• Save
Concordância Verbal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Concordância Verbal

on

  • 3,388 views

Slideshow de Língua Portuguesa sobre a Concordância entre Verbo e Sujeito, com destaque para as exceções.

Slideshow de Língua Portuguesa sobre a Concordância entre Verbo e Sujeito, com destaque para as exceções.

Statistics

Views

Total Views
3,388
Views on SlideShare
3,388
Embed Views
0

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Concordância Verbal Presentation Transcript

  • 1. CONCORDÂNCIA VERBAL
  • 2. REGRA GERAL• O verbo deve concordar com o sujeito em número e pessoa.Observe:Ex: A secretária e suas auxiliares não compareceram à reunião.
  • 3. Princípios gerais de concordância- SUJEITO SIMPLES1.O verbo concorda com o núcleo do sujeito simples em número e pessoa.Ex: “Ela pensa em casamento e eu nunca mais fui à escola.” (Caetano Veloso)Ex: “Os pombos ciscavam a terra solta.” (Clarice Lispector)
  • 4. 2.Em caso de sujeito representado por um substantivo coletivo, o verbo fica na 3ª pessoa do singular.Ex: A boiada, assustada, disparou pelo pasto.Ex: A multidão seguiu o candidato pelas ruas de Teresina.OBS.: Quando o coletivo é seguido de adjunto adnominal no plural, o verbo fica no singular ou pode ir para o plural.Ex: Um bando de pássaros voava sobre o pomar. Um bando de pássaros voavam sobre o pomar.
  • 5. 3. Se o sujeito é representado por expressões partitivas ( a maioria de, a maior parte de, a metade de, uma porção de, etc.) o verbo pode concordar tanto com o núcleo dessas expressões como com o substantivo que as segue.Ex: A maioria dos convidados chegou cedo. A maioria dos convidados chegaram cedo.
  • 6. 4. Quando o sujeito é representado por expressões aproximativas (cerca de, perto de ) o verbo concorda com o substantivo determinado por essas expressões.Ex: Cerca de vinte voluntários ajudavam os bombeiros.Ex: Perto de cem mil candidatos inscreveram-se no concurso do HUT.5. Se o sujeito for introduzido pela expressão mais de um, o verbo ficará no singular.Ex: Mais de um candidato desistiu do debate na Tv Assembleia.Ex: Mais de um jogador foi convocado para o amistoso.
  • 7. OBS.: Quando a expressão mais de um vem repetida ou se associa a um verbo exprimindo reciprocidade, o emprego do plural é obrigatório.Ex: Mais de um deputado, mais de um senador não concordaram com as novas medidas do TRE.Ex: Mais de um torcedor agrediram-se na festa dos cem anos do Corinthians.
  • 8. 6. Em casos de concordância com locuções pronominais (algum de nósvós, alguns de nósvós, qual de nósvós, quais de nósvós, etc):a)o verbo fica no singular quando o primeiro pronome da locução figura no singular:Ex: Algum de nós o acompanhará. Qual de vós abandonou a luta?b)Quando o primeiro pronome figura no plural, o verbo pode concordar com esse pronome ou com o pronome pessoal:Ex:Alguns de nós o acompanharão.Ex: Alguns de nós o acompanharemos.
  • 9. 7. Se o sujeito for formado pela expressão um dos ... que, o verbo irá para o plural.Ex: Lúcio é um dos jogadores que mais atuaram pela Seleção.8. Com sujeito realçado pela palavra que, o verbo concorda com o antecedente dessa palavra.Ex: Aqui sou eu que tomo as iniciativas.Ex: Fomos nós que fizemos a denúncia.
  • 10. 9. Quando o sujeito for representado pelo pronome quem, o verbo ficará na 3ª pessoa do singular ou poderá concordar com o antecedente desse pronome.Ex: Somos nós quem contará a verdade a ele. Somos nós quem contaremos a verdade a ele.Ex: “Não sou eu quem está no jogo.” (Érico Veríssimo)Ex: “És tu quem dás frescor à mansa brisa.” (Gonçalves Dias)
  • 11. 10. Em caso de sujeito representado por pronomes de tratamento, o verbo deve ser empregado na 3ª pessoa do singular ou do plural, concordando com o número gramatical desses pronomes.Ex: Vossa Excelência apreciou o jantar?Ex: Vossas Senhorias concordam com essa opinião?
  • 12. 11. Sujeito representado por substantivo próprio no plural:a) com artigo no plural, o verbo vai para o plural. Ex: Os Sertões notabilizaram Euclides da Cunha. Ex: Os Estados Unidos sofreram duros ataques terroristas.b) sem artigo ou com artigo no singular, o verbo fica no singular.Ex: Minas Gerais é uma região de montanhas.Ex: O Amazonas parece um verdadeiro mar.
  • 13. c) com nomes de obras no plural seguidos do verbo ser, este fica no singular, desde que o predicativo figure no singular.Ex: Os Miseráveis é uma célebre obra de Victor Hugo.
  • 14. 12.Quando o sujeito é representado por expressão indicativa de porcentagem, o verbo pode concordar com o numeral ou com o substantivo a que se refere a porcentagem.Ex: 35% da população apoiam essas medidas. 35% da população apoia essas medidas. 35% dos entrevistados apoiam essas medidas.OBS.: Com 1%, deixe o verbo sempre no singular.Ex: 1% dos candidatos não compareceu à prova.
