Sistema de Informação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Sistema de Informação

on

  • 1,102 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,102
Views on SlideShare
1,102
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
20
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Sistema de Informação Sistema de Informação Document Transcript

  • Sistemas de Informações Gerenciais: Uma Ferramenta no Auxílio à Gestão de Micros e Pequenas Empresas. Kassia Amanda Grando¹ Mateus Pelloso– Professor Orientador ¹Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense (IFC) – Curso de Pós- Graduação - Gestão de Tecnologia da Informação Rodovia SC 283 - Km 08 - Vila Fragosos – 89.700-000 – Concórdia – SC – Brasil kassigrando@hotmail.com, mateus.pelloso@ifc-concordia.edu.br Resumo. O presente artigo avalia a importância do Sistema de Informação Gerencial (SIG) no auxilio da gestão nas micro e pequenas empresas, buscando um enfoque de como as empresas gerenciam suas informações, bem como verificar de que maneira os SIGs estão sendo utilizados, e como isso esta auxiliando os gestores a tomar decisões mais precisas, tendo como objetivo trazer benefícios para a empresa. Palavras Chaves: Sistemas de Informação Gerencial, Micro e Pequenas Empresas, Gestão Abstract. The present article evaluates the importance of the Management Information System (MIS) as a support for the management on micro and small companies, searching a view on how this companies manages their informations, as well as to verify in what way this MIS’S are being used, and how this is helping the managers to take more accurate decisions, having as an objective bringing benefits to the company. Key words: GIS, Micro and Small Enterprises Management 1. Introdução Observa-se que com o avanço da tecnologia da informação (TI) as empresas buscam obter resultados positivos em relação à gestão empresarial, isso faz com que os administradores sintam a necessidade de buscar novas tecnologias administrativas, para obter informações precisas que auxiliam no melhor planejamento para a tomada de decisões.
  • A TI inovou e facilitou o desempenho das atividades nas empresas, e fez com que fosse possível obter resultados nas tomada de decisões, através de sistemas de informações gerenciais (SIG), esses sistemas são concebidos para que as organizações possam ter segurança no seu processo administrativo, e espelhar a situação organizacional, auxiliando a organização a atingir suas metas e obter resultados positivos. O que garante as empresas hoje terem sucesso nos seus negócios e se manter no mercado é a forma de gerenciamento dos seus recursos, mesmo sendo uma pequena empresa e com poucos recursos financeiros, hoje se faz necessário investir em TI. 2. Objetivo Geral O presente estudo tem como objetivo avaliar as formas como as micros e pequenas empresas localizadas na cidade de Concórdia/SC gerenciam suas informações, e verificar de que maneira os Sistemas de Informação Gerencial estão sendo utilizados. 2.1 Objetivos Específicos •Avaliar a importância/Utilização do sistema de informação gerencial na gestão empresarial. •Avaliar se os Sistemas de Informações Gerenciais estão atendendo as necessidades das Micros e Pequenas Empresas. • Realizar um levantamento das a melhorias encontradas com utilização de Sistemas de Informação Gerencial nas Micros e Pequenas Empresas.. 3. Definição de Micros e Pequenas empresas As Micros (MP) e Pequenas empresas (PE) são definidas em função de seus efeitos legais, quadro funcional, e do seu volume de negócios ou do seu faturamento anual. Microempresa é um conceito criado pela Lei n. 7.256/84 e, atualmente, regulado pela Lei n. 9.841, de 5.10.99, que estabelece normas também para as empresas de pequeno porte, em atendimento ao disposto nos Arts. 170 e 179 da Constituição Federal, favorecendo-as com tratamento diferenciado e simplificado nos campos administrativo, fiscal, previdenciário, trabalhista, creditício e de desenvolvimento empresarial. As principais leis que dizem respeito às micros e pequenas empresas são: 1. Decreto n. 3.474, de 19.05.2000, regulamenta a Lei n. 9.841, de 5.10.99, que institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte; 2. Lei n. 9.841, de 5.10.99, Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, regulamenta o tratamento para as micro e pequenas empresas; e; 3. Lei n. 9.317, de 5.12.96, Lei do Simples Federal, tratamento fiscal concedido às micro e pequenas empresas. Sendo assim podemos enquadrar micro e pequena empresa através da Lei Complementar 123/06, que considera microempresas ou empresas de pequeno porte a sociedade empresarial, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada, devidamente registrada no Registro de Empresas Mercantis ou no Registro
