Assembleia	  Devolutiva	  -­‐	  PEA-­‐OGX	  –	  Armação	  dos	  Búzios                                                    ...
em	   nome	   da	   classe	   pesqueira,	   porque	   a	   prefeitura	   não	   é	   a	   detentora	   do	   espaço	   que...
4-­‐	  Veículo:	  Z-­‐23	  comentou	  que	  o	  veículo	  da	  Colônia	  (1995)	  não	  está	  em	  boas	  condições	  e	 ...
1°	  reforma	  das	  carreiras,	  toldo,	  cabeços	  e	  duas	  escadas	  no	  píer;                  2°	  Veículo.       ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Buz ata assembleia devolutiva

299 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
299
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Buz ata assembleia devolutiva

  1. 1. Assembleia  Devolutiva  -­‐  PEA-­‐OGX  –  Armação  dos  Búzios Local:  Escola  Municipal  Prof.  Darcy     RibeiroProjeto:  Entreposto  de  Pesca Data:  19/04/2012   Hora:  14:45h  Participantes:  25  pessoas.    Valdécio  dos  Santos  (mora  no  Centro  e  é  filiado  à    Z-­‐23),  Felipe  Simas  (mora  no  Centro  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Adolfo  Trindade  (mora  no  Forno  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Valmir  da  Silva  (mora  no  Centro  e  é  filiado  à  Z-­‐23),    Cláudia  Marques  (mora  na  Brava  e    é  filiada  à  Z-­‐23),  Amarildo  de  Sá  -­‐  Chita  (mora  em  Geribá  e  é  presidente  da  Z-­‐23),  José  Mauro  (mora  no  Centro  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Alexandra  da  Silva  (mora  em  Geribá  e  é  filiada  à  Z-­‐23),  eduardo  Araujo  (mora  em  Sem  Braça  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Jorge  Farias  (mora  em  Manguinhos  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Pedro  de  Souza  (mora  na  Rasa  e  é  filiado  à  Z-­‐23  e  à  ASPER),  Apolinário  Azevedo  (mora  em  José  Gonçavles  e  é    filiado  à  AMJG),  Amarildo  Gonçalves  (  mora  na  Brava  e  é  filiado  à  Z-­‐23)  ,  Matheus  Gomes    (mora  no  Centroé  é  filiado  à  Z-­‐23),    Vanderlei  (mora  na  Brava  e  é  filiado  à  Z-­‐23),    Saloni  (mora  em  Tucuns  e  é  filiado  à  Z-­‐23),  Keila  (mora  na  Rasa),  Deise  Carvalho  (mora  no  Centro),  Edmundo  da  Costa  (mora  em  Geribá),  Gilberto  dos  Santos  (mora  na  Praia  da  Armação  e  é  filiado  à  Z-­‐23).,  Jorge  Amilton    -­‐  Dica  (filiado  à  Z-­‐23)Marília  Fonseca,  Maurício  Duppre(Soma),  Luciana  Mota,    Renata  Pereira  e  Estela  Linhares  (OGX).  Dos  participantes,  Amarildo,  (Chita)    Matheus,  José  Mauro,  Jorge  Amilton    (Dica)  são  integrantes  da  comissão  voluntária.    Pauta:1. Histórico  do  PEA  –  OGX  em  Armação  dos  Búzios2. Encaminhamentos  para  o  projeto  Entreposto  de  Pesca3. Fortalecimento  da  comissão  voluntária  Relato: A  SOMA  iniciou  a  assembleia  agradecendo  a  presença  de  todos.   Esclareceu  que  a  assembleia  devolutiva  é  uma  prestação  de  contas  do  que  foi  realizado  desde  a  assembleia  de  validação  (2009)  até  o  momento.  Relembrou  a  todos  que  o  valor  da  compensação  no  âmbito  do  PEA-­‐OGX  era  R$  135.000,00,  mas  depois  passou  a  ser  R$  140.000,00  e  as  três  diretrizes  do  IBAMA  para  a  listagem  e  priorização  dos  projetos:  i)  Foco  e  acesso  coletivo;  ii)  Não  substituir  atribuições  do  poder  público;  iii)  Não  incentivar  a  sobrepesca. Foram  estabelecidas  regras  de  convivência,  visando  melhor  aproveitamento  da  assembleia:  1-­‐  Todos  têm  direito  a  fala  e  2-­‐  Respeitar  a  fala  do  outro. A   SOMA   explicou   sobre   o   processo   de   licenciamento   das   atividades   de   petróleo   e   gás   em   área   marítima,  conduzido   pelo   IBAMA/CGPEG.   