Caderno de Bilogia 1º ano - Resolvido
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Caderno de Bilogia 1º ano - Resolvido

on

  • 2,692 views

Muitos exercícios resolvidos de biologia do Ensino Médio.

Muitos exercícios resolvidos de biologia do Ensino Médio.

Statistics

Views

Total Views
2,692
Views on SlideShare
2,692
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
106
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Caderno de Bilogia 1º ano - Resolvido Caderno de Bilogia 1º ano - Resolvido Document Transcript

  • Caderno de Atividades 1a . série BIOLOGIA ENSINO MÉDIO LIVRO DO PROFESSOR
  • Dados Internacionais para Catalogação na Publicação (CIP) (Luciane M. M. Novinski /CRB 9/1253 /Curitiba, PR, Brasil) L431 Lazarini, Luciane Caderno de atividades: biologia 1ª. série do ensino médio / Luciane Lazarini, Milena Santiago dos Passos Lima; ilustrações Cesar Stati, Jack Art — Curitiba : Positivo, 2010 Sistema Positivo de Ensino ISBN 978-85-385-4457-9 1. Biologia. 2. Ensino Médio – Currículos. I. Lima, Milena Santiago dos Passos II. Cesar Stati. III. Título CDU 573 © Editora Positivo Ltda., 2010 Diretor-Superintendente Ruben Formighieri Diretor-Geral Emerson Walter dos Santos Diretor Editorial Joseph Razouk Junior Gerente Editorial Maria Elenice Costa Dantas Gerente de Arte e Iconografia Cláudio Espósito Godoy Autoria Luciane Lazarini, Milena Santiago dos Passos Lima Edição Fernanda Rosário de Mello, Solange Gomes Edição de arte Angela G. de Souza Ilustração Cesar Stati, Jack Art Projeto gráfico e capa Roberto Corban Editoração Expressão Digital Pesquisa iconográfica Ilma Elizabete Rodenbusch © Imagem da capa: © 2001-2009 HAAP Media Ltd/Leonardini Produção Editora Positivo Ltda. Rua Major Heitor Guimarães, 174 80440-120 – Curitiba – PR Tel.: (0xx41) 3312-3500 – Fax: (0xx41) 3312-3599 Impressão e acabamento Gráfica Posigraf S.A. Rua Senador Accioly Filho, 500 81310-000 – Curitiba – PR Fax: (0xx41) 3212-5452 E-mail: posigraf@positivo.com.br 2012 Contato editora.spe@positivo.com.br
  • Biologia 3 1. Os seres vivos apresentam características particulares que fazem com que eles se diferenciem da matéria inani- mada. Sobre essas características, responda às perguntas a seguir: a) Quase todos os seres vivos apresentam metabolismo. Defina de forma geral como ele ocorre nos seres vivos e cite exemplos de atividades metabólicas: Metabolismo compreende várias reações químicas que ocorrem nas células e é responsável por produzir ou consumir substâncias. Exemplos: respiração e fotossíntese. b) Como são chamadas as unidades funcionais da maioria dos seres vivos? E como são classificados os organis- mos de acordo com esta estrutura funcional? Célula. Unicelulares (bactérias) e pluricelulares (plantas, animais). c) Cite e explique um exemplo em que ocorre a reação de um organismo a um estímulo ambiental: As plantas reagem à luminosidade, curvando-se na direção da luz. Os protozoários podem desviar de um objeto após tocá-lo, entre outros. d) Existem seres vivos que não apresentam constituição celular? Sim, os vírus. e) Como ocorre o funcionamento das diversas reações que garantem a sobrevivência de um indivíduo nos organis- mos unicelulares? A estrutura celular única executa todas as funções necessárias à sobrevivência, como nutrição, excreção, respiração, etc. 2. Explique como ocorre a organização do corpo humano, citando os níveis a partir de um átomo: Os átomos se reúnem em moléculas, que por sua vez se agrupam e formam as organelas celulares, que se agrupam e formam as células.. Várias células com formas e funções semelhantes dão origem a um tecido. Os tecidos formam os órgãos, que formam sistemas e todos os níveis integrados formam um organismo. Seres Vivos
  • CadernodeAtividades 4 3. Os seres vivos sofrem várias interferências am- bientais que podem causar alterações heredi- tárias, permitindo ou não a adaptação do orga- nismo. Organismos que apresentam variações favoráveis possuem maiores chances de sobre- viver e gerar descendentes. Esse processo está relacionado com: a) nutrição b) metabolismo x c) evolução d) inteligência e) imunologia 4. São exemplos de indivíduos unicelulares: a) todos os animais b) todas as plantas c) todos os fungos d) apenas os animais invertebrados x e) todos os protozoários 5. Algumas características específicas dos vírus levam cientistas a considerá-los como seres vivos. Essas características são: a) reprodução e metabolismo x b) reprodução e material genético c) material genético e organização celular d) metabolismo e reação a estímulos e) organização celular e evolução 6. (FUVEST – SP) Considere as seguintes característi- cas atribuídas aos seres vivos: I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células. II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal. III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo. Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto afirmar que a) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III. b) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I. x c) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I. d) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II. e) os vírus não são seres vivos, porque não preen- chem os requisitos I, II e III. 7. (UESPI) Não são características comuns à maioria dos seres vivos: a) metabolismo e crescimento. x b) hereditariedade e constância genética. c) reprodução e adaptação. d) reação e movimento. e) composição química e organização celular. Anotações
  • Biologia 5 1. Complete a informação a seguir: Muitas são as teorias sobre a origem da vida na Terra primitiva e, em especial, sobre a evolução dos processos energéticos dos primeiros organismos que surgiram naTerra. De acordo com a hipótese   heterotrófica   sugere- -se que a forma mais primitiva de vida era incapaz de fabricar o seu próprio alimento. 2. Explique como deveria surgir a vida de acordo com as ideias propostas pela Teoria da Geração Espontânea ou Abiogênese: Esta teoria propõe que a vida pode surgir da matéria inanimada, de forma espontânea. 3. Oparin e Haldane, cientistas envolvidos em estudos sobre a origem da vida na Terra, defenderam a hipótese de que a atmosfera primitiva do nosso planeta era formada por quais substâncias? Hidrogênio, metano, amônia e vapor-d’água. 4. O que foram os coacervados? Foram aglomerados proteicos envoltos por uma camada de água, presentes nos oceanos primitivos que teriam se unido uns aos outros, formando estruturas mais complexas, até o aparecimento de uma estrutura semelhante a uma forma de vida. 5. O que é a hipótese da panspermia cósmica? Esta hipótese afirma que a vida não é originária deste planeta, mas proveniente do espaço, de outros planetas ou de outras galáxias. 6. Qual das hipóteses sobre a origem da vida na Terra é mais aceita atualmente? A hipótese heterotrófica. 7. Que elementos físicos contribuíram para a grande quantidade de energia disponível no ambiente primitivo da Terra, na época da origem da vida? Eletricidade, radiação e calor foram as grandes fontes de energia disponíveis. O ciclo da água era mais rápido, resultando fortes tempes- tades com descargas elétricas intensas, não havia a proteção da camada de ozônio (radiação UV direta), as temperaturas eram muito elevadas. origem da vida
  • CadernodeAtividades 6 8. A hipótese da evolução gradual dos sistemas químicos, de Oparin, diz respeito ao surgimento da vida naTerra. De acordo com esses pressupostos, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas: ( V ) Os primeiros seres vivos se formaram espontaneamente nos mares aquecidos da Terra primitiva, centenas de milhões de anos depois que ela se formou. ( V ) Acredita-se que as primeiras moléculas orgânicas tenham se formado na atmosfera graças à ação das descargas elétricas próprias de frequentes tempestades, que desencadearam reações entre alguns dos componentes da atmosfera primitiva. Essas moléculas, extremamente simples, foram levadas pelas chu- vas aos mares. ( V ) O aumento progressivo de moléculas orgânicas nos mares primitivos formou uma “sopa nutritiva”, rica principalmente em aminoácidos e proteínas. ( V ) Nos mares primitivos, desenvolveram-se sistemas coloidais, ou seja, em determinadas condições, as mo- léculas de proteínas envoltas por moléculas de água aproximaram-se umas das outras, formando nume- rosos aglomerados, que Oparin denominou coacervados. ( V ) Alguns cientistas demonstraram que as condições iniciais postuladas por Oparin podem ter sido favorá- veis ao surgimento das moléculas precursoras da vida na Terra. ( F ) De acordo com Oparin, as primeiras células que surgiram no ambiente primitivo do planeta eram autotróficas fotossintetizantes, cujos cloroplastos absorviam a energia do Sol e com ela sintetizavam moléculas orgânicas. 9. (PUCRJ) O gráfico mostra a sequência cronológica de alguns acontecimentos no planeta. 20 10 0 Concentração de O2 na atmosfera (%) Formação dos oceanos e continentes A B Formação da Terra Primeiras células vivas Aparecimento das células eucariotas Época atual Vertebrados Organismos multicelulares Tempo (bilhões de anos) 0 1 2 3 4 CESAR e SEZAR. Biologia. São Paulo: Saraiva, 2002, v. 1. Considerando os dados presentes nessa figura e conhecimentos científicos sobre a origem da vida e a evolução das espécies, podemos afirmar que a) o oxigênio teve papel fundamental no aparecimento das primeiras células. b) não existe relação entre o aparecimento do oxigênio molecular e o aparecimento dos primeiros eucariontes. c) havia oxigênio molecular em grande quantidade na época do surgimento das primeiras células. x d) o aumento da concentração de oxigênio molecular na atmosfera foi consequência do aparecimento de fotos- sintetizantes. e) o oxigênio molecular foi tóxico para os organismos pluricelulares.
  • Biologia 7 10. (UNIRIO – RJ) Em 1936, Alexander Oparin propõe uma nova explicação para a origem da vida. Sua hipótese se resume nos seguintes passos descritos no esquema que se segue. Vapor-d’agua Metano Hidrogênio Amônia Célula primitiva Coacervados protogenes Estado coloidal Sopa primitiva dos oceanos Derivados de fosfato Moléculas mais complexas Substâncias albuminoides Aminoácidos Primeiras moléculas orgânicas Aquecimento no solo 5 67 1 2 3 4 Primeiras molé- culas de nucleo- proteínas Pela teoria de Oparin, os primeiros seres surgidos na Terra teriam sido a) heterótrofos e aeróbios.      x b) heterótrofos e anaeróbios.      c) autótrofos e anaeróbios. d) autótrofos e aeróbios.       e) autótrofos e heterótrofos. 11. Como na terra primitiva não havia oxigênio livre, os primeiros organismos não deveriam realizar respiração aeróbia, obtendo energia para sua sobrevivência a partir da matéria orgânica presente no meio. Essas células deveriam ser a) autótrofas.           b) fotossintetizantes.          c) eucariontes. x d) heterótrofas.          e) somáticas. 12. (UESPI) Após utilizar parte do molho de tomate que preparara, Mariana guardou o que restou na geladeira. De- pois de alguns dias, ao tentar reutilizar o molho, percebeu que este estava tomado por bolores (fungos). Considerando os princípios da origem da vida, é correto afirmar que a) o surgimento de bolores no molho de tomate (matéria inanimada) ilustra o princípio da geração espontânea. x b) segundo o princípio da biogênese, o bolor haveria crescido no molho devido à sua contaminação anterior por fungos presentes no ambiente. c) o princípio da geração espontânea sustenta que organismos vivos surgem de organismos mortos da mesma espécie. d) caso não houvessem surgido bolores no molho de tomate, o princípio da biogênese estaria refutado. e) os princípios da Biogênese e da Geração espontânea não explicam o surgimento de bolores em alimentos.
  • CadernodeAtividades 8 1. Os seres vivos são constituídos de substâncias orgânicas e inorgânicas. Quanto à complexidade de suas molécu- las, como pode ser caracterizado cada um desses tipos de substâncias? As substâncias inorgânicas (água, sais minerais, oxigênio, gás carbônico) são moléculas pequenas, de estrutura mais simples, formadas por poucos átomos. As substâncias orgânicas (carboidratos, lipídios, proteínas) são moléculas de estrutura mais complexa, formadas por átomos de carbono ligados em cadeias. 2. As enzimas são moléculas extremamente específicas, atuando somente sobre um determinado composto e efetuam sempre o mesmo tipo de reação. Em relação às enzimas, cite dois fatores que interferem na ação enzi- mática. Temperatura, pH, concentração do substrato, etc. 3. Várias são as substancias inorgânicas que compõem os seres vivos. Sobre algumas dessas substancias, que ga- rantem a manutenção da vida, responda às perguntas que se seguem: a) Quais são as principais funções biológicas da água? A água é o solvente fundamental para as reações químicas nos seres vivos, é o principal meio de transporte no interior celular e é responsável pela manutenção da temperatura corporal. b) Por que o cálcio é importante para os seres humanos? Ele atua na formação de ossos e dentes, age na coagulação do sangue e na contração muscular. c) Quais são as unidades básicas (monoméricas) dos carboidratos e das proteínas, respectivamente? Monossacarídeos e aminoácidos. d) Qual é o mineral que pode causar anemia quando sua concentração se encontra baixa no organismo? Ferro. Química celular
  • Biologia 9 4. As proteínas, formadas pela união de aminoácidos, são componentes químicos fundamentais na fisiolo- gia e na estrutura celular dos organismos. Em relação às proteínas, assinale V para as proposições verda- deiras e F para as falsas. ( F ) O colágeno é a proteína menos abundante no corpo humano, apresentando forma globular como a maioria das proteínas. Esta proteína está relacionada à coagulação sanguínea. ( V ) A ligação peptídica entre dois aminoácidos acon- tecepelareaçãodogrupocarboxiladeumamino- ácido com o grupo amino de outro aminoácido. ( F ) A ptialina, enzima produzida pelas glândulas sali- vares, atua na digestão de proteínas. ( V ) A insulina, envolvida no metabolismo da glicose, é um exemplo de hormônio proteico. ( V ) Aclorofilaéumaproteínaqueatuanafotossínte- se, na captação de luz. ( F ) Numa ligação peptídica (entre dois aminoácidos) ocorre a liberação de quatro moléculas de água. ( V ) Os anticorpos são estruturas proteicas que auxi- liam na defesa do organismo. ( F ) Proteínas com atividade catalítica são chamadas de imunoglobulinas. 5. A química da vida é conduzida por moléculas que permitem a organização e a funcionalidade das cé- lulas. Identifique o que for incorreto sobre algumas dessas moléculas. x a) Frutose,riboseesacarosesãocarboidratosclassifi- cados como dissacarídeos. b) Apesardeaáguaserocomponentequímicomais abundantenamatériaviva,asuaquantidadeéva- riável nas diferentes partes de um organismo. Nos humanos, as células nervosas, por apresentarem maior atividade metabólica, contêm mais água do que as células ósseas. c) Aminoácidos, amido e clorofila exercem funções distintas nas células. Porém, todos apresentam os átomos de C e de H em suas moléculas. d) Cada enzima apresenta um pH ótimo para a sua atividade. Assim, uma enzima X qualquer pode apresentar o pH ótimo igual a 2,0 (meio ácido) e outra enzima Z pH 8,0 (meio básico). e) A celulose é um exemplo de polissacarídeo estru- tural encontrado principalmente nos vegetais. 6. Assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas: ( V ) Amido e glicogênio são polissacarídeos que atu- am como substâncias de reserva de energia. ( V ) Amido e glicogênio são polissacarídeos que, por hidrólise, produzem glicose. ( F ) Amido e glicogênio são encontrados principal- mente em raízes e em caules de plantas. ( F ) Os glicídios com fórmulas moleculares C7 H12 O6 , C3 H6 O3 eC6 H12 O6 são,respectivamente,ummonos- sacarídeo,ummonossacarídeoeumdissacarídeo. ( F ) A água, presente em 75% dos corpos dos seres vivos, tem, em seu alto calor específico, uma das principaispropriedadesqueproporciona variações bruscasdetemperaturanointeriordas células. ( V ) Enzimas são proteínas que atuam como catalisa- doras de reações químicas. ( V ) Cada reação química que ocorre em um ser vivo geralmente é catalisada por um tipo de enzima. ( F ) A velocidade de uma reação enzimática indepen- dedefatores,comoatemperaturaeopHdomeio. ( F ) As enzimas sofrem um processo de desgaste du- rante a reação química da qual participam. 7. A água é a molécula mais importante para todos os seres vivos, incluindo o ser humano. A tabela a seguir apresenta a média aproximada de conteúdo de água como porcentagem do peso corporal total, por ida- de e sexo, entre os humanos. Analise-a. Idade (anos) Homens Mulheres < 01 65% 65% 1-9 62% 62% 10-16 59% 57% 17-39 61% 51% 40-59 55% 47% >60 52% 46%
  • CadernodeAtividades 10 Considerando os dados apresentados na tabela e o assunto abordado, analise as afirmativas a seguir e assinale alternativa correta: x a) Embora esteja em porcentagem diferente nos indivíduos apresentados na tabela, a água move-se livremente no fluido extracelular. b) Os dados apresentados na tabela não podem ser úteis em casos de desidratação de um organismo. c) De acordo com a tabela, as mulheres com menos de 01 ano de idade possuem as maiores taxas de concen- tração de água do que os homens da mesma idade. d) A quantidade de tecido adiposo não influencia na quantidade de água de um organismo. e) Em todas as idades, os indivíduos do sexo masculino sempre apresentam maior quantidade de água, quando comparados a indivíduos do sexo feminino. 8. (EMESCAM – ES) Observe as fórmulas moleculares de dois glicídios, representadas a seguir; um deles é um mo- nossacarídeo e o outro e um dissacarídeo. Acerca desses compostos orgânicos, responda: 1) C7 H14 O7 2) C12 H22 O11 a) Qual é o monossacarídeo e o dissacarídeo, respectivamente? Qual é o nome genérico do monossacarídeo? 1) Monossacarídeo e 2) Dissacarídeo. Heptose. b) Como é denominada a ligação química que une os monossacarídeos para formar a molécula do dissacarídeo? Ligação glicosídica. c) Cite dois exemplos de monossacarídeo e dois de dissacarídeo. Monossacarídeos: glicose e frutose. Dissacarídeos: sacarose e lactose. 9. (UFAL) A matéria que constitui os seres vivos revela abundância em água, cerca de 75% a 85%, além de proteínas (10 a 15%), lipídios (2 a 3%), glicídios (1%), ácidos nucleicos (1%), e de sais minerais diversos (1%). Com relação a alguns componentes químicos do corpo humano, assinale a alternativa incorreta. a) Na composição química das membranas celulares, há fosfolipídios organizados em duas camadas; há tam- bém moléculas de proteína. b) O colesterol, conhecido principalmente por estar associado ao enfarte e a doenças do sistema cardiovascular, é um importante componente de membranas celulares. x c) Um importante polissacarídeo, o amido, é armazenado no fígado e, quando o organismo necessitar, esse polissacarídeo pode ser quebrado, originando moléculas de glicose para o metabolismo energético. d) Os íons de cálcio (Ca++ ) participam das reações de coagulação do sangue e da contração muscular, além de serem componentes fundamentais dos ossos. e) Os íons de sódio (Na+ ) e de potássio (K+ ), entre outras funções, são responsáveis pelo funcionamento das células nervosas.
