• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
 

Tecnologias da informação e da comunicação na educação

on

  • 9,022 views

Apresentação para promover a discussão sobre o uso das novas tecnologias da informação e da comunicação na educação e implicações para a formação do professor.

Apresentação para promover a discussão sobre o uso das novas tecnologias da informação e da comunicação na educação e implicações para a formação do professor.

Statistics

Views

Total Views
9,022
Views on SlideShare
9,022
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Tecnologias da informação e da comunicação na educação Tecnologias da informação e da comunicação na educação Presentation Transcript

    • Tecnologias da informação e da comunicação na educação Kátia Tavares (UFRJ)
    • Que mudanças podemos observar na sala de aula nos últimos 100 anos?
    • Alguns costumam dizer que não houve muitas mudanças... Será que a sala de aula realmente não mudou no último século? E a tecnologia? Como ela está presente na sala de aula?
    • No link “Projetos” do site da escola, vocês vão encontrar várias dicas para a construção do blog da turma. Lembrem- se de que o login e a senha de acesso foram enviados a vocês por e-mail.
    • Internet na Educação Diferentes contextos • Na educação presencial – Como ferramenta de trabalho do professor – Em laboratórios de Informática • Em modalidade mista (semi-presencial, híbrida, flexível) – Parte presencial + parte via Internet • Na educação a distância via Internet – 100 % via Internet Diferentes recursos • Fonte e meio de distribuição de informação • Meio de comunicação • Ambiente/ferramentas de colaboração
    • Internet como fonte e meio de distribuição de informação (interação com conteúdo) • Vantagens – Enorme quantidade de informação gratuita – Facilidade na distribuição da informação • Limitações – Necessidade de equipamentos e programas compatíveis – Confiabilidade e qualidade da informação
    • • Internet como fonte de informação – Acesso a grande diversidade de (hiper)textos, mídias e hipermídias sobre temas variados a baixo custo ( jornais on-line, portais de conteúdo geral, TeacherTube) – Conteúdos para preparação de aulas e atividades presenciais: material pronto ou base para atividades inéditas (livros gratuitos on-line, atividades para imprimir, planos de aula) – Conteúdos para uso do aluno (em casa ou na escola) • pesquisas sobre um tema (com ou sem indicação de sites) • textos e atividades on-line (gramática, jogos etc.) – Conteúdos para capacitação profissional do professor (periódicos, bibliotecas virtuais, sites de universidades, pesquisadores e grupos de pesquisa etc.) • Para facilitar a busca de informações... – Ferramentas de busca: Google, Google Imagens, Google Acadêmico – Webliotecas e repositórios de objetos de aprendizagem
    • • Internet como meio de distribuição da informação (conteúdos produzidos pelo professor e pelos alunos) – Criação de homepage do professor, da disciplina ou da turma – Criação de blogs ou wikis (serviços gratuitos: blogger.com, wordpress.com, wikispaces.com, pbworks.com etc.) – Compartilhamento de gravações em áudio ou vídeo (podcasts, YouTube, TeacherTube, DropaVideo) – Criação de poster eletrônico (ex: glogster.com) ou mural on-line (ex: padlet.com)
    • Internet como meio de comunicação (interação entre pessoas) • Síncrona - chat de texto e de voz, MSN, Skype – Vantagens: simula a conversa face a face; costuma ser popular; possibilidade de feedback imediato – Desvantagens: digitação com restrição de tempo; abordagem superficial dos assuntos; difícil coordenação de horário entre os participantes; restrição quanto ao número de participantes em chat pedagógico; maior dependência de recursos técnicos eficientes • Assíncrona - e-mail, lista ou grupo de discussão, fórum – Vantagens: tempo para editar mensagem; possibilidade de aprofundamento; menor competição pela tomada de turno; possibilidade de maior igualdade de participação – Desvantagem: ausência de feedback imediato • Em ambos os casos – Possibilidade de interação com pessoas de fora da turma, incluindo outros alunos e professores convidados – Registro das interações - disponíveis para análise e reflexão posterior
    • Diante de todas as possibilidades, como as novas tecnologias têm sido usadas na educação? Que tipos de mudanças estão realmente ocorrendo? A mudança tem sido tecnológica ou pedagógica?
    • Um vídeo para refletir... (Vídeo: Tecnologia ou metodologia?) Acesse: http://www.youtube.com/watch?v=IJY-NIhdw_4 para visualizar o vídeo.
