Gestão de Projetos Sociais                                                                                Facilitador:    ...
Os extremos...    • Visão Míope x Visão Estratégica    • Romantismo x profissionalismo    • Causa Institucional x Causa So...
“ o pecado maior num projeto não está            na apresentação: está na objetividade.”                                  ...
Texto extraído da internet...       • ...O projeto Viva Brasil tem como objetivo cuidar de 400 meninos de         rua de 7...
Texto extraído da internet...        • Nosso endereço na internet é www.avivabrasil.org...        • Estamos melhorando o n...
- Precisamos de Projetos Sociais?              - Por que?              - Até Quando?               Projeto “Bonitinho”    ...
Lógica    Efetividade                                                                                  Projetos Sociais   ...
45        40        35        30                                                                     Crescimento        25...
30       25       20                                                                      Crescimento                     ...
Os três setores da sociedade                     1º Setor                   2º Setor            3º Setor                  ...
Relações Intersetoriais           Mercado                                                                    Mercado      ...
Visão Estratégica                                  x                           Visão OperacionalProf. Oswaldo Barbosa – os...
Níveis Gerenciais                                                                                             Políticas......
Lei de Responsabilidade Fiscal                                   Diretrizes                                               ...
Nível Gerencial                                           Descrição    Política                      Garantir os direitos ...
Triângulo de Robert Anthony                                                             Decisões não                 Infor...
FUNÇÕES GERENCIAIS                    • Atingimos                                           • Projetos                    ...
Ciclo do Projeto               Entrega                                              Identificação            Monitoria &  ...
Auto-                                                                     Envolvidos        Problemas   Sustentabilidade  ...
Ciclo de Projetos – PMD PRO                                 Monitormaneto, Avaliação e Controle do Projeto                ...
O que é um projeto          “Projeto é uma AÇÃO social planejada, estruturada em               objetivos, resultados e ati...
ou seja...                         O que eu quero                         Como eu quero                      Com quanto eu...
Projeto:   Recursos                                ATIVIDADES                                  Finalidade                 ...
O que é um projeto?         A                                                                                       BProf....
• Programa ou        Projeto?                                                          • Projeto ou                       ...
Projeto                                                              Efeitos                                              ...
O que você está vendo?Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL         ...
Floresta!!Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL                  MÓD...
O que você está vendo agora?Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL   ...
Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL                  MÓDULO:   ELA...
Programa                                                        Projetos                   Elaboração própria.Prof. Oswald...
Logo...                                                                                     PROJETO                       ...
Passo a passo...                       Planejando um projetoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE...
Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL                  MÓDULO:   ELA...
MÉTODOS COMPLEMENTARES PARA O USO                           DA MATRIZ DO MARCO LÓGICOPlanejamento de Projetos orientado p...
Planejamento do Projeto                                                          Análise de Demanda                       ...
Declarar                                                  O Ator                        1º Passo        ATORES         É ...
Declarar                                                  O Ator                        1º Passo                São Atores...
Definir                                                  o Tema                        2º PassoProf. Oswaldo Barbosa – osw...
Declarar o                    3º Passo                                                  problema                 PROBLEMA ...
Declarar o                    3º Passo                                                  problema     Nos EUA: Brainstormin...
Declarar o                    3º Passo                                                  problema                 PROBLEMA ...
No contexto dos projetos sociais o que                                caracteriza o problema central:       Não é a falta...
Definir                       4º Passo                                                o problemaProf. Oswaldo Barbosa – os...
Descrever e Explicar                                               o problema                       5º Passo            DE...
Descrever e Explicar                                               o problema                       5º Passo              ...
Diagnóstico...                                     Expressar a realidade!       • Descrever o                             ...
Árvore de           6º Passo                                                            Problemas E F E          Isolament...
ÁRVORE DE PROBLEMA                                                                   Metodologia participativa que, como ...
Vantagens de utilizar a árvore de problema:    É fácil de realizar    Favorece o trabalho coletivo    Permite identific...
TIPOS DE ÁRVORES DE PROBLEMASProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL  ...
Efeito 2                         Efeito 1                                                                            Efeit...
Texto de Problemas !       • Efeitos             – Alto índice...             – Baixa renda...             – ...       • P...
Árvore de           6º Passo                                                            Problemas E F E          Isolament...
Árvore de           7º Passo                                                            Objetivos F I N               Não ...
Análise dos                                     Envolvidos                                   8º Passo     Pessoas,        ...
Escolher                 9º Passo                                                        Os Nós                           ...
Escolher                 9º Passo                                                        Os Nós                           ...
Nó Crítico         9º Passo F I N               Não                        Aumento S        Isolamento das PCD            ...
Marco Lógico                                            Logical Framework Approach                                        ...
Marco Lógico                                      Conceito e Origem       • O Quadro Lógico (QL) surgiu no contexto da coo...
Marco Lógico                                      Conceito e Origem       • Na tentativa de superar esses problemas, a USA...
Marco Lógico                                      Conceito e Origem       • É uma metodologia de elaboração, análise e ges...
Marco Lógico                                      Conceito e Origem             O Marco Lógico é uma “ajuda               ...
Enfoque do Marco Lógico como instrumento de            gestão e elaboração de projetos sociais        • Vantagens:        ...
Matriz Lógica          Lógica de              Indicadores/Metas       Fontes de Verificação         Suposições         Int...
