COMPETITIVIDADE E QUALIDADE DO MERCADO DE CAFÉ NO BRASIL: UMA ANÁLISE POR MEIO DO MODELO DO DIAMANTE DE PORTER Mestrando: ...
Introdução   <ul><li>Importância do café para o Brasil  </li></ul><ul><ul><li>Maior produtor mundial, líder na exportação,...
Problema da pesquisa  <ul><li>Existe uma relação entre a melhoria da qualidade e a competitividade do café no mercado bras...
Objetivos   <ul><li>Geral  </li></ul><ul><ul><li>Verificar a competitividade do setor do café no mercado interno e sua rel...
Hipóteses   <ul><li>Geral  </li></ul><ul><ul><li>A melhoria da qualidade do café foi responsável pelo crescimento do merca...
Metodologia: <ul><li>Escolhido o método de estudo de caso. </li></ul><ul><li>Análise da competitividade do setor segundo o...
Metodologia: <ul><li>Fases da pesquisa </li></ul><ul><ul><li>Identificação dos enunciados teóricos do modelo Diamante de P...
Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo  </li></ul><ul><ul><li>Café Canecão Ltda.  </li></ul></ul><ul><ul><li>Sede:...
Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo  </li></ul><ul><ul><li>Torrefações Noivacolinenses Ltda.  </li></ul></ul><u...
Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo  </li></ul><ul><ul><li>Torrefação e Moagem de Café Serra da Grama Ltda.  </...
Fundamentação teórica <ul><li>Como fundamentação teórica foram considerados: </li></ul><ul><ul><li>O modelo do Diamante de...
Fundamentação teórica 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Casualidades / Oportunidades Estrutura, estratégia e rivalida...
O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Na verificação dos dez enunciados 5 não ...
O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Na verificação dos dez enunciados 2 fora...
Conclusões 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero <ul><li>Competitividade e qualidade do mercado de café no Brasil </li></...
COMPETITIVIDADE E QUALIDADE DO MERCADO DE CAFÉ NO BRASIL: UMA ANÁLISE POR MEIO DO MODELO DO DIAMANTE DE PORTER PROGRAMA DE...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Competitividade e qualidade do mercado de café no brasil uma análise por meio do modelo do diamante de porter

1,923 views
1,729 views

Published on

Apresentação da Dissertação de Mestrado de Justino Salguero na Universidade Católica de Santos - UNISANTOS em Março de 2010.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,923
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Competitividade e qualidade do mercado de café no brasil uma análise por meio do modelo do diamante de porter

