Your SlideShare is downloading. ×
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Ensino da filosofia no Ensino Secundário
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ensino da filosofia no Ensino Secundário

1,713

Published on

Trabalho apresentado em 2010 na Universidade Lusófona na Cidade do Mindelo em Cabo Verde.

Trabalho apresentado em 2010 na Universidade Lusófona na Cidade do Mindelo em Cabo Verde.

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,713
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O Ensino da Filosofia Uma perspectiva SocráticaArlindo Rocha.Estágiário do Curso de Filosofia da UNICV
  • 2. Roteiro: Evolução histórica sobre o ensino da filosofia; A experiência europeia (Itália, França e Espanha); Democratização do ensino da filosofia; Paradigmas do ensino da filosofia; Princípios pedagógicos e metodológicos a moda socrática; O método socrático. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 3. Filosofia A filosofia é um saber que nasce, estrutura-se e desenvolve-se, fundamentalmente, na e pelas perguntas... O que é? Por que? Para que? Aprender a filosofar é aprender a fazer perguntas, é despertar-se... “é ousar ter novas ideias” Desenvolve a capacidade de julgar, argumentar , respeitar a ideias dos outros... Arlindo Rocha - Estagiário
  • 4. . na educação FilosofiaO sucesso da educação filosófica depende das formasdo seu ensino. O caminho é simplesmente o defazer filosofia, ou seja, filosofar... Mas como filosofar com alunos??? Arlindo Rocha - Estagiário
  • 5. Evolução Histórica O ensino da filosofia está relacionada com a própria evolução histórica da filosofia.  Primeiro momento (sec. VI a.C) – filosofia da natureza, com Tales de Mileto. Outras escolas que se destacaram: Pitagórica;  Eleática  Tomista Mas pouco se sabe como era o ensino nessa altura. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 6. .Segunda metade do sec. V a.C . Como os Sofistas (primeiros professores) a educação ganha uma ligação com a aquisição de técnicas retóricas para o uso político. A arte de argumentar para obter êxito na vida pública adquire importância no ensino da filosofia. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 7. .Aparecimento de Sócrates . Sócrates traz uma pedagogia revolucionária para o ensino. Interpela seus interlocutores, e articula respostas que destroem suas opiniões. Ele crê que o interlocutor podia chegar pelos seus próprios meios, a construção do conhecimento.Arlindo Rocha - Estagiário
  • 8. . Platão e Aristóteles sec. IV a.C O ensino da filosofia é institucionalizada.. Platão fundou a Academia (centro de pesquisa, com bibliotecas, salas de estudo, salas de conferencias); Aristóteles fundou o Liceu (ligado ao ensino da filosofia com as ciências); As escolas dos Estóicos e dos Epicuristas também se destacaram nessa época. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 9. Advento do . Cristianismo . O ensino da filosofia ganha novos contornos, na perspectiva de questionar o saber pagão e fundamentar a concepção teológica do mundo.Arlindo Rocha - Estagiário
  • 10. . Idade média . A Educação Cristã teve o seu apogeu. O método Escolástico adota o seguinte procedimento didático: a) Colocação de questões; b) Levantamento de objeções e contra objeções; c) Construção de uma concepção própria.Arlindo Rocha - Estagiário
  • 11. Procedimentos . Lectio Disputatio Debate em que osLeitura de textos da participantes,autoridade defendiam uma tese edoutrinária,seguindo os interlocutoreso comentário que o faziam objeções aprofessor tinha partir de autorespreparado. cristãos e filósofos consagrados Arlindo Rocha - Estagiário