Leitura...          O Quadro Lógico deve ser lido em três perspectivas diferentes,                            que se compl...
Lógica de Intervenção                                                        Objetivo                                     ...
Lógica Horizontal     Lógica da Intervenção                          Indicadores                 Fontes de Verificação    ...
Lógica Vertical            Objetivo             Geral                                                        + Suposição  ...
OG                OP                                                                     P1                 R             ...
Linguagem...        • A aplicação do Quadro Lógico sugere uma linguagem          específica, a fim de aumentar a precisão ...
Linguagem...     •    Objetivo Geral deve ser formulado destacando o contexto de          contribuição...     •    Objetiv...
Suposições Importantes         São fatores externos que escapam à influência direta da gerência         do projeto, mas qu...
Não                                                            Sim                                                A suposi...
Plano de Monitoramento     COMO DISTINGUIR EFICIÊNCIA, EFICÁCIA, CONSISTÊNCIA E IMPACTO      Recursos                     ...
Plano de Monitoramento                                                                  Indicadores                 Matriz...
INDICADORES           Os indicadores definem metas específicas que        permitem estimar em que medida se cumprem os    ...
INDICADORES       Um bom indicador deve possuir as seguintes características:        Ser objetivo        Ser medido obje...
TIPOS DE INDICADORES Indicadores de eficácia  buscam medir o nível de cumprimento    dos objetivos Indicadores de efici...
Matriz do Marco Lógico                                      Exemplo I       Descrição Sumária               Indicadores   ...
A Matriz do Quadro Lógico resume numa página:    Por que o projeto é executado    O que o projeto quer alcançar    Como o ...
Responsabilidade pelo Gerenciamento        PROGRAMA                       Objetivo Geral                       PROJETO    ...
Gerenciabilidade de um Projeto     Não Gerenciáveis     GerenciáveisProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br ...
Árvore do             Árvore do                                                                        Quadro Lógico PROBL...
Elaboração do Projeto                      Estrutura    1.      Contra-capa: Responsável                                  ...
Exemplo                                                                 Alto índice                                       ...
Exemplo                                                                 Alto índice                                       ...
Descrição Sumária                  Indicadores              Fontes de Verificação    Pressupostos      Objetivo Geral     ...
BIBLIOGRAFIA       ÁVILA, Célia M. de. Gestão de Projetos Sociais. 2ª Edição. São Paulo:          AAPCS – Associação de Ap...
BIBLIOGRAFIA       NOVARA, Enrico [et al.] Pobreza e patrimônio: a comunidade do Planalto         II. Belo Horizonte: AVSI...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula gestão de projetos prof oswaldo barbosa

5,215 views

Published on

Gestão de Projetos Sociais.
Facilitador:
Oswaldo Barbosa
Mestre em Administração Pública Especialista em Projetos Sociais.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,215
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
160
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula gestão de projetos prof oswaldo barbosa

  1. 1. Gestão de Projetos Sociais Facilitador: Oswaldo Barbosa PMD PRO Mestre em Administração Pública Especialista em Projetos Sociais ContadorProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  2. 2. Os extremos... • Visão Míope x Visão Estratégica • Romantismo x profissionalismo • Causa Institucional x Causa Social • Crescimento Econômico x Desigualdade Social • ING x ONGProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  3. 3. “ o pecado maior num projeto não está na apresentação: está na objetividade.” Amyr KlinkProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  4. 4. Texto extraído da internet... • ...O projeto Viva Brasil tem como objetivo cuidar de 400 meninos de rua de 7 a 18 anos, 300 crianças de 0 a 6 anos, 200 dependentes de álcool e drogas e 300 idosos por unidade. • A primeira unidade está projetada e será construída na Região Leste de São Paulo...Esperamos estar com cinco unidade na Cidade de São Paulo em Cinco Anos... • Hoje estamos dando assistência integral a 168 crianças... Neste final de semana estivemos no Pantanal em S.M.Paulista, cadastrando crianças carentes para um auxilio e assistência direta. • A nossa preocupação é fundamentar os indivíduos dentro de nossa instituição da importância que tem cada um para si mesmo e para a sociedade como um todo... Nós alimentamos, educamos e qualificamos com amor...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  5. 5. Texto extraído da internet... • Nosso endereço na internet é www.avivabrasil.org... • Estamos melhorando o nosso site... Nós temos um cartão de benefícios que já está disponível em SP, grande SP e diversas cidades do interior e em breve para todo o Estado e esperamos que dentro de 08 meses para todo o Brasil. • Faça uma visita ao nosso humilde site e nossa comunidade. Você podenrá adquirir um de nossos cartões e estará contribuindo diretamente para o sucesso deste projeto.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  6. 6. - Precisamos de Projetos Sociais? - Por que? - Até Quando? Projeto “Bonitinho” Capta recursos... X Projeto Social Ataca as causas...