Webwriting | Senac-SP | Técnico em Multimídia

1,860 views
1,805 views

Published on

Programa de Redação Publicitária para web. Disciplina integrante do curso de Técnico em Multimídia do Senac-SP.

Aulas ministradas em agosto de 2011.

Published in: Education
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,860
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Webwriting | Senac-SP | Técnico em Multimídia

  1. 1. redação publicitária | senac<br />agosto 2011<br />@KleberPinto<br />
  2. 2. Jornalista, PUC-SP<br />Master em Jornalismo Digital, Universidade de Navarra, Espanha<br />Atualização | cursos<br />Comunicação Empresarial e Digital, ESPM<br />Estratégias de Marketing Digital, ESPM<br />Journalism & British Press, City University, Londres<br />Atuação<br />Midiaria.com, fundador e consultor em comunicação e mídias digitais<br />EDP no Brasil, analista de comunicação institucional<br />Consultor de inglês in company<br />+ de 10 anos como repórter e editor nos portais UOL, Terra, Abril.com , Globo.com e G1.<br />Kleber Pinto<br />kleber.pinto@midiaria.com<br />@kleberpinto<br />
  3. 3. Agenda<br />Reflexão<br /><ul><li> Era da Informação;
  4. 4. Cibercultura e cultura do excesso.</li></ul>Princípios<br /><ul><li> Conteúdo;
  5. 5. Organização de conteúdo.</li></ul>Webwriting<br /><ul><li> Objetividade;
  6. 6. Concisão;
  7. 7. Escanning.</li></ul>Audiência<br /><ul><li> Para entender o usuário/público-alvo</li></ul>@KleberPinto<br />
  8. 8. Comunicação <br />unilateral<br />Antes da Era da Informação, o rádio<br />e a TV eram os meios de comunicação de massa predominantes.<br />@KleberPinto<br />
  9. 9. Era da Informação ou Era Digital<br />Após década de 1980<br /><ul><li> Industrialização
  10. 10. Urbanização
  11. 11. Novas tecnologias
  12. 12. Nova cultura de consumo
  13. 13. Redes de computadores</li></ul>@KleberPinto<br />
  14. 14. Era da Informação<br />Comunicação bilateral<br />Instantaneidade<br />Simultaneidade<br />Dinamismo<br />Conectividade<br />@KleberPinto<br />
  15. 15. Cultura do Excesso de...<br />curiosidade<br />entretenimento<br />tecnologias<br />novas mídias<br />narrativas<br />memórias virtuais<br />informação<br />@KleberPinto<br />
  16. 16. Cibercultura<br /><ul><li> Todos são produtores</li></ul>de conteúdo<br /><ul><li> Mutação gramatical</li></ul>pela escassez de tempo<br /><ul><li>Emoticons
  17. 17. Símbolos ;)</li></ul>@KleberPinto<br />
  18. 18. Conteúdo<br />Texto<br />Foto<br />Imagem<br />Vídeo<br />Áudio<br />Games<br />QR Code<br />@KleberPinto<br />
  19. 19. Como administrar diversos <br />conteúdos em pouco tempo e espaço?<br />@KleberPinto<br />
  20. 20. 26 segundos <br />tempo máximo gasto pelo usuário para procurar o que precisa em um página web<br />Usuário lê de 20% a 28% de uma página, <br />segundo Nielsen Institute (2008)<br />Fonte: Jakob Nielsen<br />@KleberPinto<br />
  21. 21. 5<br />dicas <br />preciosas<br />de conteúdo<br />para web<br />1. Faça menos, não mais;<br />2. Descubra o que tem e de onde isso vem;<br />3. Aprenda a ouvir;<br />4. Coloque alguém no comando;<br />5. Comece a perguntar "por que"?<br />Fonte: KristinaHalvorson no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  22. 22. 1<br /><ul><li> Pequenos sites são fáceis de gerenciar;
  23. 23. Menos conteúdo oferece maior usabilidade;
  24. 24. Menos conteúdo custa menos em criação.</li></ul>faça<br />menos,<br />não mais<br />Todo conteúdo é inútil, a menos que entre em uma ou ambas as afirmações:<br /><ul><li> Suporte um objetivo comercial chave.
