• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Autismo
 

Autismo

on

  • 4,677 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,677
Views on SlideShare
4,561
Embed Views
116

Actions

Likes
9
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 116

http://laisaboaventura.blogspot.com 85
http://laisaboaventura.blogspot.com.br 31

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

Autismo Autismo Presentation Transcript

  • AUTISMO
    • Aspectos Gerais
    • Histórico
    • Espectro Autismo
      • Comunicação, sociabilização, comportamento
      • Sintomas, características...
      • Algumas observações
      • Causas
      • Diagnóstico
    • Tratamento
    • O Adulto autista
    • Casos
    • , Temple Grandin, Donna Williams , Aderson
    Laísa Boaventura – 13/11/11
  • “ ... de alguma forma eu estou terrivelmente mal equipado para sobreviver neste mundo, como um extra-terrestre abandonado sem um manual de instruções.”
  • A fita feita de peças de quebra-cabeça, representando o mistério e a complexidade dessa patologia, é um símbolo mundial da conscientização em relação ao  autismo 02 de abril
  • Aspectos gerais Algumas informações
    • Epidemia
    • 2007 – 1:2500 (1 milhão no Brasil)
    • 2009 – 1:110
    • Afeta a capacidade de comunicação, de socialização e de comportamento
    • TGD – Transtorno Global de Desenvolvimento
    • O autista desenvolve habilidades em extensões variadas
    • O retardo mental não é obrigatório
  • Aspectos gerais Algumas informações
    • Base genética
      • Pesquisas – junho de 2011
    • Graus diversificados
    • “ Sala de estar”
    • Espectro de transtornos
    • 3 anos de idade
    • 70 milhões no mundo
    • (qualquer grupo social, cultural e racial)
    6 min “ A vida deveria ser mais que seguir comandos; ações e expressões deveriam ser mais que treinamento e um meio para um fim. A vida deveria, em algum momento, ser uma recompensa por si mesma.”   Donna Williams
  • Histórico
    • Leo Kanner
    • 1943 - 11 crianças
    • Falha no uso da linguagem
    • Inabilidade para relacionar-se com outras crianças
    • Desejo obsessivo pela mesmice
    • Causa: Pais altamente intelectualizados, pessoas emocionalmente frias e pouco interesse nas relações humanas da criança
    • Autismo – “autos” – “de si mesmo”
    • 1911 – foi criada por Eugene Bleuler, para descrever um sintoma da esquizofrenia “fuga de si mesmo”
    • Hans Asperger
    • Assemelhavam-se com as crianças descritas por Kanner, porém tinham linguagem bem preservada e pareciam mais inteligentes
    • 1970 / 81 – Tradução para o inglês
    • Autismo de auto desempenho
    • ou Síndrome de Asperger
  • Histórico Síndrome de Rett
    • Andreas Rett
    • 1954 - 8 meninas
    • 1983 – Dr. Hagberg - tradução para o inglês
    • É uma anomalia no gene mecp2 (localizado no cromossomo X), que causa desordens neurológica, acometendo quase que exclusivamente crianças do sexo feminino (os meninos normalmente não resistem e morrem precocemente).
    • Um dos tipos mais graves de autismo
    • Sempre vem acompanhado de retardamento mental
  • Classificação Estatística internacional de Doenças e Problemas Relacionados – CID 10 (2000)
    • Autismo infantil: Transtorno global do desenvolvimento caracterizado por:
    • um desenvolvimento anormal ou alterado, manifestado antes da idade de três anos,
    • apresentando uma perturbação característica do funcionamento em cada um dos três domínios seguintes: interações sociais, comunicação, comportamento focalizado e repetitivo. Além disso, o transtorno se acompanha comumente de numerosas outras manifestações inespecíficas, por exemplo: fobias, perturbações de sono ou da alimentação, crises de birra ou agressividade (auto-agressividade).