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  7. 7. Lógica Efetividade Projetos Sociais Tempo Desigualdade Social Projetos SociaisProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  8. 8. 45 40 35 30 Crescimento 25 Econômico 20 Desigualdade Social 15 10 5 0 1970 1980 1990 2000Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  9. 9. 30 25 20 Crescimento Econômico 15 Desigualdade Social 10 5 0 1970 1980 1990 2000Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  10. 10. Os três setores da sociedade 1º Setor 2º Setor 3º Setor Organizações com Organizações sem fins Institucionalidade fins lucrativos lucrativos do Estado Associações; Empresas Fundações Só pode fazer o Podem fazer tudo que não é proibido que está legislado. Mundo da criatividadeProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  11. 11. Relações Intersetoriais Mercado Mercado CAOS Governo Mercado POPULISMO Sociedade Sociedade Governo GOVERNABILIDADE Governo Civil Civil Sociedade Civil Sociedade Civil Governo CORPORATIVISMO DESLIGITIMAÇÃO Que tipo Governo Mercado de sociedade Sociedade Mercado queremos construir? CivilProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  12. 12. Visão Estratégica x Visão OperacionalProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  13. 13. Níveis Gerenciais Políticas...Estratégico Programas...Tático 1 2 3 1 1 2 3 3 Projetos...Operacional 2 2 1 1 3 3Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  14. 14. Lei de Responsabilidade Fiscal Diretrizes Programa 1 Programa 2 Ação 1.1 Ação 1.2 Ação 2.1 Atividade Operação Projeto 1.1.1 Especial 1.1.2 1.1.3Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  15. 15. Nível Gerencial Descrição Política Garantir os direitos de crianças e adolescentes Programa 1) Programa Educacional 2) Programa Rede da Juventude Projetos 1.1) Projeto Reforço Escolar 1.2) Projeto Atendimento Familiar 1.3) Projeto Atividades Artísticas e Recreativas 2.1) Projeto Encontro Nacional 2.2) Projeto Monitoramento de Políticas Públicas 2.3) Projeto Fortalecimento de Rede e FórunsProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  16. 16. Triângulo de Robert Anthony Decisões não Informação Estruturadas Estratégico Decisões Estruturadas Dado Eficácia Evolução Tático Operacional Eficiência SobrevivênciaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  17. 17. FUNÇÕES GERENCIAIS • Atingimos • Projetos as metas? CONTROLAR PLANEJAR DIRIGIR ORGANIZAR • Coordenar • Equipe, e Liderar RecursosProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  18. 18. Ciclo do Projeto Entrega Identificação Monitoria & Planejamento Avaliação Organização PCM Project Cicle ManegementProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  19. 19. Auto- Envolvidos Problemas Sustentabilidade Sustentação Pós-entrega Efeitos Objetivos Alternativas colaterais reduzidos Análise da Objetivos Entrega Situação cumpridos Estratégias Identificação de Ação Matriz de Planejamento Pressupostos Matriz de Participação Planejamento Monitoria & Planejamento Indicadores Plano de Comunicação Avaliação Recursos Tomada de Fontes Plano de Decisão Plano Atividades Operacional Organização Avaliação Atividades Ex-ante Recursos Cooperação Organograma Interinstitucional Financeira Fluxo Interno Plano de de Informações Ambiental Entrega EconômicaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  20. 20. Ciclo de Projetos – PMD PRO Monitormaneto, Avaliação e Controle do Projeto Planejamento do Projeto Identificaçã Transição Iniciação o e Design do Projeto do Projeto do Projeto Implementação do ProjetoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  21. 21. O que é um projeto “Projeto é uma AÇÃO social planejada, estruturada em objetivos, resultados e atividades baseados em uma quantidade limitada de RECURSOS (humanos, materiais e financeiros) e de TEMPO.” “Conjunto sistemático de INFORMAÇÕES que sirva de base para a TOMADA DE DECISÕES relativas à alocação de um certo montante de RECURSOS.” “É um EMPREENDIMENTO planejado que consiste num conjunto de atividades inter-relacionadas e coordenadas para alcançar OBJETIVOS específicos, dentro dos limites de um ORÇAMENTO e de um período de TEMPO dados.”Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  22. 22. ou seja... O que eu quero Como eu quero Com quanto eu quero Em quanto tempo eu quero Para quem eu quero Aonde eu quero...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  23. 23. Projeto: Recursos ATIVIDADES Finalidade Tempo Elaboração própria.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  24. 24. O que é um projeto? A BProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  25. 25. • Programa ou Projeto? • Projeto ou Programa?Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  26. 26. Projeto Efeitos Problema PROJETO Central Causas Elaboração própria.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  27. 27. O que você está vendo?Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  28. 28. Floresta!!Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  29. 29. O que você está vendo agora?Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  30. 30. Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  31. 31. Programa Projetos Elaboração própria.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  32. 32. Logo... PROJETO PROGRAMAProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  33. 33. Passo a passo... Planejando um projetoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  34. 34. Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  35. 