  25. 25. Suporte um usuário (consumidor) na finalização de uma tarefa.</li></ul>Fonte: KristinaHalvorson<br />no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  26. 26. 2<br />Descubra<br /> o que você<br />tem e de <br />onde isso vem<br />Se não souber qual conteúdo tem, não poderá tomar decisões inteligentes sobre o que acontecerá em seguida<br />Faça uma auditoria quantitativa e qualitativa do conteúdo disponível<br />Fonte: KristinaHalvorson<br />no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  27. 27. 3<br />aprenda<br /> a ouvir<br />A criação de conteúdo é baseada na realidade, nunca na estratégia.<br />Ninguém sabe mais sobre as necessidades de seu consumidor do que ele mesmo.<br />Fonte: KristinaHalvorson<br />no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  28. 28. 4<br />coloque<br /> alguém <br />no comando<br />Todo conteúdo precisa da gestão de um indivíduo que tenha uma visão global da estratégia da comunicação.<br />O editor de conteúdo não trabalha sozinho, ele coordena os responsáveis pelas informações a serem publicadas.<br />Fonte: KristinaHalvorson<br />no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  29. 29. Todo processo de desenvolvimento de estratégias de conteúdo força a organização a examinar suas razões de publicar conteúdo online.<br />5<br />comece <br />a perguntar<br /> "por que"?<br />Só porque você pode não significa dizer que você deve.<br />Questione! Preciso estar no Youtube? Devo disponibilizar documentos em pdf no site? Tenho que criar um blog?<br />Fonte: KristinaHalvorson<br />no livro “Estratégia de conteúdo para a web”<br />@KleberPinto<br />
  30. 30. Webwriting<br />É o conjunto de técnicas que auxiliam na criação e distribuição de conteúdo em ambientes digitais.<br />Escrita jornalística <br />+ Redação Publicitária <br />=Webwriting<br />Fonte: Bruno Rodrigues no livro “Webwriting”<br />@KleberPinto<br />
  31. 31. Webwriting<br />Fundamentos do webwriting<br />Ser objetivo<br />Ser conciso<br />RELEVÂNCIA<br />Ser Escaneável<br />Fonte: Jakob Nielsen<br />@KleberPinto<br />
  32. 32. Objetivo<br />@KleberPinto<br />
  33. 33. Objetividade<br /><ul><li> Ser direto;
  34. 34. Escrever textos curtos (uma ideia por parágrafo) ;
  35. 35. Usar demais recursos da página.</li></ul>Links<br />Gráficos<br />Hiperlinks<br />Infográficos<br />Recursos de uma página<br />Ícones<br />Bullets<br />@KleberPinto<br />
  36. 36. Conciso<br />@KleberPinto<br />
  37. 37. Muitas coisas com poucas palavras<br /><ul><li> Divisão clara de conteúdos;
  38. 38. Navegabilidade (breadcrumb);
  39. 39. Organização;
  40. 40. CrossContent (conteúdo relacionado);
  41. 41. CrossSelling (compre mais);</li></ul>@KleberPinto<br />
  42. 42. Muitas coisas com poucas palavras<br />Divisão de conteúdos<br />Organização<br />Crosscontent<br />@KleberPinto<br />
  43. 43. Muitas coisas com poucas palavras<br />Breadcrumb<br />@KleberPinto<br />
  44. 44. Muitas coisas com poucas palavras<br />Crossselling<br />@KleberPinto<br />
  45. 45. Escaneável<br />@KleberPinto<br />
  46. 46. Leitura na tela do computador<br /><ul><li> 79% dos usuários somente varrem a página;
  47. 47. Somente 16% lêem palavra-por-palavra;
  48. 48. Leitura direta da tela do computador é 25% mais lenta do que a leitura do papel.</li></ul>Modelo Nuclear x Modelo Linear<br />Leitura nuclear (SKIM e SCAN)<br />Leitura tradicional (linear)<br />Fonte: Estudo de Jakob Nielsen com 232 usuários visitando centenas de sites<br />@KleberPinto<br />
  49. 49. Leitura na tela do computador<br />Skim: olhos do leitor percorrem tela tentando identificar as principais ideias apresentadas;<br />Scan: olhos percorrem tela e encontram palavras e sentenças específicas de interesse.<br />Modelo <br />Nuclear<br />Scan F<br />@KleberPinto<br />
  50. 50. Nível de prioridade da informação<br />@KleberPinto<br />
  51. 51. Atividade<br />Escolha uma página da web que apresente os fundamentos do webwriting abaixo e justifique cada um deles.<br />Objetividade<br />Concisão<br />Escaneável<br />@KleberPinto<br />
  52. 52. Audiência<br /><ul><li> Na cibercultura não há controle de circulação;
  53. 53. Mídia digital segue dinamismo da audiência.
