Your SlideShare is downloading. ×
Jornal Rede de Notícias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Jornal Rede de Notícias

446
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
446
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de NotíciasNAS RODAS DA SUSTENTABILIDADEA união faz a força e garante a sustentabilidade. É o que mostraram os pescadores da comunidade de Macaé, no Norte Fluminense,que no dia 19 de outubro de 2010 receberam da OGX um caminhão para otransporte de pescado. O empenho dos pescadores e da comissão resultouna aquisição e entrega do veículo menos de um ano após a assembleiarealizada em novembro de 2009, que definiu o caminhão como o projetode compensação ambiental a ser implantado no âmbito do Programade Educação Ambiental (PEA) da OGX Petróleo e Gás Ltda.Cerca de 60 pescadores e membros da Colônia de Pescadores Z-03, Projetos começamentidade responsável pela gestão do projeto, participaram do evento da a tomar forma Pág. 2, 3 e 4entrega das chaves, que contou com a presença de representantes daSubsecretaria Municipal de Pesca, da Associação Mista dos Pescadores Acompanhe a evolução dos projetos na sua co-de Macaé, da Associação de Moradores da Barra de Macaé, de consul- munidade pelo blog Pesca Artesanal, criadotores do Ministério da Pesca e Aquicultura, além da OGX e da SOMA, especialmente para o PEA OGX!consultoria ambiental contratada pela empresa, que acompanha de perto www.pesca-artesanal-campos.blogspot.como andamento dos projetos do PEA OGX. RETORNO PARA A COMUNIDADE O PEA OGX é um dos Projetos Ambientais con- área de influência dessa atividade: Arma- as quais têm debatido com a empresa as ações dicionantes solicitados pelo Instituto Brasileiro ção dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo que gostariam de implantar como forma de do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis Frio, Campos dos Goytacazes, Macaé, compensação ambiental. (IBAMA) na liberação da Licença de Operação São João da Barra e São Francisco de Quanto maior a união entre os pescadores e no 876/2009 concedida à OGX para realização Itabapoana, no estado do Rio de Janeiro, e participação de todos na definição dos obje- da atividade de perfuração marítima dos blo- Itapemirim, no Espírito Santo. tivos da classe e o empenho nas reuniões da cos BM-C-39, BM-C-40, BM-C-41, BM-C-42, O PEA OGX tem foco na pesca artesanal, comissão, mais rápido os projetos do PEA OGX BM-C-43 na Bacia de Campos. Este projeto apoiando iniciativas que reforcem esse seg- podem ser concretizados, de forma sustentá- está sendo realizado em oito municípios da mento e a sustentabilidade das comunidades, vel, em benefício da comunidade.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 1
  • 2. Projetos em andamentoSaiba um pouco mais sobre o que está acontecendo na sua regiãoMacaé (RJ)objetivo foi alcançadoAtravés do PEA OGX, a comunidade pesquei- finidas as regras de uso do caminhão e o valorra de Macaé obteve uma importante vitória: de R$ 3,00 que será cobrado por tabuleiro.agora dispõe de veículo próprio para fazer o O valor mensal arrecadado será destinadotransporte do pescado para os principais mer- ao fundo de reserva para manutenção do ca-cados consumidores do Rio de Janeiro. minhão. A compra do veículo foi efetuadaA união dos pescadores em torno desse objeti- diretamente pela OGX, dentro do orçamentovo foi decisiva para que o primeiro projeto de previsto, sem nenhum repasse de verbas paracompensação do PEA OGX fosse concluído em a Colônia de Pescadores Z-03 ou para os mem-outubro, menos de um ano após a assembleia bros da comissão.decisória que o aprovou. Marcelo Pereira Dias Madalena, atual presi-A comissão eleita pelos pescadores, que apoia- dente da Colônia de Pescadores Z-03, destacouram as decisões de seus representantes, teve que o caminhão doado pelo projeto de com-um papel importante no processo, com apoio pensação é fundamental para a autonomiatécnico constante da equipe de consultores da dos