Your SlideShare is downloading. ×
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia grande-sp

15,156

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
15,156
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
192
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CEETEPS – CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC DE PRAIA GRANDE Técnico em ContabilidadeA IMPORTÂNCIA DO CONTADOR NAS MICR E PEQUENAS EMPRESAS NO MICRO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE/SP MUNIC BRUNA SANTANA NARDIN KAREN BARBARA ROCHA SALES DE OLIVEIRA Praia Grande Jul/2010
  • 2. II BRUNA SANTANA NARDIN KAREN BARBARA ROCHA SALES DE OLIVEIRAA IMPORTÂNCIA DO CONTADOR NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE/SP Apresentado á Escola Estadual Técnica de Praia Grande Como exigência parcial Para obtenção do título de Técnico em Contabilidade.
  • 3. III Profa. Walkyria Cristina de Santana Praia Grande Jul/2010 FICHA CATALOGRÁFICA Santana Nardin, Bruna - 1989 Bárbara Rocha Sales de Oliveira, Karen – 1990 Título: A importância do Contador nas Micro e Pequenasempresas no Município de Praia Grande-SP/ Bruna SantanaNardin e Karen Bárbara Rocha Sales de Oliveira. – PraiaGrande/SP – ETEC Praia Grande, 2010. 60 fls.; Orientadora: Walkyria Cristina de Santana. Trabalho de Conclusão de Curso (Técnico) – ETEC dePraia Grande/SP, Curso de Contabilidade, 2010.
  • 4. IV DEDICATÓRIAS Concluímos o Curso Técnico em Contabilidade e iniciamos o curso denossas vidas profissionais, sabemos que nessa caminhada encontraremos muitosdegraus, os quais subiremos um por um com passos ritmados e reforçados poraquilo que aprendemos. - Á DEUS, dono de toda sabedoria, que nos deu forças, entendimento ecoragem para enfrentar os desafios dessa jornada. - Agradecemos ao corpo docente dessa Escola Técnica, que é formadopor grandes pessoas e profissionais, e que com seus conhecimentos nostransmitiram conteúdos importantes para nossa formação e nos fizeram aprender. - Aos nossos familiares que sempre estiveram do nosso lado, nosencorajando e nos fazendo entender que vale á pena se dedicar aos estudos, pois onosso futuro é formado pelo o presente.
  • 5. V“O que ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido.” Provérbios 12.1
  • 6. VI RESUMO Buscou-se, com esta pesquisa, identificar e caracterizar como é orelacionamento do Profissional Contábil com o Empresário (Cliente) na PraiaGrande/SP. Por isso fizemos uma pesquisa de campo com ambos, buscando sabera opinião de cada um deles em relação ao outro, através de 48 questionários, 30foram respondidos por Empresários e 18 por Contadores. Você leitor, verá mais adiante as informações que foram obtidas atravésde gráficos, e sugestões de como harmonizar essa relação que é vital para ambos. Palavras-Chave: Profissional Contábil, Empresário, Relacionamento. .
  • 7. VII ABSTRACT It is intended with this research, identify and characterize how therelationship of the Professional Accounting with Businessmen (Client). So we did afield research with both seeking to hear from each one over the other, throughquestionnaires, which were answered by 30 businessmen and 18 Accountant. You reader will see later that the information was obtained from charts,and suggestions for how to harmonize the relationship that is vital for the company. Keywords: Professional Accounting, Business, Relationship.
  • 8. VIII LISTA DE TABELAS.Tabela 1. Comparação da evolução do Profissional Contábil ..................................23Tabela 2. Valor investido na Profissão.......................................................................35Tabela 3. Quanto poupar, para ter um Escritório Contábil.........................................35Tabela 4. Registro nos Órgãos Competentes............................................................36Tabela 5. Certificação Digital......................................................................................36
  • 9. IX LISTA DE GRÁFICOS.Gráfico 1. Relação entre Contador e Cliente.............................................................38Gráfico 2. Contatos Mensais com o Cliente..............................................................38Gráfico 3. Meios de Contato......................................................................................39Gráfico 4. O que o cliente pensa á respeito do Contador.........................................40Gráfico 5. Informações fornecidas á Contabilidade...................................................41Gráfico 6. Tempo em que as Empresas atuam no mercado.....................................43Gráfico 7. Opinião do Empresário sobre a Contabilidade.........................................44Gráfico 8. Noções de Contabilidade e Obrigações Acessórias................................45Gráfico 9. Contadores que já prestaram serviços aos Empresários.........................46Gráfico 10. Visão sobre o atual Contador.................................................................47Gráfico 11. Como é a relação com o Contador.........................................................48Gráfico 12. Satisfação com os Serviços Prestados pelo Contador..........................49Gráfico 13. O Contador trabalha de forma ética e transparente?.............................50Gráfico 14. Consulta com o Contador.......................................................................51Gráfico 15. Manter ou não os serviços prestador pelo Contador?............................52
  • 10. X LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLASAIDF – Autorização para Impressão de Documentos Fiscais.CAGED – Cadastro Geral de Empregados.CFC – Conselho Federal de Contabilidade.CND – Certidão Negativa de Débito.CRC – Conselho Regional de Contabilidade.CRF – Certificado de Regularidade do FGTS.DACON – Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais.DANF – Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica.DARF – Documento de Arrecadação das Receitas Federais.DCTF – Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.DES – Declaração Eletrônica de Serviços.DIMOB – Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias.DIPJ – Declaração Imposto de Renda Pessoa Jurídica.DIRF – Declaração Imposto de Renda Retido na Fonte.FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.GFIP – Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia.GIA/ICMS – Guia de Informação e Apuração do ICMS.GISS – Guia de Informação e Escrituração Eletrônica de ISSQN.GPS – Guia Previdência Social.GRCS – Guia de Recolhimento Contribuição Sindical.GRRF – Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS.ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias.IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.ISSQN – Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza.LALUR – Livro de Apuração do Lucro Real.LTCAT – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho.OAB – Ordem dos advogados do Brasil.PCMSO – Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional.PIS – Programa de Integração Social.PJSI – Programa Declaração Simplificada da Pessoa Jurídica.PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário.
  • 11. XIPPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.RAIS – Relação Anual de Informações Sociais.RPA – Recibo de Pagamento á Autônomo.WWW – World Wide Web.