  54. 54. Usuário encontra conteúdo acidentalmente ou por busca de informação;</li></ul>@KleberPinto<br />
  55. 55. Audiência<br /><ul><li> Comenta;
  56. 56. Ativamente engajada;
  57. 57. Preenche formulários;
  58. 58. Participa de grupos de discussões;
  59. 59. Compartilhar informações de interesse.</li></ul>@KleberPinto<br />
  60. 60. Audiência<br />Para entender a audiência<br />1º passo: Defina a audiência principal<br />Como o usuário se envolve com o conteúdo? Quem é? <br />O que gostaria de consumir?<br />2º passo: Pesquise sobre o usuário<br />Interaja com o usuário para identificar seus desejos e necessidades. <br />Redes e mídias sociais são um bom caminho.<br />3º passo: Trace características de cada audiência<br />Saiba identificar grupos dentro da audiência: quem já conhece seu conteúdo/produto e quem é novo em seu site.<br />4º passo: Observe as pistas do usuário<br />Atente aos comentários e reações ao conteúdo disseminado, <br />assim como ao vocabulário da audiência.<br />5º passo: Elabore cenários para seu site<br />Design e conteúdo devem conversar, convergir.<br />@KleberPinto<br />
  61. 61. Audiência<br />Se a informação <br />do website é difícil de ler ou não responde as perguntas-chave dos usuários, <br />eles o abandonam <br />(Jakob Nielsen)<br />@KleberPinto<br />
  62. 62. Agenda<br />Webwriting<br /><ul><li> Ciclo de vida do conteúdo
  63. 63. Sites e hotsites
  64. 64. Blogs
  65. 65. Vídeo
  66. 66. Banner
  67. 67. Mídias sociais
  68. 68. E-mail marketing
  69. 69. Referência bibliográfica</li></ul>@KleberPinto<br />
  70. 70. Webwriting<br />“Conteúdo é rei, <br />colaboração é rainha”<br />Martha Gabriel<br />@KleberPinto<br />
  71. 71. Webwriting<br />Ciclo de vida do conteúdo<br />Fonte: KristinaHalvorson<br />@KleberPinto<br />
  72. 72. Webwriting<br />“É preciso escrever de modo objetivo , tentando ser criativo e persuasivo, destacando os pontos principais e conduzindo o leitor”<br />Bruno Rodrigues<br />Podcast com <br />Bruno Rodrigues <br />sobre webwriting<br />http://bit.ly/podcast_brunorodrigues<br />@KleberPinto<br />
  73. 73. Webwriting | Sites e hotsites<br />Considerações do texto<br /><ul><li>Ideias organizadas;
  74. 74. Parágrafos curtos;
  75. 75. Vocabulário simples, leve e claro;
  76. 76. Informações importantes antes do scroll.</li></ul>Disposição de informação<br /><ul><li> Ordem decrescente (do mais atual para o mais antigo);
  77. 77. Evite as palavras "ontem" e "hoje"; prefira a data;
  78. 78. Precise a localização.</li></ul>Títulos e subtítulos<br /><ul><li> Chamadas devem ser curtas e claras;
  79. 79. Pense na URL, no Feed no RSS;
  80. 80. Subtítulos devem atrair interesse do internauta.</li></ul>@KleberPinto<br />
  81. 81. Webwriting | Sites e hotsites<br />Evite o "Clique aqui"<br />Abuse do imperativo,<br />induzindo usuário a <br />prosseguir na navegação:<br /><ul><li> Siga-nos
  82. 82. Leia mais
  83. 83. Saiba mais
  84. 84. Contate-nos
  85. 85. Fale Conosco
  86. 86. Oriente-se</li></ul>@KleberPinto<br />
  87. 87. Webwriting | Sites e hotsites<br />Hotsite Vivenda Kids<br />www.vivendadocamarao.com.br/kids/<br /><ul><li> Apelo pela imagem;
  88. 88. Linguagem adequada </li></ul>ao público;<br /><ul><li> Página voltada para entretenimento.</li></ul>@KleberPinto<br />
  89. 89. Webwriting | Sites e hotsites<br />Sugestões para páginas institucionais (quem somos)<br /><ul><li> Para que e por que sua empresa existe (missão);