Esclareceu   que   caso   a   atividade   de   petróleo   impacte   a   atividade   pesqueira   (devido   à  restrição  de  acesso  à  área  de  pesca),  o  órgão  fiscalizador  exige  compensação  voltada  à  pesca,  sendo  o  PEA-­‐OGX  um  exemplo  de  medida  compensatória. A   SOMA   utilizou   o   datashow   para   apresentar   o   histórico   do   PEA-­‐OGX   em   Armação   dos   Búzios.   Falou   sobre   o  DRPA,  momento  de  levantar  informações  sobre  a  pesca  do  município  junto  à  comunidade  pesqueira  e  de  mobilizar  para  a  assembleia   de   validação,   momento   onde   a   comunidade   pesqueira   lista   e   prioriza   os   projetos,   escolhe   a   entidade  gestora   e   a   comissão   voluntária   é   formada.   Nesta   ocasião,   o   projeto   priorizado   foi   “Entreposto   de   Pesca”,   com   maior  número   de   pontos   (votos).   Ressaltou   que   não   há   recurso   da   compensação   para   a   Colônia,   outra   entidade   ou   pessoas   físicas,  ou  seja,  o  projeto  é  implementado  pela  OGX. Quanto  a  instalação  da  fabriqueta  de  gelo,  SOMA  explicou  que  foi  solicitada  a  cessão  de  uso  do  terreno  ao  SPU,  
  2. 2. em   nome   da   classe   pesqueira,   porque   a   prefeitura   não   é   a   detentora   do   espaço   que   cedeu   para   o   projeto.   Em   relação   à  licença   ambiental,   o   INEA   orientou   a   licenciar   pela   prefeitura   municipal.   SOMA   explicou   que   a   licença   municipal   de  instalação  (LI  N°017/2011)  foi  concedida  em  2012  e  está  condicionada  à  cessão  de  uso  a  ser  concedida  pelo  SPU.   -­‐   Saloni   questionou   sobre   o   desembarque   de   resíduos   (lixo)   dos   navios.   A   Z-­‐23   explicou   que   a   Colônia   já   foi  procurada  para  realizar  esse  sérico,  mas  não  aceitou  porque  é  um  trabalho  perigoso,  envolve  seringas,  por  exemplo. -­‐  Saloni  expôs  sua  preocupação  em  relação  aos  riscos  e  perigos  relacionados  à  atividade  de  petróleo.    A  Z-­‐23  disse  que   o   foco   da   reunião   não   são   as   questões   ambientais   e   sim   o   que   será   feito   com   o   recurso   da   compensação   e   esclarecer   as  dificuldades  e  ações  referentes  à  implantação  da  fabriqueta  de  gelo. -­‐   Adolfo   perguntou   se   a   licença   tem   tempo   determinado   de   validade.   SOMA   respondeu   que   ela   é   válida   até  18/04/2014. -­‐  Edmundo  comentou  que  há  uma  fabriqueta  de  gelo  em  Cabo  Frio  (Gamboa)  e  questionou  se  há  outro  caminho  para   instalar   a   fabriqueta   de   gelo.   SOMA   explicou   que   há   diferenças   em   relação   a   procedência   do   recurso   para   cada  projeto.A   Z-­‐23   disse   que   acompanha   a   muito   tempo   o   projeto   da   fabriqueta   de   gelo   de   Cabo   Frio   e   também   o   PEA-­‐OGX.  Ressaltou  que  no  caso  de  Búzios,  não  há  vontade  política,  ao  contrário  de  Cabo  Frio. -­‐  Edmundo  comentou  que  o  jeito  de  Chita  (gritar,  brigar)  pode  ser  prejudicial  às  articulações  e  negociações  com  entidades  e  empresas.  Disse  que  abastece  na  fabriqueta  de  gelo  de  Gamboa  e  paga  R$2,00  a  caixa  de  gelo.    