Arraial ata assembleia devolutiva
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Arraial ata assembleia devolutiva

on

  • 493 views

 

Statistics

Views

Total Views
493
Views on SlideShare
493
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Arraial ata assembleia devolutiva Document Transcript

  • 1.    Assembleia  Devolutiva  –  PEA-­‐OGX  –  ARRAIAL  DO  CABO   Local:  Colônia  de  Pescadores  Z-­‐05  Projeto:  Recifes  Artificiais  –  Entreposto  de  Pesca   Data:  04/04/2012         Hora:  10:45h    Participantes:  40  pessoas.  Mircilene  Rodrigues,  Evelyn,  Jaqueline  (  Colônia  Z-­‐05),  Paulo  (ONG  Lagos  em  Ação),  Edgar  (  Associação    de  Monte  Alto  e  da  Colônia  Z-­‐05)  ,  Raimundo  (APAC)    Edno  (  Associação  de  Barco  dos  Boca  Aberta  )  Vinícius  (Cooperclean),  Francisco  (APESCARPA),  Márcio  (AREMAC),  Claudio  (AVTBBA),  José  (APTAC),  Ana  Maria  (SEMA),  Rafaela  (Resexmar  AC/ICMBio)  Douglas,  Sandro,  Fabrício,  Wilson,  Luíz,  Luiz  Guilherme,  Edimilson,  Clevanilson,  Elimar,  Jorge,  Lendro,  Francisco,  Pedro,  Carlos  Alberto,  Leandro,  Luiz  Felipe,  Claudio,  Jamil,  José  Antônio,  Luzemberg,  Ademar,  Jorge  Ferré,  Douglas,  Antônio.  Marília,  Maurício  Düppré  (Soma),  Felipe  Queirós  e  Luciana  Mota  (OGX).  Dos  participantes,  Mircilene,  Edno,  Vinícius,  SEMA  (Ana  Maria)  e  Paulo  são  integrantes  da  comissão  voluntária.    Pauta:   1. Histórico  do  PEA  –  OGX  em  Arraial  do  Cabo   2. Esclarecimentos  sobre  a  mudança  para  o  projeto  Entreposto  de  Pesca   3. Fortalecimento  da  comissão  voluntária  Relato:   Maurício  Düppré,  da  SOMA,  iniciou  a  assembleia  agradecendo  a  presença  de  todos.     Esclareceu  que  a  assembleia  devolutiva  é  uma  prestação  de  contas  do  que  foi  realizado  desde  a  assembleia  de  validação  (2009)   até   o   momento.   Relembrou   a   todos   que   o   valor   da   compensação   no   âmbito   do   PEA-­‐OGX   era   R$   135.000,00,   e   que  posteriormente  teve  um  recurso  adicional  passando  para  R$  140.000,00.    Foi  relembrado  também  as  três  diretrizes  do  IBAMA  para  a  listagem  e  priorização  dos  projetos:  i)  Foco  e  acesso  coletivo;  ii)  Não  substituir  atribuições  do  poder  público;  iii)  Evitar  a  sobre  pesca.   Maurício  utilizou  banners  para  apresentar  o  histórico  do  PEA-­‐OGX  em  Arraial  do  Cabo.  Falou  sobre  o  Diagnóstico  Rápido  da   Pesca   Artesanal   (DRPA)   realizado   em   Setembro   de   2009,   a   assembleia   de   validação   (Novembro   de   2009),   entidade   gestora,  comissão   voluntária,   reuniões   e   as   ações   realizadas   visando   a   implementação   do   projeto   Inibidores   de   Pesca   Predatóri   (Mais  detalhes  na  Linha  do  tempo  do  Projeto  01)a.  Explicou  que  o  processo  para  o  licenciamento  ambiental  continua  junto  ao  IBAMA,  mas   não   havendo   porém   uma   data   prevista   para   a   conclusão   da   etapa   de   licenciamento,   que   deverá   acontecer   mediante   um  parecer  desta  entidade  sobre  as  condicionantes  do  projeto  para  que  o  mesmo  possa  ser  implementado.   -­‐  Um  pescador  perguntou  sobre  os  recifes  existentes  em  Rio  das  Ostras  e  se  não  foi  possível  instalar  em  Arraial  do  Cabo  devido  à  Reserva  Extrativista  Marinha  de  Arraial  do  Cabo  (Resexmar).  Maurício  explicou  que  para  instalar  os  inibidores,  é  preciso  pedir  autorização  à  Resexmar.  A  questão  é  que  a  instrução  normativa  sobre  o  licenciamento  de  recifes  artificiais  é  de  2009,  ou  seja,  posterior  à  instalação  dos  recifes  artificiais  de  Rio  das  Ostras.   -­‐  Sr.  Jorge  Ferré  comentou  sobre  outras  características  de  recifes  artificiais.  