    Classificação Estatística internacional de Doenças e Problemas Relacionados – CID 10 (2000)
  • (1)  Comprometimento qualitativo da interação social, manifestado por pelo menos dois dos seguintes aspectos:  (a)  comprometimento acentuado no uso de múltiplos comportamentos não-verbais, tais como contato visual direto, expressão facial, posturas corporais e gestos para regular a interação social DSM-IV (2002) - Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais DSM-IV (2002) - Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais (b)  fracasso em desenvolver relacionamentos com seus pares apropriados ao nível de desenvolvimento (c)  ausência de tentativas espontâneas de compartilhar prazer, interesses ou realizações com outras pessoas (por exemplo, não mostrar, trazer ou apontar objetos de interesse) (d)  ausência de reciprocidade social ou emocional
  • Hermínio Miranda O corpo físico constitui uma réplica do MOB. É o perispírito que organiza as substâncias que recebe da mãe durante a gestação, distribuindo-as de acordo com o campo magnético que traz consigo. “ Na hipótese por mim formulada, o espírito instalaria suas terminais no hemisfério cerebral direito da criança em formação, reservando o hemisfério esquerdo para gravar instruções específicas que irão administrar aquela área psíquica de si mesmo que as entidades espirituais caracterizam como alma.” “ ... O hemisfério esquerdo fica com a responsabilidade do que chamamos o varejo da vida, o dia a dia (...) com o plano material.(...) Ao concentrar-se nas tarefas específicas de gerenciamento do ofício de viver, a programação operacional à esquerda – alma – desobriga a parte mais ampla de si mesma – o espirito – das ocupações rotineiras, deixando-a livre para atividades mais nobre. O espírito contudo mantém-se atento (...) e interfere quando necessário.”
  • Hermínio Miranda Autismo - Uma Leitura Espiritual O autismo é certametne, a resultante de uma pane em algum ponto do sistema, um defeito não casual, mas causal, disparado por um mecanismo de natureza cármica. (...) Uma rejeição a encarnação. Qual seria a atitude dessa pessoa, uma vez aprisionada pela armadilha da gestação? Em primeiro lugar o desinteresse, não tanto na elaboração de um corpo físico (...). O problema principal está na mente, na interação espírito / matéria. (...) O jeito, portanto, está em NÃO INSTALAR a programação necessária ao gerenciamento da vida terrena, basicamente assentada nos dispositivos de comunicação. Comunicação é uma permuta regular e continuada de pensamentos. São variados os meios utilizados pelos Espíritos, atuando sobre os nossos orgãos e sobre todos os nossos sentidos. (LM – 138)
  • Comunicação Sociabilização Comportamento
  • Comunicação
    • Sintoma central
    • Comunicação verbal
    • Metade não falam
    • Linguagem não funcional (ecolalia)
    • 2ª ou 3ª pessoa
    • Implantada entre os 24 a 30 meses de vida
    • Ausência de linguagem é um fator de isolamento
    • Comunicação não verbal também deficiente
    • Não sabem ler expressões faciais, mensagens corporais
    • Não conseguem antecipar movimentos
    O Autismo é 4x mais comum no sexo masculino
    • Dificuldade em relacionar-se com o outro
    • Aparenta afetividade
    • Gosta mais de objetos do que de pessoas
    • Preferem o isolamento. Existe o mundo interior e o anexo (não vi, não gostei) – lembrar dos graus
    • Manter a mente ocupada para não se envolver no “ofício de viver”
    • O toque parece doer
    • “ Nós” rejeitamos o autista, numa atitude também autista por estarmos fechados em nosso mundo com nossos conceitos e padrões
    Sociabilização
  • Comportamento / Imaginação
    • Compreensão literal da linguagem
    • Não aceita mudanças (objetos, rotina)
    • Obsessão por um assunto (Ex.:tipo de folha)
    • Rodar em torno de si mesmo, agitar as mãos, fazer girar indefinidamente um prato ou a roda de um brinquedo, dar descarga num vaso sanitário várias vezes...
    11min
    • “ Comecei a aplicar tapas em mim mesma e a puxar meus próprios cabelos. Desejava desesperadamente sair de meu corpo, abandoná-lo ali, a fim de ser atropelado (...). Sentia-me irritada com o corpo físico e o jeito pelo qual ele me aprisionava como paredes de uma insuportável prisão . Gritei a ponto de ensurdecer meus próprios ouvidos, mas nenhum som saiu lá fora. Implorei mas nada foi além dos lábios, do meu sorriso pintado e da expressão morta dos meus olhos.”