A  Z-­‐23  disse  que  ouviu  reclamações  sobre  a  fabriqueta  de  gelo  de  Gamboa  e  que  tem  gente  que  paga  R$  4,50.  SOMA  explicou  que  R$  5,00  é  o  preço  praticado  para  turistas  e  equivale  a  um  balde  (aproximadamente  5kg).  Explicou  que  a  prefeitura  apoia  por  meio  do  pagamento  das  contas  de  luz  e  água  e  somente  por  isso  o  preço  do  gelo  é  R$  2,00  o  tabuleiro  (aproximadamente  20Kg)  para  pescadores  e  R$  4,00  aos  moradores A  SOMA  explicou  que  a  fabriqueta  de  gelo  de  Gamboa  é  de  amônia  e  no  caso  de  Búzios,  mudaram  o  projeto  para  freon,  a  fim  de  viabilizar  sua  instalação  no  Pier  dos  Pescadores  e  realizar  o  licenciamento  ambiental  pelo  município. -­‐  A  Z-­‐23  disse  que  a  primeira  empresa  de  petróleo  que  está  compensando  Búzios  é  a  OGX,  com  um  projeto  no  valor  de  R$140.000,00. -­‐   Edmundo   comentou   que   em   Búzios,   ficamos   “agarrados”   às   licenças.   SOMA   explicou   que   ficamos   impedidos   de  avançar,   pois   o   projeto   não   será   implementado   sem   as   licenças   necessárias.   Explica   que   em   reunião   com   a   comissão  voluntária,  foi  sugerido  pensar  em  outra  estratégia  para  utilizar  o  recurso  dentro  do  projeto  priorizado,  entreposto  de  pesca. -­‐  Edmundo  comenta  sobre  a  quantidade  de  participantes  e  explica  que  os  pescadores  estão  desacreditados.  A  Z-­‐23   disse   que   se   esforçou   muito   para   implementar   o   projeto   e   que   em   relação   à   assembleia,   foi   feita   ampla   divulgação.  Adolfo  comentou  sobre  a  importância  em  reconquistar  a  confiança  da  comunidade  pesqueira  local. SOMA  esclareceu  que  a  comissão  mostrou  interesse  em  mudar  de  ação  e  que  além  da  cessão  de  uso  concedida  pelo   SPU,   ainda   é   necessária   a   licença   concedida   pela   Secretaria   Municipal   de   Urbanismo.   Falou   sobre   as   dificuldades   de  obter   essa   licença,   devido   aos   padrões   estéticos   de   urbanismo   em   Búzios   (a   fabriqueta   destoaria   desse   padrão)   na   Orla  Bardot.  segundo  informações  da  Secretaria  de  Ambiente  e  Pesca. -­‐  A  Z-­‐23  explicou  que  a  Colônia  possui  diversas  despesas  mensais  como  o  pagamento  de  secretária,  luz  e  impostos  e  que  gostaria  de  fazer  uma  série  de  benfeitorias.  Como  a  Colônia  não  tem  recurso  para  custear  essas  benfeitorias  e  para  isso,  sugere  que  seja  utilizado  o  recurso  da  compensação.   Sugere: 1-­‐  Reformar  nas  carreiras. 2-­‐   Instalar   um   toldo   no   píer:   A   Z-­‐23   relatou   que   a   atividade   turística   vem   avançando   em   Búzios   e   a   atividade  pesqueira  vem  caindo.  Por  isso,  considera  necessário  pensar  no  futuro.  O  toldo  no  píer  irá  proteger  os  pescadores  do  sol  e  da  chuva,  melhorando  as  condições  de  trabalho  durante  o  desembarque  e  outras  atividades  como  a  limpeza  das  redes  de  pesca.  Sugere  que  o  toldo  abranja  metade  da  área  do  píer  e  disse  que  pediu  3  orçamentos. 3-­‐  Ajustes  no  píer:  duas  escadas,  uma  em  cada  lateral  do  píer.  Explicou  que  as  escadas  facilitarão  o  embarque  e  o  desembarque  dos  tripulantes  e  no  desembarque  de  pescado.  Instalação  de  “cabeços”:  para  amarrar  a  embarcação. A   Z-­‐23   reforçou   que   deixando   o   píer   mais   bonito   ,   atrairá   turistas   que   poderão   comprar   o   peixe   direto   do  pescador.
