Your SlideShare is downloading. ×
0
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Rbt Group At Promise V3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Rbt Group At Promise V3

344

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
344
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Assim, surge o testes baseado em riscos a fim de alocar os recursos de uma forma mais otimizada baseando-se na identificação dos componente que apresentem maior riscos no software que esteja sendo desenvolvido. Riscos em ambiente de desenvolvimento podem ser caracterizado como qualquer evento que possa acontecer e ameaçar o bom andamento do projeto. Embora seja uma abordagem promissora, os engenheiros de testes ainda encontram dificuldades de aplicá-la na pratica. Normalmente, essa dificuldade ocorre devido a falta de conhecimento especifico sobre riscos e pela ausência de ferramentas especificas que auxiliem na utilização de técnicas para o tratamento de riscos durante o projeto.
  • Para um melhor entendimento da RBT Tool, precisamos entender alguns conceitos necessários à consecução deste trabalho. Assim, o que seria o teste de software? É uma das atividades cujo objetivo é verificar e validar um produto que foi desenvolvido através do seu código e/ou das funcionalidades disponibilizadas, a procura de qualquer tipo de erro ou falha, que possa vir a interferir no correto funcionamento do aplicativo Os testes são importantes, pois evitam retrabalho e que erros sejam entreguem ao cliente. Sendo assim, evitamos prejuízos visto que corrigir um software depois de construídos é muito mais custoso que consertá-lo em fases mais cedo. A atividade de testes também é bastante difícil e demorada. Mesmo em aplicações simples a quantidade de cenários de testes é enorme. Existem vários caminhos possíveis e isso torna o teste de todos os caminhos uma prática não viável.
  • O Teste baseado em Risco (Risk-based testing) consiste em um conjunto de atividades que favorecem a identificação de fatores de riscos associados aos requisitos do software. Uma vez identificados, os riscos são priorizados de acordo com a sua probabilidade de ocorrência e impacto Os casos de teste, por sua vez, são projetados com base nas estratégias para tratamento dos fatores de riscos identificados. O controle da execução dos testes permite uma mitigação dos fatores de riscos associados. A abordagem de testes baseada em riscos é utilizada, mais fortemente, no planejamento e na estratégia de execução dos casos de testes. Seu uso, entanto, é recomendado também já na de fase construção ou projeto dos casos de testes, como forma de otimizar o processo de testes projetando casos de testes apenas para os requisitos prioritários.
  • Através do uso da RBT Tool espera-se que alguns resultados sejam evidenciados através da aplicação de um estudo de caso real. Espera-se que a utilização da ferramenta seja melhor que o uso de planilhas, visto que utilizar planilhas torna o processo de identificação de riscos cansativo e ainda propenso a erros. Já com a RBT Tool a identificação de riscos é feita de forma automática com base nas respostas fornecidas pelo usuário da ferramenta, não necessitando de um conhecimento prévio para a identificação de riscos visto que a técnica utilizada é baseada em questionários. No final do processo de identificação de riscos, a RBT Tool é capaz de gerar um relatório dos riscos identificados de forma sucinta mostrando as principais relações entre riscos e elementos do projeto.
  • Como trabalhos futuros identifica-se que falta implementar todos os casos de uso remanescentes. Implementar outras técnicas de identificação de riscos, como checklists por exemplo. Aprimorar a usabilidade de forma a tornar a interação do usuário com a ferramenta mais prazerosa e otimizada. Definir uma arquitetura cliente-servidor a qual é mais natural, porém demanda mais recursos para sua implementação. Definir politicas de segurança sobre os dados que são trocados entre aplicativos utilizando técnica de criptografia por exemplo. Implementar técnicas de inteligencia artificial para possibilitar uma ajuda nos esforços de identificação de riscos de uma forma mais rápida.
  • Transcript

