EvoluçAo

29,823 views
29,377 views

Published on

0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
29,823
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
34
Actions
Shares
0
Downloads
765
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

EvoluçAo

  1. 1. Junior Máximo
  2. 2. <ul><li>ORIGEM DA VIDA </li></ul><ul><li>BIODIVERSIDADE E EVOLUÇÃO; </li></ul><ul><li>TEORIAS EVOLUTIVAS; </li></ul><ul><li>EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO; </li></ul><ul><li>IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA; </li></ul><ul><li>CONVERGÊNCIA EVOLUTIVA; </li></ul><ul><li>ESPECIAÇÃO; </li></ul><ul><li>ÁRVORES FILOGENÉTICAS. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Evolução é o processo pelo qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo. Esse processo vem acontecendo desde que a vida surgiu na Terra. </li></ul><ul><li>Explica a biodiversidade </li></ul><ul><li>Explica a extinção de espécies </li></ul><ul><li>Possibilita responder ao questionamento: Quem surgiu primeiro o ovo ou a galinha? </li></ul>O que é evolução?
  4. 4. Biodiversidade <ul><li>Grande variedade entre os seres vivos. </li></ul><ul><li>Observem que há conservação de características. </li></ul>
  5. 5. Fixismo <ul><li>Predominante na Idade Média, acreditavam que as espécies eram imutáveis, foram criados por Deus (Criacionismo) da maneira que são observados hoje. </li></ul><ul><li>Como explicar os fósseis? </li></ul>Teorias evolucionistas
  6. 6. <ul><li>Século XIII, foi o primeiro a falar em evolução. </li></ul><ul><li>Lamarck via evolução como um processo de complexidade crescente e &quot;perfeição&quot;, não dirigida pelo acaso. </li></ul><ul><li>Lamarck não acreditava em extinção: para ele espécies desapareceram porque evoluíram em outras espécies diferentes. </li></ul>Teorias evolucionistas Lamarckismo
  7. 7. Lamarckismo <ul><li>Lei do uso ou desuso: o uso de determinadas partes do corpo do organismo faz com que estas se desenvolvam, e o desuso faz com que se atrofiem. </li></ul><ul><li>Lei da transmissão dos caracteres adquiridos : alterações provocadas em determinadas características do organismo, pelo uso e desuso, são transmitidas aos descendentes. </li></ul>Teorias evolucionistas
  8. 8. O Mapa da Viagem do Beagle TEORIA DE DARWIN - O DARWINISMO
  9. 9. Darwinismo Teorias evolucionistas 1- todos os organismos descenderam com modificação de um único ancestral comum; 2- ação da seleção natural sobre a variação individual. O mecanismo de herança e do surgimento das variações não era compreendido.
  10. 10. Evolução e surgimento da biodiversidade
  11. 12. Darwin x Lamarck <ul><li>Evolução linear (Lamarck) </li></ul><ul><li>x </li></ul><ul><li>Evolução ramificada com um ancestral comum (Darwin) </li></ul><ul><li>O meio gera a variação (Lamarck) </li></ul><ul><li>x </li></ul><ul><li>O meio seleciona uma característica que já apresenta variação (Darwin) </li></ul>
  12. 13. Neo-Darwinismo (síntese moderna) <ul><li>1930 a 1950 </li></ul><ul><li>Reconciliou a Teoria de Darwin com as descobertas da Genética. </li></ul><ul><li>Características adquiridas não são herdáveis; </li></ul><ul><li>Considera a população como unidade evolutiva. </li></ul><ul><li>Variações fenotípicas são observadas dentro das populações. </li></ul><ul><li>Conceito Biológico de espécies: populações de indivíduos potencialmente intercruzantes, gerando descendentes férteis e reprodutivamente isolados de outras populações. </li></ul>
  13. 14. Fatores evolutivos <ul><li>Os fatores que determinam alterações na freqüência dos genes são denominados fatores evolutivos. Cada população apresenta um conjunto gênico, que sujeito a fatores evolutivos , pode ser alterado. </li></ul><ul><li>Fatores que tendem a aumentar a variabilidade genética da população : mutação gênica, mutação cromossômica , recombinação; </li></ul><ul><li>Fatores que atuam sobre a variabilidade genética já estabelecida : seleção natural, migração (fluxo gênico), oscilação genética (deriva genética) e endogamia. </li></ul>
