Paolo E Francesca

1,161 views
1,017 views

Published on

HISÓRIA REAL TIRADA TO "INFERNO DE DANTE"

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,161
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Paolo E Francesca

  1. 1. O GRANDE POETA ITALIANO DANTE, DO SÉC. 14, LEVOU A MIM, VIRGÍLIO, POETA DA ROMA ANTIGA, PARA CONHECER “O INFERNO”, DESCRITO EM SUA OBRA IMORTAL “A DIVINA COMÉDIA”. LÁ ESTAVA MINOS, REI DE CRETA, FILHO DE ZEUS E EUROPA, JULGANDO OS PECADORES. OUVIA SUAS CONFISSÕES, E PROFERIA A SENTENÇA, I NDICANDO A QUAL CÍRCULO DEVERIA D ESCER O PECADO R PARA O SEU LUGAR NAS PROFUNDEZAS DO INFERNO. PAOLO E FRANCESCA ( NARRAÇÃO DE VIRGÍLIO)
  2. 2. ASSIM QUE ENTRAMOS NO SEGUNDO CÍRCULO, O DA LUXÚRIA, EU DISSE A DANTE: “ POETA, GOSTARIA DE FALAR COM AQUELES DOIS QUE, DE TÃO LEVES E UNIDOS, PARECEM FLUTUAR COMO O VENTO.” E CHAMEI: “ ALMAS SOFRIDAS, FALAI CONOSCO!” OS DOIS SE APROXIMARAM E A JOVEM DISSE: “ BENDITO SEJA, VIRGÍLIO, POIS GRANDE É A TUA COMPAIXÃO”
  3. 3. “ SOU FRANCESCA DA RIMINI. MEU PAI, GUIDO DA POLENTA, QUERIA SELAR A PAZ COM A FAMÍLIA MALATESTA CASANDO-ME COM O HERDEIRO E PRIMOGÊNITO, GIOVANNI. OCULTOU-ME O FATO DE QUE ERA MANCO E DEFORMADO, CASANDO-ME POR PROCURAÇÃO ATRAVÉS DE OUTRO FILHO, PAOLO, MANCEBO FORMOSO E AMÁVEL.”
  4. 4.   “ O AMOR, QUE AO CORAÇÃO GENTIL RÁPIDO SE PRENDE, INFLAMOU A MIM E A PAOLO. O AMOR, QUE A NENHUM AMADO PERDOA, PRENDEU-NOS PELO DESEJO COM TANTA FORÇA QUE, COMO VÊS, NUNCA MAIS CONSEGUIMOS NOS SEPARAR. E FOI ESSE AMOR QUE NOS CONDUZIU A UMA SÓ MORTE.”
  5. 5. <ul><li>FRANCESCA, TEU MARTÍRIO ME TRAZ LÁGRIMAS AOS OLHOS, MAS DIZEI-ME: COMO, DEPOIS DE CASADA, TOMARAM TU E PAOLO CONHECIMENTO DE VOSSO SENTIMENTO RECÍPROCO? </li></ul>
  6. 6.         ” NÃO HÁ MAIOR DOR QUE LEMBRAR DA FELICIDADE PASSADA. MAS SE DESEJAS SABER,  - CONTINUOU FRANCESCA -    E POR TUA PIEDADE PARA CONOSCO, TE CONTAREI, AINDA QUE BANHADA EM LÁGRIMAS, COMO NASCEU A FLOR DO NOSSO AFETO.”
  7. 7. “ Por passatempo eu gostava de ler a história de Lancelot, Guinevere e a forte paixão que os uniu. Esta foi a narrativa que começamos a ler juntos, certo dia, eu e Paolo. Estávamos a sós, de coração quieto, mas várias vezes essa leitura nos fez olhar um nos olhos do outro.
  8. 8. “ QUANDO CHEGAMOS AO PONTO DA NARRATIVA EM QUE SE DESCREVE O SORRISO DA MULHER QUE DESEJA SER BEIJADA PELO AMANTE, PAOLO ABRAÇOU-ME COM FORÇA E BEIJOU-ME NOS LÁBIOS, TRÊMULO DE AMOR. ENTREGAMO-NOS... E ATÉ AGORA ELE NÃO SE SEPARA MAIS DE MIM.”
  9. 9. “ EM OUTRO MOMENTO DE AMOR, SURPREENDIDOS POR MEU MARIDO, FOMOS ASSASSINADOS. MAS GIOVANNI, QUE EM CONLUIO COM MEU PAI, NEGOCIOU MEU CORPO, ENGANANDO-ME CRUELMENTE, AINDA TERÁ CONTAS A PRESTAR AO CRIADOR.” TERMINADA A NARRATIVA , EU SENTI TAL COMOÇÃO, QUE DESFALECI. AFINAL, TRISTE COMO O QUE OS POETAS INVENTAM, ESTA HISTÓRIA ERA REAL E RECENTE, POIS ACONTECERA AINDA NA ÉPOCA EM QUE VIVIA DANTE.
  10. 10. FORMATAÇÃO: CLAUDIA MADEIRA CLAUDIA’SLIDES: http://www.corepoesia.com TEXTO: ADAPTAÇÃO LIVRE DE TRECHO DO CANTO V DO “INFERNO” DE DANTE IMAGENS: INTERNET SOM:PRELUDIO DE “LIEBESTOD” DE WAGNER

×