  • Civil de Pessoas Jurídicas, conforme o caso, desde que o mesmo tenha receita bruta anual de: • Microempresa (ME): de até R$ 360.000,00 • Pequena Empresa (PE): entre R$ 360.000,01 até R$ 3.600.000,00 O SEBRAE (2013) utiliza o número de empregados do IBGE como critério de classificação do porte das empresas, para fins bancários, ações de tecnologia, exportação e outros, sendo assim: • Microempresa (ME): na indústria e construção até 19 empregados e no comércio/serviços até 09 empregados; • Pequena Empresa (PE): na indústria e construção de 20 a 99 empregados e no comércio/serviços de 10 a 49 empregados; Devido ao avanço tecnológico, o mercado atual exige das micro e pequenas empresas constantes inovações, e assim, garantir o seu crescimento e sobrevivência em um mercado competitivo. Percebe-se que as organizações que possuem um Sistema de Informação competente e eficaz, visualizam um maior controle das atividades, fornecendo informações dos pontos que devem ser aperfeiçoados, ou seja, as necessidades da empresa. 4. Sistema de informação (SI) O uso da TI está mudando significativamente a forma como as empresas estão conduzindo seus negócios. A informação obteve valor, e os sistemas de informação são cada vez mais usados para criar, armazenar e transferir informações. Dessa forma as empresas reavaliaram a maneira como gerenciavam suas informações, mudando a forma manual para a informatizada, alcançando assim, melhorias na organização de suas informações e satisfação no desenvolvimento de suas atividades. De acordo com Laudon e Laudon (2010), “Os sistemas de informação contêm informações sobre pessoas, locais e itens significativos para a organização ou para o ambiente que o cerca. No caso, informação quer dizer dados apresentados em uma forma significativa e útil para os seres humanos. Dados, ao contrário, são sequências de fatos ainda não analisados, representativos de eventos que ocorrem nas organizações ou no ambiente físico, antes de terem sido organizados e arranjados de uma forma que as pessoas possam entendê-los e usá-los.( Laudon e Laudon ,2010, p.12)” O objetivo principal de um Sistema de Informação é de fornecer informações necessárias para a tomada de decisão, armazenando, tratando e fornecendo as informações de tal modo a apoiar as funções ou processos de uma organização.
  • Sistemas de Informação podem ser definidos como: “... um conjunto de elementos ou componentes inter-relacionados que coleta (entrada), manipula (processo), armazena e dissemina dados (Saída) e informações, e fornece uma reação corretiva (mecanismo de realimentação) para alcançar um objetivo.” (R. Stair; G. Reynolds, 2011, p. 8), (Figura 1) Figura 1: Os componentes do Sistema Como mostra a figura R. Stair; G. Reynolds (2011, p 10) descreve a “Entrada” como a atividade de captar e reunir os dados brutos, o “Processamento” significa converter ou transformar dados em resultados úteis, a “saída” envolve a produção de informações úteis, normalmente na forma de documentos e relatórios, e a “Realimentação” é a informação originada no sistema, que é utilizada para fazer mudanças na entrada ou nas atividades de processamento. A necessidade do Sistema de Informação (SI) nas empresas surgiu devido ao grande e crescente volume de informações que a organização possui. Com isso analisamos que o SI se tornou parte essencial da organização, pois essa transformação da informação auxilia os gestores no cumprimento de tarefas rotineiras, fazendo assim com que haja uma combinação estruturada das informações com as diversas áreas da empresa, de forma a permitir o melhor entendimento dos objetivos da organização. Os Sistemas não beneficiam a empresa apenas na elaboração de relatórios, mas auxiliam em todos os departamentos e atividades da mesma, desde o simples controle, até a confecção de planos estratégicos. É importante destacar o papel do administrador nesse processo, pois exige que tenha pessoas qualificadas para operar os mesmos. O desenvolvimento do SI é caracterizado não somente pela tecnologia utilizada, mas, principalmente pelos métodos de trabalho empregados nela, sendo assim é importante a implantação de um Sistema de Informação Gerencial (SIG) que ajudará a empresa na agilidade de seus processos, e no gerenciamento das informações, fazendo com que seja possível a empresa alcançar seus objetivos. 4.1 Banco de Dados Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações, relacionadas a um determinado assunto em uma determinada ordem. Um banco de dados pode ser definido como um conjunto de dados
