20110323
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

20110323

on

  • 336 views

 

Statistics

Views

Total Views
336
Views on SlideShare
336
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

20110323 Presentation Transcript

  • 1. A nota é internacional e diz, mais ou menos assim: Aquela poderia ser mais uma manhã como outra qualquer.
  • 2. Eis que o sujeitodesce na estação do metrô de Nova York, vestindo jeans, camiseta e boné. Encosta-se próximo a entrada.
  • 3. Tira o violino da caixa e começa a tocar com entusiasmopara a multidão que passa por ali, bem na hora do rush matinal. Mesmo assim, durante os 45 minutos em que tocou, foi praticamente ignorado pelos passantes.
  • 4. Ninguém sabia, mas o músico era JOSHUA BELL, um dos maioresviolinistas do mundo, executando peçasmusicais consagradas, num instrumento raríssimo,um Stradivarius de 1713, estimado em maisde 3 milhões de dólares.
  • 5. Alguns dias antes,Bell havia tocado no Symphony Hall de Boston, ondeos melhores lugares custaram a bagatela de mil dólares.
  • 6. A experiência no metrô, gravada em vídeo, mostra homens e mulheres de andar ligeiro, copo de café na mão, celular no ouvido, crachá balançando no pescoço, INDIFERENTES AO SOM DO VIOLINO.
  • 7. A iniciativa,realizada pelo jornalThe Washington Post, era a de lançar um debate sobrevalor, contexto e arte.
  • 8. A conclusão é de que estamos acostumadosa dar valor às coisas, quando estão num contexto.Bell, no metrô, era uma obra de arte sem moldura. Um artefato de luxo sem etiqueta de grife.
  • 9. Esse é mais um exemplodaquelas tantas situaçõesque acontecem em nossas vidas,que são únicas, singulares e quenão damos importância, porquenão vêm com a etiqueta de preço.
  • 10. Afinal, o que temvalor real para nós,independentemente demarcas, preços e grifes?É o que o mercadodiz que podemoster, sentir, vestir ou ser?
  • 11. Será que os nossos sentimentos e a nossa apreciação de belezasão manipulados pelo mercado, pela mídia e pelas instituições que detêm o poder financeiro? Será que estamos valorizando somente aquilo que está com etiqueta de preço?
  • 12. Uma empresa de cartões de créditovem investindo, há algum tempo,em propaganda onde, depois de mostrarvários itens, com seus respectivos preços, apresenta uma cena de afeto, de alegria e informa: NÃO TEM PREÇO.
  • 13. E é isso que precisamosaprender a valorizar. Aquilo que não tem preço, porque não se compra.
  • 14. Não se compra a amizade, o amor, a afeição. Não se compra carinho, dedicação, abraços e beijos.
  • 15. Não se compra raio de sol, nem gotas de chuva.A canção do vento que passa sibilandopelo tronco oco de uma árvore é grátis.
  • 16. A criança que corre, espontânea, ao nosso encontro e se pendura em nosso pescoço, não tem preço. O colar que ela faz, contornando-nos o pescoçocom os braços não está à venda em nenhuma joalheria. E o calor que transmite dura o quanto durar a nossa lembrança. * * *
  • 17. O ar que respiramos, a brisa que embaraça nossos cabelos,o verde das árvores e o colorido das flores nos é dado por Deus, gratuitamente.
  • 18. Pensemos nisso e aproveitemos mais tudo que está ao nosso alcance, sem preço, sem patente registrada, sem etiqueta de grife.
  • 19. Usufruamos dos momentos de ternura que osamores nos ofertam, intensamente, entendendo que sempre amanifestação do afeto é única, extraordinária, especial.
  • 20. Fiquemos mais atentos ao que nos cerca, sejamos gratos pelo que nos é ofertado e sejamos felizes, desde hoje,enquanto o dia nos sorri e o sol despeja luz em nosso coração apaixonado pela vida.
  • 21. Texto da: REDAÇÃO DO MOMENTO ESPÍRITA,a partir de comentário de Willian Hazlitt, que circula pela Internet. Imagens: Photo.net, Amanda’s Photography, Fotocommunity e outras encontradas na internet Música: Serenade – Schubert interpretação de: JOSHUA BELL Ana Maria Jr. amg.oliveira@ig.com.br + pps no site:www.nadalem.com (18.10.09)(09/03/13 10:23)