Influência do Homem no Ambiente e vice-versa

21,411 views
21,134 views

Published on

Published in: Education
2 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
21,411
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
274
Comments
2
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Influência do Homem no Ambiente e vice-versa

  1. 1. A Influência do Homem no Ambiente e Vice-Versa<br />Trabalho realizado por:<br /> Ricardo Rebelo, 8ºA, nº15<br /> José Aleixo Cruz, 8ºA, nº10<br />ÁREA DE PROJECTO<br />Dezembro 2009<br />Agrupamento de Escolas da MurtosaESCOLA E.B. 2/3 com SECUNDÁRIO Padre António Morais da Fonseca<br />
  2. 2. SubTemas<br />-A Poluição<br />-A Vida Selvagem<br />-As Doenças<br />-O Futuro<br />
  3. 3. A Poluição<br />Poluição é a libertação de elementos, radiações, vibrações, ruídos e substâncias ou agentes contaminantes num determinado ambiente, prejudicando os ecossistemas biológicos ou os seres humanos.<br />-Poluição da Água (Hídrica)<br />-Poluição do Solo<br />-Poluição Sonora<br />-Poluição Atmosférica<br />-Poluição Visual<br />
  4. 4. Poluição Hídrica<br />A Poluição Hídrica (da água) acontece quando troços/corpos de água são contaminados por elementos prejudiciais às plantas e ao organismo dos animais. Esta contaminação origina água poluída (não potável).<br /> A Poluição Hídrica é um problema global que afecta os países ricos e pobres, mas sobretudo os países subdesenvolvidos. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, mais de 1 bilião de pessoas (quase 1/5 da população global) não tem acesso a água potável.<br /> Do ponto de vista económico, a poluição da água é uma alteração da qualidade que afecta o bem-estar do consumidor e que reduz os lucros do produtor.<br /> Em termos ambientais, a poluição da água é uma alteração do ambiente que afecta todos os ecossistemas, e directamente ou indirectamente o Homem.<br />
  5. 5.
  6. 6. Poluição do Solo<br /> A Poluição do Solo consiste numa das formas de poluição, que afecta particularmente a camada superficial da crosta terrestre, causando danos directos ou indirectos aos seres vivos e ao meio ambiente.<br /> Esta poluição consiste na presença indevida, no solo, de elementos químicos estranhos ao mesmo (tal como os resíduos sólidos ou líquidos produzidos pelo Homem) que prejudiquem as formas de vida e seu desenvolvimento regular.<br />
  7. 7.
  8. 8. Poluição Sonora<br /> A Poluição Sonora é o efeito provocado pela emissão de um som num tom demasiado alto, sendo o mesmo muito acima do tolerável pelos organismos vivos. Dependendo da sua intensidade, causa danos irreversíveis nos seres humanos. <br /> Como consequência deste mal do nosso dia-a-dia, os especialistas destacam: a surdez, a irritação das pessoas, o “stress”, a alteração do sistema nervoso, a fadiga, a alucinação, as doenças psíquicas, entre outras...<br /> Devido à frequência com que esta poluição é feita, os centros psíquicos passaram a acolher, também, doentes afectados pela Poluição Sonora.<br />
  9. 9.
  10. 10. Poluição Atmosférica <br />Poluição Atmosférica é a introdução de substâncias ou energia para a Atmosfera, que causa danos prejudiciais à saúde da maior parte dos seres vivos e do bom funcionamento de ecossistemas. <br /> A influência das substância que contaminam a Atmosfera depende da sua composição química, da pressão do ar e até mesmo das condições climatéricas. Estes poluentes podem ser dissipados da Atmosfera, ficarem retidos, ou até mesmo dar origem a novos poluentes.<br />
  11. 11.
  12. 12. Poluição Visual <br /> Dá-se o nome de Poluição Visual ao excesso de elementos ligados à comunicação visual (como cartazes, anúncios, propagandas, banners, totens, placas, etc.) dispostos em ambientes urbanos, especialmente em centros comerciais e de serviços. Acredita-se que, além de promover o desconforto espacial e visual daqueles que transitam por estes locais, este excesso enfeia as cidades modernas, desvalorizando-as e tornando-as apenas um espaço de promoção, de festas e de trocas comerciais capitalistas. Porém, acredita-se que o problema, não é a existência da propaganda, mas o seu descontrolo.<br /> Também são consideradas poluições visuais algumas actuações humanas sem estarem necessariamente ligadas a publicidade tais como: o grafite, fios de electricidade e telefónicos, os edifícios com falta de manutenção, o lixo exposto, e outros resíduos urbanos. <br />
  13. 13.
  14. 14. Vida selvagem<br /> Devido aos tipos de poluição já referidos, a vida selvagem de todo o planeta está a sofrer grandes consequências. O número de organismos de uma espécie desce cada vez mais a cada ano que passa. Isso deve-se ao facto do Ser Humano destruir os habitats das espécies directamente ou indirectamente. Ao cortar árvores, por exemplo, está-se a destruir o habitat de vários macacos e outros seres que vivem em florestas e necessitam delas para sobreviver. Muitas espécies já foram extintas, por isso devemos proteger o que nos resta, para bem de todos.<br /> Os pontos positivos dentro deste desastre natural nunca antes visto são as reservas naturais, em que os animais estão protegidos de qualquer ameaça ao seu habitat, e os centros de criação de animais, que acolhem órfãos e preparam-nos para a vida no exterior.<br /> Estamos num bom caminho, mas é preciso continuar a percorrê-lo.<br />
  15. 15.
