Your SlideShare is downloading. ×
Como fazer um trabalho escrito
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Como fazer um trabalho escrito

53,762
views

Published on

Algumas regras e dicas sobre a elaboração de um trabalho científico para alunos do ensino secundário.

Algumas regras e dicas sobre a elaboração de um trabalho científico para alunos do ensino secundário.

Published in: Education

4 Comments
20 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
53,762
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
41
Actions
Shares
0
Downloads
601
Comments
4
Likes
20
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Carlos Pinheiro, 2013 Escola Secundária de Leal da Câmara
  • 2. 1.1. Proposto pelo professor 1.2. Escolhido pelo aluno. Fatores a considerar • Capacidade individual – não deve escolher tarefas superiores às suas capacidades; • Fontes de consulta – é necessária a existência de documentação para consulta; se está ou não acessível, se sabe ou não trabalhar com ela. • Tempo disponível – se o tempo for curto, há necessidade de limitar a investigação. 1. Escolha do tema
  • 3. 2.1. Fontes de informação Identificar as fontes de informação que tratam o tema e onde se encontram disponíveis (bibliotecas, livrarias, internet, bases de dados, especialistas no tema, etc...). • Fontes impressas (livros, enciclopédias, revistas, jornais, dossiês temáticos …); • Internet (motores de pesquisa, bases de dados, repositórios, diretórios); • Material audiovisual (CD, DVD...); • Entrevistas/inquéritos; • Visitas de estudo. 2. Recolha da informação
  • 4. 2.2. Recolha da informação – Cópia/impressão de documentos – Resumos – Anotação de palavras-chave ou ideias principais – Esquemas/mapas – Registo de som e/ou imagem – Adicionar páginas de Internet aos favoritos ou a um sítio de marcadores sociais (exemplos: https//www.diigo.com; https://delicious.com/ – … 2. Recolha da informação
  • 5. 2.3. Metodologia – Definir uma estratégia de pesquisa; – Estabelecer um plano de trabalho e definir o tempo máximo para completar cada um dos passos; – Definir um conjunto de palavras-chave sobre o tema; – Selecionar os documentos para evitar o excesso de informação. 2. Recolha da informação
  • 6. 2.3. Metodologia – Anotar a bibliografia à medida que se vai usando os documentos; – Avaliar a qualidade da informação encontrada em fontes online (consultar http://www.slideshare.net/ladonordeste/avaliao-de-recursos- educativos-digitais ). 2. Recolha da informação
  • 7. Depois de reunida a informação, deve-se elaborar um plano de trabalho para evitar que este seja vago e confuso porque não existiu uma ordenação das ideias. Deste plano resultará: – A definição das ideias-chave que vão ser apresentadas; – A eliminação da informação supérflua; – A ordenação da informação numa sequência lógica; – A divisão do trabalho em capítulos e/ou subcapítulos; – O estabelecimento de metas temporais. 3. Plano de trabalho
  • 8. 4.1. Orientações – Estilo coerente • Pessoal: procurei, concluí … • Impessoal: procurou-se, conclui-se … – Não utilizar termos sem os conhecer ou investigar o seu significado; – Utilizar frases afirmativas e em vez de negativas – Construir frases curtas – Procurar que cada parágrafo corresponda a apenas uma ideia; 4. Redação do trabalho
  • 9. 4.1. Orientações – Utilizar o itálico em títulos de livros, poesias, filmes, canções, peças de teatro e obras de arte e palavras estrangeiras; – Utilizar o negrito para evidenciar palavras ou frases. 4. Redação do trabalho
  • 10. 4.2. Estrutura formal • Capa; • Página de rosto; • Dedicatória (eventual); • Agradecimentos (eventuais); • Índice de capítulos/subcapítulos; • Lista de abreviaturas e siglas (eventual); • Introdução; • Corpo do trabalho; • Conclusão • Anexos (eventuais); • Bibliografia; • Índices (eventuais); 4. Redação do trabalho
  • 11. Capa • Nome da instituição; • Título do trabalho; • Imagem (eventual) • Nome do aluno; turma • Local, ano letivo Escola Secundária Leal da Câmara O Barroco em Portugal Ana Martins – 12.º C1 Rio de Mouro 2013/14 4. Redação do trabalho