    • (Donna Wiliiams)
    • Hipersensibilidade (maior possibilidades de progresso) ou hiposensibilidade
    • Dr. Carl Delacato : Pesquisa com 166 paciente entre 2 a 32 anos em 5 países
    • Todos apresentaram leves problemas neurológicos ( estrabismo, coordenação motora, hábito de caminhar na ponta dos pés, problemas de equilíbrio,inaptidão para o aprendizado...)
    • Problemas sensoriais:
      • Tácteis: 96 a 100% - 2/3 pouca sensibilidade - automutilação
      • Audição: 86 a 90%
      • Visuais: 65 a 70%
      • Paladar o olfato: 24 a 28%
    Desordem Cognitiva
  • Desordem cognitiva Impossibilidade sensorial
    • Dr. Carl Delacato prioriza uma abordagem direta à disfunção dos sentidos para desenvolvimento dos cicuitos neurológicos correspondentes
    • É através dos sentidos que nos comunicamos com o mundo, então ainda é um problema de comunicação
    • Os sensorismo, segundo Delacato, são um esforço sobre-humano para desligarem-se dos estímulos ambientais, a fim de conseguirem sobreviver num mundo de superestímulos sensoriais.
    • O tratamento de cada indivíduo deverá levar em consideração em qual dos sentidos há a hipo ou hiper sensibilidade
  • Sintomas e Características “ Todo comportamento é uma forma de comunicação. Isso dirá a você o que minhas palavras não podem dizer” 7 min
  • Gilles Trehin : Artista francês, criador da cidade imaginária de “Urvile”
  • Stephen Wiltshire, inglês
  • Causas
    • “ Mãe Geladeira”
    1950 e 60 – Indiferença da mãe (pais)
    • 1970 – Genética + Ambiente
        • Metais pesados
          • Problemas na gestação
          • Uso de drogas na gravidez
          • Infecções na gestação
    • O Dr. Andrew Wakefield, autor principal do artigo que, em 1999, deu sustentação à hipótese de que a vacina tríplice viral para sarampo, caxumba e catapora (MMR - measles, mumps, rubella) seria causa do autismo foi acusado de ter agido de maneira antiética e desonesta
    • A Vacina
  • Causas Espirituais São duas as possibilidades de formação do autismo. Uma delas, como já disse, seria o reencarnante que sofre o efeito das marcas que traz no perispírito . Esses danos perispirituais levam às lesões do sistema nervoso, que, por sua vez, desencadeiam as manifestações de natureza autista. Nesse caso o indivíduo não consegue se comunicar por causa de deformações ou lesões nos corpos astral e físico. A outra possibilidade seria esse espírito, marcado com a consciência da culpa, temendo uma reencarnação compulsória na qual colherá os efeitos de faltas passadas. Segundo os mentores da associação, choques frontais e desvios graves do passado provocam esse sentimento de culpa. Nessa situação, o espírito rejeita a reencarnação , provocando o autismo. Ocorre um severo processo de auto-obsessão por abandono consciente da vida, um auto-encarceramento orgânico. Nesse caso, mesmo não havendo uma lesão direta do perispírito, a rejeição à reencarnação e a recusa à comunicação danificam o cérebro. ( Carlos Eduardo Sobreira Maciel (AME Brasil) “ O sistema nervoso é o ponto de contato entre o perispírito e o corpo físico. Ele mais não é do que a representação de importante setor do organismo perispirítico”. É no sistema nervoso e no sistema hemático que possuimos as duas grandes âncoras do organismo perispiritual com relação ao físico. (André Luiz – No Mundo Maior)
    • A pessoa é autista não porque tem o cérebro danificado, mas tem o cérebro danificado porque não quis ou não conseguiu transmitir a ele, no período crítico da formação, os comandos mentais necessários ao seu correto desenvolvimento.(...) Os impulsos que o sucitam provém do espírito acoplado aquele corpo.
