito de riqueza SUSTENTABILIDADE 4D+ ( 4 dimensões da vida)  ( 4 dimensões da vida) Direitos + Governabilidade Economia  4D+ (4 tipos de riquezas) (4 ti d i ) Intang I gível Valor  “muda de  “ d d estado” em  AMBIENTAL cada  cada ECONÔMICA Natural + Tecnológico dimensão Monetária + Solidária “Abundância que não gera escassez” Roberto Adami Tranjan Tangível SIMBÓLICO - CULTURAL Conhecimento + Cultura Lala Deheinzelin , 2012 Patrimônios ou recursos nas 4 dimensões riquezas CULTURAL ECONOMICO considerando a SOCIAL  variável TEMPO deixo para ‐I Investimento ti t ‐ Tecido social o FUTURO ‐ Conhecimento ‐ Financiamento ‐ Redes Valor:‐ Saberes e Fazeres Saberes e Fazeres ‐ Mercados/ distribuição ‐ Representação política Mercados/ distribuição ã lí i‐ Reputação/ marca  ‐ Permutas Patrimônios 4D ‐‐ Articulação/alianças‐História ‐Voluntariado ‐ Ação coordenada + ou -‐ Vida comunitária ‐ Banco de horas ‐‐ Institucionalidade Impactos 4D‐ Linguagens artísticas ‐ Moedas complementares ‐‐‐ Tecnologias “Soft” Sustentabilidade S t t bilid d 4 D + Economia 4D + recebo do gero no AMBIENTAL (natural e tecnológico) PASSADO PRESENTE ‐ Espaços estrutura equipamentos Espaços, estrutura, equipamentos ‐ Bio diversidade Recursos 4D+ Resultados 4 D+ ‐ Matérias primas e resíduos p Soma é = Soma é = ‐ Tecnologia “Hard” Patrimônios 4D+ Impactos 4D+ Lala Deheinzelin , 2010
  16. 16. RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL Ser ou Estar, eis a questão…. Ser ou Estar eis a questão • Tangibilizar o intangívelJapão:País que é Pobre mas está rico.Japão:País que é “Pobre” , mas está rico • Mudar maneiras de “medir”, com  “réguas” adequadas ( métricas para o  tangível não servem ao intangível ) Por quê?  Por quê? • Criar novas métricas e indicadores para  Capital Social ativa outros  valor e resultados, nas quatro dimensões  , q capitais  da sustentabilidade • Possibilidade de sintetizar o que já Possibilidade de sintetizar o que já  existe ( empresarial, 3º. Setor, Setor  ambiental ) = índice de riqueza 4D ) qExemplo: Tsunami , Celebração  • Mudar maneira de medir a riqueza das  centenário . centenário nações e empresas nações e empresasPrincipais recursos: voluntários • RE‐ INVENÇÃO DA ECONOMIA Rede e Movimento Fora Do Eixo Dando uma mãzinha ao futuro http://www.foradoeixo.org.br/ p // g / Time: 19‐28 anos CINCO “comos” para a sustentabilidade: p 27 estados do Brasil 120 coletivos 200 festivais independentes 1. CUIDAR é o propósito  5.000 eventos realizados em 2010 2. Ambientes e processos de CONFIANÇA são a base  2 A bi d CONFIANÇA ã b Simulacros re‐significando j 3. Trabalhar sobre as POTÊNCIAS já existentes é o recurso  Universidade Fora do Eixo Banco – Moedas + Banco de Horas 4. FLUXO justo e acessível dos recursos é o objetivo Partido – Pcult id l 5. Processos COLABORATIVOS e em rede são o mecanismo Mídia ‐ Música, Literatura, Teatro, Cinema,  Poéticas Visuais Ambiente Visuais, Ambiente,  Software Livre; Distribuição; 
  17. 17. As cadeias produtivas da Economia Criativa parecem o mapa do metrô de Tókyo !!  7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA Até ter o produto  1.PONTO DE PARTIDA: O POTENCIAL QUE ORIGINA O EMPREENDIMENTO Patrimônios intangíveis, idéia, demanda, plano diretor, visão de futuro, santos de casa sementes de frutas 2. A CRIAÇÃO DE AMBIENTE FAVORÁVEL . Políticas, parcerias e mecanismos adequados para nutrir o processo. preparar terreno 3. PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO Fomento, Insumos Colaboração Fomento Insumos, Colaboração, Governança cuidar do pomar . 4. DIVERSIFICAÇÃO E NICHOS DE ATUAÇÃO Ã Ã Diversificar, qualificar, subprodutos, re-aproveitar fruta, fruta fruta seca, geléia, torta, diet seca geléia torta 7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA Futuros desejáveis para a vida em 2042 ganhar governar habitar cuidar educar relacionar ganhar – governar – habitar – cuidar ‐ educar ‐ 5. DISTRIBUIÇÃO E CIRCULAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS: CRIANDO FLUXOS Mercados, circuitos, intermediários e espaços. quem quer fruta, como e onde fruta 6. CONSUMO: QUALIDADE DA EXPERIÊNCIA E ACESSIBILIDADE Exibir, experiência, divulgar , sustentabilidade Ai que delícia! 7. SISTEMATIZAÇÃO E INDICADORES : aprender com a experiência Gestão de conhecimento, pesquisa , indicadores, mapeamentos aprendendo e registrando para facilitar e recomeçar
  18. 18. MUNDO no século MUNDO no século XXI: Um outro mundo é possível: CONFIANÇA Ç Temos recursos, conhecimento e pessoas !! CAPITAL SOCIAL CAPITAL SOCIAL SEREMOS NÓS O COLABORAR SISTEMA NERVOSO DE GAIA? Lala Deheinzelin , 2012 OBRIGADA !www.laladeheinzelin.com.br vídeo  vídeo artigos publicacões Lala Deheinzelinlala@enthusiasmo.com.br lala@enthusiasmo com br

×