  • Biologia 11 1. Na figura abaixo, que representa um pequeno segmento de DNA, identifique os componentes indicados pelas setas 1, 2, 3, 4: 1: pentose (desoxirribose) 2: fosfato 3: timina 4: guanina 2. Qual é o emparelhamento correto de bases nitrogenadas na molécula de DNA? Timina (T) se liga com adenina (A) e guanina (G) com citosina (C). 3. Se, em uma molécula de DNA, 28% dos nucleotídeos apresentam a guanina, quantos % dos nucleotídeos apre- sentarão a timina? 22% de timina. Como as bases são complementares, haverá 28% de G, 28% de C, 22% de A e 22% de T. 4. Qual é a base nitrogenada encontrada exclusivamente nas moléculas de RNA? Uracila. 5. O que são pentoses? A que grupo orgânico pertencem? Somente um tipo de pentose está presente na estrutura dos ácidos nucleicos? As pentoses são monossacarídeos (açúcares) com 5 carbonos. São encontradas duas pentoses: a ribose no RNA e a desoxirribose no DNA. 6. Que tipo de ligação química mantém as bases nitrogenadas de cada cadeia no DNA emparelhadas? Pontes de hidrogênio. 7. Como se chama a duplicação do DNA e que enzima participa desse processo? Chama-se replicação e a enzima é a DNA polimerase. 1 A C A C 3 2 4 Biologia molecular
  • CadernodeAtividades 12 8. Complete as lacunas de modo que a informação fique correta: Ácidos nucleicos são macromoléculas formadas de moléculas menores denominadas     nucleotíde- os     , constituídos por uma molécula de fosfato, uma molécula de     açúcar     (ribose ou deso- xirribose) e uma     base nitrogenada     (adenina, guanina, citosina, timina e uracila). Existem dois tipos de ácidos nucleicos:     ácido desoxirribonucleico ou DNA     e     ácido ribonucleico ou RNA     que se diferem pela pentose, pelas bases nitrogenadas e estruturalmente. 9. O material genético tem a função de armazenar, transmitir e expressar as informações nele contidas, determi- nando as características do indivíduo. Sobre esses processos e seus constituintes, faça a correspondência correta entre os conceitos apresentados: A – Ligações peptídicas         I – DNA B – Pontes de hidrogênio         II – RNA C – Aminoácidos         III – Proteína D – Anticódon E – Ligações fosfodiéster F – Bases nitrogenadas AIII – BI – CIII – DII – EI – FI e FII 10. Sobre as moléculas do DNA e do RNA, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas: ( V ) A duplicação do DNA é semiconservativa. ( F ) Nessas duas moléculas, são encontradas as bases nitrogenadas: adenina, timina, citosina e guanina. ( V ) As quatro bases nitrogenadas do RNA mensageiro, reunidas três a três, formam 64 trincas distintas. ( F ) Na molécula de RNA, o pareamento das bases nitrogenadas é descrito pela relação (U+C) + (G+A) = 1. ( V ) O fluxo da informação genética nas células eucarióticas ocorre do DNA para o RNA e, na maioria das vezes, do RNA para um polipeptídio ou uma proteína. ( F ) O RNA transportador é responsável por encaminhar o RNA mensageiro até os ribossomos, durante o processo de tradução. ( F ) São formados por nucleosídeos arranjados em fitas duplas antiparalelas conectadas entre si por pontes de hidrogênio. ( V ) O DNA se replica de forma semiconservativa e se inicia a partir da região 5’ terminal para a região 3’ terminal. ( V ) A estrutura dessas moléculas compreende nucleotídeos, compostos por grupos fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada. ( F ) A tradução do DNA produz fitas simples de RNA mensageiro. A tabela a seguir apresenta os diferentes códons possíveis e os aminoácidos por eles codificados. Ela serve de base para as questões de 11 a 14.
  • Biologia 13 2a . letra do códon 1a . letra do cóDon u c a g 3a . letra do cóDon U fenilalanina fenilalanina leucina leucina serina serina serina serina tirosina tirosina parada parada cisteína cisteína parada triptofano U C A G C leucina leucina leucina leucina prolina prolina prolina prolina histidina histidina glutamina glutamina arginina arginina arginina arginina U C A G A isoleucina isoleucina isoleucina metionina (início) treonina treonina treonina treonina asparagina asparagina lisina lisina serina serina arginina arginina U C A G G valina valina valina valina alanina alanina alanina alanina ac. aspártico ac. aspártico ac. glutâmico ac. glutâmico glicina glicina glicina glicina U C A G 11. (UFT – TO) O código genético é universal e degenerado,istoé,ummesmocódoncorresponde a um mesmo aminoácido em todo e qualquer ser vivo, e diferentes códons podem corresponder a um mesmo aminoácido. Por exemplo, o códon UUUcodificaaFenilalaninaparaossereshumanos, mosquitos, cogumelos, buritis e todos os outros seres vivos. Ao mesmo tempo, tanto o códon UUU quanto o códon UUC codificam o aminoácido Fenilalanina. Com base nas informações contidas na tabela, marque a alternativa que contém o último aminoácido expresso pela seguinte sequência de DNA: 5’-TACTTCGAACGACGATATCTTACCATT -3’ a) Tirosina           x b) Triptofano c) Metionina          d) Lisina 12. (FEPAR – PR) Observe atentamente a sequência abaixo que representa alguns dos nucleotídeos de uma molécula de DNA de uma região codificadora de um gene. --- A T G A G T T G G C C T G A --- --- T A C T C A A C C G G A C T --- Com base nos dados contidos na tabela do exercí- cio anterior e com a informação de que a primeira trinca de bases nitrogenadas à esquerda de uma das fitas de DNA, que servirá como molde para a formação do RNA mensageiro, corresponde ao aminoácido metionina, analise as afirmativas sub- sequentes. a) ( F ) A sequência de bases nitrogenadas do RNA mensageiro transcrito com base no segmento de DNA, que contém como primeira trinca aquela responsável pela codificação da metionina, é: UA- CUCAACCGGAC.
  • CadernodeAtividades 14 b) ( V ) Os três aminoácidos seguintes à metionina, no polipeptídio codificado por esse gene, são: serina, triptofano e prolina. c) ( V ) A deleção do sexto nucleotídeo nesse segmento de DNA não altera a colocação do aminoácido serina na segunda posição da nova sequência do polipeptídeo mutante. d) ( F ) Independentemente da fita de DNA, que vai ser utilizada para a transcrição do gene, a mo- lécula de proteína formada irá conter a mesma sequência de aminoácidos. e) ( F ) Desde que mantido seu número, a disposi- ção dos aminoácidos em uma cadeia polipeptí- dica não altera o tipo de proteína a ser formado. 13. Analisando a tabela, indique a que aminoácidos se referem os seguintes códons: UUC – fenilalanina GAG – ácido glutâmico ACC – treonina CAU – histidina UGC – cisteína CCC – prolina AGA – arginina GGU – glicina 14. (UFRJ) Usando a tabela do código genético, é pos- sível deduzir a sequência de aminoácidos de uma proteína a partir da sequência de nucleotídeos do RNA mensageiro que a codifica. Indique se é possível, dada a sequência de amino- ácidos de uma proteína de um eucarioto, deduzir a sequência de seu gene. Justifique sua resposta. Não. O código genético é degenerado, isto é, pode haver códons diferentes para um determinado aminoácido. 15. (EMESCAM – ES) Enzimas produzidas por bactérias permitem cortar a molécula do DNA em pontos es- pecíficos. Os fragmentos de diferentes tamanhos, gerados pelo“corte”, podem ser separados uns dos outros por eletroforese em uma placa de gel. A apli- cação de uma diferença de potencial na placa faz com que os fragmentos do DNA se desloquem para o polo positivo da mesma. Essa migração é devida à presença, no ácido nucleico, de a) bases orgânicas nitrogenadas que conferem car- ga aniônica à molécula. x b) grupamentos fosfato que são responsáveis pela carga elétrica negativa da molécula. c) pontes de hidrogênio entre as bases orgânicas nitrogenadas, que conferem carga negativa à molécula. d) moléculas de desoxirribose que são responsá- veis pela carga aniônica do ácido nucleico. e) moléculas de histonas, proteínas ácidas, que atri- buem carga negativa à molécula. 16. (FUVEST – SP) Há uma impressionante continuida- de entre os seres vivos (...). Talvez o exemplo mais marcante seja o da conservação do código gené- tico (...) em praticamente todos os seres vivos. Um código genético de tal maneira“universal”é evidên- cia de que todos os seres vivos são aparentados e herdaram os mecanismos de leitura do RNA de um ancestral comum. Morgante & Meyer, Darwin e a Biologia, O Biólogo 10:12–20, 2009. O termo“código genético”refere-se x a) ao conjunto de trincas de bases nitrogenadas, cada trinca correspondendo a um determinado aminoácido. b) ao conjunto de todos os genes dos cromosso- mos de uma célula, capazes de sintetizar diferen- tes proteínas. c) ao conjunto de proteínas sintetizadas a partir de uma sequência específica de RNA. d) a todo o genoma de um organismo, formado pelo DNA de suas células somáticas e reprodu- tivas. e) à síntese de RNA a partir de uma das cadeias do DNA, que serve de modelo.
  • Biologia 15 17. (PUC – RIO) O material genético deve suas pro- priedades a seus constituintes, os nucleotídeos, e à forma como são organizados na molécula de ácido nucleico. No caso específico do DNA, é característi- ca da estrutura molecular: a) a ligação entre as bases nitrogenadas se dar por pontes de enxofre. x b) a pentose típica do DNA ser uma desoxirribose. c) ter como bases nitrogenadas a adenina, citosina, guanina, timina e uracila. d) não existir uma orientação de polimerização dos nucleotídeos em cada cadeia. e) formar cadeias somente de fitas simples. 18. (UEL – PR) O tratamento de infecções bacterianas foi possível com a descoberta dos antibióticos, substâncias estas capazes de matar bactérias. Como exemplos de mecanismos de ação dos antibióticos, podemos citar: Ação I: inibe a enzima responsável pelo desempare- lhamento das fitas do DNA. Ação II: inibe a ligação da RNA polimerase, DNA- -dependente. Ação III: ao ligar-se a subunidade ribossomal inibe a ligação do RNA transportador. Quanto à interferência direta dessas ações nas célu- las bacterianas, é correto afirmar: x a) Ação I inibe a duplicação do DNA, impedindo a multiplicação da célula. b) Ação II inibe a tradução, interferindo na síntese de DNA bacteriano. c) Ação III inibe a transcrição do RNA mensageiro. d) Ações I e III inibem a síntese de ácidos nucleicos. e) Ações II e III inibem a síntese de proteínas bacte- rianas. 19. (PUC – RS) Em uma pesquisa, uma fita-dupla de DNA de leveduras foi construída usando-se isóto- pos pesados. Depois disso, essa fita-dupla passou por um ciclo de replicação, no qual foi permitido que as novas fitas de DNA fossem construídas com isótopos leves. Comparando-se o peso das amostras de DNA antes e depois da replicação, verificou-se que, devido à replicação a) conservativa, preservam-se as fitas-duplas de DNA pesadas e produzem-se novas fitas leves. b) conservativa, formam-se novas fitas-duplas de DNA com cadeias leves entremeadas em cadeias pesadas. c) dispersiva, produzem-se novas fitas-duplas de DNA com cadeias leves intercaladas em cadeias pesadas. x d) semiconservativa, as novas fitas-duplas de DNA ficam mais leves que a fita-dupla original. e) semiconservativa, formam-se novas fitas-duplas de DNA apenas com cadeias leves. 20. (UFPA) A fotossíntese realizada pelas plantas trans- forma água e CO2 em açúcares. Os açúcares produ- zidos são utilizados na síntese de todas as substân- cias orgânicas necessárias ao seu metabolismo, e, entre essas substâncias, destacam-se os ácidos nu- cleicos (RNA e DNA), que são constituídos de a) pentoses e trioses. b) hexoses e bases nitrogenadas. c) bases nitrogenadas e trioses. x d) pentoses e bases nitrogenadas. e) hexoses e fosfato. 21. (UFU – MG) Analise a figura abaixo que representa a ocorrência de importantes processos biológicos nas células. I IV III Códon II
  • CadernodeAtividades 16 Faça o que se pede. a) Quais processos biológicos estão representados na figura? Síntese de Proteínas b) Identifique as estruturas assinaladas pelos números I, II, III, IV. I- DNA II- RNA mensageiro III- Ribossomo IV- Cadeia polipeptídica, polipeptídeo ou proteína. c) Quais são as diferenças entre as estruturas assinaladas pelos números I e II? DNA (I): fita ou cadeia dupla de nucleotídeos, possui o açúcar desoxirribose, suas bases nitrogenadas são: A, T, C, G. RNA (II): fita ou cadeia simples de nucleotídeos, seu açúcar é a ribose e suas bases nitrogenadas são: A, U, C, G. d) Quetipo(s)deorganismo(s),classificado(s)quantoàpresençadoenvoltórionuclear,está/estãorepresentado(s) no processo esquematizado na figura? Justifique. O esquema representa uma síntese de proteínas que ocorre em procariotos, que são organismos que não possuem membrana nuclear. Isso ocorre porque no esquema analisado o DNA não está envolto pela membrana nuclear e a síntese de mRNA ocorre no citoplasma com uma concomitante síntese de proteínas. Observa-se também que a transcrição é simultânea à tradução e não há processamento do RNA. 22. (UERJ) Uma mutação em uma célula dá origem a um códon de terminação UAG na porção central de um RNA mensageiro que codifica uma determinada proteína. Uma mutação em outro gene dessa mesma célula leva à alteração de uma base nitrogenada no anticódon do RNA transportador (RNAt) da tirosina. Essa alteração faz o RNAt reconhecer o códon UAG como sendo da tirosina e a continuar a transportá-la normalmente.
  • Biologia 17 Identifique a trinca de bases do DNA que originou o anticódon mutado e indique como a presença desse RNAt alterado pode interferir nas estruturas primárias das proteínas sintetizadas a partir de genes normais. TAG. A presença do códon de terminação UAG fará com que as proteínas sintetizadas a partir de RNAs mensageiros normais apresentem pelo menos um aminoácido a mais em sua estrutura primária. 23. (UFMS) Analise os processos A, B e C, conforme esquema abaixo, relacionados aos eventos celulares de síntese de DNA, RNA e proteínas. Sobre tais processos, é correto afirmar: DNA B A C DNA RNAm + RNAt + RNAr + aminoácidos polipeptídios 01) O processo A corresponde à tradução. 02) O processo B corresponde à replicação (duplicação). x 04) O processo C corresponde à tradução. x 08) O processo B corresponde à transcrição. x 16) O processo A corresponde à replicação (duplicação). No evento representado em A, DNA produz DNA, esse evento é a replicação ou duplicação do material genético. Em B, DNA pro- duz os diversos tipos de RNA, processo chamado de transcrição. Em C, os RNA apresentados, associados aos aminoácidos, fazem o processo de síntese de proteínas (peptídios ou polipeptídios), processo denominado tradução. 32) O processo C corresponde à transcrição. Anotações
  • CadernodeAtividades 18 1. Os seres vivos, com exceção dos vírus, apresentam como característica comum a presença da estrutura celular. Sobre o assunto relacionado à Biologia celular, responda às questões que se seguem: a) De acordo com a complexidade estrutural, quais são os dois principais tipos de células? Eucariontes e procariontes. b) Como são as células dos indivíduos pluricelulares? São células diferenciadas que realizam diferentes tipos de funções. c) Qual é a principal diferença entre uma célula procariótica de uma eucariótica? As células procarióticas não apresentam membrana delimitando o núcleo (carioteca) e nem organelas membranosas, as células eucarióticas possuem carioteca e organelas membranosas. d) Como é o DNA das células procarióticas e onde está localizado? É uma molécula circular e está localizado em uma região chamada de nucleoide. e) Onde está localizado o DNA das células eucarióticas? Está delimitado por uma membrana, a carioteca, num local chamado de núcleo. 2. Para a finalidade de estudos, os seres vivos são agrupados, em várias categorias taxonômicas (táxons), incluindo Reinos. Sobre o assunto, responda: a) Quais são os três critérios utilizados para o agrupamento dos seres vivos em 5 Reinos diferentes? O número de células, célula procariótica ou eucariótica, e forma de nutrição. b) Quais são os principais Reinos utilizados para agrupar os seres vivos? Cite um exemplo de cada Reino. Monera (bactérias), Protista (protozoários), Fungi (fungos), Plantae (plantas) e Animalia (animais). 3. Sobre as células, analise as afirmações a seguir e assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas. ( V ) As bactérias apresentam célula procariótica. ( F ) Cápsula, fímbrias e mesossomo são estruturas presentes na célula vegetal. ( F ) As células animais apresentam parede celular. ( V ) As enzimas respiratórias das bactérias se localizam no mesossomo. ( V ) Tanto as células animais quanto as células vegetais apresentam carioteca. ( F ) Mitocôndrias, complexo golgiense, retículo endoplasmático e membrana plasmática são estruturas comuns às células procarióticas e eucarióticas. Biologia celular
  • Biologia 19 4. (UFPA) Após anos de viagem, uma sonda espacial retorna à Terra com amostras colhidas do solo de um planeta distante. Durante a análise de uma das amostras, constatou-se a presença de seres vivos unicelulares com capacidade de produzir compos- tos orgânicos a partir de compostos inorgânicos e luz, e material genético (DNA) disperso na porção líquida envolvida por uma membrana lipídica. Na Terra, esses seres seriam enquadrados no grupo a) Plantae. b) Animalia. c) Fungi. d) Vírus. x e) Monera. 5. (UFMS) Observe as figuras A e B, que são represen- tações de dois organismos distintos, e assinale a alternativa correta. Figura A Figura B a) A Figura A representa um organismo eucarionte, e a Figura B representa um organismo procarion- te. Apresentam diferença na forma. Em B, há a presença de membrana nuclear e cloroplasto. Em A, as enzimas responsáveis pelo processo de respiração localizam-se na mitocôndria. b) A Figura A representa um organismo eucarionte, e a Figura B representa um organismo procarion- te. Apresentam diferença no tamanho. Em B, há a presença de membrana plasmática e organe- las citoplasmáticas. Em A, as enzimas responsá- veis pelo processo de respiração localizam-se na membrana plasmática. x c) A Figura A representa um organismo procarion- te, e a Figura B representa um organismo euca- rionte. Apresentam diferença no tamanho. Em B, há a presença de membrana nuclear e organelas citoplasmáticas. Em A, as enzimas responsáveis pelo processo de respiração localizam-se na membrana plasmática. d) A Figura A representa um organismo procarion- te, e a Figura B representa um organismo euca- rionte. Apresentam diferença na forma. Em B, há a presença de membrana nuclear e cloroplastos. Em A, as enzimas responsáveis pelo processo de respiração localizam-se no núcleo. e) A Figura A representa um organismo proca- rionte, e a Figura B representa um organismo eucarionte. Apresentam diferença no tamanho. Em B, há a presença de membrana plasmática e mitocôndrias. Em A, as enzimas responsáveis pelo processo de respiração localizam-se no ci- toplasma. 6. (UNEMAT – MT) Um aluno recebeu uma lâmina para ser examinada ao microscópio, a fim de iden- tificar a que organismo o material pertencia. As ca- racterísticas que o aluno analisou são apresentadas na tabela abaixo, onde ( + ) representa a presença e ( - ) representa a ausência da característica. Componente celular Resultado Parede celular – Mitocôndrias + Cloroplasto – Retículo endoplasmático + Núcleo + Assinale a alternativa correta que indica o organis- mo a que pertence o material analisado. a) vírus b) bactéria c) fungo x d) animal e) vegetal Pela ausência da membrana nuclear, pode-se caracterizar a figura A como uma célula procariota, provavelmente uma bactéria. A figura B apresenta a membrana nuclear e demais organelas membranosas, caracterizando uma célula eucariota. A ausência de parede celular e de clo- roplastos descarta a possibilidade de se tratar de uma célula vegetal, bacteriana ou de um fungo. Como vírus não possui estrutura celular, a única célula possível seria a animal.
