Inteligência Artificial

10,223 views
9,977 views

Published on

Trabalho realizado para disciplina de Princípios de Sistemas de Informação tendo como tema Inteligência Artificial

Published in: Technology
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
10,223
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
56
Actions
Shares
0
Downloads
237
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Inteligência Artificial

  1. 2. Inteligência Artificial: A inteligência artificial (IA) é uma área de pesquisa da ciência da computação dedica a a buscar métodos ou dispositivos computacionais que possuam ou simulem a capacidade humana de resolver problema, pensar ou, de forma ampla, ser inteligente.
  2. 3. Visão Geral: A questão sobre o que é "inteligência artificial", mesmo como definida anteriormente, pode ser separada em duas partes: "qual a natureza do artificial" e "o que é inteligência".
  3. 4. Inteligência Artificial em Perspectiva: Os sistemas de inteligência artificial, incluem as pessoas, os procedimentos, o hardware, o software, os dados e o conhecimento necessário para desenvolver sistemas e máquinas que demonstrem características de inteligência.
  4. 5. Natureza da Inteligência: Desde os estágios pioneiros da IA, a ênfase da pesquisa tem sido no desenvolvimento de máquinas com um comportamento inteligente. Algumas das características do comportamento inteligente incluem: - Aprender com a experiência e aplica o conhecimento adquirido; - Lidar com situações complexas; - Resolver problemas quando informações importantes são perdidas; - Determinar o que é importante; - Reagir rápida e adequadamente a uma nova situação; - Entendimento de imagens visuais; - Processar e manipular símbolos; - Ser criativo e imaginativo; - Usar a heurística.
  5. 6. Natureza da Inteligência: Essas características aqui relacionadas apenas definem parcialmente a inteligência. Diferente praticamente de todos os outros campos da pesquisa de sistemas de informação, onde os objetivos podem ser definidos claramente, o termo inteligência constitui um enorme obstáculo.
  6. 7. Diferença entre a Inteligência Natural e a Artificial Desde a definição do termo inteligência artificial a partir de 1950, os especialistas têm discordado quanto à diferença entre a inteligência natural e a artificial.
  7. 8. Programação Lógica Direcionada ao conhecimento Não possui estruturas de Controle convencionais Linguagem declarativa Cole ç ão de Fatos e regras
  8. 9. Programação Lógica - Estrutura pai(abe, homer). pai(homer, bart). avo(X,Z) :- pai(X,Y), pai(Y,Z), write(X), write(" é avo de "), write(Z). ?- avo(abe, bartt). Fatos Sintaxe Conjunção
  9. 10. Programação Lógica - Relacionamentos gosta(wandercleidson, rosalinda). Relação entre predicado e objeto Sofismo :- write(“Quem gosta de quem?”). -Característica -Relação
  10. 11. Torre de Hanói Movimentar uma só peça (disco) de cada vez. Uma peça maior não pode ficar acima de uma menor. Não é permitido movimentar uma peça que esteja abaixo de outra.
  11. 12. Programação Lógica - Operadores Fatorial fatorial(0,1). fatorial(N,F) :- N>0, N1 is N-1, fatorial(N1,F1), F is N * F1. ?- fatorial(3,W), write(W).
  12. 13. Ramificações da Inteligência Artificial Algoritmo Genético Rede Neural Representa ç ão de Conhecimento Processamento de linguagem natural Sistemas Especialistas
  13. 14. Visão Geral dos Sistemas Especialistas Características de um Sistema Especialista <ul><li>- Poder explicar seu raciocínio ou decisões sugeridas </li></ul><ul><li>Capacidade de explicar como e porque de uma decisão ou solução </li></ul><ul><li>- Poder exibir um comportamento “inteligente” </li></ul><ul><li>Novas idéias ou abordagens para a solução do problema </li></ul><ul><li>Poder esboçar conclusões de relacionamentos completos </li></ul><ul><li>Capacidade única de capturar pericia humana </li></ul><ul><li>- Poder fornecer conhecimento portátil </li></ul><ul><li>Capacidade única de capturar pericia humana </li></ul><ul><li>- Poder lidar com incertezas </li></ul><ul><li>Lidar com o conhecimento incompleto ou que não está totalmente preciso </li></ul>
