Your SlideShare is downloading. ×
0
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Vrml aula 89
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Vrml aula 89

786

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
786
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução A Internet é uma rede de computadores internacionalque conecta computadores em todo o mundo, sendo umapoderosa ferramenta de informação e comunicação. Hojeem dia, através dos browsers, é possível navegar e utilizaruma grande variedade de aplicações disponíveis na Web. Para apresentar outros tipos de informações, tais comosons, animações, ambientes em três dimensões e permitir ainteração com o usuário, faz-se necessário a utilização deplug-ins. A VRML (Virtual Reality Modeling Language).
  • 2. VRML A VRML é uma linguagem padrão usada para descreverobjetos em três dimensões (3D) e combiná-los em cenasou mundos virtuais. Ela pode ser usada para criarsimulações interativas que incorporam animação,movimento e participação em tempo real. A VRML foiprojetada como uma linguagem para a World Wide Web, ea interação dentro dos ambientes tridimensionais érealizada através da Internet. Para a visualização de umambiente modelado com a VRML é necessário a utilizaçãode um plug-in que tem a função de interpretar os códigos-fonte da VRML e exibir o ambiente modelado no browser.
  • 3. Realidade Virtual Várias são as definições encontradas para RealidadeVirtual, basicamente ela pode ser definida de maneirasimplificada como sendo a forma mais avançada deinterface entre usuário e computador. Realidade Virtual é a arte de simular a realidade dentrodo computador e apresentar esta realidade da melhorforma que o computador puder. A interface com aRealidade Virtual envolve um controle tridimensionalaltamente interativo de processos computacionais. Ousuário entra no espaço virtual das aplicações e visualiza,manipula e explora os dados da aplicação em tempo real.
  • 4. Exemplos de Utilização do VRML Com a utilização da linguagem VRML foram modeladas asestruturas interna e externa do prédio do Conjunto I de um CentroUniversitárioA Figura 1 apresenta a parte externa do prédio I da A Figura 2 apresenta o saguão de entrada douniversidade modelada com a VRML. prédio modelado com a VRML.
  • 5. Codificação Apesar de existir programas que realizam todo o trabalho sem anecessidade da criação através da codificação bruta, abaixo exemplificamosum modelo de codificação utilizado para posicionamento de iluminação. Em uma Cena ou objeto podemos posicionar a câmera e determinarpontos de luz para cena ou objeto. observe as imagens: Tabela de Conversão graus/radianos orientation 0 Graus Radianos (VRML) 1 0 .75 0 0 (rotação de 45 30 0.52 graus em y) 45 0.78 60 1.04 X 90 1.57 180 3.14 ViewPoint( 360 6.28 Z 5, 1, 5 )
  • 6. Com base nas imagens acima teríamosViewpoint { } – Pontos Visão Tabela RGB padrão VRML (0 à 1)PointLight { } – Pontos Luz Red Green Blue Cor 0 0 0 PretoViewpoint 1 0 0 Vermelho { 0 1 0 Verde position 5 1 5 0 0 1 Azul orientation 0 1 0 0.78 1 1 1 Branco } Localização do ponto de luzPointLight PointLight { { intensity x #[0,1] intensity .9 color r g b # [0,1] color 1 1 1 location x y z # (- ∞, ∞) location -5 4 5 } }
  • 7. Vídeo Demonstrativo
  • 8. Descrição Profissionais que editam 3D sempre tiveram umagrande dor de cabeça: o custo dos softwares. Preçosastronômicos acabavam por impedir até mesmo queestudantes pudessem desenvolver suas habilidades em casasem contar com uma ferramenta de qualidade. Porém, esse quadro começa a mudar. Blender é ummodelador 3D gratuito, de código aberto, que tem tantasfuncionalidades quanto os grandes concorrentes pagos,oferecendo assim uma alternativa de custo zero tanto paraempresas quanto para usuários caseiros.
  • 9. Interface Personalizável Com uma interface totalmente personalizável para melhoratender às suas necessidades, você encontra todas as ferramentas deque precisa e as organiza como achar melhor. Algumas melhoriasvisuais estão presentes, como o anti-aliasing nas fontes (acaba com oefeito “serrilhado” das imagens) e a possibilidade de uso de temas.Ferramentas de Animação Para compor suas animações, o programa disponibiliza váriasferramentas importantes. Assim, após criar os movimentosindividuais do seu personagem, você pode usar um editor não linearde animações para juntar as cenas que produziu previamente e,depois, pode incluir sons com sincronia total, através da ferramentade áudio integrada. Ainda pode aproveitar um editor de poses, contarcom linha do tempo e realizar deformações precisas de armadura
