Congresso Internacional de Inovação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Congresso Internacional de Inovação

  • 1,611 views
Uploaded on

Gestão Inovadora. ...

Gestão Inovadora.

Os caminhos da
liderança humana.

O 11º Congresso Internacional da Gestão, o 15º Prêmio Qualidade RS e a Feira Conhecimento da Gestão e Resultados reuniram 8 mil pessoas durante os dias 19 e 21 de julho de 2010 na Fiergs em Porto Alegre/RS.
Palestrantes Nacionais e Internacionais, Seminários de Gestão Pública e Saúde, Auditórios com programação especial na Feira, Cursos, Workshops e Visitas Técnicas movimentaram este que é considerado o maior encontro na área da qualidade no mundo. Houve troca de conhecimento, reconhecimento, metodologias, ferramentas, resultados e, principalmente, a valorização do ser humano em cima do tema: Gestão Inovadora: Os Caminhos da Liderança Humana.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,611
On Slideshare
1,609
From Embeds
2
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
33
Comments
0
Likes
0

Embeds 2

http://www.congressodetransito.rs.gov.br 2

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 2010 11º Congresso Internacional CORSAN Colaborador: Carlos Lagemann
  • 2. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Gestão Inovadora Os caminhos da liderança humana O 11º Congresso Internacional da Gestão, o 15º Prêmio Qualidade RS e a Feira Conhecimento da Gestão e Resultados reuniram 8 mil pessoas durante os dias 19 e 21 de julho de 2010 na Fiergs em Porto Alegre/RS. Palestrantes Nacionais e Internacionais, Seminários de Gestão Pública e Saúde, Auditórios com programação especial na Feira, Cursos, Workshops e Visitas Técnicas movimentaram este que é considerado o maior encontro na área da qualidade no mundo. Houve troca de conhecimento, reconhecimento, metodologias, ferramentas, resultados e, principalmente, a valorização do ser humano em cima do tema: Gestão Inovadora: Os Caminhos da Liderança Humana. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 2
  • 3. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Relatório DECAP/SUPLAG/CORSAN Porto Alegre, julho de 2010. Ao Chefe do Deptº de Captação de Recursos Sr. Adm. Paulo Fernando Palma Alves Ref.: Participação no 11º Congresso Internacional da Gestão Congressista: Adm. Carlos Henrique Lagemann 1. Índice 2. Frases e Palavras-chave 4 3. Resumo 4 4. Introdução 5 5. Dia 19/07/2010 – 1º dia 7 5.1. Apresentação 1: Adjiedj Bakas 7 5.2. Apresentação 2: Venkat Rasmawany 9 5.3. Apresentação 3: Pedro Alem 11 5.4. Apresentação 4: Kim Barnes 11 5.5. Apresentação 5: Hubert Rampersad 12 6. Dia 20/07/2010 – 2º dia 13 6.1. Apresentação 1: Painel Grandes Empresas 14 6.2. Apresentação 2: Henrik Langholf 16 6.3. Apresentação 3: Roberto Saco 17 6.4. Apresentação 4: Lama Padma Samten 18 6.5. TI VERDE: o bom exemplo da PROCEMPA 20 7. Dia 21/07/2010 – 3º dia 21 7.1. Workshop “Desenhando Modelos de Negócios Inovadores” 21 8. Sugestões para análise 25 9. Considerações finais 26 Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 3
  • 4. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 2. Frases e Palavras-chave Negócios Inovadores, o futuro do capitalismo, megatendências, empreendedorismo, mídias sociais, desafios, pensamento verde, fontes energéticas, novo capitalismo e novas formas de produção, tecnologia, poder da co-criação, geração de valor, novas idéias, estratégias, gestão, resultado, liderança, competência, cultura facilitadora, aprendizagem dinâmica, estrutura e processos habilitadores, tomada de decisão inteligente, busca, exploração, comprometimento, execução, otimização, marca pessoal, harmonizar interesses pessoais e interesses organizacionais, valor à pessoa, engajamento dos principais líderes, motivar os colaboradores na busca pela excelência e pela inovação, sobrevivência, crescimento, perpetuação, Excelência Empresarial, inovação emocional, inspirar diálogos, perfil de pessoas, Cultura da Apreciação, conhecimento de mercado, valores dos clientes, inteligência coletiva, motivações individuais, mudança, educação, soluções criativas, percepção do gestor, lucidez, humanizar, sustentabilidade, expectativas dos clientes, experiências relevantes significativas e percebidas, processo colaborativo, competição, singularidade, tangíveis e intangíveis, cadeia de valores, atores, antropologia, atributos especiais, nível de oferta, comunicação, coerência, credibilidade, “Business Model Canvas”. 3. Resumo A Gestão Inovadora representa um desafio às empresas mediante as tendências e transformações que vem ocorrendo no dia a dia. O mundo está interconectado em tempo real e a velocidade das mudanças requer estratégias, habilidades, competências e maturidade organizacional para lidar com situações até então inimagináveis. A geração de valor agora identifica os atores individualmente e traz a antropologia ao cenário corporativo. A capacidade de cocriação através da interatividade entre stakeholders gera novas idéias e até desenha novos modelos de negócios inovadores. As pessoas são a base dos Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 4