  • devidamente relacionados. Por dados podemos compreender como fatos conhecidos que podem ser armazenados. Segundo Graves (2003), “O banco de dados é um conjunto de dados armazenados de maneira que persistam e possam ser manipulados. Por persistência queremos dizer que eles permanecerão em seus locais depois que o trabalho que os utiliza for encerrado e o computador for desligado. A maioria dos arquivos é persistente, inclusive os de textos, as planilhas e as figuras.” (Graves, 2003, pág 9.) R. Stair; G. Reynolds (2011, p. 169) entende banco de dados, “como um conjunto organizado de dados; assim como outros componentes de um sistema de informação, um banco de dados deve auxiliar uma empresa a alcançar seus objetivos.” Um banco de dados pode contribuir para o sucesso organizacional, fornece aos administradores e gestores os fundamentos essenciais para o sistema de informação, sem um banco de dados bem projeto e preciso não se consegue ter acesso às informações, e o esforço do desenvolvimento de sistemas não será aproveitado. Um banco de dados pode ser criado e mantido por um conjunto de aplicações desenvolvidas especialmente para esta tarefa ou por SGBD. Um Sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), “é um conjunto de programas que oferece aos usuários ferramentas para acrescentar, excluir, acessar dados armazenados em um local.” (Turban et al, 2007, pág 94). O Sistema de gerenciamento de banco de dados é projetado para gerir grandes volumes de informações. O gerenciamento de informações implica a definição das estruturas de armazenamento das informações, e da definição dos mecanismos para a manipulação dessas informações. Assim, o sistema de banco de dados deve garantir a segurança das informações armazenadas contra eventuais problemas com o sistema, além de impedir tentativas de acesso não autorizadas. 5. Sistema de informação Gerencial (SIG) As informações são vitais para o funcionamento da empresa, são elas que afetam e influenciam os processos, e as decisões necessárias para o funcionamento correto da empresa. Para processar essas informações são necessários recursos tecnológicos e pessoas que consigam gerenciar e demonstrar resultados aos processos. Para gerenciar essas informações aparecem os SIG – Sistema de Informação Gerencial- dando suporte às funções de planejamento, de controle e organização de um negócio. Ele fornece informações seguras e em tempo hábil para a tomada de decisões importantes. De acordo com R. Stair; G. Reynolds (2011, p. 20) “Um Sistema de Informações Gerenciais (SIG) é um conjunto organizado de pessoas, procedimentos, programas, bando de dados e dispositivos usados para oferecer informações de rotina aos administradores e tomadores de decisão.”
  • Baseia-se em um processo de transformação de dados em informações, que são utilizadas para proporcionar resultados e ajudar na estrutura decisória da empresa. As informações obtidas por esse sistema permitem aos gerentes analisar e escolher a melhor decisão para alcançar os objetivos definidos, é por meio da análise dessas informações que eles podem localizar oportunidades e problemas importantes. Podemos dizer que o SIG tem como função principal fornecer relatórios que tragam informações sobre o funcionamento da empresa, assim baseando-se nessas informações os administradores/gerentes conseguem controlar e projetar melhor as decisões a serem tomadas. Os SIGs podem se envolver em todas as áreas da empresa. No marketing analisando e identificando a concorrência e as necessidades do mercado, tendo assim a função de gerar condições para que a informação chegue à pessoa certa quando esta necessita, de modo a estimular seu compartilhamento, gerando a possibilidade de agir a fim de solucionar algum problema ou possibilitar a vantagem competitiva desejada. Oliveira (2008) destaca, que independente dos propósitos específicos, o SIG da empresa deve possuir algumas características básicas como: Compor-se de um conjunto de subsistemas que recebem dados das operações da empresa; Coletar também dados externos sobre o ambiente da empresa; Dar suporte ao processo de gestão através da interação com os processos de planejamentos e controles ( estratégicos, táticos e operacionais); Tratar da natureza dos dados passados, bem