  3. 3. 4-­‐  Veículo:  Z-­‐23  comentou  que  o  veículo  da  Colônia  (1995)  não  está  em  boas  condições  e  por  isso  sugere  um  novo  veículo.   A   Z-­‐23   considera   que   em   Búzios   não   há   pescado   suficiente   que   justifique   aquisição   de   um   caminhão,   além   da  exigência  de  carteira  de  habilitação  específica  para  conduzi-­‐lo.  Ressaltou  que  é  importante  pensar  nos  gastos,  como  diesel,  pneus,   motorista   e   encargos.   Comentou   sobre   sua   preocupação   em   relação   ao   uso   do   caminhão,   quem   teria   prioridade,   por  exemplo.   SOMA   falou   sobre   o   caminhão   de   Macaé,   projeto   executado   no   âmbito   do   PEA-­‐OGX,   e   ressaltou   que   a   comissão   e  a  comunidade  discutiram  e  definiram  regras  de  uso  e  gestão  do  caminhão.  Em  Macaé,  foi  calculado  o  preço  do  transporte  por  tabuleiro.  Comenta  que  pensou  em  um  caminhão  frigorificado  para  poder  ser  utilizado  também  como  câmara  fria.  A  Z-­‐23  sugeriu  um  veículo  Montana.  Edmundo  sugeriu  que  no  caso  do  caminhão,  o  baú  isotérmico  seja  separado  do  carro. -­‐  Saloni  sugere  a  compra  de  uma  embarcação.  SOMA  reforçou  que  a  reforma  das  carreiras,  o  veículo,  os  ajustes  no  píer  (escadas  e  cabeços)  e  o  toldo  se  enquadram  no  projeto  entreposto  de  pesca. Encaminhamento:  SOMA  perguntou  quais  dos  presentes  concordam  em  dar  segmento  ao  projeto  por  meio  de  ações   substitutivas,   interrompendo   a   implementação   da   fabriqueta   de   gelo.    Todos   os   participantes   levantaram   a   mão,  concordando   com   o   encaminhamento   proposto.   A   Z-­‐23   reforçou   que   o   processo   de   cessão   de   uso   do   Pier   dos   Pescadores  junto  ao  SPU  continuará  em  andamento  mesmo  com  a  mudança  de  ação  do  projeto  de  entreposto  de  pesca. SOMA  falou  sobre  o  staus  dos  projetos  do  PEA-­‐OGX  nos  outros  sete  municípios. A  Z-­‐23  reforçou  que  o  que  a  comunidade  quer  é  a  reforma  das  carreiras,  os  ajustes  no  píer  (escadas  e  cabeços),  toldo  no  píer  e  veículo. -­‐   A   Z-­‐23   ressaltou   que   o   IBAMA/CGPEG   deveria   estar   presente   na   assembleia.   Luciana   explicou   que   o  IBAMA/CGPEG  foi  convidado  a  participar,  mas  não  puderam  comparecer. -­‐  Edmundo  sugeriu  a  compra  de  um  carro  usado.  Luciana  explicou  que  a  OGX  só  poderá  comprar  veículo  novo. -­‐   A   Z-­‐23   disse   que   o   orçamento   incluindo   o   toldo   em   metade   da   área   do   píer,   a   reforma   das   carreiras   e   a  instalação  dos  cabeços  ficou  em  R$  29.000,00. -­‐  Matheus  sugeriu  que  a  reforma  das  carreiras  seja  feia  em  inox,  para  aumentar  a  durabilidade. -­‐  Jorge  Hamiltom  sugeriu  construir  apenas  uma  escada,  ao  invés  de  duas. -­‐   Mauro   sugeriu   a   compra   de   um   terreno   para   a   Colônia   de   Pescadores   Z-­‐23.   