Aula 3 Intemperismo

26,106 views
25,295 views

Published on

Published in: Spiritual, Technology
2 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
26,106
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
71
Actions
Shares
0
Downloads
577
Comments
2
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 3 Intemperismo

  1. 1. Intemperismo<br />Prof.MSc. Daniel Franczak<br />
  2. 2. Agente causador (agem conjuntamente):<br />Intemperismo físico – temperatura.<br />Intemperismo químico – água.<br />Intemperismo biológico – seres vivos.<br />Intemperismo<br />
  3. 3. Intemperismo Físico<br />
  4. 4. Intemperismo Físico<br />Todos os processos que causam desagregação das rochas<br />1 - Alivio de pressão (expansão da rocha na erosão)<br />2 - Congelamento/degelo (ação de cunha)<br />3 - Expansão térmica (insolação)<br />
  5. 5. Intemperismo Físico<br />1 - Alivio de pressão<br />Erosão e remoção de camadas sobrepostas<br />Em aberturas de túneis, galerias e taludes<br />Rochas são basicamen. elásticas, sofrem deformação<br />Deformação será proporcional a carga<br />Fraturas paralelas a superfície<br />
  6. 6.
  7. 7.
  8. 8. Intemperismo Físico<br />2 - Congelamento/degelo (ação de cunha)<br />Congelamento<br />A água percola as fissuras entre os grãos e cristais das rochas (água aumento o vol.)<br />Cristalização de sais<br />Os sais em solução penetram nas fissuras e poros da rocha<br />Regiões marinhas e poluídas<br />
  9. 9. Congelamento<br />
  10. 10. Cristalização de sais<br />
  11. 11. Intemperismo Físico<br />3 - Expansão térmica (insolação)<br />Hidratação dos cristais<br />Áreas com grandes amplitudes de variação térmica (dia/noite)<br />Cristais expandem/contraem que aumentam de volume devido a hidratação, originando tensões internas (variações de temperatura)<br />Primeira etapa do intemperismo químico<br />
  12. 12. Expansão térmica<br />
  13. 13. Intemperismo Químico<br />
  14. 14. Intemperismo Químico<br />Causado pela transformação química : água, gases, ácidos e produtos da atividade dos seres vivos<br />Temperatura é importante na alteração química, pois influência a velocidade das reações<br />Minerais constituintes das rochas são estáveis no ambiente em que se formaram, mas tornam-se instáveis nas novas condições superficiais<br />Nessas condições os minerais transformam-se noutros mais estáveis, e noutros casos, são dissolvidos completamente deixando de fazer parte da constituição da rocha<br />
  15. 15. Intemperismo Químico<br />Alteração química das rochas:<br />1 - Hidrólise<br />2- Oxidação<br />3 - Dissolução<br />
  16. 16. 1 - Hidrólise<br />Hidrólise é responsável pela quebra da estrutura química do mineral<br />Dissociação da água em H+ e OH-, que atacam os minerais<br />Ocorre a transformação para argilo-minerais<br />Intemperismo Químico<br />
  17. 17. Hidrólise<br />
  18. 18. 2 – Oxidação<br /> Muitos minerais contêm ferro na sua constituição que reage com o oxigênio (Solos avermelhados)<br />Ferro é facilmente oxidado passando de ferroso a férrico <br />A redução é a extração de íons oxigênio dos minerais. Dando origem a óxidos ferrosos hidratados.<br />Intemperismo Químico<br />
  19. 19. Oxidação<br />
  20. 20. Intemperismo Químico<br />3 – Dissolução<br />É a dissolução de substâncias e minerais componentes das rochas (lixiviação)<br />Mineral reage com a água ou com um ácido, quebrando as ligações entre os iões, e estes, uma vez livres, dissolvem-se formando uma solução, sendo desta forma a rocha alterada<br />Essa solução pode precipitar em outro ambiente<br />
  21. 21. Dissolução<br />A água da chuva acidificada reage com os minerais de calcite (carbonato de cálcio) que constituem o calcário, dando origem a produtos solúveis<br />As regiões calcárias têm uma geomorfologia característica - onde ocorrem com frequência fenômenos de dissolução.<br />
  22. 22.
  23. 23. Intemperismo Biológico<br />
  24. 24. Intemperismo Biológico<br />O solo é um produto do intemperismo biológico, constituído de resíduos minerais e humos <br />Plantas, animais, bactérias, fungos, liquens e musgos<br />Pode-ser tanto físico-biológico ou químico-biológico<br />
  25. 25. Físico-Biológico<br />
  26. 26. Químico-biológico<br />

×