como dos dados futuros; Incorporar os conceitos das teorias da informação. Decisão e mensuração; e Ser, preferencialmente, suportado por um sistema de processamento, seja manual, mecânico ou eletrônico. O sistema de informações não deve se confundir com o sistema informatizado, pois este é apenas um meio de viabilizar o sistema de informações gerenciais. (OLIVEIRA, 2008, p. 45) Desta maneira, os sistemas de informações gerenciais são constituídos não apenas de elementos pertencentes à tecnologia da informação, mas também de pessoas que forneçam os dados ao sistema, para que o mesmo o transforme em informação, no sentido de auxiliar os administradores na tomada de decisão, visando um melhor gerenciamento das estratégias organizacionais. Todo SIG deve ter como base um banco de dados que corresponde à reunião e ao agrupamento de dados e informações de modo a permitir o atendimento das necessidades de uma empresa. Os sistemas de informações gerenciais, portanto, aperfeiçoam a utilização da informação, tornando-se indispensável para todas as áreas das organizações, de modo a estimular seu compartilhamento. 6. Importância dos Sistemas de Informação Gerencial para as Empresas Com o intuito de melhor atender as exigências do mercado, as empresas buscam diferenciais para aumentar sua competitividade, assim torna-se necessário aprimorar o planejamento e execução das atividades. Com o SIG consegue-se ter esses resultados,
  • são eles que fornecem informações que ajudam os administradores no desempenho de suas funções - planejamento, organização, e controle – fazendo assim com que se obtenha velocidade e rapidez nas tomadas de decisões. Se a empresa conta com uma boa administração, e consegue conciliar isso com a tecnologia disponível, o SIG só traz benefícios e valor à empresa, fazendo com que o gerenciamento das informações se torne eficaz, assegurando que a tomada de decisões seja eficiente baseada em informações úteis, e seguras. Oliveira (2008), afirma que os sistemas de informação gerencial podem, sob determinadas condições, trazer benefícios para as empresas, entre eles podemos destacar, redução dos custos operacionais, melhoria no acesso a informação, assim proporcionando relatórios mais precisos, melhoria na tomada de decisões, melhoria na produtividade, nas atitudes e nas atividades dos profissionais da empresa. Nesse contexto, analisamos que as empresas têm como grande aliado os sistemas de informação gerencial, os quais proporcionam benefícios significativos na gestão da empresa, levando a organização a obter ganhos em relação à tomada de decisões, ao acesso às informações, e na estrutura organizacional da empresa, viabilizando uma melhor gestão. Os sistemas de informação gerencial segundo R. Stair; G. Reynolds (2011, p. 371), tem como propósito principal auxiliar uma organização a alcançar seus objetivos, fornecendo aos gerentes uma percepção detalhada das operações regulares da organização para que eles possam controlar organizar e planejar de forma eficaz, isso resulta em vantagem competitiva para a empresa, pois um SIG deve ser desenvolvido de forma a dar apoio às metas da organização. A atividade mais importante de qualquer gestor, independentemente de seu posicionamento hierárquico em uma organização, é a tomada de decisão. Os gestores passam grande parte do seu tempo estudando o ambiente e procurando identificar as possíveis linhas de ações. A tomada de decisão é muito mais do que o momento final da escolha. É um processo complexo de reflexão, investigação e análise (Almeida aput Vieira, 1998). Assim percebem-se que para que as micros e pequenas empresas possam obter sucesso com o gerenciamento da informação, se faz importante que o dono, o administrador e todos os seus colaboradores cresçam com o processo de uso, compartilhamento e acompanhamento das informações dentro da empresa. 7. Análise dos Resultados O objetivo geral do estudo é analisar e mensurar a importância da utilização do Sistema de Informação Gerencial nas empresas. O instrumento de pesquisa utilizado para a coleta de dados foi um questionário com questões objetivas e abertas. A coleta de dados junto aos responsáveis pelas micro e pequenas empresas foi efetuado no próprio estabelecimento, durante o mês de junho, onde participaram 40 empresas, de ramos distintos, estas da cidade de Concórdia- SC. A fim de entender melhor os objetivos propostos por este estudo, foram analisados e apresentados em gráficos os dados recolhidos através da aplicação do questionário junto das empresas.
