Your SlideShare is downloading. ×
0
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Pesquisa sobre Evasão Escolar

15,432

Published on

Published in: Education, Travel
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
15,432
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
117
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1.  
  2. Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para: Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia
  3. Dados Técnicos da pesquisa Identificar, medir e analisar o índice de evasão escolar no estado da Bahia, pela ótica dos profissionais das escolas públicas de Ensino da 5ª a 8ª série e Ensino Médio. Quantitativa, probabilística. Metodologia Objetivos No total foram realizadas 100 entrevistas, distribuídas nas seguintes cidades: 46 em Salvador, 22 em Feira de Santana, 16 em Barreiras, 12 em Jequié e 4 em Canudos. Tamanho e Distribuição da Amostra Data de Campo As entrevistas ocorreram durante o mês de novembro de 2009. Foram realizadas entrevistas pessoais com os responsáveis pelas escolas (diretores, vice-diretores, secretários, coordenador pedagógico ou professor efetivo), com aplicação de questionário estruturado contendo perguntas abertas e fechadas, previamente aprovado pelo cliente. Técnica de Investigação
  4. Dados Técnicos Este trabalho foi realizado pela equipe de entrevistadores da Toledo & Associados, sob a coordenação de: Maria Aparecida Toledo= responsável pela planejamento e análise do projeto Orson Camargo = analista do projeto Professor Lejeune Mirhan= responsável pelo apoio técnico ao projeto. Equipe
  5. Á reas abordadas na pesquisa <ul><li>A distribuição da amostra </li></ul><ul><li>Perfil da amostra </li></ul><ul><li>Dados do ensino fundamental e médio </li></ul><ul><li>Evasão escolar </li></ul><ul><li>Conhecimento do Sindicato dos trabalhadores da Educação no Estado da Bahia </li></ul><ul><li>Conclusões </li></ul>
  6. A distribuição da amostra Base Amostra  100 Salvador = 46 entrevistas Feira de Santana= 22 entrevistas Barreiras= 16 entrevistas Jequié= 12 entrevistas Canudos= 4 entrevistas FEIRA SANTANA 22% JEQUIÉ 12% Cidades SALVADOR 46% BARREIRAS 16% CANUDOS 4% A amostra de escolas foi distribuída em 5 cidades da Bahia, como segue abaixo:
  7. Perfil da Amostra
  8. P erfil Sexo Base Amostra  100 Diretor(a) Vice Diretor(a) Secretário(a) Coordenador(a) pedagógico(a) Professor(a) efetivo(a) 43% 34% 19% 3% 1% Escolas Estaduais x Municipais Idade Média de idade  45 anos 21% 79% Função na área de Educação Salvador: Municipal: 20% Estadual: 80% Feira Santana: Municipal: 23% Estadual: 77% Barreiras: Municipal: 50% Estadual: 50% Jequié: Municipal: 25% Estadual:75% Canudos: Municipal: 75% Estadual: :25%
  9. Comentários <ul><li>Como era de se esperar, a área de educação absorve mais mulheres (79%) que homens (21%). Salvador tem o maior número de mulheres na educação (41%), seguido por Feira de Santana (22%). Em Barreiras e Jequié todos os respondentes das escolas são mulheres. </li></ul><ul><li>A cidade de Salvador concentra 51% das escolas estaduais pesquisadas, ao passo que, quanto mais para o interior da Bahia, menos escolas estaduais há. Em Canudos, por exemplo, há apenas uma escola estadual para 3 municipais. </li></ul><ul><li>O mesmo ocorre quando se analisa a distribuição do ensino fundamental e médio pelas cidades pesquisadas. Quanto mais distante da capital baiana, menor é o numero de escolas com ensino médio. Das escolas de ensino médio pesquisadas, 56% se encontram em Salvador, seguida por Feira de Santana (21%), Barreiras e Jequié com 10% cada, e Canudos com apenas 3% do total. </li></ul><ul><li>É interessante notar que o mesmo ocorre com ensino supletivo e educação para jovens e adultos. Quanto mais para o interior se vai, menos escolas há. </li></ul>