  90. 90. O que sua empresa vislumbra (visão);
  91. 91. De que forma sua empresa trabalha – métodos, processos, expertise e afins;
  92. 92. Considere gravar vídeo com o(s) principal(is) executivo(s) falando sobre o negócio;
  93. 93. Visão, missão e valores da empresa podem vir ao final da página.</li></ul>Fonte: Site Dr. Conteúdo (drconteudo.com.br)<br />@KleberPinto<br />
  94. 94. Webwriting | Sites e hotsites<br />Sugestões para páginas institucionais (quem somos)<br />Equipe<br />Foto dos principais colaboradores com descrição breve das responsabilidades.<br />Depoimentos ajudam a transmitir confiança<br />Solicite aos seus parceiros, clientes e admiradores que escrevam/gravem depoimentos sobre a empresa.<br />Imprensa e divulgação<br />Considere deixar ao final da página dados para contato de imprensa.<br />Otimização com links<br />Mídias sociais<br />Blog corporativo<br />Fonte: Site Dr. Conteúdo (drconteudo.com.br)<br />@KleberPinto<br />
  95. 95. Webwriting | Sites e hotsites<br />Institucional <br />Social Media <br />Examiner<br />www.socialmediaexaminer.com/about/<br />Texto introdutório<br />Vídeo: fundador <br />explica conceito do site<br />Apresentação da equipe<br />Mais: depoimentos em vídeo; logamarcas à disposição da imprensa, <br />@KleberPinto<br />
  96. 96. Nenhum site é uma ilha<br />Blogs<br />Vídeo<br />Banners<br />Mídias sociais<br />E-mail marketing<br />@KleberPinto<br />
  97. 97. Webwriting | Blogs<br />+ de 200 milhões <br />de blogs no mundo<br />@KleberPinto<br />
  98. 98. Webwriting | Blogs<br />Objetivo<br /><ul><li> Compartilhar ideais com comunidade;
  99. 99. Partilhar determina ponto de vista;
  100. 100. Aproximar pessoas e tribos;
  101. 101. Networking;
  102. 102. Aprofundar determinado assunto;
  103. 103. Falar e ser ouvido.</li></ul>Para empresas<br /><ul><li> Internamente: conhecer e engajar colaboradores
  104. 104. Externamente: conhecer desejos e necessidades do consumidor</li></ul>@KleberPinto<br />
  105. 105. Webwriting | Blogs<br />Considere os seguintes itens antes<br />de abrir um blog corporativo:<br />A empresa tem cultura digital?<br />Há conteúdo para ser compartilhado?<br />Quem será o dono desse espaço "virtual"?<br />Está preparado para interagir em real time? <br />@KleberPinto<br />
  106. 106. Webwriting | Blogs <br />Ferramentas para blogar<br />www.movabletype.com<br />@KleberPinto<br />
  107. 107. Webwriting | Blogs<br />“Explore um estilo diferente, um tom, uma forma de se dirigir ao usuário. Escreva um gênero diferente de posts ou seja ‘útil’ de uma forma distinta”<br />Bruno Rodrigues<br />@KleberPinto<br />
  108. 108. Webwriting | Blogs<br />Considerações <br />sobre postagem<br /><ul><li> Periodicidade;
  109. 109. Um tópico por post;
  110. 110. Conteúdo multimídia;
  111. 111. Imagem (principalmente no topo);
  112. 112. Ferramentas de compartilhamento;
  113. 113. Responda comentários, críticas e interações.</li></ul>@KleberPinto<br />
  114. 114. Webwriting | Blogs<br />Coluna <br />Mona Dorf<br />no IG<br />colunistas.ig.com.br/monadorf<br /><ul><li> Vídeos próprios;
  115. 115. Linguagem agradável;
  116. 116. Seviço;
  117. 117. Organização;
  118. 118. Slideshow;
  119. 119. Podcast;</li></ul>@KleberPinto<br />
  120. 120. Webwriting | Blogs<br />Fica, <br />vai ter<br />bolo!<br />ficavaiterbolo.com<br /><ul><li> Blog hospedado no Tumblr;
  121. 121. Internautas enviam imagens manipuladas;
  122. 122. Vídeos com a ideia bem-humorada do blog;