  • 12. XII SUMÁRIO1. CONCEITO DE CONTABILIDADE ..................................................................... 152. HISTÓRIA DA CONTABILIDADE NO BRASIL ................................................... 163. CONSELHOS DE CONTABILIDADE CFC & CRC ............................................. 174. A RESPONSABILIDADE DO CONTADOR NO NOVO CODIGO CIVIL ............. 185. LEI 12.249/2010 ................................................................................................. 196. RESUMO DAS NOVAS REGRAS PARA A PROFISSÃO CONTÁBIL ............... 216.1 DESTAQUES DA MUDANÇA: ........................................................................ 216.2 QUANTO AOS TÉCNICOS DE CONTABILIDADE: ........................................ 216.3 EM OUTRO ESTADO: .................................................................................... 216.4 PENALIDADES ............................................................................................... 227. A PROFISSÃO CONTABIL NO SÉCULO XXI .................................................... 238. CONTABILIDADE NA EMPRESA ...................................................................... 249. SERVIÇOS FORNECIDOS PELA CONTABILIDADE AO EMPRESÁRIO ......... 259.1 DEPARTAMENTO DE PESSOAL ................................................................... 259.2 DEPARTAMENTO FISCAL ............................................................................. 259.3 DEPARTAMENTO CONTÁBIL ........................................................................ 269.4 DEPARTAMENTO SOCIETÁRIO.................................................................... 269.5 ASSESSORIA ................................................................................................. 269.6 CONSULTORIA............................................................................................... 269.7 DOCUMENTOS LEGAIS ................................................................................. 2710 INFORMAÇÕES FORNECIDAS Á CONTABILIDADE .................................... 2810.1 DEPARTAMENTO FISCAL ............................................................................. 2810.2 DEPARTAMENTO DE PESSOAL ................................................................... 2810.3 DEPARTAMENTO CONTÁBIL ........................................................................ 2911 MARKETING PARA O CONTADOR. .............................................................. 3011.1 A MARCA DO PROFISSIONAL. ..................................................................... 3011.2 DEFINIR QUAIS SÃO OS SEUS PRODUTOS OU SERVIÇOS...................... 3111.3 UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE VISITA DE FORMA DINÂMICA..................... 3111.4 MATERIAL PROMOCIONAL. .......................................................................... 3111.5 CADASTRO DE CLIENTES. ........................................................................... 3211.6 CLIENTES EM POTENCIAL. .......................................................................... 32
  • 13. XIII11.7 UTILIZE O PODER DA INTERNET. ................................................................ 3211.8 PARCERIAS E NETWORKING. ...................................................................... 3211.9 TELEMARKETING. ......................................................................................... 3311.10 CORRESPONDÊNCIA................................................................................. 3311.11 DOCUMENTE SEU PLANO. ........................................................................ 3312. CUSTOS DA PROFISSÃO .............................................................................. 3513. PESQUISA DE CAMPO .................................................................................. 3714. QUESTIONÁRIO CONTADOR........................................................................ 3815. QUESTIONÁRIO CLIENTE ............................................................................. 4316. CONCLUSÃO .................................................................................................. 5317. REFERÊNCIAS ............................................................................................... 5418. APÊNDICE A ................................................................................................... 5619. APÊNDICE B ................................................................................................... 58
  • 14. 14 INTRODUÇÃO Antigamente o contador era um mero guarda livros e se restringia a cuidarsomente da parte contábil das empresas, sem muito contato com o cliente. Hoje emdia o contador vem desenvolvendo um papel diferente e fundamental dentro dasempresas e na vida do cidadão. Com o aprimoramento da contabilidade surgiram novas funções e comelas novas obrigações, conseqüentemente o profissional da área contábil tomoupara si novas responsabilidades perante os serviços prestados. As informações contábeis apresentadas aos administradores são umaferramenta de extrema importância para a tomada de decisões da empresa, e estadeve ser passada pelo contador de forma ética e transparente. Sabendo-se da importância da profissão contábil para as empresas etambém para o País, algumas barreiras tende a existir, e é isso que queremosmostrar no desenvolvimento do trabalho. Temos como exemplo o profissionalcontábil e o cliente, muitos destes não tem uma relação amigável, tornando difícil oacesso ás informações da empresa, talvez por falta de confiança, ou quem sabe, porfalta de comunicação. Chegou a hora de mudar este conceito e mostrar que a boarelação entre contador e cliente pode ser muito saudável para a vida da empresa.
  • 15. 15 1. CONCEITO DE CONTABILIDADE Contabilidade é uma das ciências mais antigas da qual se temconhecimento, e seu papel é elaborar e aplicar um princípio de informaçõeseconômicas financeiras dentro da entidade com ou sem fins lucrativos. Ou seja, ométodo aplicado pela contabilidade procura controlar as mutações do patrimônio, oprofissional contábil é instruído para aplicar estes métodos na forma de registros,demonstrações, análise, relatórios e pareceres. Estas ferramentas auxiliam os administradores nas tomadas de decisõesdentro da empresa.
  • 16. 16 2. HISTÓRIA DA CONTABILIDADE NO BRASIL A profissão contábil começou a ser acolhida pelo Governo Federal com oadvento do decreto n° 20.158 de 30/06/1931, muito e mbora a sua aplicabilidade,através de formas diversas, já viesse sendo usada desde o início da formação deinstituições agropecuárias, comercias e industriais, já de longa data. Com o decreto 21.033 de 08/02/1932, novas diretrizes foram tomadascom relação á profissão contábil, inclusive a regulamentação através de registro emórgão competente, como foi primeiramente pela superintendência do EnsinoComercial. Todos aqueles que vinham exercendo a profissão, mediante prova deconhecimento adquiriam o direito de se registrarem naquela superintendência comocontador ou guarda livros provisionados. Algumas foram às denominações dadas aos profissionais dacontabilidade entre elas a de Perito Contador, Guarda Livros e Técnico emContabilidade, além das previstas no decreto n° 21. 033 de 08/02/1932. Após o decreto lei 9.295 passou a existir apenas as duas categoriasprofissionais: a de contador (com formação em nível superior com o titulo de“Bacharel em Ciências Contábeis”) e de Técnico em Contabilidade (com formaçãoem nível secundário).
  • 17. 17 3. CONSELHOS DE CONTABILIDADE CFC & CRC Os Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) e o Conselho Federalde Contabilidade (CFC) foram criados com advento da lei n° 9.295 de 27/05/1946que definiu as atribuições do Contador e do Técnico em Contabilidade além debaixarem várias legislações que regulamentam o exercício da profissão decontabilista e a do Ensino Comercial. Os Conselhos Regionais de Contabilidade eram órgãos vinculados aoMinistério do Trabalho e integravam a administração indireta da União sendo estavinculação extinta em 21/11/1968 pelo decreto n° 93 .617. As finalidades dos Conselhos Regionais de Contabilidade são: - Efetuar registro dos contabilistas e cadastrar as sociedades que tenhamcomo um de seus objetivos, a exploração dos serviços contábeis; - Fiscalizar o exercício da profissão, impedindo e punindo as infrações; - Cobrar as anuidades, taxas, emolumentos e multas fixadas peloConselho Federal de Contabilidade as quais são devidas pelo exercício da profissão;Funcionar como tribunal de ética. Realizar eleições: De dois em dois anos nos meses de novembro para renovação de 1/3e 2/3 respectivamente de seu plenário, correndo sempre em anos ímpares. O voto é direto, individual e obrigatório. Podem ser registradas quantas chapas forem apresentadas. O voto é exercido pelos contabilistas em dia com suas obrigações peloconselho.
  • 18. 18 4. A RESPONSABILIDADE DO CONTADOR NO NOVO CODIGO CIVIL A profissão contábil teve suas funções abordadas de forma abrangente noNovo Código Civil, que garante à categoria seus direitos e deveres, exibindo deforma ampla a importância no domínio das relações empresariais e sociais. No NovoCódigo Civil a responsabilidade do profissional contábil foi expandida, podendo eleresponder com o seu patrimônio pessoal, paga indenização caso comprovado o doloem beneficio dos administradores da empresa contratante dos serviços contábeis. O novo código civil em seus artigos 1177 e 1178 vêm estabelecer limitesno exercício da profissão contábil, impondo regras sobre atos dolosos e culposos. Dolo é quando o agente tem a intenção ou prevê o resultado. Culpa é quando o agente não tem a intenção, pode ser imprudência1negligencia2 ou imperícia3. 4 Art. 1.177. Os assentos lançados nos livros ou fichas do preponente , por qualquer dos 5prepostos encarregados de sua escrituração, produzem, salvo se houver procedido de má-fé, osmesmos efeitos como se o fossem por aquele. Parágrafo único. No exercício de suas funções, os prepostos são pessoalmenteresponsáveis, perante os preponentes, pelos atos culposos; e, perante terceiros, solidariamente como preponente, pelos atos dolosos. Art. 1.178. Os preponentes são responsáveis pelos atos de quaisquer prepostos,praticados nos seus estabelecimentos e relativos à atividade da empresa, ainda que não autorizadospor escrito. Parágrafo único. Quando tais atos forem praticados fora do estabelecimento, somenteobrigarão o preponente nos limites dos poderes conferidos por escrito, cujo instrumento pode sersuprido pela certidão ou cópia autêntica do seu teor.1 Imprudência é quando o agente faz o que não deveria fazer.2 Negligencia se dá quando o agente não faz que deveria fazer.3 Imperícia quando o agente deixa de utilizar suas qualidades técnicas, quando poderão beneficiaroutros.4 Preponente – Administrado da Empresa (Diretor-Presidente)5 Prepostos- Contadores
  • 19. 19 5. LEI 12.249/2010 No dia 11 de junho de 2010 foi sancionada a Lei 12.249/2010, peloPresidente da Republica e publicada no Diário Oficial da União dia 14 de junho de2010. Nos art. 76 ao 77 da Lei 12.249/2010 traz mudanças significativas noâmbito do profissional contábil. A Lei obriga a aplicação do exame de suficiência semelhante ao daOrdem dos Advogados do Brasil (OAB), o exame passará a ser aplicado a partir de01 de agosto de 2010 e está expresso na lei que, os Técnicos de Contabilidade quese registrarem até 01 de junho de 2015 no Conselho Regional de Contabilidade ouos que já estão registrados terão direito de exercer a profissão, após fazer o exame. E este fato extingue automaticamente os Cursos Técnicos deContabilidade. Atualmente, surgem, a cada dia, novas imposições de controles contábeis, seja pelo extremo dinamismo da economia globalizada, seja pela evolução da sociedade, diz em nota Juarez Domingues Carneiro, presidente do Conselho Federal de Contabilidade. Seção V Das Taxas e Demais Disposições o oArt. 76. Os arts. 2 , 6 , 12, 21, 22, 23 e 27 do Decreto-Lei 9295, de 27 de maio de 1946, passam a ovigorar com a seguinte redação, renumerado-se o parágrafo único do art. 12 para § 1 : o“Art. 2 A fiscalização do exercício da profissão contábil, assim entendendo-se os profissionaishabilitados como contadores e técnicos em contabilidade, será exercida pelo Conselho Federal de oContabilidade e pelos Conselhos Regionais de Contabilidade a que se refere o art. 1 .” (NR) o“Art. 6 ..........................................................................f) “regular acerca dos princípios contábeis, do Exame de Suficiência, do cadastro de qualificaçãotécnica e dos programas de educação continuada; e editar Normas Brasileiras de Contabilidade denatureza técnica e profissional.” (NR)“Art. 12. Os profissionais a que se refere este Decreto-Lei somente poderão exercer a profissão apósa regular conclusão do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, reconhecido pelo Ministério daEducação, aprovação em Exame de Suficiência e registro no Conselho Regional de Contabilidade aque estiverem sujeitos. o§ 1 ...............................................................................