Maurício  explicou    que  o  que  foi  definido  junto  à  comissão  de  Arraial  do  Cabo  foram  os  inibidores,  que  resguardam  o  espaço  (anti  arrasto).   -­‐  Um  pescador  comentou  que  o  trabalho  dos  recifes  artificiais  deve  ser  muito  bem  estudado,  para  atrair  pescado  como  acontece  com  as  plataformas.   -­‐  Um  pescador  comentou  que  os  blocos  de  concreto  (Kugira,  à  serviço  da  LLX)  atrapalham  a  navegação  e  estão  ocupando  o  espaço  do  pescador  e  solicita  uma  medida  de  compensação  ao  pescador  a  este  respeito.     -­‐  Um  pescador  questionou  se  foi  feito  contato  com  algum  político  de  órgão  federal.  Foi  respondido  que  não.   Maurício  explicou  que  há  R$140.000,00  para  ser  utilizado  na  implementação  do  projeto  Entreposto  de  Pesca,  em  Arraial  do   Cabo.   Em   reunião   com   a   comissão,   será   elaborado   o   plano   de   ação   do   projeto.   A   ideia   inicial   é   reformar   o   prédio   onde   está  localizada  a  Z-­‐05.   -­‐   Um   pescador   falou   que   o   que   prejudica   o   pescador   é   não   ter   alternativas   para   escoar   o   pescado   e,   dessa   forma,   os  pescadores  ficam  atrelados  aos  atravessadores.  Considera  prioridade  pensar  em  como  escoar  o  pescado  e  sugere  que  a  Colônia  tenha  contato  direto  com  os  mercados.   Maurício   explicou   que   para   implementar   o   projeto   entreposto   de   pesca,   é   necessário   articular   junto   à   prefeitura   e  explicou  que  a  Colônia  tem  a  cessão  de  uso  concedida  pelo  SPU.   Maurício  explicou  o  papel  da  comissão  voluntária  e  convidou  novos  integrantes  a  ingressarem  na  comissão.   -­‐   Jorge   Ferré   solicita   um   sumário   executivo   do   projeto   e   o   acesso   às   atas.   Comentou   que   esteve   no   IBAMA   e   viu   que  
  • 2.  realmente  é  complicado  implementar  projetos  de  recifes  artificiais.  Maurício  mostrou  a  lista  de  reuniões  (banner)  e  explicou  que  SOMA  e  OGX  encaminham  relatório  semestral  ao  IBAMA,  sendo  que  este  documento  é  público.  Divulgou  o  blog    Pesca  Artesanal  e  o   jornal   Rede   de   Notícias   do   PEA-­‐OGX.   -­‐   Um   participante   comentou   que   gostaria   que   os   membros   da   comissão   não   tivessem  vínculo  com  a  política  pois  acha  que  isso  pode  comprometer  a  implementação  do  projeto.   -­‐  Sr.  José  Maria  disse  que  independente  de  política,  sua  vida  é  a  pesca.  Gostaria  de  participar  da  comissão  devido  a  sua  experiência   na   pesca.   Ressaltou   a   importância   do   escoamento   do   pescado.   Maurício   explicou   que   a   comissão   se   reúne  mensalmente  e  é  aberta  para  quem  quiser  participar  e  contribuir.     Luciana  Mota,  da  OGX,  destacou  que  os  membros  da  comissão  continuam  participando  e  agora,  está  sendo  feito  o  convite  aos  novos  membros.   Mircilene   Rodrigues,   presidente   da   Z-­‐05,   explicou   que   se   reuniu   com   o   prefeito   no   dia   03/04.   Nesta   ocasião,   o   prefeito  disse  que  a  orla  da  praia  e  a  marina  serão  revitalizadas  e  a  ideia  inicial  é  que  o  entreposto  não  fique  onde  está  atualmente  pois  o  prédio  da  Z-­‐05  não  foi  construído  de  acordo  com  as  normas  técnicas  e  por  isso,  não  está  seguro.  A  questão  é:  aplicar  o  recurso  reformando    o  prédio  ou  construindo  um  novo.  O  prefeito  pediu  15  dias  para  pensar,  decidir  e  dar  uma  resposta  sobre  o  prédio  do  entreposto  de  pesca.   Maurício  explicou  que  o  plano  de  ação  será  elaborado  baseado  na  resposta  do  prefeito.   -­‐  Jorge  Ferré  sugeriu  que  a  comissão  faça  uma  revisão  dos  projetos,  inclusive  de  entreposto.  