  14. 15. Visão Geral dos Sistemas Especialistas Características Limitadoras -Não são amplamente usadas ou testadas -Difíceis de usar -Restrito a problemas estritamente simples -Não pode lidar com o conhecimento “mesclado” -Possibilidade de erro -Não pode refinar sua própria base de conhecimento -Difícil de manter -Pode ter altos custos de desenvolvimento -Programas utilitários para Sistemas Especialistas reduzem o tempo e os custos do desenvolvimento -Levantam questões legais e éticas
  15. 16. Visão Geral dos Sistemas Especialistas Recursos dos Sistemas Especialistas - Estabelecimento de metas estratégicas Estrutura de todas as outras atividades da organização - Planejamento - Projeto Experiência, discernimento e compreensão do comportamento de trabalho - Tomada de decisões Sugerem alternativas das abordagens lógicas do processo de tomada de decisões - Monitoramento e controle da qualidade Propõe soluções para problemas em outros sistemas - Diagnose Buscam as causas e propõem soluções
  16. 17. Visão Geral dos Sistemas Especialistas Quando usar os Sistemas Especialistas -Fornecem um alto retorno ou reduzem significativamente o risco de infortúnios -Podem capturar e preservar a perícia humana -Podem desenvolver um sistema mais consistente do que os especialistas humanos -Podem fornecer a perícia necessária simultaneamente em vários locais -Podem fornecer a perícia dispendiosa ou rara -Podem elaborar uma solução mais rápida do que os especialistas humanos -Podem fornecer a perícia necessária para treinamento e desenvolvimento
  17. 18. Componentes dos sistemas especialistas Um sistema especialista consiste em um conjunto de componentes integrados e relacionados, incluindo: uma base de conhecimento, um motor de inferência, uma ferramenta de explanação, uma ferramenta de aquisição e uma interface com o usuário Base de conhecimento É onde estão armazenadas as informações de um sistema especialista, isto é, onde são mantidas as informações relevantes, dados, regras, casos e relacionamentos.
  18. 19. Componentes dos sistemas especialistas Ferramenta de Explanação Permite ao usuário ou tomador de decisão compreender como o sistema especialista chegou a determinadas conclusões ou resultados. Motor de Inferência Tem por finalidade buscar informações e relacionamentos da base de conhecimento e disponibilizar respostas, previsões e sugestões do mesmo modo que os seres humanos fariam.
  19. 20. Componentes dos sistemas especialistas Interface com o Usuário Tornar o desenvolvimento e o uso de um sistema especialista mais fácil aos usuários e tomadores de decisão. Ferramenta de Aquisição de conhecimento É o processo de criação e atualização da base de conhecimento.
  20. 21. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas Processo de desenvolvimento Especifica os requisitos de um sistema especialista, iniciando com a identificação dos objetivos do sistema e seu uso potencial. Desenvolver um Sistema Especialista requer habilidades especiais Participantes do desenvolvimento e usuários dos sistemas especialistas - Especialista no domínio - Engenheiro e usuário do conhecimento
  21. 22. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas Ferramentas e técnicas de desenvolvimento de sistemas especialistas - Aplicativos e produtos para sistemas especialistas - Conjunto de softwares e de ferramentas usadas para projetar, desenvolver, implementar e manter sistemas especialistas. Vantagens dos aplicativos e dos produtos para Sistemas Especialistas -Fácil de usar e de modificar -Uso da abordagem satisfação -Uso da heurística -Desenvolvimento por engenheiros e usuários de conhecimento
  22. 23. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas
  23. 24. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas
  24. 25. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas Alternativas de desenvolvimento de sistemas especialistas - Desenvolvimento interno: desenvolvimento a partir do zero - Desenvolvimento interno: desenvolvimento com o apoio de um aplicativo - Compra de software de prateleira: uso de pacotes já existentes
  25. 26. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas
  26. 27. Desenvolvimento de Sistemas Especialistas Aplicação dos Sistemas Especialistas e de Inteligência Artificial - Integração dos sistemas especialistas - Um sistema especialista pode ser integrado a outros sistemas numa organização por meio de um banco de dados

×