  • CadernodeAtividades 20 7. (UFJF – MG) Antibióticos do grupo das penicilinas têm sido usados no combate às doenças bacterianas. Sobre as bactérias, é CORRETO afirmar que são classificadas como: a) procariontes, pois não possuem parede celular. b) eucariontes, devido à presença de carioteca (envoltório nuclear). c) eucariontes, porque fazem respiração celular. x d) procariontes, pois não possuem sistema de endomembranas. e) eucariontes, devido à ausência de citoesqueleto. 8. Atualmente mais de 60 000 pessoas estão na fila de transplantes no Brasil. Mesmo que todos sejam atendidos, uma parcela de pacientes ainda não terá a sua vida transformada, pois há o risco de rejeição. Qual a parte da célula que provoca a rejeição tecidual? Que função desempenha? Glicocálix. Realiza o reconhecimento celular. 9. Os cientistas estadunidenses Seymour Jonathan Singer e Garth Nicholson propuseram, em 1972, um modelo dinâmico para explicar o funcionamento das membranas celulares. a) Qual é o nome do modelo proposto por esses cientistas? Mosaico Fluido b) Qual a função da membrana celular? Manter a composição química da célula, mesmo que seja diferente do meio em que se encontra, por isso a membrana seleciona a entrada e saída de substâncias (permeabilidade seletiva). c) Utilize a imagem abaixo e identifique os componentes da membrana celular: Os seguintes componentes devem ser indicados: fosfolipídios, proteínas periféricas, proteínas integrais, glicocálix (carboidratos). d) Qual propriedade dos fosfolipídios justifica a apresentação desses compostos em duas camadas? Os fosfolipídios apresentam duas partes distintas da molécula: a cabeça é formada pelo grupo fosfato e possui características hidrofílicas – com afinidade pela água – e a cauda é formada por duas cadeias de ácidos graxos e é hidrofóbica – repele a água.
  • Biologia 21 10. Considere que um determinado medicamento tem a sua ação desencadeada na membrana celular e assinale a única alternativa que indica um componente em que o medicamento não possa agir: a) Camada fosfolipídica     x b) Ácido nucleico        c) Proteínas integrais d) Glicocálix         e) Proteínas periféricas 11. (UFC – CE) Que processo, provavelmente, estaria ocorrendo em grande extensão, em células cuja membrana celular apresentasse microvilosidades? a) Detoxificação de drogas.     b) Secreção de esteroides.      c) Síntese de proteínas. d) Catabolismo.        x e) Absorção. 12. (UECE) Sabe-se que no transporte de substâncias através da membrana plasmática: 1) Certos íons são conservados com determinadas concentrações dentro e fora da célula, com gasto de energia. 2) Caso cesse a produção de energia, a tendência é de distribuírem-se homogeneamente as concentrações destes íons. As frases 1 e 2 referem-se, respectivamente, aos seguintes tipos de transporte: a) difusão facilitada e osmose     x b) transporte ativo e difusão simples c) transporte ativo e osmose     d) difusão facilitada e difusão simples 13. (UEL – PR) Hemácias humanas possuem em sua membrana plasmática proteínas e glicídios que atuam no pro- cesso de reconhecimento celular dos diferentes tipos de sangue pertencentes ao sistema A-B-O. Tais moléculas vão ajudar a compor uma região denominada: x a) Glicocálix    b) Citoesqueleto    c) Desmossomo    d) Microvilosidade    e) Parede celular 14. A membrana celular pode apresentar adaptações especiais que garantam maior absorção ou adesão. Desenhe duas células do epitélio intestinal e indique as três principais especializações da membrana: microvilosidades, desmossomos e interdigitações. Em seguida, complete com a função de cada uma: Desmossomos: são formações proteicas que aumentam a aderência entre as células. Interdigitações: são projeções laterais da membrana e também atuam para manter a união entre duas células vizinhas. Microvilosidades: são projeções especializadas em aumentar a superfície de absorção. Estão presentes em tecidos que absorvem substâncias, como as células intestinais. 15. As trocas entre a célula e o meio podem ocorrer por transporte ativo ou passivo. Diferencie essas duas formas de transporte: O transporte ativo ocorre com gasto de energia e o passivo não. 16. Íons podem atravessar a membrana plasmática diretamente, por poros ou com a ajuda de proteínas carreadoras, porém esses mecanismos não podem ser aplicados em grandes moléculas. Como a célula realiza a incorporação de moléculas maiores? Por meio de vesículas (englobamento), em um processo conhecido como endocitose.
  • CadernodeAtividades 22 SoluçãoASoluçãoBSoluçãoC 17. Um laboratorista foi diluir o sangue de um paciente para dar continuidade aos exames. Em sua frente, havia três soluções: A – água destilada, B – solução de NaCℓ a 0,9% e C – solução de NaCℓ a 3,0%. a) Explique o que aconteceria com os glóbulos vermelhos em cada uma das soluções e, em seguida, ilustre o aspecto dessas células: Solução A: É hipotônica, nessa situação a hemácia tende a absorver água até que ocorra a hemólise (rompimento da membrana celular). Solução B: É isotônica, por isso as hemácias manteriam seu aspecto normal. Solução C: É hipertônica, a célula tende a perder água para o meio e murchar (crenação). b) Que tipo de transporte está envolvido na situação descrita? Osmose. 18. Sobre os diferentes tipos de transporte que ocorrem na célula, complete a tabela com as informações que faltam: Nome do transporte Contraouafavordo gradientedeconcentração Funcionamento Transporte passivo Difusão simples A favor Passagem do soluto atra- vés de poros ou direta- mente na membrana. Difusão facilitada A favor Depende da ação de proteínas transportadoras. Osmose Contra Passagem da água por uma membrana semipermeável. Transporte ativo Bomba de sódio e potás- sio Contra Bombeamento de sódio para fora da célula e de potássio para dentro, por meio das proteínas transportadoras. Transporte de macromolé- culas Fagocitose — Englobamento de partícu- las sólidas. Pinocitose — Englobamento de partícu- las líquidas.
  • Biologia 23 19. As células que formam os órgãos e tecidos do corpo humano podem ser altamente especializadas, sendo assim, o citoplasma dessas células pode apresentar uma determinada organela em maior quantidade, dependendo da função que elas exercem. Considere estes dois tipos de células: I. Célula caliciforme, encontrada em epitélio mucoso. II. II. Hepatócito As organelas que predominarão nessas células são: a) Lisossomos e complexo golgiense b) Retículo endoplasmático granuloso e peroxissomos c) Peroxissomos e lisossomos x d) Complexo golgiense e retículo endoplasmático não granuloso e) Retículo endoplasmático não granuloso e retículo endoplasmático granuloso 20. (UNIFOR – CE) Durante a metamorfose dos sapos, a cauda desaparece ao mesmo tempo que seus constituintes celulares são digeridos. A organela celular que participa ativamente desse processo é: a) o centríolo.    b) o lisossomo.    X c) o golgiossomo.    d) o ribossomo.    e) a mitocôndria. 21. Um aluno estava analisando a imagem de uma célula animal, obtida por meio de microscopia eletrônica. Ele, então, anotou as seguintes características: Presença de parede celular, núcleo, mitocôndrias e retículo endoplasmático bem desenvolvido. Identifique o erro cometido pelo estudante e cite outros componentes celulares que poderiam ser encontrados. A célula animal não possui parede celular. Lisossomos e complexo golgiense poderiam ser encontrados no citoplasma de uma célula animal. 22. A célula é a unidade da vida e nela se encontram todos os componentes necessários às funções vitais. a) Analise a imagem de uma célula animal e identifique as estruturas: Vesícula secretora Complexo golgiense Hialoplasma Núcleo Lisossomo Retículo endoplasmático
  • CadernodeAtividades 24 b) Identifique a função das estruturas indicadas anteriormente: Núcleo: comando celular. Lisossomo: Possui enzimas digestivas que atuam na degradação de compostos intra e extracelulares. Vesícula secretora: Carrega substâncias produzidas pela célula. Retículo endoplasmático: Rede de canais que transporta substâncias. Pode produzir lipídios e degradar substâncias nocivas (desinto- xicação). Em conjunto com os ribossomos realiza a síntese proteica. 23. A silicose é um doença pulmonar provocada pela inalação de pequenas partículas de sílica presentes no ar, já a artrite reumatoide é uma inflamação que acomete as articulações. Essas duas doenças são consideradas auto- -imunes e têm como principal causa a ação degenerativa causada por uma organela. Identifique e explique a função e estrutura dessa organela. Lisossomos. São vesículas formadas no complexo golgiense e contêm enzimas digestivas. 24. (UDESC) No esquema abaixo, as setas 1, 2, 3, 4, 5 e 6 indicam as estruturas de uma célula eucarionte. Com base no esquema, analise as afirmativas. I. O complexo golgiense, indicado pelo número 4, recebe vesículas cheias de proteínas do retículo endoplasmáti- co liso. II. O número 6 indica os polirribossomos, que são grupos de ribossomos unidos por uma molécula de RNA men- sageiro. III. O retículo endoplasmático liso, indicado pelo número 1, é responsável pela síntese de proteínas. IV. O número 5 indica a mitocôndria, que tem como função a respiração celular. V. O número 3 indica a membrana plasmática, que é com- posta por vários fosfolipídios que se organizam em uma dupla camada constituída pelas proteínas mergulhadas (proteínas integrais) e pelas proteínas aderidas (proteí- nas periféricas) nessas camadas. Assinale a alternativa correta. x a) Somente as afirmativas II, IV e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras. c) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, III e V são verdadeiras. e) Somente as afirmativas I, II, IV e V são verdadeiras. 1 6 2 3 4 5
  • Biologia 25 25. (UNIFESP) Muitas gelatinas são extraídas de algas. Tais gelatinas são formadas a partir de polissacarídeos e pro- cessadas no complexo golgiense sendo, posteriormente, depositadas nas paredes celulares. a) Cite o processo e as organelas envolvidos na formação desses polissacarídeos: Os açúcares são produzidos pelos cloroplastos durante a fotossíntese. Depois, seguem pelo retículo endoplasmático até o complexo golgiense onde serão armazenados e modificados. b) Considerando que a gelatina não é difundida através da membrana da célula, explique sucintamente como ela atinge a parede celular: O complexo golgiense libera os polissacarídeos em vesículas, que se fundem à membrana e seguem para serem depositados na parede celular: 26. O que aconteceria a uma célula se dela fossem tirados todos os ribossomos? Todo o retículo endoplasmático seria liso e a célula deixaria de realizar a síntese proteica. 27. A respiração celular acontece para que possamos aproveitar a energia química contida nas moléculas alimen- tares absorvidas pelas células. Assinale a alternativa que demonstra, de forma simplificada, os elementos desse processo: a) Glicose + Gás carbônico à Oxigênio + Água + Energia b) Água + Energia + Oxigênio à Glicose + Gás carbônico c) Glicose + Oxigênio + Energia à Gás carbônico + Água x d) Glicose + Oxigênio à Gás carbônico + Água + Energia e) Gás carbônico + Energia à Oxigênio + Água + Glicose 28. Faça um esquema de uma mitocôndria, organela responsável pela respiração celular, e indique os seus componentes. membrana interna membrana externa DNA cristas ribossomos grânulos matriz espaço intermembranoso partículas sintetizadoras de ATP
  • CadernodeAtividades 26 29. (EMESCAM – ES) Um casal tem um filho vítima da Neuropatia Óptica Hereditária de Leber, uma doença causada por mutações do DNA mitocondrial, caracterizada pela redução da capacidade das mitocôndrias de realizar a fosforilação oxidativa e de gerar ATP. Um geneticista, ao ser consultado pelo casal, afirmou que a doença fora transmitida à criança pela mãe, isentando o pai de qualquer possibilidade de ser ele um dos responsáveis pela transmissão da anomalia. Explique por que o especialista atribuiu à mãe da criança a herança genética da ma- nifestação: Durante a fecundação, somente a cabeça do espermatozoide penetra no ovócito secundário, deixando as mitocôndrias fora do gameta feminino. A consequência disso é que o zigoto será formado somente com as mitocôndrias maternas (pode haver a presença de mito- côndrias paternas, porém esse evento é raro). 30. Explique a origem das mitocôndrias de acordo com a teoria endossimbiôntica e cite pelo menos duas caracte- rísticas presentes nessa organela que reforçam essa hipótese: Segundo essa teoria, as mitocôndrias teriam surgido pela associação simbiótica da célula primitiva com bactérias aeróbicas. As caracte- rísticas que reforçam essa hipótese são: capacidade de autoduplicação, DNA independente do DNA nuclear, capacidade própria de síntese proteica e estrutura geral semelhante às bactérias primitivas. 31. (UERJ) Em um experimento, foram removidas as membranas externas de uma amostra de mitocôndrias. Em seguida, essas mitocôndrias foram colocadas em um meio nutritivo que permitia a respiração celular. Uma das curvas do gráfico abaixo representa a variação de pH desse meio nutritivo em função do tempo de incubação. Identifique a curva que representa a variação de pH do meio nutritivo no experimento realizado. Justifique sua resposta. pH 0 tempo z y x w Curva Z. Os íons H+ se acumulam nas cristas mitocondriais onde participam da cadeia respiratória, sem as membranas esses íons irão se acumular no meio nutritivo, aumentando a acidez.
  • Biologia 27 32. Analise o esquema que representa a respiração celular e identifique as seguintes etapas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória: Hialoplasma Ácido pirúvico Ciclo de Krebs Glicólise 2 ATP 2NADH2 2 NADH 2FADH2 2 ATP 6 ATP 6 ATP 18 ATP Total: 38 ATP 4 ATP 2 ATP 2ATP Mitocôndria Acetil - CoA 22 6NADH2 CADEIA RESPIRATÓRIA a) Com base no esquema e em seu conhecimento, identifique em qual(is) etapa(s) ocorre(m) os seguintes even- tos: • Reações no hialoplasma: glicólise • Reações na mitocôndria: ciclo de Krebs e cadeia respiratória • Degradação da glicose: glicólise • Uso do oxigênio: cadeia respiratória • Produção de CO2 : glicólise e ciclo de Krebs • Produção de água: cadeia respiratória • Maior produção de ATP: cadeia respiratória b) Qual a função das substâncias: NAD+ e FAD+ ? São transportadores de hidrogênios. c) Qual a diferença entre a energia presente no ATP e nos nutrientes (como os lipídios e carboidratos)? A energia do ATP pode ser utilizada de forma mais fácil e rápida e nos nutrientes a energia está armazenada e o acesso depende de mais processos metabólicos.
  • CadernodeAtividades 28 33. A fermentação representa um processo anaeróbio de produção de ATP. Diferencie os dois tipos de fermentação e explique em que situações ocorrem: A fermentação alcoólica e láctica têm reações idênticas à da glicólise, etapa da respiração celular que não usa o oxigênio. A fermentação alcoólica produz álcool etílico e ocorre, principalmente, em leveduras – fungos unicelulares. A fermentação láctica produz ácido láctico e ocorre em lactobacilos e nas células musculares. 34. A pigmentação das plantas está armazenada em estruturas chamadas de plastos. Todos os plastos são origi- nados de proplastídios, se a planta permanece no escuro, os proplastídios não se organizarão para formar os cloroplastos e darão origem somente a plastos não clorofilados. Sobre esse tema, responda: a) O que aconteceria com uma planta em que os cloroplastos não se desenvolvem? A planta não cresce como deveria, fica encurvada e amarelada, ou seja, a planta não produz os nutrientes necessários ao bom desenvolvimento. b) Além dos cloroplastos, que outros tipos de plastos os proplastídios podem originar? Leucoplastos (sem pigmentos), como os amiloplastos, proteoplastos e oleoplastos. Outros tipos de cromoplastos com pigmentação vermelha, amarela, alaranjada ou parda. 35. (UFG – GO) Em 13 de abril, durante a sua visita à Fazenda Sossego, Darwin descreve em seu diário de bordo: A mandioca também é cultivada em larga escala. To- das as partes dessa planta são úteis: os cavalos comem as folhas e talos, e as raízes são moídas em polpa que, quando prensada, seca e assada, dá origem à farinha, o principal componente da dieta alimentar no Brasil. É curioso, embora muito conhecido, o fato de que o suco extraído dessa planta altamente nutritivo é mui- to venenoso. Há alguns anos, uma vaca morreu nesta fazenda, depois de ter bebido um pouco desse suco. A planta descrita por Darwin possui glicosídeos cianogênicos que, ao serem hidrolisados, liberam ácido cianídrico (HCN). O HCN possui alta afinida- de por íons envolvidos no transporte de elétrons, como ferro e cobre. Assim, a morte do animal cita- da no texto foi decorrente do bloqueio, pelo HCN: a) do ciclo de Calvin.    b) do ciclo de Krebs. x c) da cadeia respiratória.   d) da glicólise. e) da fotofosforilação. 36. (MACKENZIE – SP) Relativamente à organela celular representadanafiguraaseguir,écorretoafirmarque: a) é formada por uma membrana simples, com in- vaginações chamadas lamelas. b) está ausente nas células animais, sendo exclusiva de vegetais. c) apresenta enzimas responsáveis pela quebra de glicose para produção de ATP. x d) possui vesículas membranosas em forma de disco, os tilacoides, com pigmento para absorção de luz. e) é visível somente ao microscópio eletrônico.
  • Biologia 29 37. Faça um esquema da equação geral da fotossíntese: 12 H2 0 + 6 CO2 -----> C6 H12 O6 + 6 H2 0 + 6 O2 38. O que aconteceria com uma planta se ela fosse iluminada somente com luz verde? A planta morreria, isso aconteceria porque as folhas da planta absorvem algumas cores e refletem o verde. Nessa situação, a planta não iria absorver nenhuma cor. O ideal é que a planta seja iluminada com luz branca (como a luz solar), que contém todo o espectro. 39. Considerando a imagem do espermatozoide, indique as partes que são originadas do complexo golgiense e dos centríolos: Flagelo (centríolo) Mitocôndrias Núcleo Acrossomo (complexo golgiense) Cabeça 40. Indique a função das seguintes formações, que dependem dos centríolos e da tubulina, principal componente dessa organela: Áster: Orientação do fuso mitótico . Cílios e Flagelos: Locomoção das células e deslocamento de partículas e impurezas . 41. (PUC – RIO) O esquema a seguir representa uma das etapas de um processo biológico fundamental para a ma- nutenção dos ecossistemas. O processo em questão é: a) desnitrificação por bactérias do solo. b) respiração de células eucarióticas. x c) fase química da fotossíntese. d) fase intermediária da fermentação. e) metanogênese de extremófilas. N AD PH 2 ATPADP + Pi O2 (CH2 O) +H2 O N AD P PAULINO,W. R. Biologia Atual,Volume 1, 1992
  • CadernodeAtividades 30 42. (UFJF – MG) Indivíduos que fazem musculação podem apresentar células musculares com nucléolo maior do que o de indivíduos sedentários. Esse fenômeno ocorre porque a musculação aumenta: x a) a necessidade de ribossomos, que têm suas subunidades montadas no nucléolo. b) a necessidade de glicose, que é ressintetizada no nucléolo. c) a síntese de proteínas, que ocorre no nucléolo. d) a produção de ácido lático, que é degradado no nucléolo. e) o tamanho das células e, consequentemente, aumenta a necessidade de lipídios de membrana, que são sin- tetizados no nucléolo. 43. (UFMS) Um clone de mamífero foi obtido, em laboratório de biotecnologia, retirando-se o núcleo de uma célula somáticadeumanimaladulto(animal1)eintroduzindo-o(somenteonúcleo)emumóvuloenucleado(óvulocom o material genético nuclear removido) de um outro animal (animal 2). O embrião obtido foi transferido para o útero de um terceiro animal (animal 3), o qual se desenvolveu até o nascimento, originando o animal clonado (animal 4). Em relação ao DNA, nuclear e mitocondrial, do animal clonado, assinale a(s) proposição(ões) correta(s): 01) O DNA nuclear do animal 4 é igual ao do animal 2. x 02) O DNA mitocondrial do animal 4 é igual ao do animal 2. x 04) O DNA nuclear do animal 4 é igual ao do animal 1. 08) O DNA mitocondrial do animal 4 é igual ao do animal 3. 16) O DNA nuclear do animal 4 é igual ao do animal 3. 32) O DNA mitocondrial do animal 4 é igual ao do animal 1. Soma: 06 44. O aborto espontâneo pode acontecer por mutações cromossômicas, por isso é indicado que, em caso de perda, seja realizada a análise do cariótipo. Analise o cariograma abaixo, obtido por meio da preparação de células em divisão celular de um feto natimorto: 1 6 13 19 20 21 22 x y 14 15 16 17 18 2 7 3 8 4 9 5 10 11 12 a) Analise o cariograma e identifique o sexo do feto: Feminino
  • Biologia 31 b) Como esse cariograma poderia ser representado? 44A+ XX ou 46, XX . c) Nesse caso, o cariograma serviu para elucidar a causa do aborto? Não. O médico só poderia afirmar o sexo do bebê; como o cariograma está normal, a perda deve ter ocorrido por outro motivo. d) Quais os quatro tipos de cromossomos que geralmente podem ser identificados em um cariograma? Metacêntrico, submetacêntrico, acrocêntrico e telocêntrico. e) Qual o critério utilizado para classificar os cromossomos? A posição do centrômero. 45. Considere a imagem que demonstra a organização do núcleo interfásico e cite a função e os componentes que formam cada estrutura sublinhada. Poromembrana externaEnvoltório nuclear membrana interna Retículo endoplasmático granuloso Nucleoplasma Nucléolo Cromatina Ribossomos Envoltório nuclear: Tem a função de delimitar o espaço do núcleo. É formado por duas membranas e apresenta diversos poros. Cromatina: É formada por longos filamentos de DNA , associado às histonas. Transmite as informações necessárias à produção de proteínas. Nucléolo: É formado por RNA ribossômico e coordena a produção de diferentes tipos de RNA, incluindo o RNA mensageiro, que leva as informações do DNA ao ribossomo. Nucleoplasma: É composto por proteínas, sais minerais e outras substâncias. É o meio onde se encontra a cromatina e o nucléolo, sendo o local de inúmeras reações.
  • CadernodeAtividades 32 46. (UFOP – MG) Nas preparações histológicas de rotina, dois corantes são amplamente utilizados: a HEMATOXILINA, um corante de caráter básico que cora estruturas celulares de caráter ácido, e a EOSINA, um corante de caráter ácido que cora estruturas celulares de caráter básico, como, por exemplo, as mitocôndrias. Em uma célula com alta atividade metabólica e de síntese de proteínas, qual desses corantes irá corar o núcleo e qual deles irá corar o citoplasma da célula? Por quê? A hematoxilina cora estruturas ácidas, como o núcleo das células (pela presença do DNA) e outras porções ricas em RNA. Células com alta atividade metabólica também possuem grande atividade proteica, portanto o retículo endoplasmático granuloso poderia ser cora- do com a hematoxilina também. A eosina cora o citoplasma, que geralmente possui pH básico. 47. Na década de 40 do século passado, o cientista Murray Barr e seus colaboradores analisaram inúmeras células de gata e perceberam a presença de uma região condensada. A hipótese que levantaram é que se tratava de um cromossomo condensado, o cromossomo X que, por se apresentar em duplicidade, pode permanecer inativo. O corpúsculo de Barr ainda é uma técnica utilizada para auxiliar o diagnóstico do sexo, porém existe uma situação em que indivíduos do sexo masculino apresentam o corpúsculo. Que situação é essa? Indivíduos portadores da síndrome de Klinefelter (44A + XXY). Anotações
  • Biologia 33 1. (UNIMONTES – MG) Organelas são estruturas com funções especializadas, suspensas no citoplasma das células vivas. A figura a seguir apresenta algumas organelas celulares. Observe-a. trans cis III III IV tripletes de microtúbulos 505 305 Considerando a figura ao lado e o assunto abordado, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa COR- RETA. x a) A estrutura I atua em divisões celulares e não está presente em células procariontes. b) II representa o centro de informação genética das células. c) A produção de proteínas pelas células está relacionada à estrutura III. d) IV é responsável pelos processos de secreção e movimentação celular. 2. (PUCPR) ATeoria Celular afirma que todos os seres vivos são formados por células que provêm de outras células. Portanto, todas as células apresentam um Ciclo Celular que corresponde ao processo básico de formação de novas células eucariontes. Assim, ele inclui a Intérfase e a Mitose. Assinale a opção que indica CORRETAMENTE a sequência dos períodos do Ciclo Celular: I. Período G1 (Caracterizado pela intensa síntese de RNA e aumento do citoplasma). II. Divisão Celular (Mitose propriamente dita). III. Período S (Caracterizado pela duplicação do conteúdo de DNA). IV. Período G2 (Caracterizado pela discreta síntese de proteínas e RNA). x a) I, III, IV e II X b) IV, III, I e II c) II, III, I e IV d) II, III, IV e I e) I, II, III e IV Divisão celular
  • CadernodeAtividades 34 3. Nosso corpo se renova constantemente e milhares de células são produzidas por dia. Analise as imagens que demonstram o processo de divisão que ocorre nas células e faça o que se pede: 1 2 3 4 5 6 • Caracterize e nomeie cada uma das fases da mitose. Etapa 1: Prófase Início da condensação dos cromossomos e dissolução do nucléolo. O envoltório nuclear se fragmenta. Etapas 2 e 3: Metáfase Migração dos cromossomos para a região equatorial da célula, cromossomos condensados. Filamentos do fuso se ligam aos centrômeros (aparelho mitótico). Etapa 4 Anáfase Divisão dos centrômeros e separação das cromátides. Etapas 5 e 6 Telófase Cromossomos se despiralizam. Organização do envoltório nuclear e do nucléolo. Por último ocorre a citocinese, com a separação das células-filhas. 4. Diferencie a mitose e a meiose, preenchendo o quadro comparativo a seguir: Mitose Meiose Carga genética da célula original 2n 2n Resultado (número de células e carga genética) Duas células 2n Quatro células n Tipo de célula em que ocorre Células somáticas e como forma de reprodução assexuada em alguns seres. Células formadoras de gametas e esporos.
  • Biologia 35 5. Na meiose, além da separação independente dos cromossomos, outro evento celular constitui importante fonte de variabilidade genética em espécies com reprodução sexuada. Que evento é esse? Explique em que fase e como ocorre esse evento: Crossing-over. Ocorre na prófase I (paquíteno). O emparelhamento cromossômico permite a aproximação das cromátides, ocorrendo a troca de segmentos. 6. Qual é o tipo de divisão celular que permite a reprodução sexuada? Como se chama o processo de produção de gametas nos animais? A divisão celular é a meiose e a produção de gametas se chama gametogênese. Anotações
  • CadernodeAtividades 36 1. Nos seres humanos, como são chamados as gônadas e os gametas masculinos e femininos? Gônadas: ovários e testículos. Gametas: espermatozoides e óvulos. 2. O que é a espermatogênese? Descreva resumidamente como ela ocorre, citando o nome das células envolvidas e o número de seu genoma: É a produção de espermatozoides pelo sexo masculino. Ocorre no interior dos testículos. As espermatogônias (2n) se desenvolvem e multiplicam dando origem aos espermatócitos primários (2n) que sofrem meiose e se transformam em espermatócitos secundários (n), que por sua vez sofrem a segunda divisão meiótica e dão origem às espermátides (n) que se diferenciam (espermiogênese) posteriormente em espermatozoides (n). 3. No final do processo de gametogênese, uma espermatogônia forma quantos espermatozoides? E uma ovogô- nia forma quantos óvulos? Uma espermatogônia forma 4 espermatozoides e uma ovogônia forma 1 óvulo. 4. Durante a ovogênese, a partir do sétimo mês de vida intrauterina, os ovócitos primários interrompem a meiose. Em que fase da meiose ocorre essa interrupção e como ela é chamada? A interrupção ocorre no final da prófase I da meiose I e é chamada de dictióteno. 5. Afiguraabaixorepresentaumimportantefenômenoqueocorrenocorpohuma- no do sexo masculino. Analise-a e responda às questões que se seguem: a) Qual fenômeno é representado no esquema? Em que local ocorre? Espermatogênese. Ocorre nos testículos. b) Quais são os nomes das fases indicadas em I, II, III e IV? I: Fase de multiplicação II: Fase de crescimento III: Fase de maturação IV: Fase de diferenciação Embriologia 1 2 incontáveis divisões I II III 3 IV 4 5
  • Biologia 37 c) Quais são as células representadas de 1 a 5? 1: espermatogônia 2: espermatócito primário 3: espermatócito secundário 4: espermátides 5: espermatozoides d) Quais são as células diploides representadas no esquema? 1e 2, espermatogônia e espermatócito primário e) Quais são as células haploides representadas no esquema? 3, 4 e 5, espermatócito secundário, espermátides, espermatozoides. 6. O esquema a seguir representa outro fenômeno importantíssimo do corpo humano, que ocorre exclusivamente no sexo feminino. Analise-o e responda às questões que seguem: I II III 1 2 3 4 5 numerosas mitoses a) Qual fenômeno é representado no esquema? Ovulogênese. b) O fenômeno representado no esquema ocorre em que parte do organismo? Ovários. c) IndiqueaquefasescorrespondemaschavesI,IIeIII: I: fase de multiplicação II: fase de crescimento III: fase de maturação
  • CadernodeAtividades 38 d) Indique os nomes das células representadas de 1 a 5: 1: ovogônias 2: ovócito primário 3: ovócito secundário 4: óvulo 5: glóbulos primários e) Indique os números das células diploides repre- sentadas no esquema: 1 e 2. f) Quais os números que indicam as células haploi- des no esquema? 3 e 4. 7. (UTFPR) A gametogênese é um processo de forma- ção de gametas que participam dos processos de reprodução sexuada dos seres vivos. Este processo permite a recombinação genética e, consequente- mente, a variabilidade genética dos descendentes, tão importante para a perpetuação das espécies. Assinale a alternativa INCORRETA sobre este assunto. a) Nos mamíferos, o gameta feminino é uma célula grande e imóvel cujo citoplasma aumenta du- rante a gametogênese. x b) De cada espermatogônia que inicia o processo de espermatogênese, formam-se oito esperma- tozoides. c) Na ovulogênese, a partir de cada ovogônia, for- mam-se, ao final do processo, três glóbulos po- lares e apenas um óvulo. d) Osgametassãocélulashaploides,decujafecunda- ção forma-se o zigoto, que é uma célula diploide. e) Na formação dos espermatozoides, ocorre uma etapa de diferenciação celular, na qual não ocor- re nem mitose e nem meiose. 8. Analise as informações que se seguem e assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas: ( F ) Os homens possuem apenas uma gônada, en- quanto as mulheres apresentam duas. ( V ) Estrógeno e progesterona são hormônios sexu- ais femininos. ( V ) A primeira menstruação é chamada de menarca. ( F ) A interrupção da divisão celular na vida intrau- terina das mulheres é chamada de menopausa. 9. (UFPB) O esquema a seguir ilustra o processo de formação dos gametas a partir de células germina- tivas, o que ocorre em indivíduos humanos do sexo masculino (espermatogênese). Adaptado de: AMABIS e MARTHO, Fundamentos da Biologia Moderna, São Paulo: Editora Moderna, 2002. p. 154. Espermatozoides (n) Espermatogônias (2n) Espermatócito I (2n) Espermatócitos II Espermátides De acordo com o processo esquematizado, é corre- to afirmar: a) As espermatogônias formam-se por divisão mei- ótica de células da linhagem germinativa. b) O espermatócito I forma-se por fusão das esper- matogônias. c) Os espermatócitos II formam-se ao final do pro- cesso de divisão meiótica. d) As espermátides formam-se pelo crescimento e diferenciação dos espermatócitos II. x e) Os espermatozoides formam-se pela diferencia- ção das espermátides, sem que ocorram novas divisões celulares.
