• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Brasil  Finaleira
 

Brasil Finaleira

on

  • 2,208 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,208
Views on SlideShare
2,208
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
58
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Brasil  Finaleira Brasil Finaleira Presentation Transcript

    • História do Brasil Carlos Eduardo
    • Governo Dutra (1946 – 1951)
      • Constituição de 1946 – Liberal e democrática;
      • Plano Salte (Saúde, Alimentação, Transporte e Energia) – setores prioritários;
      • Política econômica liberal, abandona o nacionalismo econômico de Vargas, abre o país para os interesses estrangeiros;
      • Alinhamento com os EUA, rompe com a URSS (1946) e coloca na ilegalidade o PCB (1947) – Clima de Guerra Fria.
    • Nos braços do povo (1951 – 1954)
      • Pai dos pobres – volta do Populismo, Nacionalismo e o Trabalhismo;
      • Campanha o “Petróleo é Nosso” – criação da Petrobrás;
      • Incentivo ao ensino e pesquisa – CAPES;
      • Remete ao congresso uma lei que impedia a remessa de lucros excessivos para o exterior
      • Ministro João Goulart aumenta o salário em 100%;
      • Clima de agitação a vista!!!
      • Oposição ao governo de Vargas: UDN, militares, multinacionais, empresários, classe média, Carlos Lacerda...e EUA;
      • Havia o medo da formação de uma “República Sindicalista” com Vargas;
      • Atentado da rua Toneleiros 5/08/1954;
      • Manifestações pedem o afastamento de Vargas que se recusa a abandonar o poder;
      • Isolado suicidou-se com um tiro no coração.
    • 17 meses se passam...
      • João Café Filho – vice eleito de Vargas, sai por razões de saúde;
      • Carlos Coimbra da Luz – presidente da câmara dos deputados, toma um golpe e é retirado do governo;
      • Nereu Ramos – presidente do senado, depois dele só o JK!!
    • Juscelino Kubitschek (1956 – 1961)
      • Governo jovem, com muitos sonhos, quer governar o Brasil rumo a modernidade;
      • 50 anos em 5 de governo;
      • Substitui o Nacionalismo de Vargas pelo desenvolvimentismo;
      • Sua política econômica estava estabelecida no Plano de Metas: Energia, Transporte, Alimentação, Indústria de Base e Educação.
      • Planos audaciosos que necessitam de muito dinheiro;
      • Construção de Brasília;
      • Cria a SUDENE – queria a modernização do Nordeste (com o Sarney é p/ a seca dos coronéis);
      • Abertura do K às empresas estrangeiras – automobilísticas pois representam modernidade;
      • Aumento considerável de empréstimos;
      • O modelo Desenvolvimentistas de JK pagou um alto preço: abertura ao K estrangeiro, submissão à hegemonia dos EUA;
      • O resultado disso foi um descontrole inflacionário que pesou sobre a população;
      • JK rompe com o FMI e tenta retornar a um nacionalismo, mas é tarde demais...
      • A UDN se fortalece, apóia um candidato que “felomenal”!!!!
    • Jânio Quadros (1961)
      • Governa apenas 8 meses;
      • Austeridade econômica;
      • Política externa independente;
      • Combater os fantasmas do serviço público;
      • Bilhetava para tudo – tinha força de decretos;
      • Autoritário, isola-se dos políticos a da política;
      • Reata relações com a URSS;
      • Não aprova a invasão da Baia dos Porcos;
      • Condecorou Che Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul;
      • Aproxima-se da China;
      • Envia Jango para China.
      • Renúncia de Jânio: desgaste político, falta de base para seus projetos, isolamento, oposição dos partidos políticos e também dos EUA (forças ocultas)
    • Onze dias que abalaram o Brasil
      • Ministros militares vislumbram um momento propício para tomar o poder e passam a exigir o afastamento de Jango;
      • Forças legalistas erguem-se no país;
      • No RS Brizola + III Exército + BM lançam a Legalidade;
      • Problema resolvido na diplomacia de T. Neves.