  • 5. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG processos colaborativos, as lideranças com percepção lúcida de gestores excelentes conduzirão à qualidade de comunicação com segurança emocional e estrutural que a cultura da apreciação necessita para inspirar diálogos, desenvolver a inteligência coletiva e tomada de decisões. Os resultados serão conseqüências da maestria e metodologias consistentes adotadas. A forma proativa de pensar e agir hoje em torno de Gestão Inovadora impactará na sobrevivência, crescimento e perpetuação empresarial das organizações. 4. Introdução Prezado Senhor Administrador Paulo Fernando Palma Alves, Chefe do Deptº de Captação de Recursos da Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão da Companhia Riograndense de Saneamento, o congressista através deste relato vem informar sobre a participação pessoal no 11º Congresso Internacional da Gestão ocorrido nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2010 nas dependências da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul. O evento organizado pelo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade divulgou a parceria da CORSAN, Gerdau, RGE, Laboratórios Weinmann, Braskem, Hospital Moinhos de Vento, Randon, Complexo Hospitalar Santa Casa, FIERGS/SENAI, Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum, Refap, Symnetics, Ipiranga, CNI, Interact, Fruki, INDG, Corag, Banrisul, FIERGS/IEL, Ministério da Ciência e Tecnologia, Prefeitura de Porto Alegre e SEBRAE. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 5
  • 6. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG O Congresso trouxe executivos, palestrantes, pensadores nacionais e internacionais para debater os principais temas na área da Gestão Inovadora, reunindo milhares de pessoas em Porto Alegre. O endereço eletrônico oficial do evento http://www.mbc.org.br/mbc/pgqp/hot_sites/11_congresso_inter . Dentro da Programação ocorreram Seminários na área da Gestão Pública e Saúde e a Feira Conhecimento da Gestão e Resultados com a apresentação de cases, palestras e atividades dentro da própria Feira. O 15º Prêmio Qualidade RS aconteceu na noite de 20 de julho, premiando as organizações que se destacaram na Gestão pela Qualidade no Estado do Rio Grande do Sul. A CORSAN esteve entre as premiadas: a Unidade de Saneamento de Canoas obteve o Prêmio Qualidade Prata e a Fundação Corsan também foi agraciada com esta distinção. O Troféu Bronze foi conquistado pelas Unidades de Saneamento de Cachoeirinha, Cidreira, Não- Me-Toque, Colorado e Victor Graeff, e recebeu Medalha Bronze a US de Venâncio Aires. No dia 21 de julho foram oferecidos em programação complementar 10 workshops de capacitação distintos de 8 horas cada e relacionados ao tema central, para pequenos grupos de até no máximo 50 integrantes que se inscreveram conforme o interesse e vagas disponíveis. Também neste dia foi ofertado visitas técnicas a 5 empresas de referência e livre escolha para quem tivesse interesse e disponibilidade: GERDAU, PETROBRÁS, BRASKEM, FRUKI e FAZENDA QUINTA DA ESTÂNCIA GRANDE. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 6
  • 7. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG O congressista participou durante os dois primeiros dias das apresentações do evento principal, percorreu a feira e palestras disponíveis durante o intervalo de almoço. Durante o terceiro dia participou do workshop de 8 horas “Desenhando Modelos de Negócios Inovadores”. 5. Dia 19/07/2010 – 1º dia O consultor empresarial reconhecido internacionalmente, Adjiedj Bakas, abriu a programação de palestras do 11º Congresso Internacional da Gestão falando sobre megatendências, a apresentação seguinte contou com o indiano Venkat Rasmawany falando sobre processo de criação e desenvolvimento de produtos e serviços em completa interação com os clientes. Na parte da tarde o ciclo de palestras deu continuidade com o diretor de Projetos da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Pedro Alem, que falou sobre os Desafios para uma Gestão Inovadora; com a presidente da Barnes & Conti Associados, Kim Barnes, que abordou Gerência da Inovação e com o presidente da Personal Branding University, Hubert Rampersad, que falou sobre Liderança Pessoal. 5.1. Apresentação 1: Adjiedj Bakas Consultor de empresas, autor conselheiro de figuras políticas, como Jesse Jackson e o presidente da Islândia, conselheiro de empresas multinacionais como Shell, Unilever, ING, ABN AMRO, Rabobank, a Air France KLM, Apple, Philips, Merrill Lynch, Nike, Pepsi, Sara Lee, Aegon, Ahold, Campina, Corio, Fortis , KPMG, Deloitte, PWC, KPN, TNT, Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 7
  • 8. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Heineken, Maxeda, Stork, e Océ, na Holanda, eleito o "Empresário Negro do Ano" em 2008, palestrou “Além da crise: o futuro do capitalismo” e afirmou que haverá uma revolução, nos próximos 10 anos, impulsionada pela crise. Bakas apresentou as três megatendências que acredita serem diretrizes para os empreendimentos nos próximos anos. Para ele, as pessoas devem correr o mais rápido possível para acompanhar as mudanças. Na primeira tendência, empreendedorismo em um período de economia híbrida, o consultor falou sobre a crise e o deslocamento de poder para os países emergentes. Abordou o alto endividamento externo das nações européias, em contraposição ao moderado endividamento do Brasil que não está entre as 20 maiores dívidas do mundo. Ainda, comentou