Programando Android - Aula 3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Programando Android - Aula 3

on

  • 481 views

Conceitos básicos, organização de pacotes, activities e views

Conceitos básicos, organização de pacotes, activities e views

Statistics

Views

Total Views
481
Slideshare-icon Views on SlideShare
481
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
20
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Programando Android - Aula 3 Programando Android - Aula 3 Presentation Transcript

    • Aula 3Conceitos básicos,Activities e Views.
    •  No Android, alguns conceitos podem serdiferentes do que estamos acostumadosa trabalhar. Por se tratar de umaplataforma móvel, a principalpreocupação que deve-se ter é fazercom que as tarefas a ser executadaslevem o menor tempo e o menor custocomputacional possível.Conceitos Básicos
    • Pacotes Assim como no Java, o Android organizasuas classes seguindo um modelo depacotes. É possível utilizar qualquerpadrão de projeto compatível com Java.Deve-se ter o cuidado somente de nãofragmentar excessivamente as classespara que o custo computacional deinstanciação seja minimizado
    • Modelo de organização depacotes
    • Modelo de organização depacotes net.android = Pacote inicial onde ficará a classe mainda aplicação. net.android.componentes = Pacote que conterá oscomponentes customizados criados para aaplicação. net.android.controller = Pacote que conterá asclasses Activity que controlarão as telas daaplicação. net.android.dao = Classes Data Access Object deacesso ao banco de dados. net.android.entidade = Classes de entidade (pojo). net.android.transmissao = Classes destinadas aoacesso e transmissão de dados.
    • Modelo de organização depacotes É claro que o modelo aqui definido éapenas uma sugestão de organizaçãode classes. Nosso curso vai usar essemodelo como padrão. Você pode usar aorganização que desejar desde que sigaalgumas sugestões de padrões deprojeto.
    • Classe R O Android cria automaticamente uma classechamada “R”. Essa classe em hipótese algumadeve ser modificada pois ela é geradaautomaticamente cada vez que o projeto ésalvo. Essa classe contém as referências detodos os views (itens de tela) para ser usadasnas classes de negócio.
    • APIs adicionais No projeto é possível inserir APIs adicionais queabstraem uma série de funções ao programador.É possível urilizar uma biblioteca criadanativamente ou uma biblioteca de terceiros. Seno momento da criação do projeto forselecionada uma API adicional na versão doAndroid, estas aparecerão aqui.
    • Arquivos extras adicionais Se na sua aplicação for necessário adicionaralgum arquivo externo como um vídeo ou umáudio, estes arquivos devem ser colocadosnessa pasta.
    • Recursos No Android, tudo que for tela, imagem e xml éconsiderado recurso. Um recurso pode ser usadode qualquer parte da aplicação pois eles sãovariáveis estáticas (não precisam ser instanciadospara ser usados). Os recursos de imagem, por exemplo, podem seradaptados de acordo com o tamanho da telaque a aplicação rodará. Assim, se o usuário abriro sistema em um smartphone com tela pequena,o sistema carregará a imagem pequena, se foraberto num tablet, carregará a imagem grande.
    • Drawables Drawable (desenhável) são imagens oucomponentes que são desenhados na tela. Oandroid usa 3 tamanhos padrões de imagempara desenhar na tela do aparelho de acordocom seu tamanho de tela. Para que este recurso seja possível, é necessárioque sejam criadas imagens iguais, com o mesmonome, mas com tamanhos diferentes e estassejam colocadas nas pastas correspondentes aosseus tamanhos.
    • Drawables Exemplo: Vamos criar o ícone da nossaaplicação. Esse ícone deve ter um tamanhoproporcional ao tamanho da tela independentedo tamanho da tela do dispositivo que vai rodarnossa aplicação. Neste caso criamos 3 imagenscom a seguinte configuração:Tamanho72x72 pxTamanho48x48pxTamanho36x36px
    • Drawables As 3 imagens terão o EXATO MESMO NOME edeverão ser colocadas nas pastascorrespondentes aos seus tamanhos. drawable_hdpi = imagem de 72 px drawable_mdpi = imagem de 48 px drawable_mdpi = imagem de 36 px
    • Drawables Deste modo, quando eu precisar usaresta imagem na minha aplicação, bastaque eu chame a imagem pelo nome“ic_launcher” que o Android escolherá aimagem que melhor se adequar a meutamanho de tela. Se eu quiser que o Android use a mesmaimagem independente do tamanho datela, basta que eu copie as imagens prapasta drawable-mdpi.
    • Values A pasta Values contém arquivos de XMLque podem ser usados como substitutosde valores usados no sistema. Por exemplo: se eu quiser criar umarquivo de textos que devem ser usadosnos labels do sistema e que esses textosmudem de acordo com o idioma doaparelho. Eu posso criar um arquivo detexto para cada idioma que o Android iráfazer as devidas substituições.
    • Values É possível também criar constantes queserão usadas no sistema como cores,tamanhos, backgrounds, sons, etc. Basta que seja criada uma tag e sejadada um valor pra ela.
    • Values Na hora de usar, basta chamar a tagusando seguinte anotação: @string/nome_da_tag Onde “nome_da_tag” é o nome usadopara criar a tag no arquivo de String.
    • ValuesTag criada no arquivo string.xmlTag usada numa tela
    • AndroidManifest.xml Arquivo de manifesto contém uma sériede informações que são importantespara a aplicação. Ele contém asinformações que mostrarão quaisrequisitos de hardware o dispositivodeverá cumprir para rodar a aplicação,os pacotes importados, as classes deactivity, versão e nome do sistema eoutras informações.
    • AndroidManifest.xml1234
    • AndroidManifest.xml1. Informações de numero e nome daversão e nome do pacote principal daaplicação.2. Carrega bibliotecas externas.3. Orientação de tela, nome e ícone daaplicação.4. Declaração das activities usadas naaplicação
    • AndroidManifest.xml56
    • AndroidManifest.xml5. Versão mínima do Android necessáriapara rodar a aplicação6. Declaração das necessidades dehardware que o sistema precisará parafuncionar.
    • Activities Activity é a classe que gerencia todos oselementos de tela da aplicação. É elaque recebe as ações disparadas porbotões, links, popula listas e mostra efeitosna tela. Cada tela no Android deve ter suaprópria activity, embora seja possívelgerenciar várias telas com a mesmaactivity, é enfaticamente NÃOrecomendado.
    • Activity
    • View Todo elemento de tela como um botão,uma lista, um label, etc é chamado deView. As views podem ser acessadasdiretamente utilizando o método“findViewById(“nome_view”)” da classeActivity. O Android disponibiliza diversoscomponentes de tela (view) e ainda épossível criar views customizadasmisturando as características de váriasviews para criar uma view única.
    • View