  123. 123. Pequenos comentários.</li></ul>@KleberPinto<br />
  124. 124. Webwriting | Blogs<br />Consultoria<br />Natura<br />blogconsultoria.natura.net<br /><ul><li>Público-alvo: revendedoras;
  125. 125. Linguagem agradável;
  126. 126. Discussão de ações;
  127. 127. Canal de comunicação;
  128. 128. Objetividade;
  129. 129. Multimídia;
  130. 130. Pequenos comentários.</li></ul>@KleberPinto<br />
  131. 131. Webwriting | Vídeo<br /><ul><li> Personagem bem definido;
  132. 132. Linguagem assertiva;
  133. 133. Identidade;
  134. 134. Brevidade;
  135. 135. Criatividade;
  136. 136. Humor.</li></ul>Não se fabrica um viral, <br />aposta-se no inesperado.<br />@KleberPinto<br />
  137. 137. Webwriting | Vídeo<br />O roteirista norte-americano John Howard Lawson propõe uma releitura do velho esquema de "começo-meio-fim" de um roteiro de vídeo, acrescentando a dinâmica da ação que evolui.<br />Clímax<br />COMPLICAÇÃO<br />Ataque<br />RESOLUÇÃO<br />EXPOSIÇÃO<br />@KleberPinto<br />
  138. 138. Webwriting | Vídeo<br />Canal<br />Não faz <br />Sentido<br />Canal de<br />felipeneto<br />www.youtube.com/felipeneto<br /><ul><li> Linguagem jovem;
  139. 139. Produção caseira;
  140. 140. Desabafos em vídeo;
  141. 141. Chamadas curiosas.</li></ul>@KleberPinto<br />
  142. 142. Webwriting | Vídeo<br />Canal<br />Rene de Paula<br />vimeo.com/renedepaula<br /><ul><li> Cenário inusitado </li></ul>(carro);<br /><ul><li> Temas atuais em tecnologia;
  143. 143. Linguagem simples;
  144. 144. Reflexões.</li></ul>@KleberPinto<br />
  145. 145. Webwriting | Vídeo<br />Case<br />Tarifa Social <br />Canal EDP no Brasil<br />Objetivo: conscientizar clientes que podem usufruir do <br />benefício da tarifa social <br />de energia elétrica.<br />Roteiro: repórter explica o que é tarifa social, representante <br />da empresa fala sobre <br />quem tem direito ao <br />desconto, duas clientes <br />contam suas experiências<br />Vídeo explicativo sobre <br />tarifa social de energia elétrica<br />http://bit.ly/video_tarifasocialedp<br />@KleberPinto<br />
  146. 146. Webwriting | Banner<br />Funções de um banner<br /><ul><li> Vender mais produtos/serviços;
  147. 147. Divulgação de ofertas;
  148. 148. Promover uma ideia sobre determinado assunto;
  149. 149. Reforçar marca (brandawareness).</li></ul>@KleberPinto<br />
  150. 150. Webwriting | Banner<br />Dicas de conteúdo para banner<br /><ul><li> Mensagens curtas;
  151. 151. Uso do imperativo;
  152. 152. Texto complementa imagem;
  153. 153. Ofereça benefício ao clique ("Precisa de ajuda com o IR?");
  154. 154. Use animações dentro do limite permitido;
  155. 155. Linguagem do banner e da pagina de destino devem ser complementares;
  156. 156. Não deixe o banner virar "paisagem" (mude arte e texto periodicamente). </li></ul>@KleberPinto<br />
  157. 157. Webwriting | Banner<br />Linguagem direta e promocional<br />Home<br />Portal <br />Terra<br />www.terra.com.br<br />"Clique e assista!" <br />(mensagem sequencial)<br />Questionamento/convite ao clique<br />@KleberPinto<br />
  158. 158. Webwriting | Banner<br />Linguagem com apelo<br />Home<br />Portal <br />Estadão<br />www.estadao.com.br<br />call to action<br />@KleberPinto<br />
  159. 159. Webwriting | Banner<br />Case<br />Marcelo Tas em banner ao vivo<br />Samsung Galaxy II na home do portal Terra<br /><ul><li> Conteúdo multimídia (vídeo);
  160. 160. Apelo para benefício: falar sobre tecnologia e conversar com Marcelo Tas ao vivo