  • 20. 20§ “2o Os técnicos em contabilidade já registrados em Conselho Regional de Contabilidade e os quevenham a fazê-lo até 1o de junho de 2015 têm assegurado o seu direito ao exercício da profissão.”(NR)“Art. 21. Os profissionais registrados nos Conselhos Regionais de Contabilidade são obrigados aopagamento da anuidade.............................................................................................. o§ 2 As anuidades pagas após 31 de março serão acrescidas de multa, juros de mora e atualizaçãomonetária, nos termos da legislação vigente. o§ 3 Na fixação do valor das anuidades devidas ao Conselho Federal e aos Conselhos Regionais deContabilidade, serão observados os seguintes limites:I - R$ 380,00 (trezentos e oitenta reais), para pessoas físicas;II - R$ 950,00 (novecentos e cinquenta reais), para pessoas jurídicas. o o§ 4 Os valores fixados no § 3 deste artigo poderão ser corrigidos anualmente pelo Índice Nacionalde Preços ao Consumidor Amplo - IPCA, calculado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia eEstatística - IBGE.” (NR)“Art. 22. Às empresas ou a quaisquer organizações que explorem ramo dos serviços contábeis éobrigatório o pagamento de anuidade ao Conselho Regional da respectiva jurisdição. o o§ 1 A anuidade deverá ser paga até o dia 31 de março, aplicando-se, após essa data, a regra do § 2do art. 21....................................................................................” (NR)“Art. 23. O profissional ou a organização contábil que executarem serviços contábeis em mais de umEstado são obrigados a comunicar previamente ao Conselho Regional de Contabilidade no qual sãoregistrados o local onde serão executados os serviços.” (NR)Art. 77. O Decreto-Lei 9295, de 27 de maio de 1946, passa a vigorar acrescido do seguinte art. 36-A:“Art. 36-A. Os Conselhos Federal e Regionais de Contabilidade apresentarão anualmente aprestação de suas contas aos seus registrados.”
  • 21. 21 6. RESUMO DAS NOVAS REGRAS PARA A PROFISSÃO CONTÁBIL. Agregamos um resumo das novas regras para a Profissão Contábil noBrasil de autoria de Sergio Bispo de Oliveira 6.1 DESTAQUES DA MUDANÇA: A fiscalização do exercício da profissão contábil, assim entendendo-se os profissionais habilitados como contadores e técnicos em contabilidade, serão exercida pelo Conselho Federal de Contabilidade e pelos Conselhos Regionais de Contabilidade regular acerca dos princípios contábeis, do Exame de Suficiência, do cadastro de qualificação técnica e dos programas de educação continuada; e editar Normas Brasileiras de Contabilidade de natureza técnica e profissional. Nota: O exame de suficiência, ou seja, a prova teste está de volta! Sem dúvida a classe contábil terá novos profissionais mais bem preparados para o mercado. Os profissionais somente poderão exercer a profissão após a regular conclusão do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, reconhecido pelo Ministério da Educação, aprovação em Exame de Suficiência e registro no Conselho Regional de Contabilidade a que estiverem sujeitos. 6.2 QUANTO AOS TÉCNICOS DE CONTABILIDADE: Os técnicos em contabilidade já registrados em Conselho Regional de Contabilidade e os que venham a fazê-lo até 1° de junho de 2015 t êm assegurado o seu direito ao exercício da profissão, ou seja, terá direito ao registro junto ao CRC, após a prova. 6.3 EM OUTRO ESTADO: O profissional ou a organização contábil que executarem serviços contábeis em mais de um Estado são obrigados a comunicar previamente ao Conselho Regional de Contabilidade no qual são registrados o local onde serão executados os serviços.
  • 22. 226.4 PENALIDADES As penalidades ético-disciplinares aplicáveis por infração ao exercício legal da profissão são as seguintes: a) Multa de 1 (uma) a 10 (dez) vezes o valor da anuidade do exercício em curso aos infratores dos arts. 12 e 26 do Decreto-Lei 12.249/2010; b) Multa de 1 (uma) a 10 (dez) vezes aos profissionais e de 2 (duas) a 20 (vinte) vezes o valor da anuidade do exercício em curso às empresas ou a quaisquer organizações contábeis, quando se tratar de infração dos arts. 15 e 20 e seus respectivos parágrafos; c) Multa de 1 (uma) a 5 (cinco) vezes o valor da anuidade do exercício em curso aos infratores de dispositivos ou para os quais não haja indicação de penalidade especial; d) Suspensão do exercício da profissão, pelo período de até 2 (dois) anos, aos profissionais que, dentro do âmbito de sua atuação e no que se referir à parte técnica, forem responsáveis por qualquer falsidade de documentos que assinarem e pelas irregularidades de escrituração praticadas no sentido de fraudar as rendas públicas; e) Suspensão do exercício da profissão, pelo prazo de 6 (seis) meses a 1 (um) ano, ao profissional com comprovada incapacidade técnica no desempenho de suas funções, a critério do Conselho Regional de Contabilidade a que estiver sujeito, facultada, porém, ao interessado a mais ampla defesa; f) Cassação do exercício profissional quando comprovada incapacidade técnica de natureza grave, crime contra a ordem econômica e tributária, produção de falsa prova de qualquer dos requisitos para registro profissional e apropriação indevida de valores de clientes confiados a sua guarda, desde que homologada por 2/3 (dois terços) do Plenário do Tribunal Superior de Ética e Disciplina; g) Advertência reservada, censura reservada e censura pública nos casos previstos no Código de Ética Profissional dos Contabilistas elaborado e aprovado pelos Conselhos Federal e Regionais de Contabilidade, conforme previsão do art. 10 do Decreto- Lei no 1.040, de 21 de outubro de 1969.