  • 10. Efeitos de Física e Partículas Os efeitos físicos que podem ser aplicados aos modelospermitem resultados extremamente realistas. Assim, através de umsistema de partículas que pode ser integrado a qualquer objeto, vocêtem controle total sobre texturas, curvas e vários efeitos epropriedades dos objetos.Criação de Jogos Blender pode ser uma boa opção para desenvolvedores dejogos que procuram uma ferramenta completa e gratuita. Para isso,ele conta com dispositivos de detecção de colisão e simulação dedinâmica, suporte para multimateriais, multitexturas e luminosidade emuitos outros recursos.
  • 11. Desenvolvimento Desenvolvido pela Blender Foundation utilizando aplataforma x86, x86-64 e PowerPC no ano de 1998 sua primeiraversão, esta continha cerca de 25 idiomas e escrito em C, C++ ePython. Sendo utilizada em Sistemas Operacionais deMultiplataforma. Licença Dupla: BL / GNU GPL[2]História Ton Roosendaal, produtor do curta-metragem Big BuckBunny e presidente da Blender Foundation Originalmente, o Blenderfoi desenvolvido como uma aplicação in-house pelo estúdio holandêsde animação NeoGeo Studio, co-fundado por Ton Roosendaal em1988.Em 1998, Ton Roosendaal fundou uma nova companhia chamadaNot a Number (NaN) para desenvolver e distribuir o programa,fornecendo produtos e serviços
  • 12. Modelagem O Blender pode ser utilizado em qualquer área que sejanecessária a geração de modelos tridimensionais, geração de imagensrenderizadas, animação e jogos, como aplicações em arquitetura,design industrial, engenharia, animação, produção de vídeo, edesenvolvimento de jogos, graças ao seu motor de jogo embutido. O Blender possui também uma ferramenta chamada Sculpt,que possibilita trabalhar com modelos como se estivesse osesculpindo, semelhantemente ao modelador ZBrush.
  • 13. Motor de Jogo Blender Game Engine, também conhecido como BGE, GameBlender ou Ketsji, é o motor de jogo do Blender. O Blender GameEngine usa OpenGL para os gráficos, OpenAL para som 3D, Bulletpara física e detecção de colisão, e Python para scripts. Existe umplugin, chamado Echo Plugin, que permite integração dos gráficos doOGRE com o Blender Game Engine. O uso do motor de jogo doBlender pode servir para diversas coisas, desde criação de jogos,apresentações, realidades virtuais, planejamento arquitetônico, aauxílio em animação (usando a física para dar movimentos mais reaisaos objetos).
  • 14. ScriptsO Blender utiliza o Python para a criação de scripts para automatizare ampliar o poder do Blender e de seu motor de jogo. ExemplosAbaixo, alguns exemplos de scripts Python no Blender:• Programa Olá Mundo:from Blender.Draw import Register, PushButton, QKEY, ESCKEY, Exit def draw(): PushButton("Olá, Blender!", 400, 100, 300, 100, 80, "Olá, Blender!") PushButton("Sair", 400, 100, 270, 100, 20, "Q ou ESC para sair")def event(evt, val): if (evt == QKEY and not val) or (evt == ESCKEY): Exit()if __name__ == __main__: Register(draw, event)• Mostrando os objetos na cena:import Blenderobj = Blender.Object.Get()print str(obj)
  • 15. Formatos Suportados Para salvar e abrir seus arquivos, o programa suportauma grande variedade de arquivos populares, incluindoTGA, JPG, PNG, OpenEXR, DPX, Cineon, RadianceHDR, Iris, SGI Movie, IFF, AVI; Quicktime GIF, TIFF,PSD, MOV, entre os 2D; e 3D Studio, AC3D, COLLADA,DEC, DirectX, Lightwave, MD2, Motion Capture, Nendo,OpenFlight, PLY, Pro Engineer, Radiosity, Raw Triangle,Softimage, STL, TrueSpace, VideoScape, VRML,VRML97, Wavefront, X3D Extensible 3D e xfig export.
  • 16. Referências Técnicas Captura de tela do Blender 2.61 O Blender pode ser baixado na página oficial do projeto,sendo que ainda há as mais diversas páginas sobre o programa, comtutoriais, técnicas de uso, dicas e truques.Utilização O primeiro grande projeto profissional em que o Blender foiusado, foi o filme Homem-Aranha 2, onde foi usado primeiramentepara criar animações e pré-visualizações para o esboço das cenas. OBlender já foi usado para criar comerciais em várias partes do mundocomo Sydney, Austrália e Brasil.
  • 17. Vídeo Demonstrativo

×