  161. 161. Múltiplas plataformas (Twitter e Facebook)</li></ul>@KleberPinto<br />
  162. 162. Webwriting | Banner<br />Oferta de benefício<br />Cores fortes<br />Apelo para <br />a gratuidade<br />Oferta de <br />benefício<br />@KleberPinto<br />
  163. 163. Webwriting | Mídias sociais<br />O que compartilhar <br />em 140 caracteres?<br /><ul><li> Compartilhe ideia em um parágrafo;
  164. 164. Use vocabulário simples;
  165. 165. Abrevie, mas não perca o sentido;
  166. 166. Evite palavras grandes;
  167. 167. Abuse das hashtags (#);</li></ul>@KleberPinto<br />
  168. 168. Webwriting | Mídias sociais<br />Perfil<br />Rafinha<br />Bastos<br />@rafinhabastos<br />@KleberPinto<br />
  169. 169. Webwriting | Mídias sociais<br />Sincronia de perfis<br /><ul><li> Pede mais atenção nos posts (ex.: twitter e facebook);
  170. 170. Uso de hashtag (#) nos posts;
  171. 171. Links encurtados;
  172. 172. Cuidado com os 140 caracteres.</li></ul>Facebook e Orkut <br /><ul><li> Respeito ao perfil de cada rede;
  173. 173. Manutenção da identidade e linguagem da marca;
  174. 174. Fuga da propaganda;
  175. 175. Conteúdo que ofereça benefício, entretenimento e informação útil.</li></ul>@KleberPinto<br />
  176. 176. Webwriting | E-mail marketing<br />Dicas para escrever um e-mail marketing<br />1. Simplifique a mensagem <br /><ul><li>E-mail deve ter menos do que 90 palavras
  177. 177. Parágrafos com 2 frases (scanning)
  178. 178. Fontes comuns, em cor preta
  179. 179. Nunca inclua anexos</li></ul>4. Seja fonte de valor<br /><ul><li> Foco em ideias, insights
  180. 180. Informações de valor para interlocutor</li></ul>2. Atenção ao público-alvo e expectativa<br /><ul><li> Menção a objetivo de negócio
  181. 181. Relevância é essencial</li></ul>5. Crie frases cativantes para “assunto”<br /><ul><li> Chamada é determinante para leitura da mensagem.</li></ul>3. Concentre-se nas prioridades imediatas<br /><ul><li> Identificação de eventos que podem impactar prioridades do interlocutor
  182. 182. Serviço, utilidade</li></ul>6. Crie uma campanha<br /><ul><li> Faça de 8 a 12 contatos (por e-mail e telefone) em um período de 4 a 6 semanas. Cada iniciativa deve retomar a anterior</li></ul>Fonte: Jill Konrath, especialista em estratégia de vendas, para o site Inc.<br />@KleberPinto<br />
  183. 183. Webwriting | E-mail marketing<br /><ul><li> Código de autorregulação (10 passos)
  184. 184. Base de dados, registro (opt in)
  185. 185. Remetente deve ter relação comercial ou social prévia e comprovável com o destinatário
  186. 186. Descadastramento, remoção (opt out)</li></ul>@KleberPinto<br />
  187. 187. Webwriting | E-mail marketing<br />Casa do Saber<br />Título curioso;<br />Imagem chamativa;<br />Texto curto e objetivo;<br />Proposta;<br />Serviço.<br />@KleberPinto<br />
  188. 188. Webwriting | E-mail marketing<br />BrandsClub<br /><ul><li> Personalização;
  189. 189. Segmentação;
  190. 190. Call to action;
  191. 191. Chamadas focadas em público-alvo;
  192. 192. Links para mídias sociais;
  193. 193. Política de opt-out.</li></ul>@KleberPinto<br />
  194. 194. Webwriting | E-mail marketing<br />LastMinute.com<br />Chamada criativa<br />Uso do imperativo<br />Bloco de informações<br />Linguagem promocional<br />Imagens chamativas<br />Convida para outros canais<br />@KleberPinto<br />
  195. 195. Webwriting | E-mail marketing<br />Submarino<br />Proposta<br />Permanência<br />Bloco de informações<br />Call to action<br />@KleberPinto<br />
