(Microsoft word   texto de apoio dilemas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

(Microsoft word texto de apoio dilemas

on

  • 1,177 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,177
Views on SlideShare
1,172
Embed Views
5

Actions

Likes
0
Downloads
14
Comments
0

1 Embed 5

http://filosofia-diariodebordo.wikispaces.com 5

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

(Microsoft word   texto de apoio dilemas (Microsoft word texto de apoio dilemas Document Transcript

  • ESCOLA SECUNDÁRIA DE BOCAGE Dilemas Éticos Filosofia 10º ano O Dilema de Heinz, é um dos dilemas mais conhecidos de LawrenceKohlberg (1927-1987), Psicólogo norte -americano, que dedicou a sua vida aoestudo do desenvolvimento moral.PARTE INuma cidade da Europa, uma mulher estava a morrer de cancro. Ummedicamento descoberto recentemente por um farmacêutico dessa cidadepodia salvar-lhe a vida. A descoberta desse medicamento tinha custado muitodinheiro ao farmacêutico, que agora pedia dez vezes mais por uma pequenaporção desse remédio. Henrique (Heinz), o marido da mulher que estava amorrer, foi ter com as pessoas suas conhecidas para lhe emprestarem odinheiro pedido pelo farmacêutico. Foi ter, então com ele, contou-lhe que a suamulher estava a morrer e pediu-lhe para o deixar levar o medicamento maisbarato. Em alternativa, pediu-lhe para o deixar levar o medicamento, pagandomais tarde a metade do dinheiro que ainda lhe faltava. O farmacêuticorespondeu que não, que tinha descoberto o medicamento e que queria ganhardinheiro com a sua descoberta. O Henrique, que tinha feito tudo ao seu alcancepara comprar o medicamento, ficou desesperado e estava a pensar assaltar afarmácia e roubar o medicamento para a sua mulher. Deve Heinz assaltar afarmácia para roubar o medicamento para salvar a sua mulher? E deveriaHeinz assaltar a farmácia para roubar o medicamento para salvar a vida de umdesconhecido?PARTE IISupondo que Heinz assaltava a Farmácia. A notícia do roubo aparecia nojornal. Brown, um polícia que conhecia Heinz, leu a noticia e lembrou-se de oter visto a sair correndo da tal Farmácia. Como era amigo de Heinz, econhecendo o seu caso, perguntou a si mesmo se deveria denunciá-lo. Deve opolícia acusar o Heinz de roubo? E se o fizer, deve ser ele a prendê-lo?PARTE IIISupondo que Brown prendia Heinz, este é levado a tribunal e compete agoraao Juiz determinar qual a sua sentença. Deve o Juiz condenar Heinz oususpender a pena e libertá-lo?1- Que faríamos no lugar de Heinz, do Policia e do Juiz? Que valores estão emconflito neste dilema? Dilemas ÉticosFilosofia 10º ano
  • Sócrates – Então, a piedade1 é amada pelos deuses, porque é piedade, ou épiedade, porque é amada pelos deuses?( )Sócrates – O que eu quero dizer é isto: se alguma coisa age ou é afectada,não é por ser agente que ela age, mas é porque age que ela é agente; nem épor ser uma coisa afectada que ela é afectada, mas é porque é afectada queela é uma coisa afectada. Concordas com isto?Êutifron – Concordo.Sócrates – Então, o que é amado, ou age sobre algo, ou é afectado por algo?Êutifron – Decerto.Sócrates – Portanto é como anteriormente: não é por ser uma coisa amadaque uma coisa é amada pelos que a amam, mas é porque a amam que ela éuma coisa que é amada. Platão, Êutifron, INCM, p. 44-45 10-b, 10-c 1- A piedade é amada pelos deuses, porque é piedade, ou é piedade, porque é amada pelos deuses?" Dilema apresentado pela primeira vez por Platão no diálogo Êutifron.Este dilema proporciona um argumento poderoso contra a teoria dosmandamentos divinos. Podemos introduzi-lo através desta pergunta, onde x éum acto como matar, roubar ou mentir: x é errado porque Deus julga que x éerrado, ou Deus julga que x é errado porque x é errado? Se optarmos pelasegunda hipótese, temos de rejeitar a teoria dos mandamentos divinos, porqueestamos a presumir, afinal, que certas coisas são erradas independentementedo que Deus pensa sobre elas. Se optarmos pela primeira hipótese, temos deconcluir que, se Deus considerasse bom fazer coisas como matar, roubar oumentir, então seria bom fazer essas coisas.Pedro Galvão, «Dilema de Êutifron», in. Dicionário Escolar de Filosofia, Org. Aires Almeida, EdPlátano, CEF-SPF, p.511 Piedade - compaixão, dó, pena, comiseração Dilemas ÉticosFilosofia 10º ano