Your SlideShare is downloading. ×
0
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Em egito
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Em egito

3,972

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,972
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Egito: Uma dádiva do Nilo
  • 2. Região do Crescente Fértil
  • 3.  
  • 4. <ul><li>Estabilidade: </li></ul><ul><ul><li>Protegidos pelo deserto pelo leste e oeste. Desenvolveu-se em relativa autonomia devido ao isolamento, sem influência de outros povos ou culturas. </li></ul></ul>Nile River Sahara Desert
  • 5.  
  • 6. O Fértil Vale do Nilo
  • 7. Nilo: Muitos benefícios <ul><li>Rio servia de estrada ligando cidades, facilitando o percurso que seria difícil pelo deserto. </li></ul><ul><li>Além de via de transporte, o rio fornecia alimento e o papiro que crescia em suas margens. </li></ul>
  • 8. Cheia Anual
  • 9. Irrigação milenar
  • 10. Campos que margeiam o Nilo, férteis desde a antiguidade
  • 11. Toth Ibis no Nilo
  • 12.  
  • 13.  
  • 14. Menés: Unificador do Alto e do Baixo Egito
  • 15. Faraós Poderosos - grande império, que atingiu o Rio Eufrates. Hatshepsut encorajou o comércio. Tutancâmon: o rei-menino Ramsés II ampliou o governo egípcio para a Síria. Poder egípcio diminuiu. Grande projeto de drenagem criado terras aráveis. Os comerciantes tiveram contatos com Médio Oriente e Creta. Corrupção e rebeliões eram comuns. Hicsos invadiram e ocuparam o delta região. *Grande poder dos sacerdotes de Amon que derrotam os invasores Faraós organizaram um Estado central forte, eram governantes absolutos, e se consideravam deuses. * Construção das pirâmides (concepção de vida após a morte) As lutas de poder e o custo de pirâmides contribuiu para o colapso do Império Antigo. Novo Império (1580a.C. a 662 a.C.) Médio Império( 2000 a.C. a 1750 a.C.) Antigo Império (3200 a.C. 2300 a.C.)
  • 16. Novo Império (1580a.C. a 662 a.C.) Ramses II Tut Hatshepsut (1473-1458 aC
  • 17. Classes privilegiadas
  • 18. Thutmose III Ramses II Tutankhamon
  • 19.  
  • 20. Vinho Cerveja
  • 21. Perfumes Perucas espelhos
  • 22.  
  • 23. Escribas: Detentores do saber
  • 24.  
  • 25.  
  • 26. O PAPIRO Os papiros cresciam nos densos bosques das margens do Nilo e no delta Retirava-se-lhes o caule para cortar em pequenas lâminas de tamanho idêntico. As laminazinhas embebidas na água eram justapostas e depois recebiam uma segunda camada de pequenas lâminas.
  • 27. O PAPIRO As duas espessuras sobrepostas eram em seguida batidas com um maço para que se interpenetrassem. Por último, a superfície era alisada. Depois de secar obtinha-se uma folha castanho-clara. As folhas eram depois coladas, esticadas para se obterem rolos utilizáveis horizontal ou verticalmente.
  • 28.  
  • 29. Champollion e a Pedra de Roseta 1822 - estudioso francês Jean Chapollion decifrou o código dos hieróglifos porque ele podia ler grego
  • 30. Alfabeto hieróglifo 24 “letras” + 700 símbolos fonéticos
  • 31. Principais Deuses Osiris Isis Horus
  • 32.  
  • 33.  
  • 34.  
  • 35. Mastaba de Saqquara
  • 36. Pirâmide do rei Sneferu
  • 37.  
  • 38. O Interior das pirâmides
  • 39.  
  • 40. O Vale dos reis
  • 41. Vale dos Reis, entrada do túmulo de Tutankhamon
  • 42. Segunda Câmara Funerária
  • 43. Arqueólogo, Howard Carter (1922)
  • 44. Tutankhamon 1336-1327 a. C
  • 45.  
  • 46.  
  • 47.  
  • 48.  
  • 49. Necrópole de Saqquara
  • 50. Vale das Rainhas Templo da rainha Hatshepsut 1473-1458 a. C.
  • 51. Templo da rainha Hatshepsut na necrópolis tebana em frente de Luxor
  • 52. Rainha Nefertiti (esposa de Ankhenaton )
  • 53. Ankhenaton: Monoteísmo 1353-1335 B. C. E.
  • 54. Mesopotamia Egypt Agricultura &quot;terra entre rios&quot; (Tigre e Eufrates formas Crescente Fértil - irrigação artificial - Dádiva do Nilo, irrigação artificial Produções cerâmica, têxteis, couro de alvenaria, marcenaria, fabricação de tijolos, lapidação, cerâmica, têxteis, couro de alvenaria, marcenaria, fabricação de tijolos, lapidação, Centros Urbanos Numerosos, densamente povoada cidade-estado (Ur e Babilônia) -cidades com menos centralização alta (Memfis e Tebas) Hierarquia social - Classe nobre -Patriarcal - Escravos -Faraós – nobres – sacerdotes, funcionários públicos, comerciantes, camponeses, escravos (ocasionais)
  • 55. Mesopotamia Egito Religião e Educação -politeísmo -pós-vida era ruim - Politeísmo, mas breve período de monoteísmo sob Akhentan -Afterlife e julgamento - poderia ser bom ou ruim (mumificação) Novas Tecnologias Superior em metalurgia - Papiro, construção naval, pirâmides Atividades Econômicas - Comércio por terra e água Comércio, principalmente pela água ao longo do Nilo Comércio mais importante porque o Egito não tinha recursos naturais ao lado do Nilo Arte e Escrita -Cuneiforme -Hieróglifos, demótica, lei da frontalidade

×