  • 7.1. Resultado do questionário aplicado ás micros e pequenas empresas De acordo com o gráfico 01, a maioria dos entrevistados 77% responderam que sua empresa possui de 01 a 10 funcionários, 21 % responderam que possui de 11 a 20, e 2% responderam de 21 a 30 anos. A quantidade de funcionários que as mesmas possuem de acordo com o critério de porte, baseado em número de empregados e conforme o SEBRAE estão classificados como micro e pequena empresa. Conforme gráfico 02 nota-se que 90% das empresas utilizam um Sistema de Informação Gerencial, e apenas 10% não utilizam. Com isso podemos ressaltar que a maioria das empresas está se adaptando as ferramentas de TI, utilizando o SIG nas empresas, os que não utilizam o sistema responderam que há certo receito em usar o Sistema, pelo fato das mesmas serem empresas mais antigas, contarem com apenas 1 ou 2 funcionários, e estarem acostumados com o modo manual de gerir as informações. Os Gráficos abaixo divulgam as informações coletadas nas empresas que utilizam o SIG representadas por 90% das questionadas. 90% 10% A Empresa utiliza algum Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sim Não 77% 21% 0% 2% Quantidade de Funcionarios 01 a 10 11 a 20 21 a 30 31 a 40 Gráfico 01: Quantidade de funcionários Gráfico 02: A Empresa Utiliza algum Sistema de Informação Gerencial (SIG)
  • O Gráfico 03 apresenta a avaliação da satisfação dos usuários em relação a utilização do SIG. A partir da análise do gráfico, percebe-se que 81% das empresas estão satisfatórias, de acordo com a questão aberta, onde foi questionado o porquê as empresas utilizam o SIG, as empresas relataram que em um primeiro momento começaram a utilizar o sistema por obrigação fiscal, e por fim perceberam que o mesmo se tornou vantajoso para a gestão da empresa, conseguiu-se, ter maior controle em relação ao cadastro dos clientes, controle de estoque, agilidade nos processos, rapidez para verificar informações sobre determinado pedido, prazo de entrega, prazo de pagamento. Como pode se perceber 19% das empresas não está totalmente satisfeita com a utilização, segundo essas empresas os SIGs apresentam falhas que não permitem que as necessidades dos usuários sejam totalmente atendidas. Entre os problemas, pode-se destacar que os sistemas são pouco flexíveis, o que dificulta o ajuste as reais necessidades da empresa Conforme analisado no gráfico 04, pode-se verificar que 64% das empresas utilizam o SIG em todos os setores. Com isso, as atividades estão interligadas pelos usuários do sistema, onde os mesmos conseguem obter informações com maior rapidez e eficiência. Como as informações se tornam visíveis a todos no momento que esta sendo executado, o processo se torna continuo, por exemplo, no processo de emissão de NF, onde um funcionário é responsável pelo cadastro e análise do cliente, um pelo cadastro dos 81% 19% Satisfeito com a Utilização do SIG Sim Não 64% 36% O SIG está presente em todos os setores da Empresa Sim Não Gráfico 03: A Empresa está Satisfeita com a Utilização do SIG Gráfico 04: O sistema está presente em todos os setores da Empresa
  • produtos e outro pela emissão final da NF. Assim, 36% das empresas responderam que não utilizam o SIG em todos os setores, e isso ocorre porque o sistema não é 100% explorado, ou por falta de treinamento, ao funcionário ou pela empresa que implanto o Sistema. Tendo como base à pesquisa, o gráfico 05 demonstra que 78% das empresas acharam favoráveis as decisões tomadas com base nos SIG, assim contribuindo para que se fosse tomada decisões melhores baseadas nos relatórios existentes. Já 22% das empresas, não consideram o SIG como uma ferramenta de apoio a tomada de decisão, pois o mesmo apresenta erros na emissão de relatórios, onde o sistema faz busca em dados difusos, fazendo com que não haja segurança na realização da tomada de decisões, conforme analisaremos mais a frente no gráfico 07. Foi perguntado aos entrevistados se a partir do uso do Sistema de Informação Gerencial a empresa percebeu alguma melhoria por parte dos procedimentos realizados, 98% responderam que sim e apenas 2 % responderam que não 78% 22% Considera o SIG como uma ferramenta de apoio a tomada de decisão Sim Não 98% 2% Empresa percebeu alguma melhoria por parte dos procedimentos realizados Sim Não Gráfico 05: A empresa considera o sistema como uma ferramenta de apoio a tomada de decisão Gráfico 06: A partir do uso de Sistemas de Informação Gerencial a empresa percebeu alguma melhoria por parte dos procedimentos realizados
