Grécia clássica e roma
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Grécia clássica e roma

on

  • 12,143 views

 

Statistics

Views

Total Views
12,143
Views on SlideShare
7,454
Embed Views
4,689

Actions

Likes
1
Downloads
168
Comments
0

10 Embeds 4,689

http://carloshistoria.blogspot.com 3440
http://www.carloshistoria.blogspot.com 647
http://carloshistoria.blogspot.com.br 463
http://www.carloshistoria.blogspot.com.br 75
http://www.slideshare.net 34
http://webcache.googleusercontent.com 16
http://www.directrss.co.il 8
http://carloshistoria.blogspot.pt 2
http://translate.googleusercontent.com 2
http://www.carloshistoria.blogspot.it 2
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Grécia clássica e roma Grécia clássica e roma Presentation Transcript

    • Grécia Clássica e Roma Prof° Carlos
    • Período Clássico (V – IV a.C.)
      • Auge da sociedade grega.
      • Aprimoramento na agricultura, comércio e centros artesanais.
      • Política imperialista.
      • Guerras médicas.
      • Guerra do peloponeso.
    • Guerras Médicas
      • Gregos em expansão X Persas em expansão.
      • Persas tentam mas não conseguem – primeiro Dário depois Xerxes.
      • Em meio a guerra Atenas organiza a Confederação de Delos. Aliança de cidades sob controle de Atenas.
      • Atenas ficou a frente de um poderoso império marítimo.
      • Claro que Esparta não gostou muito da idéia...
    • Cena do filme “300”
    • Guerra do Peloponeso
      • Esparta formou a Liga do Peloponeso para combater Atenas e seus seguidores.
      • Esparta sai vencedora mas sai fraca do conflito e perde a hegemonia para Tebas.
      • As três cidades lutam entre si até que surge uma nova força mais ao norte da Hélade.
    • Cultura Grega
        • Desenvolveram a filosofia e procuraram descrever a perfeição da anatomia humana.
        • Progresso no campo das artes, arquitetura, escultura e desenvolveram ainda a pintura, música e cerâmica.
        • Artes em geral caracterizam-se pelo humanismo, glorificando o ser humano, o nacionalismo, simplicidade, equilíbrio, harmonia e ordem.
      • XG herança cultural grega:
      • Filosofia
      • Democracia
    • Estilos Dórico, Jônico e Corinto
    • Religião grega
      • Politeísta e antropomórfica.
      AFRODITE (amor e beleza feminina). DIONÍSIO (vinho); HERMES (mensageiro – comércio);
        • ARTÊMIS (caça);
        • POSÊIDON
        • (águas);
        • APOLO (luz);
      HERA (mulheres e casamento);
        • ATENA
        • (artes e sabedoria);
        • ZEUS (principal);
    • Macedônia
      • Macedônia – extremamente parecida com a Grécia.
      • Fim do século IV a.C. Felipe II quer formar um poderoso estado para derrotar os persas, mas para isso ele precisa dos gregos.
      • A Grécia esta enfraquecida. Em 338 a.C. Felipe II derrota os gregos na batalha de Queronéia. Dois anos depois, foi assassinado.
      • Seu filho Alexandre assumiu e deu continuidade na política expansionista. Em poucos anos formou um gigantesco império. 327 a.C. invadiu a Índia.
      • No retorno para o Ocidente, em 323 a.C. Alexandre Magno morre na Babilônia. Seus generais passam a lutar entre si pelo controle do império que foi dividido.
      • As campanhas favoreceram a fusão da cultura grega com a oriental formando a cultural helenística. Destaque para a arquitetura, escultura e pintura que tornaram-se mais realistas retratando paixões e sofrimentos. As ciências tiveram grande desenvolvimento.
      • O comércio se ampliou cada vez mais e o grego era utilizado como língua oficial da atividade comercial.
    • Cena do filme “Alexandre”
    • Império de Alexandre
    • Helenismo
    • Roma
      • Localizada na península itálica, seus primeiros habitantes eram originários da própria região e pouco se sabe sobre eles.
      • 2000 a.C. o povo italiota fixou-se na porção central da península.
      • Mais tarde etruscos, gregos e gauleses vieram ocupar a península.
    • Península Itálica
    • Fundação de Roma
      • Existe a versão lendária contada por Virgílio em Eneida , segundo a qual Roma foi fundada pelos irmãos Rômulo e Remo em 753 a.C.
      • Outra versão é que Roma surgiu por volta do ano 1000 a.C. de uma fortificação contra os etruscos.
      • A história romana é dividida em Monarquia, República e Império.
    • Loba e sua “releitura”
    • Monarquia (753a.C. – 509a.C.)
      • Roma governada por reis escolhidos pela Assembléia curial e tinha poder limitado pelo senado.
      • Assembléia curial: formada por cidadão em idade militar. Escolhiam os reis e legislavam.
      • Senado ou Conselho dos Anciãos: tinha poder de veto para as leis do rei.
