• Save
Consciência morfológica e lexical  ( Anexos )
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Consciência morfológica e lexical ( Anexos )

on

  • 812 views

Consciência morfológica e lexical ( Anexos )

Consciência morfológica e lexical ( Anexos )

Statistics

Views

Total Views
812
Views on SlideShare
812
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Consciência morfológica e lexical  ( Anexos ) Consciência morfológica e lexical ( Anexos ) Document Transcript

  • Tarefas de Fluência As tarefas de fluência consistem em solicitar à criança que, durante um tempo máximo de 2 minutos, reproduza o maior número de palavras que partilham um determinado segmento. Neste caso, vamos tratar de um segmento que é um radical e um afixo. Para cada tarefa de fluência foram apresentados dois estímulos, antecedidos de um item- treino para confirmar que a criança compreendia o que lhe era pedido. A pontuação final equivale à média de palavras diferentes produzidas nos dois estímulos de cada tarefa. Não se consideraram como respostas correctas nomes próprios, de cidades e de países, diminutivos, femininos e plurais, nem repetições de palavras (Henriques: 2009). Tarefa de Fluidez do Morfema Radical Estímulos: 2 morfemas – os morfemas mar e flor com um número razoável de palavras da mesma família (…). Instrução dada Criança: “Vou dizer-te uma palavra e queria que dissesses o maior número de palavras que sejam da mesma família da palavra que eu disse. Vamos começar: Diz-me o maior número de palavras que sejam da mesma família de porta.” [Ajudar se necessário] (Henriques, 2009:49) Nome: _______________________________________________________ Data:_______________ Morfema Radical Item-Treino: palavras da mesma família de porta. Mar Nº de Palavras Diferentes: _______ Nº de Palavras Repetidas: _______ Flor Nº de Palavras Diferentes: _______ Nº de Palavras Repetidas: _______ Fluência de Morfema Radical – Pontuação Média = (MR1 + MR2) / 2 Tarefa de Fluidez do Morfema Derivacional Estímulos: 2 afixos – o prefixo mente e o sufixo in (…). Instrução dada à Criança: “Há palavras que se estiverem juntas de outros pedacinhos querem dizer coisas diferentes. Por exemplo, se antes da palavra folhar pusermos o pedacinho des – desfolhar – já vai dizer que em vez de ganhar folhas vamos antes separá-las, tirá-las. Consegues lembrar-te de outras palavras que tenham o pedacinho des? “ [Ajudar se necessário] (Henriques, 2009:49)
  • Nome: _______________________________________________________ Data:_______________ Morfema Derivacional Item-Treino: palavras que começam por des- como em desfolhar. Mente Nº de Palavras Diferentes: _______ Nº de Palavras Repetidas: _______ In Nº de Palavras Diferentes: _______ Nº de Palavras Repetidas: _______ Fluência de Morfema Derivacional– Pontuação Média = (MR1 + MR2) / 2
  • Tarefas de Identificação As tarefas de identificação são tarefas de emparelhamento em que é pedido à criança que escolha, de entre vários estímulos, aquele que partilha um determinado segmento (Henriques, 2009:50). Neste caso, o segmento é um radical e um afixo. Na prova de morfema radical, para além da palavra-alvo, é exibido um distractor semântico e um distractor fonológico (palavra que começa com o mesmo fonema que a palavra inicial) (Henriques: 2009). Na prova de morfema derivacional, o distractor é uma palavra com terminação igual à palavra inicial, não constituindo, no entanto, um morfema preso (Henriques, 2009:50). Foram apresentadas conjuntamente imagens de modo a reduzir casual sobrecarga no sistema mnésico. A cada resposta correcta foi dada uma pontuação de 1 valor (0 para respostas incorrectas), perfazendo um total máximo de 4 pontos em cada tarefa/condição (Henriques: 2009). Tarefa de Reconhecimento do Morfema Radical Estímulos: 4 palavras e respectivas imagens. As palavras surgem emparelhadas com três estímulos: o alvo, um distractor semântico e um distractor fonológico. Instrução dada à Criança: “Vou dizer-te uma palavra e a seguir mais três. Vais dizer-me qual dessas três pertence à mesma família da primeira que eu disse. Por exemplo, qual destas palavras – mosca, mapa e abelha [apontar para as respectivas imagens] é que pertence à família de mosquito? Muito bem, é mosca.” (Henriques: 2009) Exemplificação da Tarefa de Reconhecimento do Morfema Radical em Palavras (Item-Treino): “Qual das palavras mosca / mapa / abelha pertence à família de mosquito?”