  • Os resultados do estudo indicam que, de forma geral, o uso do SIG trouxe grandes melhorias por parte dos procedimentos, por meio desse os administradores conseguem um melhor gerenciamento de suas informações. Perguntou-se às empresas se as mesmas estão seguras utilizando as informações geradas pelo sistema, 64% das empresas responderam que sim, pois essas informações refletem a realidade da empresa, diante destas, retem controle da situação da empresa, fazendo com que haja uma melhor alocação de investimentos, constituindo um grande diferencial. Já 36% das empresas não se sentem seguras utilizando o SIG, devido as informações geradas pelo mesmo, não serem completamentes confiavéis, visando que o sistema que as mesmas usam apresentas constantes erros de amarnezamento, ou informações incompativéis com a realidade da empresa.. Ao perguntar se foi possível gerenciar melhor as informações da Empresa através do SIG, 92% dos entrevistados responderam que sim, pois o SIG possibilita a empresa a ter um melhor acompanhamento das rotinas da empresa, pois ele coleta dados e organiza-os em relatórios que auxiliam na gestão. 92% 8% Gerenciamento da Informação Sim Não 64% 36% Na tomada de decições, Se sente seguro utilizando informações gerenciadas pelo sistema Sim Não Gráfico 07: No momento da tomada de decisão o gestor se sente seguro utilizando informações gerenciadas pelo sistema Gráfico 08: Foi possível gerenciar melhor as informações da Empresa através do SIG
  • Conforme o gráfico, 56% das empresas, responderam que o seu SIG não poderia ser melhor aproveitado, pois para suas atividades rotineiras o mesmo está sendo utilizado de forma integral. Para 44% das organizações o SIG de sua empresa poderia ser melhor aproveitado se o sistema possuísse mais funcionalidades de forma a atender melhor suas necessidades, gerando relatórios mais precisos, e disponibilizando mais funções ao controle da área financeira. Como demonstra a pesquisa, 84% das empresas acham que o sistema está atendendo as necessidades dos clientes e da Empresa, conforme apresentado no gráfico 03, percebe que as empresas conseguiram se enquadrar na exigência do fisco, e com isso trazer benfeitorias para as empresas. No entanto, 16% da empresas acham que o sistema não está atendendo as necessidades, conforme também demonstrado no gráfico 03, onde relataram que os sistemas apresentam falhas, dificultando a utilização do mesmo. 44% 56% O SIG poderia ser melhor aproveitado Sim Não 84% 16% SIG Atende as Necessidades dos Clientes e da Empresa Sim Gráfico 09: Você acha que o SIG de sua empresa poderia ser melhor aproveitado de alguma maneira Gráfico 10: O Sistema atual Atende as Necessidades dos Clientes e da Empresa
  • Conforme o gráfico 11, 95% das empresas afirmaram que o sistema auxiliou nas atividades que anteriormente eram realizadas manualmente, possibilitou maior flexibilidade na manutenção e armazenamento dos dados, eliminou a lentidão dos procedimentos efetuados manualmente, organizando os dados de maneira eficiente e de fácil acesso. No entanto 5% consideram que o SIG não demonstrou benefícios a empresa, vale destacar que nestas o sistema esta apresentando erros, onde ocasiona demora em alguns procedimentos e receptividade das informações. Na questão da competitividade, conforme o gráfico 15% dos entrevistados responderam que o SIG não traz diferencial em relação à competitividade. Já 85% das empresas, concluíram que o SIG trás diferencial para a empresa, sendo assim nota-se que a utilização dos sistemas de informações gerenciais pode ser vantajosa às empresas, permitindo obter grande vantagem competitiva em relação aos concorrentes, pois o processo decisório estará mais focado e embasado em informações corretas e disponíveis em tempo hábil. 95% 5% SIG ajudou nas atividades que antes eram feitas manualmente Sim Não 85% 15% Diferencial do SIG na competitividade Sim Não Gráfico 11: Você achou que o sistema ajudou nas suas atividades que antes eram feitas manualmente Gráfico 12: Quanto à competitividade, em sua opinião você acha que o SIG traz diferencial
  • Pode-se visualizar de acordo com o gráfico que as principais melhorias que as empresas encontraram com a implantação do SIG foram: a rapidez em realizar tarefas especificas (77%), melhoria dos controles organizacionais (70%), atender melhor as necessidades da empresa (67%), melhoria na qualidade de atendimento (60%). De acordo com análise realizada, observou-se que a utilização de Sistemas de Informação nestas empresas contribui para uma melhor produtividade dos processos 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% Melhorias que a empresa encontrou com a utilização do SIG Pouca Importância Importante Muito Importante Gráfico 13: Melhorias que a empresa encontrou com a utilização do SIG