que os consumidores têm muito mais poder com as novas mídias sociais e alertou para um dos grandes desafios do futuro o fato da população está crescendo. A mudança climática e o crescimento do pensamento verde foi a segunda tendência abordada por Bakas. A tendência ganhando muito espaço comparado metaforicamente a uma nova religião, e se tornará a maior do mundo, principalmente entre aqueles que não têm crença religiosa na Europa. Para ele, o mundo tem que achar uma forma de lidar com as mudanças climáticas e a mudança de fontes energéticas. Na terceira tendência, novo capitalismo e novas formas de produção, Bakas comentou a forte influência que o Brasil pode ter na produtividade global devido ao grande espaço que dispõe e falou da ascensão do nacionalismo econômico como fator de atraso na globalização, citando como exemplo a Inglaterra. Exemplificando como a Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 8
  • 9. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG tecnologia pode impactar as formas produtivas, ele citou o conceito de city- farming, com pequenos núcleos de produção agrícola nas cidades e a reprodução de partes do corpo humano a partir de células tronco. 5.2. Apresentação 2: Venkat Rasmawany, Presidente da Experience Co- Creation Partnership (ECCP), indiano naturalizado americano Co-autor com C.K. Prahalad do livro “O futuro da competição: co-criando valor único com os clientes”, considerado pela BusinessWeek como um dos dez melhores livros de administração de 2004, tem artigos publicados nas revistas Harvard Business Review, Strategy + Business e ganhou o prêmio MIT, Professor de marketing da Ross School of Business da Universidade de Michigan e reconhecido como idealizador de novas práticas de negócios em estratégia e inovação falou sobre o processo de criação e desenvolvimento de produtos e serviços em completa interação com os clientes – o poder da co-criação, sendo que estuda o tema há mais de dez anos. A co-criação, ferramenta em que o cliente participa ativamente da gestão da organização, foi apontada por Rasmawany como uma tendência em franco crescimento a partir da ampliação dos canais de comunicação entre empresas e consumidores. Segundo Rasmawany, a co-criação baseia-se em quatro idéias principais: a experiência, tanto da organização quanto dos clientes, a interação entre eles, o engajamento no processo de co-criação e o relacionamento por ele gerado. A co-criação, viabilizada pela disponibilização de plataformas de contato entre a empresa e seus públicos, permite às organizações perceberem com precisão as necessidades dos clientes, conquistando Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 9
  • 10. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG sua lealdade. Os consumidores passariam a explorar ao máximo os resultados que buscam daquele produto ou serviço, gerando um processo de fidelização e geração de valor. Rasmawany apresentou sua teoria a partir da exposição de cases de grandes empresas engajadas na co-criação. Na Dell, o processo de co- criação teria sido implementado a partir das reclamações de um cliente no seu blog chamado “Dell Hell”. A popularidade da ferramenta obrigou a empresa a desenvolver novos canais de contato com os clientes. Um blog da própria empresa e um site para acolher idéias dos consumidores teria revertido os problemas de atendimento e a insatisfação dos usuários. Em um ano, a Dell teria recebido mais de 9 mil sugestões de melhorias de seus clientes. A Dell percebeu durante esta crise que foi preciso trazer o cliente para a sua organização, para a sua „sala de estar‟ e discutir problemas e melhorias, porque do contrário o cliente falaria sobre isso em outros meios e influenciaria outros consumidores. No caso da rede de cafeterias Starbucks, a necessidade de trazer os clientes para participar das decisões surgiu da percepção da perda de mercado. No site “My Starbucks Idea” (http://mystarbucksidea.com) criado para este fim pela Starbucks cerca de 50 idéias sugeridas por clientes foram implementadas em 18 meses, incluindo alterações contrárias às tradicionais políticas da rede, como alterações no cardápio. O Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, foi um dos cases citados por Rasmawany. A instituição integrou médicos, pacientes, familiares, funcionários e convênios médicos na formulação de suas estratégias de melhoria dos serviços de saúde. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 10
  • 11. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 5.3. Apresentação 3: Pedro Alem Diretor de Projeto da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), apresentou Os Desafios para uma Gestão Inovadora: construindo novos caminhos. Pedro Alem falou um pouco sobre a trajetória da gestão inovadora no Brasil e sobre alguns marcos internacionais, como os financiamentos privados à longo prazo e o grande poder de compra do Estado, nos EUA, e a cooperação interinstitucional na Alemanha. Segundo ele, o Brasil, recentemente, passou por um processo de estruturação de arcabouço institucional e regulatório, com a Lei da Inovação, da Informática e do Bem; os fundos setoriais; e o processo de aperfeiçoamento institucional, representado pelos fóruns de competitividade das diversas cadeias produtivas. O diretor de Projetos destacou o trabalho exercido pela ABDI que foi criada para dar suporte institucional à política produtiva. Entre os desafios da instituição, Pedro Alem destacou a ampliação e o fortalecimento dos mecanismos de gestão, aumento da potência das políticas públicas, o estabelecimento de um novo objetivo central e mecanismos apropriados para um salto de competitividade na indústria. Na sua opinião, a inovação seria o resultado final de um longo e continuado esforço. 5.4. Apresentação 4: Kim Barnes Presidente da Barnes&Conti Associados, apresentou o tema Gerenciando a Inovação, e como criar valor a partir de novas idéias. Para ela, uma inovação não precisa mudar o mundo e algumas inovações Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 11