35. MÉTODOS COMPLEMENTARES PARA O USO DA MATRIZ DO MARCO LÓGICOPlanejamento de Projetos orientado por objetivos (ZOOP) Método MAPP (Método Altadir de Planejamento Popular) Método de Resolução de Problemas (MRP) Planejamento Estratégico Situacional (PES) Diagnóstico Participativo Rural – DRP Métodos CEFE e CEFI Método PIM (Participative Monitoring Impact) Gestão Participativa de Projetos – GESPAR Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável – DLIS Árvore de ProblemasProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  36. 36. Planejamento do Projeto Análise de Demanda Escolher Declarar Declarar o Definir O Tema o problema O Ator problema Diagnóstico Descrever e Explicar Árvore do Árvore do o problema Problema Objetivo Matriz Escolher Análise dos Lógica Os Nós Envolvidos Críticos Plano de Ação Monitoramento Operacionalizar Cronograma & o projeto Orçamento AvaliaçãoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  37. 37. Declarar O Ator 1º Passo ATORES  É o responsável pela gestão do projeto;  Não necessariamente será o executor;  É o “Pai da criança”;  Produzem fatos;  Acumulam forças para viabilizar seus interesses e necessidades;  Toda ator faz a sua leitura da realidadeProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  38. 38. Declarar O Ator 1º Passo São Atores  Associação dos Moradores de Piratininga  Sindicato dos Metalúrgicos do ABC  SOS Mata Atlântica Não são Atores  A população  Os trabalhadores  As ONGsProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  39. 39. Definir o Tema 2º PassoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  40. 40. Declarar o 3º Passo problema PROBLEMA • É a declaração de insatisfação de um ator frente à realidade. a) Requisitos para um problema - Expressa insatisfação com a realidade - Avalia insatisfação como evitável - Tem interesse em atuar para mudar - Está em seu espaço de governabilidadeProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  41. 41. Declarar o 3º Passo problema Nos EUA: Brainstorming Tempestade de idéias... Em Minas: “Toró de parpite” Chuva de idéias...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  42. 42. Declarar o 3º Passo problema PROBLEMA b) Como se formula: : - Formule-o de forma concreta e delimitada, a partir de sua realidade. - Formule-o de forma negativa. - Identifique um problema existente (não um possível, imaginado ou passado). - Não deve trazer embutida em sua formulação a solução.  não é a ausência de uma solução. Ex.: Falta de inseticidas x A colheita está sendo destruída por parasitasProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  43. 43. No contexto dos projetos sociais o que caracteriza o problema central:  Não é a falta de um equipamento  Refere-se a população objetivo definida (A QUEM ATINGE) Refere-se a uma localização definida (ONDE OCORRE) “Alguém que sofre alguma coisa em algum lugar...”Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  44. 44. Definir 4º Passo o problemaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  45. 45. Descrever e Explicar o problema 5º Passo DESCRITORES DO PROBLEMA • São os fatos da realidade que, de forma precisa, descrevem o problema enunciado • São manifestações do problema identificadas pelo ator Requisitos para um descritor: - Deve ser necessário à descrição do problema - O conjunto de descritores deve ser suficiente para identificar o problema - Um descritor não é causa ou conseqüência - Nenhum descritor “reitera” manifestações já incluídas em outros - O descritor ideal quantifica e qualifica o problemaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  46. 46. Descrever e Explicar o problema 5º Passo DESCRITORES DO PROBLEMA Ex.: Problema  baixo índice de pessoas com deficiência contratadas na região Industrial do município de Betim – MG. Descritores  D1 – 88% das pessoas com deficiência do município não possuem trabalho formal ou informal  D2 – 75% das empresas acima de 100 funcionários não cumprem a cota de contratação  D3 – 5% das empresas da região contratam pessoas com deficiênciaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  47. 47. Diagnóstico... Expressar a realidade! • Descrever o • Explicar o problema problema – É contar a história; – Utilizar os descritores – Falar da relação das – Dimensionar o causas e dos efeitos; problema a ser enfrentado; – Quantificar e qualificar; – Quantificar e qualificar; – Focar o problema e não as causas e efeitos;Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  48. 48. Árvore de 6º Passo Problemas E F E Isolamento das PCD Baixa renda das I PCD T O S Pouca autonomia Alto índice de Alta ociosidade de vida desemprego das PCD Pessoas com deficiência – PCD – com baixo índice de contratação de trabalho na região PROBLEMA industrial do município de Betim – MG. Central - Inicial As PCD’s não estão Não cumprimento Mercado capacitadas para da Lei de Cotas Empresas despreparadas competitivo o trabalho Para receber PCD C A Pouca Fiscalização U oferta de cursos Pouca Ineficiente do MP S adaptados acessibilidade A S Família despreparada Poucas informações e tem preconceitos Quadro de fiscais disponíveis sobre insuficienteProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL PCD MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  49. 49. ÁRVORE DE PROBLEMA  Metodologia participativa que, como outras, pode ser utilizada para organizar as informações geradas pela análise do problema (suas causas e efeitos). No diagrama da “Árvore de Problemas” temos: O problema que será tratado pelo projeto  tronco As causas que provocam o problema  raízes Os efeitos do problema na população objetivo  galhos e folhas O projeto atuará sobre as causas - raízes - do problemaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  50. 