Jornal Rede de Notícias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Jornal Rede de Notícias

on

  • 689 views

 

Statistics

Views

Total Views
689
Views on SlideShare
688
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Jornal Rede de Notícias Jornal Rede de Notícias Document Transcript

    • Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de NotíciasNAS RODAS DA SUSTENTABILIDADEA união faz a força e garante a sustentabilidade. É o que mostraram os pescadores da comunidade de Macaé, no Norte Fluminense,que no dia 19 de outubro de 2010 receberam da OGX um caminhão para otransporte de pescado. O empenho dos pescadores e da comissão resultouna aquisição e entrega do veículo menos de um ano após a assembleiarealizada em novembro de 2009, que definiu o caminhão como o projetode compensação ambiental a ser implantado no âmbito do Programade Educação Ambiental (PEA) da OGX Petróleo e Gás Ltda.Cerca de 60 pescadores e membros da Colônia de Pescadores Z-03, Projetos começamentidade responsável pela gestão do projeto, participaram do evento da a tomar forma Pág. 2, 3 e 4entrega das chaves, que contou com a presença de representantes daSubsecretaria Municipal de Pesca, da Associação Mista dos Pescadores Acompanhe a evolução dos projetos na sua co-de Macaé, da Associação de Moradores da Barra de Macaé, de consul- munidade pelo blog Pesca Artesanal, criadotores do Ministério da Pesca e Aquicultura, além da OGX e da SOMA, especialmente para o PEA OGX!consultoria ambiental contratada pela empresa, que acompanha de perto www.pesca-artesanal-campos.blogspot.como andamento dos projetos do PEA OGX. RETORNO PARA A COMUNIDADE O PEA OGX é um dos Projetos Ambientais con- área de influência dessa atividade: Arma- as quais têm debatido com a empresa as ações dicionantes solicitados pelo Instituto Brasileiro ção dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo que gostariam de implantar como forma de do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis Frio, Campos dos Goytacazes, Macaé, compensação ambiental. (IBAMA) na liberação da Licença de Operação São João da Barra e São Francisco de Quanto maior a união entre os pescadores e no 876/2009 concedida à OGX para realização Itabapoana, no estado do Rio de Janeiro, e participação de todos na definição dos obje- da atividade de perfuração marítima dos blo- Itapemirim, no Espírito Santo. tivos da classe e o empenho nas reuniões da cos BM-C-39, BM-C-40, BM-C-41, BM-C-42, O PEA OGX tem foco na pesca artesanal, comissão, mais rápido os projetos do PEA OGX BM-C-43 na Bacia de Campos. Este projeto apoiando iniciativas que reforcem esse seg- podem ser concretizados, de forma sustentá- está sendo realizado em oito municípios da mento e a sustentabilidade das comunidades, vel, em benefício da comunidade.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 1
    • Projetos em andamentoSaiba um pouco mais sobre o que está acontecendo na sua regiãoMacaé (RJ)objetivo foi alcançadoAtravés do PEA OGX, a comunidade pesquei- finidas as regras de uso do caminhão e o valorra de Macaé obteve uma importante vitória: de R$ 3,00 que será cobrado por tabuleiro.agora dispõe de veículo próprio para fazer o O valor mensal arrecadado será destinadotransporte do pescado para os principais mer- ao fundo de reserva para manutenção do ca-cados consumidores do Rio de Janeiro. minhão. A compra do veículo foi efetuadaA união dos pescadores em torno desse objeti- diretamente pela OGX, dentro do orçamentovo foi decisiva para que o primeiro projeto de previsto, sem nenhum repasse de verbas paracompensação do PEA OGX fosse concluído em a Colônia de Pescadores Z-03 ou para os mem-outubro, menos de um ano após a assembleia bros da comissão.decisória que o aprovou. Marcelo Pereira Dias Madalena, atual presi-A comissão eleita pelos pescadores, que apoia- dente da Colônia de Pescadores Z-03, destacouram as decisões de seus representantes, teve que o caminhão doado pelo projeto de com-um papel importante no processo, com apoio pensação