A   Z-­‐23    comentou   sobre   a  impossibilidade   de   encontrar   um   terreno   no   valor   de   R$   140.000,00   na   orla   de   Búzios.   Maurício   lembrou   a   todos   que   o  terreno  também  deverá  estar  legalizado.  Maurício  perguntou  para  qual  finalidade  seria  utilizado  o  terreno,  lembrando  que  o  projeto   é   entreposto   de   pesca.   Mauro   explicou   que   serviria   para   ser   utilizado   posteriormente.   Maurício   explicou   que   a  compra  de  terreno  não  se  encaixa    ao  projeto    priorizado  e  Entreposto  de  pesca. -­‐  Edmundo  considera  que  são  necessárias  as  escadas  no  píer,  mas  não  vê  essa  ação  como  prioridade. SOMA   explicou   que   é   preciso   orçar,   estabelecer   prioridades   e   executar   uma   ação   de   cada   vez.   A   OGX   explicou  que  há  uma  equipe  na  OGX  responsável  por  levantar  orçamentos.  A  Z-­‐23  explicou  que  já  fez  os  orçamentos  e  ressaltou  que  devem   priorizar   a   contratação   de   mão   de   obra   da   região.    A   OGX    explicou   que   em   todos   os   projetos,   a   OGX   procura  contratar   empresas   da   região.   A   SOMA   explicou   que   os   procedimentos   da   empresa   devem   ser   cumpridos.   A   OGX    falou   que  levará  à  OGX  os  orçamentos  feitos  pela  Z-­‐23.  Esclareceu  que  a  intenção  da  OGX  é  de  implementar  o  projeto,  visto  que  é  uma  condicionante  do  IBAMA/CGPEG. -­‐   A   Z-­‐23reforçou   a   importância   da   presença   do   IBAMA/CGPEG   na   assembleia,   considerou   falta   de   respeito   do  órgão  fiscalizador.    Chita  estava  com  uma  série  de  questionamentos  a  serem  feitos  ao  IBAMA/CGPEG,  sobre  empresas  como  Shell,    STATOil,  Devon,  Petrobras  entre  outras. SOMA   perguntou   novamente   aos   participantes   se   aceitam   a   proposta   de   substituir   a   ação   do   projeto   (fabriqueta  de  gelo)  pela  reforma  das  carreiras,  aquisição  de  veículo,  ajustes  no  píer  (escadas  e  cabeços)  e  instalação  de  toldo  no  píer.  Todos  os  participantes  responderam  que  sim. -­‐  Matheus  perguntou  sobre  os  tramites  para  implementar  as  ações  definidas.  SOMA    explicou  que  as    empresas  prestadoras  de  serviço    precisam  se  cadastrar  na  OGX,  a  OGX  irá  protocolar  a  licitação  e  então,  iniciar  os  serviços.   -­‐   Mauro   perguntou   se   a   decisão   tomada   em   assembleia   precisará   passar   pelo   crivo   do   IBAMA/CGPEG.   SOMA  explicou  que  o  órgão  fiscalizador  acompanha  o  projeto  e  será  atualizado  pr  meio  de  ofício  e  da  ata  desta  reunião. As  ações  foram  priorizadas  pelos  participantes:
