Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos

  • 2,921 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,921
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
108
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AGENTES MORFOLÓGICOS INTERNOS E EXTERNOS
    “A Terra é um ser vivo, com sua dinâmica evolutiva própria. Montanhas e oceanos nascem, crescem e desaparecem, num processo dinâmico. Enquanto os vulcões e os processos orogênicos trazem novas rochas à superfície, os materiais são intemperizados pela ação dos ventos, das águas e das geleiras. Os rios mudam seus cursos, e fenômenos climáticos alteram periodicamente as condições de vida e o balanço entre as espécies”
    Umberto G. Cordani e Fábio Taioli. Oficina de Textos.
    AULA 6
    Prof. Kéliton Oliveira Ferreira
  • 2. DINÂMICA INTERNA
    • Os movimentos das placas tectônicas são responsáveis pelos agentes modificadores do relevo originados no interior da Terra.
    • 3. O calor e a pressão do interior da Terra geram movimentos que causam:
    - Tectonismo
    - Vulcanismo
    - Abalos Sísmicos.
    • Os movimentos são mais intensos nas bordas das placas tectônicas.
  • TECTONISMO
    • Compreende todos os movimentos que deslocam e deformam as rochas que constituem a crosta terrestre.
    • 4. Movimentos Epirogênicos: São verticais e provocam abaixamento ou soerguimento da Crosta Terrestre de forma lenta em áreas mais estáveis. Consequências da Isostasia.
    • 5. Movimentos Orogênicos: Tem pequena duração no tempo geológico, mas transformam profundamente a área atingida. Os principais são: Dobramentos e Falhamentos.
  • MOVIMENTOS EPIROGÊNICOS
  • 6. MOVIMENTOS OROGÊNICOS
    • Falhamentos: Rochas MAIS rígidas se quebram.
    • 7. Dobramentos: Rochas MENOS rígidas se deformam.
  • VULCANISMO
    • Fenômenos geográficos relacionados a atividades vulcânicas através dos quais o magma do interior da Terra chega a superfície.
    • 8. A maior parte dos vulcões localizam-se ao longo ou próximo dos limites das placas tectônicas.
  • CÍRCULO DE FOGO
    • Principal região do Planeta Terra com vulcões ativos.
  • TERREMOTOS
    • Causados pela ruptura das rochas provocadas por acomodações geológicas de camadas internas da crosta ou pela movimentação das placas tectônicas, produzindo ondas vibratórias que se espalham em várias direções.
    • 9. Nos oceanos podem provocar tsunamis.
    • 10. Centro ou foco: Ponto onde o terremoto se origina.
    • 11. Epicentro: Ponto na superfície situado exatamente acima do centro.
    • 12. Sismógrafo: Mede a intensidade do tremor na escala Richter.
  • TERREMORTOS
    - 2011 – Japão – 25.000 mortos.
    - 2010 – Haiti – 270.000 mortos.
    - 2009 – Indonésia – 1.800 mortos.
    - 2008 – China – 88.000 mortos.
    - 2007 – Peru – 800 mortos.
    - 2006 – Indonésia – 6.700 mortos.
    - 2005 – Paquistão – 83.000 mortos.
    - 2004 – Indonésia – 300.000 mortos.
    - 2003 – Irã – 34.000 mortos.
    - 2002 – Afeganistão – 1.700 mortos.
    - 2001 – Índia – 22.000 mortos.
    - 2000 – Indonésia – 250 mortos.
  • 13. DINÂMICA EXTERNA
    • Os agentes externos desgastam, destroem e constroem as formas de relevo, modelando a superfície terrestre.
    • 14. A ação dos agentes externos é denominada erosão. Os principais são:
    - Chuva, Erosão Pluvial.
    - Rio, Erosão Fluvial.
    - Mar, Erosão Marinha.
    - Neve, Erosão Glacial.
    - Vento, Erosão Eólica.
    - Intemperismo Físico, Químico e Biológico.
  • 15. EROSÃO PLUVIAL
    • É um dos mais ativos, pois a chuva ao cair abre desde pequenos buracos até enormes rachaduras no solo.
    - Superficial: Leva partículas do solo, principalmente em áreas sem cobertura vegetal.
    - Laminar: Desgasta mais que a superficial.
    - Sulcos: Buracos abertos pelas enxurradas.
    - Ravinas: Maiores que os sulcos.
    - Voçorocas: São as maiores.
    • Encharca as encostas e provocam deslizamentos dependendo do solo e da cobertura vegetal.
  • EROSÃO PLUVIAL
  • 16. EROSÃO FLUVIAL
    • Provocada pela ação das águas dos rios na superfície terrestre.
    • 17. Mais intensa em áreas de planaltos.
    • 18. Desgaste em áreas mais íngremes e deposição em áreas mais planas.
    • 19. Formam Aluviões e Canyons
  • EROSÃO FLUVIAL
  • 20. EROSÃO MARINHA
    • Provocada pelo trabalho do mar sobre os litorais, que pode ser construtivo ou destrutivo.
    • 21. Construtivas: Provocados pela acumulação marinha como Praias, Restingas, Tômbolos e Recifes.
    • 22. Destrutivas: Provocados pela abrasão marinha como as falésias.
  • EROSÃO MARINHA
  • 23. EROSÃO GLACIAL
    • O gelo modela o relevo através das geleiras.
    • 24. Dois tipos principais de geleiras:
    - Continentais, localizadas em regiões de altas latitudes. O desprendimento de um pedaço pode formar icebergs.
    - Alpinas, encontradas em altas montanhas. O degelo em períodos mais quentes ocasionam enxurradas que carregam sedimentos rochosos chamados morainas.
  • 25. EROSÃO GLACIAL
  • 26. EROSÃO EÓLICA
    • A ação do vendo é mais perceptível em desertos e praias.
    • 27. Transporta sedimentos de um lugar e deposita em outro.
  • OUTROS AGENTES EXTERNOS
    • Intemperismo:
    - Físico
    - Químico
    - Biológico
    - Ação Antrópica.
  • 28. ATIVIDADES
    Página: 49
    - Questões para Reflexão: 1, 2 e 8.
  • 29. FIM
    Prof. Kéliton Oliveira Ferreira
    • Mestrando em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória-ES.
    • 30. Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdades Integradas de Jacarepaguá, Jacarepaguá-RJ.
    • 31. Graduado em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória-ES.
    • 32. Técnico em Administração pela EEEM “Clóvis Borges Miguel”, Serra-ES.
    keliton@gmail.com