é fundamental para a autonomiatécnico constante da equipe de consultores da dos pescadores, declarando ainda que o custo Os membros da comissão receberam um cer-SOMA, e trabalhou tanto na definição do tipo com seguro ficará sob responsabilidade da tificado de participação e foram homenagea-e tamanho de veículo, como na pesquisa de Colônia. “Já temos pregoeiro e tabuleiro dos pela OGX, que destacou o empenho dospreço e dos custos fixos e variáveis relativos para vender nosso pescado no Ceasa. representantes da comunidade e seu trabalhoà manutenção do caminhão e às operações Com a venda direta, o pescador poderá voluntário exemplar. A direção da Colôniade transporte de pescado até os mercados aumentar sua renda e a classe estará recebeu um fichário com os relatórios e docu-atacadistas (Ceasa, no Rio, e Mercado São mais forte, obrigando o comerciante a mentos de todas as ações realizadas durantePedro, em Niterói). valorizar o nosso trabalho”, afirmou o a execução do PEA OGX em Macaé, assimEm assembleia dos pescadores realizada na dirigente, frisando que essa vitória é fruto “da como um CD de fotos e a planilha de custos eBarra de Macaé em 15 de outubro, foram de- união e do trabalho em equipe”. manutenção do caminhão.Cabo Frio (RJ)União em torno de novo projeto c omu n idade: tamento das ações jurídicas, administrativas “A ssessor ia e contábeis servirá como base para que os Jurídica aos pescadores tomem conhecimento da atual Pescadores”. situação da Colônia. A empresa Gru- O próximo passo será o agendamento de uma po Apolo, con- assembleia com os pescadores de Cabo Frio, t r at a d a p a r a na qual a equipe técnica do Grupo Apolo, fazer o levanta- juntamente com a comissão PEA OGX do mento jurídico, município, deverá repassar aos pescadores administrativo o resultado do levantamento feito pela em- e contábi l da presa. O objetivo deste encontro será expor Colônia Z-04, aos pescadores as possíveis ações para que aA busca de consenso e a vontade de avançar no através de licitação feita pela OGX, já está Colônia seja regularizada perante os órgãosPEA OGX levaram a comissão de Cabo Frio, com finalizando o primeiro relatório com o le- federais, estaduais e municipais, visando aoa orientação e validação da CGPEG/IBAMA, vantamento de dados contábeis dos últimos fortalecimento da instituição como entidadea iniciar o segundo projeto mais votado pela cinco anos da instituição de pesca. O levan- representativa da classe pesqueira. LInhA dIREtA: FALE COnOSCO SUA PARTICIPAçãO é fUNDAMENTAl PARA MElhORAR CADA vEz MAIS A COMUNICAçãO ENTRE A OGX E A COMUNIDADE DE PESCA ARTESANAl DA BACIA DE CAMPOS. ENvIE SUA OPINIãO, CRíTICAS E SUGESTõES PARA O E-MAIl: faleconosco@ogx.com.br OU ENTRE EM CONTATO PElO TElEfONE 0800-722-0742.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 2
    • Veja como está o andamento de todos os projetos no blog Pesca Artesanal www.pesca-artesanal-campos.blogspot.comSão Francisco de Itabapoana (RJ)Temporada de qualificação está chegandoO projeto “Pescador do Futuro: cursos sede da colônia serão equipadas com compu-para os pescadores e seus filhos” come- tadores e um motor a diesel que será adquiridoçou o ano com muitas novidades: a instalação para o laboratório de mecânica como ferramen-dos laboratórios de informática e mecânica de ta prática no aprendizado dos pescadores.motor a diesel estão prestes a começar. O objeti- “hoje em dia, a pessoa depende muitovo do projeto é proporcionar à classe pesqueira da informática, pois qualquer serviçode São Francisco de Itabapoana capacitação requer, pelo menos, esse conhecimentotécnica especializada para os pescadores e básico”, destacou Nurievi Minguita Pessan-seus filhos, baseada nas atividades do dia a dia dra, da comissão PEA OGX de São Francisco. 