  • 12. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG podem ser muito pequenas, a inovação produz várias formas de valor, como social, estratégico, econômico, ambiental, estético e pessoal e que seria importante dar chance às pessoas para inovar. Kim compartilhou com o público algumas características que as organizações inovadoras de sucesso possuem em comum: foco na liderança, profunda competência, cultura facilitadora, aprendizagem dinâmica, estrutura e processos habilitadores e tomada de decisão inteligente. Ela considera ser a “jornada da inovação” um processo que inclui as fases de busca, exploração, comprometimento, execução e otimização, sendo essa última aquela que criaria e avaliaria o valor da inovação. Mencionou que seria necessário empregar os fracassos de uma maneira construtiva e defendeu que as empresas devem aprender com essas experiências. 5.5. Apresentação 5: Hubert Rampersad Consultor presidente/fundador da TPS International Inc. e da Personal Branding University, em Miami Beach., nascido no Suriname, especialista em Personal Branding e Gestão de Desempenho, com doutorado em Gestão na Universidade de Eindhoven, na Holanda, autor do livro ”Seja o Presidente da sua Vida: A Autêntica Fórmula para destacar-se da multidão“ publicado em 22 idiomas, apresentações, workshops e seminários para empresas líderes, tais como ABN AMRO Bank, Nokia, Philips, Lucent Technology e Shell, encerrando o primeiro dia do evento destacou a importância da definição de uma marca pessoal para obter o sucesso profissional e pessoal. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 12
  • 13. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Este processo, segundo Rampersad, começa na definição de um sonho, de um objetivo ao longo da vida, que será perseguido. As pessoas teriam a responsabilidade de identificar seu próprio sonho e responder a ele com amor. Destacou a necessidade de o indivíduo identificar seus diferenciais e especializações com clareza, investir nestes valores, e seriam eles que definiriam o motivo de diferenciar-se em meio à multidão, exigindo determinação pessoal, agir em vez de buscar culpados. Também mencionou que seria produtivo com potencialização de resultados o fato de harmonizar interesses pessoais e interesses organizacionais. Através de desafio, ação, planejamento e implementação dos objetivos seria possível formar uma marca pessoal conferindo valor à pessoa. A qualidade e o sucesso das empresas não estariam apenas em processos, produtos ou clientes, mas principalmente nos seus funcionários. Mencionou que nos Estados Unidos, as empresas não respeitam as pessoas e 53% dos americanos estariam descontentes. Afirmou que qualquer pessoa, independentemente de sua história ou personalidade, pode assumir o controle de sua vida e desenvolver uma marca pessoal. 6. Dia 20/07/2010 – 2º dia Iniciou o 11º Congresso Internacional da Gestão na manhã da terça-feira, 20 de julho, com o Painel Grandes Empresas, que contou com a participação Hermann Ponte e Silva - Diretor de Organização, Processos e Sistemas de Informação da Embraer, e Antônio Carlos Xavier - Gerente de Inovação Estratégica da Braskem. O painel foi coordenado por Ricardo Felizzola – Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 13
  • 14. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG empresário do ano, presidente do Conselho Diretor do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP), vice-presidente da FIERGS, coordenador de Conselho de Inovação e Tecnologia (Citec) e membro do Conselho de Educação da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na sequência houve a apresentação do alemão Henrik Langholf abordando inovação emocional. Durante intervalo do almoço as pessoas interessadas puderam escolher entre vários cases seqüenciais na Feira Conhecimento da Gestão e Resultados, sendo uma delas a apresentação pelo presidente da PROCEMPA sobre projeto implantado com sucesso “TI VERDE” trazendo economia de recursos em energia elétrica colaborando com o meio-ambiente, exemplo de liderança e marketing. Na parte da tarde, o ciclo de palestras teve continuidade com o presidente da American Society for Quality (ASQ), Robert Saco que abordou a Inovação na Educação, e o dirigente do Centro de Estudos Budistas de Caminho de Meio (CEBB), Lama Padma Samten, dando um enfoque espiritual ao tema. 6.1. Apresentação 1: Painel Grandes Empresas Uma das mensagens seria a importância do engajamento dos principais líderes das organizações, fator fundamental para motivar os colaboradores na busca pela excelência e pela inovação. Este foi um dos temas de Xavier, o processo de gestão da inovação na Braskem poderia ser dividido em três momentos. A primeira foi a etapa de sobrevivência, em que foi instituída a gestão da inovação na empresa, com o gerenciamento de idéias a partir da adequação estratégica e atratividade para o negócio. Na etapa de crescimento, a empresa concentrou-se na captura de novos mercados e modelos de negócios. Exemplo desta etapa foi o lançamento do polietileno verde, com matéria prima 100% renovável. A terceira etapa, na qual a Braskem Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 14
