Democracia representativa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Democracia representativa

on

  • 580 views

Trabalho de Sociologia - Produzido por Julio Pansiere Zavarise em 2013.

Trabalho de Sociologia - Produzido por Julio Pansiere Zavarise em 2013.

Statistics

Views

Total Views
580
Slideshare-icon Views on SlideShare
577
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
27
Comments
0

1 Embed 3

http://www.slideee.com 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Imagem <br />
  • Democracia Participativa x representativa <br />
  • Componentes <br />

Democracia representativa Democracia representativa Presentation Transcript

  • Democracia Representativa Sociologia
  • DEMOCRACIA A palavra Democracia tem sua origem na Grécia Antiga (demo=povo e kracia=governo).Este sistema de governo foi desenvolvido em Atenas (uma das principais cidades da Grécia Antiga). O termo democracia significou, inicialmente, democracia direta, isto é, uma forma de governo em que os cidadãos tomam as decisões diretamente, com validade para todos.
  • FORMAS DE DEMOCRACIA A forma pela qual os cidadãos participam das deliberações que interessam à coletividade origina três tipos de democracia, que podem ser classificadas em direta, indireta (ou representativa) e semidireta (ou participativa).
  • CONCEITO: Democracia representativa é o ato de um grupo ou pessoa ser eleito, normalmente por votação, para "representar" um povo ou uma população, isto é, para agir, falar e decidir em "nome do povo". Os "representantes do povo" se agrupam em instituições chamadas Parlamento, Congresso ou Assembleia da República. O conceito moderno de democracia é dominado pela forma de democracia eleitoral e plebiscitária majoritária no Ocidente, a que chamamos democracia liberal ou democracia representativa .
  • O VOTO O princípio básico do funcionamento da democracia moderna é o direito dos cidadãos de participarem dos assuntos de interesse coletivo a partir do voto. A principal função do voto é a escolha de representantes. Os representantes eleitos dispõem de poderes que lhes foram delegados pelos cidadãos para cuidar dos assuntos políticos da comunidade.
  • -1. Todos os cidadãos que tenham alcançado a maioridade, sem distinção de raça, religião, condição econômica, sexo etc., devem gozar dos direitos políticos, isto é, do direito de expressar por meio do voto a própria opinião; 2. O voto de todos os cidadãos deve ter peso igual (isto é, deve valer por um); 3. Os cidadãos devem ser livres, também, no sentido de possuírem várias alternativas reais.
  • Características da Democracia Representativa A democracia representativa torna estrutural e permanente dirigentes uma separação entre e dirigidos. Um dos mecanismos que vai reforçar a separação entre dirigentes e dirigidos se refere aos conhecimentos técnicos necessários àqueles que irão representar o "povo".
  • Eleições Na democracia representativa, a participação popular é indireta, periódica e formal, e se organiza mediante regras que disciplinam as técnicas de escolha dos representantes do povo. por meio do voto, são escolhidas as autoridades governamentais. Além de designar um procedimento técnico para a designação de pessoas para o exercício de funções governamentais e legislativas, eleição significa a expressão de preferência entre alternativas, a realização de um ato formal de decisão política.
  • Os partidos políticos Os partidos políticos são os meios utilizados para a prática da democracia representativa. Um Partido Político (latim pars, partis = rachado, dividido, desunido) é um grupo organizado , formal e legalizado, com base em formas voluntárias de participação, em uma associação orientada para influenciar ou ocupar o poder político. Os partidos políticos atuais são organizações burocráticas que se fundamentam na ideologia da representação política, e não no acesso direto do povo às decisões políticas, e possuem como objetivo conquistar o poder.
  • PONTOS FORTES 1º – A democracia representativa têm uma legitimidade muito forte, porque se baseia sobre o número de votos que recebem os representantes. Os votos são contados e estão materializados, são dados objetivos.
  • 2º – Na democracia representativa as decisões são tomadas por poucas pessoas: Vereadores, Deputados, Senadores, por isso há uma redução da complexidade da sociedade.
  • 3º – A profissionalização: os representantes são especialistas da política. Trabalham quase em tempo integral na política.
  • 4º – Os representantes podem ter uma visão do conjunto completa, e por isso podem superar os pontos de vistas particulares e específicos de cada comunidade.
  • 5º – Os representantes têm certa liberdade de decisão, graças ao princípio da proibição do mandato imperativo.
  • PONTOS FRACOS 1º-O mandato que os representantes recebem com o voto geralmente são pouco claros e incompletos. Os programas eleitorais geralmente não são completos e quase sempre os eleitores não os conhecem.
  • 2º-Como existem muitos problemas e muitas políticas públicas, dentro da dimensão política ,é impossível que seja representado todos os pontos de vista e todos os interesses relativos a todas as políticas, ou seja, muitos pontos de vista, muitos interesses, muitas comunidades, não podem ser contemplados no ambiente político.
  • 3º-A liberdade que têm os representantes seguidamente tendem a se direcionar para objetivos pessoais, de carreira política, do que escolhas que interessa a coletividade como um todo.
  • Democracia no Brasil Nosso país segue o sistema de democracia representativa. Existe a obrigatoriedade do voto, diferente do que ocorre em países como os Estados Unidos, onde o voto é facultativo (vota quem quer). Porém, no Brasil o voto é obrigatório para os cidadãos que estão na faixa etária entre 18 e 65 anos. Com 16 ou 17 anos, o jovem já pode votar, porém nesta faixa etária o voto é facultativo, assim como para os idosos que possuem mais de 65 anos. No Brasil elegemos nossos representantes e governantes. É o povo quem escolhe os integrantes do poder Legislativo (aqueles que fazem as leis e votam nelas – Deputados, Senadores e Vereadores) e do Executivo (administram e governam – prefeitos, governadores e presidente da República).
  • COMPONENTES: