MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA

1,022 views
914 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,022
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA

  1. 1. Malária na região extra-Amazônica: situação no Estado de Santa Catarina Ricardo Luiz Dantas Machado, Álvaro Augusto Ribeiro D’ Almeida Couto, Carlos Eugênio Cavasini e Vanja Sueli Pachiano Calvosa Acadêmicos: Aldenilson Pinheiro, Marlon Santos e Deiverton Cardoso
  2. 2. Introdução <ul><li>No Brasil, 99% dos casos de malária ocorre na região Amazônica. </li></ul><ul><li>A partir da década de 60, a dispersão da malária no País, assumiu grande importância epidemiológica. </li></ul><ul><li>Na última década, foram registrados vários focos da doença fora da região Amazônica. </li></ul><ul><li>O objetivo deste estudo é conhecer o perfil epidemiológico da malária no Estado de Santa Catarina. </li></ul>
  3. 3. Materiais e Métodos <ul><li>Os dados foram colhidos através do Ministério da Saúde/Fundação Nacional de Saúde/Centro Nacional de Epidemiologia/Gerência Técnica de Malária(MS/FUNASA/CENEPI/GTMAL). </li></ul><ul><li>No período de janeiro de 1996 a dezembro de 2001. </li></ul><ul><li>Deste material, colheram-se dados referentes ao nº de lâminas examinadas, o nº de lâminas positivas de acordo com a espécie de Plasmodium e a origem dos pacientes positivos. </li></ul>
  4. 9. Discussão <ul><li>Hoje observa-se que a malária está praticamente restrita a região Amazônica. </li></ul><ul><li>No Estado de Santa Catarina através dos dados colhidos pelo órgão do MS, observa-se um decréscimo no nº de casos autóctones e um aumento de casos importados. </li></ul><ul><li>Para estas regiões, consideradas extra-Amazônicas como Santa Catarina, é necessário que atividades de vigilância epidemiológica, sejam eficientes, viabilizando o diagnóstico precoce e o tratamento em toda rede pública de saúde. </li></ul>

×