  • 12. Página de rosto • Nome da instituição; • Título do trabalho; • Nome do aluno, turma, n.º • Tipo de trabalho • Nome do professor • Local, ano letivo Escola Secundária Leal da Câmara O Barroco em Portugal Ana Martins – n.º 3, 12.º C1 Trabalho para a disciplina de História da Cultura e das Artes Professor Carlos Pinheiro Rio de Mouro 2013/14 4. Redação do trabalho
  • 13. Dedicatória • Eventual; • Deve ocupar uma página própria, sem ornamentos gráficos, com a maior sobriedade possível. 4. Redação do trabalho
  • 14. Agradecimentos • Eventuais; • Devem ocupar uma página própria; • Devem ser objetivos, mencionando diretamente todos os indivíduos ou entidades que contribuíram, de alguma forma, para o bom êxito do trabalho. 4. Redação do trabalho
  • 15. Índice Enumeração das partes do trabalho – capítulos e subcapítulos – apresentadas pela ordem em que que aparecem no trabalho e com a indicação do número de página em que cada uma dessas partes começa. 4. Redação do trabalho
  • 16. Usar o Word para criar índices: É possível usar o processador de texto Microsoft Word para criar índices automáticos . Basta catalogar todos os títulos do trabalho e inserir o índice. Como catalogar os títulos? Selecionar o título ou subtítulo e, em Base, na secção Títulos, clica em Título 1 (ou título 2). Atenção: Pode-se fazer o mesmo com imagens, tabelas ou quadros se se pretender fazer um índice diferente para estes. 4. Redação do trabalho Índice
  • 17. Como inserir o índice automático? Na página de índice, clicar em Índice (secção Referências) 4. Redação do trabalho Índice
  • 18. Lista de abreviaturas e siglas (eventual) • Se durante o trabalho se recorrer muito a abreviaturas, é necessário elaborar uma lista das mesmas; • A primeira vez que se utiliza no texto uma abreviatura, deve-se remeter o leitor para a lista de abreviaturas, que, eventualmente se elaborou; • Se não foi elaborada uma lista, e mesmo que utilizemos apenas uma sigla, esta deve ser sempre descodificada a 1.ª vez que é citada, colocando entre parêntesis a sigla que a partir daí se usará. Exemplo: Organização das Nações Unidas (ONU) 4. Redação do trabalho
  • 19. Introdução • Regra geral é redigida apenas após a realização do trabalho ou continuamente reescrita à medida que o trabalho avança; • Deve conter informação global sobre o trabalho: • Tema tratado • Objetivos do trabalho • Motivos de escolha do tema • Metodologia utilizada • Dificuldades encontradas • Forma como está organizado 4. Redação do trabalho
  • 20. Corpo do trabalho • O desenvolvimento ou corpo do trabalho é a sua parte central. Deve ser redigido em texto e não por tópicos e pode ser ilustrado por imagens ou gráficos/esquemas. • Pode dividir-se em várias partes (capítulos ou subcapítulos). • Este texto é escrito tendo por base as informações recolhidas. Podem ser feitas citações dos autores consultados. • As citações devem ser curtas e devem estar bem destacadas entre aspas. Exemplo: «As armas e os barões assinalados/ Que da ocidental praia Lusitana...». 4. Redação do trabalho
  • 21. • Se retirarmos uma parte da citação, devemos assinalá-lo com parêntesis curvos ou retos, ou seja, assim (...) ou assim [...]. Teremos depois de referir o autor e a obra de onde se retirou a citação. • Evitar a tentação de copiar texto de outros documentos. Deve acrescentar-se algo ao que já foi escrito sobre o tema, uma reinterpretação dos factos. Todo o texto copiado deve ser colocado entre aspas e devidamente citado. 4. Redação do trabalho Corpo do trabalho
  • 22. Conclusão • Deve ser nítida, clara e relativamente breve; • É uma síntese do conteúdo do trabalho, principalmente as conclusões a que se chegou; • Poderá também incluir observações críticas, julgadas necessárias ou convenientes, ou perspetivas de investigação futura; • Geralmente não tem citações nem referências bibliográficas. 4. Redação do trabalho
  • 23. Anexos • São documentos que completam o texto, mas que se colocados no corpo do trabalho perturbariam a sua apresentação lógica e ordenada; • Podem formar uma parte separada do trabalho; • Devem ser identificados pelas letras do alfabeto (Anexo A ; Anexo B). 4. Redação do trabalho