50. Vantagens de utilizar a árvore de problema:  É fácil de realizar  Favorece o trabalho coletivo  Permite identificar as causas mais imediatas e mais distantes do problema  Permite identificar os efeitos mais imediatos e mais distantes do problema  Ajuda a visualizar as causas sobre as quais podemos usar e atuar e selecionar as alternativas de solução para o problema.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  51. 51. TIPOS DE ÁRVORES DE PROBLEMASProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  52. 52. Efeito 2 Efeito 1 Efeito 3 Causa 1 Problema Central Efeito 4 Causa 2 Causa 4 Sol de Problemas !Causa 3Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  53. 53. Texto de Problemas ! • Efeitos – Alto índice... – Baixa renda... – ... • Problema Central: alto índice de desemprego... • Causas – baixa qualificação – baixa escolaridade...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  54. 54. Árvore de 6º Passo Problemas E F E Isolamento das PCD Baixa renda das I PCD T O S Pouca autonomia Alto índice de Alta ociosidade de vida desemprego das PCD Pessoas com deficiência – PCD – com baixo índice de contratação de trabalho na região PROBLEMA industrial do município de Betim – MG. Central - Inicial As PCD’s não estão Não cumprimento Mercado capacitadas para da Lei de Cotas Empresas despreparadas competitivo o trabalho Para receber PCD C A Pouca Fiscalização U oferta de cursos Pouca Ineficiente do MP S adaptados acessibilidade A S Família despreparada Poucas informações e tem preconceitos Quadro de fiscais disponíveis sobre insuficienteProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL PCD MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  55. 55. Árvore de 7º Passo Objetivos F I N Não Aumento S Isolamento das PCD da renda das PCD Maior autonomia Baixo índice de Baixa ociosidade de vida desemprego das PCD Pessoas com deficiência – PCD – com maior índice de contratação de trabalho na região Situação industrial do município de Betim – MG. Desejada... As PCD’s estão Cumprimento Mercado menos capacitadas para da Lei de Cotas Empresas preparadas competitivo o trabalho para receber PCD M E Maior Fiscalização I oferta de cursos Acessibilidade eficiente do MP O adaptados disponibilizada S Família preparada Informações e não tem preconceitos Quadro de fiscais disponíveis sobre suficienteProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL PCD MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  56. 56. Análise dos Envolvidos 8º Passo Pessoas, Funções – Interesses Potenciais Limitações Temores grupos ou Atividades instituições Pessoas com Trabalhador Oportunidade Produtivida Pouca Demissão Deficiência de trabalho de autonomia; Empresas Empregadora Produtividade Contratar Acessibilidad Não além da Lei e cumprimento de Cotas da cota CustoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  57. 57. Escolher 9º Passo Os Nós Críticos NÓS – CRÍTICOS  São aquelas causas (nós) que cumprem simultaneamente três condições: - Serem de alto impacto sobre os descritores do Problema - Serem causas onde o ator tem “Governabilidade” para agir - Priorizar; escolher as causas a serem enfrentadasProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  58. 58. Escolher 9º Passo Os Nós Críticos Nós Governabilidade Críticos Risco Ambiente Interno Ambiente ExternoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  59. 59. Nó Crítico 9º Passo F I N Não Aumento S Isolamento das PCD da renda das PCD Maior autonomia Baixo índice de Baixa ociosidade de vida desemprego das PCD Pessoas com deficiência – PCD – com maior índice de contratação de trabalho na região Situação industrial do município de Betim – MG. Desejada... As PCD’s estão Cumprimento Mercado menos capacitadas para da Lei de Cotas Empresas preparadas competitivo o trabalho para receber PCD M E Maior Fiscalização I oferta de cursos Acessibilidade eficiente do MP O adaptados disponibilizada S Família preparada Informações e não tem preconceitos Quadro de fiscais disponíveis sobre suficienteProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL PCD MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  60. 60. Marco Lógico Logical Framework Approach ou Logical Structure ApproachProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  61. 61. Marco Lógico Conceito e Origem • O Quadro Lógico (QL) surgiu no contexto da cooperação internacional de apoio ao desenvolvimento. Em meados dos anos 60, a Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional/United States Agency for International Development (USAID) constatou que era muito difícil para os projetos de cooperação internacional mostrar a sua efetividade. Uma análise de uma série de projetos deste tipo revelou que: – o planejamento era pouco preciso. Objetivos, atividades dos projetos e o êxito esperado não estavam claramente relacionados; – a responsabilidade para o gerenciamento não era clara; – pelas razões acima mencionadas, as avaliações causaram mais desentendimento do que medidas construtivas para melhorar os projetos.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  62. 62. Marco Lógico Conceito e Origem • Na tentativa de superar esses problemas, a USAID contratou os consultores Rosenberg, Lawrence e Posner que, fundamentando- se em diversos métodos do MBO / Management by Objectives (Gerenciamento por Objetivos), elaboraram entre 1969/70 uma metodologia chamada LFA/Logical Framework Approach (Enfoque Quadro Lógico). • Nos anos seguintes, a metodologia LFA foi sucessivamente revisada e aprimorada, e, em 1982, uma série de organizações internacionais ou internacionalmente atuantes estavam aplicando-a, entre elas, além da USAID: – PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – CIDA – Cooperação Técnica Canadense – ILO – Organização Internacional para o TrabalhoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  63. 