  • 15. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG investe neste momento, visa perpetuar a cultura da inovação na empresa. Para tanto, foi criada a Ideom, empresa do grupo com a missão de captar novos negócios e aplicações às tecnologias desenvolvidas. É ela que vai identificar, analisar e avaliar as próximas tecnologias e tendências do mercado. As idéias que surgem na Braskem, de qualquer área, são armazenadas em um banco de dados de forma bem simples, sem filtros, depois é designado um responsável para melhor amadurecimento e avaliação. Àquelas que estariam mais alinhadas com as estratégias e visão da empresa recebem um tratamento diferenciado, sendo melhoradas e desenvolvidas. São os líderes da empresa que norteiam quais são estas estratégias. Hermann Ponte e Silva apresentou o Programa de Excelência Empresarial da Embraer (P3E), criado em 2007 para reverter uma tendência de redução na produtividade, qualidade e nos resultados da empresa. Focado na melhoria de processos, lideranças e pessoas, o P3E utiliza de uma ferramenta chamada kaizen, que idenfica pontos frágeis na gestão, mapeando as etapas necessárias até sua solução. Este processo foi implantado nas células de melhoria contínua em todas as unidades da Embraer espalhadas pelo mundo, criando um ambiente propício à busca da excelência e inovação. Em todas as etapas desta transformação foi fundamental a participação constante das lideranças da empresa, que puxam o processo, que vão á frente conduzindo a organização. A empresa melhorou a produtividade, ganhou mercado, multiplicou o faturamento em mais de 20 vezes e aumentou os resultados financeiros. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 15
  • 16. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 6.2. Apresentação 2: Henrik Langholf Fundador do Instituto de Aprendizagem Inovador (Freibrug, Alemanha), falou sobre a inovação emocional e como as empresas podem liberar a energia para impulsioná-la. Para ele, existem três tipos de empresa, as que têm muita energia e positividade, as que têm uma atmosfera pesada e as que estão no meio, e percebem que devem melhorar. Ele realçou a importância do entusiasmo nas pessoas e que nada importante é alcançado sem entusiasmo. Segundo o consultor alemão, as empresas devem lidar com a individualidade e a coletividade para conseguir um fluxo emocional de idéias e inovação. As organizações deveriam conectar os cérebros produtivamente, com ferramentas para inspirar diálogos. Nesse contexto, ele apresentou um modelo abrangente do cérebro, apresentando quatro formas padrão de perfil de pessoas que precisam ser entendidas para gerenciar melhor o processo de inovação e interatividade: pessoas guiadas por fatos, por forma, por futuro ou por emoções. Implantar a Cultura da Apreciação com metodologias, e assim diminuiria a poluição emocional por causa de emoções antigas como bloqueadores para processos enérgicos de inovação. No Brasil predominariam os orientados para o futuro e para a emoção, devendo melhorar o equilíbrio de junção entre os quatro perfis, com consciência sobre as diferenças naturais. Também apresentou os quatro fatores que influenciam no compasso da inovação: conhecimento de mercado, valores dos clientes, inteligência coletiva e motivações individuais. Deveriam ser analisados em conjunto, balanceando a sua dinâmica. Definiu a inovação como uma “montanha Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 16
  • 17. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG russa emocional”, onde parte-se de um questionamento rumo ao desconhecido, para depois encontrar a mudança. E questiona o que a liderança poderia fazer para introduzir um fluxo de ideação e inovação dirigido pela emoção, mencionando a necessidade de um comprometimento real e alinhamento da alta liderança, sendo importante que a estratégia não fique somente escrita no papel, mas que exista uma abordagem autentica referente o cruzamento entre recursos e intenções. Explicou sobre a necessidade de usar mais as atividades ao lado direito do cérebro, escutar as idéias e visões das pessoas, ampliar espaço para diálogos sobre futuro, se importando com a expressão de medos e esperanças sobre o futuro. Na parte da tarde, o ciclo de palestras teve continuidade com o presidente da American Society for Quality (ASQ), Robert Saco, e o dirigente do Centro de Estudos Budistas de Caminho de Meio (CEBB), Lama Padma Samten. 6.3. Apresentação 3: Roberto Saco Presidente da Associação Americana para a Qualidade/ASQ dos Estados Unidos, expert em planejamento estratégico, satisfação do cliente, melhoria de processos operacionais, avaliações de desempenho, design organizacional e iniciativas de transformações corporativas, ex vice-presidente de transformação de negócios da American Express para América Latina, sócio da Aporia Advisors, empresa de consultoria e gestão, engenheiro industrial formado pela Universidade da Carolina do Norte, abordou o tema Inovação na Educação. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 17