    • (...) tais impulsos de vontade, num sentido ou noutro, seriam conscientes, responsáveis, propositais, ou apenas provindos inconscientemente de uma vontade espiritual deformada, desajustada, incapaz de gerir suas próprias tarefas formadoras?
    • Hermínio Miranda
    Causas Espirituais
  • Diagnóstico
    • De difícil reconhecimento – quanto mais cedo...
    • Não ocorre através de exames laboratoriais
    • Comorbidade : Epilepsia (30%), problemas visuais, esquizofrenia, hidrocefalia, micro e macrocefalia, TOC, e demais sintomas já citados
    Olha para você quando está você está falando ou brincando? Sorri em resposta ao sorriso de outros? Brinca de jogos de imitação? Tem interesse em outras crianças? Aponta com o dedo? Faz gestos de sim/não? Atrai a sua atenção para mostrar objetos? Fala de modo estranho? Leva um adulto pela mão quando quer algo? Responde incoerentemente às perguntas? Apresenta ecolalia? Memoriza logotipos? Apresenta movimentos repetitivos, estereotipados ou estranhos? Apresenta movimentos repetitivos, estereotipados ou estranhos? Apresenta movimentos repetitivos, estereotipados ou estranhos? Tem preocupações e interesses restritos? Preocupa-se mais com as partes dos objetos? Tem dificuldades ou ausência de atividades imaginativas? Imita as ações de outras pessoas? Brinca com os brinquedos sempre da mesma maneira? Costuma se fixar em algum objeto que não despertam interesse?
    • PARA AVALIAÇÃO IMEDIATA
    • Ausência de balbucio aos 12 meses.
    • Ausência de gesticulação aos 12 meses.
    • Ausência de fala aos 16 meses.
    • Ausência de união de 2 palavras aos 24 meses.
    • Regressão social ou de linguagem em qualquer idade.
  • Tratamento
    • A maioria da literatura diz ser permanente,porém há casos de “cura”
    • A terapêutica pressupõe uma equipe multi e interdisciplinar – tratamento médico (pediatria, neurologia, psiquiatria e odontologia) e tratamento não-médico (psicologia, fonoaudiologia, pedagogia, terapia ocupacional, fisioterapia e orientação familiar), profissionalizante e inclusão social, uma vez que a intervenção apropriada resulta em considerável melhora no prognóstico.
    • O quadro de autismo não é estático, alguns sintomas modificam-se, outros podem amenizar-se e vir a desaparecer, porém outras características poderão surgir com a evolução do indivíduo. 
    • Protocolo DAN (derrote o autismo agora)
    • Método “Son Rise”
    • Método Padovan , Método Teacch , Método ABA , Modelo SCERTS , Método PECS , Método Floortime ...
    • Alysson Muotri
    8min 7min
  • Tratamento Espiritual Como médicos espíritas, sabemos da importância da terapêutica complementar espírita que a Doutrina nos recomenda. Nessa patologia, via de regra, há severos débitos passados com conseqüente obsessão espiritual, o que indica o tratamento desobsessivo, aplicação de passes e uso da água fluidificada. Carlos Eduardo Sobreira Maciel (AME Brasil)
  • Por José de Ribamar Tourinho (AME Brasil) Rafael , um autista, filho de mãe desquitada, pobre, que sobrevive de lavados domésticos; o qual após peregrinar por vários consultórios médicos e instituições psiquiátricas, chegou ao nosso atendimento fraterno, às quintas-feiras no Centro Espírita Lar de Jesus, já com diagnóstico médico de Autismo, mostrando total desligamento da realidade cognitiva, olhar distante, balbuciando ocasionalmente alguns ruídos, entendidos com grande dificuldade por sua mãe. Rafael chegou ao nosso atendimento com dez anos de idade e sua mãe dona Maria de Jesus, desesperançada quanto à saúde mental de seu filho. Nós a encorajamos a ter fé, acreditatando no amparo divino através das equipes espirituais que assistem a todo o Planeta dirigido pelo nosso mestre Jesus. Daí então, nós encaminhamos o garoto para tratamento de desobsessão, já que, além de Autista, a percepção de vibrações de baixa frequência era evidente. Tratamento Espiritual
    • Aplicamos durante seis meses, uma vez por semana, deitado em uma maca, o que chamamos de realinhamento de chacras com a intenção de ajudá-lo a retomar ao seu corpo físico, já que o autista mantém-se dissecado de seu corpo por escassez de ectoplasma, informação essa passada a nós em reunião mediúnica por equipe científica do plano espiritual, que nos orientou desde o início do tratamento a manter o realinhamento de chacras em Rafael, mas com a participação principalmente de médiuns de efeito físico ou de sustentação de nossa equipe de desobsessão, com a finalidade de doar o ectoptasma necessário ao acoplamento total de Rafael ao seu corpo físico, o qual, a cada uma das sessões seguintes, mostrava-se centrado mais no presente, passando então a falar e procurar pelas pessoas do atendimento fraterno.