63. Marco Lógico Conceito e Origem • É uma metodologia de elaboração, análise e gestão de projetos baseada numa matriz de 4 linhas e 4 colunas. • O Marco Lógico baseia-se: –no método científico de pesquisa social; –trata um projeto como um conjunto de hipóteses e de relações de causa e efeito; –tornando explícitas as relações entre as ATIVIDADES, os RESULTADOS, os OBJETIVO DO PROJETO e o OBJETIVO GERAL ao qual ele quer contribuir; –explicitação dos fatores de risco do projeto (premissas).Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  64. 64. Marco Lógico Conceito e Origem O Marco Lógico é uma “ajuda para pensar”, não para substituir a análise criativa.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  65. 65. Enfoque do Marco Lógico como instrumento de gestão e elaboração de projetos sociais • Vantagens: – oferece um conjunto de hipóteses encadeadas estruturando as relações de causa e efeito do problema analisado; – exige a formulação antecipada dos parâmetros de monitoramento e avaliação; – apresenta os laços dos elementos internos do projeto e fatores de risco; – facilita o entendimento comum e destaca as responsabilidades dos envolvidos. • Desvantagens: – rigidez nos processos de acompanhamento; – racionalidade quanto à previsão futura dos fatos; – importância excessiva aos objetivos de curto prazo; – Não participativo.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  66. 66. Matriz Lógica Lógica de Indicadores/Metas Fontes de Verificação Suposições Intervenção Importantes Indicadores de Fontes de dados, meios Objetivo Geral: Impacto: medidas de coleta e registros expressa o impacto para averiguar como o para o indicador. geral do projeto projeto contribui para o objetivo geral Indicadores de Fontes de dados, meios Acontecimentos que Objetivo do Projeto: Efetividade: medidas de coleta e registros tenham probabilidade expressa o que se para averiguar se o para o indicador. de ocorrer para pretende alcançar com projeto está atingindo o alcançar o objetivo o projeto objetivo do projeto geral Indicadores de Fontes de dados, meios Acontecimentos fora do Resultados: serviços, Eficácia: medidas de de coleta e registros controle do projeto produtos e situações acompanhamento dos para o indicador. influenciando o produzidos pelo projeto resultados cumprimento do objetivo do projeto Indicadores de Fontes de dados, meios Fatores externos que Atividades: conjunto Eficiência: medidas de coleta e registros condicionam a de ações requeridas que servem para para o indicador. produção dos pelo projeto para acompanhar o resultados alcançar os resultados cronograma e provisão de recursosProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  67. 67. Leitura... O Quadro Lógico deve ser lido em três perspectivas diferentes, que se complementam: • Na perspectiva da Lógica da Intervenção, que visa identificar a razão de ser do projeto e o efeito que ele pretende gerar com a realização dos resultados que se compromete a produzir, bem como das principais atividades previstas para tanto; • Na perspectiva da Lógica Horizontal, que visa demonstrar que o alcance de resultados e objetivos pode e deve ser comprovado; • Na perspectiva da Lógica “Ziguezague” ou, como chamada na literatura especializada, da Lógica Vertical, que visa evidenciar aqueles fatores externos à gerência do projeto que poderiam colocar em risco o alcance dos objetivos do projeto.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  68. 68. Lógica de Intervenção Objetivo Geral Que contribui Para o alcance do... Objetivo do Projeto No sentido de Com os meios Alcançar o... de que dispõe Resultados Para a Produção de... Atividades O projeto Principais realizaProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  69. 69. Lógica Horizontal Lógica da Intervenção Indicadores Fontes de Verificação Para Tem de Indicadores e Fontes desses Objetivo o ter De Impacto Indicadores Geral Para Objetivo do Tem de Indicador de e Fontes desses o Projeto ter Efetividade Indicadores Para Tem de e cada Indicador de Fonte de cada Resultados ter Desempenho IndicadorProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  70. 70. Lógica Vertical Objetivo Geral + Suposição Suposições Confirmada Importantes Objetivo do Projeto + Suposição Suposições Confirmada Importantes ResultadosProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  71. 71. OG OP P1 R P2 A P3Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  72. 72. Linguagem... • A aplicação do Quadro Lógico sugere uma linguagem específica, a fim de aumentar a precisão das informações e, com isso, diminuir o risco de interpretações diferentes. • Resultados, Objetivos e Indicadores devem ser formulados como se estivéssemos comunicado a notícia, como algo já acontecido, e, de preferência, no tempo verbal particípio. • O propósito é chamar a atenção da equipe para a importância de ser realista na definição dos objetivos e resultados dos seus projetos. Quando se formula um objetivo ou resultado como se ele já tivesse sido alcançado, fica mais fácil avaliar a capacidade que a equipe tem de produzí-lo.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  73. 73. Linguagem... • Objetivo Geral deve ser formulado destacando o contexto de contribuição... • Objetivo do Projeto deve ser formulado no particípio, ou seja, qual a situação desejada pelo projeto. – Coleta de lixo seletiva suficiente – Evasão escolar reduzida na escola São Miguel • Resultados devem ser formulados no particípio – Sistema de irrigação implantado – Crianças alfabetizadas • Atividades devem ser formuladas no infinitivo. – Construir campo de futebol – Selecionar idosos • Suposições afirmativamente, de preferência no presente do indicativo. – Ruas bem conservadas – Agricultores treinados permanecem no projetoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  74. 