  • 18. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Sua sinopse menciona que tanto os Estados Unidos quanto o Brasil gasta-se quantias significativas em educação, e questiona os resultados: alunos com notas baixas. Os gastos com educação estariam aumentando, custando ainda mais caro educar alunos no futuro. É uma crise que vai precisar muito mais do que dinheiro para ser sanada; vai precisar de uma mentalidade renovada e soluções criativas, focando o ensino básico e habilidades para o século XXI: disciplinas básicas , temas do século XXI, consciência global, educação financeira, econômica, comercial e empreendedora, educação cívica, educação de saúde, educação ambiental. habilidades de aprendizagem e inovação, criatividade e inovação, pensamento e resolução de problema críticos, comunicação e colaboração, habilidades de informação, mídia e tecnologia, educação em informação, educação em mídia, educação em ICT (informação, comunicação e tecnologia), habilidades de vida e carreira, flexibilidade e adaptabilidade, iniciativa e autodireção, habilidades sociais e interculturais, produtividade e responsabilidade social, liderança e responsabilidade, conhecimento profundo. Defendeu a tese da inovação na educação, fornecendo idéias e estruturas que podem ser usadas para tornar a inovação na educação uma realidade. Citou exemplos de organizações que já aceitaram o desafio de promover a inovação na educação. 6.4. Apresentação 4: Lama Padma Samten Dirigente do Centro de Estudos Budistas de Caminho de Meio – CEBB Brasil, Físico, com bacharelado e mestrado pela UFRGS, onde foi professor de 1969 a 1994. Em 1996 foi ordenado lama. Sua ação é direcionada para vários setores organizacionais, sendo freqüentemente Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 18
  • 19. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG convidado como palestrante, conferencista e consultor em ambientes empresariais, órgãos públicos, universidades e outros segmentos. E quando profere palestras a empresários e executivos mostra como os ensinamentos de Buda podem ser aplicados em atividades econômicas e no mercado de trabalho, e no congresso abordou a percepção do gestor. Segundo ele, o mundo interno seria essencial, pois a partir dele que consegue-se olhar as coisas de outra forma e dentre as várias formas que existem, a melhor forma de se posicionar no mundo é com consciência dos modelos metafóricos existentes, optando pelo da Lucidez. O ser humano encontraria-se em uma experiência cíclica da qual não consegue sair, que não o deixaria chegar a um ponto final ou estágio de satisfação. O mesmo se aplica à economia, disse, que tem ciclos de expansão e regressão. A preocupação com a sustentabilidade foi a percepção de que esse ciclo é insustentável. Haveria uma necessidade de alterar a percepção. Essa capacidade de olhar o mundo de forma diferente pode concretizar-se a partir do desenvolvimento de algumas competências, que, de acordo com ele, podem ser úteis para os gestores dentro das organizações. Entre elas, a Sabedoria do Espelho, que consiste em entender o mundo mental do outro; e a Sabedoria da Igualdade, que diz que quando fazemos bem ao outro geramos satisfação para o outro e para nós também. Dentro dessa competência, a organização poderia ser como uma escola, com uns ajudando os outros. Alertou sobre um desafio para as empresas: As organizações precisam se humanizar, pois estariam sendo geridas muito focadas pelo fator econômico. Na sua percepção, as corporações colonizaram os seres humanos, que, desde a escola Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 19
  • 20. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG aprendem muito sobre matemática e nada sobre felicidade, que é tão importante. Apenas o lado humano poderia trazer a sustentabilidade para as empresas. 6.5. TI VERDE: o bom exemplo da PROCEMPA Nas palestras após o almoço, o Presidente da PROCEMPA, André Imar Kulczynski, realizou a palestra Procempa Verde e apresentou o programa desenvolvido pela Companhia na área de tecnologia verde, idealizado e coordenado pela colaboradora Vanessa Trois. A troca de todos os monitores da empresa para o modelo de LCD acarretou em 40% menos de energia por estação de trabalho. As especificações de compra de equipamento são focado em critérios ecológicos. A virtualização do Datacenter representou 40% menos no consumo de energia. A consolidação de 50% dos servidores, a otimização dos serviços de TI e a troca do Mainframe, com a economia de 30% de energia. No Software Verde foram apresentados programas como o processamento racionalizado, a implantação de Framework, filtros anti-spam e o sistema de distribuição de documentos eletrônicos, uma pré-visualização antes da impressão que reduz 80% do consumo de papel e diminui a utilização de 240 árvores para 48 por ano. Redes verdes como uso racional do solo e as redes wireless, inofensivas à saúde humana e à natureza; o gerenciamento remoto, que evita 600 deslocamentos por mês, através de programas como a telemedicina, o vídeo-monitoramento e o água certa. O sistema de iluminação da companhia, natural e artificial eficiente, com a presença de sensores; o programa resíduos de sólidos, separação de lixo e encaminhamento Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 20
