Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica

2,560 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,560
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
126
Actions
Shares
0
Downloads
70
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica

  1. 1. BRASIL: GEOMORFOLOGIA<br />“A Geomorfologia é a ciência que estuda as formas de relevo. As formas representam a expressão espacial de uma superfície, compondo as diferentes configurações da paisagem morfológica. É o aspecto visível, a sua configuração que caracteriza o modelo topográfico de uma área.”<br /> Antônio Christofoletti, Geomorfologia.<br />AULA 7<br /> Prof. Kéliton Oliveira Ferreira<br />
  2. 2. RELEVO SUBMARINO<br /><ul><li>Quando falamos em superfície terrestre, não nos referimos apenas ao relevo continental, mas também ao relevo submarino.
  3. 3. Partes do Relevo Submarino:
  4. 4. Plataforma Continental – Até 200 m de profundidade. Sedimentar com petróleo.
  5. 5. Talude Continental – Declive acentuado entre a Continental e a Pelágica.
  6. 6. Região Pelágica – De 1000 á 5000 m, onde encontramos as formas do relevo.
  7. 7. Região Abissal – Mais de 5000 m. Área menos conhecida.</li></li></ul><li>RELEVO SUBMARINO<br />
  8. 8. RELEVO CONTINENTAL<br /><ul><li>A fisionomia dos continentes, com seus altos e baixos, no é muito mias famílias do que as formas do relevo submarino, e muitas vezes interferem diretamente em nossas atividades.
  9. 9. Principais formas do Relevo Continental:
  10. 10. Montanhas – Apresentam maior altitude, de diversas origens e idades.
  11. 11. Planaltos – Apresentam diferentes formas e pela ação da erosão. Acima de 300 m.
  12. 12. Planícies – Superfícies planas com no máximo 100 m.</li></li></ul><li>RELEVO CONTINENTAL<br />
  13. 13. AGENTES INTERNOS<br /><ul><li>Existência de Terrenos muito antigos.
  14. 14. Por estar situado no centro da Placa Tectônica Sul-America apresenta relativa estabilidade geológica.
  15. 15. Movimentos orogênicos do Pré-Cambriano deram origem as montanhas brasileiras.
  16. 16. Fenômenos vulcânicos no centro-sul datados do Mesozóico.
  17. 17. Ilhas vulcânicas encontradas na zona costeira.
  18. 18. Vulcão brasileiro: 22km de diâmetro na Amazônia.</li></li></ul><li>ENCONTRE O VULCÃO<br />
  19. 19. AGENTES EXTERNOS<br /><ul><li>Por ser muito antigo, é resultado da ação de agentes externos, resultado em baixas altitudes.
  20. 20. Influenciado pelo agentes externos e pelo intemperismo.
  21. 21. Solo Eluvial: Fragmento do local.
  22. 22. Solo Aluvial: Fragmento transportado.
  23. 23. Terra Roxa: Formado pela decomposição do basalto em São Paulo e Paraná.
  24. 24. Massapê: Formado pela decomposição do gnaisse e do calcário na Zona da Mata do Nordeste.</li></li></ul><li>ESTRUTURA GEOLÓGICA<br /><ul><li>Escudos cristalinos, Bacias sedimentares, Dobramentos antigos.
  25. 25. Escudos cristalinos do Pré-cambriano: 36%.
  26. 26. Terrenos Arqueozóicos: 32%.
  27. 27. Proterozóicos: 4%.</li></li></ul><li>CLASSIFICAÇÕES DO RELEVO<br /><ul><li>Aroldo de Azevedo: Classifica em Planaltos e Planícies por critérios Geomorfológicos.
  28. 28. Usou critérios de altimetria:
  29. 29. Planalto: Acima de 200 m
  30. 30. Planície: Até 200 m</li></li></ul><li>CLASSIFICAÇÕES DO RELEVO<br /><ul><li>AzizAb’Saber: Classifica em Planaltos e Planícies por critérios Morfoclimáticos.
  31. 31. Além do critério altimétrico, baseia-se também nos processos de sedimentação e erosão.
  32. 32. Planalto: Predomínio </li></ul> de erosão.<br /><ul><li>Planície: Predomínio</li></ul> de sedimentação.<br />
  33. 33. CLASSIFICAÇÕES DO RELEVO<br /><ul><li>Jurandyr Ross: Classifica em Planaltos, Planícies e Depressões, em 28 unidades.
  34. 34. Planaltos em bacias sedimentares, Planaltos em instrumentos e coberturas residuais de plataformas, Planaltos em núcleos cristalinos arqueados, Planaltos de cinturões orogênicos.
  35. 35. Depressões periféricas, Depressões marginais e Depressões interplanálticas.
  36. 36. Planícies costeiras e Planícies continentais.</li></li></ul><li>
  37. 37. ATIVIDADES<br />Página: 58<br /> - Questões para Reflexão: 1, 2 e 4.<br />
  38. 38. FIM<br />Prof. Kéliton Oliveira Ferreira<br /><ul><li> Mestrando em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória-ES.
  39. 39. Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdades Integradas de Jacarepaguá, Jacarepaguá-RJ.
  40. 40. Graduado em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória-ES.
  41. 41. Técnico em Administração pela EEEM “Clóvis Borges Miguel”, Serra-ES.</li></ul>keliton@gmail.com<br />

×