  4. 4. 1°  reforma  das  carreiras,  toldo,  cabeços  e  duas  escadas  no  píer; 2°  Veículo. SOMA    perguntou  se  algum  participante  gostaria  de  ingressar  à  comissão  voluntaria. Novos   integrantes   da   comissão   voluntária:   Apolinário,   Edmundo   e   Amarildo   além   da  oficialização    da  C laudia    na  comissão  que  já  acompanha  desde  o  início.A  assembleia  terminou    às  17h,  com  o  oferecimento  de  um  lanche.  Encaminhamentos:1.  Foi  definido  que  serão  realizadas  as  seguintes  ações  substitutivas  do  projeto  entreposto  de  pesca:  reforma  das  carreiras,   instalação  de  toldo  e  cabeços,  construção  de  duas  escadas  no  píer  e  aquisição  de  veículo. A   comissão   voluntária   assinou   um   termo   de   concordância,   relacionado   a   mudança   de   ação   dentro   do   projeto   entreposto  2. de  pesca.3. Chita  enviará  os  orçamentos  que  levantou  à  OGX4. Três  novos  integrantes  à  comissão  voluntária:  Edmundo,  Apolinário  e    Amarildo  Claudia.5. A  ata  da  assembleia  será  disponibilizada  no  blog  do  PEA-­‐OGX.Observações:1. Os   participantes   receberam   a   5°   edição   do   jornal   do   PEA-­‐OGX,   o   folder   sobre   a   atividade   de   perfuração,   cópia   do   histórico  do  PEA-­‐OGX  em  Armação  dos  Búzios  e  óculos  de  proteção  (brinde).  2. A  mobilização  da  comunidade  pesqueira  de  Armação  dos  Búzios  para  a  assembleia  devolutiva  foi  realizada  das  seguintes   formas:-­‐   O   carro   de   som   circulou   pelas   principais   praias   de   Armação   dos   Búzios   entre   os   dias   17   e   19/4,   totalizando   12   horas   de  divulgação  com  a  mensagem “Atenção  comunidade  pesqueira  de  Armação  dos  Búzios!  O  PEA-­‐OGX  convida  a  todos  para  a    Assembleia   que   irá   decidir   sobre   o   projeto   “Entreposto”   e   os   esclarecimentos   sobre   as   ações   realizadas   e   definição   dos  próximos  passos,  como  parte  do  licenciamento  ambiental  conduzido  pelo  IBAMA.  A  Assembleia  será  dia  19  de  abril,  às  14h,  na  Escola  Municipal  Prof.  Darcy  Ribeiro,  localizada  na  Estrada  da  Usina,  atrás  da  prefeitura.Compareça!Sua  participação  é  muito  importante!”  -­‐  Blog  do  PEA-­‐OGX  Pesca  Artesanal  –  Bacia  de  Campos:  No  dia  17/4  foi  postado  o  convite  para  a  Assembleia.-­‐  A  Colônia  Z-­‐23  convidou  as  associações  de  pescadores  do  município  de  Armação  dos  Búzios.-­‐  Convite  através  de  contato  telefônico  para  36%  dos  participantes  da  assembleia  de  validação  (2009)  que  declararam  que  sua   renda   é   proveniente   da   atividade   pesqueira.   A   tabela   abaixo   apresenta   a   lista   de   participantes   da   assembleia   de  validação  (2009)  e  o  destaque  em  verde  representa  os  contatos  que  foram  feitos.  -­‐  Convite  via  contato  telefônico  à  entidade  SAMUNEAR.-­‐  Nos  convites  por  contato  telefônico,  foi  solicitado  ajuda  na  mobilização.    

×