  10. <ul><li>A idade média dos funcionários que foram entrevistados é de 45 anos. Chama a atenção o quão jovens são os diretores e vice-diretores das escolas entrevistadas. Dentre os diretores, 33% tem idade entre 30 e 39 anos e 47% tem entre 40 e 49 anos. Entre os vice-diretores, temos 38% com idade entre 30 e 39 anos, e 44% com 40 a 49 anos. Por outro lado, 26% dos que disseram ser secretário(a) tem mais de 60 anos de idade. </li></ul><ul><li>Em relação à rede de ensino estadual, temos um número maior de funcionários graduados: 72% dos diretores, 62% de vice-diretores, 84% de secretários e 100% dos coordenadores e professores entrevistados. </li></ul><ul><li>  Na rede municipal de ensino, temos 28% de diretores, 38% de vice-diretores e 16% de secretários. </li></ul>Comentários
  11. A caracterização da escola <ul><ul><ul><li>Turno da manhã  99,0% </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Turno da tarde  97,0% </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Turno da noite  86,0% </li></ul></ul></ul>Tempo de Aprender Jovens e Adultos 1% 5º a 8º série Ensino Fundamental 94% Ensino Médio 61% Educação de Jovens e Adultos 21% 1º a 4º série Ensino Fundamental 14% Supletivo 2% Esta escola funciona com: Cursos/ Séries que as escolas oferecem Ensino Fundamental Média de  787 alunos Ensino Médio Média de  587 alunos Capacidade máxima de vagas das escolas  Em média são 1.334 alunos Base Amostra  100 IM  1,9 Base Amostra  100 IM  2,8
  12. <ul><li>71% dos alunos da 5ª a 8ª série do ensino fundamental, e todos dos que cursam o ensino médio, estudam na rede estadual de ensino. </li></ul><ul><li>Na rede de ensino municipal temos 29% dos que estudam da 5ª a 8ª série do ensino fundamental. </li></ul><ul><li>Em praticamente todas as escolas ouvidas, há aula nos períodos da manhã, tarde e noite. </li></ul><ul><li>Os turnos da manhã e da tarde há em todas as escolas pesquisadas. Já o turno da noite há em 94% das escolas de Salvador, 86% das de Feira de Santana, 75% em Barreiras e 83% de Jequié e 50% em Canudos. </li></ul><ul><li>Há, em média, em cada escola pesquisada, 787 alunos da 5ª a 8ª série do ensino fundamental, sendo que em Salvador o número médio é de 853 alunos, 1.034 em Feira de Santana, 600 em Barreiras, 433 em Jequié e 554 em Canudos. </li></ul>Comentários
  13. <ul><li>Já no ensino médio, a média geral de alunos por escola cai para 587 em relação ao ensino fundamental, expressando uma evasão escolar “oculta” entre uma fase do ensino e outra. Em Salvador a média é de 733 alunos por escola do ensino médio, em Feira de Santana é de 432, seguida por Barreiras com 465 alunos, Jequié com 394 e Canudos com 255 alunos. </li></ul><ul><li>Foi pedido para que cada entrevistado, independente da série, citasse a capacidade máxima de vagas naquela escola pesquisada. A média total de vagas disponíveis nas escolas ouvidas, segundo os entrevistados, é de 1.334 vagas, praticamente o mesmo número de alunos matriculados, exceto na cidade de Feira de Santana, onde a demanda é maior que a oferta – 1.466 alunos matriculados no ensino fundamental e ensino médio, contando com apenas 1.216 vagas; um déficit de cerca de 250 vagas. </li></ul><ul><li>Em Salvador o número de vagas disponíveis é de 1.593 vagas, em média, seguida por Feira de Santana com 1.217, Barreiras com 1.087 vagas, Jequié com 996 (com sobra de 170 vagas) e Canudos com 1.000 vagas, em média, disponíveis por escola (com superávit de 200 vagas). </li></ul>Comentários
  14. Foi perguntado aos responsáveis de cada escola: Na Bahia, como em todo o Brasil a evasão escolar tem crescido bastante. Os índices atuais de evasão nas 5º à 8º série do Ensino Fundamental e no Ensino Médio é de 10%, aproximadamente. Em sua opinião, existe evasão nestes níveis escolares, nesta cidade? 79% de todos os respondentes, admitem a evasão escolar 20% afirmam que não há E 1% não soube responder. Feira de Santana e Barreiras, são as cidades que menos admitem a evasão escolar, com 59% e 56%, respectivamente, de menções afirmativas. Evasão escolar Base Amostra  100
  15. Média geral Evasão escolar pelas cidades Base Amostra  100 Sim % Não % Salvador 89% 11% Feira de Santana 59% 36% NR % 5% - Barreiras 56% 44% - 100% - - Jequié 100% - - Canudos Cidades
  16. Evasão escolar pelas cidades - média Dos 79% de respondentes que admitem que há evasão escolar em suas cidades, apenas 53% souberam indicar um percentual de evasão. Índice Médio de evasão escolar nas 5 cidades pesquisadas foi de 18,4%. Base Respondente  79
  17. Razões da evasão escolar na Bahia Base Amostra  100 IM: 1,8
  18. BR  16 Razões da evasão escolar na Bahia pelas cidades Base Amostra  100 IM: 1,8 BR  46 BR  22 BR  12 BR  4 Salvador Feira Santana Barreiras Jequié Canudos Desinteresse da família Total  67% 61% 64% 75% 83% 75% Alunos não conseguem conciliar horários Total  25% 24% 41% 13% 25% - Dificuldade alunos em vencer o cansaço Total  17% 15% 18% 6% 25% 50% Alunos tem medo de assaltos/ violência Total  9% 13% 5% 13% - - Influência por más companhias/ drogas Total  8% 4% 5% 13% 17% 25% Mudança de moradia Total  7% 2% 9% 25% - - Falta de qualidade, aulas se tornam desinteressantes Total  6% 4% 5% - 25% - Falta motivação para os que trabalham Total  4% 2% - 6% 8% 25% Época de safra,vão para roça Total  4% - 5% 19% - - Distância entre casa e escola Total  3% 4% 5% - - -
  19. Razões da evasão escolar pelas escolas
  20. Comentários <ul><li>Para a rede estadual de ensino, em geral, três a cada quatro entrevistados consideram que o desinteresse do aluno e/ou familiar em manter o filho(a) estudando é o principal motivo da evasão escolar na Bahia(71%). Em seguida aparece a dificuldade de compatibilizar os horários de trabalho e estudo (29%), e em terceiro aparece a dificuldades dos alunos em vencer o cansaço (14%). </li></ul><ul><li>Para a rede municipal de ensino, em geral, o desinteresse da família em que os filhos continuem estudando é a principal razão pela evasão escolar (57%). Porém, a ordem das razões da evasão escolar se invertem, em relação à rede estadual. Os alunos que não conseguem vencer o cansaço (25%) aparece como o segundo motivo da evasão, seguido pela dificuldade em conciliar trabalho e estudo (14%). </li></ul><ul><li>79% dos entrevistados disseram que há evasão escolar na Bahia, 20% discordam dessa afirmação. Dentre os que acreditam haver evasão escolar na rede de ensino baiana, 73% tem idade até 49 anos, concentrando nos municípios de Salvador (52%), Feira de Santana (17%), Jequié (15%), Barreiras (11%) e Canudos (5%). </li></ul><ul><li>Essa percepção é maior entre os diretores (42%) e vice-diretores (33%) das escolas entrevistadas. A evasão escolar é majoritariamente no ensino médio (87%), mas não menor no ensino fundamental (81%). </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  21. <ul><li>Dentre as escolas que responderam que há evasão escolar, 47% não souberam responder qual o percentual de evasão escolar na sua cidade. </li></ul><ul><li>A média de evasão escolar, segundo os entrevistados nas cinco cidades, é de 18%, bem próxima do índice medido pela FGV-RJ que é de 21%( dados referentes ao Estado da Bahia e ao Ensino Médio). </li></ul><ul><li>Em Salvador, a média de evasão escolar é de 17%. Feira de Santana atinge a média de 19%, Barreiras 15% e Canudos 14%. É alarmante o índice de evasão escolar na cidade de Jequié, com média de 31%. Esse índice é 50% maior que a média nacional e nordestina, que está em torno de 21%. </li></ul><ul><li>A percepção da evasão escolar nas escolas estaduais é quase o dobro das municipais. </li></ul><ul><li>Entre as escolas estaduais, o índice médio de evasão escolar é de 21% e entre as escolas municipais o índice é de 11%. </li></ul>Comentários
  22. Base Amostra  100 Conhecimento do Sindicato de Trabalhadores em Educação no Estado da Bahia Média geral= 88% de conhecimento Sim % Não % Salvador 80% 13% Feira de Santana 95% 5% Parcialmente % - 7% Barreiras 88% 13% - 100% - - Jequié 100% - - Canudos Conhecimento pelas cidades Parcialmente
  23. Razões Positivas do Sindicato de Trabalhadores em Educação no Estado da Bahia Base Respondente  91 IM: 1,1 Razões Positivas BR  40 BR  21 BR  14 BR  4 BR  12 66% dos respondentes não reconhecem atributos positivos ao Sindicato. Em Barreiras esta percepção é maior= 79%. Salvador Feira Santana Barreiras Jequié Canudos Nenhum Total  66% 68% 57% 79% 58% 75% São empenhados em defender os direitos da classe Total  21% 23% 33% 14% 8% - Fazem reuniões constantes para colocar a categoria atualizada Total  4% 3% 5% 7% 8% - São bem atuantes na questão salarial Total  3% 5% 5% - - -