  • 12. . Modernidade O “Discurso do Método”,. foi a primeira obra publicada em francês. (l. nacional) Os pensadores adotaram essa prática, que possibilitou o acesso às grandes massas a filosofia. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 13. Sec. .XIX Pode-se falar na institucionalização do Ensino da Filosofia nas universidades de todos os países. As didáticas do ensino da filosofia eram:  Exposição oral;  A dissertação;  Os seminários;  Sistemas de interrogação e avaliação.Todos tiveram origem no período da institucionalização do ensino da filosofia. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 14. .Itália, França e Espanha O ensino da filosofia se realiza a partir da: Lógica, introdução a metafísica, gnosiologia, Ética e Estética. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 15. . A Experiência Francesa Foi um dos primeiros países da Europa , onde o ensino da Filosofia foi introduzido no E.S. Os professores dividiam as suas exposições com o enfoque nas finalidades do ensino da filosofia. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 16. . Finalidades SÍNTESE – possibilitar a coerência entre todos os ensinos oferecidos; QUESTIONAMENTO – aprendizagem pela problematização, pelo espanto e pela dúvida; LIBERDADE – é a educação para a liberdade, em busca do equilíbrio pessoal. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 17. Democratização do Ensino da . Filosofia Com a abertura das escolas francesas, para uma população de classes sociais mais modestas, o modelo tradicional do ensino da filosofia foi contestada “o direito a filosofia para todos” Arlindo Rocha - Estagiário
  • 18. . Paradigmas do ensino da filosofia Histórico Doutrinal Positivista Praxiológico Ensino de Incide sobre ReflexãoHistórias uma filosofia as ciências sobre asdas ideias oficial: humanas, questõesnos Tomismo na dados da éticascontextos idade média; epistemologi , visando guiarpassados e Marxismo a e da condutaspresentes nos países história das individuais e comunistas; ciências coletivas Arlindo Rocha - Estagiário
  • 19. ObjetivosConceituação ProblematizaçãoDefinir osconceitos Argumentação Colocar em questão afirmações dadas Expor as razões de duvidar e fundamentar Arlindo Rocha - Estagiário
  • 20. Competências do professor : Capacidade Capacidade de Capacidade. de problematizar de conceituar argumentarIndução e Encontrar Correspondênaproximação questões cia entre os filosóficas em filósofos e ometafórica cada enunciado debatedo conceito. proposto. dividido Arlindo Rocha - Estagiário
  • 21. Lógicas do ensino da filosofia . Aulas expositivas ou explicação de textos. Instrução Relaciona o ensino da filosofia com o Explicação desenvolvimento das ciências. Aprendizagem Desenvolvimento das capacidades formais (problematizar,conceituar, argumentar) Confrontação Ensino do filosofar como o encontro do outro Arlindo Rocha - Estagiário
  • 22. Princípios da Docência da Filosofia a moda SocráticaO Método Socrático é o ideal, mas difícil de ser colocado em prática;O ensino da filosofia segundo o Método Socrático, nosremete para questões de didática geral. Mas um dos aspectos problemáticos é saber como fazeruma aula de filosofia, um exercício de filosofar. O ensino da filosofia é o desafio colocado.filosofar para permitir que os alunos também filosofem constitui a tarefa do professor de filosofia. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 23.  Em que consiste o filosofar? Como filosofar?Que condições para tal empreendimento? Que conseqüências de tal prática? Arlindo Rocha - Estagiário
  • 24. (...) Cada aula de filosofia procura provocar uma sacudidela nos alunos, faze-los “quebrar a cabeça”, derrubar suas certezas e provocar suas dúvidas, violar suas “virgindades”, faze-los perder irrecuperavelmente as suas inocências... Exercer violência para provocar no outro um movimento. Um movimento rumo ao...imprevisível.(...) GALLO et al., p. 95. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 25. Educar filosoficamenteÉ desenvolver uma metodologia filosófica, considerando a diversidade e a multiplicidade de metodologias filosóficas.o ensino da filosofia deve ser diverso e plural. Por isso os métodos socráticos, escolástico, dialético, fenomenológico são possíveis de serem desenvolvidos no ensino secundário o que poderá possibilitar a ação filosofar. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 26. Educar filosoficamente Remete a três questões: O modelo de educação ao qual se Recai sobre pretende Forma de o professor implementar acesso ao do filosofia no exercício filosofar do filosofar Em relação ao segundo o papel do professor de filosofia é apenas filosofar para, assim permitir os alunos também filosofem. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 27. O Método Socrático princípios pedagógicos e metodológico para o ensino da filosofia. O diálogo é a natureza do filosofar quando desenvolvido comunicativamente; Garante a liberdade intelectual e a abertura frente as verdades constituídas, aos dogmatismos, totalitarismo e ideologias; É a busaca da fundamentação e verificação da validade dos raciocínios; Construção coletiva dos conhecimentos. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 28. O Método Socrático[...] Os métodos de ensino não devem ir contra o reconhecimento do outro. Os professores que matam a curiosidade e o espírito crítico dos seus alunos, são prejudiciais. O confronto através do diálogo e a troca de argumentos é um dos instrumentos indispensáveis à educação do século XXI...(DOLORS, 2001, p. 98)A essência deste método é a construção do conhecimento através da colaboração, intercâmbio e confronto de ideias, argumentos reflexões etc. O aluno é co-autor do conhecimento construído. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 29. O Método Socrático Não se trata de ensinar conteúdos, mas desenvolver a capacidade de aprender e que os alunos sejam capazes de: Questionar a realidade formulando problemas e tentar resolve-los, utilizando o pensamento lógico, a criatividade, a capacidade de análise crítica, selecionando procedimentos e verificando sua adequação. (PCNs: MEC, vol 1, p 56) Arlindo Rocha - Estagiário
  • 30. O Método Socrático O relatório da UNESCO sobre a Educação para o sec. XXI, diz que para a Educação responder à sua missão deverá organizar em quatro aprendizagens fundamentais.Aprender a conhecer Adquirir instrumentos de compreensão Aprender a fazer Para poder agir sobre o meio envolvente Aprender a viver Para participar e cooperar com os outros juntosAprender a ser Via para integra os três antecedentes Arlindo Rocha - Estagiário
  • 31. O Método Socrático Nesta perspectiva acreditamos na validade do ensino da filosofia, apostando no Método Socrático, ou seja, a investigação dialógica como um método de excelência para tal empreendimento. O diálogo e a investigação são referências teóricos dessa pedagogia. O diálogo é a condição para a verdadeira educação e a investigação é a superação da pedagogia de armazém. Arlindo Rocha - Estagiário
  • 32. O Método Socrático Esse método visa responder as expectativa da realidade atual, nos domínios. Antropológico Epistemológico Pedagógico Falamos de O diálogo ajuda a A educação é umconvergências entre superar a lógica da processo deaprender/humanizar, afirmação. libertação. aprender/ dialogar As perguntas É na relação com o , aprender/ possibilitam a outro que nos investigar. abertura... humanizamos. Arlindo Rocha - Estagiário “existir é coexistir”.
  • 33. O Método SocráticoO método socrático propõe uma transformação radical nos diversos níveis: Conteúdo Sala de aulas Professor Aluno A investigação Mudar a Deverá ser deverá estrutura física com os seus proporcionar da sala. alunos um O aluno deverá aos alunos Deverá ser um investigador, deixar de serexperiências de ambiente que um aquele que filosofar . possibilite a companheiro, e escuta e faz A filosofia não investigação, o não um anotações nos se reduz aos diálogo, e intermediário cadernos e faz saberes construção de a provahistoricamente coletiva de conhecimentos constituídos conhecimento. já construídos Arlindo Rocha - Estagiário
  • 34. Obrigada! Arlindo Rocha - Estagiário
  • 35.  Bibliografia: SOFISTE, Gomes Joares “ Sócrates e ensino da filosofia” – Uma investigação para o Ensino da Filosofia. (Editora Vozes) PARISSÉ, Gabriel “Introdução à Filosofia da Educação” Arlindo Rocha - Estagiário

×