pescadores, declarando ainda que o custo Os membros da comissão receberam um cer-SOMA, e trabalhou tanto na definição do tipo com seguro ficará sob responsabilidade da tificado de participação e foram homenagea-e tamanho de veículo, como na pesquisa de Colônia. “Já temos pregoeiro e tabuleiro dos pela OGX, que destacou o empenho dospreço e dos custos fixos e variáveis relativos para vender nosso pescado no Ceasa. representantes da comunidade e seu trabalhoà manutenção do caminhão e às operações Com a venda direta, o pescador poderá voluntário exemplar. A direção da Colôniade transporte de pescado até os mercados aumentar sua renda e a classe estará recebeu um fichário com os relatórios e docu-atacadistas (Ceasa, no Rio, e Mercado São mais forte, obrigando o comerciante a mentos de todas as ações realizadas durantePedro, em Niterói). valorizar o nosso trabalho”, afirmou o a execução do PEA OGX em Macaé, assimEm assembleia dos pescadores realizada na dirigente, frisando que essa vitória é fruto “da como um CD de fotos e a planilha de custos eBarra de Macaé em 15 de outubro, foram de- união e do trabalho em equipe”. manutenção do caminhão.Cabo Frio (RJ)União em torno de novo projeto c omu n idade: tamento das ações jurídicas, administrativas “A ssessor ia e contábeis servirá como base para que os Jurídica aos pescadores tomem conhecimento da atual Pescadores”. situação da Colônia. A empresa Gru- O próximo passo será o agendamento de uma po Apolo, con- assembleia com os pescadores de Cabo Frio, t r at a d a p a r a na qual a equipe técnica do Grupo Apolo, fazer o levanta- juntamente com a comissão PEA OGX do mento jurídico, município, deverá repassar aos pescadores administrativo o resultado do levantamento feito pela em- e contábi l da presa. O objetivo deste encontro será expor Colônia Z-04, aos pescadores as possíveis ações para que aA busca de consenso e a vontade de avançar no através de licitação feita pela OGX, já está Colônia seja regularizada perante os órgãosPEA OGX levaram a comissão de Cabo Frio, com finalizando o primeiro relatório com o le- federais, estaduais e municipais, visando aoa orientação e validação da CGPEG/IBAMA, vantamento de dados contábeis dos últimos fortalecimento da instituição como entidadea iniciar o segundo projeto mais votado pela cinco anos da instituição de pesca. O levan- representativa da classe pesqueira. LInhA dIREtA: FALE COnOSCO SUA PARTICIPAçãO é fUNDAMENTAl PARA MElhORAR CADA vEz MAIS A COMUNICAçãO ENTRE A OGX E A COMUNIDADE DE PESCA ARTESANAl DA BACIA DE CAMPOS. ENvIE SUA OPINIãO, CRíTICAS E SUGESTõES PARA O E-MAIl: faleconosco@ogx.com.br OU ENTRE EM CONTATO PElO TElEfONE 0800-722-0742.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 2
  • 3. Veja como está o andamento de todos os projetos no blog Pesca Artesanal www.pesca-artesanal-campos.blogspot.comSão Francisco de Itabapoana (RJ)Temporada de qualificação está chegandoO projeto “Pescador do Futuro: cursos sede da colônia serão equipadas com compu-para os pescadores e seus filhos” come- tadores e um motor a diesel que será adquiridoçou o ano com muitas novidades: a instalação para o laboratório de mecânica como ferramen-dos laboratórios de informática e mecânica de ta prática no aprendizado dos pescadores.motor a diesel estão prestes a começar. O objeti- “hoje em dia, a pessoa depende muitovo do projeto é proporcionar à classe pesqueira da informática, pois qualquer serviçode São Francisco de Itabapoana capacitação requer, pelo menos, esse conhecimentotécnica especializada para os pescadores e básico”, destacou Nurievi Minguita Pessan-seus filhos, baseada nas atividades do dia a dia dra, da comissão PEA OGX de São Francisco. 