    • João Goulart (1961 – 1964)
      • 1961 – 1963  Parlamentarismo, Jango com poderes limitados;
      • Busca apoio nos partidos, visita os EUA;
      • 01/1963  Plebiscito = Presidencialismo;
      • 1963 – Plano Trienal – nacionalista, quer diminuir as desigualdades sociais;
      • 13/03/1964 – Comício na estrada de ferro Central do Brasil Jango lança as Reformas de Base:
      • Reforma Agrária = democratizar o acesso à terra;
      • Reforma Tributária = menor desigualdade na divisão social dos encaros fiscais;
      • Reforma Urbana = combate a pobreza nas cidades;
      • Reforma Bancária = acesso ao crédito;
      • Reforma Educacional = valorização o ensino público em todos os níveis.
      • REAÇÃO: Marcha da Família com Deus pela Liberdade – 400 mil pessoas (donas de casa, freiras, padres) foi a carta branca para que as forças conservadoras civis e militares consolidassem sua organização.
      • 30/03/1964  Discurso no Automóvel Clube Jango reafirma as Reformas de Base e também ataca as forças golpistas, o que precipita os acontecimentos.
      • 31/03/1964  Golpe Civil-militar onde tropas de Minas marcham para o Rio de Janeiro depondo Jango.
      • 1/04/1964  Jango vai para POA onde Brizola tenta em vão esboçar uma resistência, 3 dias depois Jango estava exilado no Uruguai.
    • Ditadura Militar (1964 – 1985)
      • Linha dura = Costa e Silva e Médici;
      • Linha Moderada = Castelo Branco, Geisel e Figueiredo;
      • Ambas combatem o comunismo
    • Características da Ditadura:
      • Autoritarismo;
      • Centralismo – democracia de fachada;
      • Atos institucionais;
      • Lei de Imprensa – Censura;
      • Lei de Segurança Nacional – Tribunal militar, todos são julgados pelos militares com severas punições;
      • Quando a Ordem é Segurança e o Progresso é Desenvolvimento.
      • Logo após o golpe quem governa o Brasil é um Tribunal Revolucionário formado pela Marinha, Exército e Aeronáutica.
      • AI-1 – preserva a constituição de 1946 com modificações: ELEIÇÕES INDIRETAS E PODER DE CASSAÇÃO PARA PRESIDENTE.
    • Castelo Branco (1964 – 1967)
      • Centralismo, fortalece o executivo;
      • Criação do SNI;
      • Rompe com a URSS e Cuba;
      • Brasil ingressa num modelo econômico de desenvolvimento interno a partir do K externo – modernização conservadora;
      • AI- 2 (1965) – extingue os partidos políticos. Ato comp. n. 4 cria o bipartidarismo.
      • AI- 3 (1966) – indiretas para governos estaduais e capitais.
      • AI- 4 (1966) – estabelece os nomes para nova constituição.
    • Costa e Silva (1967 – 1969)
      • Linha dura;
      • Enfrenta a Frente Ampla – JK, Jango, C. Lacerda,... Buscam a redemocratização do país;
      • Ações da UNE: morte de Edson Luis;
      • Greves de operários em SP e MG;
      • REAÇÃO: criado o CCC, fechado o Congresso e editado o AI- 5.
    • Médici (1969 – 1974)
      • Campeão ditatorial;
      • Adota política de acordo com o K externo – tecnocracia;
      • Propaganda ufanista;
      • Enfrenta grupos guerrilheiros: MR-8 e Araguaia;
      • DOI-CODI funcionou como nunca!
      • Grandes projetos: Transamazônica, Ponte Rio-Niterói, inicia o projeto nuclear.
      • 1968 – 1974 = Milagre econômico brasileiro. Crescimento falso que não resiste as crises mundiais com 1973 – Crise do Petróleo, o Milagre acabou!
      • Início de uma longa e amarga crise e a Ditadura não garantia o desenvolvimento nem a estabilidade.
    • Geisel (1974 – 1979)
      • Abertura lenta, gradual e segura;
      • Incentivo ao Pró-álcool;
      • Diminuição da censura, mas o regime continua fechado e a repressão ainda existe;
      • 10/1975 – V. Herzog morto no DOI-CODI/SP
      • 01/1976 – Manuel Fiel Filho morto no DOI-CODI/SP
      • Geisel enfrenta a linha dura que não aceita a abertura;
      • Lei Falcão (1976): limitava o uso do rádio e TV por candidatos;
      • Pacote de Abril (1977): Reformas no judiciário e reformas políticas – Senadores Biônicos;
      • II PND – Desenvolver a indústria pesada, XG obras nos setores de mineração e energia – Carajás, Itaipu, Tucuruí.