  • organizacionais, além das atividades serem realizadas com maior agilidade, tornando estas mais eficientes. No que dizem respeito à importância do uso do SIG, 100% das empresas responderam que é importante se utilizar o SIG nas empresas. Segundo as empresas está muito visível a necessidade de utilização do SIG em qualquer ramo empreendedor nos dias atuais. Tanto para controle de estoque, emissão de documentos fiscais, tais como relatórios, controle do setor financeiro, controle de clientes, etc. Além disso, tem-se mais agilidade na realização de tarefas rotineiras, se consegue uma resposta mais precisa das informações, e o trabalho fica mais fácil. Sendo assim, a utilização dos sistemas se torna cada vez mais imprescindível para empresas e empresários, tendo diversas funções das quais serão base para decisões e investimentos futuros, necessitando assim das informações precisas que os sistemas oferecem. 8. Considerações Finais Este estudo permite avaliar melhor a utilização do Sistema de Informações Gerenciais das micro e pequenas empresas da cidade de Concórdia e avaliar se este Sistema auxilia na gestão dessas empresas, na visão de seus usuários. De acordo com a pesquisa realizada nas empresas, observou-se que os sistemas de informação gerenciais são fundamentais na gestão, o uso dos sistemas está respondendo as expectativas das empresas, apresentando satisfação na sua utilização, além de trazer melhorias nos procedimentos realizados pela empresa, como a rapidez na realização de tarefas, melhoria na qualidade do atendimento, melhoria dos controles organizacionais, além do fácil acesso às informações. Nota-se que o Sistema está atendendo as necessidades da empresa, e está auxiliando nas tomada de decisão, o mesmo possibilita os gestores a fazer um acompanhamento nos procedimentos da empresa, garantindo um melhor gerenciamento das informações, e proporcionando ao gestor mais segurança ao utilizar as informações gerenciadas pelo sistema na tomada de decisões. Embora algumas funções não estejam sendo aproveitados corretamente por haver falhas nos sistemas, ou por falta de treinamento aos usuários, os gestores não se sentem seguros ao utilizar os relatórios gerados, por não saber se estas informações refletem a realidade da empresa. Para que isso possa ser solucionado, a empresa que disponibiliza o sistema deve realizar treinamentos aos funcionários que iram utilizar o mesmo, e a reparação dos erros existentes no sistema. O sistema deve ser mais explorado pela empresa contratante, fazendo com que o manuseio seja feito de forma correta, tendo assim informações coerentes dos processos da empresa. Assim, as empresas se mantêm cientes da necessidade da utilização dessa ferramenta, para o melhor andamento e desempenho da mesma. Com isso, podemos concluir que a utilização de sistemas de informações gerenciais pode ser vantajosa às empresas, se administrada de forma correta, permitindo obter grande vantagem competitiva em relação aos concorrentes, pois o processo
  • decisório estará mais focado e embasado em informações corretas e disponíveis em tempo hábil. Referências BRASIL. Constituição (1988). “Constituição [da] República Federativa do Brasil. Brasília”, DF: Senado Federal, 1988. Graves, Mark (2003) “Projeto de Banco de Dados com XML”. Editora Pearson Educacion do Brasil. São Paulo, SP. Laudon, Kenneth C., Jane Price Laudon. (2010) “Sistemas de Informação Gerenciais” 9º Edição. Editora Pearson Prentice Hall. São Paulo, SP. Oliveira, Djalma de Pinho Rebouças. (2008) “Sistema de Informações Gerenciais: Estratégias, Táticas, Operacionais.” 12º Edição. Editora Atlas. São Paulo, SP. SEBRAE, Critérios de classificação de Empresas: EI – ME - EPP “Disponível em: <http://www.sebrae.sc.com.br/leis/default.asp?vcdtexto=4154>.Acesso em: 24 mai. 2013. Stair, Raph M., Reynolds. (2011) “Princípios de Sistema de Informação” 9º Edição. Editora Pioneira Thomson Learning. São Paulo, SP. Turban, Efraim; Rainer Júnior, R. Kelly; Potter, Richard E. (2007) “Introdução a Sistema de Informação: Uma abordagem Gerencial.” Editora Elsevier, Rio de Janeiro, RJ. Vieira, Adalberto J.T.; Vieira, Heloisa H. T. T.; Martins, Adelmo A. (2009) “Gestão Integrada Empresarial: Aplicação do Sistema de Informação Gerencial (SIG) em uma micro empresa na região de Joinville-SC. Disponível em: <http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2009_TN_STP_098_660_12854.pdfl>. Acesso em: 18 jun.. 2013.