74. Suposições Importantes São fatores externos que escapam à influência direta da gerência do projeto, mas que são importantes para o êxito da intervenção, devendo, portanto, ser registradas e monitoradas. Os procedimentos para elaborar uma Suposição são os seguintes: 1. identificar os fatores que são importantes para a realização da intervenção, mas que não foram incluídos na lógica de intervenção; 2. avaliar em que nível do Quadro Lógico a Suposição deve ser registrada; 3. avaliar a relevância da Suposição para o êxito da intervenção, conforme esquema analítico; 4. controlar a lógica de cada Suposição dentro do quadro.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  75. 75. Não Sim A suposição é importante Qual a Probabilidade Dela Ocorrer? Certa Improvável Probabilidade Incluir no Quadro Lógico É possível mudar a É quase certo A gerência do projeto deve: Monitorar e estratégia do projeto tentar influenciar sem precisar dessa suposição? Mudar a Suposição Fatal Estratégia do Projeto Sim Não PARE! Não IncluirProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  76. 76. Plano de Monitoramento COMO DISTINGUIR EFICIÊNCIA, EFICÁCIA, CONSISTÊNCIA E IMPACTO Recursos Atividades; Processos Resultados Consistência Eficiência Eficácia Objetivo do Projeto Efetividade Impacto Social Mudança na vidas da Pessoas... após o projeto...Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  77. 77. Plano de Monitoramento Indicadores Matriz Lógica Objetivo Geral Indicadores de Impacto Objetivo do Projeto Indicadores de Efetividade Resultados Indicadores de Eficácia Desempenho Atividades Indicadores Eficiência Operacionais; de Estrutura Quadro elaborado por: Oswaldo Ferreira Barbosa JuniorProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  78. 78. INDICADORES Os indicadores definem metas específicas que permitem estimar em que medida se cumprem os objetivos nas quatro dimensões: qualidade, quantidade, cronograma e custos.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  79. 79. INDICADORES Um bom indicador deve possuir as seguintes características:  Ser objetivo  Ser medido objetivamente  Ser relevante  Ser específico  Ser prático e econômico  Deve estar associado a um prazo Passos para a definição dos indicadores  Considerar primeiramente o objetivo cujo alcance se pretende medir através do indicador;  Selecionar, logo após, que aspectos do alcance do objetivo se quer medir;  Decidir qual a meta e com que periodicidade se medirá o indicador.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  80. 80. TIPOS DE INDICADORES Indicadores de eficácia  buscam medir o nível de cumprimento dos objetivos Indicadores de eficiência  buscam medir quão bem os recursos foram utilizados Indicadores de qualidade  buscam avaliar os atributos dos bens e serviços Indicadores de custo  relacionam o custo gasto com o custo programado Indicadores de economia  medem a capacidade do projeto para recuperar os custos gastos Indicadores de cronograma  medem o nível de cumprimento dos prazos programados Indicadores de quantidade  medem o nível de cumprimento em relação à quantidade programada de produtos ou serviços a gerarProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  81. 81. Matriz do Marco Lógico Exemplo I Descrição Sumária Indicadores Fontes de Verificação Pressupostos Objetivo Geral O nº de passageiros é Relatórios da empresa Aumento do número de aumentado em 20% até passageiros dezembro de 2002 Objetivo do Projeto O nº de acidentes é Livro de ocorrências da Campanha da imprensa Freqüência de acidentes reduzido em 80% até empresa é suspensa reduzida dezembro de 2002 Resultados 1. O nº de reclamações 1. Livro de registro de Motoristas treinados 1. Motoristas são é reduzido em 100% reclamações permanecem na capacitados até dez 2002 2. Registro de empresa 2. Manutenção dos 2. Problemas mecânicos solicitações e socorro à veículos realizada são reduzidos em 60% oficina Ruas são bem 3. Ônibus novos em até dez 2002 3. Registro de conservadas circulação 3. 8 ônibus novos em patrimônio circulação até dez 2002 Atividades Peças de reposição 1.1 estabelecer um programa de capacitação disponíveis no mercado 2.1 Realizar um plano de manutenção 3.1 fazer pesquisas de mercado de preços e tipos de veículosProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  82. 82. A Matriz do Quadro Lógico resume numa página: Por que o projeto é executado O que o projeto quer alcançar Como o projeto vai obter os resultados Quais os fatores externos importantes para o êxito do projeto Como se pode/ consegue avaliar o êxito do projeto Onde vão ser encontrados os dados para a avaliação do projeto Quanto custará o projetoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  83. 83. Responsabilidade pelo Gerenciamento PROGRAMA Objetivo Geral PROJETO Objetivo do Objetivo Geral Programa Resultados do Objetivo do Programa Projeto Resultados do Atividades Projeto Organização Atividades Organização Coordenadora ExecutoraProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  84. 84. Gerenciabilidade de um Projeto Não Gerenciáveis GerenciáveisProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  85. 