Sistema Digestivo   Glandulas Anexas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Sistema Digestivo Glandulas Anexas

on

  • 77,710 views

Sistema digestivo glandulas anexas

Sistema digestivo glandulas anexas

Statistics

Views

Total Views
77,710
Views on SlideShare
77,122
Embed Views
588

Actions

Likes
1
Downloads
484
Comments
1

6 Embeds 588

http://medicalblog.zip.net 329
http://www.slideshare.net 246
http://escolasmichelgiacometti.net 8
http://webcache.googleusercontent.com 3
http://www.escolasdesesimbra.net 1
http://www.enfermagem-online.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Sistema Digestivo   Glandulas Anexas Sistema Digestivo Glandulas Anexas Presentation Transcript

    • Glândulas anexas Glândulas salivares Parótidas, submandibular e sublingual Pâncreas Fígado Vesícula biliar
    • Glândulas salivares
      • Glândulas exócrinas produtoras de saliva
      • 700 a 1200 ml/dia.
      • Glândulas salivares menores
      • Dispersas na cavidade oral
      • 10% do volume de saliva.
      • Glândulas salivares maiores
      • Parótidas, submandibulares sublinguais.
      • 90% do volume de saliva.
    • Saliva
      • Funções
      • Umidificar e lubrificar a mucosa oral e os alimentos.
      • Digestão de carboidratos e lipídios – amilase e lipase.
      • Antibacteriano – IgA, lisozima e lactoferrina.
      • Manter Ph da cavidade oral.
      • Proteção dos dentes – película protetora.
    • Glândulas salivares
      • Cápsula de TC – septos – lobos – lóbulos
      • Parênquima
      • Secretora – células serosas e mucosas.
      • Acinos – agrupamentos esférico de células com lúmen central.
      • Ductal – sistema de ductos.
      • Túbulos – arranjos cilíndricos de células com lúmen central.
      • Salivon
      • acino, ducto intercalar e estriado
      • unidade funcional da glândula salivar
    •  
    • Glândulas salivares
      • Células serosas
      • Piramidal, base larga sobre lamina basal, ápice com microvilos, núcleo arredondado, abundante RER na base.
      • Grânulos secretores, ricos em ptialina na região apical.
    • Glândulas salivares
      • Células mucosas
      • Núcleo achatado próximo a base, menos RER e grânulos de secreção.
      • Maior componente de glicoproteínas – mucina – na secreção.
    • Glândulas salivares
      • Células intercalares
      • Células cúbicas pequenas.
      • Células dos ductos intra-lobulares (estriados)
      • Ductos maiores circundados de TC se reúnem e formam o ducto terminal (principal) libera a saliva na cavidade oral.
    • Glândulas salivares
      • Células mioepiteliais (células em cesta)
      • Prolongamentos com actina e miosina.
      • Envolve os ácinos e ductos intercalares.
      • Facilita a liberação do produto secretor e evita a distenção.
    •  
    • Glândulas salivares
      • Sistema de ductos
      • Ducto intercalar – células cuboideas.
      • Ducto estriado – estrias radiais da base ao núcleo.
      • Ducto intralobular – intercalar + estriado.
      • Ducto interlobular ou excretores – localizados nos septos conjuntivos.
      • Ducto terminal ou principal – desemboca na cavidade oral.
    • Glândula parótida
      • Maior glândula salivar
      • Produz 30% da produção total
      • Produção serosa – acinos serosos
      • Ptialina (amilase salivar) – digestão de carboidratos.
      • IgA secretora (SIgA) – plasmocitos no TC – inativa Ag orais.
      • Apos os 40 anos é invadida por tecido adiposo.
    •  
    • Glândula submandibular
      • Produz 60% da saliva
      • Secreção mista
      • 90% ácinos ou semiluas serosos – ptialina
      • 10% acinos mucosos – mucina
      • Lisozima – hidrolise da parede bacteriana.
      • Lactoferrina – liga ao ferro, não dispondo as bactérias.
    •  
    •  
    •  
    • Glândula sublingual
      • Forma de amêndoa.
      • Produz 5% do volume da saliva
      • Saliva mista
      • Componente mucoso (predomina) com capuz seroso
      • Secreta lisozima.
      • Não forma ducto terminal – múltiplas aberturas ductais no assoalho da boca e no ducto da glândula submandibular.
    •  
    • Pâncreas
      • Produz secreções exócrinas e endócrinas.
      • Pâncreas endócrino – ilhotas de Langherans.
    • Pâncreas exócrino
      • Produz 1200ml de liquido - bicarbonato com pro-enzimas digestivas
      • Poção secretora
      • Célula acinar - forma de pirâmide.
      • Núcleo redondo e basal.
      • Ápice com grânulos secretores – zimogênio (pró-enzima).
      • Membranas basais - receptores para colecistoquinina.
      • Sistema de ductos
      • Inicio centro do ácino com as células centro acinares – receptores para secretina.
      • Ductos intercalares - intralobulares - interlobulares - pancreático principal - biliar comum no duodeno – papila de Vater.
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    • Pâncreas exócrino
      • Produz e armazena - amilase, lípase, ribonuclease, DNase e pro-enzimas tripsinogênio (quimotripsinogênio, procarboxipeptidase e elastase).
      • Colecistoquinina – libera as enzimas do pâncreas.
      • Secretina – libera o bicarbonato produzido pelas células centroacinares.
    • Pâncreas endócrino
      • Ilhotas de Langherans – aglomerado arredondado de células, ricamente vascularizado.
      • Encontradas mais na cauda.
      • Células que constituem as ilhotas:
      • Células β – insulina.
      • Células α – glucagon.
      • Células δ – somastotatina.
      • Células G – gastrina.
      • Células PP – polipeptídio pancreático.
    • Pâncreas endócrino
      • Insulina e glucagon atuam nos níveis de glicose no sangue
      • Insulina
      • Liga nos receptores de superfície das células do músculo esquelético, fígado e células adiposas, nestas membranas também tem proteínas transportadoras de glicose.
      • Glugagon
      • Liberado quando os níveis de glicose estão baixos.
      • Atua nos hepatócitos – glicogenolise e gliconeogênese.
    • Pâncreas endócrino
      • Somastotatina
      • Parácrino - inibe a liberação de hormônios das células β e α.
      • Endócrino - reduzindo a motilidade das células musculares lisa do tubo digestivo e da vesícula biliar.
      • Gastrina
      • Estimula a liberação gástrica de HCl, motilidade e esvaziamento gástrico e a divisão das células gástricas de reserva.
      • Polipeptideo pancreático
      • Função desconhecida.