  1. 1. COMPETITIVIDADE E QUALIDADE DO MERCADO DE CAFÉ NO BRASIL: UMA ANÁLISE POR MEIO DO MODELO DO DIAMANTE DE PORTER Mestrando: Justino Salguero Orientador: Prof. Dr. Belmiro do Nascimento João Banca: Prof. Dr. José Alberto Carvalho dos Santos Claro Prof. Dr. Felipe Mendes Borini PROGRAMA DE MESTRADO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS SANTOS – SP MAR. 2010
  2. 2. Introdução <ul><li>Importância do café para o Brasil </li></ul><ul><ul><li>Maior produtor mundial, líder na exportação, 2º mercador consumidor. </li></ul></ul><ul><li>Desregulamentação do setor em 1989 </li></ul><ul><ul><li>Quebra dos acordos internacionais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Extinção do Instituto Brasileiro do Café (IBC) </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação do selo de pureza pela ABIC </li></ul></ul><ul><li>Crescimento do mercado total e per capita </li></ul><ul><ul><li>À partir dos anos 90 </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  3. 3. Problema da pesquisa <ul><li>Existe uma relação entre a melhoria da qualidade e a competitividade do café no mercado brasileiro? </li></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  4. 4. Objetivos <ul><li>Geral </li></ul><ul><ul><li>Verificar a competitividade do setor do café no mercado interno e sua relação com a qualidade. </li></ul></ul><ul><li>Específicos </li></ul><ul><ul><li>Discutir a importância das atividades do café à luz do modelo do Diamante de Porter. </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  5. 5. Hipóteses <ul><li>Geral </li></ul><ul><ul><li>A melhoria da qualidade do café foi responsável pelo crescimento do mercado. A qualidade está ligada diretamente ao consumo do produto. </li></ul></ul><ul><li>Específicos </li></ul><ul><ul><li>A melhoria da qualidade implicou em maior competitividade do setor do café. </li></ul></ul><ul><ul><li>O mercado respondeu às campanhas de melhoria da qualidade </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  6. 6. Metodologia: <ul><li>Escolhido o método de estudo de caso. </li></ul><ul><li>Análise da competitividade do setor segundo o Diamante de Porter a partir das entrevistas. </li></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  7. 7. Metodologia: <ul><li>Fases da pesquisa </li></ul><ul><ul><li>Identificação dos enunciados teóricos do modelo Diamante de Porter; </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise comparativa entre os enunciados teóricos e a realidade do setor do café a partir da visão dos entrevistados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise comparativa entre os enunciados teóricos e o resultado dos casos estudados; validação ou não de cada enunciado do modelo. </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  8. 8. Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo </li></ul><ul><ul><li>Café Canecão Ltda. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sede: Campinas – São Paulo </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundada em 1976 </li></ul></ul><ul><ul><li>Líder de mercado na região de Campinas </li></ul></ul><ul><ul><li>Posição: 32º lugar no ranking por volumes da ABIC </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  9. 9. Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo </li></ul><ul><ul><li>Torrefações Noivacolinenses Ltda. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sede: Piracicaba – São Paulo </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundada em 1960 </li></ul></ul><ul><ul><li>Líder de mercado na região de Piracicaba </li></ul></ul><ul><ul><li>Posição: 34º lugar no ranking por volumes da ABIC </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  10. 10. Metodologia: <ul><li>Empresas objeto do estudo </li></ul><ul><ul><li>Torrefação e Moagem de Café Serra da Grama Ltda. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sede: São Sebastião da Grama – São Paulo </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundada em 1968 </li></ul></ul><ul><ul><li>Líder de mercado na região norte de São Paulo (circuito das águas). </li></ul></ul><ul><ul><li>Posição: 74º lugar no ranking por volumes da ABIC </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  11. 11. Fundamentação teórica <ul><li>Como fundamentação teórica foram considerados: </li></ul><ul><ul><li>O modelo do Diamante de Porter </li></ul></ul><ul><ul><li>A cadeia de valores de Porter </li></ul></ul><ul><ul><li>Os aglomerados e clusters </li></ul></ul><ul><ul><li>O conceito de qualidade </li></ul></ul>25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  12. 12. Fundamentação teórica 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Casualidades / Oportunidades Estrutura, estratégia e rivalidade das empresas Setores afins e de apoio Condições de Fatores Condições de demanda Governo 1 2 3 4 O Diamante de Porter
  13. 13. O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero
  14. 14. O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Na verificação dos dez enunciados 5 não foram confirmados 1- Condições de fatores adiantados: Não existem projetos que representem investimentos de risco. 2- Condições de demanda, consumidores internos sofisticados e exigentes: o consumidor brasileiro não é exigente quanto à qualidade. 3- Condições de demanda,compradores de outros países: a exportação do produto industrializado é quase inexistente. 4- Estratégia, estrutura e rivalidade, metas: o setor investe muito pouco em tecnologia e pesquisa. 5- Estratégia, estrutura e rivalidade, inovação: as inovações estão restritas à alguns tipos de cafés especiais.
  15. 15. O modelo do Diamante de Porter para o café 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero Na verificação dos dez enunciados 2 foram confirmados parcialmente. 1-Condições de fatores especializados: dos centros de pesquisa disponíveis, poucos são utilizados. 2- O papel do governo, políticas: não houve consenso entre os entrevistados sobre a política cafeeira.
  16. 16. Conclusões 25/03/2010 Mestrando: Justino Salguero <ul><li>Competitividade e qualidade do mercado de café no Brasil </li></ul><ul><ul><li>O setor do café ainda atingiu a competitividade preconizada pelo modelo do Diamante de Porter </li></ul></ul><ul><ul><li>Dos dez enunciados apenas 5 foram confirmados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Três aspectos sobressaíram como críticos para o futuro do setor: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>A rentabilidade atual é baixa </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os esforços para o crescimento permanecem </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A busca contínua da qualidade </li></ul></ul></ul>
  17. 17. COMPETITIVIDADE E QUALIDADE DO MERCADO DE CAFÉ NO BRASIL: UMA ANÁLISE POR MEIO DO MODELO DO DIAMANTE DE PORTER PROGRAMA DE MESTRADO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS SANTOS – SP MAR. 2010

×