  • Biologia 39 10. Como é chamada a célula germinativa eliminada pelo ovário na tuba uterina durante a ovulação? Ovócito secundário. 11. Explique a relação existente entre ciclo menstrual e ovulação: A ovulação é a liberação de gameta pelo ovário, ocorre de forma periódica, sendo um dos eventos do ciclo menstrual. Um ciclo mens- trual regular dura aproximadamente 28 dias, sendo que a ovulação ocorre geralmente na metade deste período, por volta do 14o . dia. 12. Qual é a razão para os testículos estarem localizados na bolsa escrotal, fora da cavidade abdominal? A bolsa escrotal, por estar localizada fora da cavidade abdominal, apresenta temperatura inferior à corporal. Este fator é determinante para a espermatogênese, que só acorre em temperaturas abaixo da corpórea. 13. Diferencie mutações gênicas de mutações cromossômicas: As mutações gênicas ocorrem em um gene, com alterações dos nucleotídeos. As mutações cromossômicas envolvem modificações numéricas ou estruturais em um cromossomo. 14. Explique o que é uma nulissomia: É um tipo de mutação cromossômica numérica onde ocorre a perda de dois cromossomos do mesmo par (2n – 2). 15. Cite um exemplo de monossomia: Síndrome de Turner, onde ocorre a perda de um cromossomo sexual X (2n – 1). 16. Cite os nomes das aneuploidias (síndromes) que podem ser encontradas em indivíduos com os seguintes cariótipos: 47, XY + 21 = Síndrome de Down 47, XX + 13 = Síndrome de Patau 47, XY + 18 = Síndrome de Edwards 45, XO = Síndrome de Turner 47, XXY = Síndrome de Klinefelter
  • CadernodeAtividades 40 17. (UNICAMP – SP) Os animais podem sofrer mutações gênicas, que são alterações na sequência de bases nitro- genadas do DNA. As mutações podem ser espontâneas, como resultado de funções celulares normais, ou indu- zidas, pela ação de agentes mutagênicos, como os raios X. As mutações são consideradas importantes fatores evolutivos. a) Como as mutações gênicas estão relacionadas com a evolução biológica? As mutações estão relacionadas com a evolução biológica porque originam novas versões de genes (variabilidade gênica), que podem levar a novas características (ou diferenças genéticas) nos portadores de mutação. A nova característica pode conferir vantagem para o seu possuidor e, neste caso, tende a ser preservada pela seleção natural, tornando-se um mecanismo de evolução, ao ser transmitida por reprodução sexuada para os descendentes. b) Os especialistas afirmam que se deve evitar a excessiva exposição de crianças e de jovens em fase reprodutiva aos raios X, por seu possível efeito sobre os descendentes. Explique por quê: Porque as irradiações por raios X podem provocar mutações nas células germinativas das gônadas, que produzem os gametas, provocando alterações genéticas que poderão ser transmitidas para os descendentes. 18. Sobre as mutações no material genético, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas: ( V ) Dependendo da região e do aminoácido substituído, a proteína pode perder sua estrutura e não exercer sua função. ( F ) As mutações nunca ocorrem de forma espontânea. Elas são sempre provocadas por agentes mutagêni- cos, como radiação solar, magnética, elementos radioativos, substâncias químicas, etc. ( V ) No núcleo celular, existem algumas enzimas que compõem um verdadeiro sistema de reparo. Elas são res- ponsáveis por corrigir as alterações na sequência de nucleotídeos após a duplicação do DNA, na intérfase. ( F ) Mutações são modificações eventuais na molécula de RNA, ao longo da vida da célula. ( V ) Mutações são alterações que ocorrem na sequência de nucleotídeos que formam as cadeias de DNA. Nucleo-tídeos podem ser substituídos, deletados ou acrescentados, modificando a sequência original da molécula. 19. Associe a segunda coluna de acordo com a primeira: (a) Síndrome de Klinefelter (b) Síndrome de Turner ( a ) Cariótipo 2A XXY. ( b ) Sexo feminino, baixa estatura, pescoço curto e largo. ( b ) Cariótipo 2A X0. ( a ) Sexo masculino, esterilidade, braços e pernas longos, ausência de pelos.
  • Biologia 41 20. (UNIOESTE – PR) Os fenótipos dos indivíduos podem ser afetados por mudanças no número e/ou na estrutura cromossômica. Assinale a alternativa correta. a) Trissomias são caracterizadas pela presença de um lote cromossômico a mais. b) Triploidias são caracterizadas pela presença de um cromossomo a mais. c) Inversões e deleções são exemplos de aneuploidias. d) As síndromes de Turner e Down são caracterizadas por uma nulissomia e uma monossomia, respectiva- mente. x e) Síndrome de Cri-du-chat é caracterizada por uma alteração cromossômica estrutural. 21. (MACKENZIE – SP) Uma das causas possíveis de abortamentos espontâneos são as aneuploidias. A respeito de aneuploidias, assinale a alternativa correta. a) São alterações nas quais a ploidia das células se apresenta alterada. b) Sempre são causadas por erros na meiose, durante a gametogênese, não sendo possível sua ocorrência após a fecundação. x c) Há casos em que um indivíduo aneuploide pode sobreviver. d) Em todos os casos, o indivíduo apresenta cromossomos a mais. e) A exposição a radiações não constitui fator de risco para a ocorrência desse tipo de situação. 22. (PUC – RIO) Em um laboratório de citogenética, o geneticista deparou-se com o idiograma obtido do carióti- po de uma criança, mostrado a seguir: 1 6 13 14 15 19 20 21 22 x y 16 17 18 7 8 9 10 11 12 2 3 4 5 Disponível em: http://www.ghente.org/ciencia/genetica/klinefelter.htm Observando-se esse idiograma, é CORRETO afirmar que essa criança apresenta o fenótipo de: x a) um menino com Síndrome de Klinefelter.     b) uma menina com Síndrome de Klinefelter. c) um menino com Síndrome de Down.      d) um menino com Síndrome de Turner. e) uma menina com Síndrome de Turner.
  • CadernodeAtividades 42 23. (UTFPR)“...O que viu foram os traços inconfundíveis, os olhos repuxados como que numa risada, a prega epicântica entre as pálpebras, o nariz achatado. Um caso clássico, lembrou-se de um professor dizendo, anos antes, ao examinar uma criança similar. Mon- goloide. Sabe o que significa isso? ...” Otrechoacimaextraídodolivro:“Oguardiãodeme- mórias”, de Kin Edwards, editora Sextante (2007), faz referência ao mongolismo ou síndrome de Down. Esta síndrome ocorre com uma frequência de cerca de 0,15% de todos os nascimentos. A causa mais provável do aparecimento desta síndrome está re- lacionada a: a) mutação gênica. b) mutação cromossômica estrutural por inversão. x c) mutação cromossômica numérica no cromosso- mo 21. d) mutação cromossômica ligada ao cromossomo X. e) mutação cromossômica ligada ao cromossomo Y. 24. (PUCPR) Um casal tem uma criança com síndro- me de Klinefelter. Após uma analise genética, pode-se observar que a criança apresenta um cromossomo X de origem materna e o outro de origem paterna. Qual foi o evento genético que provavelmente ori- ginou a síndrome nessa criança? a) Não disjunção na meiose II. b) Duplicação cromossômica. c) Deleção cromossômica. x d) Não disjunção na meiose I. e) Translocação cromossômica. Anotações
  • Biologia 43 1. Correlacione adequadamente a 1a . coluna de acor- do com a 2a . coluna. ( 1 ) genótipo ( 2 ) fenótipo ( 3 ) loco gênico ( 4 ) gene alelo ( 5 ) homozigoto ( 6 ) heterozigoto ( 7) gene dominante ( 8 ) gene recessivo ( 4 ) determina o mesmo caráter ( 6 ) alelos diferentes para o mesmo gene ( 5 ) alelos iguais para o mesmo gene ( 7 ) manifesta o mesmo caráter em homozigose e heterozigose ( 2 ) resultado da influência do meio ambiente ( 1 ) conjunto de genes do indivíduo ( 3 ) lugar no cromossomo onde se situa cada gene ( 8 ) manifesta ao caráter fenotipicamente apenas em homozigose 2. Sobre conceitos básicos da Genética e da primeira lei de Mendel, assinale V para as alternativas verda- deiras e F para as falsas: ( V ) O número de tipos de gametas formados por um indivíduo com genótipo Aa é 2. ( V ) O fenótipo resulta da interação do genótipo com o ambiente. ( V ) A unidade de transcrição gênica é definida como um segmento de DNA que é transcrito em uma molécula de RNA. ( F ) A proporção genotípica esperada para cruzamen- tos entre dois indivíduos heterozigóticos para um certo caráter é: 50% dominante e 50% recessivo. ( V ) A proporção fenotípica esperada para cruzamentos entredoisindivíduosheterozigóticosparaumcerto caráter é: 25% homozigoto dominante, 50% hete- rozigotodominantee25%homozigotorecessivo. ( V ) Na ausência de dominância entre os genes ale- los, espera-se que 50% dos indivíduos gerados do cruzamento entre dois indivíduos heterozi- gotos sejam idênticos aos seus progenitores. ( F ) Quando um filho de pais normais apresenta uma anomalia hereditária, essa manifestação é condicionada por um gene dominante. ( F ) Filhos de pais normais que nascem com determi- nada anomalia hereditária são obrigatoriamente homozigotos recessivos, e seus irmãos que nasce- ram normais são obrigatoriamente heterozigotos. 3. (EMESCAM – ES) A cor da pelagem dos coelhos é determinada geneticamente. Entretanto, coelhos da variedade himalaia podem ter a cor dos seus pelos alterada em função da temperatura. Esse fe- nômeno indica que o fator ambiental influenciou a) o fenótipo, apenas na idade adulta. b) o genótipo dos indivíduos. x c) o fenótipo dos indivíduos. d) apenas o genótipo para a cor dos pelos. e) o genótipo e o fenótipo. 4. (UNIMONTES – MG) Genética é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos, constituindo-se como o ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características bioló- gicas de geração para geração. As alternativas a seguir correspondem às aplicações da genética, EXCETO a) prevenção e tratamento de doenças. b) substituição de genes doentes por genes sãos. c) intervenções terapêuticas definidas de acordo com o perfil genético do doente. x d) composição de soros utilizados em imunização passiva. Genética
  • CadernodeAtividades 44 5. (UFJF – MG) Uma forma simples para identificar se uma característica é determinada por um gene autossômico recessivo é: a) observar se a característica aparece somente em machos. b) observar se o gene é pleiotrópico. x c) observar se um casal que não apresenta a característica tem descendentes que a apresentam. d) analisar o resultado de cruzamentos até, no máximo, a geração F3. e) analisar se a característica em questão aparece em mais de uma espécie. 6. (UNCISAL – AL) O fenômeno genético que explica as semelhanças observadas entre pais e filhos, ao longo das gerações, é chamado de a) pangênese. x b) hereditariedade. c) mutação. d) probabilidade. e) camuflagem. 7. (UFPA) O enunciado“cada característica de um indivíduo está condicionada a um par de fatores os quais ocorrem em dose única em células gaméticas”refere-se ao princípio x a) da primeira Lei de Mendel. b) da partenogênese em insetos. c) que caracteriza a protandria. d) da determinação do sexo em sistemas XX / X0. e) da herança dos grupos sanguíneos. 8. Mendel obteve sucesso em suas pesquisas porque escolheu o material adequado paras as pesquisas. Cite o vegetal utilizado por Mendel e os motivos dessa planta ter sido escolhida: Mendel utilizou plantas de ervilha, que foram eficientes porque as ervilhas apresentam características bem visíveis e são de fácil cultivo. Possuem ciclo reprodutivo curto, produzem grande quantidade de sementes e flores hermafroditas. 9. O que é genótipo? Diferencie genótipo de fenótipo: O genótipo corresponde aos genes, ao DNA que forma os cromossomos. O fenótipo é a manifestação do genótipo mais as influências do ambiente. 10. O que são cromossomos homólogos? São cromossomos do mesmo par que carregam os alelos para a determinação de uma mesma característica. Cada um dos homólogos é transmitido por um dos pais. 11. Que outros nomes identificam a 1ª. Lei de Mendel? Lei da Segregação ou Lei da Segregação dos caracteres. 12. Quais são os gametas produzidos por um indivíduo Rr? E por um BB? O indivíduo Rr produz os gametas R e r. O indivíduo BB produz apenas gametas B.
  • Biologia 45 Gametas A a A AA Aa a Aa aa Letal 1 2 876543 9 10 13 11 12 13. Indique qual será o resultado do cruzamento de dois coelhos heterozigotos, Aa x Aa, considerando que o gene A é dominante para a cor branca da pelagem, e letal quando em homozigose, e que o alelo a determina pelagem de cor preta e não é letal: De acordo com o cruzamento entre Aa x Aa, representado ao lado, pode-se afirmar que o cruzamento resultará 1/3 de aa (pretos) e 2/3 de Aa (brancos). 14. Considere didaticamente que, numa determina espécie de animais, os olhos castanhos são dominantes sobre olhos azuis. Um macho de olhos castanhos, filho de pai de olhos castanhos e de mãe de olhos azuis, é cruzado com uma fêmea de olhos azuis. Qual é a probabilidade de que tenham um filho de olhos azuis? O macho é Aa e a fêmea é aa, do cruzamento entre Aa x aa, espera-se que ½ ou 50% dos filhotes apresente cor dos olhos azuis. 15. Observe o heredograma a seguir e na sequência responda às questões propostas: a) A herança analisada é dominante ou recessiva? É recessiva, pois o indivíduo 12 possui a característica e seus pais não. b) Considerando-se que a herança é monogênica e condicionada por um gene representado por “A”, indique qual é o genótipo para cada um dos seguintes indivíduos: 1 – Aa 2 – aa 4 – aa 5 – Aa 6 – aa 7 – Aa 8 – Aa 9 – Aa 10 – Aa c) Qual é a probabilidade dos indivíduos 7 x 8 terem um filho aa? Como eles são Aa, o cruzamento entre Aa x Aa gera 25% ou ¼ de indivíduos aa. d) Se o indivíduo 5 se casar com uma mulher com o mesmo genótipo da sua mãe, como seria o genótipo dos filhos? Como o indivíduo 5 é Aa e o genótipo de sua mãe é aa, o cruzamento será Aa x aa, que gera: 50% Aa e 50% aa e) Se a característica em questão fosse o albinismo, qual a probabilidade de o indivíduo 6 ter filhos albinos, caso se casasse com um homem albino? 100%, pois o casal é aa.
  • CadernodeAtividades 46 16. Em genética, o cruzamento-teste é utilizado para determinar: a) o número de genes responsável por uma característica. b) o padrão de herança de uma característica. c) a recessividade de uma característica, d) o grau de penetrância de uma característica. x e) a homozigose ou a heterozigose de um gene dominante 17. Na genealogia representada a seguir, os indivíduos 2, 3, 8 e 10 são por- tadores de um caráter recessivo. Todos os demais possuem o caráter dominante. a) Quais são os indivíduos obrigatoriamente heterozigotos? São obrigatoriamente heterozigotos: 4, 5, 6, 7, 9 b) Qual é a probabilidade de o indivíduo 11 ser homozigoto? Como os pais do indivíduo 11 são heterozigotos (Aa), a probabilidade de terem um filho homozigoto dominante é de ¼ ou 25%. 18. No heredograma ao lado, os indivíduos representados pelos símbolos escuros são portadores de polidactilia, característica condicionada por um gene dominante. Os demais são normais. Qual é o genótipo dos indivíduos 1, 2, 4 e 7? Os indivíduos 1, 2, 4 e 7 são heterozigotos. 19. Na representação a seguir, os indivíduos que exibem um determinado caráter estão em preto. Não há mutação. O caráter se deve a um gene recessivo. a) Com base nesses dados, identifique quais são os indivíduos certamente heterozigotos: São obrigatoriamente heterozigotos: 3, 4, 5, 6, 7 b) Qual é a probabilidade de os indivíduos 11, 13 e 14 serem heterozigotos? Como o casal 6 e 7 é heterozigoto (Aa), a probabilidade de terem filhos heterozigotos é de ½ ou 50%. 1 5 6 7 8 10 11 9 2 3 4 1 3 4 6 7 5 2 1 5 6 11 12 13 14 1615 7 8 9 10 2 3 4
  • Biologia 47 Como se trata de uma característica genética condicionada por um gene dominante, como se observa pela prole do casal 1 e 2, os indivíduos marcados no heredograma em preto são AA ou Aa, e os que não estão marcados são aa. Portanto, se o casal 10 e 11 é aa, eles terão 100% de proba- bilidade de gerar filhos aa e não possuem nenhuma probabi- lidade de terem um filho com polidactilia. 20. Em uma família, o pai possui uma doença deter- minada por um alelo dominante. A mãe possui fe- nótipo normal quanto a essa doença. O casal tem quatro filhos, dois homens e duas mulheres, sendo que apenas as mulheres possuem fenótipo igual ao do pai. A filha mais nova se casou com um homem normal e teve uma filha também normal. Apresen- te o heredograma dessa família e indique os genó- tipos dos indivíduos: aa Aa aa aa aa aaAa Aa 21. Considere o heredograma a seguir: Normais Afetado Utilizando os seus conhecimentos sobre o assunto e considerando o caráter afetado como recessivo, a probabilidade que o casal II.3 x II.4 ter um filho afetado será de x a) 25%. b) 75%. c) 0%. d) 100%. Gametas A a A AA Aa a Aa aa O casal não apresenta a característica, mas como possui um filho afetado, seguramente o casal é he- terozigoto. Do cruzamento entre dois heterozigo- tos (Aa) pode-se esperar que 25% ou ¼ dos filhos seja homozigoto recessivo (aa) e afetado. Observe o cruzamento na tabela a seguir: 22. (UNEMAT – MT) O heredograma a seguir mostra a incidência de polidactilia (presença de dedos extras nas mãos ou nos pés) em um grupo familiar. Con- sidere que a característica está sendo condicionada por um par de genes. 1 5 12 13 14 15 16 18 19 17 6 7 8 9 10 11 32 4 Sabendo-se que os indivíduos marcados em ne- grito apresentam polidactilia, assinale a alternativa incorreta. a) Trata-se de uma característica genética domi- nante. b) A probabilidade do casal 6 X 7 ter um filho nor- mal é de 25%. c) Os indivíduos 1, 2, 4, 6, 7 e 19 são polidáctilos com genótipo heterozigoto. x d) O casal 10 X 11 tem 25% de probabilidade de gerar um filho com polidactilia. e) Se o indivíduo 9 casar-se com uma mulher com genótipo igual ao de sua mãe, a probabilidade deste casal gerar um filho polidáctilo será de 50%. 23. (UFT – TO) Os heredogramas abaixo representam características autossômicas. Os círculos represen- tam as mulheres e os quadrados os homens. Os símbolos cheios indicam que o indivíduo manifesta a característica. Família 1 Família 2 Família 3 A herança da família 3 é recessiva e o genótipo dos pais é hetero- zigoto (Aa). Os dois indivíduos marcados são homozigotos reces- sivos (aa) e o não marcado pode ser heterozigoto (Aa) ou homozi- goto dominante (AA).