Disse  que  já  protocolou  um  projeto  de  entreposto.  Ressalta  que  o  entreposto  deve  conectar  o  pescador  ao  mercado,  pensando  no  escoamento  do  pescado.  Sugere  que  seja  analisado  o  que  já  foi  feito  no  passado  e  que  seja  pensado  em  viabilizar  o  que  já  existe  proposto.  Ressaltou  que  as  questões  ambientais,  sociais  e  técnicas  devem  estar  acima  de  questões  políticas.     -­‐   Um   pescador   pediu   para   que   o   atual   prédio   da   Z-­‐05   seja   demolido   somente   após   a   construção   do   novo   entreposto.  Mircilene  confirmou  que  a  ideia  é  construir  primeiro.  É  necessário  um  laudo  de  engenheiro  sobre  as  condições  do  prédio.   -­‐  Um  pescador  perguntou  se  o  entreposto  está  incluído  no  projeto  de  revitalização.  Maurício  explicou  que  parece  que  sim,  porém,  não  onde  está  localizado  atualmente.   Maurício  explicou  que  agora  será  feito  tudo  que  for  possível  para  implementar  o  projeto  entreposto  de  pesca.     Novos  integrantes  da  comissão  voluntária:  José  Maria,  Luíz  Guilherme,  Edgar  e  Sandro  dos  Santos.     Representantes  da  comissão  que  estavão  presentes  e  declararão  o  interesse  em  continuar:  Mircilene,  Amilton,  Paulinho,  Vinicius  e  Ana  Maria.   A  assembleia  terminou    às  11h50min.         Figura  1-­‐  Imagens  da  Assembleia  Devolutiva  de  Arraial  do  Cabo.  Encaminhamentos:   1. Disponibilizar  cópia  dos  documentos  relativos  ao  projeto  recifes  artificiais  à  Colônia  Z-­‐05.   2. Enviar  ata  da  assembleia  para  o  Sr.  Jorge  Ferré.      Observações:   i. A   realização   da   assembleia   devolutiva   em   Arraial   do   Cabo   corresponde   ao   cumprimento   da   exigência   do   IBAMA,   por   meio   do   Ofício   1028/2011,   para   oficializar   a   mudança   para   o   segundo   projeto   (entreposto  de  pesca).   ii. Os   participantes   receberam   a   5°   edição   do   jornal   do   PEA-­‐OGX,   o   folder   sobre   a   atividade   de  
  • 3.   perfuração,   cópia   do   histórico   do   PEA-­‐OGX   em   Arraial   do   Cabo.   As   instituições   receberam   também   a   cópia   do   oficio  emitido  pelo  IBAMA  (1028/2011).   iii. A   mobilização   da   comunidade   pesqueira   de   Arraial   do   Cabo   para   a   assembleia   devolutiva   foi   realizada  das  seguintes  formas:  -­‐  O  carro  de  som  circulou  pelas  principais  praias  de  Arraial  do  Cabo  durante  2h  no  sábado  (31/3)  e  por  4  h  no  domingo,  segunda  e  terça  (1,  2  e  3/4)  com  a  mensagem “Atenção  comunidade  pesqueira  de  Arraial  do  Cabo!  O  PEA-­‐OGX  convida  a  todos  para  a    assembleia  dos  pescadores  para  apresentar  a  decisão  sobre  o  projeto  dos  “Dispositivos  Inibidores  de  Pesca  Predatória”  e  os  esclarecimentos  sobre  a  mudança  para  o  projeto  “Entreposto  de  Pescado”  como  parte  do  licenciamento  ambiental  conduzido  pelo  IBAMA.  A  Assembleia  será  dia  4  de  abril,  às  10h,  na  sede  da  Colônia  de  Pescadores  Z-­‐05.  Sua  participação  é  muito  importante!”  -­‐  Convite  através  de  contato  telefônico  para  41,5%  dos  participantes  da  assembleia  de  validação  (2009)  que  declararam  que  sua  renda  é  proveniente  da  atividade  pesqueira.  A  tabela  abaixo  apresenta  a  lista  de  participantes  da  assembleia  de  validação  (2009)  e  o  destaque  em  verde  representa  os  contatos  que  foram  feitos.  -­‐  Convite  via  contato  telefônico  às  instituições:  SEMA,  IFRJ,  APRAC/AMAC,  AMOAFI  e  Cooperclean.  -­‐  Nos  convites  por  contato  telefônico,  foi  solicitado  ajuda  na  mobilização.            
  • 4.              
  • 5.