      • Preços do petróleo aumentam e o BR gasta mais da metade da receita das exportações comprando petróleo – DÉFICITS – compensados com empréstimos.
      • Para compensar os problemas econômicos Geisel remota a Abertura Política: 10/1978 é extinto o AI-5
    • Figueiredo (1979 – 1985)
      • Vou fazer desse país uma democracia!
      • Anistia;
      • Fim do Bipartidarismo e eleições diretas para os governos estaduais;
      • III PND – crescimento de renda e emprego, cmbt a inflação fontes de energia;
      • Dívida externa: ciranda sem fim;
      • Inflação: fim de 1984 – 200% ao ano. XG prejudicado – classe assalariada com  poder aquisitivo;
      • Desemprego: falta de investimentos na expansão das empresas – desemprego.
      • Insatisfações com o governo = eleições de 1982 com XG n. de oposicionistas para os estados.
      • 1984 – 1985 = Campanha Diretas-Já.
      • Emenda Dante Oliveira é derrubada.
      • Tancredo Neves vence de forma indireta.
    • O presidente que não foi
      • 12 horas antes de assumir T. Neves adoece;
      • José Sarney assume de forma temporária, após a morte do presidente, de forma plena
    • José Sarney (1985 – 1990)
      • Transição decepciona as oposições políticas – Sarney fez carreira política apoiando a Ditadura (liderando o PDS derrubou a Emenda Dante de Oliveira);
      • Brasileiros sofrem: fome, moradia, saúde.
      • Nenhum problema social seria resolvido sem combate a inflação = Planos
    • Cruzado
      • Nova moeda – Cruzado;
      • Congelamento dos preços
      • Reajuste automático do salário – Gatilho salarial;
      • Produtos somem dos mercado e reapareciam mediante Ágio;
      • 15/11/1986 – Eleições – maioria que venceu pertencia ao governo o que permite a criação de uma novo plano, o CRUZADO II: reajuste dos preços das mercadorias.
      • Inflação volta a subir – novos planos mas todos fracassam.
      • Governo não consegue resolver 3 XG problemas: Inflação, Dívida Externa e Interna do governo.
    • Constituição de 1988
      • 1/02/1987 – instalada uma Assembléia Nacional Constituinte
      • Após 20 meses de trabalho é promulgada a nova Carta Magna que marca a redemocratização do Brasil.
    • Collor (1990 – 1992)
      • 15/11/1989 depois de 30 anos os brasileiros vão as urnas
      • 17/12/1989 2. Turno
      • O jovem, atlético, caçador de marajás e preocupado com os descamisados vence.
      • Programa de governo: privatizar estatais, abrir o país à concorrência internacional.
      • XG problema: Hiperinflação – último ano de Sarney chegou a 1751,34%
    • Plano Collor
      • Bloqueou contas bancárias e aplicações em bancos;
      • Confiscou 80% do dinheiro circulante
      • Estabeleceu o antigo cruzeiro;
      • Controle inicial mas logo a inflação começa a subir novamente
      • 2 anos de mandato explodem denuncias – Caso PC Farias.
    • Impeachment
      • Instituída uma CPI – desmonta o “esquema PC” – rede de corrupção, sonegação, contas-fantasmas;
      • Caras-pintadas tomam as ruas;
      • Collor espera os últimos instantes para renunciar.
      • Assume seu vice Itamar Franco.
    • Itamar Franco (1992 - 1994)
      • Coalizão política;
      • Plebiscito;
      • Plano Real;
      • Campanha contra a fome – Betinho
      • E carnaval também...
    • FHC (1994 – 2002)
      • Sustentou seu governo no plano Real;
      • Privatizações;
      • Conflitos com o MST;
    • Lula (2003...)
      • Fome Zero;
      • Participação em missões de paz;
      • Reformas.
      • A GENTE ACREDITOU...
    • É...a gente acreditou... Mas...somos brasileiros e não desistimos nunca!!
    • SUCESSO padawan...