Your SlideShare is downloading. ×
Projeto horta da hora
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Projeto horta da hora

358
views

Published on

Uma abordagem interdisciplinar das práticas agroecológicas em escola do campo.

Uma abordagem interdisciplinar das práticas agroecológicas em escola do campo.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
358
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PROJETO HORTA DA HORA Um ensaio das práticas agroecológicas Água Boa – MT 2013
  • 2. ESCOLA MUNICIPAL CAMPO ALEGRE Turma 6º ao 9º ano Profª JULIETA MIHO YAMATE JUSTIFICATIVA O presente projeto nasce dos interesses convergentes entre alunos, professora e o currículo contemplado pela escola do campo. Através do cultivo da horta na escola, os alunos desenvolvem e consolidam os conhecimentos científicos sobre solos, sistemas florestais, sementes, água, animais, entre outros saberes fundamentais. Existe uma lógica que vale a pena ser revisitada, qual seja a de uma agricultura sustentável, que preserve e valorize a vegetação do cerrado e os povos do campo. Considerando que a aprendizagem acontece em todos os espaços, o cultivo da horta propicia o desenvolvimento de um ambiente agradável, estabelecendo laços afetivos entre os participantes, tornando-as pessoas melhores, mais solidárias. Por fim, o projeto reforça a importância de se conhecer o processo de produção de alimentos de boa qualidade, que compõem a merenda escolar.
  • 3. Objetivos Reconhecer novos ambientes de aprendizagem na construção do conhecimento, através do compartilhamento de saberes científicos e não científicos, no desenvolvimento das práticas agroecológicas.
  • 4. Interdisciplinaridade Linguagem: Produção de textos de diferentes gêneros - relatórios, diários, notas, receitas; Enriquecimento do vocabulário. Matemática: Coleta de dados; Cálculo de quantidades e proporções; Interpretação de gráficos e tabelas; Organização dos espaços – medição. Ciências: Iniciação à pesquisa - observação, comparação, levantamento de hipóteses; Experimentos de receitas. Artes: Reprodução de desenhos e maquetes; Texturas de materiais variados. Geografia: Estudo da vegetação, clima e tipos de solo da região do cerrado. História: Processo de produção por meio da terra, ao longo da História.
  • 5. Metodologia Inicialmente, fora feita uma limpeza da área da horta, quais sejam, capinar, revolver, afofar e hidratar a terra. Passados uns três dias, fora aplicado o adubo, tomando o cuidado de se revolver muito bem a terra, novamente. O design da horta fora redesenhado, de modo que os canteiros tivessem as mesmas medidas. As sementes e mudas foram trazidas de forma colaborativa. Todos os dias, um grupo se incumbirá de regar a horta e registrar no caderno de campo o desenvolvimento da semeadura. Pesquisas e outras providências serão tomadas, conforme os questionamentos apresentados e discutidos em sala de aula.
  • 6. Recursos utilizados Caderno de campo Computador Câmera fotográfica Aparelho de TV DVD, CD Livros e revistas Materiais recicláveis Enxada, rastelo, pá Carrinho de mão Terra, adubo Sementes
  • 7. Avaliação e Resultados ∗ ∗ ∗ ∗ ∗ ∗ ∗ Participação, envolvimento e comprometimento. Interesse e curiosidade no processo produtivo. Construção coletiva de conhecimentos. Estreitamento das relações afetivas. Novos olhares, novos horizontes. Cultura de valores humanos. Cultura de plantas.
  • 8. Bibliografia ∗ Ciências Naturais: Aprendendo com o cotidiano – Eduardo Leite do Canto. ∗ Cartilha do Agricultor Familiar: Prática da Agroecologia – Fundação Banco do Brasil. ∗ Práticas Agroecológicas para Agricultura Familiar no Cerrado – Projeto Tecendo Redes Agroecológicas do Distrito Federal.
  • 9. Considerações finais A duração do projeto é determinada pelo clima típico do cerrado. Assim, o período da seca é propício para desenvolver o projeto da horta, já que no período das chuvas não se pode ter o controle de rega, por serem abundantes.
  • 10. Considerações finais A duração do projeto é determinada pelo clima típico do cerrado. Assim, o período da seca é propício para desenvolver o projeto da horta, já que no período das chuvas não se pode ter o controle de rega, por serem abundantes.

×