  • Nome: ___________________________________________________________ Data:_____________ Morfema Radical Palavras Item-Treino: Qual destas três palavras [apontar para mosca, mapa e abelha] é que pertence à mesma família de mosquito? Aranha [Teia - Aranhiço – Anel] Fogueira [Fogo – Folha– Lareira] Rio [Lago - Riacho – Rato] Lençol [Almofada –Laço - Lenço] Identificação Morfema Radical /4 Tarefa de Reconhecimento do Morfema Derivacional Estímulos: 3 palavras e respectivas imagens. Para cada estímulo são sugeridos dois outros estímulos: o alvo (com o mesmo morfema derivacional) e um distractor (que, no caso das palavras, é fonológico apresentando a mesma terminação que o estímulo inicial, mas não sendo um morfema preso) (Henriques: 2009). Instrução dada à Criança: “Repara na palavra portão: ela tem um pedacinho que significa que é uma porta especial: o ão. Agora repara nestas duas palavras: caldeirão e mão. Qual destas duas tem aquele pedacinho que encontramos em portão? Muito bem, é caldeirão; repara porta- portão, caldeira-caldeirão. Percebeste? Vamos continuar.” (Henriques, 2009: 54) Exemplificação da Tarefa de Reconhecimento do Morfema Derivacional em Palavras (Item-Treino): ” Qual destas duas palavras [apontar para caldeirão e mão] é que tem um pedaço igual a portão?”
  • Nome: ___________________________________________________________ Data:_____________ Morfema Derivacional Palavras Item-Treino: Qual destas duas palavras [apontar para caldeirão e mão] é que tem um pedaço igual a portão? Carrinho [Pratinho – Golfinho] Jardineiro [Pinheiro – Candeeiro] Burrico [Bailarico – Bico] Rochedo [Bruxedo – Dedo] Identificação Morfema Derivacional /4
  • Tarefas de Categorização Nas tarefas de categorização é solicitado à criança que descubra, de entre 4 estímulos, aquele que difere dos restantes. Neste caso, esta diferença acontece a nível do morfema radical e do morfema derivacional (Henriques: 2009). A cada resposta correcta foi atribuída uma pontuação de 1 valor (0 para respostas incorrectas), perfazendo um total máximo de 4 pontos em cada tarefa. Cada conjunto de estímulos é apresentado verbalmente, suportados, no caso das palavras, pelas respectivas imagens. Esta opção visou, igualmente, a redução da eventual sobrecarga no sistema mnésico. Também aqui foi incluído um item-treino em cada tarefa (…), no sentido de se confirmar a compreensão da tarefa por parte da criança (Henriques, 2009: 54- 55). Tarefa de Agrupamento do Morfema Radical Estímulos: 4 conjuntos de 4 palavras/imagens, em que todas pertencem à mesma família, excepto uma. Os estímulos-intrusos embora não pertençam à família dos restantes estímulos partilham com estes os mesmos fonemas iniciais. Instrução dada à Criança: “Qual dessas palavras é diferente das outras? Qual destas está a mais? Diz-me qual é a palavra que difere em pincel – pintor – pintar – pintura? Muito bem, é pincel pois é a única que não pertence à família de pintar.” (Henriques: 2009) Exemplificação da Tarefa de Agrupamento do Morfema Radical em Palavras (Item-Treino): “Qual das palavras pincel / pintor / pintar / pintura está aqui a mais?”
  • Nome: ___________________________________________________________ Data:_____________ Morfema Radical Palavras Item-Treino: Qual é a palavra que difere em pincel -pintor – pintar - pintura? Casa – casota – casaco – casarão Porta – portão – porteiro – porco Flauta - flor – florista – floreira Chuva – chuvisco – chuveiro – chupeta Categorização Morfema Radical /4 Tarefa de Agrupamento do Morfema Derivacional Estímulos: 4 conjuntos de 4 palavras/imagens, em que todas partilham o mesmo sufixo derivacional, excepto uma (…). Os estímulos-intrusos apesar de não pertencerem à família dos restantes estímulos partilham com estes a mesma terminação (Henriques, 2009: 57). Instrução dada à Criança: “Vou dizer-te palavras. Diz-me qual dessas palavras difere das outras, isto é, qual destas está a mais. Por exemplo, qual é a palavra que se diferencia em dedal – quintal – oval – avental? Muito bem, é avental pois é a única que não tem uma palavra escondida: repara: dedo- dedal, quinta-quintal e ovo-oval.” (Henriques: 2009) Exemplificação da Tarefa de Agrupamento do Morfema Radical em Palavras (Item-Treino): “Qual das palavras dedal / quintal / oval / avental está aqui a mais?”
  • Nome: ___________________________________________________________ Data:_____________ Morfema Derivacional Palavras Item-Treino: Qual é a palavra que difere em avental – dedal – quintal - oval? Pacote – serrote – caixote - escadote Casinha – folhinha – andorinha - bolinha Blusão – balão – caldeirão – garrafão Brinquedo – arvoredo – rochedo - dedo Categorização Morfema Derivacional /4