  16. 16. As Doenças<br /> A Poluição afecta todos nós, mas sobretudo os mais necessitados. Países pobres não têm medicação suficiente para doenças, devido à guerra ou a outros factores, entre eles a poluição. A poluição faz com que a água que as pessoas mais necessitadas precisam de beber, seja impotável e cause doenças graves. Isto faz com que a mortalidade nesses países seja muito alta e a natalidade também, pois a família precisa de membros para trabalhar e receber pouco ou quase nada por dia, fazendo com que mais crianças passem fome e não tenham acesso à saúde e ao ensino.<br /> Os trabalhos das associações que ajudam estes países não é suficiente, é preciso a ajuda de todos e de todos os países. <br />
  17. 17.
  18. 18. Estamos no ano de 2070, acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém de 85. Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água. Creio que me resta pouco tempo de vida. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.  Recordo-me de quando tinha 5 anos. Tudo era muito diferente. Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um duche de cerca de meia hora. Agora usamos toalhas com óleo mineral para limpar a pele. Antes todas as mulheres mostravam a sua formosa cabeleira. Agora devemos rapar a cabeça para a manter limpa sem água. Antes o meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira. Hoje os meninos não acreditam que a água se utilizava dessa forma.Recordo que havia muitos anúncios que diziam CUIDA DA ÁGUA, só que ninguém lhes ligava; pensávamos que a água jamais poderia acabar. Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados. Antes, a quantidade de água indicada como ideal para beber era de oito copos por dia por pessoa adulta. Hoje só posso beber meio copo. A roupa é descartável, o que aumenta grandemente a quantidade de lixo; tivemos que voltar a usar as fossas sépticas como no século XIX porque as redes de esgotos não se usam por falta de água. A aparência da população é horrorosa; corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele ferida pelos raios ultravioletas, pois já não existe a camada de ozono que os filtrava na atmosfera. Imensos desertos constituem a paisagem que nos rodeia por todos os lados. As infecções gastrointestinais, enfermidades da pele e das vias urinárias são as principais causas de morte. A indústria está paralisada e o desemprego é dramático. As fábricas dessalinizadoras são a principal fonte de emprego e pagam com água potável em vez de salário. Os assaltos por um bidão de água são comuns nas ruas desertas. A comida é 80% sintética.  Pela secura da pele, uma jovem de 20 anos está como se tivesse 40. Os cientistas investigam, mas não há solução possível. Não se pode fabricar água, o oxigénio também está degradado por falta de árvores, o que diminuiu o coeficiente intelectual das novas gerações. Alterou-se a morfologia dos espermatozóides de muitos indivíduos; como consequência há muitos meninos com insuficiências, mutações e deformações. O governo até nos cobra pelo ar que respiramos: 137 m3 por dia por habitante adulto.As pessoas que não podem pagar são retiradas das &quot;zonas ventiladas&quot;, que estão dotadas de gigantescos pulmões mecânicos que funcionam com energia solar. Não são de boa qualidade mas pode-se respirar.A média de idade da população é de 35 anos. Em alguns países ficaram manchas de vegetação com o seu respectivo rio que é fortemente vigiado pelo exército: a água tornou-se um tesouro muito cobiçado, mais do que o ouro ou os diamantes. Aqui, em troca, não há árvores porque quase nunca chove, e quando chega a registar-se precipitação, é de chuva ácida. As estações do ano têm sido severamente transformadas pelos testes atómicos e da indústria contaminadora do século XX. Advertia-se que havia que cuidar do meio ambiente e ninguém fez caso. Quando a minha filha me pede que lhe fale de quando eu era jovem, descrevo como os bosques eram bonitos, falo-lhe da chuva, das flores, do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens, beber toda a água que quisesse, como as pessoas eram saudáveis. Ela pergunta-me:- Papá! Por que se acabou a água?Então, sinto um nó na garganta; não posso deixar de sentir-me culpado, porque pertenço à geração que acabou por destruir o meio ambiente ou que simplesmente não teve em conta todos os avisos!Agora os nossos filhos pagam um preço alto, e sinceramente creio que a vida na Terra deixará de ser possível dentro de muito pouco tempo porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível.Como gostaria voltar atrás e fazer com que toda a Humanidade compreendesse isto quando ainda podíamos fazer algo para salvar o nosso planeta Terra!&quot;<br />O Futuro<br /> Devido à poluição, estão a acontecer várias coisas que irão mudar o planeta e a vida como a conhecemos. Por consequência do efeito de estufa, o calor na Terra aumentou fazendo com que, no futuro: o nível das águas do mar suba, de maneira a que várias cidades costeiras fiquem debaixo de água, os fenómenos de temperatura extremos e tempestades tropicais aconteçam com maior regularidade e ar torne-se menos respirável do que é. <br /> O que foi referido pode causar danos em todos os seres vivos e dar origem a uma nova Era Glaciar, a que só alguns seres vivos poderão resistir. <br />
  19. 19.
  20. 20. PROTEGE O TEU PLANETA!<br />Não deites o lixo fora, recicla todos os materiais, doa bens essenciais de que já não precises (roupas, cobertores, etc…), desliga todos os aparelhos eléctricos quando não os usas ou põe-nos em stand-by, usa sacos de papel em vez de sacos de plástico, faz o máximo que puderes!!!<br />A VIDA DE TODOS É A VIDA DE CADA UM!<br />PENSA EM TI, PAR PODERES PENSAR EM TODOS!<br />
  21. 21. FIM<br />

×