2011, em reunião com assessoras da secretaria,da comunidade. Ela ressalta que o curso do motor a diesel é membros da comissão e técnicos da SOMA.Os cursos serão ministrados pelo Instituto Fe- muito importante para os pescadores: “Caso Representantes do órgão municipal enfati-deral Fluminense (IFF), sediado em Campos aconteça algo com o motor em alto-mar, zaram o interesse em apoiar o PEA OGX pordos Goytacazes, no qual professores e coorde- eles terão o conhecimento básico para seu caráter educativo e, principalmente, pornadores têm desempenhado um importante retornar à costa”. Nurievi ressalta que existe proporcionar aos moradores de Itabapoana apapel na definição e estruturação dos cursos. uma carência de mecânicos na região, o que experiência de aprendizado em uma prestigia-Os laboratórios atenderão às comunidades de confirma a importância dos cursos para a co- da instituição de ensino técnico como o IFF. OsGargaú, Barra e Guaxindiba. munidade pesqueira do município. ônibus escolares serão disponibilizados aosAlguns alunos formados pelo curso de informá- O projeto conta com a importante parceria sábados durante todo o período de realizaçãotica básica serão selecionados para o módulo da Secretaria de Educação do município, que dos cursos de informática, possibilitando queavançado, com o objetivo de capacitá-los como disponibilizará os ônibus escolares que farão os alunos compareçam às aulas, sem que hajamultiplicadores de conhecimentos dentro de o transporte dos alunos das comunidades até interferência nas suas atividades profissionaissuas comunidades. Por isso, as capatazias e a o IFF. A parceria foi definida em fevereiro de ou estudantis.Itapemirim (ES) Armação dos Búzios (RJ)Obras da sede foram iniciadas Licenciamento a caminhoO PEA OGX de Itapemirim, no EspíritoSanto, foi o segundo projeto a iniciar sua busca de assegurar a sustentabilidade na utilização apropriada da nova sedemedida de compensação ambiental. A da entidade pesqueira. A comunidade pesqueira de Búzios começou 2011 comcomissão e os pescadores do município “A construção da Colônia represen- boas notícias. Falta pouco para que sejam liberadas ascomemoraram no dia 23 de fevereiro o ta a realização de um sonho que já licenças de instalação da fabriqueta de gelo na Praiainício da construção da sede da Colônia batalhamos há muitos anos”, afir- da Armação. A Prefeitura Municipal de Búzios enca-Z-10. A classe pesqueira de Itapemirim mou o presidente da Colônia Z-10, Aureli minhou, em dezembro, a solicitação de licença de usoacompanha, passo a passo, o trabalho Lopes. A previsão é de que as obras sejam do píer à Secretaria do Patrimônio da União (SPU). Eda equipe Porto & Rocha Construto- concluídas em maio próximo, quando a secretária de Meio Ambiente e Pesca encaminhou ara na implantação desse projeto, que a comunidade irá realizar o sonho da licença ambiental, que foi solicitada em novembro deé resultado do esforço da comissão nova sede da Colônia Z-10, em busca de 2010, para despacho.PEA OGX nos últimos 14 meses. fortalecimento e união para a classe de Além disso, um representante da empresa Madef, queNo último dia 12 de março, os pesca- pescadores artesanais da região. será responsável pela instalação da fabriqueta, vistorioudores de Itapemirim se o local no qual o equipamento será montado e esclareceureuniram em assembleia dúvidas da comissão sobre a instalação do mesmo. Compara apresentar à comu- o engajamento demonstrado pela Prefeitura, pela SPU e,nidade pesqueira da re- é claro, pela própria comissão formada por voluntáriosgião o plano de obras da da comunidade, o sonho da fabriqueta de gelo está cadaColônia. Nesse encontro, vez mais próximo de se tornar realidade.foram apresentadas paraanálise e avaliação dospescadores do municípioas regras de uso e gestãoda nova sede, definidaspela comissão, sempre emAno 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 3