  • 15. - SUJEITO COMPOSTO1.Se for anteposto ao verbo, este vai para o plural.Ex: O líder e seus comparsas abandonaram o cativeiro.2. Se posposto ao verbo, vai para o plural ou concordar com o núcleo mais próximo.Ex: Abandonaram o cativeiro o líder e seus comparsas.Ex: Abandonou o cativeiro o líder e seus comparsas.
  • 16. 3.Se houver sujeito composto de palavras sinônimas ou ordenado em gradação, o verbo poderá ficar ou no singular ou ir para o pluraEx:A minha dor, a minha angústia, o meu desespero não o comovia.Ex:A minha dor, a minha angústia, o meu desespero não o comoviam.4.Em caso de, sujeito simples porém com mais de um núcleo, o verbo ficará no singular.Ex: O eleitor, o cidadão esclarecido vota conscientemente.Ex: Meu mestre e grande amigo merece uma grande homenagem.
  • 17. 5.Caso haja sujeito composto de pessoas gramaticais diferentes, o verbo deve ir para o plural nos seguintes casos:a)se houver a 1ª pessoa, ela prevalecerá sobre as demais. Ex: Eu, tu e ele viajaremos juntos.b)havendo a 2ª pessoa, o verbo poderá flexionar-se na 2ª ou na 3ª pessoa.Ex: Tu e ele sois testemunhas. Tu e ele são testemunhas. “Juro que tu e tua filha me pagam.”
  • 18. Outros casos de concordância...1.Se o sujeito estiver ligado por ou:a)o verbo irá para o plural quando o fato expresso por ele abranger todos os núcleos.Ex: O fumo ou o álcool prejudicam à saúde.b)o verbo ficará no singular quando houver ideia de exclusão:Ex: Você ou ele será o orador da colação de grau.
  • 19. c)o verbo ficará no singular quando a conjunção ou ligar palavras ou expressões sinônimas:Ex:Topologia pronominal ou sintaxe de colocação constitui um importante tópico de nossa linguagem.2. Sujeito ligado por nem ... nem:a)o verbo irá para o plural se o fato expresso se referir a todos os núcleos:Ex: Nem a fama nem o poder lhe trouxeram felicidade.b)havendo a exclusão virtual de um dos elementos do sujeito, o verbo deverá ficar no singular.Ex: Nem o México nem a Argentina será o vencedor da próxima Copa.
  • 20. 3. Sujeito seguido de um aposto resumidor (tudo, nada, ninguém, cada um). O verbo concorda com o aposto:Ex: Jogos, festas, jantares, nada o tirava de seu isolamento. Parentes, amigos, vizinhos, ninguém o socorreu.
  • 21. Verbos DAR, BATER e SOAR- Empregados em referência a horas, estes verbos concordam com a expressão numérica que indica horas:Ex: Soaram doze horas nas igrejas daqueles vales.Ex: Deu meio-dia no relógio da estação.Ex: E a noite ia passando. Deram dez horas.
  • 22. - Quando o sujeito é a palavra relógio ( ou equivalente), o verbo naturalmente concorda com ele:Ex: Ouvi nitidamente o relógio da portaria dar as onze horas.Ex: Soou cinco horas o sino da capela.
  • 23. Concordância do verbo PARECER- Esse verbo anteposto a um infinitivo, admite dois tipos de concordância:a)flexiona-se o verbo parecer, e o infinitivo fica invariável:Ex: As horas parecem demorar a passar.b)flexiona-se o infinitivo, e o verbo parecer fica invariável:Ex: As horas parece demorarem a passar.
  • 24. Concordância com a palavra sea)Quando o se é IIS, o verbo fica na 3ª pessoa do singular.Ex: Precisa-se de promotores de vendas. Era-se mais feliz antigamente.b)Quando o se é PA, o verbo concorda com o sujeito paciente.Ex: Aluga-se casa em Luís Correia. Alugam-se casas em Luís Correia.
  • 25. Concordância com o verbo sera)na determinação de datas, horas e distâncias, embora seja impessoal, o verbo ser concorda com a expressão a que se refere:Ex: O quê? Já são 09 de setembro? Já é quase meio-dia. Daqui a Altos são 25 quilômetros.
  • 26. b)O verbo ser concorda com o sujeito quando este for representado por um nome próprio:Ex: Os miseráveis é uma famosa obra do escritor francês Vítor Hugo.c)Se o sujeito se referir a coisas ou objetos, o verbo ser concordará, de preferência, com o predicativo:Ex: A tristeza são os dias perdidos da juventude.Ex: O banco eram duas tábuas estreitas e ásperas.
  • 27. d)Se o sujeito for constituído pelos pronomes tudo, isso, isto ou aquilo e o predicativo estiver no plural, o verbo ser concordará normalmente com o predicativo:Ex: Tudo seriam lembranças passageiras.Ex: Aquilo eram fantasias da infância.
  • 28. e)Quando o verbo ser expressa quantidade, concorda com o predicativo:Ex: Quinhentos gramas de azeitona é muito.Ex: Dois reais era suficiente para a compra da sukita.
  • 29. f)Quando se usam pronomes retos como sujeito, o verbo ser sempre concorda com eles:Ex: O advogado aqui és tu.Ex: Ele é os pilares de nossa casa.