Your SlideShare is downloading. ×
Lição 05   as aflições da viuvez
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Lição 05 as aflições da viuvez

649

Published on

Aproveite a oportunidade e acesse o site a seguir mencionado para estudos biblicos e teológicos: …

Aproveite a oportunidade e acesse o site a seguir mencionado para estudos biblicos e teológicos:

http://www.cpljmartins.blogspot.com

Escola Bíblica Dominical por Julio Cesar Martins

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
649
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução: “Além da morte, a Palavra deDeus trata com detalhes o tema da viuvez.Longe de ser um assunto simples, veremos quea viuvez, caso não seja devidamente tratada,pode trazer sérios problemas sociais,emocionais e espirituais. O estado de viuvez trazsofrimento à família inteira, pois uma novarealidade financeira, psicológica e espiritualdelineia-se para o lar que perde o seu provedor.Diante dessa realidade, encontramos na Palavrade Deus o importante papel que a igreja localdeve desempenhar a fim de ajudar o irmão ou airmã em Cristo, junto à sua família, a superar operíodo doloroso da viuvez.”
  • 2. “1. Definição: A viuvez é o estado social epsicológico de um cônjuge quando da mortedo outro. Assim, viúva é a mulher cujoesposo faleceu e, no entanto, não voltou acontrair novas núpcias. Tal princípio é omesmo em relação ao homem. O pontomais problemático desse estado é superar asolidão que, advinda do processo do luto,pode comprometer a vida da viúva ou doviúvo. Exortam-nos as Sagradas Escrituras,porém, a não entregarmo-nos aodesespero, pois o Senhor cuida dos seus(Sl 146.9).”
  • 3. “2. Exemplos nas Escrituras . Na BíbliaSagrada, dois exemplos de superação da viuvezsão dignos de menção:a) A profetisa Ana. A Palavra de Deusdescreve uma mulher que passara pelo vale daviuvez e que, no entanto, jamais se entregou àinércia por causa de sua condição. A profetisaAna, filha de Fenuel, da tribo de Aser, mesmocom idade avançada, decidiu não se afastar doTemplo (Lc 2.36,37). Ela serviu ao Senhor diae noite. E de coração grato, buscava ao Eternocom oração e jejuns. Buscar constantemente aDeus, a exemplo de Ana, é o melhorprocedimento para superar a dor da viuvez.
  • 4. b) A viúva de Sarepta . Dizem as Escrituras queo Senhor escolheu a viúva de Sarepta para servirao profeta Elias por um tempo determinado (Lc4.25,26). Em 1 Reis 17, o profeta se preparavapara exercer uma tarefa de proporção nacional. Oque chama atenção do leitor nesse texto é aperseverança dessa viúva. De condições sociaisprecárias, ela se dispôs a abrigar um profetaperseguido por Acabe, Rei de Israel. A mulher deSarepta não se abateu pelo fato de ser viúva, antesglorificou ao Senhor ao servir o profeta do Altíssimo.Esse é o propósito divino para a mulher ou ohomem que se encontra na mesma condição: servire honrar a Deus independentemente dascircunstâncias (Mc 12.41-44; 1 Tm 5.5 ).”
  • 5.  “1. O desamparo na viuvez : A viúvaou o viúvo no Senhor deve servi-lo aindaque a sua condição não seja dasmelhores. Não obstante, a Bíblia ensina-nos que devemos auxiliar a pessoa quese encontra em dificuldades por causada situação de viuvez (1 Tm 5.16). OCorpo de Cristo não pode se omitirdiante de tais circunstâncias. Todos,indistintamente, e a partir da liderança,devemos ampará-los (At 6.1-7).”
  • 6. “2. O amparo da Igreja: Muitos são os textosbíblicos que chamam a atenção da igreja local paraatuar socialmente junto às viúvas (Dt 24.19;26.12,13; Sl 67.6; Is 1.17; 1 Tm 5.16 ). Mas doistextos chamam-nos a atenção no cuidado às viúvas.No primeiro, o profeta diz: “Não oprimais a viúva, nem oórfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente omal cada um contra o seu irmão, no seu coração” (Zc7.10). E no segundo, o apóstolo Paulo fala ao líder:“Honra as viúvas que verdadeiramente são viúvas” (1Tm 5.3). Aprendemos, portanto, pela Palavra deDeus, que as viúvas que se enquadram no quepreceitua as Escrituras (1 Tm 5.5) devem serhonradas na Casa do Senhor. Tal amparo não pode serapenas de palavras, mas de ação social, psicológica eespiritual.”
  • 7. Conclusão: “A religião pura e imaculadapara com Deus, o Pai, é esta: visitar osórfãos e as viúvas nas suas tribulações” (Tg1.27). Com essas palavras, Tiago, o irmãodo Senhor, retrata exatamente o que Deusespera de nós, igreja. As viúvas devem seratendidas em suas necessidades, pois “a fésem obras é morta” (Tg 2.14-17). Por outrolado, os viúvos jamais devem se entregar àsolidão e ao isolamento, mas viverem a vidaque é o dom perfeito de Deus. Assim,servirão e honrarão ao Senhor como fizeramos santos do passado.”

×