  • 21. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG do mesmo. O Procempa Responsável, com projetos como o Pescar, o gerenciamento do papel e a doação de computadores. Um princípio é que há muito a trabalhar em Tecnologia, mas sem nunca se afastar da ecotecnologia. 7. Dia 21/07/2010 – 3º dia Na manhã da quarta-feira, 21 de julho, o relator participou no 11º Congresso Internacional da Gestão, no workshop “Desenhando Modelos de Negócios Inovadores”, ministrado pela Symnetics Brasil, instrutores André Coutinho e Antonio Sorbara, ambos sócios da consultoria. O workshop vislumbrou a importância da reflexão e da co-criação para a formulação de estratégias inovadoras, casos de modelos de negócios inovadores, desenhando e estruturando modelos de negócios, exercício prático em grupos de criação de modelos de negócios inovadores. 7.1. Workshop “Desenhando Modelos de Negócios Inovadores” Alguns aspectos abordados durante o workshop foram commoditização da oferta, novas demandas de mercado, novas expectativas dos clientes, busca por novos negócios e novas fontes de crescimento, necessidade de diferenciar estratégias, criar propostas diferenciadas de valor, cultura e ambiente organizacional para inovação, minimizar risco e maximizar a probabilidade de sucesso das iniciativas, criação de novas interações com stakeholders, processo contínuo de inovação. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 21
  • 22. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG Métodos para a cocriação de inovação e novos negócios já aplicados com resultados em organizações no Brasil e na América Latina, métodos para ideação, cocriação, observação, prototipação e modelagem de negócio, adaptadas e integrados para o contexto estratégico da organização. Foco em experiências de valor para as pessoas - A inovação vai além dos produtos e serviços e procura gerar experiências relevantes e significativas para as pessoas, colaboradoras, clientes e demais partes interessadas da organização. Os métodos estão centrados em aspectos humanos. Cocriação seria o processo colaborativo que incorpora a diversidade de perspectivas das pessoas de dentro da organização e de fora dela. A energia e as competências para inovar estão na própria empresa, criar competências internas e estimular os profissionais em um movimento espontâneo e contínuo de inovação, sendo mais do que uma boa idéia que gera resultados, tem a ver com uma nova maneira de fazer negócios. Em torno de 20 pessoas de várias empresas participaram do workshop de 8 horas, foram utilizadas várias técnicas vivenciais para repassar os conceitos e desenvolver o aprendizado na prática. Os conhecimentos e habilidades relacionados à inovação ficaram centrados na forma de geração de valor. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 22
  • 23. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG A geração de valor pode se dar em ambiente de competição ou singularidade (“blue ocean” – neste caso os business plans não possuem bases históricas comparativas de referência e portanto as projeções financeiras devem ser baseadas em premissas). A geração de valor se dá para os clientes, empresa e demais participantes da cadeia de valores, devendo eles ser tangíveis (ter retorno financeiro, sustentabilidade) e intangíveis. Neste processo de cocriação e interação com stakeholders procura-se identificar os atores dentro da cadeia de valores, e assim entender em detalhes todos os aspectos pessoais, profissionais, psicológicos e outros, aprofundando na antropologia para ter uma proposta eficaz de valor real para esta pessoa e sua organização. Ao primeiro olhar parece um discurso desconecto da realidade, mas ao utilizar metodologias de aplicação na prática verifica-se a capacidade poderosa de geração de valor, e o que antes era desconhecido, apesar de trabalhosa passa a ser quase óbvio e fácil. Na linha evolutiva da geração de valor, nota-se a passagem de simples commoditie para um produto de valor agregado, depois para um serviço importante, para finalmente chegar ao estágio final de uma experiência significativa e percebida como de mais valor. Para tal, a percepção da experiência deve conter foco baseado nos atributos mais especiais verificados com detalhes no nível de oferta, ser singular e marcante comparada à concorrência, com uma mensagem consistente na comunicação, na coerência e na credibilidade. A partir de conceitos de desing thinking e cocriação, utilizando modelo de negócios de Alex Osterwalder “Business Model Canvas” pode-se criar um plano de identificação de valor para a organização Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 23