85. Árvore do Árvore do Quadro Lógico PROBLEMA OBJETIVO Objetivo Indicadores Efeitos Fins Geral Impacto Problema Situação Objetivo do Indicadores Central Desejada Projeto Efetividade Causas Meios Indicadores Resultados Eficácia Sim É nó Indicadores crítico? Atividades Governabilidade Eficiência (Ambiente Interno) Não Não está na Governabilidade Não vai para Quadro Lógico (Ambiente Externo)Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  86. 86. Elaboração do Projeto Estrutura 1. Contra-capa: Responsável Informações 2. Apresentação Complementares 3. Justificativa 4. Matriz Lógica: • Avaliação de Processos a. Objetivo Geral • Avaliação de Resultados b. Objetivo do Projeto c. Resultados • Avaliação de Impacto d. Atividades • Histórico da Organização e. Indicadores e pressupostos • Currículo da Equipe 5. Metodologia 6. Cronograma 7. Equipe 8. Parcerias 9. OrçamentoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  87. 87. Exemplo Alto índice Baixa qualidade Alto índice de óbitosÁrvore do Problema de internações de vida EFEITOS Riscos de infecção para as Má imagem Meio ambiente crianças que brincam do bairro Pouco agradável nos espaços públicos Elevado índice de doenças na PROBLEMA Comunidade do Bairro Jardim Teresópolis Central - Inicial Presença de animais indesejáveis Acúmulo de lixo doméstico Insuficiente coleta de lixo nos espaços públicos pelo Serviço de Limpeza Urbana Não existem locais apropriados para depositar o lixo Mau comportamento Caminhão de coleta CAUSAS e hábitos errôneos dos Problemas de percorre o bairro moradores na produção Urbanização do somente duas vezes e destino do lixo bairro por semana Falta de informação Moradores jogam sobre produção fora lixo que Longa distância do Alto custo e tratamento do lixo pode ser reciclado depósito do transporte municipal de lixoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  88. 88. Exemplo Alto índice Baixa qualidade Alto índice de óbitosÁrvore do Problema de internações de vida EFEITOS Riscos de infecção para as Má imagem Meio ambiente crianças que brincam do bairro Pouco agradável nos espaços públicos Elevado índice de doenças na PROBLEMA Comunidade do Bairro Jardim Teresópolis Central - Inicial Presença de animais indesejáveis Acúmulo de lixo doméstico Insuficiente coleta de lixo nos espaços públicos pelo Serviço de Limpeza Urbana Não existem locais apropriados para depositar o lixo Mau comportamento Caminhão de coleta CAUSAS e hábitos errôneos dos Problemas de percorre o bairro moradores na produção Urbanização do somente duas vezes e destino do lixo bairro por semana Falta de informação Moradores jogam sobre produção fora lixo que Longa distância do Alto custo e tratamento do lixo pode ser reciclado depósito do transporte municipal de lixoProf. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  89. 89. Descrição Sumária Indicadores Fontes de Verificação Pressupostos Objetivo Geral Renda média aumentada em Censo anual Situação sócio- 35% até dez de 2005 econômica da região melhorada Imigração reduzida em 45% até dez 2005 Objetivo do Projeto Produtividade aumentada em Censo Agrícola Não há migração Agricultores aplicam 30% na região até dez 2005; para a região do novas técnicas na 40% até dez 2006 e 50% até projeto produção de arroz dez 2007 Produção de arroz tipo exportação aumentada em 45% Resultados Não há desastres 1. Sistema de irrigação 1. 60km de canais de irrigação 1. Livro de obras naturais implantado e e 12 bombas elétricas funcionando implantados até set 2003 Não há evasão de 2. Serviço de 2. São realizadas, no mínimo, 2. Relatório dos assessores Assistência Agrícola está 2 visitas técnicas-mês por assessores capacitados fortalecido agricultor 3. Financiamento para 3. Valor dos créditos Preço do mecanização é facilitado concedidos em cada ano, a 3. Doc Fundo Rotativo combustível não 4. Sistema de partir do ano de 2004 aumenta mais de comercialização 4. Volumes comercializados: 4. Doc Dpto 5% implantado e 2005 – 3 ton; 2006 – 4 ton; Comercialização funcionando 2007 – 5 ton O preço 5. Agricultores 5. Nº de agricultores treinados 5. Relatório dos internacional do capacitados em novas técnicas de cultivo instrutores arroz não baixa de arroz mais que 10%Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  90. 90. BIBLIOGRAFIA ÁVILA, Célia M. de. Gestão de Projetos Sociais. 2ª Edição. São Paulo: AAPCS – Associação de Apoio ao Programa Comunidade Solidária, 2000. Coleção Gestores Sociais. DOMINGOS, Armani. Como elaborar projetos? Guia prático para elaboração e gestão de projetos sociais. Porto Alegre: Tomo Editorial, 2000. El Enfoque Del Marco Lógico. Manual para la planificacion de proyectos orientada mediante objetivos. Fundación Centro Español de Estudios de América Latina – CEDEAL. Madrid, 1997. Empreendimentos sociais sustentáveis: como elaborar planos de negócio para organizações sociais. Ashoka Empreendedores Sociais e McKinsey & Company, Inc. – São Paulo: Peirópolis, 2001.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE
  91. 91. BIBLIOGRAFIA NOVARA, Enrico [et al.] Pobreza e patrimônio: a comunidade do Planalto II. Belo Horizonte: AVSI, 2003. PFEIFFER, Cláudia. GOULART, Vilma. I Curso Virtual Gerenciamento de Projetos Sociais com Base no Quadro Lógico. 2001. Site: www.mpprio.com.br. Programas de promoção da igualdade: guia de elaboração. Brasília: TEM, Assessoria Internacional, 2000. ROCHE, Chris. Avaliação de Impacto dos trabalhos de ONGs. São Paulo: Cortez: ABONG; Oxford, Inglateraa: Oxfam, 2000. SILVA, Paulo Henrique A. Elaboração e Análise de Projetos. Editora Hucitec. São Paulo, 1988. BROSE, Markus. Metodologia Participativa. Uma introdução a 29 instrumentos. Porto Alegre. Tomo Editorial, 2001.Prof. Oswaldo Barbosa – oswaldo@eficiencialtda.com.br CICLO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO SOCIAL MÓDULO: ELABORAÇÃO MARCO LÓGICO PROJETOS SOCIAIS E AVALIAÇÃO DE

×