  196. 196. Agenda<br />Ferramentas de relevância<br /><ul><li> Google Trends
  197. 197. Google Insights para pesquisa
  198. 198. TwitterTrendingTopics</li></ul>Técnicas<br /><ul><li> Search EngineOptimization (SEO)
  199. 199. SEO Preditiva
  200. 200. Buzz/Mashup de conteúdo
  201. 201. Conteúdo de curto e longo prazos
  202. 202. Duplicação de conteúdo
  203. 203. Google News</li></ul>@KleberPinto<br />
  204. 204. Webwriting | Google trends<br />Ferramenta que permite comparar o interesse de determinada audiência em tópicos favoritos. <br />Google Trends também mostra a frequência com que determinados tópicos têm aparecido nas histórias do Google News e as regiões com maior ocorrência de determinado assunto.<br />http://www.google.com/trends<br />@KleberPinto<br />
  205. 205. Webwriting | Google trends<br />Volume de busca por ano<br />Ranking dos estados onde tópico aparece com maior frequência<br />Ranking das cidades onde tópico aparece com maior frequência<br />@KleberPinto<br />
  206. 206. Webwriting | Google insights para pesquisa<br />Ferramenta que permite comparar padrões de volume de pesquisa em regiões, categorias, períodos e propriedades específicos. <br />http://www.google.com/insights/search/<br />@KleberPinto<br />
  207. 207. Webwriting | Google insights para pesquisa<br />Termos: pousada maceio<br /> feriado<br />Filtros da pesquisa:<br />região, sub-regiões, período, categoria<br />Interesse regional<br />Termos de pesquisa<br />@KleberPinto<br />
  208. 208. Webwriting | Twittertrendingtopics<br />TrendingTopics (TT)<br />Lista dos termos mais utilizados em tweets pelos usuários em determinado momento do dia. <br />@KleberPinto<br />
  209. 209. Webwriting | SEO<br />Search EngineOptimization<br />Também conhecido por otimização de páginas para mecanismos de busca.<br />Mais de <br />60%<br />dos usuários <br />clicam em resultados<br /> de buscas orgânicas <br />(Fonte: iProspect) <br />Benefícios<br /><ul><li> Menor custo (tempo)
  210. 210. Benefícios de longo prazo sustentáveis
  211. 211. Fomenta crescimento natural do site desde que haja garantia de conteúdo atrativo
  212. 212. Confiança
  213. 213. Maior taxa de "Click-Through" (TCT)</li></ul>@KleberPinto<br />
  214. 214. Webwriting | SEO<br />SEO Preditiva<br />Antecipação de eventos futuros na estratégia de palavras-chave a ser usada no conteúdo produzido (dependência do nicho).<br /><ul><li> Diariamente
  215. 215. Semanalmente
  216. 216. Sazonalmente
  217. 217. Anualmente</li></ul>Exemplos:<br />Natal<br />Copa do Mundo Brasil 2014<br />Olimpíadas Brasil 2016<br />@KleberPinto<br />
  218. 218. Webwriting | SEO preditiva | Ex. Revisão de carro<br />Exemplo: "revisão" e "oficina"<br />Performance das palavras desde 2004<br />@KleberPinto<br />
  219. 219. Webwriting | SEO preditiva | Ex. Revisão de carro<br />Comparação dos termos "revisão" e "oficina" mensalmente entre 2010 e 2011<br />@KleberPinto<br />
  220. 220. Webwriting | Buzz<br />= oportunidade <br />para sites e blogs<br />Mecanismos de busca estão constantemente procurando algoritmos de busca instantânea. <br />Como funciona?<br />Sites e blogs reapresentam notícias que outros já deram de uma maneira mais inteligente e otimizada.<br />@KleberPinto<br />