  • 23. 23 7. A PROFISSÃO CONTABIL NO SÉCULO XXI A profissão contábil esta em constante mudança, e o profissional tem quesaber se adequar a sociedade em que convive. Um bom profissional tem que está se atualizando, pois a chegada daglobalização está modificando as coisas e a tecnologia está cada vez maisavançada, o profissional que escolher ser tradicionalista não conseguiraacompanhar a evolução da profissão. A tecnologia traz novos métodos de trabalho e a função dos contadoresganhou novas formas de aplicabilidade, o profissional que antes era visto comoapenas um escriturário hoje é visto como uma ferramenta importante para aempresa. A dedicação dos profissionais contábeis está visível no cenário atual, comas mudanças o mercado de trabalho se tornou exigente e novas expectativas foramconstruídas em relação ao contador. Na tabela 1(um) a qual foi retirada do trabalho cientifico “O contabilista doséculo do XXI” de autoria do Contador e Mestre em Administração Roberto AurélioMerlo. Demonstra a evolução das exigências do mercado de trabalho. Tabela 1.PASSADO PRESENTE FUTUROBaixa Competitividade Competitivo Alta competitividadeComercio Tradicional Relações comerciais complexas Globalização/DesregulamentaçãoÊnfase na Escrituração Ênfase no registro Ênfase nos negóciosEnsino comercial Ensino técnico Ensino de gestãoBusca pela padronização Padronização legal Adaptada aos negóciosPouco envolvimento nos negócios Acompanhamento da gestão Proposição de soluçõesBaixa Complexidade das Operações Operações complexas Operações virtuaisLuta pelo Reconhecimento Profissão reconhecida Profissão fundamental FONTE: ROBERTO AURELIO MERLO
  • 24. 24 8. CONTABILIDADE NA EMPRESA Podemos comparar uma empresa com o corpo humano, que depende devários órgãos para funcionar, tendo a contabilidade como o coração e aadministração como o cérebro. O coração faz bombear o sangue fazendo com que o mesmo chegue atéo cérebro enviando informações para o resto do corpo. Assim é a empresa, pois primeiramente é necessário analisar asinformações apuradas pela contabilidade e após administrá-las corretamente. Não basta ter o coração funcionando se o cérebro estiver parado.Portanto é fundamental que a empresa conheça o mercado em que irá atuar antesde abrir o seu negócio, além de conhecer os deveres e obrigações que umaempresa tem. A vitamina ‘A’ é importantíssima para o bom funcionamento dos olhos,fazendo com que os mesmos enxerguem á frente dos concorrentes, sabendo a horade investir e diminuir seus custos. A contabilidade é a vitamina ‘A’ dentro do corpo empresarial, pois tem avisão do planejamento futuro, colaborando para a boa formação patrimonial. A contabilidade é uma das profissões mais antigas do mundo, assimcomo nós, seres humanos. É fundamental entendermos esta ciência e valorizá-la,pois sem os profissionais contábeis, torna-se impossível a evolução da sociedadecomo um todo. O país precisa de nós Contadores e Contabilistas, e nós precisamostrabalhar com ética e transparência, precisamos mostrar nossa força, e unir essaclasse. O reconhecimento vem com o tempo, e é o que almejamos. Contadores e Empresários colaborando um com o outro para que otrabalho seja eficaz e venha trazer benefícios para a empresa e para relação entreambos.
  • 25. 259. SERVIÇOS FORNECIDOS PELA CONTABILIDADE AO EMPRESÁRIO É importante para o cliente saber as funções exercidas pelo seu contador,pois estas poderão ajudá-lo a entender o profissional contábil e com certezadesfazer opiniões formadas sem embasamento na real função do contador. Constatar que o contador é vital para sua empresa é uma tarefa fácil bastavocê empresário enxergar isto. Com a descrição das funções dos departamentosque serão citados poderão perceber o quão árduo é o trabalho desse profissional.saiba aproveitar o que esse profissional tem a oferecer e comece a enxergar elecomo o médico da sua empresa. Leia o contrato fornecido pelo seu contador sobre a contratação dosserviços fornecidos por ele e veja se ele fornece esses tipos de serviços, conversecom ele, pois a conversa é o alicerce de uma boa relação profissional. Como nosso trabalho trata da relação entre cliente e contador, extraímoseste artigo do manual de relacionamento cliente e contador, elaborado por RoseliGonçalves da Conceição e Wagner Ântico. 9.1 DEPARTAMENTO DE PESSOAL São responsáveis pelas admissões, rescisões contratuais, folhas de pagamento, cálculo e apuração de encargos trabalhistas, obrigações mensais e anuais como: CAGED; GPS; GFIP; GRRF; DIRF; RAIS; GRCS, DARF do PIS/Folha de pagamento; Solicitações de CND e CRF/FGTS. Controle do Quadro de funcionários, informe de Rendimentos, Férias, Exames Periódicos, PCMSO, PPRA, PPP, LTCAT e outros assuntos previdenciários e trabalhistas. 9.2 DEPARTAMENTO FISCAL Responsabiliza-se pelas Notas Ficais (entrada/ saída/ serviços), apuração de impostos (federais, estaduais e municipais), registro e escrituração de livros e demais obrigações mensais e anuais do: ICMS; IPI; ISSQN; GIA MENSAL do ICMS; GIA MODELO B – ANUAL SINTEGRA;
  • 26. 26 Apoio na elaboração de DCTF, DACON; Escrituração dos livros de prestação de serviços e tomador de serviços; GISS, DES; Baixas de inscrições de débitos perante as esferas Municipais, Estadual e Federal, compensação de impostos e restituições e outras obrigações. 9.3 DEPARTAMENTO CONTÁBIL É o coração da contabilidade é onde tudo acontece sem ele nada funciona. O departamento contábil executa as seguintes operações: Escrituração dos livros Diário e Razão; Elaboração do livro LALUR; Elaboração de Balancetes de Verificação; Demonstrações contábeis exigidas pelas legislações societária e fiscal; Análise das demonstrações Contábeis; Controle dos bens do Ativo Permanente; Elaboração e entrega da DIPJ, PJSI, DACON, DCTF, DIMOB E DIRF. 9.4 DEPARTAMENTO SOCIETÁRIO Executa as operações sobre: Constituições; Alterações contratuais; Extinção de empresas; Solicitação de certidões (positiva e negativa); Cadastro e obtenção de AIDF (a qual esta sendo substituída pela nota fiscal eletrônica) Elaboração do contrato de prestação de serviços entre organizações contábeis e seus clientes; Parcelamentos e levantamentos de débitos; Organização de documentos para licitações publica; cancelamentos de empresas e aberturas de filiais. 9.5 ASSESSORIA A contabilidade exerce muitas funções e isso torna sua importância imprescindível na vida das empresas, e um dos serviços prestados que o empresário pode desfrutar é a assessoria a qual executa as seguintes funções: Orientação tributária, contábil, fiscal, trabalhista, 6 Apoio ao atendimento de fiscalização in loco ; Contato com fiscalização, fornecedores, bancos e a clientes em geral; Acompanhamento em licitações. 9.6 CONSULTORIA A contabilidade também fornece aos seus clientes consultoria, esse departamento executa as seguintes funções: Esclarece dúvidas sobre o preenchimento de notas; Realiza aplicação de nova legislação;6 Fiscalização in loco: É quando o fiscal se desloca até o local a ser fiscalizado.
  • 27. 27 Fornece orientação a sócios, gerentes e familiares sobre a situação daempresa; Oferece apoio em orientação sobre regularização de débitos fiscais Apresenta informações sobre vencimento de impostos e contribuições sobre todarotina operacional vinculada aos serviços contratados com a empresa. 9.7 DOCUMENTOS LEGAIS Os documentos legais de constituição, alteração da pessoa jurídica, devem serguardados em pastas próprias à disposição da fiscalização ou para a utilização nocumprimento de obrigações acessórias.
  • 28. 28 10 INFORMAÇÕES FORNECIDAS Á CONTABILIDADE Para que o contador consiga exercer as funções relatadas acimanecessita da cooperação do empresário, pois temos que entender que os serviçosfornecidos pela contabilidade e de suma importância para a empresa. Abaixo segue as obrigações do empresário para com a contabilidade. Este artigo também foi extraído do manual de relacionamento cliente econtador, elaborado por Roseli Gonçalves da conceição e Wagner Ântico. 10.1 DEPARTAMENTO FISCAL As DANF, matérias-primas, ativo imobilizado (1ª via), as de vendas e de prestação de serviços devem ser ordenadas e enviadas á contabilidade ou ser retirados na empresa no início de cada mês ou quinzenalmente (se for o caso), para registro e/ ou classificação e posterior contabilização. Os comprovantes de recolhimento das taxas e dos impostos pagos deverão serenviados sob a forma de fotocópia, na qual seja legível a autenticação bancária. Contas de energia elétrica e telefone, despesas de modo geral devem ser entreguesjuntamente com os demais documentos. 10.2 DEPARTAMENTO DE PESSOAL Rescisões contratuais, recibos de férias, comprovantes de folhas de pagamentos, planilhas de comissões, faltas, horas extras e variáveis de salários, recibo de pagamentos a autônomo RPA, documentos para registro de empregados, guias de GPS, GRF, GRRF, DIRF, RAIS, GRCS, DARF DO PIS/Folha de pagamento, controle de faltas, atestados médicos, etc. Devem ser encaminhados sempre em tempo hábil para que se possa proceder ao processamento das rotinas e ao cumprimento dos prazos, normalmente as informações sobre folhas de pagamentos devem ser enviadas todo dia 25 ou 26 de cada mês.
