Aula 1 Anatomia - Osteologia veterinária

71,815 views
70,761 views

Published on

Primeira aula de anatomia. Osteologia :)

Published in: Education
4 Comments
76 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
71,815
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
55
Actions
Shares
0
Downloads
1,955
Comments
4
Likes
76
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 1 Anatomia - Osteologia veterinária

  1. 1. UFG ICB DEMORF Veterinária Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos OSTEOLOGIAJúlio Roquete Cardoso, Med. vet. MsC., Dr.
  2. 2. OSSOS SÃO ÓRGÃOS VIVOS!• Contém vários tipos celulares, vasos e nervos• Responde a influências mecânicas e endócrinas ese modifica• 5 a 7% da massa óssea é reciclada a cada ano
  3. 3. NÚMERO DE OSSOS- sofre variação segundo: . espécie . Idade . Sexo- número de ossos nas espécies domésticas . eqüino: 189 . bovino: 188 . suínos: 223 . cão: 215
  4. 4. ESQUELETO • 20% do peso corporalConstituição:OssosCartilagens ( Ex. cartilagens costais, disco intervertebral)Ligamentos
  5. 5. FUNÇÕES DO ESQUELETO- sustentação- conformação- arcabouço- proteção de partes moles- Reserva de minerais- Hematopoiética (produção de sangue)- locomoção
  6. 6. TIPOS DE ESQUELETOEXOESQUELETO – É a parte externa doesqueleto e está associada ao endoesqueleto.Ex . Nos quelônios, tatus.ENDOESQUELETO – é esqueleto interno dosvertebrados de forma normal.
  7. 7. DIVISÕES DO ESQUELETOEsqueleto Axial Esqueleto Esqueleto Axial Axial Esqueleto Apendicular Fonte: http://www.valpo.edu/organization/psme/pics/instruments/horse.jpg
  8. 8. Esqueleto EsplâncnicoÉ constituído por ossos que estão inseridos em tecidos moles enão se articulam com o restante do esqueleto.São eles: Osso Hióide das aves Osso Peniano (no cão) Osso cardíaco (na saída da aorta do coração de ruminantes)
  9. 9. HISTOLOGIA do OSSO 1 Ósteons - Unidadesconstituídas por um canal (canaldo ósteon ou de Havers)envolvidos por lamelas ósseasconcêntricas. 2 Canais de VolkmannComunicam os canais deHavers. Células ósseas
  10. 10. Função dos Canais –passagem de vasos paranutrição das células dotecido ósseo.
  11. 11. CLASSIFICAÇÃO DO OSSO QUANTO À FORMA1. Osso Longo 2. Osso Curto 3. Osso Plano C>L e E C≈L≈E C≈L>E Ex. ossos do carpo Ex. escápulaEx. fêmur e úmero Legenda: C= comprimento, L= largura e E = espessura
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO DO OSSO QUANTO À FORMA 4. Osso Irregular 5. Osso Pneumático Sem parâmetros Contem cavidades onde circula ar Ex. Vértebras Ossos do crânio e os das aves
  13. 13. ARQUITETURAOSSO LONGOFonte:FRANDSON;WILKE; FAILS(2005)
  14. 14. ARQUITETURA OSSO LONGO Cartilagem articularCartilagem epifisária –Responsável pelocrescimento do osso emcomprimento
  15. 15. TIPOS DE OSSOOsso compacto – é maciço a olho nu.Osso esponjoso – é poroso a olho nu. Os porossão preenchidos por medula óssea.
  16. 16. MEDULA ÓSSEAMedula Óssea Vermelha: localiza-se no ossoesponjoso, ou diáfise de jovens.Função: formação de eritrócitos, leucócitosmegacariocitos (formam as plaquetas). Medula Óssea Amarela: na diáfise dos ossos longos, é composta de tecido conjuntivo formado por células adiposas.
  17. 17. REVESTIMENTOS DO OSSOPERIÓSTEO – é a membrana de tecidoconjuntivo que reveste a superfície externado osso, exceto nas superfícies articulares.Divisão:Membrana externa – é fibrosa, sustenta operisósteoMembrana interna – é celular, dá origem acélulas osteogênicas.Função do periósteo: crescimento do osso Periósteoem espessura, correção de fraturas.O periósteo é inervado (percepção dolorosa) e vascularizado.
  18. 18. REVESTIMENTOS DO OSSOENDÓSTEO – é a membrana de tecidoconjuntivo que reveste a superfície internado osso (cavidade medular, poros do ossoesponjoso e canais de Havers).Contém células osteogênicas.
  19. 19. Nutrição do ossoArtérias articulares– nutre a epífise doosso e a medulaóssea do osso Ramificação dos vasosesponjoso pelos canais ósseos Vasos periostaisArtéria nutrícia – nutre a medulaóssea e parede da diáfise juntocom as artérias periostais
  20. 20. Constituição do osso⅓ Matriz orgânica – principalmente colágeno – confereelasticidade⅔- Matriz inorgânica – constituído principalmente porfosfato de cálcio – confere rigidez ao osso
  21. 21. CONTORNOS E ACIDENTES ÓSSEOS- áreas irregulares – saliências e depressões- funções . superfície para articulação . ponto de fixação de tendões e ligamentos- saliências articulares . côndilo, cabeça, capítulo, tróclea ou dente- saliências para fixação de tendões e ligamentos . túber, tubérculo, tuberosidade, maléolo processo, trocânter ou epicôndilo
  22. 22. CONTORNOS E ACIDENTES ÓSSEOS- saliências lineares . crista, linha, espinha ou promontório- áreas lisas articulares ou não . asa, ramo ou lâmina- depressões articulares ou não . fossa, cavidade, fosseta, faceta, fóvea, colo fissura, incisura, sulco, arco ou canal
  23. 23. Número de vértebras TABELA 1- Número de vértebras nos animais domésticos.Espécie Cervicais Torácicos Lombares Sacrais CoccígeasEquino 7 18 6 5Bovino 7 13 6 5Ovino 7 12-14 6(7) 4Caprino 7 13 6 5Canino 7 13 7 3Gato 7 13 7 3Suíno 7 15 6 4

×