  221. 221. Webwriting | Mashup de conteúdo<br />É criar conteúdo que seja efetivamente melhor do que o original, fornecendo uma qualidade de informação adicional ou funções mais convincentes. <br />Sites que empregam listagens<br />de palavras-chave populares:<br />http://www.google.com/trends/hottrends<br />http://buzzlog.buzz.yahoo.com/overall/<br />http://http://search.aol.com/aol/trends<br />http://www.google.com/intl/en/press/zeitgeist2010/<br />@KleberPinto<br />
  222. 222. Webwriting | Conteúdo de curto prazo<br />Assuntos que estão mais em voga na internet. Sites, blogs e fóruns que produzem tal conteúdo ganham relevância nos buscadores e originalidade.<br />Agitação inesperada<br />O truque para produção de curto prazo é fazê-lo enquanto o tópico específico ainda está "quente".<br />Outra dica é antecipar o agito futuro que o conteúdo poderá provocar, dando maior vantagem em relação aos concorrentes.<br />@KleberPinto<br />
  223. 223. Webwriting | Conteúdo de curto prazo<br />Exemplo de conteúdo de curto prazo: Susan Boyle no programa "Britain'sGotTalent".<br />Fonte: Google Trends<br />@KleberPinto<br />
  224. 224. Webwriting | Conteúdo de curto prazo<br />Agitação esperada<br />Analisar um gráfico do Google Trends do ano anterior sobre determinado assunto ajuda no entendimento do cenário e planejamento de publicação de conteúdo. Exemplo: Dia das Crianças<br />Fonte: Google Trends<br />@KleberPinto<br />
  225. 225. Webwriting | Conteúdo de longo prazo<br />É o conteúdo duradouro. Aquele que as pessoas adicionam aos seus favoritos, independentemente da época do ano.<br />Conteúdo de longo prazo não tem relevância diminuída com o passar do tempo. Exemplo: curso de flash<br />Fonte: Google Trends<br />@KleberPinto<br />
  226. 226. Webwriting<br />“Estar sempre à frente de sua concorrência requer esforços contínuos. Você não pode simplesmente projetar um site e ir embora. Criar um agito e interesse contínuos é necessário para fomentar e cultivar sua marca e seu negócio”(John I. Jerkovic – “ Guerreiro SEO”)<br />@KleberPinto<br />
  227. 227. Webwriting | Duplicação de conteúdo<br />Duplicação e proteção de conteúdo<br />Qualquer conteúdo original produzido torna-se propriedade intelectual a partir do momento de sua criação. Com a facilidade da internet, qualquer conteúdo pode ser copiado, duplicado em diversas páginas.<br />Para saber se o conteúdo produzido foi copiado em alguma página, a dica é usar o CopyScape (www.copyscape.com).<br />A ferramenta lista as páginas que "roubaram" o conteúdo original e ainda apresenta a possibilidade de denúncia (EUA).<br />@KleberPinto<br />
  228. 228. Webwriting<br />Produz conteúdo original e relevante em determinado assunto?<br />Google News<br />Para incluir seu artigo/conteúdo no Google News é preciso enviar o link para aprovação do Google (http://bit.ly/news_google).<br />Google revisa link para garantir que ele se enquadra em seus requisitos. Não há garantias de inclusão.<br />http://news.google.com/<br />@KleberPinto<br />
  229. 229. Referência#ficaadica<br />Estratégia de Conteúdo para a WEB<br />KristinaHalvorson<br />Alta Books<br />Edição 1 (2010)<br />Guerreiro SEO<br />John I. Jerkovic<br />Novatec<br />Edição 1 (2010)<br />@KleberPinto<br />
  230. 230. Referência#ficaadica<br />Webwriting – Redação e Informação para WEB<br />Bruno Rodrigues<br />Brasport<br />Edição 1 (2006)<br />Vídeo: na boa, o que você está fazendo?<br />René de Paula<br />30 de agosto de 2011<br />http://vimeo.com/28105138<br />@KleberPinto<br />
  231. 231. ;)<br />Obrigado!<br />kleber.pinto@midiaria.com<br />@kleberpinto<br />

×