RECEPTIVIDADE E USABILIDADE DO S.O LINUX EDUCACIONAL NA
ESCOLA AMÂNCIO DE MORAES.
SILVA, Karen Lowhany Costa
GOMES, Vinici...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

1. INTRODUÇÃO

O MEC em parceria com as Secretárias

Aos poucos, a s...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

quadros

sociais.

Escolas

e

comunidades

carentes são os principa...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

Laboratórios

e

compreender sem precisar de nenhum tipo de

atualiz...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

pacote

do

BrOffice

presentes

nos

computadores da instituição, s...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

BORGES NETO, H. Uma classificação sobre a
utilização do computador p...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

Disponível

em

fevereiro de 2012

http://www.vivaolinux.com.br/Aces...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 201...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 201...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

Questionário 02

1ª Para você o mini curso foi
10%
Sim
Não
90%

2ª A...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

3ª Qual sistema utilizado no laboratório?

0%

20%
Linux Educacional...
Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional

6ª Qual e o editor de apresentação utilizado na
instituição

20%

MS...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Linux Educacional

339

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
339
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Linux Educacional

  1. 1. RECEPTIVIDADE E USABILIDADE DO S.O LINUX EDUCACIONAL NA ESCOLA AMÂNCIO DE MORAES. SILVA, Karen Lowhany Costa GOMES, Vinicius Gutierres Rodrigues Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Tocantins Campus: Paraíso do Tocantins TO Professor Orientador: Jonas de Macedo Sousa Junior RESUMO Com a criação do projeto inclusão Digital que tem por objetivo a inclusão social, o Governo federal junto ao MEC disponibilizou computadores para todas as instituições de ensino para que todos os alunos e professores tenham o conhecimento básico de manusear um computador e as pessoas menos favorecidas possam ter um contato básico com o mesmo, o alvo deste projeto e Escolas e Comunidades. Como o computador abrange funções e colabora para um nível elevado de conhecimento intelectual e suas possibilidades são quase ilimitadas a sua utilização nas instituições de ensino e de grande necessidade. O computador e uma grande ferramenta na educação que deve ser bem utilizada como informática educacional. Para que o computador se trone uma grande ferramenta de estudo precisasse abrange quatro elementos essenciais. Quanto ao sistema operacional utilizado podemos notar que os profissionais das Instituições de Ensino não estão bem familiarizados eles possuem uma grande dificuldade no manuseamento do mesmo ,parte dai a iniciativa de pesquisar varias formas de como proporciona um estudo na área de operação do novo sistema. Palavras – Chaves: Sistema operacional, Usabilidade, Linux Educacional, inclusão digital. Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  2. 2. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional 1. INTRODUÇÃO O MEC em parceria com as Secretárias Aos poucos, a sociedade vem se inserindo no mundo da informática, e como consequência, todos deverão aprender a conviver com computadores, na vida pessoal, de Educação Estaduais e Municipais adotaram as políticas públicas de inclusão digital onde promovem o uso pedagógico da informática na rede pública da educação básica, democratizando o uso da mesma. O MEC escolar e também na vida profissional. Novas tecnologias vão incorporando-se ao dia-a-dia da sala de aula e por isso devem disponibiliza como Sistema Operacional (S.O) o Linux Educacional. ser tratadas, testadas e estudadas. Este artigo fala do uso do S.O Linux 2. Objetivo Geral: Compreender Educacional, que é o sistema padrão dos a forma como foi computadores da escola Amâncio de Moraes. inserido o sistema nas Escolas Estaduais de Que chama atenção para o nível de todo o Pais com a iniciativa do MEC e com dificuldade dos docentes e discentes da isso potencializar a interação dos docentes e Instituição que é relativamente grande em discentes da Escola Amâncio de Moraes com o executar operações básicas, o que remete a Linux Educacional. muitos prejuízos como o desperdício de verbas públicas e a limitação da disseminação do 2.1 Objetivos Específicos: conhecimento. Averiguar o nível de conhecimento de Em 2005 o Governo Federal criou o docentes e discentes com relação ao uso do projeto de Inclusão Digital, que tem por S.O (Sistema Operacional) Linux Educacional objetivo a inclusão social de populações usando como espaço amostral escola Amâncio excluídas digitalmente proporcionando a elas o de exercício de sua cidadania e a oportunidade de Moraes, identificando as dificuldades em manejar o mesmo; principais possuírem maior conhecimento. Essa inclusão visa não somente a alfabetização das pessoas 3. DESENVOLVIMENTO em informática, mas também melhorar os Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  3. 3. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional quadros sociais. Escolas e comunidades carentes são os principais alvos desse projeto. elementos essenciais, são eles: computadores em perfeito estado, software livre, professores Por ser um equipamento que adquire capacitados para o uso e alunos. cada vez mais distintas funções o computador É importante que se destaque ainda que colabora de forma expressiva para uma “o computador não é mais o instrumento que elevação do nível de conhecimento intelectual ensina o aprendiz, mas a ferramenta com a como fonte rápida de informações e como qual o aluno desenvolve algo e, portanto, o ferramenta aprendizado de entretenimento suas possibilidades são quase ilimitadas. Segundo (Almeida, ocorre pelo fato de estar executando uma tarefa corretamente por 2000) o intermédio do computador”- (Valente 1993). computador é “uma máquina que possibilita O computador deve ser usado como um testar ideias ou hipóteses, que levam à criação elemento desenvolvedor das componentes de um mundo abstrato e simbólico, ao mesmo curriculares. É preciso que se conheça e utilize tempo em que permite introduzir diferentes de forma correta os comando e programas formas de atuação e interação entre as disponíveis pessoas”. disponíveis não sejam inutilizados ou mal O computador se torna uma no S.O para que recursos aproveitas. extraordinária ferramenta na educação, quando O Linux é um Sistema Operacional há consciência de que possui um leque muito gratuito. Este software livre contém uma diversificado de (aplicações) que deve ser bem variedade de opções, tão rica como os utilizado como Informática Educativa. softwares pagos com a vantagem de não exigir “Informática Educativa se caracteriza licença. Além disso, é um software que vem pelo uso da informática como suporte ao sendo aperfeiçoado pela comunidade nacional professor, como um instrumento a mais em sua e internacional de desenvolvedores, e com isso sala de aula, no qual o professor possa utilizar vem melhorando cada vez mais seu design, esses recursos colocados a sua disposição”. permitindo assim que as pessoas possam ter (BORGES, 1999) um computador com software garantido e Para que a chamada Informática livre. Educativa alcance êxito na implantação desse No ano de 2008, o Governo Federal recurso é preciso que disponha de quatro começou a colocar nas Escolas de todo país Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  4. 4. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional Laboratórios e compreender sem precisar de nenhum tipo de atualizados, como uma forma de distribuir a conhecimento prévio na área de informática) chamada inclusão digital, o acesso universal que dará suporte as oficinas que aconteceram aos recursos de computadores e Internet e, com na própria instituição durante o período de isso, a possibilidade de incluir os alunos na execução de um programa interno da escola cultura nacional e internacional de formação de chamado mais educação. A ideia inicial é de redes MEC duas semanas de aula, cada aula com duração disponibilizou o Linux Educacional como S.O de uma hora e meiacom base no programa que para as escolas, que viabiliza o acesso a vários a instituição oferece o tempo que eles nos conteúdos livres, como por exemplo: Obras disponibilizaram foi de duas semanas corridas literárias completas Hinos nacionais; Diversos de uma hora e meia por dia, totalizando quinze Softwares educativos; Todos os DVDs da TV horas aula. sociais de e Informática novos cooperativas. O Escola e afins. Antes de iniciar as aulas foi aplicado Escolhemos esta Instituição através do um questionário com 10 (dez) questões estagio que a componente deste projeto Karen objetivas, visando avaliar o nível de Lowhany Costa Silva faz nesta instituição, ao conhecimento dos alunos, para direcionar o ver a dificulta dos docentes e discentes da foco das aulas nas dificuldades dos mesmos. instituição na utilização do S.O vimos a grande Com base nos questionário foi possível necessidade de um curso básico para ajuda-los ver a dificuldade dos discentes e docentes. no manuseamento do S.O. Para tentar ajuda-los Assim, foi detectado o que seria necessário entramos para capacita-los na utilização do S.O. em contato com o professor orientador para ver se havia a possibilidade de As aulas foram produtivas e com a ministrar este curso, desta forma, após o participação ativa de todos os inscritos, onde a consentimento dele entramos em contado com grande parte das funções básicas de uso foram a responsável pela Instituição que aprovou a esclarecidas. ideia e fico muito grata com a nossa atitude elaborado para ajuda-los com esta dificuldade.O projeto necessidades cotidianas tantos dos discentes começou a ser realizado de fato a partir de quanto pesquisa seja similaridade dessas necessidades que são confeccionado um material (apostila objetiva basicamente o uso de aplicativos contidos no bibliográfica, para que O conteúdo levando dos em docentes, escrita de maneira que qualquer pessoa possa Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1 das aulas foi consideração as foi observado a