  • 24. Bibliografia É a lista de documentos que foram consultados para a elaboração do trabalho. • É apresentada pela ordem alfabética do apelido do autor. • Na bibliografia deve indicar-se, por esta ordem, os seguintes elementos, separados por vírgulas: último nome do autor, isto é o apelido, em maiúsculas, seguido de vírgula e do nome próprio (CAMÕES, Luís de); título da obra em itálico; número do volume; nome da editora; local da edição; data da edição (se não tiver data de edição, escreve-se s/d, que significa sem data). Exemplo: CAMÕES, Luís de, Os Lusíadas, Figueirinhas, Porto, 1978. 4. Redação do trabalho
  • 25. Se o documento não tiver autor definido, o título deve ser escrito em maiúsculas. Exemplo: NOVA ENCICLOPÉDIA VERBO JUVENIL, volume V, Editorial Verbo, Lisboa, 1977. 4. Redação do trabalho Bibliografia
  • 26. • Para documentos online, utiliza-se a seguinte convenção: Autor (data). Título da obra . Data de acesso. URL. Exemplo Bryant, P. (1999). Biodiversity and Conservation. Acedido em 10 de Outubro, 2006. Disponível em http://darwin.bio.uci.edu/~sustain/bio65/Titlpage.htm. Para mais informações sobre referências bibliográficas, consultar: http://www.slideshare.net/ladonordeste/referncias-bibliogrficas 4. Redação do trabalho Bibliografia
  • 27. Índices (eventuais) • São guias que se colocam no fim do trabalho para facilitar a procura de um nome, uma palavra, um assunto, uma ilustração,... • Os índices mais comuns são os de autores e assuntos; – Exemplo: Índice de Autores ou Índice Onomástico Índice de Autores SARAMAGO, José: 2, 3, 6 CAMÕES, Luís: 14, 17, 19 TORGA, Miguel: 18, 29, 36 PESSOA, Fernando: 13, 15, 16, 28 4. Redação do trabalho
  • 28. Pedir a orientação do professor nas várias etapas do trabalho. 4. Redação do trabalho
  • 29. Apresentação formal – Texto datilografado a 1,5 espaços; – Deixar margens suficientes para qualquer tipo de encadernação; – Usar sempre o mesmo tipo de letra e manter coerência nos tamanhos (exemplo: legendas: 10; texto: 12; subcapítulo: 14; capítulo 16; – Todas as imagens devem estar relacionadas com o texto e deverão ser colocadas próximo do assunto que ilustram. Deverão ser numeradas e ter sempre uma legenda explicativa. – Avançar a 1.ª linha de cada parágrafo recorrendo ao <Tab>; 5. Apresentação do trabalho
  • 30. Apresentação formal – Não é necessário o recurso a uma página inteira para nomear os capítulos; – O início de cada capítulo deve ocorrer em nova página; – A capa não entra na numeração; – A numeração só se coloca a partir da introdução (inclusive) 5. Apresentação do trabalho
  • 31. Cabeçalho e rodapé Estes elementos são utilizados para identificar as páginas do trabalho. Geralmente, no cabeçalho coloca-se o nome da escola e o nome do trabalho e no rodapé coloca-se o nome dos autores do trabalho, a data e o n.º da página. 5. Apresentação do trabalho
  • 32. Notas de Rodapé São muito úteis para chamar a atenção do leitor para determinado facto. Geralmente utiliza-se para associar Anexos ao texto ou para fazer uma referência bibliográfica a uma citação utilizada no texto. 5. Apresentação do trabalho
  • 33. • Recomenda-se uma última leitura para: – Corrigir gralhas/erros ortográficos – Identificar frases mal estruturadas – Substituir palavras que se repetem muitas vezes – Verificar se o que foi escrito corresponde ao plano ou se falta alguma coisa. 6. Antes de entregar o trabalho
  • 34. AZEVEDO, Ana Gonçalves de e AZEVEDO, Carlos A. Moreira de, Metodologia Cientifica. Contributos Práticos para a Elaboração de Trabalhos Académicos, 9.ª Edição, Universidade Católica Editora, Lisboa, 2008. CARVALHO, J. Eduardo, Metodologia do Trabalho Cientifico. Saber Fazer da Investigação para Dissertações e Teses, Escolar Editora, Lisboa, 2009 CEIA, Carlos, Normas para Apresentação de Trabalhos Científicos, 7.ª Edição, Editorial Presença, Lisboa, 1997 GOMES, Isabel e outros, Eu vou fazer um trabalho, Porto Editora, Porto, 1995. POUPA, Carlos e PEREIRA, Alexandre, Como Escrever uma Tese, Monografia ou Livro Científico Usando o Word, 5ª Edição, Edições Silabo, Lisboa, 2012 SOUSA, Maria José e BAPTISTA, Cristina Sales ,Como Fazer Investigação, Dissertações, Tese e Relatórios Segundo Bolonha, Pactor, Lisboa, 2011 Bibliografia