    • Já faz um ano que Rafael entrou para uma escola especial. Já sabe ler, o que aprendeu sozinho. Também escreve com boa letra e já se compreende o que ele fala. Seus desenhos expressam com clareza o seu pensamento, mostrando grande inteligência, principalmente através de seus desenhos arquitetônicos de fachadas de edifícios.
    Tratamento Espiritual
  • O Adulto Autista Ele continua sendo autista 10% entram no mercado de trabalho (EUA) Continuam apresentando dificuldades de linguagem Precisam de supervisão e acompanhamento Desempenham tarefas simples (depende do grau) “ Eu tenho um filho autista” "Ele já é adulto (38*). Toca piano, compõe, lê música, mas para abotoar uma camisa é uma loucura. O autismo começou a se manifestar muito cedo e de forma estranhíssima. Por exemplo, ele aprendeu a ler comigo quando tinha 4 anos e de repente ele lia de cabeça para baixo, não precisava virar o livro... É um gênio que sinceramente eu queria que não fosse, porque o autista tem total incapacidade de se relacionar com o mundo. Você tem que mergulhar no mundo deles. Há incapacidade de se comunicar com o mundo real e de produzir. Você não pode colocar para trabalhar ou fazer alguma outra coisa. Eu conheço bem o que é o problema, sobretudo na época em que eu tive o Rafa. Foi difícil identificar o autismo, uma loucura, ninguém sabia direito o que ele tinha. O Rafinha é muito parecido com o personagem que o Dustin Hoffman interpreta no filme Rain Man." (Jô soares)
  • O Caso Aderson
    • Olhar parado, músculos em rigidez, face pálida, absoluta ausência do lugar onde estava, semimorto - Autismo avançado
    • Cartas anônimas com acusações mentirosas a várias pessoas por motivos diversos, causando insegurança, tristeza, levando ao suicídio e estados de depressão a suas vítimas.
    • Não se percebia a presença de obsessores, apesar de serem comum as cobranças obsessivas, paralelamente ás enfermidades mentais
    • Mais de 6 meses de tratamento antes daquele momento
    • Abandono consciente da vida e dos interesses objetivos
    • Considerado suicida pelos tóxicos que ingeriu ao longo da vida: Egoísmo, inveja, perversidade (Apoplexia - AVC)
  • O Caso Aderson
    • “ Transcorrido muitos anos de infortúnio, Aderosn foi reconduzido à reencarnação com todas as marcas do horror que lhe foi infligido. Refugiando-se na negação do fato como crime, já que se cria no direito de havê-lo feito e não se arrependia honestamente, imprimiu, no corpo, os limites de movimento e produziu a prisão na qual se encastela (...) procurando esconder-se e apagar-se...”
    • “ Há muitos espíritos que buscam na alienação mental, através do autismo, fugir á suas vítimas e apagar as lembranças que os acitam, produzindo um mundo interior agitado ante a uma exteriorização apática”
    • “ A autopunição gerou o quadro de resgate para o infrator da Lei. Aqueles inimigos desencarnados, pioram-lhe a EXPIAÇÃO, mas é o Espírito calceta quem se
    • impõe os sofrimentos que sabe lhe serão benéficos para redenção”
  • O Caso Aderson
    • (...)“No autismo, que lhe toma a vida mental, após cuidadoso exame que fizemos em seu cérebro físico, não encontramos lesões que o impedem, a partir de agora, de manter uma vida com relativa normalidade.