  5. 5. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional pacote do BrOffice presentes nos computadores da instituição, são eles: Write (ferramenta de edição de texto), Você utiliza o laboratório para fazer trabalhos escolares? Calc 20% (ferramenta de planilhas eletrônicas ) e Impress Sim 80% (ferramenta de apresentação), Com base a redes vimos que deveríamos usar Não o compartilhamento de pasta e o acesso a pasta compartilhada assim dando o direito do usuário compartilhar suas pastas com Gráfico 1 outros computadores na rede.Ao decorrer das aulas A percepção dos usuários em relação ao constatamos que as maiores dificuldades S.O Linux Educacional é negativa, isso estavam exatamente em utilizar os recursos acontece devido ao fato da dificuldade de que eles mais precisavam que consistia na utilização do mesmo ser expressivamente utilização dos aplicativos do BrOffice, na grande, e também por não terem passado por dificuldade de digitação e em localizar os nenhuma preparação para o uso desse sistema. recursos que o sistema oferece como por exemplo obras literárias e os vídeos da TV Escola. A partir da pesquisa de campo e das observações e informações coletadas e tabuladas verificamos que dos alunos que participaram das oficinas, 80% precisam usar computadores pra fazer trabalhos acadêmicos Gráfico 2 (gráfico1), muitos relatam que o fato de não conseguirem utilizar os recursos disponíveis na próprio Um fato bem interessante pode ser observado desenvolvimento, e não há muitas alternativas no decorrer das aulas, docentes e discentes que de fonte para a realização desses trabalhos, possuem uma vez que os recursos bibliográficos são um utilizam outro S.O, tem maior dificuldade em tanto quanto escassos. lidar com esse sistema do que os demais que instituição limita muito seu computador não possuem. Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1 pessoal, mais que
  6. 6. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional BORGES NETO, H. Uma classificação sobre a utilização do computador pela escola. Revista 4. CONCLUSÃO Educação em Debate, ano 21, v. 1, n. 27, p. 135-138, Fortaleza, 1999. Há quatro fatores que são essenciais para o bom uso da Informática Educativa: (computadores, software, professores, e alunos.) na instituição em questão esses fatores estão parcialmente ferindo o objetivo principal MEDEIROS, Luiz Carlos Lobato Lobo.Formação de Suporte Técnico Proinfo. Escola Superior de Redes, p. 11. Rio de Janeiro, 2010 da tecnologia na educação, posto que há computadores, software educativo , alunos mas os professores não estão habilitados nem tampouco familiarizados com o S.O em questão (Linux Educacional), o VALENTE, J. A. Computadores conhecimento: repensando a e educação. Campinas: UNICAMP. 1993. que compromete toda essa cadeia. Tendo em vista essa serie de dificuldades optou-se então fazer Disponível emhttp://portal.mec.gov.brAcesso 19 de fevereiro de 2012 uma pesquisa da implementação do Linux educacional na Escola Estadual Amâncio de Moraes para saber como anda a aceitação do Disponível em http://softwarelivrenaeducacao. comAcesso 19 de fevereiro de 2012 mesmo na escola e com bases em suas dificuldades e necessidades, fazer oficinas de Disponívelem aprendizagem para o melhor manuseio do http://linuxeducacional.comAcesso sistema. fevereiro de 2012 Com base neste projeto vimos que o curso e muito eficiente, mais tem que ter uma carga Disponível em 20 de http://www.linux- mag.com/Acesso 20 de fevereiro de 2012 horária maior e mais recursos para que o curso seja ministrado com mais eficiência. Disponível em http://www.softwarepublico.gov.br/Acesso 20 de fevereiro de 2012 5 – REFERÊNCIAS Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  7. 7. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional Disponível em fevereiro de 2012 http://www.vivaolinux.com.br/Acesso 21 de Questionário 01 Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  8. 8. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  9. 9. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  10. 10. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional Questionário 02 1ª Para você o mini curso foi 10% Sim Não 90% 2ª Apartir dos conhecimentos adquiridos neste mini-curso você sabe oque e S.O? 10% Sim Não 90% Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  11. 11. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional 3ª Qual sistema utilizado no laboratório? 0% 20% Linux Educacional Windows 80% Outros 4ª Qual e o editor de texto do sistema operacional utilizado na instituição ? MS Word 20% Write 80% 5ª Qual e o editor de planilha utilizado na 30% 70% MS Excel Calc Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1
  12. 12. Receptividade e Usabilidade do S.O Linux Educacional 6ª Qual e o editor de apresentação utilizado na instituição 20% MS Power Point Imp 80% 7ª Você teve dificuldades em realizar as atividadesrelacionado ao sistema Operacional utilizado na Instituição, ao decorrer do minicurso? 30% Sim Não 70% Projeto Integrador: Curso Técnico em informática, Módulo II, Ano 2012/1

×