• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Epidemiologia das doenas infecciosas
 

Epidemiologia das doenas infecciosas

on

  • 15,911 views

 

Statistics

Views

Total Views
15,911
Views on SlideShare
15,911
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
76
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Epidemiologia das doenas infecciosas Epidemiologia das doenas infecciosas Presentation Transcript

    • MODELO BIOMÉDICO Conceito – desajuste ou falha nos mecanismos de adaptação do organismo ou uma ausência de reação aos estímulos, cuja ação está exposto. O processo conduz a uma perturbação da estrutura ou da função de um órgão, de um sistema ou de todo o organismo ou de suas funções vitais (Jénicek e Cléroux, 1985 ).
    • Doenças Infecciosas Doença infecciosa – é uma doença clinicamente manifesta, do homem ou dos animais, resultante de uma infecção (OMS, 1992)
    • Doença infecciosa
      • Infecção - a penetração e o desenvolvimento ou multiplicação de um patógeno no organismo de uma pessoa ou animal.
      • Infestação – alojamento, desenvolvimento e reprodução de artrópodes na superfície do corpo ou nas vestes de pessoas, sem penetração no meio interno do organismo. (OPAS/OMS, 1993)
    • Doença infecciosa
      • Doença Transmissível – qualquer doença causada por agente infecciosos específico, ou seus produtos tóxicos, que se manifesta pela transmissão desse agente ou de seus produtos, de uma pessoa ou animal infectado ou de um reservatório a um hospedeiro suscetível, direta ou indiretamente por meio de um hospedeiro intermediário, de natureza vegetal ou animal, de um vetor ou do meio-ambiente inanimado.
      - trata-se de uma doença cujo agente etiológico é vivo e transmissível.
    • Doença infecciosa Toda doença CONTAGIOSA é INFECCIOSA , mas nem toda doença INFECCIOSA é CONTAGIOSA .
    • No modelo BIOMÉDICO de doença infecciosa, as propriedades dos bioagentes que é mais importante, são aquelas que regem sua relação com o hospedeiro e as que contribuem para o aparecimento de doença como produto dessa relação (OMS, 1992)
      • INFECTIVIDADE
      • PATOGENICIDADE
      • VIRULÊNCIA
      • PODER INVASIVO
      • PODER IMUNOGÊNICO
      • INFECTIVIDADE – é o nome que se dá á capacidade que têm certos organismos de penetrar e de se desenvolver ou de se multiplicar no novo hospedeiro, ocasionando infecção .
      • PATOGENICIDADE – é a qualidade que tem o agente infeccioso de, uma vez instalado no organismo do homem ou de outros animais, produzir sintomas em maior ou menor proporção dentre os hospedeiros infectados.
      Doença infecciosa
      • VIRULÊNCIA – é a capacidade de um bioagente produzir casos graves ou fatais. Relaciona-se com a produção de toxinas e à sua capacidade de multiplicação no organismo parasitado.
      • IMUNOGENICIDADE - também chamado poder imunogênico, é a capacidade que o bioreagente tem de induzir imunidade no hospedeiro.
      Doença infecciosa
    • Doença infecciosa
      • PODER INVASIVO – é a capacidade que tem o parasita de se difundir, através de tecidos, órgãos e sistemas do hospedeiro.
    • Doença Não-infecciosa - é aquela que, no estado atual do conhecimento clínico e fisiopatológico, não se relaciona com uma invasão do organismo por outros seres vivos parasitários.
      • Acidentes.
      • Intoxicações.
      • Mortes violentas .
    • Conceito de Risco Na maioria das doenças não-infecciosas é impossível afirmar-se claramente sua associação a um agente causal. O termo RISCO é usado, neste sentido, para indicar probabilidade de doença, e não certeza de sua ocorrência em todos os casos.
    • O modelo HND – Dois Domínios Meio Externo – onde atuam determinantes e agentes. Desenvolvem-se todas as etapas necessárias à implantação da doença. Fatores de natureza física, biológica e sociopolítica-cultural Meio Interno – onde se processaria, de forma progressiva, uma série de modificações bioquímicas, fisiológicas e histológicas, próprias de uma determinada enfermidade.