2011, em reunião com assessoras da secretaria,da comunidade. Ela ressalta que o curso do motor a diesel é membros da comissão e técnicos da SOMA.Os cursos serão ministrados pelo Instituto Fe- muito importante para os pescadores: “Caso Representantes do órgão municipal enfati-deral Fluminense (IFF), sediado em Campos aconteça algo com o motor em alto-mar, zaram o interesse em apoiar o PEA OGX pordos Goytacazes, no qual professores e coorde- eles terão o conhecimento básico para seu caráter educativo e, principalmente, pornadores têm desempenhado um importante retornar à costa”. Nurievi ressalta que existe proporcionar aos moradores de Itabapoana apapel na definição e estruturação dos cursos. uma carência de mecânicos na região, o que experiência de aprendizado em uma prestigia-Os laboratórios atenderão às comunidades de confirma a importância dos cursos para a co- da instituição de ensino técnico como o IFF. OsGargaú, Barra e Guaxindiba. munidade pesqueira do município. ônibus escolares serão disponibilizados aosAlguns alunos formados pelo curso de informá- O projeto conta com a importante parceria sábados durante todo o período de realizaçãotica básica serão selecionados para o módulo da Secretaria de Educação do município, que dos cursos de informática, possibilitando queavançado, com o objetivo de capacitá-los como disponibilizará os ônibus escolares que farão os alunos compareçam às aulas, sem que hajamultiplicadores de conhecimentos dentro de o transporte dos alunos das comunidades até interferência nas suas atividades profissionaissuas comunidades. Por isso, as capatazias e a o IFF. A parceria foi definida em fevereiro de ou estudantis.Itapemirim (ES) Armação dos Búzios (RJ)Obras da sede foram iniciadas Licenciamento a caminhoO PEA OGX de Itapemirim, no EspíritoSanto, foi o segundo projeto a iniciar sua busca de assegurar a sustentabilidade na utilização apropriada da nova sedemedida de compensação ambiental. A da entidade pesqueira. A comunidade pesqueira de Búzios começou 2011 comcomissão e os pescadores do município “A construção da Colônia represen- boas notícias. Falta pouco para que sejam liberadas ascomemoraram no dia 23 de fevereiro o ta a realização de um sonho que já licenças de instalação da fabriqueta de gelo na Praiainício da construção da sede da Colônia batalhamos há muitos anos”, afir- da Armação. A Prefeitura Municipal de Búzios enca-Z-10. A classe pesqueira de Itapemirim mou o presidente da Colônia Z-10, Aureli minhou, em dezembro, a solicitação de licença de usoacompanha, passo a passo, o trabalho Lopes. A previsão é de que as obras sejam do píer à Secretaria do Patrimônio da União (SPU). Eda equipe Porto & Rocha Construto- concluídas em maio próximo, quando a secretária de Meio Ambiente e Pesca encaminhou ara na implantação desse projeto, que a comunidade irá realizar o sonho da licença ambiental, que foi solicitada em novembro deé resultado do esforço da comissão nova sede da Colônia Z-10, em busca de 2010, para despacho.PEA OGX nos últimos 14 meses. fortalecimento e união para a classe de Além disso, um representante da empresa Madef, queNo último dia 12 de março, os pesca- pescadores artesanais da região. será responsável pela instalação da fabriqueta, vistorioudores de Itapemirim se o local no qual o equipamento será montado e esclareceureuniram em assembleia dúvidas da comissão sobre a instalação do mesmo. Compara apresentar à comu- o engajamento demonstrado pela Prefeitura, pela SPU e,nidade pesqueira da re- é claro, pela própria comissão formada por voluntáriosgião o plano de obras da da comunidade, o sonho da fabriqueta de gelo está cadaColônia. Nesse encontro, vez mais próximo de se tornar realidade.foram apresentadas paraanálise e avaliação dospescadores do municípioas regras de uso e gestãoda nova sede, definidaspela comissão, sempre emAno 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 3