    • São João da Barra (RJ) Campos dos Goytacazes (RJ)Miniestaleiro: projeto Reforma à vista!básico em andamento As últimas reuniões do PEA OGX trouxeram grandes con-O projeto PEA OGX de São quistas para a Colônia Z-19,João da Barra está prestes de Farol de São Tomé. Ema iniciar a elaboração do novembro foi finalizado oprojeto básico de constru- projeto básico de engenhariação do miniestaleiro, tendo de reforma da sede e as plan-contratado a empresa que tas estruturais, de instalaçãofará sua execução, confor- elétrica e hidráulica, foram entregues para análise da comissão.me licitação feita pela OGX, O secretário municipal de Obras esteve reunido com a equipe daneste mês de março. SOMA e a comissão, prestando orientação sobre os procedimentosNos meses de dezembro de 2010 e janeiro de 2011 foram concluídas de solicitação de alvará junto à Prefeitura. depois de passar por al-importantes etapas do projeto de construção de um miniestaleiro guns ajustes, o projeto de reforma foi encaminhado à Prefeitura emno terreno da Colônia Z-02, em Atafona. janeiro e aguarda o alvará de construção. Em paralelo, a OGX iniciouO projeto básico será anexado ao restante da documentação necessária o processo de licitação, que foi aberto para participação de empresaspara solicitação de licença ambiental junto ao Instituto Estadual do locais e já foi concluído. Com essa união de esforços, 2011 prometeAmbiente (Inea). A construção do miniestaleiro ajudará a fortalecer ser um ano muito produtivo para a comunidade de Campos e maisa classe pesqueira local e dará maior autonomia às atividades de de 1.200 pescadores associados à Colônia serão beneficiados com areparo e manutenção das embarcações de pesca artesanal. reforma da sede da entidade, que deverá ser iniciada em breve.Arraial do Cabo (RJ)Projeto de recifes PCS: Como está o andamentoartificiais já está das atividades da OGX?em Brasília A campanha explora- tória da OGX segue em O projeto de ritmo acelerado desde instalação de que foi realizada a pri- recifes artifi- meira perfuração na ciais escolhido Bacia de Campos, em pela comunida- setembro de 2009. de pesqueira de Até fevereiro de 2011, a Arraial do Cabo OGX perfurou 23 poços teve importan- na Bacia de Campos,tes avanços nos últimos meses, mas ainda depende da dos quais 5 estão emlicença da Diretoria de Licenciamento (Dilic/IBAMA) andamento. A taxa dee da resex-MAr de Arraial do Cabo (ICMBio). sucesso da OGX nestaO Formulário de Solicitação de Abertura de Processo bacia é de 100%, com(FAP) para instalação de dispositivos inibidores de descobertas de petró-pesca ilegal, como os recifes artificiais na região, foi leo em todos os poçosprotocolado em setembro de 2010, em reunião reali- concluídos.zada com membros da comissão PEA OGX, técnicos da Há cinco plataformasSOMA, representante da OGX e técnicos do IBAMA, contratadas atuando aem Brasília. serviço da OGX: PrideNas reuniões seguintes, foram levantadas junto à co- Venezuela, Ocean Star,missão, com ajuda de um engenheiro, informações so- Sea Explorer, Oceanbre o material a ser utilizado nos dispositivos, método L e x i ng ton e O cea nde construção e instalação, orçamento, entre outros. Ambassador. Para auxi-Entretanto, a comissão cogita mudar para o segundo liar as atividades dessasprojeto escolhido em assembleia, o “Entreposto na plataformas, a empresa também dispõe de 8 barcos de apoio: Thor Supplier,Marina dos Pescadores na Praia dos Anjos”, Fast Tender, Santos Supplier, Campos Captain, Skandi Mogster, Odin Viking,caso não tenha parecer dos órgãos ambientais para C-Enforcer e Maersk Terrier.instalação dos dispositivos na Praia Grande ou haja A atividade de perfuração da empresa é realizada seguindo exigências daoutro impedimento que inviabilize o projeto. legislação ambiental e padrões nacionais e internacionais de segurança. Pesca Artesanal – Rede de Notícias. COOrdENAçãO: OGX // GErêNCIA dE MEIO AMBIENTE: Glória Marins. JOrNALISTA rESPONSáVEL: Camila Manfredini (SC 01146 JP). COMITê EdITOrIAL: Camila Manfredini, Fátima Ribeiro, Luciana Mota e Vanessa Guerra (OGX); Juliana Rondon, Hugo Diogo e Marcos Ortiz (SOMA). EdIçãO E PrOdUçãO: Lettera Brasil. FOTOGrAFIAS: Banco de Imagens OGX, Lettera Brasil e SOMA. PrOGrAMAçãO VISUAL: Trama Criações e Traço Certo (Cabeçalho). rEVISãO: Mariflor Rocha. TIrAGEM: 1.000 exemplares.Ano 11 | Edição 3 | Março 2011 Rede de Notícias | 4