      • Sociedade dividida em: Patrícios, Clientes, Plebeus e Escravos.
      • Economia agro-pastoril, confecção de itens com produção destinada ao consumo local, comércio precário.
      • 509 a.C. choque entre rei e aristocracia. Orei Tarquínio, o soberbo foi deposto.
    • República (509a.C. – 27a.C.)
      • Governo oligárquico onde o executivo eram exercido por magistrados:
      • Cônsules: eram dois, comandavam o exército, convocavam o senado e presidiam os cultos públicos.
      • Pretores: cuidavam da justiça.
      • Censores: censo dos cidadãos e vigiavam a conduta.
      • Questores: área financeira.
      • Edis: preservação, policiamento e abastecimento das cidades.
      • O senado eram o órgão com maior poder, elaborava leis, cuidava das finanças e religião, conduzia a política externa, administrava as províncias, entre outras.
      • Assembléia Curial: assuntos religiosos.
      • Assembléia Tribal: nomeação dos questores e edis.
      • Assembléia Centurial: votar leis e eleger magistrados.
    • Lutas sociais
      • Teve inicio quando os plebeus se retiraram para o Monte Sagrado (monte Aventino). Como os patrícios precisavam deles, foi criado o Tribuno da plebe que podia vetar leis.
      • 450a.C – Lei das XII tábuas: primeiras leis escritas, com igualdade jurídica.
      • 445a.C. – Lei Canuléia: permissão para casamento entre plebeus e patrícios.
      • 367a.C. – Leis Licínias: acesso dos plebeus às magistraturas e aboliu a escravidão por dívidas.
      • 287a.C. plebeus se retiram novamente para o Monte Sagrado, eles querem que as decisões da Assembléia da plebe fossem válidas para todo o estado – era o Plebiscito.
    • Expansão romana
      • Primeiro conquistaram a Itália, mas o maior objetivo era o Mediterrâneo.
      • Mas para conquistar, deveriam subjugar Cartago, prospero centro comercial.
      • Para destruir esse centro econômico os romanos lançaram-se em um luta de mais de cem anos – Guerras Púnicas.
      • Em 146a.C. Cartago foi destruída por Cipião Emiliano.
      • Claro que a expansão continuou até transformar o mediterrâneo no Mare Nostrum .
    •  
    • Conseqüências da expansão
          • MARE NOSTRUM (Mar Mediterrâneo – controlado pelos romanos);
          • Entrada de riquezas em grandes quantidades;
          • Ruína de pequenos proprietários (concorrência com grandes proprietários enriquecidos com as conquistas);
          • Êxodo rural;
          • Empobrecimento da plebe;
          • Entrada de milhares de escravos (povos conquistados) – consolidação do Modo de Produção Escravista
    • Crise da República
      • Tibério e Caio Graco: projeto de reforma agrária.
      • Mário e Sila: ditadores, o primeiro defendia as camadas populares e o segundo a aristocracia.
      • Triunviratos: governo forte para combater a inquietações formado por Pompeu, Crasso e César. Pompeu dá golpe de estado mas César o persegue, quando retorna para Roma é aclamado como ditador por toda a vida.
      • César quer diminuir o poder do Senado e em 44a.C., foi assassinado.
    •  
      • Segundo Triunvirato – Otávio, Marco Antonio e Lépido.
      • M. Antônio se envolve com Cleópatra então Otávio o declara inimigo.
      • Ao final Otávio assumiu sozinho o poder, tornando-se senhor absoluto.
      • Recebeu do senado os títulos de imperador, césar, augusto e princeps.
      • Iniciava assim o Império.
    • Império romano
      • Século I ao III:
      • Auge.
      • Expansão territorial máxima.
      • Pão e circo – estabilidade e prosperidade.
      • Criação da guarda pretoriana.
      • Intensificação do comércio.
      • Século de Augusto.
    • Gladiadores
    • Baixo império (III – V)
      • Decadência.
      • Fim das conquistas.
      • Crise do escravismo.
      • Diocleciano – Tetrarquia (2 augustos e 2 césares) e Lei do máximo (crise de preços).
      • Constantino – Édito de Milão (liberdade para cristãos), Constantinopla (segunda capital), Lei do Colonato (tentativa de resolver crise do escravismo).
      • Teodósio - Cristianismo oficial, divisão do Império em Ocidental (capital em Roma) e Oriental (capital em Constantinopla
    • Divisão do Império
    • Cultura romana
      • Literatura – Virgílio, Ovídeo, Tito Lívio e Cícero.
      • Arquitetura – grandiosa e funcional (aquedutos, estradas).
      • Religião – releitura dos gregos e culto doméstico.
    • Crise de Roma!
      • Falta de moral;
      • Governantes incapazes;
      • Anarquia militar;
      • Avanço do cristianismo;
      • Anarquia administrativa;
      • Rebelião nas províncias;
      • Pressão dos bárbaros.
    • Pressões bárbaras
    • Herança cultural romana!
      • Direito;
      • República.