  • CadernodeAtividades 48 O pai e a mãe de Maria são normais, mas possuem um dos progenitores com albinismo, por isso eles são heterozigotos (Aa). Como Maria certamente não é albina, ela pode ser AA (1/3) ou Aa (2/3). Para que ela venha a ter um filho albino é necessário saber o genótipo do possível pai, como esse dado está indisponível, considera-se a probabilidade de ela ser heterozigota e possuir o alelo a, que é 2/3. Supondo que não haja mutação, analise os heredo- gramas e assinale a alternativa errada. a) As informações disponíveis para a família 1 são insuficientes para a determinação da recessivi- dade ou dominância da doença. b) A família 2 apresenta uma doença dominante. c) O genótipo dos pais da família 3 é heterozigoto. x d) Os descendentes da família 3 são todos homozi- gotos 24. (UNIMONTES – MG) O heredograma a seguir apre- senta uma família com alguns indivíduos com dis- queratosecongênita(distrofiadasunhas,alterações na mucosa oral, anemia, lacrimejamento constante, pigmentação cutânea). Analise-o. disqueratose congênita Considerando o heredograma e o assunto relacio- nado com ele, analise as afirmativas abaixo e assi- nale a alternativa CORRETA. x a) O alelo para a doença está presente em todas as gerações. b) A herança apresentada é ligada ao X e dominante. c) O indivíduo IV.3 não pode ter filhas afetadas. d) Todos os filhos do sexo masculino do casal II.1 e II.2 serão afetados. 25. (UDESC) Analise o heredograma abaixo. 1 Geração I Geração II mulher olhos claros mulher olhos escuros homem olhos claros homem olhos escuros 1 2 3 2 a) Os indivíduos números 2 e 3 da geração II têm olhos escuros, pois seus genes determinantes do fenótipo são genes recessivos. b) O indivíduo número 2 da geração I possui genes homozigotos dominantes, o que determina o fe- nótipo olhos escuros. c) Os indivíduos números 1 e 2 da geração II pos- suem o mesmo genótipo. x d) O indivíduo número 1 da geração II tem olhos claros, pois seus genes determinantes do fenóti- po olhos claros são genes recessivos. e) O indivíduo número 1 da geração I possui genes heterozigotos dominantes, o que determina o fenótipo olhos claros. 26. (UFGD – MS) Maria (III. 12), cujos avô materno e avó paterna eram albinos, estava preocupada com a possibilidade de transmitir o albinismo para seus filhos. Para solucionar tal dúvida, desejava saber qual era a probabilidade de ser portadora deste alelo. Qual das alternativas a seguir corresponde à resposta correta ao questionamento de Maria? Albinos Normais 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 I II III a) 0 x b) 2/3 c) 1/2 d) 1/3 e) 3/4 27. (UFTM – MG) A genealogia representa um padrão de herança genética que ocorre em determinada espécie de roedor. Os indivíduos destacados em preto apresentam uma determinada anomalia. 1 2 64 3 5 7
  • Biologia 49 A respeito do observado, foram feitas algumas afir- mações: I. Trata-se de um caso de herança autossômica do- minante. II. Trata-se de um caso de herança ligada ao sexo recessiva. III. Se os animais 4 e 5 fossem cruzados, a probabili- dade de nascer um animal macho com anomalia seria de 25%. IV. Os animais 1, 2 e 3 são, respectivamente, hetero- zigoto, heterozigoto e homozigoto. V. Aprobabilidadedenascerumanimalcomanoma- lia do cruzamento entre os animais 6 e 7 é de 1/3. Pode-se afirmar que estão corretas apenas a) I e III. b) III e IV. c) II, III e IV. d) II, IV e V. x e) III, IV e V. 28. Em alguns tipos de pássaros, a cor das penas das asas é uma característica autossômica sem dominância e pode ser marrom, preta ou bege. Do cruzamento de dois indivíduos marrons, nascem animais de pelagens de todas as trêscores.Seumcriadordesejaobterape- nas animais de pelagem marrom, deverá cruzar: a) marrom x marrom; b) marrom x preto; x c) bege x preto; d) bege x marrom; e) preto x preto. 29. Em uma determinada espécie de camundongos, o genótipo cc é cinza; Cc é amarelo e CC morre no iní- cio do desenvolvimento embrionário. Que descen- dência se espera do cruzamento entre uma fêmea amarela com um macho amarelo? a) 1/2 amarelos e 1/2 cinzentos O cruzamento entre Cc x Cc (amarelos) resulta: CC (morre), Cc amarelos (2/3) e cc cinza (1/3). x b) 2/3 amarelos e 1/3 cinzentos c) 3/4 amarelos e 1/4 cinzentos d) 2/3 amarelos e 1/3 amarelos e) apenas amarelos Trata-se de uma herança autossômica recessiva. 30. Em algumas variedades de plantas, a cor das flores é condicionada por um par de genes e podem ter cor vermelha, laranja ou amarela. De um cruzamento de flores amarelas com flores vermelhas, nascem ape- nas flores laranja. A porcentagem de flores amarelas esperada do cruzamento entre flores laranjadas com flores vermelhas é: x a) 0% b) 25% c) 50% d) 75% e) 100% 31. Um jardineiro ganhou uma planta ornamental com flores rosa. Ele autofecundou todas as flores e, quan- do plantou as 80 sementes obtidas, verificou que 40 tinham flores rosas, 20 tinham flores brancas e as ou- tras 20 tinham flores vermelhas. Se ele cruzar uma das plantas de flor rosa, cujo genótipo é igual ao da planta que ele ganhou, com uma das plantas de flor branca, qual das proporções abaixo será esperada na descendência, com relação à cor da flor? x a) 50% rosa e 50% branca. b) 75% vermelha e 25% branca. c) 100% vermelha. d) 100% rosa. e) 25% vermelha, 50% rosa e 25% branca. 32. A talassemia é um tipo de anemia que ocorre na es- pécie humana, ela pode ser causada por determina- ção hereditária. Em homozigose (TMTM), a doença é considerada letal e é chamada de talassemia maior; emheterozigose(TMTN),provocaatalassemiamenor, que é uma forma menos grave da doença. Em homo- zigose (TNTN), determina a formação de indivíduos normais. Sobre essa doença, faça o cruzamento entre dois indivíduos heterozigotos e indique a proporção genotípica e fenotípica da descendência. Proporções genotípicas: 50% TMTN; 25% TMTM, 25% TNTN Proporções fenotípicas (em relação à sobrevivência no nascimen- to): 50% talassemia menor, 25% talassemia maior, 25% normais. Gametas TM TN TM TMTM TMTN TN TMTN TNTN Iindivíduo4éseguramenteAaeoindivíduo5éaa, desse cruzamento tem-se ½ de probabilidade de gerar um filhote anômalo. Multiplicando-se por ½ que é a probabilidade de ser macho, o casal 4 e 5 tem 25% ou ¼ de chances de ter um filhote macho anômalo. O indivíduo 6 pode ser tanto Aa (2/3) quanto AA (1/3).Paranascerumanimalcomanomaliadocru- zamento de 6 com 7, 6 deve ser Aa e multiplica-se a probabilidade do cruzamento de 6 x 7 de nascer aa, que é ½ . Assim, tem-se: 2/3 . ½ = 2/6 = 1/3. Trata-se de um caso de herança sem dominância onde ocorre a seguinte relação de genótipos e fenótipos: VV vermelha, VA laranja, AA amarela. Cruzando-se flores vermelhas (VV) com flores laranja (VA), não há a possibilidade de haver na descendência indivíduos AA amarelos.
  • CadernodeAtividades 50 33. Uma planta que produz rabanetes redondos foi cruzada com outra que produzia rabanetes alongados, resultan- do no surgimento de 100% de plantas que produziam rabanetes ovais. O cruzamento das plantas que produ- ziam rabanetes ovais entre si gerou 41 plantas que produziam rabanetes redondos, 84 plantas que produziam rabanetes ovais e 39 plantas que produziam rabanetes alongados. Qual o tipo de herança ligada à determinação da forma dos rabanetes produzidos por essa espécie de planta? Demonstre os cruzamentos citados e os respec- tivos genótipos dos indivíduos envolvidos. Herança sem dominância Rabanetes redondos x rabanetes alongados = RR x AA = 100% RA rabanetes ovais Rabanetes ovais x rabanetes ovais = RA x RA = Gametas R A R RR RA A RA AA 25% rabanetes redondos RR 25% rabanetes alongados AA 50% rabanetes ovais RA 34. O cruzamento entre dois coelhos heterozigotos (Aa) gerou 6 descendentes que nasceram e se desenvolveram de forma normal e saudável. Considerando que o gene A é dominante para a cor branca da pelagem, além de letal nas primeiras fases embrionárias quando homozigoto, e que o alelo a determina pelagem de cor preta e não é letal, indique quantos dos 6 coelhinhos nasceram saudáveis e com pelagem preta e quantos são brancos. Cruzamento entre Aa x Aa Gametas A a A AA Aa A Aa aa Considerando que AA é letal, exclui-se a sua probabilidade para os nascimentos de indivíduos saudáveis. Assim, tem-se 2/3 Aa e 1/3 aa, ou seja, 4 coelhinhos terão pelos brancos e 2, pelos pretos. 35. Uma planta que produz flores rosa foi cruzada com uma planta de flores brancas. Todos os descendentes apre- sentaram flores rosa. Realize o cruzamento entre duas flores rosa dessa descendência. Indique as proporções fenotípicas e genotípicas encontradas. A tabela abaixo representa o cruzamento entre VB x VB. Gametas V B V VV VB B VB BB Proporção genotípica: ¼ VV; ½ VB; ¼ BB Proporção fenotípica: ¼ vermelhas, ½ rosa, ¼ brancas
  • Biologia 51 36. (UTFPR) Um criador de galinhas está curioso porque, ao cruzar galinhas normais com galinhas de plumagem lanosa, obtém 100% de galinhas crespas. Estas galinhas crespas intercruzadas originam 50% de galinhas crespas, 25% de galinhas normais e 25% de galinhas de plumagem lanosa. Você usaria para explicar estes resultados o tipo de herança por: a) ligação gênica. b) interação gênica por epistasia. c) polialelia. x d) herança sem dominância. f) herança autossômica recessiva. 37. (FUVEST – SP) Numa espécie de planta, a cor das flores é determinada por um par de alelos. Plantas de flores vermelhas cruzadas com plantas de flores brancas produzem plantas de flores cor-de-rosa. Do cruzamento entre plantas de flores cor-de-rosa, resultam plantas com flores a) das três cores, em igual proporção. x b) das três cores, prevalecendo as cor-de-rosa. c) das três cores, prevalecendo as vermelhas. d) somente cor-de-rosa. e) somente vermelhas e brancas, em igual proporção. 38. (UFRGS – RS) Em uma espécie de peixes de aquário, aparecem três padrões distintos de coloração na nadadeira dorsal: negra, rajada e amarela. Esses padrões são resultantes das combinações de três diferentes alelos em um mesmo loco. No quadro abaixo, estão apresentados três cruzamentos entre peixes com padrões de coloração distintos para nadadeiras e suas respectivas gerações F1 e F2. Cruzamentos Geração F1 Geração F2 (número de indivíduos) 1. rajada x amarela 100% rajadas 50 rajadas; 17 amarelas 2. negra x amarela 100% negras 100 negras; 35 amarelas 3. negra x rajada 100% negras 65 negras; 21 rajadas Se um macho da F1 do cruzamento 3 cruza com uma fêmea da F1 do cruzamento 1, quais as proporções de coloração nas nadadeiras dorsais esperadas para os descendentes? x a) 50% de indivíduos com nadadeiras negras e 50% de indivíduos com nadadeiras rajadas. b) 75% de indivíduos com nadadeiras negras e 25% de indivíduos com nadadeiras amarelas. c) 75% de indivíduos com nadadeiras negras e 25% de indivíduos com nadadeiras rajadas. d) 50% de indivíduos com nadadeiras negras e 50% de indivíduos com nadadeiras rajadas. e) 100% de indivíduos com nadadeiras negras. 39. (UFV – MG) Frutos com fenótipo“Violeta”são os únicos resultantes de herança do tipo dominância incompleta en- tre cruzamentos de plantas com fruto“Roxo”e plantas com fruto“Branco”. Foram obtidas, de um cruzamento entre heterozigotas, 48 plantas. Espera-se que a proporção fenotípica do fruto entre as plantas descendentes seja: a) Violeta ( 0 ): Roxo (36): Branco (12). b) Violeta (12): Roxo (24): Branco (12). x c) Violeta (24): Roxo (12): Branco (12). d Violeta (36): Roxo (12): Branco ( 0 ). e) Violeta (48): Roxo ( 0 ): Branco ( 0 ).
  • CadernodeAtividades 52 40. Indique os gametas produzidos por indivíduos com os seguintes genótipos: AABb = AB – Ab MmPp = MP – Mp – mP – mp DDEE = DE GgBB = GB - gB ttHH = tH RRCCNN = RCN SSFfee = SFe – Sfe AaBbCc = ABC – ABc – AbC – Abc – aBC – aBc – abC – abc 41. Se uma variedade de ervilhas com caráter alto (TT) e flores terminais (aa) for cruzada com uma variedade anã (tt) de flores axiais (AA) e depois forem os híbridos autofecundados, qual será a proporção de indivíduos com caráter alto e flores axiais? Cruzando-se os indivíduos TTaa x ttAA, tem-se em F1 100% de indivíduos TtAa. Do cruzamento de TtAa, tem-se: Para ter o caráter alto, o indivíduo tem que ter um alelo T, e para ter flores axiais tem que apresentar o alelo A. Do cruzamento apresentado na tabela anterior, observam-se as seguintes proporções genotípicas: TTAA = 1/16 TTAa = 2/16 TtAA = 2/16 TtAa – 4/16 Sendo assim, a proporção de indivíduos com caráter alto e flores axiais é de 9/16. Gametas TA Ta tA ta TA TTAA TTAa TtAA TtAa Ta TTAa TTaa TtAa Ttaa tA TtAA TtAa ttAA ttAa ta TtAa Ttaa ttAa ttaa 42. Na mosca das frutas (Drosophila melanogaster), o gene V condiciona asa normal, enquanto o gene v determina asa vestigial (atrofiada). Um outro par de alelos, que sofre segregação independentemente do primeiro par, tem um gene E, dominante, para a cor cinzenta do corpo, e um gene e, recessivo, para a cor ébano. Do cruzamento de uma mosca de asas normais e corpo cinzento com outra de asas vestigiais e corpo ébano resultou uma prole em que todos os indivíduos tinham asas normais e corpo cinzento. De vários cruzamentos entre os indivíduos desta geração F1, foram obtidos 768 descendentes. Qual o número aproximado de indivíduos de asas vestigiais e corpo ébano que podemos esperar encontrar entre os 768 integrantes da F2? Asas normais e corpos cinzentos da F1: VvEe que cruzados entre si geram as seguintes proporções: Gametas VE Ve vE ve VE VVEE VVEe VvEE VvEe Ve VVEe VVee VvEe Vvee vE VvEE VvEe vvEE vvEe ve VvEe Vvee vvEe vvee Os indivíduos de asas vestigiais e corpo ébano devem apresentar o genótipo vvee, que na tabela que representa o cruzamento, apa- rece 1/16.Como o total de indivíduos é de 768, a proporção desses indivíduos será de 768/16 = 48 indivíduos.