    • • Não é a tecnologia em si que promove a mudança, mas o uso que se faz dela. Portanto, recomenda-se... • Não usar as NTICs apenas pela novidade tecnológica, mas pelo seu potencial pedagógico. • Conhecer bem as potencialidades e limitações das diferentes NTICs, em termos técnicos e pedagógicos. • Selecionar as NTICs mais adequadas ao contexto educacional (proposta pedagógica, objetivos do curso, recursos humanos e materiais disponíveis etc.). • Usar as NTICs selecionadas de acordo com o contexto e com o modelo educacional que se deseja adotar.
    • As novas e as “novíssimas” tecnologias http://www.youtube.com/watch?v=Bc0oDIEbYFc
    • http://conniebensen.com/blog/2007/11/03/scobles-social-media-starfish
    • Na Web, um novo usuário... “prosumer”: producer (produtor) + consumer (consumidor) Novas possibilidades tecnológicas trazem novos desafios pedagógicos.
    • As novas tecnologias da Web 2.0 têm sido usadas na educação? Como? Que (novas) práticas pedagógicas podem ser proporcionadas (e até encorajadas) pela Web 2.0? Que (novos) papéis podem ser assumidos por professores e alunos?
    • Velhas práticas • ensino descontextualizado • ensino centrado no professor • transmissão de informação NA EDUCAÇÃO... Novas práticas • ensino contextualizado • alunos e professores compartilham ensino e aprendizagem • construção conjunta de conhecimento
    • INTERNET NA EDUCAÇÃO... • fonte de informação • meio de comunicação • ambiente de colaboração • meio de distribuição da informação (conteúdos produzidos pelo professor e pelos alunos) Como fazer a diferença? Usar as (novas) tecnologias para proporcionar e encorajar (novas) práticas pedagógicas. PEDAGOGIA 2.0 (McLoughlin, C.; Lee, M., 2008)
    • Novos papéis: Alunos e professores compartilham ensino e aprendizagem Desafios: • Aprender a aprender • Aprender a aprender colaborativamente • Aprender a aprender colaborativamente com uso das novas tecnologias
    • Aprendizagem colaborativaAprendizagem colaborativa • Atividades colaborativas podem… – ser mais ou menos estruturadas: trabalhos em pequenos grupos com tarefas e etapas bem- definidas pelo professor ou discussões a partir dos interesses e questões dos alunos – propor a criação de um produto determinado (ex. elaboração de um texto, um cartaz, um blog) ou participação em um processo (ex. exercício de responder ao trabalho um do outro, discussão sobre textos e questões)
    • Recursos para interação e colaboração on-Recursos para interação e colaboração on- lineline – grupos de discussão, fóruns e e-mail (interação assíncrona): mais adequados para atividades de discussão, reflexão e aprofundamento – chat, mensagens instantâneas (interação síncrona): para atividades que requerem feedback imediato – blogs, wikis: facilitam projetos de redação coletiva e de criação de outros produtos (que podem ser amplamente divulgados) – serviços de compartilhamento de documentos (Google Docs, You Tube, Teacher Tube): para criação e divulgação de produtos pelo grupo e como fonte de recursos – redes sociais (Orkut, Facebook, Drop a Video) ⇒ Web 2.0 = especialmente útil em atividades colaborativas que propõem a criação de um produto digital (ex. livro ou revista online: www.myebook.com, entre muitos outros)
    • Professores e alunos estão prontos para essas mudanças tecnológicas e pedagógicas? Como se preparar? Como professores que são imigrantes digitais podem ministrar cursos para alunos que são nativos digitais? Saber usar a tecnologia significa saber usar a tecnologia para ensinar e para aprender? Como formar professores que saibam usar as NTICs pedagogicamente?
    • Formação do aluno para usar as NTICs • Ser nativo digital não significa saber usar a Internet para aprendizagem de forma sistemática • É preciso: – ensinar os alunos a usar as tecnologias já familiares a eles para fins de aprendizagem; – ampliar o conhecimento dos recursos tecnológicos disponíveis para a aprendizagem; – desenvolver a autonomia dos alunos (que precisam se tornar co- responsáveis pelo seu processo de aprendizagem); – desenvolver o senso crítico dos alunos no uso das tecnologias. • Tecnologia integrada às diferentes disciplinas; favorecimento de trabalhos interdisciplinares
    • Formação do professor para usar as NTICs • Primeira preocupação: tecnologia • Depois: tecnologia e pedagogia • Formação inicial (na Graduação) e continuada (ao longo da vida) • Tecnologia integrada à formação (cursos sobre diversos assuntos com uso das NTICs) • Proposta de formação reflexiva crítica • Necessidade de investimento e planejamento na formação continuada – em nível pessoal e institucional
    • Toda nova tecnologia traz desafios... (Vídeo: Helpdesk medieval) Acesse: http://www.youtube.com/watch?v=4ZwJZNAU-hE para visualizar o vídeo.
    • A reflexão e o debate continuam...