  • 4. São João da Barra (RJ) Campos dos Goytacazes (RJ)Miniestaleiro: projeto Reforma à vista!básico em andamento As últimas reuniões do PEA OGX trouxeram grandes con-O projeto PEA OGX de São quistas para a Colônia Z-19,João da Barra está prestes de Farol de São Tomé. Ema iniciar a elaboração do novembro foi finalizado oprojeto básico de constru- projeto básico de engenhariação do miniestaleiro, tendo de reforma da sede e as plan-contratado a empresa que tas estruturais, de instalaçãofará sua execução, confor- elétrica e hidráulica, foram entregues para análise da comissão.me licitação feita pela OGX, O secretário municipal de Obras esteve reunido com a equipe daneste mês de março. SOMA e a comissão, prestando orientação sobre os procedimentosNos meses de dezembro de 2010 e janeiro de 2011 foram concluídas de solicitação de alvará junto à Prefeitura. depois de passar por al-importantes etapas do projeto de construção de um miniestaleiro guns ajustes, o projeto de reforma foi encaminhado à Prefeitura emno terreno da Colônia Z-02, em Atafona. janeiro e aguarda o alvará de construção. Em paralelo, a OGX iniciouO projeto básico será anexado ao restante da documentação necessária o processo de licitação, que foi aberto para participação de empresaspara solicitação de licença ambiental junto ao Instituto Estadual do locais e já foi concluído. Com essa união de esforços, 2011 prometeAmbiente (Inea). A construção do miniestaleiro ajudará a fortalecer ser um ano muito produtivo para a comunidade de Campos e maisa classe pesqueira local e dará maior autonomia às atividades de de 1.200 pescadores associados à Colônia serão beneficiados com areparo e manutenção das embarcações de pesca artesanal. reforma da sede da entidade, que deverá ser iniciada em breve.Arraial do Cabo (RJ)Projeto de recifes PCS: Como está o andamentoartificiais já está das atividades da OGX?em Brasília A campanha explora- tória da OGX segue em O projeto de ritmo acelerado desde instalação de que foi realizada a pri- recifes artifi- meira perfuração na ciais escolhido Bacia de Campos, em pela comunida- setembro de 2009. de pesqueira de Até fevereiro de 2011, a Arraial do Cabo OGX perfurou 23 poços teve importan- na Bacia de Campos,tes avanços nos últimos meses, mas ainda depende da dos quais 5 estão emlicença da Diretoria de Licenciamento (Dilic/IBAMA) andamento. A taxa dee da resex-MAr de Arraial do Cabo (ICMBio). sucesso da OGX nestaO Formulário de Solicitação de Abertura de Processo bacia é de 100%, com(FAP) para instalação de dispositivos inibidores de descobertas de petró-pesca ilegal, como os recifes artificiais na região, foi leo em todos os poçosprotocolado em setembro de 2010, em reunião reali- concluídos.zada com membros da comissão PEA OGX, técnicos da Há cinco plataformasSOMA, representante da OGX e técnicos do IBAMA, contratadas atuando aem Brasília. serviço da OGX: PrideNas reuniões seguintes, foram levantadas junto à co- Venezuela, Ocean Star,missão, com ajuda de um engenheiro, informações so- Sea Explorer, Oceanbre o material a ser utilizado nos dispositivos, método L e x i ng ton e O cea nde construção e instalação, orçamento, entre outros. Ambassador. Para auxi-Entretanto, a comissão cogita mudar para o segundo liar as atividades dessasprojeto escolhido em assembleia, o “Entreposto na plataformas, a empresa também dispõe de 8 barcos de apoio: Thor Supplier,Marina dos Pescadores na Praia dos Anjos”, Fast Tender, Santos Supplier, Campos Captain, Skandi Mogster, Odin Viking,caso não tenha parecer dos órgãos ambientais para C-Enforcer e Maersk Terrier.instalação dos dispositivos na Praia Grande ou haja A atividade de perfuração da empresa é realizada seguindo exigências daoutro impedimento que inviabilize o projeto. legislação ambiental e padrões nacionais e internacionais de segurança. Pesca Artesanal – Rede de Notícias. COOrdENAçãO: OGX // GErêNCIA dE MEIO AMBIENTE: Glória Marins. JOrNALISTA rESPONSáVEL: Camila Manfredini (SC 01146 JP). COMITê EdITOrIAL: Camila Manfredini, Fátima Ribeiro, Luciana Mota e Vanessa Guerra (OGX); Juliana Rondon, Hugo Diogo e Marcos Ortiz (SOMA). EdIçãO E PrOdUçãO: Lettera Brasil. FOTOGrAFIAS: Banco de Imagens OGX, Lettera Brasil e SOMA. PrOGrAMAçãO VISUAL: Trama Criações e Traço Certo (Cabeçalho). rEVISãO: Mariflor Rocha. TIrAGEM: 1.000 exemplares.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 4