  14. 15. UFMG pergunta.... A partir dessa análise e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, A) CITE dois fatores evolutivos que atuaram nessa população. Fator evolutivo 1: Fator evolutivo 2: B) EXPLIQUE, de acordo com a teoria neodarwinista, a atuação desses dois fatores evolutivos na população de bactérias representada.
  15. 16. <ul><li>Resposta questão anterior: </li></ul><ul><li>Mutação e seleção natural </li></ul><ul><li>A mutação gênica surge na população de bactérias gerando variabilidade em relação à resistência ao antibiótico, o antibiótico funciona como agente de seleção, garantindo a sobrevivência apenas das linhagens resistentes e levando ao extermínio das sensíveis. As linhagens resistentes por serem melhores adaptadas serão capazes de se reproduzirem por bipartição e gerar descendentes também resistentes. </li></ul>
  16. 17. A partir dessa análise e considerando outros conhecimentos sobre o assunto, IDENTIFIQUE a teoria evolutiva que permite explicar as mudanças observadas nessa população. JUSTIFIQUE sua resposta. Teoria evolutiva: Justificativa
  17. 18. <ul><li>Resposta à questão anterior: </li></ul><ul><li>Teoria: Lamarckismo </li></ul><ul><li>Justificativa: A figura mostra o antibiótico gerando bactérias resistentes, o que é condizente com as idéias de Lamarck no qual o meio é o responsável por gerar a variabilidade na população e ainda essa característica adquirida é passada aos descendentes. </li></ul>
  18. 19. Sabe-se que a origem das espécies resultou de uma interação de fatores evolutivos. É CORRETO afirmar que, entre esses fatores, NÃO se inclui a A) seleção. B) autofecundação. C) mutação. D) migração. UFMG 2005...
  19. 20. <ul><li>A ESPECIAÇÃO </li></ul><ul><li>Mecanismos de especiação são aqueles que determinam o surgimento de espécies novas </li></ul><ul><li>Barreiras geográficas: terremotos , formações de montanhas etc. </li></ul><ul><li>variabilidades genéticas novas surgidas em uma população, não são transmitidas para outra. </li></ul><ul><li>as condições do ambiente, nas áreas separadas pela barreira, dificilmente são exatamente as mesmas , o que determina diferentes pressões seletivas. </li></ul>
  20. 21. Especiação com isolamento geográfico
  21. 22. <ul><li>ISOLAMENTO REPRODUTIVO </li></ul><ul><li>Espécies diferentes não produzem híbridos férteis. </li></ul><ul><li>Pré-zigótico : Não forma o zigoto </li></ul><ul><li>Isolamento estacional : diferenças nas épocas reprodutivas. </li></ul><ul><li>Isolamento de hábitat ou ecológico : ocupação diferencial de hábitats. </li></ul><ul><li>Isolamento etológico: para os animais, é o principal mecanismo pré-copulatório. Exs.: . os sinais luminosos, emitidos por vaga-lumes machos, que apresentam variação dependendo da espécie. Esses sinais variam na freqüência, na duração da emissão e na cor (desde branco, azulado, esverdeado, amarelo, laranja até vermelho). A fêmea só responde ao sinal emitido pelo macho de sua própria espécie. </li></ul><ul><li>O outro exemplo é o canto das aves: as fêmeas são atraídas para o território dos machos de sua espécie em função do canto, que é específico. – Isolamento mecânico : diferenças nos órgãos reprodutores, impedindo a cópula. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>Mecanismos pós-zigóticos : Mesmo que a cópula ocorra, estes mecanismos impedem ou reduzem seu sucesso. </li></ul><ul><li>Mortalidade gamética : fenômenos fisiológicos que impedem a sobrevivência de gametas masculinos de uma espécie no sistema reprodutor feminino de outra espécie. </li></ul><ul><li>Mortalidade do zigoto : se ocorrer a fecundação entre gametas de espécies diferentes, o zigoto poderá ser pouco viável, morrendo devido ao desenvolvimento embrionário irregular. </li></ul><ul><li>Esterilidade do híbrido : a esterilidade do híbrido pode ocorrer devido à presença de gônadas anormais ou a problemas de meiose anômala. </li></ul>