    • No começo, serão apenas lampejos rápidos; depois tênue claridade, até que você alcançará o possível, o que lhe seja permitido, em razão dos seus títulos de merecimento.”
    • Despertou gritando. Não retornou mais ao abismo da hibernação mental, iniciando um processo de lenta adaptação
    • (Loucura e Obsessão – Manoel P. de Miranda)
  • O Caso Donna Williams http://www.donnawilliams.net
    • “ Willie não veio me salvar, proteger-me ou desligar-me do corpo e das emoções. Carol não apareceu para me animar, fazer-me rir, fingindo que se tratava de uma grande piada. Eu estava agudamente consciente de minha vulnerabilidade. Estava por minha própria conta. Nascera em mim a sensação de perigo.
    • (...) meus dois melhores amigos, Carol e Willie, haviam morrido e eu nem comparecera ao funeral. O impacto deixou-me pesada impressão. Fui para casa e conversei com máquina de escrever.”
  •  
  • O Caso Temple Grandin Até os 3 anos só se comunicava através de gritos O cheiro de uma flor recém colhida podia deixá-la descontrolada ou refugiada no seu mundo interior. Mestra em Ciência Animal – 1/3 das instalações de frigorífico no EUA Em 2010 seu nome foi incluído no Time 100, lista onde anualmente são incluídas as pessoas mais influentes no mundo Melhor filme – Emy 2010 Pensa em imagens (Os autistas operam basicamente com o hemisfério cerebral direito) – “A palavra é como uma segunda língua para mim” Palavras se transformam em imagens Exemplo do cão dinamarquês e arquivo de imagens Romeu e Julieta Sentido de missão: ajudar os outros Se vê como uma antropóloga do planeta Marte em visita a Terra Estudou a psicologia dos animais nos matadouros: “os animais eram criaturas divinas e mereciam ser tratados com respeito (...) a essência da individualidades deles retornaria a Deus”. “Para que qualquer coisa viva continuasse vivendo, outra coisa viva tem que morrer” As portas 9min
    • Para o autista o pior que pode acontecer é a imprevisibilidade
    • A percepção sensorial é desordenada
    • Não poder fazer é diferente de não querer fazer
    • Comportamento diferente das demais crianças que não tem os seus “privilégios”
    • O tratamento é da pessoa e não da patologia
    • Pensamento concreto
    • Processamento lento dos acontecimentos
    • Orientado visualmente (esquema)
    • Ajuda na interação social (encorajar outras crianças)
    • Identificar o que causa a perda de controle
    • Envolve toda a família
    • Pessoas não autistas, após acidentes ou doenças como rubéoloa materna, meningite e outras, podem adquirir características autistas
    Alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alg Alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alguns pontos alg
  • Se não puder curar a criança autista, ame-a (H. Miranda)
  • BIB L IOGR A F I A Barcelli, Carlos A. Chico Xavier a sombra do abacateiro .Ideal. Gauderer, E. Christian. Autismo e outros atrasos do desenvolvimento: guia prático para pais e profissionais . Revinter; 1997. Kardec, Allan – O Livro dos Médiuns . FEB. 1861 Miranda, Hermínio C. – Autismo: Uma Leitura Espiritual . Lachatre. 1998 Internet: http://www.ama.org.br http://www.amebrasil.org.br/portal/?q=node/49 http://autismovivenciasautisticas.blogspot.com/ http://www.autism-society.org http://www.autismo.com.br/principal.php http://www.cbnmanaus.com.br/diariodeumautista/?cat=28 http://johannaterapeutaocupacional.blogspot.com/ http://www.revistaautismo.com.br Artigos diversos de Alysson Muotri Filmes / Documentários: Meu filho,meu mundo Quero meu garotinho de volta - BBC Um Certo Olhar Uma lição de amor Son Rise – BBC Diversos – You Tube Palestra: Dra. Priscila Fernandes – Espectro Autista – 25/10/2011 – Clínica Nêmesis – Salvador - Ba