    • 1. RBT – Risk Based Testing Equipe: Ellen Souza Júlio Venâncio Keldjan Alves
    • 2. Agenda
      • Equipe
      • Objetivo
      • Introdução
      • Resultados
      • Contribuições
      • Trabalhos Futuros
      • Eventos
    • 3. Equipe
      • Ellen Souza
        • Mestre em engenharia da computação. Possui sólidos conhecimentos na área de testes e definiu um modelo de processo para RBT – O RBT Process .
      • Keldjan Alves
        • Graduado em engenharia da computação, Possui bons conhecimentos em engenharia de requisitos e desenvolvimento orientado a objetos. Iniciou a construção da RBT Tool junto a Júlio.
      • Júlio Venâncio
        • Graduando em engenharia da computação. Possui bons conhecimentos em engenharia de software e desenvolvimento orientado a objetos. Atualmente desenvolve a ferramenta RBT Tool .
    • 4. Objetivos do grupo de RBT
      • Disseminar a técnica RBT
        • Através do RBT Process :
          • Fornecer um modelo completo que suporte todas as atividades concernentes à abordagem.
        • Através da RBT Tool :
          • Identificar os fatores de riscos associados aos requisitos;
          • Priorizar os riscos e conseqüentemente os requisitos;
          • Gerar casos de testes com base nas estratégias para tratamento dos fatores de riscos identificados
    • 5. Introdução(1/2)
      • Testes de Software
        • Uma das atividades cujo objetivo é verificar e validar um produto que foi desenvolvido;
        • Podem evitar retrabalho e erros entregues ao cliente;
        • É difícil e demorado.
    • 6. Introdução(2/2)
      • RBT ( Risk-based Testing ) :
        • Identificar os fatores de riscos associados aos requisitos;
        • Priorizar os riscos e conseqüentemente os requisitos;
        • Gerar casos de testes com base nas estratégias para tratamento dos fatores de riscos identificados.
    • 7. Resultados (1/3)
      • Através do RBT Process:
        • Foi realizado um estudo de caso e simulações. O uso do processo permitiu :
          • Concentrar os esforços de teste nos requisitos de software que possuem maior probabilidade de apresentar falhas
          • Mostrar que os defeitos, com maior severidade, podem ser descobertos mais cedo
          • Mostrar que as atividades da Gerência de Riscos de Software, incluídas no Processo de Teste de Software, não exigem muitos recursos e tempo para execução
    • 8. Resultados(2/3)
      • Através da RBT Tool:
        • Atualmente possível realizar as atividades de gerência de riscos:
          • Identificação de Riscos (TBQ)
          • Análise de Riscos (Métricas específicas para RBT)
        • Foi realizada uma simulação do uso do RBT Process.
          • Ganhos nas atividades de consolidação dos dados referentes à identificação e análise de riscos.
    • 9. Resultados (3/3)
      • Trabalhos aceitos:
        • SOUZA, E.; GUSMÃO C.; RBTProcess - Modelo de Processo de Teste de Software baseado em Riscos. In: 13º WTES - Workshop de Teses e Dissertações em Engenharia de Software, 2008.
        • SOUZA, E.; GUSMÃO C.; ROCHA, H. RBTProcess - Proposta de Modelo de Processo de Teste de Software baseado em Riscos . In: III EBTS – Encontro Brasileiro de Teste de Software, 2008.
        • SOUZA, E.; GUSMÃO, C.; OLIVEIRA, K.; MENEZES JUNIOR, J., MELO, R; Measurement and Control for Risk-based Test Cases and Activities . In: 10th IEEE LATW – Latin American Test Workshop, 2009.
    • 10. Atualmente...
      • RBT Process :
        • Submissão de artigo contendo o estudo de caso realizado.
      • RBT Tool :
        • Site: http://pma.dsc.upe.br/rbttool/
        • Implementação das atividade relativas ao processo de Teste de Software
        • Planejamento para execução de estudo de caso
        • Submissão de artigo contendo este estudo de caso.
    • 11. Trabalhos Futuros
      • No RBT Process :
        • Realização de estudos de caso, sem a participação da autora, para diferentes domínios de software utilizando a RBTTool
        • Definição de métricas para controle e medição do impacto da adoção do RBTProcess em uma organização.
        • Fornecer questionário baseado em taxonomia para os diferentes domínios de software.
        • Realização de estudos sobre padrões de teste de software com o objetivo de pesquisar os padrões existentes e identificar novos padrões para alguns domínios de software, verificando a possibilidade da utilização de padrões para projeto de testes baseados em riscos.
    • 12. Trabalhos Futuros
      • Na RBT Tool :
        • Implementar outras técnicas de identificação de riscos;
        • Permitir a utilização de outras técnicas de análise de riscos
        • Definir uma arquitetura cliente-servidor;
        • Definir políticas de segurança sobre os dados.
        • Implementar técnicas de Inteligência Artificial para identificação e análise de riscos e projetos de caso de testes.
        • Permitir geração automática de casos de teste com base nos riscos
    • 13. Possíveis Eventos 02 a 04/12 01/06 SERA (Software Engineering Research, Management and Applications) 01 a 03/12 15/06 APSEC (Asia Pacific Software Engineering Conference) 22 a 25/09 08/05 CLEI (Conferencia Latinoamericana de Informática) 20 a 25/10 20/04 VALID (International Conference on Advances in System Testing and Validation Lifecycle)/ ICSEA (International Conference on Software Engineering Advances) 31/08 12/06 WTF (Workshop de Testes e Tolerância a Falhas) 02 a 04/11 12/06 SEA (Software Engineering and Applications) 16 a 20/11 04/05 ASE (International Conference on Automated Software Engineering) 05 a 08/10 Data Realização 25/04* SBES (Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software) Deadline Evento

    ×