  • 29. 29 Tomar o devido cuidado para não realizar acordos e ou gratificações emparalelo a folha de pagamentos e não informar a contabilidade, seguir sempre a convençãocoletiva de sua categoria.10.3 DEPARTAMENTO CONTÁBIL Extratos bancários, extratos de aplicações financeiras e cartão de credito,enviar extrato mensal com a movimentação do 1° ao u ltimo dia de cada mês. Depósito bancário: anexar cópia do comprovante da origem. Por exemplo, norecebimento de duplicata, anexar cópia desta. Avisos de cobranças bancárias e de cartões de credito: Enviar os avisos detodas as operações (desconto, cobrança simples, vinculada, cheques descontados e emcustódia, antecipações, cartões de crédito). Enviar todos os avisos bancários, tais como despesas, transferências,aplicações, débitos, créditos, etc. Contratos de seguros com apólice, empréstimos, financiamentos, leasing,etc.: enviar uma cópia do contrato e do pagamento das parcelas. Despesas com refeições, gasolina, álcool, material de limpeza, brindes,conservação, manutenção e outras pequenas despesas somente poderão ser contabilizadasquando comprovadas com a nota fiscal do consumidor ou nota fiscal de serviços (1° via e emnome da pessoa jurídica). Recebimentos de duplicatas por caixa: anotar a data do recebimento noverso. Relatórios (diário auxiliar) de clientes e fornecedores: enviar mensalmentecom a movimentação e a posição do final do período, numerados seqüencialmente. Relatórios Diários do Caixa: informar à movimentação de recebimentos epagamentos do dia em moeda corrente, fechando saldo do dia, anexado aos respectivosdocumentos. Prazo de entrega de documentos contábeis e fiscais: até o dia 05(cinco) decada mês. Observação: Os clientes devem enviar as guias dos impostos já quitadaspara o contador, mas caso isso não ocorra o contador tem acesso as guias diretamente pelosite do órgão responsável, todo profissional competente e atualizado tem como obter essasinformações através da certificação digital, mas esta nova funcionalidade do contador nãoimplica nos deveres do cliente.
  • 30. 30 11 MARKETING7 PARA O CONTADOR. Os contadores precisam desenvolver um plano estratégico de marketingem seus escritórios. Porém muitos desses profissionais imaginam que este tipo deplano é muito complexo para ser executado. Acreditam que para isso, necessitarãode um grande investimento em dinheiro, treinamento de pessoal e outros recursos,acima de suas possibilidades. Mas um plano de marketing não precisa ser assim. Em função desta realidade, podemos iniciar a elaboração de um plano demarketing definindo alguns aspectos fundamentais. É necessário que o profissionalesteja sempre atento ao código de ética de seu setor, para que trabalhe sempre emsintonia com essas regras. É necessário construir uma marca para este profissional; Definir os serviços que fornecerá ao mercado em função dasnecessidades dos clientes; Relacionamento com a sociedade; Relacionamento com os clientes; Utilização do cartão de visita de forma dinâmica; Criar um panfleto ou folheto para divulgação dos serviços prestadospelo escritório de contabilidade; Organizar o cadastro de clientes antigos; Criar um cadastro de clientes em potencial; Criar um telemarketing; Criar um sistema de correspondência; Montar o plano estratégico. 11.1 A MARCA DO PROFISSIONAL. É necessário construir uma marca para que este profissional possa seposicionar no mercado frente á concorrência. O objetivo é que o escritório se torneponto de referência para os clientes da região na prestação de serviços em suaespecialidade. A elaboração de um slogan (frase), que sintetize a principal qualidade7 Marketing – 1. Comercialização. 2. Execução de todos os atos de comércio que sirvam para dirigir oescoamento de mercadorias e serviços do produtor ao consumidor. 3. Conjunto de operações queenvolvem a vida do produto, desde a planificação de sua produção até o momento em que é aadquirido pelo consumidor.
  • 31. 31do escritório, ou a principal necessidade dos clientes é importante para se tornarmarca registrada, lembrando que um dos melhores ingredientes de uma marca é acredibilidade. Está qualidade é conquistada com competência técnica e comrelacionamento de transparência e bom atendimento aos seus clientes. 11.2 DEFINIR QUAIS SÃO OS SEUS PRODUTOS OU SERVIÇOS. Definir um conjunto de serviços que possam ser percebidos pelaspessoas e pelos empresários como benefícios e que façam uma diferença relevantena hora da contratação dos serviços, em relação aos concorrentes. Para isto épreciso pesquisar junto aos clientes e ao mercado, para entender melhor asnecessidades não supridas, e obter conhecimento sobre as tendências futuras. Um dos grandes macetes do marketing é a competência do profissionalem atender as necessidades dos clientes. Para isto, é necessário ter sensibilidade,estar atento e oferecer produtos e serviços que venham suprir essas necessidades. 11.3 UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE VISITA DE FORMA DINÂMICA. O cartão de visita é uma arma pequena, mas poderosa na conquista denovos clientes. O profissional deve utilizar esta importante ferramenta de marketingde maneira ativa e em todas as oportunidades que surgirem, principalmente emeventos, reuniões que participar. Ele poderá ser importante para a conquista denovos parceiros e para a ampliação de seu networking. 11.4 MATERIAL PROMOCIONAL. Elaborar um panfleto ou folheto, com a relação de todos os serviçosprestados, e a descrição da forma de trabalhar do profissional. Crie um material comboa qualidade visual, mas dentro das condições financeiras do escritório. Relacionetodos os serviços oferecidos, realce os benefícios em relação aos clientes, e coloquelogomarca, slogan e telefone bem destacados. Este folheto deverá ser divulgadofreqüentemente, em locais estratégicos, através de parceiros e de empresas deáreas complementares.
  • 32. 32 11.5 CADASTRO DE CLIENTES. Organizar o cadastro de clientes, num computador ou mesmo numfichário, de forma a colocar todas as informações sobre estes clientes, e os serviçosque já foram prestados no passado a eles. Crie o hábito de fazer contato com estesclientes periodicamente, para saber se estão precisando de algum serviço. Isto ételemarketing. 11.6 CLIENTES EM POTENCIAL. Elaborar um cadastro de clientes em potencial, que possam vir a precisardos serviços de seu escritório. Por exemplo: se o profissional prestar serviços decontabilidade á um colégio, certamente outros colégios também devem necessitardos mesmos serviços. Caso forneça serviços específicos á determinada empresa deum setor industrial, certamente outras empresas do mesmo setor precisarão dosmesmos serviços. 11.7 UTILIZE O PODER DA INTERNET8. Utilizar a Internet como importante ferramenta de marketing. Através daelaboração e publicação de artigos em sites, da utilização de blogs pessoais, daelaboração de um site do escritório, da participação em diversas comunidades deprofissionais e de muitos outros recursos que a internet possibilita. 11.8 PARCERIAS E NETWORKING9. A criação de relacionamentos de Parcerias e Networking, que sãorelacionamentos profissionais e pessoais com o objetivo de ajuda mútua, são umdos meios mais eficazes de conquistar clientes. Para isto, é necessário construiruma rede de relacionamento com profissionais e entidades com atuação profissional8 Internet - rede remota internacional de ampla área geográfica, que proporciona transferência dearquivos e dados, juntamente com funções de correio eletrônico para milhões de usuários ao redor domundo.9 Networking - rede de contatos, ou rede de relacionamentos profissionais, significa ter acesso apessoas que podem nos ajudar profissionalmente.
  • 33. 33complementar a sua, que possa possibilitar uma troca de informações e indicaçãomútua de clientes. Dependendo da situação, será necessário combinar o pagamento de umacomissão, se for o caso. Forneça freqüentemente certa quantidade de cartões devisitas e folhetos para estes parceiros. Certamente, com o tempo, eles se tornarãouma fonte importante de novos negócios. 11.9 TELEMARKETING10. Ter um telemarketing em seu escritório seria bom para contatar osclientes em potencial e os antigos. O telemarketing é simplesmente uma rotina deligações telefônicas que você deverá criar no consultório para fazer contatoscomerciais. Escreva um pequeno roteiro do que irá falar, e como irá oferecer osserviços. Importante! Evite tentar vender por telefone, simplesmente coloque seusserviços á disposição daquele cliente em potencial, e combine de remeter um folhetocom sua relação de serviços e o telefone de contato. Certamente, no dia que aquelecliente precisar, ele irá lhe procurar. Este serviço pode ser executado rotineiramentepor uma secretária devidamente treinada. O objetivo desses contatos deve ser informativo, para não ferir o códigode ética do Contabilista. 11.10 CORRESPONDÊNCIA. Utilizar um sistema de correspondência para enviar periodicamentemensagens aos seus clientes, pode ser inclusive via e-mail, por ser mais econômico.A correspondência serve de apoio ao telemarketing, os dois são complementares.Esta comunicação cria um relacionamento e mantém o cliente informado sobre arealidade do escritório e do profissional. 11.11 DOCUMENTE SEU PLANO.10 Telemarketing - métodos de vendas baseado na utilização do telefone, para oferecer um produto ouserviços, ou prestar atendimento aos clientes de uma empresa.