  • Biologia 53 O cruzamento indicado na alternativa está re- presentado abaixo e corresponde às proporçoes desejadas. 43. Sobre experimentos que se relacionam com a se- gunda lei de Mendel, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas. ( V ) A probabilidade de um indivíduo com genótipo AaBb produzir gametas AB ou ab é a mesma, ou seja, 25%. ( V ) A segunda Lei de Mendel envolve o estudo de duas ou mais características e a segregação en- tre os diferentes alelos envolvidos ocorre de for- ma independente. ( F ) Um indivíduo com genótipo AaBbCcDD produ- zirá apenas dois tipos diferentes de gametas. ( F ) O cruzamento entre homozigotos puros ama- relo/rugoso (AAbb) e verde/liso (aaBB) resultará em descendentes com dois fenótipos diferentes. 44. (UFJF – MG) O albinismo é uma alteração genéti- ca decorrente da ausência de melanina e que tem como consequência a baixa pigmentação da pele, cabelos e olhos claros e problemas de acuidade vi- sual. Na sequência bioquímica relativa à produção de melanina, apresentada abaixo, o alelo dominan- te A é responsável pela produção de uma enzima que converte fenilalalina em tirosina. O alelo domi- nante B, de forma independente, é responsável pela produção de uma enzima que converte tirosina em melanina. Em qualquer ponto dessa sequência bio- química, a ausência de um dos alelos dominantes inviabiliza a produção de melanina. Enzima A Fenilalanina Tirosina Melanina Enzima B Qual a probabilidade de que um casal de genótipo AaBb tenha um descendente que seja albino? a) 1/16 Os indivíduos que apresentam aa ou bb no seu ge- nótipo são albinos (AAbb, Aabb, aaBB, aaBb, aabb). Na tabela a seguir, pode-se contar que estes indivíduos aparecem 7 vezes, num total de 16 possibilidades. Gametas AB Ab aB ab AB AABB AABb AaBB AaBb Ab AaBb AAbb AaBb Aabb aB AaBB AaBb aaBB aaBb ab AaBb Aabb aaBb aabb b) 3/16 x c) 7/16 d) 9/16 e) 13/16 45. (UTFPR) Em determinada espécie de planta, o gene A condiciona frutos vermelhos e seu alelo a condi- ciona frutos amarelos; o gene B condiciona plantas altas e seu alelo b condiciona plantas baixas. Con- siderando que estes dois loci gênicos se segregam independentemente, assinale qual dos cruzamen- tos abaixo possibilitaria ter descendentes nas se- guintes proporções: 25% plantas altas com frutos vermelhos; 25% plantas altas com frutos amarelos; 25% plantas baixas com frutos vermelhos; 25% plantas baixas com frutos amarelos. a) BbAa x BbAa b) BBAA x bbaa c) BBaa x bbAA d) BbAA x Bbaa x e) BbAa x bbaa 46. (UNICENTRO – PR) Os periquitos australianos apre- sentam grande diversidade de cores, determinadas por diversos genes. No entanto, na determinação das cores básicas da plumagem dessas aves (verde, azul, amarelo e branco) estão envolvidos apenas dois genes, cada um com dois alelos com segregação in- dependente, como discriminado no quadro abaixo: Genótipo Fenótipo aabb Branco aaBB AABb Amarelo AAbb Aabb Azul AAbb AABb AaBB AaBb Verde A proporção de periquitos azuis esperada do cru- zamento entre um macho branco com uma fêmea verde duplo heterozigota é de a) 1/2 x b) 1/4 c) 1/8 d) 1/16 e) 1/64 Gametas BA Ba bA ba ba BbAa 25%plan- tasaltas comfrutos vermelhos. Bbaa 25%plan- tasaltas comfrutos amarelos bbAa 25%plan- tasbaixas comfrutos vermelhos bbaa 25%plan- tasbaixas comfrutos amarelos
  • CadernodeAtividades 54 47. (UNICAMP – SP) Um reality show americano mostra seis membros da família Roloff, na qual cada um dos pais sofre de um tipo diferente de nanismo. Matt, o pai, tem displasia distrófica, doença autossômica recessiva (dd). Amy, a mãe, tem acondroplasia, doença autossômica dominante (A_), a forma mais comum de nanismo, que ocorre em um de cada 15.000 recém-nascidos. Matt e Amy têm quatro filhos: Jeremy, Zachary, Molly e Jacob. a) Jeremy e Zachary são gêmeos, porém apenas Zachary sofre do mesmo problema que a mãe. Qual a probabi- lidade de Amy e Matt terem outro filho ou filha com acondroplasia? Qual a probabilidade de o casal ter filho ou filha com displasia distrófica? Explique. Considerando o gene A para acondroplasia e o gene d para distrofia, temos que Amy tem o genótipo AaD__, enquanto Matt é aadd. Portanto, a probabilidade de terem outro filho ou outra filha com acondroplasia é de 50%, pois a mãe é Aa (heterozigota). A probabilidade de os filhos nascerem com distrofia é de 0 % se a mãe for DD, e de 50% se a mãe for Dd. b) Os outros dois filhos, Molly e Jacob, não apresentam nanismo. Se eles se casarem com pessoas normais homozi- gotas, qual a probabilidade de eles terem filhos distróficos? E com acondroplasia? Dê o genótipo dos filhos. A probabilidade Jacob e Molly terem filhos com acondroplasia é de 0%, e com displasia, também é de 0%, já que possuem genótipo aaDd. Os possíveis filhos terão genótipo aaDD ou aaDd. 48. (UFF – RJ) Em meados do século XIX, Gregor Mendel realizou cruzamentos entre pés de ervilha que apresenta- vam diferentes características morfológicas. Mendel avaliou a herança de fenótipos relacionados com a altura, tipos de flores, morfologia das vagens e sementes. A partir da análise dos resultados destes experimentos ele postulou o que ficou conhecido como as leis de Mendel. Na primeira lei de Mendel ou a lei da Segregação dos Fatores, cada característica morfológica, observada nas plantas é determinada por fatores que se encontram em dose dupla nesses organismos. Entretanto, no processo de reprodução ocorre a segregação desses fatores, que são transmitidos de forma simples para uma nova geração. Com base nas descobertas realizadas pela biologia celular e molecular, resolva as questões propostas: a) Atualmente, como são denominados os fatores citados por Mendel e por que eles se encontravam anterior- mente em dose dupla nas plantas? Genes. Eles encontravam-se duplos porque a ervilha é um organismo diploide, ou seja, apresenta pares de cromossomos homólogos. b) Qual a macromolécula que compõe esses fatores? Como é denominada e constituída a unidade básica deste polímero? DNA, cuja unidade básica é o desoxirribonucleotídeo que é constituído por uma desoxirribose, um grupo monofosfatado e uma base aminada/nitrogenada. c) Explique por que durante o ciclo celular a segregação dos fatores está relacionada com o aumento da varia- bilidade genética. Porque na prófase I da meiose se inicia o processo de permuta gênica (Crossing-over). d) Em uma planta de ervilha, os alelos V (dominante) e v (recessivo) determinam a cor amarela ou verde das se- mentes e os alelos R (dominantes) e r (recessivo) determinam a forma lisa ou rugosa das mesmas, respectiva- mente. A partir da autofecundação de um indivíduo heterozigoto para ambos os alelos, indique os prováveis fenótipos e suas respectivas proporções de acordo com a segunda lei de Mendel. amarela lisa - (9/16) - 56,25% verde e lisa - (3/16) - 18,75% amarela rugosa - (3/16) - 18,75% verde e rugosa - (1/16) -
  • Biologia 55 49. Segundo a fundação Pró-sangue, em São Paulo, a cada dois segundos um paciente precisa de transfusão de sangue no Brasil. A cada doação, pelo menos três pessoas são beneficiadas. Sobre os tipos sanguíneos, responda às questões propostas: a) Por que existem diferentes tipos de sangue? As hemácias possuem antígenos (glicoproteínas) ligados à membrana plasmática, no sistema ABO identificam-se dois antígenos específicos, chamados de A e B. Esses antígenos são herdados geneticamente e dependendo da presença ou ausência desses antígenos definem-se os diferentes tipos sanguíneos b) Complete a tabela indicando a presença de antígenos e anticorpos para cada tipo sanguíneo do sistema ABO. Tipo de sangue Antígenos presentes Anticorpos A (IA IA ou IA i) A anti-B B (IB IB ou IB i) B anti-A AB (IA IB ) A e B Sem O (ii) Sem anti-A e anti-B c) Que tipo sanguíneo é considerado doador universal? E receptor universal? Justifique sua resposta. Doador universal: tipo O, porque não possui antígenos que reajam com os anticorpos produzidos pelo receptor. Receptor universal: tipo AB, porque não produz anticorpos e reconhece todos os tipos de sangue. d) Faça um esquema representando as possíveis combinações entre doação e recepção nos diferentes tipos de sangue do sistema ABO. Sugestão de resposta. AB O BA
  • CadernodeAtividades 56 50. A presença dos antígenos A e B nas hemácias depende da ação de um outro gene que, quando em homozigose recessiva (hh), impede a formação desses antígenos nas hemácias. Nesse caso, mesmo que a pessoa tenha os alelos IA e/ou IB , o exame laboratorial a identificará como sendo do tipo O, pois os antígenos não foram formados. O fenômeno raro, observado primeiramente na Índia , ficou conhecido como fenótipo Bombaim. Uma mulher que apresente sangue do tipo “falso” O, cujos pais apresentavam sangue tipo B, casa-se com um homem que possui sangue tipo O. Os filhos desse casal podem ter que tipos sanguíneos? A mulher pode ser homozigota (IB IB ) ou heterozigota (IB i ). No primeiro caso, todos os filhos dela serão tipo B e terão genótipo IB i, pois seu marido é ii. No segundo caso, há chance de 50% de IB i (tipo B) e 50% de ii (tipo O). 51. (CEFET – ES) SANGUE POLIVALENTE “Descoberta que transforma todos os sangues em tipo O poderá revolucionar o serviço de transformação sanguínea [...] O salto admirável dos pesquisadores foi desenvolver em laboratório, duas bactérias que destróem os antígeos A, B e AB, anulando a capacidade de reação com sangues diferentes.” ISTOÉ, pág. 70 – abril de 2007.  Sobre o sistema sanguíneo ABO indique a alternativa correta: a) os três alelos que determinam os fenótipos do sistema sanguíneo ABO podem estar presentes, ao mesmo tempo, nas células de um indivíduo normal. b) os alelos IA , IB e i possuem relação de dominância simples entre si que pode ser expressa da seguinte maneira: IA > IB > i. c) para cada fenótipo do sistema sanguíneo ABO, observa-se a formação de antígenos diferentes na membrana das hemácias. d) uma mulher com sangue do tipo AB pode vir a ter um filho O, desde que se trate do fenótipo Bombaim. x e) a probabilidade de um homem do tipo sanguíneo AB casado com uma mulher do tipo A, cujo pai é do tipo O, ter uma filha do tipo sanguíneo A é de ½. 52. (UFSCAR – SP) Um grave acidente de trânsito comoveu e mobilizou os habitantes da cidade de São José. Um ônibus colidiu com uma carreta e muitos passageiros foram hospitalizados, dois deles precisaram de transfusão sanguínea: um senhor de 52 anos com sangue tipo O positivo e uma jovem de 17 anos com sangue tipo AB negativo. A rádio da cidade fez uma solicitação à população para que as pessoas que tivessem sangue do mes- mo tipo que os dos pacientes fossem ao hospital fazer sua doação. A solicitação foi prontamente atendida, os pacientes se recuperaram e foram liberados depois de algumas semanas de internação. a) Apesar da boa iniciativa, a rádio cometeu um erro ao fazer sua solicitação, limitando as doações. Quais tipos sanguíneos deveriam ter sido solicitados para doação a cada um dos pacientes? Qualquer tipo sanguíneo poderia ser solicitado, pois o senhor só recebe sangue tipo O;, porém a jovem pode receber todos os tipos de sangue.
  • Biologia 57 b) O sistema sanguíneo ABO representa um caso de alelos múltiplos com codominância. Quais os possíveis genótipos existentes para cada um dos fenótipos apresentados por este sistema? Tipo A pode ter genótipo IA IA ou IA i, tipo B pode ter IB IB ou IB i, tipo AB somente genótipo IA IB e o tipo O, com dois alelos recessivos, é ii. 53. As hemácias, que apresentam um determinado aglutinogênio, sofrem aglutinação quando em presença das aglutininas correspondentes. De acordo com esse princípio, foi possível se determinarem os grupos sanguí- neos do sistema ABO. O sangue de dois indivíduos (1 e 2) foi testado e os resultados estão esquematizados abaixo: ANTI-A ANTI-A ANTI-B ANTI-B Aglutinação Indivíduo 1 Indivíduo 2 Pergunta-se: a) Qual o grupo sanguíneo de cada um dos indivíduos em questão? Justifique. Indivíduo 1: Sangue tipo A, pois o antígeno A das hemácias reagiu com a solução que contém anticorpos A. Indivíduo 2: Sangue tipo AB, possui os dois antígenos. b) O indivíduo 2 pode ser considerado doador universal? Justifique. Não, por ter sangue do tipo AB esse indivíduo é chamado de receptor universal. 54. Em 1940 Landsteiner e Wiener descobriram a presença de mais um antígeno importante nas hemácias, chama- do de fator Rh. Por que a indicação do fator Rh (positivo ou negativo) sempre acompanha a indicação do tipo sanguíneo do sistema ABO? Porque, assim como os antígenos A e B, o fator Rh pode reagir com anticorpos do doador, por isso é importante que o Rh seja também identificado. No caso de mulheres gestantes, a identificação desse fator serve para orientar o médico na prevenção da doença hemolí- tica do recém-nascido.
  • CadernodeAtividades 58 55. Qual o padrão de herança observado no sistema ABO? E no fator Rh? O sistema ABO é um exemplo clássico de polialelismo, sendo que entre os alelos IA e IB há codominância (IA = IB ) e o alelo i é recessivo. O fator Rh é determinado por dois pares de alelos, com dominância completa, assim indivíduos RR ou Rr são positivos e os indivíduos rr são negativos. 56. (UESPI) Considerando um teste de sangue para reconhecimento de paternidade e maternidade de Carlinhos, que possui genótipo ii, podemos afirmar que, se a suposta mãe de Carlinhos: a) tem genótipo IA IB , e o suposto pai tem genótipo IB IB , a criança teria de ter genótipos do tipo IA IA ou IB IB . b) tem genótipo IA i, e o suposto pai tem genótipo IB i, a chance de eles serem pais da criança é de 50%. c) tem genótipo IA IA , e o suposto pai tem genótipo IB IB , a criança teria de ter sangue do tipo A para ser conside- rada filha do casal. d) tem genótipo IA IA , e o suposto pai tem genótipo ii, a chance de Carlinhos ser doador universal, caso fosse filho do casal, seria de 100%. x e) tem genótipo IA IA , e o suposto pai tem genótipo IB i, ambos não podem ser os pais da criança. 57. Considere uma mulher, que nunca recebeu transfusão sanguínea. Após casar, teve três filhos: O primeiro e o terceiro nasceram normais e o segundo, com eritroblastose fetal. Determine os fenótipos e os genótipos para o fator Rh de todos os indivíduos citados. Mulher Rh- (rr); ; 1° filho Rh+ (Rr); 2º filho Rh+ (Rr); 3º filho Rh- (rr). É importante lembrar que na eritroblastose fetal o primeiro filho não sofre nada, a não ser que a mãe tenha recebido sangue anteriormente, essa hipótese foi excluída no enunciado. 58. Como a eritroblastose fetal pode se manifestar? Os anticorpos da mãe podem destruir as hemácias do feto, causando anemia, icterícia e até mesmo lesões neurológicas. 59. (EMESCAM – ES) Paula, portadora do aglutinogênio B e sem o antígeno Rh nas hemácias, casou-se comThiago, portador dos aglutinogênios A e B e do antígeno Rh. Sabendo-se que a mãe de Paula não possui aglutinogênios do sistema ABO e que a mãe de Thiago apresenta, no soro, IgG anti-Rh, conclui-se que a probabilidade deste casal vir a ter uma criança Rh positiva e com sangue do grupo A é de x a) 1/8.     b) 9/16.     c) 3/16.     d) ¼.     e) ½. 60. Quando ocorre a herança quantitativa? A herança quantitativa acontece quando uma característica é determinada por vários genes que possuem efeito aditivo, determinando diversas classes fenotípicas. Genótipo de Paula: IB i rr, genótipo de Thiago: IA IB Rr. Probabilidade de ser Rh+ : ½; probabilidade de ser tipo A: ¼, sendo ½ X ¼ = 1/8
  • Biologia 59 61. Qual é o gráfico típico da distribuição das classes fenotípicas em uma herança quantitativa? Repre- sente-o: Gráfico com forma de sino – curva de Gauss. 62. Como a quantidade de poligenes influencia as clas- ses fenotípicas? Quanto maior o número de genes envolvidos, mais classes fenotípicas serão observadas, assim, classes fenotípicas = poligenes +1. 63. A cor dos olhos é um exemplo de herança quanti- tativa, considere as seguintes classes fenotípicas e responda: Cor dos olhos no . de alelos aditivos Castanho-escuro 8 Castanho-médio 7 Castanho-claro 6 Avelã 5 Verde 4 Cinza 3 Azul-escuro 2 Azul-médio 1 Azul-claro 0 a) Analisando as classes fenotípicas, observa-se que foram considerados quatro genes para a deter- minação dessa característica, sendo assim, como seria o genótipo de uma mulher com olhos da cor azul-claro? aabbccdd b) Se uma mulher de olhos azul-claros se casasse com um homem de olhos castanho-escuros, como seria sua prole? Mulher: aabbccdd, Homem: AABBCCDD. Todos os filhos seriam AaBbCcDd, ou seja, com quatro alelos aditivos, combinação que determina cor verde. 64. (UEPA) Sou Giulia, cor de pele branca, como alguns diriam, mas sou BRASILEIRA, até o último fio de cabelo, porque sou descendente de portugueses, holandeses, negros africanos, índios, uma mistura linda, e por este e muitos motivos sempre paro para pensar e analiso até onde posso ir com preconceitos das pessoas e coisas. Muitos dizem que a vida nos faz duros e seletistas, mas falemos francamente, você deixaria de gostar de uma pessoa boníssima, porque a cor de pele dela é diferente da sua? Não falo aqui apenas do racismo que impera entre brancos x negros, mas todo e qualquer precon- ceito. Sejamos sensatos, por favor, vamos enxergar o mundo com olhos menos doentes! Façamos deste mun- do e principalmente do nosso Brasil um país menos preconceituoso, lembrando que esta reunião de raças, é que por sinal, faz este país um lugar lindo de se viver. (Adaptado de http//byline.wordpresse.com /2007/03/21/preconceito -voce-vc. Acessado em 26.09.2007.) O texto faz referência: VI. à herança do tipo quantitativa uma vez que, nes- tes casos, o cruzamento entre dois híbridos resul- ta em ampla e gradativa variação de fenótipos. VII. a um tipo de herança cuja expressão fenotípica depende da quantidade de genes dominantes ou recessivos. VIII. à herança influenciada pelo sexo, uma vez que os genes que determinam o fenótipo expressam-se melhor em pessoas do sexo masculino, determi- nando uma pele mais escura. De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é: a) II e III x b) I e II c) III d) II e) I Alguns estudos apontam a existência de três genes para a determinação da cor dos olhos, porém, nessa pesquisa, são considerados quatro genes envolvidos.
  • CadernodeAtividades 60 65. (CEFET – SP) Em um determinado vegetal, o ge- nótipo AA, em ambiente seco, produz uma planta que tem em média 12 g de peso, e o genótipo aa produz uma planta menor, com peso de 8 g. Em um ambiente úmido, o genótipo AA produz uma planta que pesa 24 g, enquanto uma planta aa pesa 20 g. Considerando-se que a herança genética en- volvida é quantitativa, foram feitas as seguintes afir- mações sobre o vegetal em questão: I. independentemente das condições ambientais, cada gene dominante contribui com o mesmo valor, em gramas, para o fenótipo do vegetal; II. o fenótipo depende apenas do genótipo para ex- pressar o seu valor em peso; III. as condições ambientais alteram o material here- ditário do vegetal modificando o seu peso; IV. o cruzamento entre heterozigotos em ambien- te úmido deve originar 50% de indivíduos com 22 g. É correto o que se afirma apenas em a) I e II. x b) I e IV. c) I, II e III. d) I, III e IV. e) II, III e IV. 66. (UFAM) Assinale a alternativa INCORRETA: a) Pleiotropia ocorre quando um único par de ge- nes alelos determina, simultaneamente, diversos efeitos fenotípicos em um mesmo indivíduo. b) As diferentes cores na pelagem dos coelhos é um exemplo de polialelia. c) Quando um gene de determinado par inibe a ação de genes de outro par não alelo, dá-se o nome de interação gênica por epistasia. d) Na herança gênica quantitativa, dois ou mais pares de genes atuam sobre o mesmo caráter; a adição de seus efeitos produz diversas intensida- des fenotípicas. x e) Os alelos múltiplos condicionam um caráter que, invariavelmente, irá conduzir à morte do indivíduo. 67. Uma determinada planta possui distância entre nós no caule de 3,20 cm, enquanto outra variedade possui 2,10 cm. O cruzamento entre esses dois extremos gerou plantas em F1 com uma média de 2,65 cm. As plantas de F2 foram cruzadas e observou-se a ocorrência de muitas plantas com entre nós de 2,65 cm, porém poucas possuíam as características da geração parental (com 3,20 e 2,10 cm de distância entre nós). a) Faça um esquema que represente os cruzamentos citados: Pessoal. a) Quantas são as classes fenotípicas? Identifique-as: São três. 3,20 cm, 2,65 cm e 2,10 cm. b) Quantos poligenes estão envolvidos? Um par somente. c) Com quanto colabora cada alelo aditivo? 55 mm. d) Qual o genótipo das plantas da geração parental? 3,20 cm – AA e 2,10 cm – aa.