  23. 24. ESTUDO DOS FÓSSEIS - Estudando os fósseis e comparando-os com os seres atuais, os cientistas descobriram que os animais e os vegetais foram se modificando através dos tempos. Enquanto alguns tipos se extinguiram, outros sofreram transformações, dando origem aos que conhecemos atualmente. O estudo dos fósseis auxilia a compreensão das modificações sofridas pelas espécies de seres vivos através dos séculos. Tipos: animais em âmbar, ossos, esqueletos, Evidências da evolução A evolução tem suas bases fortemente corroboradas pelo estudo comparativo dos organismos, sejam fósseis ou atuais .
  24. 26. Anatomia Comparada <ul><li>HOMOLOGIA - mesma origem embriológica de estruturas de ≠s organismos, sendo que podem ter ou não a mesma função. Sugerem ancestralidade comum . Ex.: </li></ul><ul><li>o braço do homem; </li></ul><ul><li>a pata do cavalo; </li></ul><ul><li>a asa do morcego: </li></ul><ul><li>a nadadeira da baleia. </li></ul><ul><li>( = origem embriológica, sem ≈ funcional) </li></ul>
  25. 28. ANALOGIA ≈ s entre estruturas de ≠s organismos, devida unicamente à adaptação ao ambiente. Resultantes da evolução convergente.
  26. 29. EVOLUÇÃO CONVERGENTE ou convergência adaptativa caracterizada pela adaptação de diferentes organismos a uma condição ecológica igual. Ex.: as formas do corpo do golfinho, dos peixes, especialmente tubarões, e de um réptil fóssil chamado ictiossauro são bastante semelhantes, adaptadas à natação. Neste caso, a semelhança não é sinal de parentesco, mas resultado da adaptação desses organismos ao ambiente aquático.
  27. 31. UFMG pergunta... É CORRETO afirmar que a convergência adaptativa comum a todos esses animais consiste em terem todos A) forma do corpo e membros semelhantes a remos. B) linha lateral e corpo revestido por escamas. C) nadadeiras e brânquias nas laterais do corpo. D) pescoço comprido e dentes afiados.
  28. 32. EMBRIOLOGIA COMPARADA o estudo comparado da embriologia de diversos vertebrados mostra a grande semelhança de padrão de desenvolvimento inicial. À medida que o embrião se desenvolve, surgem características individualizantes e as semelhanças diminuem.
  29. 34. Árvores filogenéticas Árvores filogenéticas são diagramas que representam as “filogenias dos seres vivos”. Elas foram imaginadas pelo próprio Darwin, criador da teoria evolutiva, com o objetivo de visualizar as relações evolutivas de parentesco entre as espécies.
  30. 37. Considerando-se as informações fornecidas por essa figura e outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que A) a radiação evolutiva ocorreu por volta dos 60 milhões de anos. B) o bipedismo ocorre no ramo dos humanos. C) os ancestrais desse grupo eram arborícolas. D) os humanos descendem dos gorilas. UFMG 2008
  31. 38. Resposta questão anterior: Letra D Os homens apresentam ancestral comum com o gorila, mas não descendem deles
  32. 39. Com base nessa representação, é INCORRETO afirmar que A) a enguia, o tritão, o lagarto e a cobra possuem ancestral comum. B) a especiação dos lagartos foi anterior à do tritão. C) as cobras são mais aparentadas com os lagartos que com as enguias. D) parentes distantes, nessa árvore, podem apresentar semelhanças fenotípicas. UFMG 2004
  33. 40. Resposta: Letra B Pela análise da árvore filogenética notamos que a especiação do tritão foi anterior á do lagarto e não o contrário
  34. 41. Analise esta figura, em que está representada a provável filogenia dos vertebrados: UFMG 2005 pergunta... A partir dessa análise, é CORRETO afirmar que o ancestral desses quatro grupos apresentava A) membros locomotores e pulmões. B) coração com quatro cavidades e brânquias. C) pêlos no corpo e glândulas mamárias. D) homeotermia e placenta.

×