  • 34. 34 Coloque tudo no papel e transforme estas ações em seu plano estratégicode marketing. Se possível faça um documento, para que periodicamente possamavaliar os resultados. Inclua neste plano os itens abaixo: Defina os objetivos do escritório para os próximos anos; Qual o faturamento pretendido; Quantos colaboradores, sócios e funcionários terão; Que investimentos pretendem fazer nos próximos anos; Que objetivos pretendem realizar com o escritório; Outras metas. O objetivo deste plano estratégico é sempre estar apontando umcaminho, mostrando aonde o profissional quer chegar, e também motivar a todos,principalmente nos momentos mais difíceis. Como se pode perceber, todo esse conjunto de idéias pode ser adaptadoem qualquer escritório a um custo mínimo. São conceitos que funcionam deverdade. Foram úteis no passado a milhares de escritórios, e certamente serão úteisno presente e no futuro á todos os pequenos ou grandes escritórios que precisam seestabelecer e enfrentar um mercado cada vez mais competitivo, exigente ecomplexo.
  • 35. 35 12. CUSTOS DA PROFISSÃO Assim como toda formação temos que investir, e em nossa profissão nãoé diferente, pois temos que estar sempre apitos a exercer a mesma comcompetência. Como sempre acontece, tudo tem o seu preço, principalmente quando setrata de formação profissional. Desenvolvemos a tabela a baixo que visa mostrar ovalor desembolsado por pessoas que pretendem possuir um diploma de Bacharelem Ciências Contábeis e Técnico em Contabilidade. Tendo com base o valor mensal para o Curso superior de CiênciasContábeis R$ 625,00, e para o Técnico em Contabilidade R$ 250,00.Tabela 2.INVESTIMENTOS VALOR EM R$Faculdade de Ciências Contábeis R$ 30.000,00Técnico de Contabilidade R$ 4.500,00 FONTE: Instituições particulares Durante a formação, o profissional precisa se organizar de acordo comseus planos, e seguindo a opinião de contadores renomados nesta profissãosugerimos a seguinte solução, para aqueles que desejam abrir um escritóriopoderão fazer uma poupança de acordo com o tempo de sua formação. Um escritório contábil com capacidade para atender os clientes comqualidade custa em media R$ 5.000,00 (cinco mil reais).Tabela 3.Tempo de Formação Valores a serem poupados mensalmenteFaculdade = 48 meses R$ 104,17Técnico de Contabilidade = 18 meses R$ 277,18
  • 36. 36 Depois de formados estes profissionais deverão ser registrados no CRC(Conselho Regional de Contabilidade) para poderem exercer a profissão Contábileste fato gera gastos o qual podemos nomear como investimentos para a profissãoeste exposto na tabela abaixo.Tabela 4.Registro Valor anualBacharel em Ciências Contábeis R$ 339,04Técnico de Contabilidade R$ 305,76 FONTE: CRC-SP Com estas etapas superadas o Contador agora, um profissional habilitadoa exercer sua profissão terá também que investir em novas tecnologias, para quesempre esteja atualizado e atendendo seus clientes com mais agilidade. Um bom investimento é a certificação digital.Tabela 5.Certificação Digital* R$ 200,00 *Incluso Token e Assinatura da Certificação Digital. Os computadores e a internet são largamente utilizados para o processo de dados e para a troca de mensagens e documentos entre cidadão, governo e empresas. No entanto, estas transações eletrônicas necessitam da adoção de mecanismos de segurança capazes de garantir a autenticidade, confiabilidade e integridade ás informações eletrônicas. A certificação digital é a tecnologia que provê estes mecanismos. No cerne da Certificação Digital está o certificado digital, um documento eletrônico que contém o nome, um número público exclusivo denominado chave pública e muitos outros dados que mostram quem somos para as pessoas e para os sistemas de informação. A chave pública serve para validar uma assinatura realizada em documentos eletrônicos.
  • 37. 37 13. PESQUISA DE CAMPO Para que o nosso Trabalho de Conclusão de Curso tivesse fundamentofoi necessário saber a opinião dos Contadores sobre seus clientes, e vice-versa.Então, percorremos por quase todos os Escritórios de Contabilidade da cidade dePraia Grande /SP, nos seguintes bairros: Boqueirão, Canto do Forte, Ocian, Mirim,Caiçara, Vila Antártica, Aviação, Tupy e Tude Bastos. Foram entregues cerca de 30 questionários em Contabilidades (conformeanexo A), mas, infelizmente algumas não se dispuseram á responde-los, totalizandoapenas 18 questionários respondidos. Nas micro e pequenas empresas de diversos segmentos foram entregues30 questionários (conforme anexo B) e todos foram respondidos. Á seguir mostraremos as informações coletadas pelos Contadores etambém pelos Micro e Pequenos Empresários da região.
  • 38. 38 14. QUESTIONÁRIO CONTADOR STIONÁRIOGráfico 1. Relação entre Contador e Cliente 0% 0% Ruim 44% Regular 56% Boa Muito Boa Nessa questão nenhum dos Contadores disse ter uma relação Ruim ouRegular com seus clientes, o que permite a tomada e a prestação de serviçosContábeis. Deve existir empatia de ambas as partes, pois a comunicação sempreestará presente para o bom funcionamento da Empresa e da Contabilidade. funcionamentoGráfico 2. Contatos Mensais 0% 17% Uma 33% Duas Três 28% 5% Quatro 17%
  • 39. 39 Podemos observar que a maioria dos Contadores Disse entrar em conta contatocom seus clientes pelo menos três ou mais que cinco vezes por mês. Isso é um cincoótimo sinal, pois demonstra que a Contabilidade se preocupa em manter seusclientes com uma prestação de serviço atenciosa, em que o cliente se sintaimportante e valorizado.Gráfico 3. Meios de Contato 24% 44% Telefone E-mail mail Contato Pessoal 32% A maioria dos contatos ainda é feitos por telefone e e e-mail, deixando adesejar o contato pessoal, que é fundamental para se conhecer melhor o cliente e essoal,conquistá-lo.
  • 40. 40Gráfico 4. O que o cliente pensa á respeito do Contador Funcionário Indireto do Governo 27% Um amigo, parceiro 46% nos negócios As informações contábeis são de 27% importância inquestionável para a saúde da empresa 46 % dos Contadores acham que seus clientes vêem a Contabilidadecomo algo importante para sua empresa, o que nos faz acreditar que essesempresários tem visão de negócio e sabe de suas obrigações perante o FISCO. 27% os vêem como um amigo, parceiro nos negócios. Isso é muito bompara o Contador, que se sente mais motivado na hora de trabalhar para aquelaempresa, tornando os seus negócios mais eficazes. 27% vêem os Contadores com um funcionário indireto do governo, o que comonos mostra a falta de conhecimento do empresário na hora de abrir um negócio,visando apenas lucro sem sequer dar importância ás obrigações que empresaacarretará á medida em que seu caixa for aumentando.
  • 41. 41Gráfico 5. Informações fornecidas á Contabilidade 21% 21% Corretas Omite dados Dentro do Prazo Fora do Prazo 23% 35% Este gráfico está bem dividido, 21% dizem que os clientes fornece os fornecemdados corretos e 23% dizem que seus clientes omitem dados. Podemos dizer que %está bem distribuído e que varia de cliente para cliente. É importante ressaltar que ídose os clientes omitem seus dados é bem provável que eles não confiem totalmenteem seu contador, e que ainda não entenderam o porquê da contabilidade para suaempresa, cabendo ao Contador esclarecer sempre o porquê e o motivo darequisição por parte da Contabilidade, explicando também o que pode aconte Contabilidade, acontecer seo mesmo continuar omitindo seus dados dados. 35% enviam as informações dentro do prazo, o que nos leva á entender %que o cliente cumpre com seu papel em termos de datas e com certeza cobrará doseu contador se o mesmo deixar passar alguma data referente ás obrigaçõesinerentes á empresa, o que pode até levar á rescisão contratual e á má fama daContabilidade. 21% enviam as informações fora do prazo. É importante os Contadores %terem sempre prova de que avisaram seus clientes sobre o limite de entrega dos
  • 42. 42documentos, em e-mails ou até mesmo por escrito, para que não venha recair aresponsabilidade sobre ele.