  • Biologia 61 68. “Os filhos nunca podem ser mais altos do que os pais, pois essa é uma característica herdada geneticamente.“ Considerando que a herança para a determinação da altura seja quantitativa, com mais de dois pares de genes envolvidos, explique por que a frase é falsa. Os filhos podem ser mais altos que os pais se os genes aditivos da altura, presentes no genótipo dos pais, forem diferentes e possibilitarem a combinação de mais genes aditivos nos filhos. 69. O que é pleiotropia? Quando um par de genes determina duas ou mais características. 70. (UFRGS – RS) As reações bioquímicas, em sua maioria, são interligadas e frequentemente interdependentes. Os produtos de uma cadeia de reações podem ser utilizados em muitas outras vias metabólicas. Assim, não é surpre- endente que a expressão fenotípica de um gene envolva mais do que uma característica. A afirmação acima se refere ao conceito de a) dominância incompleta.     b) heterogeneidade genética.     x c) pleiotropia. d) alelismo múltiplo.       e) fenocópia. 71. A herança quantitativa foi descoberta pelo sueco Herman Nilsson-Ehle, quando pesquisava padrões de heran- ça, usando as sementes de trigo como modelos. Em seu experimento, Nilsson-Ehle cruzou linhagens puras de sementes vermelho-escuras com sementes brancas, assim obteve em F1 somente sementes vermelhas, porém essas não eram escuras. A autofecundação das plantas geradas em F1 gerou cinco variedades fenotípicas em F2: vermelho-escuro, vermelho-médio, vermelho, vermelho-claro e branco. a) Quantos alelos estão envolvidos nessa característica? Quatro (dois pares de genes). b) Indique o genótipo da geração parental e o genótipo obtido em F1. Vermelho-escuro AABB X Branco aabb = Todas as sementes vermelhas AaBb. c) Complete a tabela indicando as variedades fenotípicas e genotípicas obtida em F2. Sementes vermelhas AaBb X AaBb Gametas AB Ab aB ab AB AABB Vermelho-escuro AABb Vermelho-médio AaBB Vermelho-médio AaBb Vermelho Ab AABb Vermelho-médio AAbb Vermelho AaBb Vermelho Aabb Vermelho-claro aB AaBB Vermelho-médio AaBb Vermelho aaBB Vermelho aaBb Vermelho-claro ab AaBb Vermelho Aabb Vermelho-claro aaBb Vermelho-claro aabb Branco
  • CadernodeAtividades 62 72. Henrique VIII, rei da Inglaterra no início do séc. XVI, queria gerar filhos para deixar um herdeiro ao trono, porém sua primeira esposa só gerou meninas. Alegando que a sua mulher seria incapaz de gerar meninos, ele solicitou o divórcio. Com o conhecimento que temos hoje sobre a determinação sexual, esse seria um argumento aceitá- vel? Justifique sua resposta. Não, pois quem determina o sexo do bebê é o homem, visto que pode fornecer tanto o cromossomo X, quanto o Y, que irá se unir a outro cromossomo X de origem materna. 73. (UFSC) Sobre os cromossomos X e Y, responsáveis pela determinação cromossômica do sexo da espé- cie humana, é CORRETO afirmar que: x 01) todos os homens normais receberam o cro- mossomo Y de seu avô paterno, mas nem to- dos receberam o cromossomo X  de sua avó materna. x 02) todas as mulheres normais receberam um cro- mossomo X de sua avó paterna, mas nem to- das receberam um cromossomo X  de sua avó materna. 04) todos os genes presentes nos cromossomos X e Y são responsáveis pelo desenvolvimento sexual de um indivíduo. 08) apenas o cromossomo X  tem  genes  respon- sáveis pelo desenvolvimento sexual, pois o cromossomoY  tem poucos genes. 16) todososgenesdocromossomoYsãoresponsá- veis pelo  desenvolvimento  sexual  masculino. 32) o sistema XY de determinação cromossômica do sexo está presente apenas na espécie hu- mana. 64) os cromossomos  X e Y  são assim denomina- dos porque apresentam a forma de um X e de um  Y. Soma: 03 74. Doenças como a hemofilia e a distrofia muscular de Duchenne estão ligadas ao sexo e possuem as seguintes características, exceto: a) São causadas por genes localizados na porção não homóloga do cromossomo X. b) Acometem mais homens do que mulheres, pois se manifestam em hemizigose. x c) Mulheres portadoras do gene para hemofilia não possuem chance de ter filhos hemofílicos. d) Todos os filhos de homens afetados serão nor- mais. x e) Para esse tipo de característica (ligada ao X) a mulher pode ser homozigota ou heterozigota, enquanto o homem sempre possui somente um alelo. 75. (FFFCMPA – RS) A distrofia muscular de Duchen- ne (DMD), de herança recessiva ligada ao X, cau- sa tamanha degeneração na musculatura que o indivíduo afetado perde a locomoção ainda na primeira década de vida e, em geral, vem a óbito antes da idade adulta. Já que homens afetados não chegam a deixar descendentes, eles não passam seu cromossomo X e, assim, são raras as mulheres com DMD. No entanto, a literatura mostra, pelo menos, dois casos de mulheres com síndrome de que também tiveram DMD, por te- rem herdado um único X de suas mães portadoras. A lacuna acima fica corretamente preenchida por: a) Down     b) Patau c) Edwards    d) Klinefelter x e) Turner 76. (UFMT) Os genes que se localizam no cromossomo Y são herdados apenas por indivíduos do sexo mas- culino. Os alelos holândricos, localizados na porção homóloga desse cromossomo, podem determinar a) daltonismo. b) fenilcetonúria. c) fibrose cística. x d) hipertricose. e) hemofilia
  • Biologia 63 77. (UFPR) Num estudo sobre uma família, represen- tada no heredograma abaixo, constatou-se que Antonio é afetado por uma anomalia causada pelo alelo recessivo de um gene ligado à porção ímpar do cromossomo X. Augusto Rogerio Fernando Antonio Elisa Nancy Maria Aurelio Cláudia Adelia Considerando essa informação, é correto afirmar que são, com certeza, portadores(as) do alelo em questão: a) Rogério e Fernando. b) Elisa e Nancy. c) Elisa e Maria. x d) Adélia e Cláudia. e) Nancy e Maria. 78. (UEM – PR) A hemofilia é uma doença hereditá- ria em que há uma falha no sistema de coagu- lação do sangue. A hemofilia A é causada pela deficiência no fator VIII de coagulação e segue a herança ligada ao cromossomo X. O alelo normal do gene (H) atua como dominante, condicionan- do fenótipo não hemofílico e o alelo mutante (h) atua como recessivo, condicionando fenóti- po hemofílico. Considere o casamento entre um homem normal (XH Y) com uma mulher normal portadora (XH Xh ) cujos descendentes podem ser normais, portadores e hemofílicos. Sobre o que é esperado desse casamento, assinale o que for correto. x 01) 25% dos descendentes do sexo masculino serão normais. 02) 50% dos descendentes do sexo masculino serão hemofílicos. 04) 50% dos descendentes do sexo feminino se- rão portadores. 08) 25% dos descendentes do sexo feminino se- rão hemofílicos. 16) 25% dos descendentes do sexo feminino e 25% dos descendentes do sexo masculino serão portadores. 79. Thiago é designer gráfico e em uma entrevista de emprego comentou que seu irmão Roberto tinha daltonismo. Ele afirmou que os pais eram normais e que havia feito testes para o daltonismo, que re- velaram que sua visão também era normal. Sobre essa situação, é correto afirmar que: a) Certamente Thiago e Roberto são filhos de pais diferentes. b) Thiago é somente portador, porém o uso inten- sivo do computador pode estimular o apareci- mento de sintomas do daltonismo. x c) Thiago não tem daltonismo porque herdou o alelo dominante de sua mãe, já Roberto herdou o alelo recessivo. d) O genótipo do pai de Thiago é Xd Y. e) Thiago só seria daltônico se seu pai fosse tam- bém daltônico. 80. (PUC-SP) Leia o texto com atenção: Alternativa para daltonismo Macacos daltônicos passaram a enxergar cores após terem sido submetidos a um tratamento ba- seado em terapia genética. A novidade, descri- ta na edição desta quinta-feira (17/9) da revista Nature, demonstra o potencial da terapia para o tratamento de problemas de visão em humanos. Os pesquisadores introduziram genes para fotopig- mentação presentes em algumas fêmeas em células fotorreceptoras nas retinas de dois machos adultos. A introdução se deu por meio de vírus inofensivos. Os genes produziram proteínas chamadas opsinas, que atuam para a produção, na retina, de pigmentos sensíveis ao vermelho e ao verde. Cinco semanas após o tratamento, testes físicos e comportamentais com- provaram que os animais passaram a distinguir entre as cores verde e vermelho, o que não conseguiam fa- zer antes da terapia genética. (Extraído da Agência de Noticias da FAPESP, 17/09/2009)
  • CadernodeAtividades 64 Considerando as informações contidas no texto e supondo que esse tipo de daltonismo encontrado nos ma- cacos seja determinado geneticamente da mesma forma que na espécie humana, um estudante do Ensino Médio fez cinco afirmações. Assinale a única ERRADA. a) As fêmeas doadoras de genes produziam normalmente opsinas. b) As sequências de nucleotídeos introduzidas nas retinas dos dois machos controlaram, no interior das célu- las fotorreceptoras, os processos de transcrição e tradução gênica. c) Após o tratamento, os macacos receptores passaram a expressar gene dominante localizado no cromosso- mo X. d) Originalmente, os macacos receptores apresentavam gene recessivo localizado no cromossomo X. x e) Os vírus utilizados como vetores no experimento foram responsáveis pela transferência de RNA mensagei- ro de fêmeas para machos. Anotações
  • Biologia 65 1. (UFPB) Pesquisadores da EMBRAPA, em Campina Grande – PB, desenvolvem estudos com Engenharia Genética visando à produção de algodão colorido. Além de obterem as fibras coloridas, os cientistas buscam melhorar o rendimento de plantas para que produzam fibras longas e duráveis, e que sejam resistentes a pragas. Nesse caso, são empregadas técnicas clássicas de melhoramento genético. Para a produção de fibras azuis, em fase de desenvolvimento, os pesquisadores optaram pela criação de uma espécie transgênica. Sobre a Engenharia Genética, o melhoramento genético e a produção de espécies transgênicas, identifique as afirmativas corretas: x a) As técnicas de melhoramento genético consistem em selecionar e aprimorar, por meio de conhecimentos científicos, características desejáveis de espécies de interesse para a humanidade. b) Técnicas de clonagem de genes são empregadas para a produção de transgênicos. x c) Os organismos transgênicos são aqueles que recebem e incorporam genes de outras espécies. d) A Engenharia Genética refere-se ao ramo da Biologia que estuda apenas os genes de vegetais. e) O melhoramento genético de seres vivos teve início com o desenvolvimento das técnicas de clonagem gênica. 2. Todos os dias recebemos notícias de novas pesquisas e descobertas científicas que prometem tornar a vida melhor. Conceitue os seguintes termos relacionados às novas pesquisas: Biotecnologia: São técnicas aplicadas aos organismos para a melhoria de processos e produtos . Engenharia Genética: Manipulação dos genes presentes nas diferentes espécies . 3. Por que a descoberta das enzimas de restrição revolucionou as técnicas de Biotecnologia? Porque essas enzimas cortam o DNA em locais específicos, selecionando os genes de interesse que serão implantados em outra célula (inclusive de espécie diferente). 4. (UFES) ©FernandoGonsales Biotecnologia e Bioética
  • CadernodeAtividades 66 A engenharia genética é uma realidade, apesar de nem sempre alcançar os resultados esperados pelo pesqui- sador. a) Explique por que a situação ilustrada na tirinha pode acontecer quando os genes de dois organismos são manipulados. Mesmo que haja a seleção do DNA a ser inserido, o resultado gerado depende de outros fatores, por isso pode ocorrer uma expressão diferenciada dos genes. b) Na tentativa de obter um organismo híbrido, pode-se deparar com a situação de infertilidade dos indivíduos gerados. Explique por que a infertilidade pode acontecer nos híbridos obtidos pelo cruzamento de duas es- pécies diferentes, mesmo quando são utilizados outros métodos que não seja a engenharia genética. Os híbridos correspondem a cruzamentos entre seres de duas espécies diferentes, ou seja, são seres que possuem características diferentes, porém semelhantes o suficiente para gerar um zigoto. A diferença presente no material genético (falta de homologia) pode ser comprovada pela presença de diversas características, incluindo a infertilidade. 5. (UFPE) A biotecnologia, embora praticada desde a antiguidade, ganhou, na atualidade, um grande impulso, ao abranger técnicas de manipulação genética, trazendo ótimas perspectivas tanto ao conhecimento científico quanto à sua aplicabilidade. Com relação a esse assunto, analise as proposições seguintes. x a) Enzimas de restrição são produzidas por bactérias e fazem parte dos mecanismos de defesa destas contra vírus; um DNA viral pode ser reduzido a pedaços e, assim, ser impedida a reprodução do vírus nas bactérias. x b) As enzimas de restrição cortam a molécula de DNA em sítios-alvo específicos, resultando em fragmentos cujas“pontas”mostram-se apropriadas à inserção dos mesmos a um vetor cortado pela mesma enzima. x c) Algumas bactérias possuem, além do “cromossomo”, moléculas menores e circulares de DNA, denominadas plasmídios, os quais são utilizáveis como vetores para o DNA que se quer transferir. x d) A introdução de um fragmento de DNA exógeno, numa molécula de DNA de um organismo manipulado geneticamente, resulta em um DNA recombinante. A construção de um genótipo específico, pela adição de DNA exógeno, pode ter grande importância científica e comercial. x e) Se um DNA recombinante é introduzido numa bactéria, as moléculas recombinantes podem ser multiplica- das, processo conhecido por clonagem gênica ou clonagem de DNA. 6. (UFPB) A insulina foi a primeira proteína humana produzida por Engenharia Genética em células bacterianas aprovada para uso em seres humanos. A figura, a seguir, ilustra as principais etapas utilizadas nessa técnica de clonagem molecular: um segmento de DNA humano, contendo o código para a síntese da insulina, é ligado a um plasmídio e introduzido em uma bactéria a partir da qual são obtidos clones capazes de produzir o hormônio em questão.
  • Biologia 67 DNA a ser clonado Plasmídio gene humano da insulina Nucleoide B é introduzido em uma bactéria hospedeira Bactéria hospedeira C (moléculas de insulina) A A A B Modificado de: AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Biologia das Populações,Vol. 3. São Paulo: Moderna, 2004. p. 168 e 169. Analisando a figura de acordo com os conhecimentos acerca das técnicas de clonagem molecular, identifique com V a(s) afirmativa(s) verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s): ( ) A letra A indica a representação da enzima de restrição. ( ) A letra B representa um plasmídio recombinante. ( ) A letra C indica as moléculas de insulina humana sintetizadas a partir de informação dada pelo gene humano induzido a funcionar na bactéria. ( ) A letra B representa a estrutura que após ser introduzida na bactéria hospedeira impede o funcionamento do nucleoide. A sequência correta é: x a) V V V F b) V V F V c) V F V F d) F V V F e) F F F V 7. (UEG – GO) O avanço nas técnicas moleculares fornece à Justiça novas ferramentas para a resolução de cri- mes, além de propiciar, na área da saúde, a cura de diversas doenças. Sobre este assunto, é CORRETO afirmar: x a) o avanço da engenharia genética nas técnicas de identificação de genes que provocam doenças e alterações cromossômicas tem permitido que se criem rotinas em exames laboratoriais. b) as técnicas da engenharia genética possibilitaram fazer a identificação de pessoas com base na análise do DNA com um determinado nível de confiabilidade comparável ao das impressões digitais ou DNA “finger- print”. c) a terapia gênica, também conhecida como geneterapia, consiste em substituir no indivíduo afetado cópias de genes anormais e alelos alterados que causam determinada doença. d) a engenharia genética permite alterar a composição genética dos indivíduos num espaço de tempo maior que o da reprodução seletiva, além de possibilitar que alguns genes sejam manipulados ao mesmo tempo. 8. (UFPR) Em 1981, pela primeira vez cientistas conseguiram transferir genes de um animal a outro. Fragmentos de DNA de coelho contendo genes de hemoglobina foram transferidos para células-ovo de camundongos. Isso teve como consequência o aparecimento da proteína hemoglobina do coelho nas hemácias dos camun- dongos. Os descendentes desses camundongos (F1) também apresentaram hemoglobina do coelho em suas hemácias. Com relação a esse conhecimento, considere as seguintes afirmativas:
  • CadernodeAtividades 68 1. O fenômeno descrito no enunciado é o da criação de organismos transgênicos. 2. O gene da hemoglobina foi incorporado somente nas hemácias dos camundongos, mas não nos demais tipos celulares. 3. Tanto camundongos machos quanto fêmeas podem ter transmitido os genes da hemoglobina aos seus des- cendentes. 4. Para que a hemoglobina de coelho seja expressa em F1, é necessário cruzar dois indivíduos parentais porta- dores do gene. Assinale a alternativa correta. x a) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras. b) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras. c) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras. e) Somente a afirmativa 4 é verdadeira. 9. O que são células-tronco? Na sua opinião, os estudos que envolvem células-tronco devem continuar? Justifique sua resposta. Células-tronco são células capazes de se diferenciar em tecidos especializados. O estudo que envolve as células-tronco adultas é pouco questionado e já tem mostrado muitos avanços, porém o uso de células embrionárias pode ser contraditório. A questão é que as células-tronco, embrionárias ou não, fornecem subsídios para o tratamento de inúmeras doenças e por isso esses estudos devem continuar. 10. Os transgênicos causam prejuízos ou benefícios? Cite exemplos que colaborem com a sua opinião. Os transgênicos podem ser utilizados de diversas formas, na produção de insulina humana, por exemplo, é um grande benefício. O uso de alimentos transgênicos, principalmente nos casos em que permite uma dose maior de herbicida, precisa ser visto com cautela. O importante é que o cidadão esteja atento e compreenda as técnicas utilizadas nos produtos que utiliza.