  • Tarefas de Segmentação As tarefas de segmentação baseiam-se na divisão de palavras em segmentos menores, segmentos estes que podem ser sílabas, fonemas ou morfemas. Neste caso, o segmento é um morfema. Foram utilizadas as imagens correspondentes para impedir um eventual efeito de sobrecarga no sistema mnésico. A cada resposta correcta foi dada uma pontuação de 1 valor (0 para respostas incorrectas), perfazendo um total máximo de 8 pontos em cada tarefa/condição (Henriques: 2009). Tarefa de Divisão do Morfema Estímulos: 8 palavras. Instrução dada à criança: “Agora vamos tentar decompor as palavras de modo a encontrarmos uma palavra escondida, da mesma família, e os outros pedacinhos. Por exemplo, a palavra portão tem dois pedaços: porta + ão. E a palavra jardineiro, quantos pedaços tem?” (Henriques: 2009) Exemplificação da Tarefa de Divisão do Morfema em Palavras (Item-Treino): “ Quantos pedacinhos tem a palavra jardineiro?”
  • Nome: ___________________________________________________Data:_____________ Morfema Palavras Item-Treino: Agora vamos tentar dividir as palavras de modo a encontrarmos uma palavra da mesma família. Por exemplo, a palavra jardineiro tem 2 pedaços: jardim + eiro. Pescador Cerejeira Mosquito Rapazote Fornalha Caldeirão Cabrito Caixote Segmentação de Morfema - Palavra /8
  • Tarefas de Apagamento Nas tarefas de Apagamento, também designadas de Subtracção, é pedido à criança que diga como uma sequência de sons (palavras) fica quando se retira um morfema radical e um morfema derivacional (Henriques: 2009). Os estímulos usados foram palavras (…) (4 por tarefa/condição, antecedidos sempre por um item-treino). A cada resposta correcta foi atribuída uma pontuação de 1 valor (0 para respostas incorrectas), perfazendo um total máximo de 4 pontos em cada tarefa/condição (Henriques: 2009). Tarefa de Subtracção do Morfema Radical Estímulos: 4 palavras, metade dos quais com prefixos e a outra metade com sufixos derivacionais. Instrução dada à criança: “Vamos tirar pedacinhos às palavras. Diz-me como fica essa palavra sem esse pedacinho. Por exemplo, como é que fica tristeza sem triste? Sim, fica eza.” (Henriques: 2009) Nome:___________________________________________________Data:_____________ Morfema Radical Palavras Item-Treino: Como é que fica tristeza sem /triste/? Bondade sem /bom/ Desatar sem /atar/ Casota sem /casa/ Inquieto sem /quieto/ Subtracção Morfema Radical - Palavra /4
  • Tarefa de Subtracção do Morfema Derivacional Estímulos: 4 palavras, metade dos quais com prefixos e a outra metade com sufixos derivacionais. Instrução dada à criança: “Como é que fica descoser sem des? Sim, fica cozer.” (Henriques: 2009) Nome:___________________________________________________Data:_____________ Morfema Derivacional Palavras Item-Treino: como é que fica descoser sem/coser/? Facilmente sem /mente/ Chuveiro sem /eiro/ Desfazer sem /des/ Hipermercado sem/hiper Subtracção Morfema Derivacional - Palavra /4
  • Tarefa de Completamento de Frases A criança deve expressar estímulos linguísticos que completem de forma correcta uma frase. Nas pesquisas mais recentes, as tarefas de completamento têm usado pseudo-palavras, ou seja, uma “palavra” inventada que apesar de obedecer às regras de fonologia e morfologia da língua não faz parte do seu léxico. O uso de pseudo-palavras permite, em princípio, controlar os efeitos do conhecimento lexical prévio. Por exemplo: Nesta figura temos um zéu. Aqui temos outra figura onde há dois deles. Assim, nesta figura temos dois ______________. (Seixas: 2010)
  • Tarefa de Analogia de Frases Esta tarefa está estruturada segundo o esquema “A está para B assim como C está para D”. Nesta tarefa são apresentadas à criança duas frases (A e B) que têm uma determinada relação morfológica, por exemplo, uma frase com o verbo no presente („Eu entro na escola‟) e outra no pretérito perfeito („Eu entrei na escola‟). Em seguida é apresentada uma terceira frase C, com a mesma estrutura morfo-sintáctica da frase A, uma frase no presente („Eu escrevo no caderno‟). Pede-se então à criança que produza uma quarta frase (D), utilizando a transformação observada de A para B; neste caso, a criança produziria uma frase similiar à frase C com o verbo no passado („Eu escrevi no caderno‟). No exemplo acima, pretende-se avaliar o reconhecimento e produção pela criança da relação entre o presente e o passado dos verbos (Seixas, 2010:156).