  • 43. 43 15. QUESTIONÁRIO CLIENTE LIENTEGráfico 6. Há quanto tempo a sua empresa está atuante no mercado? 13% 13% Menos de 1 ano 1 à 5 anos 5 à 10 anos Mais de 10 anos 30% 43% Este gráfico aborda o tempo de atuação da empresa no mercado epodemos observar que das 30 empresas entrevistadas, 43% esta no mercado entre5 e 10 anos, 30% esta no mercado entre 1 e 5 anos, 13% esta no mercado a menosde 1 ano e 13% á mais de 10 anos. Podemos dizer que este gráfico é a peça chave do nosso questionário.Pois através dele iremos apurar os dados, relacionando o tempo com oconhecimento.
  • 44. 44Gráfico 7. Em sua opinião a Contabilidade é? 3% 10% Muito importante para sua empresa Tem relativa importância 87% Não tem importância 87% dos empresários dizem que a contabilidade é muito importante parasua empresa. Esses empresários tem uma maior experiência na vida empresarial edevido á isso agregam conhecimentos tanto na parte comercial como na partecontábil. O restante praticamente disse que a contabilidade não tem importância,comparamos com os resultados obtidos e concluímos que os mesmos tem pouco obtidostempo de atuação no mercado, portanto pouco conhecimento sobre contabilidade.
  • 45. 45Gráfico 8. Você tem noções sobre contabilidade, e sobre as obrigações e deveres do seu contador, além das suas obrigações acessórias para com a sua empresa? 17% Sim Não 83% A maioria dos Empresários disseram que sim, o que nos leva a acreditarque esses Empresários contribuem bastante para que a Contabilidade da empresa queseja feita corretamente. 17% disseram não ter conhecimento o que significa queesses Empresários tem Contador só porque é “Obrigado”.
  • 46. 46Gráfico 9. Quantos contadores já prestaram serviços para sua empresa? 10% 10% 1 2 10% 3 87% 4 5 13% 43% dos empresários já tiveram mais de 1 (um) contador, isso nos leva ápensar que o motivo pelo qual ocorreu a contratação de um novo profissionalcontábil, se deu ao fato de que ou o Contador não prestou um serviço de qualidadeou, o empresário ainda não entendeu a importância da contabilidade para aempresa.
  • 47. 47Gráfico 10. Qual a visão que você tem sobre o seu atual contador ? Um funcionário indireto do governo. 7% Um amigo, parceiro nos negócios. 36% 57% As informações contábeis prestadas pela contabilidade são de importância inquestionável. 57% dizem que a contabilidade é importante para sua empresa eimprescindível para tomada de decisões, o que demonstra que estes empresáriostêm visão de negócio. Praticamente todos eles mantêm o mesmo contador desde a .abertura de sua empresa a qual estão atuando no mercado há mais de cinco anos. 36% vêem o contador como um amigo, parceiro nos negócios, pois sesentem importantes no tratamento que supera suas expectativas. 7% Ainda não entenderam o papel que o contador exerce dentro de suaempresa
  • 48. 48Gráfico 11. Como é a sua relação com o seu contador? 7% 23% Ruim Regular 40% Boa 30% Muito boa Pretendíamos que este gráfico coincidisse com o anterior no sentido deque 93% dos empresários tivessem pelo menos uma boa relação com seu Contador,já que no gráfico acima 36% vêem seu contador como um amigo, parceiro nos conegócios, mostrando ter confiança e uma boa relação. Mas, percebemos que onúmero de empresários que tem uma relação regular (ou seja, deixa a desejar)supera os 36%, o que contradiz com o que disseram anteriormente. disseram
  • 49. 49Gráfico 12. Está satisfeito com os serviços prestados pelo seu contador? Sim 40% 60% Não Com este gr fico podemos observar que, 60 % dos entrevistados gráficodisseram que estão satisf satisfeitos com os serviços prestados pela contabilidade, isso snos mostra que o reconhecimento do profissional contábil vem melhorando aospoucos, na medida em que o contador vem prestando um serviço de maiorqualidade, mostrando também o seu valor na sociedade.
  • 50. 50Gráfico 13. Você acha que o seu contador trabalha de forma ética e transparente? 40% Sim Não 60% 60% dos empresários dizem que seu Contador trabalha de forma ética etransparente, o que nos faz entender o porquê da mesma quantidade de fazempresários que estão satisfeitos com os Serviços Prestados pela contabilidade,mostrado no gráfico anterior.
  • 51. 51Gráfico 14. Você consulta seu contador sobre... 13% As possibilidades de fazer novos investimentos 10% Formas para diminuir o valor de tributos 13% Como usar corretamente 64% as informações contábeis Não consultar porque acha que ele não pode ajudar 64% mostram acreditar em seu contador, pois depositam nele confiançapara opinar sobre como investir e no que investir em sua empresa. 13% queremsaber como poupar seu caixa, pagando menos impostos, um papel que o contadordesempenha na hora de indicar a f forma de tributo menos onerosa para a empresa,mas que dependendo do caso, o Contador não pode fazer milagres. 10% buscamsaber mais sobre a contabilidade de sua empresa e querem entende entende-lás. 13% não consultam o seu contador pra nada, apenas fornecem osdocumentos necessários para o andamento de sua empresa, acham que devem cumentosmanter o contador apenas porque ele tem o aval para fazer essa ligação entre aempresa e o Governo.
  • 52. 52Gráfico 15. Caso o Governo desobrigasse a apresentação fiscal você continuaria mantendo os serviços prestados pelo seu Contador? 10% Sim Não 90% Apenas 10% dos empresários não continuariam mantendo seu contador,isso significa que são poucos os que ainda enxergam o Contador como aquele queserve apenas para ser um intermediário no cumprimento com as exigências de umaempresa. 90% felizmente continuariam mantendo o seu contador por perto, pois comcerteza, apesar de tudo, sabem que o contador é realmente importante e pode e emuito ajudar nos negócios de uma empresa.
  • 53. 53 16. CONCLUSÃO O contabilista assume papel de destaque na vida empresarial,principalmente nas micros e pequenas empresas, desempenhando funções fiscais,legais e gerenciais que ás vezes ultrapassam o seu campo profissional. Figuraindispensável no dia-a-dia destas, este profissional se encarrega das atribuições decontrole financeiro e patrimonial das empresas. Infelizmente existe a falta doreconhecimento por parte dos clientes á respeito do trabalho exercido pelosContadores. Observamos que muitos dos clientes entraram em contradição nas suasrespostas ao questionário em relação á como eles vêem o Contador. Do outro lado,os profissionais Contábeis não estão sabendo expor de forma clara a importância daprofissão e o benefício que a mesma traz para a empresa de seus clientes. Cabe ao contabilista, como sempre fez, e agora ainda mais, preocupar-seem prestar melhores serviços junto a seus clientes, devendo ainda, ocupar-se derenovar seus conhecimentos técnicos e de todos aqueles que com ele trabalham,visando à melhoria contínua na orientação e solução de questões inerentes áprofissão contábil. Cabe ao cliente, colaborar com o contador nos envios de informaçõesreferentes á sua empresa, para que ambos caminhem lado a lado. O cliente deve lero Contrato de Prestação de Serviços para saber o que o Contador se comprometeuá fazer por sua empresa e deve aprender a ouvir seu contador, pois ele será omelhor conselheiro e o consultor mais adequado para garantir um futuro de sucessopara a empresa.