  24. Base Respondente  91 IM: 1,2 Razões Negativas Razões Negativas do Sindicato de Trabalhadores em Educação no Estado da Bahia BR  40 BR  21 BR  14 BR  12 BR  4 29% dos respondentes não reconhecem atributos negativos ao Sindicato. Salvador Feira Santana Barreiras Jequié Canudos São pouco atuantes com a classe Total  31% 23% 24% 57% - 50% Nenhum Total  29% 28% 33% 21% 42% - São omissos no que diz respeito a categoria Total  9% 10% 14% - - 25% Estão no poder há muito tempo e por isso estão acomodados Total  9% 13% 5% 7% 8% - Não orienta a categoria na qualificação profissional Total  8% 10% 5% - 17% - São pouco atuantes na questão salarial Total  8% 8% 10% - 8% 25% Só vem na escola em épocas de eleições Total  2% 3% - - 8% -
  25. Comentários <ul><li>É expressivo o número de entrevistados que disseram conhecer o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (88%). Esta instituição é conhecida por todos, e está dispersa em todas as faixas etárias, cidades, séries e funções escolares, assim como nas redes de ensino estadual e municipais. </li></ul><ul><li>Chama a atenção os entrevistados com idade entre 40 e 49 anos (10%) e os secretários (21%) que disseram não conhecer a APLB. </li></ul><ul><li>Na média, 66% nada disseram de positivo sobre o sindicato . Porém, os aspectos positivos foram: 21% disseram que o sindicato se empenha em defender os interesses da classe, 4% afirmam que o sindicato faz reuniões constantes para que a categoria esteja atualizada e 3% disseram que a entidade é atuante na questão salarial. </li></ul><ul><li>29% nada disseram de negativo sobre o sindicato. Em relação aos aspectos negativos, em geral, 31% afirmaram que o sindicato é pouco atuante com a classe, sem especificar que tipo de atuação deveria ser feita. 9% criticam a entidade por serem omissos no que diz respeito a categoria e o mesmo percentual afirma que os dirigentes estão no poder há muito tempo e por isso estão acomodados. 8% disseram que a entidade não orienta a categoria na qualificação profissional. </li></ul>
  26. Conclusões                                    
  27. Conclusões <ul><li>O percentual de evasão escolar no ensino médio no Brasil em 2007 chegou a 15,5%, de acordo com os dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com a publicação &quot;Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009&quot;. As pesquisas revelaram que o estado da Bahia, tem o maior percentual entre as médias brasileira e nordestina: 20,9%. </li></ul><ul><li>Os principais resultados e motivos para evasão escolar na Bahia, apontados na pesquisa desenvolvida pela Toledo & Associados, vão ao encontro do estudo sobre evasão escolar em âmbito nacional realizado pela FGV-RJ, com dados da PNAD comparando 2004 a 2006. </li></ul><ul><li>De modo geral, há uma profunda percepção, pelos que foram entrevistados, da evasão escolar na Bahia, haja vista que independente da função exercida na escola ou a localidade dessa mesma escola, a percepção é corroborada pelas razões atribuídas a este fato. </li></ul>
  28. Conclusões <ul><li>O desinteresse do aluno e/ou da família em estimular seus filhos a freqüentarem a escola, a difícil conciliação entre trabalho e estudo e o próprio cansaço dos alunos, seja devido ao trabalho ou à longa distância entre sua casa e escola , são os motivos recorrentes que originam a evasão escolar. </li></ul><ul><li>A percepção da evasão escolar entre os profissionais pesquisados, é maior na capital e nos municípios menores(Salvador =89% e 100% em Canudos e Jequié).Já nos municípios de porte médio, a percepção de evasão escolar diminui(Feira de Santana= 59% e Barreiras=56%). </li></ul><ul><li>A evasão escolar é percebida por todos os funcionários da rede de ensino municipal e estadual da Bahia. </li></ul><ul><li>E o índice médio obtido da evasão escolar pela ótica dos profissionais da educação é de 18,4%. Pelas cidades, segue o gráfico abaixo: </li></ul>
  29. Realizado por Toledo & Associados com exclusividade para:Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia

×