  • 24. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG desenhando modelos de negócios inovadores e assim facilitar tomadas de decisões para posterior construção de business plans. Este modelo envolve a análise dos seguintes macro pontos principais: parceiros estratégicos, das atividades chaves, dos recursos chaves, da proposta de valor, dos relacionamentos, dos canais de distribuição, dos clientes, dos ganhos na estrutura de custos e nas fontes de receitas. Para que o processo de cocriação aconteça na empresa existe um caminho a ser percorrido e conquistado. Os líderes devem estar predispostos, haver abertura para rever estratégias e mudanças. Para obter sucesso no processo de cocriação, além de haver um domínio da técnica do processo de interação e comunicação excelente com o grupo durante o papel de facilitador das interações, as equipes devem ser heterogêneas, de diferentes áreas, serem indivíduos com percepções diferentes e para conseguirem inovar necessitam de pessoas com uma certa maturação nos seguintes aspectos fundamentais: confiança mútua, empatia ativa, acesso à ajuda, suspensão temporária do julgamento, coragem. Caso um destes itens não seja permitido, o processo fica comprometido. Neste caso específico, deve-se atentar para diferentes estágios de desenvolvimento da cultura empresarial. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 24
  • 25. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 8. Sugestões para análise A partir do 11º Congresso Internacional de Gestão Inovadora surgiram algumas sugestões de temas ou pautas para discussão e análise com possibilidade de avaliação e revisão para implementação na companhia: 8.1. incorporar o estado da arte da Gestão da Inovação na empresa: 8.1.1. avaliar como dar o primeiro passo em direção à gestão da inovação, respeitando as pessoas, a história, a cultura e a estrutura existente; 8.1.2. apoiar as principais lideranças no desenvolvimento do tema; 8.1.3. desenvolver mais habilidades, competências e maturidade organizacional; 8.1.4. reavaliar o mapa estratégico, a posição conjuntural da empresa para o futuro no curto, médio e longo prazo e a respectiva resposta de geração de valor à sociedade em termos de necessidades, oportunidades e possibilidades; 8.1.5. iniciar processos de co-criação interno e também com o mercado e seus diferentes atores, públicos e clientes. 8.2. prover os processos de comunicação internos e externos de novas ferramentas tecnológicas, a exemplo cita-se: 8.2.1. remodelagem da intranet, incorporando novas funcionalidades a partir de softwares pré-existentes, a maioria deles gratuitos, para a interação entre os funcionários de diferentes setores e localidades: 8.2.1.1. fóruns de discussão organizados e focados em temas específicos; 8.2.1.2. bancos de dados para novas idéias; 8.2.1.3. social network interna; Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 25
  • 26. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 8.2.1.4. biblioteca virtual colaborativa; 8.2.1.5. resgate historico; 8.2.1.6. outros. 8.2.2. discutir internamente sobre novo Portal da CORSAN na Internet em direção aos anseios do mercado e posicionamento da companhia: 8.2.2.1. objetivos; 8.2.2.2. públicos-alvo; 8.2.2.3. ferramentas; 8.2.2.4. conteúdo e idiomas; 8.2.2.5. web 2.0; 8.2.2.6. estratégias, cuidados e habilidades; 8.2.2.7. idéias e manifestações provenientes do mercado, banco de idéias, etc; 8.2.3. discutir a implantação de novos procedimentos de trabalho em convergência de interesses pessoais, organizacionais, qualidade de vida e produtividade. 8.3. adotar práticas de acesso à informação via Internet modeladas nas experiências ocorridas em Minas Gerais: 8.3.1. reavaliar os ganhos e as perdas proveniente das restrições de acesso a mídias sociais e colaborativas vislumbrando o acesso à informações, inteligência interativa e proatividade. 8.4. incentivar processos de interatividade construtivos. 8.5. aproveitar a megatendência verde e sustentabilidade. 8.6. complementar a mencionada lucidez e melhoria de percepções. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 26
  • 27. COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO Superintendência de Planejamento, Orçamento e Gestão – SUPLAG 8.7. criar espaços para que a semente lançada pelo Congresso caia em terra fértil, receba água com devidos cuidados e cresça saudável em favor dos interesses individuais e coletivos. 9. Considerações finais A partir deste relato ficam lançadas algumas idéias provenientes do Congresso, e que assim repasse um pouco da experiência vivenciada associado ao valioso trabalho realizado pelos colegas. O saldo foi positivo e este fica à disposição para eventuais dúvidas, críticas e sugestões. Os conceitos e novidades divulgadas ressaltaram a importância estratégica do tema no curto, médio e longo prazo para a sobrevivência e perenidade das organizações no contexto em que a humanidade e o planeta se encontram. Na mensagem principal do evento a Gestão da Inovação saiu do papel de mero coadjuvante adentrando ao centro do palco como um dos personagens principais. A efetivação desta jornada exige determinação das lideranças e colaboradores porque é algo sofisticado que envolve aspectos de alta complexidade e de administração estratégica atenta ao estado da arte, onde o conhecimento, tecnologia e habilidades fazem a diferença no dia a dia, possibilitando a geração de maior valor, fazendo mais com menos, item determinante de competitividade, longevidade e qualidade de vida. Rua Caldas Júnior, n° 120, 18° andar, centro, Porto Alegre - CEP 90010-260 TEL. (51) 3215.5600 / FAX (51) 3215.5708 27