  • 54. 54 17. REFERÊNCIASCONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, PERFIL DO CONTABILISTABRASILEIRO, BRSILIA 1986. P.09-153 Disponível em< http://www.cfc.org.br/uparq/livro_perfil_do_contabilista3.pdf > Acesso em 02Fevereiro 2010.MERLO, Roberto Aurélio, O CONTABILISTA DO SECULO XXI. CRC-SC, 2009.Disponívelem:<.http://www.crcsc.org.br/.../downloaddocumentophp?...O%20CONTABILISTA%20DO%20SECULO%20XXI> Acesso em 06 fevereiro. 2010SÃO MARCOS, Jorge, A CONTABILIDADE ANALÍTICA, ESTUDOS PREVISIONAISE FORMAÇÃO NO SÉCULO XXI. UNIVERSIDADE DE AVEIRO. PORTUGAL, 2000.Disponível em:<http://www.observatorio-iberoamericano.org/paises/.../SaoyNaisa.pdf> Acesso em5 março 2010.FERREIRA, Genival, O DIA A DIA DOS ESCRITÓRIOS UFPE/APCC, Disponívelem:< http://www.genival.com.br/palestras/odiaadiaescrit.ppt > Acesso em 17 março2010.SILVA, Antônio Carlos Ribeiro da. METODOLOGIA DA PESQUISA APLICADA À CONTABILIDADE: ORIENTAÇÕES DE ESTUDOS, PROJETOS, RELATÓRIOS, MONOGRAFIAS, DISSERTAÇÕES, TESES. SÃO PAULO: ATLAS, 2003.Disponívelem:<http://www.uefs.br/sitientibus/pdf/27/visao_prospectiva_do_papel_do_contador.pdf>Acesso em 18 março 2010RAMOS, Dora, EMPRESÁRIO E CONTADOR: UMA VIA DE MÃO DUPLA.Disponível em:<http://www.financialweb.com.br/noticias/index.asp?cod=61018> Acesso 5 maio2010.SERVIÇOS PRESTADOS NO ESCRITORIO, São Paulo. 2009, Disponível em:<http://aprendacontabilidade.no.comunidades.net/index.php?pagina=1180270692>Acesso em 13 maio 2010.
  • 55. 55DORNELES, Sânderson Lopes, CERTIFICAÇÃO DIGITAL: IDENTIFICAR E ANALISAR.Disponível emhttp://www.tjpe.jus.br/Memorial/revista/revista012010/2MemoriaDigital.pdf acessoem 15 maio 2010.O QUE É RESPONSABILIDADE FISCAL. 2009, Disponível em:http://www.responsabilidadesocial.com Acesso em 15 maio 2010.MANUAL DE RELACIONAMENTO CLIENTE E CONTADOR.NÚCLEO DE CONTABILIDADE PROFISSIONALIZAR PARA CRESCER. SãoPaulo.2009 Disponível em: http://www.aceguarulhos.com.br Acesso em 20 maio2010CONCEITO DE CONTABILIDADE, Disponível em:http://www.notapositiva.com/trab_professores/textos_apoio/contabilidade/01conccontabilidade.htm Acesso em 21 maio 2010.CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO-RESPONSABILIDADE DO CONTABILISTA EOUTROS AUXILIARES, Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/2002/L10406.htm Acesso 21 junho 2010LIMA, Ari, PLANO DE MARKETING PARA CONTADORES. Disponível em: http:// www.algosobre.com.br/marketing/plano-de-marketing-para-contadores.htmlAcesso em 1 junho 2010.Lei 12.249/2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12249.htm Acesso em 23 junho 2010.BURITI, Maria Carolina CONTABILISTAS: O QUE MUDA COM A NOVA LEI.Disponível em: http://www.financialweb.com.br/noticias/index.asp?cod=69248 Acesso em 23 junho 2010.OLIVEIRA, Sergio Bispo de, RESUMO DAS NOVAS REGRAS PARA PROFISSÃOCONTÁBIL NO BRASIL. Disponível em http://www.fecontesc.org.br Acesso em23 junho 2010.
  • 56. 56 18. APÊNDICE APesquisa de campo para trabalho de conclusão do curso Técnico de Contabilidade da Escola TécnicaEstadual de Praia Grande.Essa pesquisa tem como objetivo a coleta de dados, sobre a opinião do profissional contábil árespeito de como ele é visto por seus clientes.Usaremos as informações coletadas para alcançar a meta do nosso trabalho que tem como objetivo“Melhorar a relação dos micros e pequenos empresários com seu Contador”. 1. Há quanto tempo, você exerce a profissão de Contador? _________________ 2. Como é a relação entre você (Contador) e o Cliente? ( ) Ruim. ( ) Regular. ( ) Boa. ( ) Muito Boa. 3. Quantas vezes por mês, aproximadamente, você mantém contato com seu cliente? ( ) Uma. ( ) Duas. ( ) Três. ( ) Quatro. ( ) Cinco. ( ) Mais que Cinco vezes. 4. Quais são os meios de contato mais utilizado pela Contabilidade, para se comunicar com o Cliente? ( ) Telefone. ( ) E-mail. ( ) Contato Pessoal. 5. Em sua opinião, como os contadores são vistos pelos clientes? Assinale quantas opções desejar. ( ) Como um funcionário indireto do governo, que serve apenas para cálculos de impostos e preenchimento de guias. ( ) Um amigo, parceiro nos negócios. ( ) Ou que as informações contábeis prestadas pela contabilidade são de importância inquestionável para a empresa e que o contador é imprescindível para a tomada de decisões na mesma. ( ) Outra visão. Qual? __________________________________________________________________________
  • 57. 576. Quando solicitado ao cliente informações necessárias para a contabilidade daempresa, ele passa as informações: (Assinale quantas desejar).( ) Corretas. ( ) Fora do prazo. ( ) Dentro do prazo. ( ) Omite dados.7. Além do Balanço Patrimonial e da DRE, quais outros relatórios são enviados aosclientes?__________________________________________________________________________8. A Contabilidade se dispõe para ajudar o cliente a interpretar o seu Balanço e a suaDRE?( ) Sim. ( ) Não.9. Em sua opinião o que deveria ser feito para melhorar a relação do contador com oempresário (Cliente)?____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  • 58. 58 19. APÊNDICE BPesquisa de campo para trabalho de conclusão do curso técnico de contabilidade da Escola Técnicade Praia Grande.Essa pesquisa tem como objetivo a coleta de dados, sobre a opinião e a visão do micro e pequenoempreendedor na praia grande sobre a contabilidade e o seu contador.Usaremos as informações coletadas para alcançar a meta do nosso trabalho que tem como objetivo.“Melhorar a relação dos micros e pequenos empresários com seu Contador.” 1. Há quanto tempo a sua empresa está atuante no mercado? ( )menos de 1 ano ( )1 a 5. ( )5 a 10. ( )Mais de 10 anos. 2. Em sua opinião a contabilidade é? ( ) Muito importante para sua empresa. ( ) Tem relativa importância. ( ) Não tem importância. 3. Você tem noções sobre contabilidade, e sobre as obrigações e deveres do seu contador, além das suas obrigações acessórias para com a sua empresa? ( ) Sim. ( ) Não. 4. Quantos contadores já prestaram serviços para sua empresa? ____________ 5. Qual a visão que você tem sobre o seu atual contador? Assinale quantas opções desejar. ( ) De que ele é um funcionário indireto do governo, que serve apenas para cálculos de impostos e preenchimento de guias. ( ) Um amigo, parceiro nos negócios. ( ) Ou que as informações contábeis prestadas pela contabilidade são de importância inquestionável para a sua empresa e que o contador é imprescindível para a tomada de decisões na mesma. ( ) Outra visão. Qual?
  • 59. 59 ___________________________________________________________6. Você recebe do seu contador, relatórios como balanço patrimonial, demonstrações e outros relatórios? ( ) Sim. ( ) Não.7. Seu contador o ajuda a entendê-los e interpretá-los? ( ) Sim. ( ) Não.8. Você tem uma boa comunicação com o seu contador? ( ) Sim. ( ) Não.9. Como é a sua relação com o seu contador? ( ) Ruim. ( ) Boa. ( ) Regular. ( ) Muito boa.10. Está satisfeito com os serviços prestados pelo seu contador? ( ) Sim. ( ) Não.11. Sim ou não. Justifique sua resposta. _________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________12. Você acha que o seu contador trabalha de forma ética e transparente? ( ) Sim. ( ) Não.13. Quantas vezes por mês você mantém contato com o seu contador? ( ) 1 a 2 ( ) 2 a 5 ( ) 5 a 10 ( ) Mais de 10 vezes14. Nesse contato você consulta seu contador sobre (marque quantas alternativas desejar): ( ) As possibilidades de fazer novos investimentos ( )Formas para diminuir o valor de tributos ( )Como usar corretamente as informações contábeis ( )Não consulta porque acha que ele não pode ajudar15. Caso o governo desobrigasse a apresentação da escrituração fiscal, você continuaria mantendo os serviços prestados pelo seu contador? ( ) Sim. ( ) Não.
  • 60. 60 16. Em sua opinião o que deveria ser feito para melhorar a relação do contador com o empresário?_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

×